juventude e contemporaneidade

Download Juventude e contemporaneidade

Post on 21-Aug-2015

1.260 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. CAPA_JUVENTUDES 03.09.07 09:34 Page 1 para Todos duplamente importante.A Coleo Educao para Todos, Por um lado, o livro certamente con- lanada pelo Ministrio da Educao tribuir para aprofundar o debate sobre(MEC) e pela Organizao das Naes processos educativos no Brasil e noUnidas para a Educao, a Cincia e mundo. Por outro lado, sua publicaoa Cultura (UNESCO) em 2004, apresen- certamente contribuir, tambm, para ta-se como um espao para divulgao a melhor formulao de polticas pbli-de textos, documentos, relatrios de cas de juventude.pesquisas e eventos, estudos de pes- Reconhecendo a especial importn-quisadores, acadmicos e educa- cia de algumas contribuies original- mente publicadas na Revista BrasileiraJuventude e dores nacionais e internacionais, nosentido de aprofundar o debate emtorno da busca da educao para todos. de Educao e a elas adicionando doisContemporaneidadeJuventude e Contemporaneidade outros artigos inditos, este livro est Representando espao de interlo- dividido em trs partes: Juventudes no cuo, de informao e de formao mundo contemporneo, Modos de serpara gestores, educadores e pessoas jovem e Juventude e polticas pblicas interessadas no campo da educao no Brasil. continuada, reafirma o ideal de incluirAcreditamos que neste momento socialmente um grande nmero de histrico, em que o governo e a socie- jovens e adultos, excludos dos proces- dade brasileira esto sendo insistente-sos de aprendizagem formal, no Brasil mente chamados a aprofundar a refle- e no mundo. xo sobre as vulnerabilidades e asPara a Secretaria de Educao Con- potencialidades da sua juventude, este tinuada, Alfabetizao e Diversidade livro ser muito til para educadores, (SECAD), a educao no pode estar pesquisadores e gestores dedicados separada, nos debates, de questes ao trabalho com jovens.como desenvolvimento ecologicamentesustentvel, gnero e diversidade deorientao sexual, direitos humanos,justia e democracia, qualificao pro-fissional e mundo do trabalho, etnia,tolerncia e paz mundial. A compre-enso e o respeito pelo diferente e peladiversidade so dimenses funda-mentais do processo educativo.Este volume, o n 16 da coleo, trazuma coletnea de artigos que celebrauma promissora parceria entre aAssociao Nacional de Ps-Graduaoe Pesquisa em Educao (ANPEd), aSecretaria Nacional de Juventude, daSecretaria-Geral da Presidncia daRepblica, que se associam SECAD/16MEC e UNESCO. Trazer a temticaJuventude para a Coleo Educao
  2. 2. CAPA_JUVENTUDES 07.02.08 16:14 Page 2para Todos duplamente importante.A Coleo Educao para Todos,Por um lado, o livro certamente con- lanada pelo Ministrio da Educaotribuir para aprofundar o debate sobre(MEC) e pela Organizao das Naesprocessos educativos no Brasil e noUnidas para a Educao, a Cincia emundo. Por outro lado, sua publicaoa Cultura (UNESCO) em 2004, apresen-certamente contribuir, tambm, para ta-se como um espao para divulgaoa melhor formulao de polticas pbli-de textos, documentos, relatrios decas de juventude.pesquisas e eventos, estudos de pes-Reconhecendo a especial importn-quisadores, acadmicos e educa-cia de algumas contribuies original- dores nacionais e internacionais, nomente publicadas na Revista Brasileira sentido de aprofundar o debate emde Educao e a elas adicionando doistorno da busca da educao para todos.outros artigos inditos, este livro est Representando espao de interlo-dividido em trs partes: Juventudes no cuo, de informao e de formaomundo contemporneo, Modos de serpara gestores, educadores e pessoasjovem e Juventude e polticas pblicas interessadas no campo da educaono Brasil. continuada, reafirma o ideal de incluir Acreditamos que neste momento socialmente um grande nmero dehistrico, em que o governo e a socie- jovens e adultos, excludos dos proces-dade brasileira esto sendo insistente-sos de aprendizagem formal, no Brasilmente chamados a aprofundar a refle- e no mundo.xo sobre as vulnerabilidades e asPara a Secretaria de Educao Con-potencialidades da sua juventude, este tinuada, Alfabetizao e Diversidadelivro ser muito til para educadores, (SECAD), a educao no pode estarpesquisadores e gestores dedicados separada, nos debates, de questesao trabalho com jovens.como desenvolvimento ecologicamente sustentvel, gnero e diversidade de orientao sexual, direitos humanos, justia e democracia, qualificao pro- fissional e mundo do trabalho, etnia, tolerncia e paz mundial. A compre- enso e o respeito pelo diferente e pela diversidade so dimenses funda- mentais do processo educativo. Este volume, o n 16 da coleo, traz uma coletnea de artigos que celebra uma promissora parceria entre a Associao Nacional de Ps-Graduao e Pesquisa em Educao (ANPEd), a Secretaria Nacional de Juventude, da Secretaria-Geral da Presidncia da Repblica, que se associam SECAD/ MEC e UNESCO. Trazer a temtica Juventude para a Coleo Educao
  3. 3. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 1 Juventude eContemporaneidade Organizao: Osmar Fvero Marlia Pontes Spsito Paulo Carrano Regina Reys Novaes Braslia, 2007
  4. 4. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 2 edies MEC/UNESCOSECAD Secretaria de EducaoContinuada, Alfabetizada e DiversidadeEsplanada dos Ministrios, Bl. L, sala 700Braslia, DF, CEP: 70097-900Tel.: (55 61) 2104-8432Fax.: (55 61) 2104-9423www.mec.gov.brRepresentao no BrasilSAS, Quadra 5, Bloco H, Lote 6,Ed. CNPq/IBICT/UNESCO, 9 andar70070-914 Braslia/DF BrasilTel.: (55 61) 2106-3500Fax: (55 61) 3322-4261grupoeditorial@unesco.org.brwww.unesco.org.br
  5. 5. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 3 Juventude eContemporaneidadeOrganizao:Osmar FveroMarlia Pontes SpsitoPaulo CarranoRegina Reys Novaes Secretaria-Geral da Secretaria Nacional Ministrio Presidncia da Repblicade Juventudeda Educao
  6. 6. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 4 2007. Secretaria de Educao Continuada, Alfabetizao e Diversidade (SECAD) e Organizao das Naes Unidas para a Educao, a Cincia e a Cultura (UNESCO) Conselho Editorial da Coleo Educao para Todos Adama Ouane Alberto Melo Dalila Shepard Clio da Cunha Osmar Fvero Ricardo Henriques Coordenao Editorial da UNESCO: Clio da Cunha Assistente Editorial da UNESCO: Larissa Vieira Leite Coordenao Editorial da SECAD/MEC: Timothy Denis Ireland Coordenao Editorial da ANPEd: Osmar Fvero e Dbora Barreiros Reviso Tcnica: Jeanne Sawaya Reviso: Osmar Fvero e Regina Reys Novaes Diagramao: Paulo Selveira Tiragem: 5.000 exemplaresJuventude e Contemporaneidade. Braslia : UNESCO, MEC, ANPEd, 2007. 284 p. (Coleo Educao para Todos; 16). ISBN: 978-85-7652-064-8 1. Educao Universal 2. Democratizao da Educao 3. Educao de Adultos 4. Juventude I. UNESCO II. Brasil. Ministrio da EducaoCDD 379.2 Os autores so responsveis pela escolha e apresentao dos fatos contidos neste livro, bem como pelas opinies nele expressas, que no so necessaria- mente as da UNESCO e do Ministrio da Educao, nem comprometem a Orga- nizao nem o Ministrio. As indicaes de nomes e a apresentao do material ao longo deste livro no implicam a manifestao de qualquer opinio por parte da UNESCO e do Ministrio da Educao a respeito da condio jurdica de qualquer pas, territrio, cidade, regio ou de suas autoridades, nem tampouco a delimitao de suas fronteiras ou limites.
  7. 7. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 5SUMRIO 1. APRESENTAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .07 2. JUVENTUDES NO MUNDO CONTEMPORNEOO jovem como modelo culturalAngelina T. Peralva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13Juventude, tempo e movimentos sociaisAlberto Melucci . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29Las culturas juveniles: un campo de estudio; breve agenda para la discusinRossana Reguillo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .47Consideraes sobre a tematizao social da juventude no Brasil.Helena W. Abramo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .73 3. MODOS DE SER JOVEMO trabalho, busca de sentidoG. Bajoit e A. Franssen . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .93As gangues e a imprensa: a produo de um mito nacionalMartn Snchez-Jankowsk . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .125O jovem como sujeito socialJuarez Dayrell . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .155 4. JUVENTUDE E POLTICAS PBLICAS NO BRASILJuventude e polticas pblicas no BrasilMarlia Pontes Spsito e Paulo Carrano . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .179Juventude e poder local: um balano de iniciativas pblicas voltadaspara jovensMarlia Pontes Spsito, Hamilton H. de C. e Silva eNilson Alves de Souza . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .217.Polticas de juventude no Brasil: continuidades e rupturasRegina Reyes Novaes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .253
  8. 8. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 6
  9. 9. MEC JUVENTUDE:MEC JUVENTUDE December/9/08 2:48 PM Page 7 APRESENTAO Experimentamos hoje uma aguda conscincia do novo, e da obsoles- cncia de uma parte pelo menos das categorias atravs das quais vrias geraes de cientistas sociais e educadores pensaram o mundo. O trabalho, a escola, os valores, a poltica constituem elementos centrais destas transformaes, que afetam os jovens, mais do que outras categorias da populao, simplesmente porque esta uma histria que est nascendo com eles. O pargrafo acima foi retirado do editorial, escrito pelas pesquisadoras Angelina Teixeira Peralva e Marlia Pontes Spsito, para um nmero espe- cial da Revista Brasileira de Educao, publicada pela Associao Nacional de Ps-Graduao e Pesquisa em Educao (ANPEd). O nmero, que se chamou Juventude e Contemporaneidade, foi muito bem recebido na comu- nidade acadmica. Estvamos em 1997 e, naqueles anos, os jovens ressurg