Jornal Voz do Itapocu - 5ª Edição - 01/06/2013

Download Jornal Voz do Itapocu - 5ª Edição - 01/06/2013

Post on 18-Mar-2016

221 views

Category:

Documents

8 download

DESCRIPTION

5 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: http://www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

JORNALSBADO, 1 DE JUNHO DE 2013. ANO 1 - EDIO 005 - DISTRIBUIO GRATUITACASAN: ESTATAL VAI APRESENTAR PROPOSTA EM AUDINCIA PBLICA E MAIS: PREFEITO E SITUAO NA CMARA SO FAVORVEIS, OPOSIO QUER AUTARQUIA Casan quer renovar o contrato por 30 anos com Barra Velha e investir R$96 milhes na cidadePROTEOFUNDEMA DE BARRA VELHA INSTALA PLACAS EM PROTEO AS CORUJAS NA PRAIA DA PENN-SULAPASTORAL DE SO JOO DO ITAPERI INCENTIVA JOVENS E ADULTOS DA COMU-NIDADEAULAS DE MSICAPG 5 PG 13SEG. PBLICAHOMEM MORRE EM BARRA VELHA TENTANDO DEFENDER AMIGOESPORTESEMIFINAL DE FUTEBOL DE CAMPO ACONTECE AMANH EM BARRA VELHAGERALPREFEITO DE ARAQUARI SERENE COM MORADORES DO MUNICPIO PG 11 PG 5 PG 16PG 8Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras2 EDITORIAL Sbado, 1 de junho de 2013.A corrupo e a mdia fato que no se pode co-mungar com quem cor-rupto ou com quem se deixa corromper.No se pode deixar de inves-tigar todas as acusaes; Mas tambm no se deve acusar levianamente (s para aumentar audincia e visibilidade) sem se preocu-par em ser comprometido com a verdade, para ser to somente comprometido com a argumentao, com a publicidade, com interesses comerciais, pessoais e auto-promocionais quando no polticos.Mas, se por um lado fato que no se pode estar em concordncia com a corrup-o, fato que tambm no se pode concordar com a ir-responsabilidade e omisso na mdia. Principalmente quando diz respeito ao nome e reputao que, se para o homem comum j deveria representar um valor a man-ter, para o homem pblico representa o maior valor a manter.Os meios de comunicao devem ouvir os dois lados (acusador e acusado) an-tes de darem publicidade acusao, como forma de demonstrar seriedade e compromisso.Esse tipo de compromisso com a verdade dos fatos, e no com a pirotecnia en-ftica, que deve ser exigida pelas pessoas de raciocnio critico. Notadamente as de maiores oportunidades in-telectuais e educacionais.Tambm fato que se por um lado deplorvel a con-denao irresponsvel por parte da Mdia, por outro lado ainda mais deplorv-el a no responsabilizao criminal dos corruptos da operao El Ninho.J hora da mdia agir com mais responsabilidade sobre a forma como divulga suas notcias.Para isso necessrio que os pro ssionais respon-sveis pela divulgao pri-orizem o pro ssionalismo e a tica dos que fazem suas notcias, e no deem espao aos que vendem suas opin-ies, suas conscincias e suas responsabilidades.PREVISO DO TEMPOSBADOSol com pancadas de chuva(01/06)MX: 23 MN: 16DOMINGO (02/06)MX: 23 MN: 18SEGUNDA-FEIRASol o dia inteiro(03/06)MX: 23 MN: 17Informaes do Centro de Informaes de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da EpagriEXPEDIENTETiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-ras, Barra Velha e So Joo do ItaperiReportagem Carolina NunesClaudia S. PrevedelloDiagramaoGermana SouzaEdio Anderson DaviDepartamento Comercial Paulo Roberto RosinskiColaboradoresAngelita Borba de SouzaLgia Delazzeri R. BalbinottDaniela CensiLino Pedro de Arajo FilhoMarcos Zaleski de MatosPaulo Zaleski de MatosVolnei Antnio de SouzaJornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no expressa, necessariamente, a opinio do jornal.CONTATOS(47) 3456 1194(47) 9959 1143 (Comercial)Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.brVEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.brFACEBOOKNo leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.Chuva com melho-ras no decorrer do diaA Coordenadoria Munici-pal de Proteo e Defesa do Consumidor de Barra Velha (PROCON) completou no inicio do ms de maio um ano de trabalho no municpio. No primeiro ano de atividades, dos 1.256 atendimentos re-alizados, 1.193 casos foram resolvidos mediante inter-veno direta do rgo sem a necessidade de instaurao de processos administrativos. Inaugurado no dia 27 de abril de 2012, o Procon iniciou os atendimentos no dia 2 de maio. No primeiro ms realizando os atendimentos, o Procon re-alizou 187 atendimentos. Ao longo de 2012, essa mdia di-minuiu para cerca de 110 atendimentos mensais. O rgo foi institudo em Bar-ra Velha por meio da Lei n 1.109/2011 e entrou em vigor no dia 5 de outubro de 2011. Foi fundado em abril do ano passado pelo Prefeito Clau-demir Matias durante a sua gesto de 11 meses. O objetivo da coordenado-ria trabalhar em defesa dos consumidores de Barra Velha e So Joo do Itaperi, sendo que todas as aes partem para uma conciliao, ouvindo as partes para que inicialmente haja um acordo evitando de-sajustes e demandas judiciais que desgastam tanto o consu-midor como o comerciante, fornecedor, fabricante ou o prestador de servios.PROCON de Barra Velha completa um ano de atividadesMais de 90% dos atendimentos realizados no primeiro ano foram concludos 3GERALSbado, 1 de junho de 2013.Desde janeiro de 2013 novas aes vm sendo desenvolvi-das pelo Procon de Barra Ve-lha. o caso da criao do setor de Educao ao Consu-midor, estudos e pesquisas de preos dos produtos bsicos, setor de Fiscalizao, con-tratao de fiscais e a capaci-tao do quadro de servidores atravs de cursos ministrados pela Escola Nacional de De-fesa do Consumidor (ENDC).Foi desenvolvido tambm o Conselho Municipal de Pro-teo e Defesa do Consumidor (Condecon), que tem como objetivo atuar na formulao de estratgias e diretrizes para a poltica municipal de de-fesa do consumidor e o Fundo Municipal de Proteo e Def-esa do Consumidor (FMDC), para receber recursos desti-nados ao desenvolvimento de aes e servios de proteo e defesa dos direitos dos consu-midores.Em maro a fiscalizao foi intensificada, resultando na diminuio de novos casos envolvendo infraes as nor-mas do Cdigo de Defesa do Consumidor.O consumidor que se sentir lesado e quiser adotar providencias poder fazer seus direitos valerem. Os servios prestados no so cobrados. Contudo, as cpias dos documentos necessrios para abertura da reclamao devem ser providenciadas pelo prprio usurio do servio.Entre os problemas que o Procon deve auxiliar na res-oluo, esto as relaes de consumo e prestao de servios inadequados. Proteo e Defesa do Consumidor Atividades desenvolvidas Para entrar com uma re-clamao no PROCON, o consumidor precisa ter em mos o CPF, RG, compro-vante de endereo e todos os documentos relativos ao produto ou servio que apresentaram problemas. Por exemplo, se o problema for relacionado a uma con-ta telefnica, necessrio lev-la para comprovar. No caso de um produto com defeito necessria apre-sentao da nota fiscal. DocumentosTanto para produtos como para servios, o prazo o mesmo. Mas deve ser ana-lisado se o vcio aparente ou no, ou seja, se o defeito de fcil constatao, se visualmente perceptvel. Sendo esse o caso e se o produto durvel (como os eletrodomsticos, por exemplo), o prazo de 90 dias. Caso o produto seja no durvel (como pilhas e alimentos, por exemplo), o prazo de 30 dias.Prazo para reclamar devido a um defeito ou servioO PROCON funciona de segunda a sexta-feira, das 8h s 12h e das 13h30 s 17h, na rua Pedro Gasino de Borba Coelho, no Centro (prximo ao Ginsio de Esportes Alfredo Jos de Borba). EndereoPrefeitura de Barra Velha adquire novos equipamentos agrcolas 4 GERAL Sbado, 1 de junho de 2013.Abertas as inscries para o Pronatec em Barra VelhaEsto abertas as inscries para os cursos de eletricista instalador predial de baixa tenso e salgadeiro, ofertados pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Tcnico e Emprego (Pronatec). Os cur-sos so gratuitos e oferecidos pela Secretaria de Assistn-cia Social de Barra Velha, em parceria com o Servio Na-cional de Aprendizagem In-dustrial (Senai) e o Servio Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O curso de salgadeiro tem data prevista para iniciar no dia 17 de junho. Realizado pelo Senac, esto sendo oferecidas 25 vagas, com 20 vagas ainda disponveis. Para participar, os interessados devero fazer parte do Cadastro nico ou estarem cumprindo medidas socioeducativas.As aulas para Eletricista insta-lador predial tero incio em 24 de junho. Ministrado por profissionais do Senai, esto disponveis 30 vagas para pes-soas cadastradas no Programa Bolsa Famlia e 15 vagas para adolescentes e jovens em cum-primento de medidas socioed-ucativas.As inscries devero ser re-alizadas no Complexo Social, Rua Jos Alberto dos Santos, 977, bairro So Cristvo. Os interessados tero at a vspera do inicio do curso para se inscrever. Mais infor-maes pelo telefone 3456 1693.Prazo para alistamento militar termina no final do msO prazo para os jovens, que completaram ou completam 18 anos neste ano, vai at o dia 28 de junho para se apresen-tar na Junta de Servio Militar. O documento exigido para o alistamento a certido de nascimento, RG, comprovante de residncia e uma foto 3x4. Quem no se apresentar at essa data ter que pagar multa e, se convocado, prestar servio apenas no ano de 2015. Quem nasceu antes de 1995 e no se apresentou no ano passado tambm de-ver comparecer s juntas de servio militar e pagar multa de R$ 1,38 por ano de atraso.Brasileiros que vivem no ex-terior tambm so obrigados a se alistar. Para isso, devem procurar a embaixada ou a representao consular mais prxima.Quem no se alistaOs homens com mais de 18 anos em falta com o servio militar no conseguem ingres-sar em universidades, no po-dem ter a carteira de trabalho assinada e so impedidos de tirar documentos. Servio MilitarO Servio Militar Obrigatrio um programa voltado aos jovens que ingressam nas For-as Armadas brasileiras.Os jovens considerados aptos retornam no incio do ano seguinte, normalmente entre 2 e 15 de janeiro, para saber se foram dispensados do servio militar ou encaminhados para a seleo complementar no Exrcito, na Marinha ou Aer-onutica. Os jovens no apro-vados na seleo geral se apre-sentam s Juntas de Servio Militar para receberem o certificado de dispensa corre-spondente.Na seleo geral, o jovem poder apresentar, durante a entrevista, qual Fora Ar-mada deseja servir (Marinha, Exrcito ou Fora Area). No entanto, a deciso vai levar em considerao os resultados obtidos nos testes realizados.Os homens que fizeram o alistamento entre os dias 29 de agosto e 31 de dezem-bro de 2012 devero com-parecer at a segunda-feira, dia 3, na Junta de Servio Militar de Balnerio Piar-ras para regularizar a sua documentao. Os convocados devero apresentar uma foto 3x4 (atual) e os documentos pessoais originais no setor de cadastro de alistamen-tos, que fica na sede da Secretaria da Assistncia Social, localizada na Secre-taria Municipal de Sade, na Avenida Getlio Vargas, no bairro Santo Antnio.O responsvel pela Junta Militar do municpio, Moiss Alcelino Constn-cio, explica que o fecha-mento do mapa de alista-mentos ser finalizado na quinta-feira, dia 6.Regularizao de alistados em 2012 de Balnerio PiarrasMaquinrio da secretaria de agricultura podem ser alugados por agricultores do municpio A Secretaria de Agricultura e Pesca de Barra Velha recebeu na ltima sexta-feira, dia 24, mais dois equipamentos agr-colas que iro auxiliar nos tra-balhos realizados no interior do municpio e tambm no programa porteira dentro.Os equipamentos adquiri-dos pela prefeitura municipal atravs de recursos prprios foram: uma roadeira RDMR, de 1,80 metros de largura cor-te e regulagem pneumtica de altura, alm de um arado hi-drulico reversvel, composto de trs discos e com pisto. O investimento de mais de R$16 mil ir beneficiar os pequenos e mdios agri-cultores, alm de ampliar o maquinrio da Secretria de Agricultura, possibilitando a realizao de trabalhos nas es-tradas das reas rurais.Os novos implementos tam-bm podero ser usados, as-sim como todos os outros equipamentos da secretaria, pelos agricultores do mu-nicpio, atravs do programa porteira dentro. De acordo com o Coordenador de Agri-cultura e Pesca, Hilrio Jos da Silva, antes deste programa o maquinrio da secretaria no podia ser usado em pro-priedades particulares. Os agricultores que quiserem ou precisarem usar as mquinas que ns temos bastam ir at a secretaria e agendar o uso.Silva tambm informa que o trabalhador que tiver inte-resse em utilizar alguma das mquinas ir entrar em uma lista, os valor para usar a re-troescavadeira de R$ 40 e R$ 30 o trator de pneu. Esses so os valores por hora mquina. Foto: Divulgao Prefeitura 1 Stammitisch de Araquari acontece no prximo sbadoMais de 20 grupos j es-to confirmados para o 1 Stammitisch de Araquari, que ser realizado no prx-imo sbado, dia 8. A festa dos amigos ser promovida pela LZ Promoes com apoio da Prefeitura Munici-pal, da Secretaria de Esporte Turismo e Lazer e da Asso-ciao de Micro e Pequenas Empresas (AMPE). O evento ser realizado das 10h s 17h, horrio de en-cerramento da festa e des-montagem das barracas. A partir das 18h, o trnsito comear a ser liberado gra-dativamente.Ao todo 30 barracas equipadas com mesa, um fardo com 50 unidades de copos plsticos e um fardo de gelo de 15 kg, estaro espalhadas ao longo da Rua Nereu Ramos, no centro.GERALSbado, 1 de junho de 2013.Barracas disponveis At a ltima quinta-feira, dia 29, oito barracas ainda estavam disponveis para o evento. O valor da barraca de R$ 350, sendo obrig-atrio a aquisio do barril de chopp de 30 litros por R$ 285 ou o barril de 50 litros por R$475.Quem desejar participar da 1 edio da festa em Ara-quari pode fazer as inscries diretamente na LZ Promoes pelo telefone 3027 7848 ou 9128 9040. As informaes tambm podem ser obtidas pelo en-dereo eletrnico, contato@lzpromocoes.com.brFundema instala placas educativas de preservao das corujas na praia da PennsulaMoradores das comunidades de Morro Grande e Itapocu se reuniram com o prefeito Joo Pedro Woitexem para cobrar melhorias na estrada Geral que corta os dois bairros, em Araquari. A populao recla-ma principalmente do excesso de poeira e lama na via. Se-gundo Woitexem, a prefeitura tem realizado servios para melhorar a estrada, porm a pavimentao seria a soluo ideal.A estrada do Morro Grande e Itapocu um dos princi-pais acessos entre Araquari e Balnerio Barra do Sul, com grande movimentao de caminhes e automveis. Em protesto, a comunidade chegou a fechar a via neste ano. O prefeito explicou aos membros da comunidade que a estrada de responsabilidade do Governo do Estado, porm o municpio tem se esforado em realizar patrolamento e cascalhamento do local.Em parceria com o prefeito de Balnerio Barra do Sul, Ade-mar Borges, Joo Pedro pre-tende ir at Florianpolis bus-car recursos junto a Secretaria de Infraestrutura do Estado. Trs governadores j pas-saram e o projeto de pavimen-tao dessa estrada continua parado, sem investimento, disse Wiotexem em entrevista ao Voz do Itapocu no ltimo ms. Os membros do bairro Itapocu aproveitaram a ocasio para pedir mais sinali-zao de trnsito e lombadas na regio, solicitao que ser providenciada nas prximas semanas, segundo a subpre-feita do bairro, Maria Denise Stringari de Almeida. Alm dela, o vereador Joo Jos Hoffmann tambm esteve pre-sente no encontro.Moradores se renem com prefeito para cobrar melhorias na Estrada Geral do Morro Grande e ItapocuCorujas utilizam placas como mirantes, para melhor avistar inimigos e tambm suas caas A Fundao Municipal do Meio Ambiente (Fundema) instalou placas educativas de preservao das corujas que moram na praia da Penn-sula, entre o mar e a lagoa de Barra Velha. Curiosamente, as placa tambm so usadas pelas corujas como mirantes, para melhor avistar inimigos e tambm suas caas.As chamadas Corujas Bu-raqueiras (Cunincularia) so protegidas pela Lei 5197/67, que diz: Os animais de quais-quer espcies, em qualquer fase do seu desenvolvimento e que vivem naturalmente fora do cativeiro, constituindo a fauna silvestre, bem como seus ninhos, abrigos e criadouros naturais so propriedades do Estado, sendo proibida a sua utilizao, perseguio, destruio, caa ou apanha. Vrias placas j foram coloca-das pela Fundema e outras fei-tas pela prpria comunidade de maneira artesanal. A maior preocupao da populao, que volta e meia as sinali-zaes so derrubadas e at mesmo carregadas por pes-soas que frequentam o local. Espera-se que estas durem um pouco mais, j que poca de baixa temporada e temos menos movimento na penn-sula, diz um morador, que aprova a sinalizao imposta pela Fundema.O que tambm alegrou aos protetores ambientais locais foi que algumas multas aplica-das pela Fundema sero rever-tidas em placas educativas. A inteno da Fundao provi-denciar telas para cercar as tocas, evitando os caadores e aos maus intencionados que possam querer prejudicar o animal.Pesquisas realizadas pela Associao Na-cional dos Jornais (ANJ) apontam o jornal im-presso como o veculo de comunicao de maior credibilidade junto a populao bra-sileiraANUNCIE NOTELEFONE: 3456 11945Foto: Claudia S. PrevedelloFoto: Fivulgao PrefeituraRunas so retiradas da Praia da Pennsula, em Barra VelhaNo ltimo sbado, dia 25, mais duas casas que estavam em runas na Praia da Penn-sula, em Barra Velha, foram demolidas e tiveram seus escombros retirados do local.Este procedimento foi o ter-ceiro realizado pela Secretaria de Obras do Municpio na Rua Armando Petrelli. Em abril de 2012 a primeira casa, de quatro, que se encontrava em rea de Preservao Per-manente (APP) foi demolida. Essas retificaes foram abandonadas por seus propri-etrios, pois foram proibidos de realizar qualquer obra de manuteno, melhoria, ou ampliao devido ao local em que foram construdas. Com a ao de fenmenos natu-rais, como vento, chuva e as ressacas as estruturas foram abaladas, tornando o local instvel. So muitas as pessoas que frequentemente passavam em frente s runas para ir boca da barra, um ponto turstico da cidade. Segundo um casal que no quis se identificar, no era difcil ver moradores de rua e usurios de drogas se abrigando nos escombros e em qualquer horrio do dia.De acordo com o presi-dente da Secretaria de Obras, Carlos Alberto da Silva, os entulhos retirados do local, sero colocados em ruas do bairro Quinta dos Aorianos para cobrir a lama e deixar a rua transitvel para carros e pedestres. GERAL Sbado, 1 de junho de 2013.O alerta que o Jornal Voz do Itapocu faz que, qualquer pessoa que for adquirir uma casa ou terreno na Pennsula (entre o mar e a lagoa) procure primeiro a Fundao do Meio Ambiente do Municpio (Fun-dema) para se inteirar de informaes regulares para reforma ou construo na rea.Alerta para reformas e construesReformas e ampliaes em rea de Preservao Permanente so proibidas ANTES E DEPOIS: Acima como ficou a rea. Abaixo, como eram as runas. Fotos: Secretaria de Obras 6Obras na cratera aberta por vereador durante a enchente ainda no foram concludas Apensar do aumento dos tubos instalados a vazo de gua j est em mais de 50% da sua capacidade7GERALSbado, 1 de junho de 2013.Quase dois meses aps a enchente de abril, as obras iniciadas na rua Joo Fagun-des da Costa, no bairro Ita-juba, em Barra Velha ainda no foram finalizadas. Es-sas obras foram realizadas depois que uma cratera foi aberta pelo vereador Dalete Vieira com uma mquina, para escoamento das guas represadas no bairro, destru-indo a antiga galeria da rua.A antiga tubulao era com-posta por duas fileiras de dois tubos que totalizavam 10 metros quadrados e foi substituda por uma fileira de tubos de 3,50 x 2,70, uma fileira de tubos de 2 metros e foi coberto com p de saibro.A reportagem do Voz do Itapocu esteve no local e alm da falta de sinalizao e proteo para os carros e pedestres que transitam, constatou tambm que apesar do aumento dos tu-bos instalados a vazo de gua j est em mais de 50% da capacidade. O que significa que com o aumento das chuvas as novas estru-turas podero no ser su-ficientes para evitar novos alagamentos. De acordo com o secretrio de Obras, Carlos Alberto da Silva, o Tinho, o que est falta para terminar referida obra, o recurso em res-posta ao projeto j enviado para o Governo Federal, A manilha que est no local, ser trocada por uma galeria que ter 2 x 3 metros , igual a que j se encontra no lo-cal, somente aps isso vir o asfalto.A respeito da ao do vere-ador Dalete, que gerou polmica entre os mora-dores do bairro, como o Voz do Itapocu j noticiou, o secretrio de obras garante que o parlamentar teve au-torizao do prefeito Clau-demir Matias. O vereador entrou em contato comigo e eu entrei em contato com o prefeito, que autorizou a abertura da rua para ajudar no escoamento da gua que estava parada nas ruas de cima, esclarece.Prefeitura autorizou abertura da ruaObras na Praia do Grant tambm no foram finalizadasOutra obra que ainda no foi finalizada no bairro Itajuba, aps a enchente de abril, foi cratera que se abriu, devido ao grande acmulo de gua, en-golindo grande parte do asfalto da estrada da Praia do Grant. Aps o ocorrido a Secretar-ia de Obras do Municpio arrumou a estrada o buraco colocando pedras e areia, mas no finalizou com o asfalto. Araquari possui agora diretoria da Defesa Civil Nos ltimos anos as atividades da Defesa Civil de Araquari foram desenvolvidas por vo-luntrios e servidores pbli-cos que, no dia a dia, exerciam cargos em outras reas. Na ltima semana, como medida para promover maior eficcia nas aes dos profissionais do rgo, a Prefeitura Municipal estruturou o departamento, como diretoria, com o obje-tivo de atuao permanente e exclusiva em situaes de emergncia e promoo do bem-estar social.O novo diretor da Defesa Civil de Araquari ser Paulo Rober-to de MeloO fortalecimento e discusso de medidas de combate s enchentes na cidade foram uma das principais aes da prefeitura neste ano. Por este motivo esse novo rgo ser responsvel exclusivamente pelo conjunto de aes pre-ventivas e emergenciais que visem minimizar os efeitos de desastres. Alm de ser re-sponsvel por promover cam-panhas que visem prevenir ou minimizar as consequncias dos eventos desastrosos, alm de socorrer e assistir as popu-laes atingidas. Secretarias de Balnerio Piarras aderem ao Movimento Nacional em Defesa da Sade PblicaA Secretaria da Assistncia Social de Balnerio Piarras e a Secretaria Municipal de Sade aderiram na semana passada ao Movimento Na-cional em Defesa da Sade Pblica. O movimento tem como objeito apoiar o Projeto de LEI de Iniciativa Popular que pede o repasse de 10% das receitas correntes brutas da Unio para a sade pblica, garantindo desta forma a apli-cao deste recurso para o Sis-tema nico de Sade (SUS).Os interessados em participar devero ir at uma das secre-tarias que ficam na Avenida Getlio Vargas, no bairro San-to Antnio, e assinar o abaixo-assinado em apoio ao movi-mento que ser encaminhado a Cmara dos Deputados. Foto: InternetFoto: Divulgao Prefeitura10 POLTICA Sbado, 1 de junho de 2013.Enquanto as disputas eleito-rais do ano que vem comeam a se desenhar, com polti-cos buscando a liderana de seus respectivos partidos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta semana o calendrio oficial com as principais datas para o pro-cesso eleitoral de 2014. A data da votao do primeiro turno ser no dia cinco de outubro e caso necessrio o segundo ter-no, este ocorrer no dia 26 do mesmo ms. O TSE tem au-tonomia para alterar itens do calendrio at maro de 2014. Neste pleito, os brasileiros iro voltar para eleger presidente da Repblica, 27 governa-dores, 513 deputados federais, 1.049 deputados estaduais e 27 senadores, correspondendo a um tero do Senado. Em Santa Catarina, alm de governador, sero eleitos ainda 40 deputa-dos estaduais, 17 deputados federais e um senador. Tribunal Superior Eleitoral divulga datas e detalhes das eleies em 2014Escolha do presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais ser no dia 5 de outubroFiliao e PartidosTodos os partidos que pre-tendem participar do pleito eleitoral devem estar regu-larizados junto ao TSE at o dia 5 de outubro deste ano. A mesma data vale para fu-turos candidatos estarem registrados no domiclio eleitoral no qual pretendem concorrer e estarem fili-ados no partido poltico no qual vo representar. Fil-iaes aps esta data, no podero participar do pleito de 2014.PesquisasAs pesquisas de inteno de voto devem ser registra-das no TSE pelos institutos especializados a partir do dia 1 de abril de 2014.Escolha dos candidatosAs convenes municipais dos partidos para a es-colha dos candidatos que iro represent-los nas eleies, bem como a de-ciso por coligaes, devem acontecer entre os dias 10 e 30 de junho do ano que vem. Aps a conveno, as emissoras de TV e rdio no podem mais transmitir programas apresentados por candidatos escolhidos pelos partidrios. Registro e propagandasAps a definio dos candi-datos atravs das conven-es, os partidos polticos tm at o dia 5 de julho para registrar seus repre-sentantes junto ao Tribunal de Justia. Aps esta data, fica liberada a propaganda eleitoral em comcios, inter-net (desde que no paga) entre outros formatos. Datas das eleiesAs eleies acontecem no dia cinco de outubro de 2014. Caso candidatos a presidente e governador no atinjam a maioria ab-soluta, ou seja, mais de 50% dos votos, as eleies do segundo turno entre o primeiro e segundo coloca-do sero realizadas no dia 26 de outubro. Veja uma lista das principais datas11Os motoristas que passaram pela BR-280 na segunda-feira, no trecho de acesso a Araquari, tiveram que cor-tar o trajeto por dentro da cidade ou ento aguardar at que o trnsito desob-strusse. Isso porque um acidente envolvendo um caminho bitrem e um trem da empresa Amrica Latina Logstica (ALL) deu traba-lho aos policiais rodovirios federais para controlar o trnsito at que a carreta fosse retirada da pista. A batida ocorreu logo cedo, por volta de 6h30. De acor-do com informaes da polcia, a carreta atravessava o trilho quando o trem ba-teu na sua traseira. Segundo testemunhas, havia nebli-na no local e a motorista Elizete Freddo, 24 anos, no observou a aproximao do maquinrio. Ela no se fe-riu, mas o acidente causou filas de at trs quilmetros no sentido Joinville para So Francisco do Sul. De acordo com a ALL, o maquinista seguiu todos os procedimentos de seguran-a. Ele acionou a buzina e os freios do trem, cumprindo as orientaes da empresa para situaes envolvendo cruzamentos. A ALL refor-ou que a passagem de nvel sinalizada, com placas de pare, cruz de Santo Andr e redutores de velocidade.A Amrica Latina Logstica ainda comunicou que se-gundo o Cdigo Nacional de Trnsito, a ferrovia preferencial, devido ao fato do trem em questo neces-sitar de 500 metros para conseguir parar totalmente aps o acionamento dos freios. Por isso, considerada infrao gravs-sima quando um veculo no para antes de atravessar uma ferrovia. SEGURANA PBLICASbado, 1 de junho de 2013.Acidente entre trem e caminho deixa BR-280 lenta no acesso a AraquariAdilson Krger, 33 anos, e Dionata Martins do Prado, 26, foram presos nesta semana em Balnerio Barra do Sul, em um desmanche de carros. Eles estavam desmontando um Peugeot 207, com placa de Joinville e registro de furto, quando foram surpreendidos pela polcia militar em uma casa no bairro Costeira. A du-pla estava foragida da peniten-ciria industrial de Joinville, aps sarem para um indulto de sete dias e no retornarem.Junto com Dionata, a polcia encontrou uma carta que fa-zia referncia a uma faco criminosa em Santa Catarina, endereada a outra pessoa. A polcia no confirmou a par-ticipao da dupla na organi-zao criminosa. As esposas dos rapazes tambm foram levadas pela delegacia para prestar depoimento. Eles de-vem responder por receptao e formao de quadrilha. Foragidos de Joinville so presos em Balnerio Barra do SulDeps no frum de Balnerio Piarras nesta semana Luiz Carlos Flores, o Liquinha, de 38 anos, assassino confesso da me, do pai, da irm e de um sobrinho em dezembro do ano passado, no bairro Ar-mao, em Penha. Alternando entre momentos calmos e de choro, Liquinha disse ao juiz Alexandre Murilo Schramm no lembrar do dia em que cometeu os assassinatos. Ele confessou ser usurio de cocana h 18 anos e em sua declarao mais forte, nome-ou sua atitude contra a prpria famlia como diablica. Em sua defesa, o Luiz garantiu tratar os pais com carinho e negou envolvimento com qualquer outro tipo de crime, se autodenominando uma pessoa de bem. Liquinha admitiu no ter uma boa relao com a irm Leo-poldina, uma de suas vtimas, mas minimizou o caso. Alm dele, trs vizinhos e um cu-nhado tambm prestaram depoimento, respondendo s perguntas do juiz, do promo-tor de justia Luiz Felipe de Oliveira Czesnat e da advo-gada do acusado, Dbora Sa-lau do Nascimento. Terminada a fase de depoi-mentos, o promotor tem cin-co dias para apresentar a sua acusao, mesmo prazo que a advogada de defesa ter para formular uma resposta. A par-tir da, o magistrado ir deter-minar se o crime de Liquinha est comprovado, levando o ru a jri popular.Relembre o crimeDe acordo com o inqurito da polcia, Liquinha teria consu-mido cocana antes de iniciar a chacina pela me, Carmem Cunha Flores, de 69 anos, no dia 7 de dezembro do ano pas-sado. Com golpes de marreta ele assassinou a me antes de ir at o quarto da irm, Leo-poldina Carmem Flores, 41 anos, para matar ela e o so-brinho Pedro Henrique Flo-res, 10 anos, com um martelo. Por ltimo, Liquinha tirou a vida do pai, Luiz Nilo Flores, 72 anos. Liquinha diz no lembrar o que fez no dia do assassinato de familiaresHomem morre em Barra Velha tentando defender amigo Uma briga na noite de sbado, dia 25, acabou em morte no bairro So Cristvo em Barra Velha. Silvano Alves de Mo-raes, de 33 anos, foi morto quando tentava ajudar um casal de amigos que foi abor-dado por quatro homens. Ele foi ferido por uma faca que um Leopoldo do Nascimento Cordeiro portava na hora.A Polcia Civil do munic-pio informou que Silvano estava em uma festa na Rua Valdemar Francisco, quando foi chamado pela mulher do amigo, que h poucos minutos tinham sado do local.De acordo com a polcia, a moa chamou vrias pessoas, mas Moraes foi o primeiro a chegar ao local. Ele entrou em luta corporal com o quarto homem que permanecia no carro. O crimisou ento saiu do veculo e o atingiu com uma facada no peito. A vtima chegou a ser socor-rida por amigos, mas no re-sistiu ao ferimento e morreu antes mesmo de chegar ao Pronto Atendimento do mu-nicpio.Os trs homens que abord-aram o casal j foram ouvidos e iro responder o inqurito em liberdade por agresso. Leopoldo, padrasto dos trs homens, est foragido e est sendo procurado por homic-dio. O crime ocorreu por volta das 20h. DNIT lana edital para duplicao da BR-280 entre So Francisco do Sul e BR-101O primeiro passo para a du-plicao do trecho entre So Francisco do Sul e a BR-101 foi dado nesta semana. O De-partamento Nacional de In-fraestrutura de Transportes (DNIT) publicou no Dirio Oficial da Unio o edital para a realizao da obra no tre-cho, que compreende 36,7 quilmetros e facilitaria o deslocamento da BR-101 at o litoral, passando por Araquari e Balnerio Barra do Sul. J a passagem da estrada pelo ca-nal do Linguado ainda est na justia.A estimativa do rgo federal que a duplicao deste tre-cho custe em torno de R$300 milhes, com expectativa de que a obra seja concluda at o ano de 2016, com uma margem extra de dois anos de atraso. As propostas sero entregues por meio de Regime Diferenciado de Contratao e a abertura dos envelopes acontece no dia 26 de julho, na superintendncia do DNIT em Santa Catarina, em Flori-anpolis.Um dos problemas que o DNIT ter que resolver diz respeito ao trecho que passa pelo canal do Linguado. O projeto prev a construo de uma ponte de duas vias ao lado da pista, mas esta obra depende da Justia.Foto: DivulgaoOs pescadores artesanais do litoral norte catarinense podem preparar as redes e as embarcaes. O ms que comea hoje significa a che-gada da safra da tainha na regio. Apesar do perodo de defeso ser liberado no dia 15 de maio, em junho que o peixe chega para valer na costa brasileira, como ex-plica o Doutor em Cincias Marinhas, formado em Ham-burgo, na Alemanha, e profes-sor do curso de Oceanografia da Univali, Paulo Ricardo Schwingel. Como se trata de um peixe migratrio, que tem seu habi-tat na lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul e no Rio da Prata, entre Uruguai e Argen-tina, aos poucos ele vai che-gando com as correntes de frio que vem em direo de Santa Catarina, este perodo geralmente em junho, co-menta Schwingel. Segundo o professor, a expectativa que o ponto alto da tainha senha na segunda quinzena de jun-ho, quando as frentes frias chegam para valer no Estado.Alm desse processo natural, os pescadores do litoral norte enfrentam outras adversi-dades. Como a tainha parte do extremo sul para Santa Catarina, boa parte da safra acaba nas redes e traineiras dos gachos ou dos pesca-dores catarinenses mais ao Sul. O peixe no morre duas vezes, brinca Paulo, expli-cando que a concorrncia com a pesca industrial tem seus prs e contras.Naturalmente as traineiras conseguem capturar os car-dumes antes que eles entre mais fundo na costa, mas tambm so mais fiscaliza-das. No Brasil, apenas 60 embarcaes tem autori-zao para a pesca, enquan-to no h controle do pesca-dor artesanal, justifica seu raciocnio. A pesca da tainha liberada pela Ibama at o dia 15 de julho. Schwingel tambm comenta que no ano passado as safras deixaram a desejar pela temperatura ter sido mais amena, longe do frio que se espera para este ano. Comeou dia 15 de maio, ofi-cialmente, a safra da tainha no Sul e Sudeste do pas, conforme a Instruo Norma-tiva do IBAMA N 171, de 9 de maio de 2008. Comeam as movimentaes dos pesca-dores em busca de um dos peixes mais aclamados do Litoral Catarinense. A pesca artesanal da tainha uma im-portante fonte de renda para comunidade local de pesca. No entanto, preciso respei-tar a legislao para que se obtenha progressivamente um melhor aproveitamento sustentvel. Gostaramos de ressaltar a importncia do cumprimento das limitaes pesqueiras impostas no Es-tado de Santa Catarina. No apenas durante o perodo da pesca da tainha, mas tam-bm ao longo de todo ano. A associao de preservao ambiental Boca House fla-grou diversas vezes no ano de 2013, redes colocadas em locais proibidos na Praia da Pennsula em Barra Velha-SC. Os locais com maior incidn-cia de redes irregulares so:1) Desembocadura do Rio Itapocu em locais com dis-tncia mnima inferior a 500 metros sentido Sul ou Norte e 1000 metros sentido Leste ou Oeste;2) Redes ao longo da costa da praia da pennsula com distncia inferior a 200m em relao ao continente.3) Redes colocadas sob os recifes de pedras e ilhas pert-encentes ao municpio de Barra Velha.Foram feitas denncias, co-brando uma medida efetiva por parte das autoridades ambientais. Alm do grande impacto causado no ambi-ente marinho, existe o risco de afogamento de banhistas e surfistas em situaes em que as redes so colocadas prximas costa, desres-peitando a distncia mnima obrigatria por lei. Em Fever-eiro de 2013, um turista ficou preso em uma rede colocada em um local proibido na de-sembocadura do Rio Itapocu em Barra Velha SC. Fe-lizmente foi salvo por dois surfistas que estavam prxi-mos ao local da ocorrncia. Em depoimento ao socorrista Allan de Souza, a vtima rela-tou: Foi uma das situaes mais complicadas da minha vida, estavamos passeando em duas pessoas de caiaque entre o mar e lagoa e inesper-adamente a quilha de meu caiaque ficou presa em uma rede de pesca no sinalizada. Acabei virando o caiaque e fiquei preso na rede. A situ-ao foi de desespero total, quanto mais lutava para me libertar mais preso e exausto ficava. Graas a Deus recebi a ajuda dos surfistas e fui salvo. Exemplos como esse vm se tornando cada vez mais frequentes em todo litoral. O problema se agrava em praias em que a prtica da pesca de cabo (calo) mais frequente. Exemplo real dessa situao o litoral Gacho. Desde 1983, no Es-tado do Rio Grande do Sul, 49 famlias foram rasgadas em dor e sofrimento com a perda de entes queridos, e at hoje ningum, absolutamente nin-gum foi responsabilizado por estes crimes.Boca HouseEstatsticoPaulo Zaleski de Matos12 MEIO AMBIENTE Sbado, 1 de junho de 2013.REDES DE PESCA ARMADILHAS AO MARe-mail: associacaobocahouse@gmail.comJunho o ms da tainha, garante especialistaEspecialista contesta projeto da prefeitura para minimizar enchentes Desembocadura do Rio Cancela per-manecem a cu abertoQuase dois meses aps a re-tirada das manilhas que esta-vam assoreadas, impedindo a vazo de gua do Rio Cancela, a desembocadura do rio con-tinua a cu aberto, na praia Central, em Barra Velha. A ao foi tomada com o obje-tivo de escoar a gua, aps a enchente que atingiu o mu-nicpio no dia 10 de abril deste ano, dos bairros So Cris-tvo e de uma rea central da cidade, mas a medida de emergncia no foi concluda aps o nvel do rio baixar e o mal cheiro comea a inco-modar moradores, pedestres, turistas que passam prximo ao local.Aes que sero tomadasA vazo do rio Cancela para o mar aumenta a cada ano, o acumulo da gua da chuva e a alta mar so fatores que difi-cultam o escoamento da gua. Porm, nenhuma ao pre-ventiva foi tomada at o mo-mento buscando minimizar o aumento. De acordo com o secretrio de Obras do municpio, Carlos Alberto da Silva, um projeto j foi encaminhado ao Governo Federal, visando substituir os dois tubos que levam a gua do rio para o mar da praia central por dois molhes de 125 metros. Especialista apresenta falhas no projeto Ressacas, chuva forte, aps um longo perodo de seca e poucas ondas foram alguns pontos apontados pelo ocean-grafo, Lino Pedro de Arajo Filho, que justificam a falha do projeto, pois esses fenmenos causariam novamente o as-soreamento do canal.Arajo conta que o ideal seria a criao de um canal perma-nente para as sadas das guas vindas pelo do rio Cancela. Isso seria possvel atravs da construo de um emissrio submarino posicionado a uma certa distncia da praia, onde as correntes marinhas no re-mobilizam os sedimentos do fundo do rio, causando o as-soreamento do emissrio. Este local ser possvel se um estudo detalhado da morfolo-gia do fundo, clima de ondas, correntes e mars fose realiza-do. Ao que Lino acredita ser essencial para a realizao de qualquer obra no Rio Cancela. A maioria das pessoas que passa pela lateral da Prefeitu-ra de Barra Velha no con-hece a histria e a trajetria daquele que leva o nome da rua, onde tambm est o ce-mitrio central. Chefe de uma famlia tradicional de Barra Velha, Pedro Alcntara de Frei-tas deixou muitas lembranas e contribuies para o nosso municpio, que ele assistiu se desenvolver da janela de sua casa. Nascido em 1906, Pedro foi um dos intendentes de Barra Velha, alm de escrit-urrio e tambm delegado. Como intendente, estava en-tre suas obrigaes a coleta e a prestao de contas do ento distrito de Barra Velha ao municpio de Parati. Sem computadores para lanar os valores, todo o trabalho era realizado manualmente, e Pe-dro era elogiado pela sua ca-ligrafia. Segundo um de seus filhos: Meu pai tinha a letra mais bonita da cidade.Como delegado, seu trabalho era recolher os arruaceiros, bbados, at mesmo mata-dores para a cadeia local. A delegacia era conhecida como o Ovo do Morro e Pe-dro era muito respeitado pe-los presos. Houve um caso em que um conhecido matador se ajoelhou em sua frente, prom-etendo no voltar a matar. Vinda de Armao, da vizinha cidade de Penha, Paulina Frei-tas foi a escolhida para es-posa. A companheira lutou ao lado de Pedro em uma Barra Velha pobre e sem muitos recursos: onde a luz se fazia com querosene e o programa noturno era ouvir o radinho a pilha. Tempos em que uma mquina de costura era tro-cada por um terreno. Conhecida por seus dotes cu-linrios, Paulina cuidava dos 7 filhos do casal enquanto Pedro se desdobrava para trazer o sustento da famlia. Plantavam feijo, criavam por-cos e galinhas, alm da carne vermelha que vinha de Itajuba em uma carroa e que era servida apenas no domingo. Devotos do Divino Esprito Santo, os Freitas se prepara-vam com antecedncia para a grande festa. O terno de Pedro vinha de Joinville meses antes da celebrao. Alis, a elegn-cia do patriarca era comenta-da entre os barra-velhenses: ele estava sempre muito bem arrumado com seu terno, sa-pato e chapu de pano. Dentre os amigos destaca-se Alfredo Borba; juntos, os dois passavam horas conver-sando embaixo de rvores na residncia de Borba. Alm deste, Pedro Ivo Campos, o poltico catarinense e ex-gov-ernador tambm era figura presente na casa dos Freitas e considerado amigo da famlia.Em reconhecimento aos tra-balhos prestados Segurana Pblica municipal, alm do nome da rua, seu Pedro foi homenageado na dcada de 90, e seu nome consta na Del-egacia Civil de Barra Velha.Ele tambm homenageado cotidianamente por seus fil-hos, netos e bisnetos que se orgulham das origens, das lutas e dos ensinamentos recebidos. Pedro e Paulina continuam vivos atravs seus descendentes.A Federao Catarinense de Municpios (FECAM) em parceria com o Conselho de Gestores Municipais de Cultura de Santa Catarina (CONGESC) realizaram entre os dias 22 e 24 de maio o 3 Frum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura, na cidade de Pira-tuba.Gestores culturais da Foz do Rio Itaja e da regio da AMFRI, representada por uma comitiva composta por presidentes de fundaes, secretrios municipais, diretores e superintendentes de cultura dos municpios de Balnerio Piarras, Bom- binhas, Cambori, Ilhota, Itaja, Itapema, Navegantes e Porto Belo estiveram tam-bm estiveram presentes no evento. O encontro teve como objetivo proporcio-nar a integrao das regies catarinenses, com o intuito de fortalecer as polticas pblicas de cultura.3 Frum Catarinense de Gestores Municipais de CulturaEsquinas da HistriaProfessora e historiadora Angelita Borba de Souza e-mail: angelitaborba@hotmail.comPedro Alcntara de Freitas, o delegado 13CULTURASbado, 1 de junho de 2013.Projeto acordes de So Joo do Itaperi conta com mais 40 alunos Em agosto de 2012 surgiu em So Joo do Itaperi o pro-jeto Acordes, com os irmos msicos Juninho e Serginho Salves. O convite partiu do Padre Carlos Afonso Gon-alves de Souza, da parquia do municpio, aps perceber a necessidade de incluir os jovens da comunidade em uma atividade cultural. Com apenas trs meses de existn-cia, o projeto apresentou-se na Igreja com um nmero na-talina. Os irmos desenvolveram um mtodo para que todos no grupo aprendessem junto. No temos a pretenses de formar nenhum msico, mas estamos descobrindo vrios talentos, comenta Serginho, responsvel pelos solos e as melodias. Seu irmo Juninho cuida da harmonia. As aulas inicialmente seriam ministradas apenas para cri-anas e jovens de So Joo do Itaperi, mas a procura por adolescentes e adultos ampli-aram a faixa etria dos partici-pantes que variam de sete at 60 anos. Entre as participantes mais assduas est dona Delza Pasternack, de 51 anos. Inte-grante do coral da igreja, teve conhecimento do curso por frequentar a igreja, Acho bem legal a iniciativa, a cidade pre-cisava desse tipo de cultura.O projeto conta hoje com 47 alunos, a taxa mensal de R$ 60 (por aluno). As aulas acon-tecem todas s quartas-feiras, a partir das 18h30, no Salo Paroquial da Igreja de So Joo de Itaperi. Os interes-sados em participar do curso podero procurar a parquia para fazer sua inscrio. Iniciativa surgiu aps Padre Carlos perceber a necessidade de uma atividade para os jovens da comunidadeVARIEDADES Sbado, 1 de junho de 2013.Termine tarefas pendentes e no deixe nada em aberto. Nas relaes pessoais, pode ter que se preparar para alguma despedida. Evite polmicas e discusses em seus contatos.riesHORSCOPOTouroA semana pode comear nervosa, mas as vibraes instveis logo vo dissipar. Contar com originalidade, determinao e bom-senso para alcanar seus propsi-tos. GmeosColoque os interesses finan-ceiros no topo da sua lista de prioridades. Se for preciso, reveja sues gastos e corte despesas. Durante a semana evite qualquer tipo de desper-dcio.CncerTudo indica que comear a semana com o p direito em matria de dinheiro e pode haver muita produtividade, tanto profissionalmente como financeiramente.Voc anda sem pacincia para qualquer tipo de co-brana ou presso. Seja mais tolerante! Aceite as orien-taes de qualquer que seja, principalmente no campo profissional. Leo Virgem concorrncia pode ficar mais acirrada e as presses no sero pequenas, no trabalho e nos assuntos cotidianos. Diminua o estresse e cuide com carinho da sua sade. LibraSeu jeito estar mais expres-sivo. Voc pode acelerar vrios interesses ao investir em seu poder de comuni-cao. Bom momento para trocar ideias com amigos, colegas de profisso. EscorpioNoticias aparamente exa-geradas ou formuladas com o intuito de pressiona-las, devero ser pura e simples-mente desacreditadas. Faa ouvidos de mercados. Bom fluxo ao amor.Cautela para no se envolver em situaes confusas e pro-cure selecionar melhor suas companhias. Os astros reco-mendam conversar menos. Talvez tenha que lidar com algumas presses. Sagitrio CapricrnioCuide das suas obrigaes ou receber cobranas. Tome ini-ciativas e d conta das suas atribuies. H risco de se irritar com palpites alheios. Por isso, foque a ateno em suas tarefas.AqurioVoc precisar mostrar firmeza e determinao em casa. Evite dar espao para cobranas. J no servio, suas ideias sero valoriza-das. Aproveite para vender seu peixe.PeixesObstculos no vo amedron-tar voc. Arrisque-se mais por objetivos e medas grandio-sas. Este o momento certo para enfrentar qualquer pro-blema que aparecer.Po de aipim- 500g de aipim cozida e espremida- 2 xcaras (ch) de gua do cozimento da mandioca- 1 xcara (ch) de leo- 2 colheres (sopa) rasas de acar - 2 ovos- 1 colher (sopa) de sal- 45g de fermento biolgico- 1kg de farinha de trigoGASTRONOMIAIngredientesMisture o aipim, a gua, o leo, o acar, os ovos, o sal, o fermento e bata no liquidifica-dor por 5 minutos ou at ficar homogneo. Transfira para um recipiente e acrescente a farinha aos poucos, sovando at desgrudar das mos. Divida a massa em quatro pedaos iguais. Modele os pes a gosto, coloque em uma assadeira e cubra com um pano de prato. Deixe crescer por 40 minutos ou at dobrar de volume. Leve ao forno alto, preaquecido, por 15 minutos. Reduza a tempera-tura do forno e deixe assar por mais 15 minutos. Retire e sirva.Rendimento: 4 unidadesDificuldade: FcilTempo de Preparo: 30 min.Dica: Sirva com patsModo de PreparoInformaes AdicionaisAs listras nunca deixaram de fazer parte dos guarda-roupas, mas nessa estao elas voltam com fora total. Esto por to-dos os lados, as famosas listras brancas e pretas. Elas podem ser horizontais, verticais, di-agonais e ainda finas ou largas. Mas cuidado, preciso saber us-las ao seu favor.Ento antes de dar ideias de looks, fique atento. Para alongar a silhueta, aposte nas verticais e de espessura fina. As listras horizontais, especial-mente as mais largas, devem ser evitadas por quem est acima do peso, elas tendem a aumentar as propores do corpo. E por fim, as diagonais so as mais indicadas para afinar a silhueta. Nessa estao voc vai en-contrar listras para todas as ocasies. Para o dia-a-dia aposte nas camisas listradas, que combinam com qualquer coisa, como jeans, shorts, saia e leggings. Nos dias de frio, invista nos cardigans listrados, fica simples e lindo com uma cala jeans e uma camiseta bsica. Para a noite, opte por saias que deixam o look moderno. Complemente a produo com blusas neutras (preto e branco). E claro, abuse nos acessrios, como correntes e brincos. E para quem gosta de roupas bsicas, nada de ficar fora da moda. Abuse dos pashminas e echarpes. Vale de pelinhos, tric, tecido e ainda da pra brincar com a estampa. A dica usar listras com jaqueta, blazer ou cardigan. Do todo um charme para a produo. E tornam peas simples rm lindas e prontas para o dia a dia ou at mesmo para a noite. O bacana nas lis-tras que elas so atemporais, ou seja, voc pode us-la em qualquer estao. No precisa abandon-la quando outras tendncias surgirem. Elas sempre aparecem nas colees de moda.MODAListras por todos os ladosLOTERIASMEGA SENAResultado Concurso 1498 (29/05)06 - 11 - 27 - 40 - 46 - 49Prximo sorteio: 01/06 (hoje) Prmio Estimado: R$43.000.000,00LOTERIA FEDERALResultado Concurso 4766 (29/05)1 prmio - n 63.521 - R$250.000,002 prmio - n 61.863 - R$17.100,003 prmio - n 50.505 - R$16.600,00 4 prmio - n 78.337 - R$16.100,005 prmio - n 26.606 - R$15.200,00 Na correria do dia a dia, sobra pouco tempo para relaxar. Por isso, a dica ter sempre na manga um tratamento re-laxante, desses que so ideais para antes de dormir, por serem rpidos e prticos.Que tal o famoso escalda ps? Ele muito antigo, porm muito eficaz contra as dores nos ps. Encha uma bacia de gua quente at que cubra os ps, coloque algumas bolinhas de gude ou pedrinhas com superfcie arredondada e lisa, para que elas massageiem a regio. Adicione meia xcara de sal grosso e leos, como o de lavanda ou amndoas. Depois, basta escolher um local tranquilo, onde voc possa sentar confortavelmente e deixar os ps submersos pelo tempo que quiser.CURIOSIDADEPara relaxar1415#SOCIALSbado, 1 de junho de 2013.ANIVERSRIOSDA SEMANAAconteceu no ltimo domingo, dia 26, no batalho da Polcia Militar de Barra Velha a primeira Feijoada da Bola de Neve. O evento contou com a presena da comunidade e autoridades polticas. Em funo do sucesso, a ao deve ser repetida todo ms. #Feijoada Bola de AGENDACAIU NA REDEAs esquetes do grupo Porta dos Fundos, encabeada por atores como Fbio Porchat, da Rede Globo, trouxeram para a grande mdia os vdeos de humor na internet e nas redes sociais. Enquanto para muita gente o YouTube se tornou motivo para dar risadas a pouco tempo, desde 2006 um grupo catarinense explora o espao para publicar semanalmente vdeos humorsticos, em especial pardias de msicas famosas. No a toa que o Galo Frito, de Balnerio Cambori, tem 2,7 milhes de inscritos no seu canal (www.youtube.com/programagalofrito) e j foi assistido mais de 300 milhes de vezes.O ltimo destaque do trio formado por Mederi, Cadore e Pathy o vdeo Essa mina uma vaca, que atingiu nessa semana mais de um milho de visualizaes. A produo uma pardia da msica Girl On Fire, da cantora Ali-cia Keys. O Galo Frito busca uma identificao maior com o pblico jovem e brinca com fatos normais do dia-a-dia , por isso encontra tanta facilidade em viralizar na internet.Um dos marcos da histria do grupo catarin-ense foi com a pardia Justin Biba, do cantor canadense Justin Bieber. O vdeo teve partici-pao do humorista global Hlio de La Pea e detm o recorde de vdeo de humor brasileiro mais assistido do YouTube, com 24 milhes de views. O sucesso foi tanto que o grupo concor-reu a vrios prmios como destaque da web com este trabalho.#Galo Frito#ParabnsBier Coast1/06 Msica ao vivo com Lu-ciano Silva (MBP e Pop Rock)2/06 Sertanejo em dose dupla com Andr Felipe, Marquetti e Diego SoaresSantana Bar e Bola1/06 Pagode com o grupo Klima Samba2/06 Noite especial com Rafael Machado e DJ Rob Nevesltima Tribo1/06 Sertanejo Universitrio com Mano e Jackson2/06 Pagode com o Grupo Sen-saoChallenge Rock Cafe 1/06 Tiranossauros (Rock Na-cional e Internacional) #Barra Velha #Balnerio PiarrasBEM NA FOTO3 junhoRenan Lopes CasanovaNo dia 31 de maio completamos 27 anos de casados. Obrigado Silvia por me suportar todo este tempo, Te Amo. Voc uma herona. Paulo Roberto5 junhoAndreza Nicoly dos SantosParabns a voc Cris pelo seu aniversrio, continue nos alegrando sempre com sua simpatia. Atenci-osamente, Paulo Rosinski.16 ESPORTE Sbado, 1 de junho de 2013.Enquanto os campeonatos de futebol amador esto a todo vapor na regio, os simpati-zantes do esporte mais prati-cado no pas podem acom-panhar de perto alguns clubes catarinenses de futebol pro s-sional que representam o Es-tado no Campeonato Brasilei-ro neste ano. O Joinville, pela proximidade geogr ca, leva de longe a maior preferncia do torcedor em cidades como Araquari, Balnerio Barra do Sul e Barra Velha. Por outro lado, o Marclio Dias, de Ita-ja, atrai seguidores em Barra Velha e Balnerio Piarras, tambm por uma questo de distncia.Alm do JEC, na Srie B, e o Marclio Dias, na Srie D, outras cinco equipes levam o nome de Santa Catarina em nvel nacional. O Cricima o nico representante do Es-tado na elite do futebol bra-sileiro. Na Srie B, a dupla da capital Figueirense e Ava, e a Chapecoense tambm brigam para estar lado a lado com grandes times como Corin-thians, Vasco, Flamengo e So Paulo. Fechando a lista, o Metropolitano, de Blumenau, cou com a segunda vaga bar-riga-verde na Srie D.JoinvilleNa srie B deste ano o JEC ini-ciou com uma vitria e uma derrota. Ontem, a equipe dis-putou a terceira partida pela competio contra o Asa de Arapicara (partida encerrada depois do fechamento desta edio). O treinador Artur-zinho, o mesmo que conquis-tou o Campeonato Brasileiro da Srie C com o JEC em 2011. Marclio DiasO Marinheiro, como conhe-cido, estreia no Campeonato Brasileiro da Srie D neste sbado, s 17h, no estdio Dr. Herclio Luz, em Itaja. A equipe recebe o Santo An-dr, pelo grupo 7. Neste ano o Marclio Dias treinado por Paulo Turra, que chegou ao clube atravs da parceria com a empresa LA Sports, a mesma que j levou o Ava a Srie A nacional.Sete clubes represen-tam Santa Catarina no Campeonato BrasileiroJEC e Marclio Dias tm a preferncia na regioOs alunos da regio zeram bonito na fase microrregional dos Jogos Escolares de Santa Catarina, disputados no l-timo nal de semana. Alunos entre 12 e 14 anos dos mu-nicpios de Araquari, Barra Velha, Balnerio Barra do Sul, Garuva, Itapo, Joinville, So Francisco do Sul e So Joo do Itaperi se revezaram em vrias modalidades masculinas e femininas, disputadas nos espaos esportivos de Joinville.O destaque principal da regio foi a equipe handebol femi-nino de Barra Velha. As alunas da escola Conselheiro Astro-gildo Odon Aguiar foram campes goleando na deciso as meninas da escola Elias Moreira, de Joinville, por 22 a 7. No futsal, Barra Velha cou na segunda colocao, sendo derrotada por Joinville por 4 a 3. Mesmo placar que a equipe de Joinville aplicou nos garotos de So Joo do Itaperi, que caram na terceira colocao. A medalha de bronze tambm foi a conquista da equipe feminina de futsal de So Joo de Itaperi. Dessa vez a derrota para Joinville na semi nal foi por 6 a 1.A participao de Araquari tambm resultou em uma ter-ceira colocao. As meninas do voleibol foram a Joinville e conquistaram o broze, representando a Fundao de Turis-mo, Esporte e Lazer de Araquari e a Escola de Ensino Bsico Almirante Boiteux.Para encerrar, na modalidade de atletismo, a equipe de Barra Velha formada pela escola Antonia Gasino de Freitas e escola Manoel Antonio de Freitas cou em 2 lugar na clas-si cao geral. Estudantes da regio conquistam bons resultados no JESCSemi nais do futebol de Barra Velha acontecem neste domingoA bola rolou pela primeira vez para o campeonato municipal de futebol de campo no ltimo nal de semana, em Balnerio Piarras. O destaque cou para a equipe do Auto Peas Piarras, que goleou por 6 a 0 a Terraplanagem Testoni, pelo grupo B. Outros quatro times tambm venceram na estreia. O nico empate foi entre Real Charme e Nossa Senhora da Paz por 2 a 2, na chave C. Os jogos foram divididos entre os campos Quinca Ludo e Lagoa. Pelo grupo A, Hangover ba-teu o Conceio por 3 a 2. J o Spartacus venceu o Morro Alto por 3 a 0. Na chave B, alm da goleada do Auto Peas, o River Plate perdeu para o Amigos do Valentim por 2 a 1. J no grupo C, o Lagoa bateu o Mevepi por 3 a 0, alm do empate de Real Chame e Nossa Senhora da Paz. Amanh, dia 2, acontece a segunda rodada, novamente com partidas divididas entre Quinca Ludo e Lagoa. Con- ra ao lado as partidas deste domingo:Confrontos da segunda rodada:Grupo AMorro Alto x ConceioHangover x SpartcusGrupo BAuto Peas Piarras x Amigos do ValentimRiver Plate x Terraplangem TestoniGrupo CLagoa x N.S. da PazReal Charme x MevepPrimeira rodada de muitos gols em Balnerio PiarrasForam de nidos no ltimo nal de semana os quatro semi nalistas do campeonato de futebol de campo de Barra Velha. Trs equipes j esta-vam com a vaga garantida e o ltimo classi cado, o Pedras Brancas, foi decidido pelo nmero de gols sofridos. As quatro equipes voltam a cam-po neste domingo, no campo de So Crisvo, a partir das 13h30. Medeiros, dono da melhor campanha na competio, en-frenta o Pedras Brancas. En-quanto a outra equipe 100% do campeonato, o So Cris-tvo, mede foras contra o Rio Novo. Em caso de empate, a deciso vai para os pnaltis.A grande nal acontece no dia 9 de junho, no campo de Ita-juba. Os perdedores das semi- nais fazem a disputa do ter-ceiro e quarto colocados. Na sequncia acontece a deciso do ttulo. O critrio da dispu-ta por pnaltis mantido em caso de empate.ResultadosA classi cao do Pedras Brancas se con rmou so-mente no ltimo domingo. Mesmo sem jogar, o time -cou a segunda colocao da chave B por ter sofrido um gol a menos que o terceiro colocado, o Nova Esperana/Itajuba, j que ambos soma-ram trs pontos. O gol que fez diferena foi o nico marcado pelo Bavec na goleada sofrida por 8 a 1. O So Cristvo j estava garantido na primeira colocao com nove pontos. Pelo grupo A, Medeiros apli-cou 13 a 1 no Pdio/SMR e o Unio FC fez 5 a 2 no Terrapla-nagem Testoni. O Rio Novo, que folgou na rodada, cou com a segunda colocao da chave, liderada pelo Medeiros. Alm do 100% de aproveita-mento, Medeiros tambm tem o artilheiro do campeonato, Samuel Aviz, com nove gols. Alunos de So Joo do Itaperi se destacaram no futsal. Foto: Prefeitura MunicipalFUTEBOL PROFISSIONALGoleiro Ivan, dolo do JECLeandrinho, atacante do Marinheiro