Jornal Voz do Itapocu - 37ª Edição - 25/01/2014

Download Jornal Voz do Itapocu - 37ª Edição - 25/01/2014

Post on 23-Mar-2016

228 views

Category:

Documents

3 download

DESCRIPTION

37 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

  • CASA DE PALMITOPRIMEIRO TOMBAMENTO DE IMVEL DA HISTRIA DE BARRA VELHA CONCRETIZADO

    JORNAL

    SBADO, 25 DE JANEIRO DE 2014. ANO 1 - EDIO 037 - DISTRIBUIO GRATUITACirculao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras

    ESPORTEFINAL DE SEMANA DE TRAVESSIAS E MUAY THAI

    PG 5 PG 16

    Evento ocorreu com a presena da ministra Ideli Salvatti. Balnerio Barra do Sul e Araquari sero as principais cidades bene cia-das, com a pavimentao da estrada que liga os municpios diretamente BR-101

    CAIXA ECONMICA FEDERAL ASSINA R$19 MILHES EM INVESTIMENTOS NA REGIO

    ESTADO DE EMERGNCIACOM FALTA DE GUA, ARAQUARI COBRA OBRAS URGENTES DA CASAN

    POLTICAHLIO BEDUCHI O NOVO SECRETRIO DE OBRAS DE BALNERIO PIARRAS

    PG 11

    PG 5

    PG 4

    das, com a pavimentao da estrada que liga os municpios diretamente BR-101

    Balnerio Barra do Sul

    6.096.864,01

    AraquariR$ 10.949.489,80

    Balnerio PiarrasR$1.048.465,39

    Barra VelhaR$501.000,00

    Verocultural

    Atraes culturais abrem espao para artistas da regio

  • Depois do anuncio na ltima semana da empresa respons-vel pela licitao da duplicao da BR-280, entre So Francis-co do Sul e a BR-101, a comuni-dade da regio recebeu nesta semana outra grande notcia: a pavimentao das estradas que ligam a BR-101 a Araquari e Balnerio Barra do Sul, pas-sando por regies como Morro Grande, Barra do Itapocu e Sa-linas. Sem dvida, a dita Costa do En-canto, ser uma obra muito im-portante para a circulao de veculos entre os municpios, em especial na poca de tem-porada. Oferecer infraestrutura e comodidade aos visitantes

    um dos princpios do turismo. Ter aquela estrada pavimenta-da dar ao visitante que vem pela BR-101 uma opo alm BR-280, j comprometida com um grande uxo de veculos

    nas quatro estaes do ano.Outras obras tambm foram contempladas com os recursos da Caixa Econmica Federal, a

    grande maioria que visam fa-vorecer o turismo das cidades. Revitalizaes das orlas das praias e tambm da lagoa de Barra Velha esto no pacote, e vm para incrementar a infra-estrutura turstica que os muni-cpios da regio tm a oferecer.Algumas obras j esto enca-minhadas, mas outras ainda

    necessitam de projeto. Por isso importante que a populao tome cincia de que os recur-sos esto garantidos, mas pre-cisam da competncia dos po-deres municipais para que eles se transformem em obras, de preferncia com a agilidade da iniciativa privada. Assinar um contrato funda-mental. o primeiro passo. Porm, designar pro ssionais

    competentes que assegurem que as benfeitorias se concreti-zem e cheguem a populao, o dever dos prefeitos de todas as cidades contempladas. Va-mos acompanhar.

    2 EDITORIAL Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Recursos so importantes, mas preciso competncia

    PREVISO DO TEMPOEXPEDIENTE

    Tiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-

    ras, Barra Velha e So Joo do Itaperi

    Reportagem Carolina Nunes

    Alan Willian

    Edio Anderson Davi

    ColaboradoresAngelita Borba de Souza

    Lgia Delazzeri R. BalbinottDaniela Censi

    Marcos Zaleski de MatosVolnei Antnio de Souza

    Jornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP

    UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000

    Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no

    expressa, necessariamente, a opinio do jornal.

    CONTATOS

    (47) 3456 1194

    Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.br

    VEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.br

    FACEBOOK

    NOTCIAS DIRIAS DA NOSSA REGIO.

    No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?

    Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.

    No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?

    Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.

    Con ra a previso na pgina 08 desta edio

    Faleceu na ltima sexta-feira, dia 24, a popular dona Rosinha, de Balnerio Piarras, que prestou grandes servios ao muni-cpio, considerada a professora mais antiga da cidade. Nossas condolncias a famlia.

    Foto: Cida Souza

    Nota de falecimento

  • Quanto mais conhecemos e entramos em contato com a sabedoria do yoga, mais per-cebemos que somos peque-nos aprendizes neste cami-nho do conhecimento. Ns, praticantes e aprendizes, avistamos apenas a ponta do iceberg sem perceber a gran-diosidades que existe sob as guas. E quando comeamos a perceber e tomar conheci-mento da sua profundidade e extenso, camos maravilha-dos com tanta beleza. Assim o yoga. Quanto mais entra-mos em contato com esta sa-bedoria milenar, mais somos arremessados em um mar de auto conhecimento, amor e plenitude. Tudo teve incio com a tradi-o Vdica, esta que uma das tradies mais antigas que se tem conhecimento. Esta cultura trouxe os princi-pais textos para estudos, que so os Vedas, e que foram es-critos h mais de 5 mil anos. Na viso vdica, no existe um m e um incio, mas sim um movimento cclico. Os Vedas so divididos em quatro livros: Brahmanas (direcionados a cultura sa-cerdotal), Samhitas (hinos e cnticos), Aranyakas (tratado cultural aceta) e Upanisads (conhecimento espiritual). Para o yoga, os Upanisads so os textos mais importan-tes pois tratam da relao entre aluno e mestre, onde o primeiro est sentado a seus

    ps para ouvir os ensinamen-tos. As Upanisads revelam a parte do conhecimento espi-ritual e apresentam vrios te-mas relacionados s duvidas do ser humano em relao ao universo. No perodo em que Buddha esteve no planeta, os mestres escreveram os Sutras, que so os textos clssicos sobre a teoria e prtica do yoga e que possuem todo o conheci-mento para ser passado aos discpulos. O Yoga Sutra foi codi cado por Patanjali, onde tenta-se descrever e estudar a mente humana.Os sutras foram escritos para que no fossem lidos sozi-nhos, mas estudados em gru-pos para poder compreend--los melhor. Os sutras so pequenas frmulas que sin-tetizam todo o conhecimento.Todo conhecimento do yoga est alicerado em eliminar o sofrimento e buscar a liber-dade do ser humano. A partir do Yoga Sutra, o yoga passou a ser uma cincia bem es-truturada. A experincia da clareza profunda que gera a liberdade, e isto estado de yoga, de conscincia am-pliada.Estar podendo vivenciar o yoga nesta vida grati can-te, e mais que isso, ter a oportunidade de sentir-se pleno, de estar em contato com a nossa essncia divina, com nosso ser interno, poder sentir-se um com o todo.

    YogaInstrutora de Yoga Lgia Delazzeri Rodrigues Balbinotti e-mail: ligiadelazzeri@yahoo.com.br

    3GERALSbado, 25 de janeiro de 2014.

    De acordo com a Lei Federal 12.886/2013, as instituies de ensino (pblicas e privadas) esto proibidas de pedir aos pais, nas listas de mat-rias escolares, produtos de uso coletivo como itens de escritrio, de limpeza e materiais usados pela rea administrativa.O coordenador do Procon em Barra Velha, Anto-nioni Lucas Costa Magalhes, ressalva que os pais podem se negar a comprar um material que ser usado de forma coletiva e no individual. Eles podem procurar o rgo de defesa do consu-midor para formalizar a reclamao ou denncia.

    Produtos que no precisam mais ser fornecidos s escolas: papel ofcio em grandes quantidades (50 ou 100 ou mais folhas), papel higinico, algo-do, lcool, anela, ta adesiva de qualquer tipo, CDs, giz para quadro negro, cartolina, estncil, grampeador e grampos, papel para impressora, esponja para loua, material de limpeza, mate-rial para xrox, verniz, papel toalha, clips, gram-po, percevejo, barbante, giz, fsforo, pincel para quadro branco, dentre outros produtos que no sejam utilizados exclusivamente pelo aluno.

    As aulas acontecem segunda e quarta-feira em dois horrios: s 16:30h e as 18h. Estamos no centro de Barra Velha, na Av. Santa Catarina, 1192 Sobreloja (Em cima da pizzaria Forno Lenha).

    A GRANDIOSIDADE DO YOGA

    Procon de Barra Velha divulga pesquisa de preos de materiais escolares A volta as aulas em fevereiro j levam vrias famlias a pa-pelarias e outros comrcios da regio para a compra do mate-rial escolar para o ano letivo. Visando auxiliar os pais a eco-nomizarem nos gastos com os materiais para os lhos, a coordenadoria municipal de Proteo e Defesa do Consu-midor de Barra Velha (Pro-con) divulgou nesta semana uma pesquisa de preo de 32 itens. A pesquisa foi realizada em seis estabelecimentos comer-ciais de trs bairros do muni-cpio: Itajuba, So Cristvo e Centro.A diferena de preos entre um mesmo item da lista chega a 483%. O produto que apre-sentou a maior diferena de preo foi a rgua de plstico transparente de 30 cm. Em uma loja no Centro e no bair-

    ro So Cristvo, ela encon-trada por R$ 1,75. J em outra loja do Centro, o mesmo pro-duto custa R$ 0,30. O Procon no leva em considerao a marca do produto.J a segunda maior diferena, 152%, foi encontrada no ca-derno universitrio com capa dura, espiral e 200 folhas. Este produto variou R$8,40. Em um local da cidade ele ven-dido por R$ 13,90, em quanto que, em uma loja de depar-tamentos foi encontrado por

    R$5,50.A pesquisa de material escolar foi realizada pela equipe do Procon entre os dias 10 e 15 de janeiro deste ano. Os produtos pesquisados so especi cados por cor, tipo, peso e outras ca-ractersticas, independente de marcas. A lista completa pode ser adquirida atravs do site da prefeitura (www.barravelha.sc.gov.br) ou na sede do Pro-con, na rua Pedro Gasino de Borba Coelho, 119, no Centro.

    Foto: internet

    Fique atento

    Na tarde de tera-feira, dia 21, integrantes da loja de departamentos Havan foram at a Casa de Passagem de Barra Velha realizar a entrega de um cheque simblico no valor de R$22 mil. A quantia resultado da campanha Troco Solid-rio, com arrecadaes feitas de julho a dezembro de 2013 nas lojas da rede.O Troco Solidrio Havan foi criado em 2011. Ao

    pagar suas compras com dinheiro nas lojas fsi-cas, os clientes so convidados a doar centavos do troco para a iniciativa. No ato da doao, en-tregue um comprovante com o nome da entidade bene ciada. A soma das doaes do segundo se-mestre de 2013 ultrapassaram a marca de R$ 1 milho de reais, o que vai bene ciar 46 entida-des assistenciais em regies onde a Havan atua.

    Casa de Passagem recebe R$22 mil do Troco Solidrio da Havan

  • 4 GERAL Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Casa do Palmito o primeiro imvel tombado em Barra Velha

    Programao da semana de Nossa Senhora da Paz encerra neste domingo em Balnerio Piarras

    Casa guarda histria de amor

    Os apoiadores da preserva-o do patrimnio cultural e arquitetnico em Barra Velha tiveram o que pode ser consi-derada uma vitria importan-te. Isso porque foi decretado o primeiro tombamento de imvel da histria do muni-cpio. A tradicional Casa de Palmitos, construda entre as dcadas de 1930 e 1940, re-cebeu na ltima quinta-feira a cerimnia o cial para ho-mologao do decreto de seu tombamento e assinatura do livro tombo. Juliano Bernardes, presiden-te do Conselho Municipal do Patrimnio Cultural (Com-pac) e diretor de cultura da Fundao Municipal de Tu-rismo, Esporte e Cultura diz que a partir de agora, a famlia proprietria da casa no po-der mais fazer alteraes na residncia sem antes consultar o conselho. Bernardes lembra ainda que em casos de tombamento, as famlias no so indenizadas e por isso podem continuar morando no local. O tomba-mento j foi um grande passo. Futuramente pretendemos indenizar a famlia, restau-rar o local sem que ele perca sua identidade e construir um museu para a cidade, diz ele.H dcadas existe a tentativa de tombamento do imvel. Desde 1988 h registros na imprensa tratando do assun-

    to. Historiadores, jornalistas, pesquisadores, moradores, au-toridades e visitantes sempre defenderam a preservao do local.Para Juliano, a falta de interes-se do Poder Pblico at ento foi um dos motivos pela demo-ra pelo tombamento da casa. Outra razo que fez com que a Casa levasse dcadas para ser tombada foi a inativao do Compac e a carncia de uma Lei e ciente que amparasse o decreto de tombamento. A situao comeou a mudar com a Lei 930/2010, que foi alterada pela Lei 1296/2013, e trata a Preservao do Pa-trimnio Natural e Cultural do Municpio de Barra Velha, criando o Conselho Municipal do Patrimnio Cultural e re-gulamentando o processo de tombamento.A partir deste feito, em 2013, o Compac recebeu o ofcio do poder Executivo, solicitando

    o tombamento, o qual passou pela aprovao unnime do Conselho. O memorial descri-tivo do imvel foi elaborado, noti cao dos proprietrios, publicao do edital de tom-bamento no Dirio O cial da Unio e na imprensa local e regional, como no prprio Voz do Itapocu.O tombamento da Casa de Palmitos representa a pre-servao de uma parte da histria de Barra Velha. Que consigamos ir adiante, reali-zando o tombamento de bens materiais e registro de bens imateriais, que representem a trajetria da cidade, diz ele. O presidente destaca ainda que o Conselho j tenha em vista outros imveis para ser tombado, mas que o prximo passo tombar os portos de pesca artesanais do Centro e da Itajuba.

    A Casa de Palmitos a pri-meira residncia do Costo, datada de 1940 a 1944, e pos-sua na poca uma das mais belas vistas panormicas da praia central de Barra Velha. O mestre de obras Ananias Crispim foi o responsvel pela edi cao do imvel e lixou os caules de palmito, um por um, para conseguir xar todos na mesma posio. Os troncos de palmitos foram extrados na mata da prpria cidade. Atualmente a casa pertence a dona Erna Bisewvski, que chegou a cidade em 1948, de-pois do falecimento do seu em Joinville. Neste perodo, conheceu Augusto Teodoro Wald Becker, um industrial paranaense, que costumava veranear nas praias de Santa Catarina.O romance do casal, que durou at 1955, quando Augusto faleceu, uma das

    marcas da Casa de Palmito.Juliano Bernardes revela que o tombamento histrico era o grande desejo da senhora Erna. Hoje ela est com pro-blemas de sade devido a ida-de e a preocupao dela era conseguir esse tombamento antes que fosse tarde. Posso dizer com toda certeza, o que mantm ela viva a casa, dis-se o presidente.A casa car como herana dos familiares de dona Erna aps o seu falecimento, por isso uma grande preocupao com o futuro que os herdeiros dariam para o imvel. Eles j declararam que no preten-diam manter casa e sim derru-bar para construir uma nova residncia. Por esse motivo foi muito importante esse tomba-mento ter ocorrido a tempo, naliza Bernardes.

    As comemoraes em homenagem a padroeira de Balnerio Piarras, Nossa Senhora da Paz, encerram neste do-mingo com vrias atividades na igreja Matriz do municpio, que leva o nome da padroeira. O feriado municipal foi co-memorado ontem, dia 24, e neste sba-do h atividades ao meio-dia e a noite. Amanh a tarde, o evento encerra com

    o tradicional bingo. A programao de novenas iniciou na ltima quarta-feira, dia 22. Neste sba-do, dia 25, ao meio-dia ocorre o almo-o com churrasco. A noite, s 20h, a vez da missa festiva. Aps a cerimnia religiosa, haver apresentao com a banda do Barril e completo servio de bar e cozinha. J no domingo, ocorre a

    santa missa em homenagem a Nossa Senhora da Paz s 10h, seguido de al-moo com churrasco e galeto. s 17h, a semana de comemoraes encerra com o tradicional bingo. Histria nasceu na EspanhaA tradio de Nossa Senhora da Paz nasceu no nal do sculo XI, na cidade de Toledo, na Espanha. A histria reli-

    giosa narra que o ento bispo de Toledo Idelfonso, que aps sua morte seria de-clarado santo, teve uma viso de Virgem Maria na catedral de Toledo. Santo Idel-fonso cou conhecido na igreja catlica pela sua devoo e tambm pela litera-tura religiosa. O dia da padroeira comemorado um dia depois do dia do Santo Idelfonso.

  • 5GERALSbado, 25 de janeiro de 2014.

    Abertas inscries para sete cursos pro ssionalizantes em Balnerio Piarras

    Sem gua no bairro Itinga, Araquari decreta estado de emergnciaDevido a grave situao de fal-ta de gua em Araquari, o pre-feito Joo Pedro Woitexem de-cretou situao de emergncia no municpio na manh da ltima quinta-feira. De acordo com moradores, o bairro Itin-ga est h cerca de 20 dias sem gua. Na quinta-feira pela ma-nh, eles chegaram a fechar a rodovia SC-301, e queimaram pneus na via para protestar. O manifestou durou cerca de duas horas.Na tarde de quarta-feira, o prefeito se reuniu com a supe-rintendncia da Casan e foi ao local do problema para traar planos de emergncia para resolver a situao. Ns ca-mos at s 23h no bairro Itin-ga, junto de alguns moradores veri cando a situao e de ni-mos algumas aes emergen-

    ciais, comenta Joo Pedro.A Casan est comprando cai-xas de gua de 25 mil litros que devem ser instaladas em vrios pontos do bairro. Qua-tro caminhes pipa tambm esto reforando o abasteci-mento, passando nas residn-cias e enchendo as caixas dos moradores. J de imediato a Casan est licitando a cons-truo de poos no bairro, iniciando com trs e seguindo com mais, se for necessrio, complementa Woitexem. Na quinta-feira, a Casan se comprometeu com a popula-o do bairro Itinga em levar um documento assinado para ser entregue aos moradores, onde assume as aes emer-genciais. A Casan tambm no vai cobrar as faturas emitidas durante o perodo de falta de

    gua para os moradores que no tiveram suas casas abaste-cidas. Para informaes sobre como isentar a conta de gua nesse perodo, os moradores devem ligar para a unidade de Araquari: 3423 1602.O bairro Itinga abastecido pela Companhia guas de Joinville, com um contrato com a Casan. De acordo com a estatal, um vazamento no identi cado na rede da Com-panhia ocasionou na falta de gua naquela regio. De acordo com o prefeito, o contrato com a Casan est sendo mantido devido um grande projeto de saneamen-to bsico que j foi aprovado e deve ser executado pela em-presa, bene ciando mais de 70% do municpio com sane-amento bsico.

    A prefeitura de Barra Velha divulgou nesta semana uma lista de locais que recebero redutores de velocidade, com passagem de pedestres ele-vada e lombadas, em reas de grande uxo de pedestres e alunos. Esses pontos foram de nidos atravs de estudos de engenharia de trfego e es-tatstica junto a Polcia Militar e ao Corpo de Bombeiros. De acordo com a coordenadoria de trnsito do municpio, so locais onde h registro de aci-dentes com vtimas, alm de excesso de velocidade. Segundo a prefeitura, j es-to sendo colocadas placas de sinalizao de trnsito nos locais que recebero os redu-tores de velocidade. A inten-o instala-las 15 dias antes aplicao dos redutores, para que os usurios comecem a tomar cuidado referente aos

    obstculos. Ainda de acordo com a coorde-nadoria de trnsito do munic-pio, a aplicao dos redutores de velocidade visa melhoria da segurana dos usurios em locais que h risco de aciden-tes. A aplicao dos redutores de velocidade ser monitorada por um ano. Caso no atenda s necessidades das vias, se-ro aplicadas outras alternati-vas de engenharia de trfego.Con ra a lista de locais que so-frero alteraes: - Sero implantadas lomba-das fsicas na rua Vice-Prefeito Jos P. Oliveira, na proximida-de da Barra Jet e do frum. - Ser implantada uma passa-gem elevada de pedestres e alunos na rua Bernardo Aguiar, em frente Escola Formao. - Ser implantada uma lomba-da na avenida Itajuba, antes da ponte, prxima a entrada

    da praia do Grant. - Haver a implantao de duas lombadas na estrada Ge-ral de Medeiros: uma ser no inicio, prximo a escola reuni-da municipal Professor Joo Manoel da Silva. Outra na lo-calidade de Medeiros, prximo a granja. - Todos os redutores de velo-cidade (lombadas) tero sua implantao baseada nos pa-rmetros estabelecidos pelo Cdigo de Trnsito Brasileiro e a Resoluo 39/CETRAN.

    Prefeitura de Barra Velha anuncia locais que recebe-ro redutores de velocidade

    Esto abertas as inscries para sete cursos ministra-dos pelo Servio Nacional de Aprendizagem Comercial (Se-nac) em parceria com a pre-feitura de Balnerio Piarras. Os interessados podero se inscrever at o dia 9 de feve-reiro na secretaria de Assis-tncia Social do municpio. Os cursos sero ministrados nos perodos diurno e noturno, to-talizando 200 vagas. Para se inscrever basta ir at a Secretaria de Assistncia Social, Avenida Emanoel Pinto 525, prximo ao Supermerca-do TOP, das 8h s 12h e das 13h30 s 17h30. Os docu-mentos necessrios so: RG ou CPF (no ser aceito cartei-ra de motorista), comprovan-te de residncia e atestado de frequncia escolar e/ou a cpia do histrico escolar. Menores de idade devero ir acompanhados por um res-

    ponsvel. O aluno dever tambm apre-sentar uma conta corrente ou poupana para que seja reali-zado o depsito do auxlio es-tudantil.

    Con ra os cursos oferecidos so:- Balconista de farmcia (35 vagas, idade mnima 15 anos); - Camareira em meios de hos-pedagem (35 vagas, idade m-nima 18 anos); - Salgadeiro (35 Vagas, idade mnima 18 anos); - Auxiliar de cozinha (20 va-gas, idade mnima 18 anos); - Depiladora (20 vagas, idade mnima 18 anos); - Auxiliar de recursos huma-nos (35 vagas, idade mnima 15 anos); - Agente de informaes turs-ticas - ingls (35 vagas, idade mnima 15 Anos).

    Balnerio Barra do Sul iniciou na ltima semana, dia 17, a entrega dos carns de IPTU. De acordo com a prefeitura, houve uma atualizao no sis-tema de informtica que oca-sionou o atraso no incio das entregas. No carn 2014, os moradores no encontraro aumento alm do reajuste anual feito atravs da correo do ndice do IGPM, que nesse ano chegou 5,27%.No total foram emitidos 13.942 carns, que devem ser retirado pelos moradores na sede da prefeitura. Para proprietrios que cadastraram endereo de entrega fora do municpio, o setor de tributa-o j encaminhou os carns ao correio para serem envia-dos ao endereo correto. Alm disso, os contribuintes tero outra facilidade nesse ano.

    Podero imprimir dos boletos atravs do Portal do Cidado na internet. O site da prefeitu-ra www.balneariobarradosul.com.br.O prazo de pagamento da par-cela nica cou mantido para o dia 10 de fevereiro, com des-conto de 20%. A segunda data cou estipulada para o dia 10 de maro com 10% de descon-to. A partir da os moradores podem parcelar o valor total em at 10 parcelas.

    Balnerio Barra Sul ir distribuir quase 14 mil carns de IPTU

    Faixa elevada - Foto: Prefeitura de Barra Velha

  • Barra Velha ter carnaval de trio eltrico e de clube neste ano

    6 GERAL Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Na tarde de quarta-feira, dia 22, integrantes da Fundao Municipal de Turismo, Es-porte e Cultura (Fumtec) de Barra Velha reuniram-se com os responsveis pelos blocos carnavalescos para debater a programao deste ano. Nessa edio a novidade ser a jun-o do carnaval de rua com a volta do carnaval de clube, re-alizado na Sociedade Recreati-va de Barra Velha.Compareceram na reunio l-deres dos blocos Fuga da Lula, Canoa Virada e Unidos do So Cristvo, alm da presena de iago Pinheiro, Presiden-te da Fumtec. O carnaval deste ano ser entre os dias 28 de fe-vereiro 04 de maro. De acordo com o presidente da Fumtec, Barra Velha ter carnaval de rua com trio el-trico e banda passando na orla da praia central todos os dias. Assim que o trio eltri-co terminar o percurso, outro trio conduzir os blocos para continuar a festa na Sociedade Recreativa. iago ressalta que neste ano, a organizao do carnaval de clube car a cargo da Fumtec. Alm disso, Pinheiro con r-mou a realizao da matin para as crianas na sociedade, e o j tradicional des le com escola de samba na avenida Santa Catarina.Nesse ano a premiao para os melhores blocos de carnaval ser em dinheiro. Aps anali-sar os quesitos do regulamen-

    to, a Fumtec premiar com R$1 mil o primeiro colocado, R$500 o segundo e R$300 para o terceiro, alm de trofus. Na reunio os representantes tambm tiveram voz e pude-ram expor suas ideias. Uma das mais discutidas foi a von-tade de voltar com ao uni car o ponto de encontro de todos os folies. Era muito mais le-gal quando todos os blocos se concentravam no trecho entre o Bentinho Lanches e a esqui-na da Praa Central. Hoje em dia cada um ca em um canto distante, diz Carlos Eduar-do Petry (Cadu), responsvel pelo bloco Fuga da Lula. Uma das alternativas propos-tas, e que ser analisada pela Fumtec, de colocar tendas na beira mar que serviriam como ponto de concentrao para cada bloco. Alm disso, Cadu elogiou a iniciativa do grupo Unidos do So Cristvo de promover uma ao social no ano pas-sado. Queria parabenizar os

    meus amigos pela bela ideia e propor para que todos ns adotemos essa ideia para o carnaval. Cada integrante do bloco deve doar um quilo de alimento que ser revertido em cestas bsicas, disse ele durante a reunio. A ideia foi aceita e ser adotada por todos os blocos.De acordo com iago Pinhei-ro, a programao completa do carnaval deve ser divulga-da na primeira semana de fe-vereiro. Ele ressalta ainda que interessados em montar seus blocos devem preencher um formulrio na sede da Funda-o at o dia 21 de fevereiro. Quanto aos valores cobra-do pela entrada no carnaval de clube, iago diz que ser vendido o passaporte para as cinco noites no valor de R$50 para os folies que estiverem inscritos em algum bloco. Vendas avulsas devem ser fei-tas no valor de R$15 antecipa-do e R$20 na hora por noite.

    Balnerio Piarras inicia projeto Super-Homem Saudvel

    Assistncia Social j abordou mais de 40 moradores de rua em Barra Velha nesta temporada

    A coordenao da Ateno Bsi-ca e as equipes de Sade da Fa-mlia de Balnerio Piarras reali-zaram na ltima quinta-feira, dia 23, o levantamento epidemiol-gico do municpio e de niram o calendrio das aes propostas no projeto Super-Homem Sau-dvel. O projeto prope garantir a ateno integral a sade do homem atravs de aes de pro-moo, preveno e diagnstico de agravos de relevncia epide-miolgica e ao mesmo tempo acolher e vincular essa popula-o aos servios de sade.A portaria n 3.279 do Governo Federal, de 26 de dezembro do ano passado, que autorizou o repasse no valor de R$ 40 mil, dispe sobre o repasse de recur-sos nanceiros de custeio a Mu-nicpios, Estados e Distrito Fe-

    deral para a execuo de aes de implantao, implementao da Poltica Nacional de Ateno Integral Sade do Homem (PNAISH) no mbito do Sistema nico de Sade (SUS). Dentre as aes propostas es-to: capacitar as equipes de Sa-de da Famlia sobre a PNAISH, desenvolver conscientizao co-letiva da populao masculina, bem como de toda sua famlia na promoo do seu autocuida-do, sensibilizar da importncia da atividade fsica como promo-tora de qualidade de vida e inse-ri-los no Programa Academia da Sade na sua comunidade, alm de ampliar e adequar o horrio de atendimento das Unidades Bsicas de Sade, preconizando o pblico masculino.

    Desde dezembro cerca de 40 pessoas j foram abordadas pela secretaria de Assistncia Social de Barra Velha, nas aes preventivas de abordagem mendicncia e moradores de ruas no municpio nesta tempo-rada. A operao realizada de forma constante por pro ssionais da secretaria, com o apoio da pol-cia militar e do Conselho Tutelar, para os casos que envolvam me-nores de idade, encaminhou at a quinta-feira, dia 23, 15 pesso-as que optaram por voltar para as suas cidades de origem. Tem pessoas de cidades prxi-mas, como Joinville, que esco-lhem voltar, mas h casos que a pessoa de So Paulo, Rio de Janeiro que preferem car por-que esto passeando e querem

    ir andando, comentou a coor-denadora de Assistncia Social, Viviane Montanari Jurek. Nos casos de permanncia no municpio, Viviane acrescenta ainda que essas pessoas so monitoradas diariamente, j que a ao visa primeiramente coi-bir o aglomero de moradores de ruas, que na maioria dos casos j tem passagem pela polcia, ex-presidirios, ou usurios de drogas que acabam causando um desconforto aos moradores do municpio.Por ano a secretaria de Assistn-cia Social de Barra Velha desti-na uma verba de R$8 mil para a compra de passagens, podendo, desta forma, disponibilizar meios para que essas pessoas voltem aos seus locais de origem.

  • 7GERALSbado, 25 de janeiro de 2014.

    CLASSIFICADOS

    IMVEIS VECULOS EMPREGOS

    ENVIE SUAS OFERTAS PARA CLASSIFICADOS@VOZDOITAPOCU.COM.BROU LIGUE 3456 1194

    IMVEIS VECULOS

    PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA VELHA SCFUNDAO MUNICIPAL DE TURISMO, ESPORTE E CULTURA - FUMTEC.CONSELHO MUNICIPAL DO PATRIMNIO CULTURAL DE BARRA VELHA - COMPAC

    Edital de Convocao/Noti cao n 001/2013 do COMPAC, criado pela Lei N 930/2010 que dispe sobre a Preservao do Patrimnio Natural do Municpio de Barra Velha, cria o Conselho Municipal do Patri-mnio Cultural e Regulamenta o Processo de Tombamento de Imveis Municipais.

    Noti cando: eventuais terceiros, proprietrios, posseiros e eventuais interessados, bem como seus herdeiros e cnjuges do imvel situado a Avenida Santa Catarina, n 985, Centro, Barra Velha SC, com a inscrio imobiliria n 01.01.041.0278.001, situado em rea de marinha RIP n 8041.00000456-76 com as caracte-rsticas e confrontaes abaixo.

    O Conselho Municipal do Patrimnio Cultura do Municpio de Barra Velha - COMPAC, Estado de Santa Catarina, faz saber a todos os interessados, que foi protocolado na data de 01/11/2013, Ofcio n 316/2013 do Municpio de Barra Velha - SC, com destino ao Conselho Municipal do Patrimnio Cultural de Barra Velha COMPAC, solicitando a instalao de procedimento administrativo para tombamento da Casa de Palmitos, situada na Avenida Santa Catarina, n 985, Centro, Barra Velha SC, com base no artigo 6, alnea a, da Lei Municipal n 930, de 01 de maro de 2010, que dispe sobre a Preservao do Patrimnio Natural e Cultural do Municpio de Barra Velha, cria o Conselho Municipal do Patrimnio Cultural, Regulamenta o Processo de Tombamento de Imveis Municipais de acordo com o artigo 3, inciso III, alnea b, da Lei Complementar n 69/2008 que introduziu o Plano Diretor Municipal e d outras providncias, a referida solicitao foi pautada na segunda reunio extraordinria do COMPAC, realizada na data de 04 de novembro de 2.013, conforme consta em ATA lavrada naquela oportunidade, tendo sido aprovado a instaurao do processo ad-ministrativo n 001/2013, de tombamento do imvel conhecido como CASA DE PALMITOS, situado na Avenida Santa Catarina, n 985, Centro, Barra Velha SC, com as seguintes medidas e confrontaes: imvel sito no lugar denominado Costo, Comarca de Barra Velha, Estado de Santa Catarina, contendo uma casa de construo de Palmito e Madeira e demais benfeitorias, medindo o terreno 20,00 de frente, por 33,00 de fundos, ou seja 660,00m, retirada da Escritura Pblica registrada no Livro 25, folhas 13 a 15, inscrio imo-biliria n 01.01.041.0278.001, em rea de marinha cadastrado no RIP n 8041.00000456-76, na Secretaria de Patrimnio da Unio em nome de Ronald Walter Becker, Para tanto, cam cientes eventuais terceiros, proprietrios, posseiros e eventuais interessados, bem como seus herdeiros e cnjuges, do bem supra citado, para que no prazo de 15 (quinze) dias manifestem sua anuncia ao tombamento ou para, querendo, apresente impugnao fundamentada, no mesmo prazo, conforme a regulamentao contida na Lei Municipal n 930, de 01 de maro de 2010. E, para que chegue ao conhecimento de todos, partes e terceiros, foi expedido o presente edital, o qual ser a xado no local de costume e publicado 3 vezes na forma da lei.

    EDITAL PRAZO DE 15 DIAS.Barra Velha (SC), 06 de novembro de 2013.

    JULIANO BERNARDESPRESIDENTE COMPAC

    A Fundao de Turismo, Es-porte e Cultura (Fumtec) de Barra Velha lanou nesta se-mana o programa Conhea Barra Velha, que tem como objetivo a divulgao do mu-nicpio em formato de carto postal atravs de imagens e brevesAssociaes de Ara-quari e Balnerio Piarras sero contempladas com o contrato de adeso ao pro-grama Reviver Inovao na Ateno aos Dependentes de Substncias Psicoativas do Estado de Santa Catarina, as-sinado na quarta-feira, dia 22, pelo governador Raimundo Colombo. A Associao e Ministrio para Restaurao da Famlia, em Araquari, e a Associao Teraputica Stio Caminho Novo de Balnerio Piarras esto entre as 43 entidades aptas inscritas no edital lana-do pela Fundao de Amparo Pesquisa e Extenso Uni-

    versitria (Fapeu) e podero iniciar o acolhimento dos de-pendentes qumicos. O programa, uma parceria do governo do Estado e a Fun-dao de Amparo Pesquisa e Inovao de Santa Catari-na (Fapesc), vai garantir, at o m do ano, o atendimento de 1,2 mil pessoas em comu-nidades de tratamento de de-pendentes qumicos em todo o Estado.ProjetoNo total sero 900 vagas para adultos e 300 para adolescen-tes. Entre as aes previstas pelo Reviver, tambm esto o diagnstico e o cadastramen-to de comunidades terapu-ticas, capacitao de pro s-sionais destas comunidades, elaborao de protocolos de preveno, pesquisa de avalia-o do cuidado e da reinser-o familiar e elaborao de material instrucional.O projeto, que recebeu do

    governo do Estado R$ 12 mi-lhes, integra as aes do Pro-grama Crack, Possvel Ven-cer, e envolve as Secretarias de Estado da Justia e Cida-dania; da Segurana Pblica; da Educao; e da Assistncia Social, Trabalho e Habitao e tambm integrar as aes do Plano Estadual de Polti-cas Pblicas sobre Drogas. O plano est sendo elaborado de forma intersetorial com a participao do governo e da sociedade civil.

    Governo do Estado assina convnio com instituies de tratamento a dependentes qumicos

    Barra VelhaVendo Fusca 1300LAno 1975, bege. 60 mil Km, ori-ginal.Segundo dono.Telefone para contato: 3456 1194

    Corsa Sedan 99: Vendo urgente, cor prata, alarme, trava, pneus novos, insul lm, pla-ca M, particular, timo estado de conservao. Valor: R$12.500 Fone: (47)9280-4990 ou (47) 9942-1200

    FK Auto Center- Revises peridicas- Balanceamento e geometria- Baterias - Suspenso-Troca de leo - Correia dentada - Freios - Insul lm e acessriosRua: Deogrcio de Oliveira, n123 bairro So Joo - Itaja -Telefone: 3083-4818

    Barra VelhaVendo casa de alvenaria no bair-ro So Cristvo com 300m. Boa localizao sem riscos de alagamento. Dois quartos, sala, cozinha, dois banheiros, garagem e rea. Valor R$80 mil. Aceito car-ro no valor de at 20 mil. Fone: (47) 9941-6184.

    Sistema Nacional de Empregos (SINE) Cidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456-3884E-mail: sine@barravelha.sc.gov.brVagas disponveis Chapeiro c/ experincia- aux. de cozinha- servios gerais- garom- motorista p/ supermercado- padeiro (a) confeiteiro (a)- op. Caixa- pizzaolo c/ experincia- atendente- recepcionista- camareiraOs interessados devero compa-recer no SINE com os documen-tos (CPF e RG) e a carteira de tra-balho. Para a vaga de operador de caixa necessrio ter o en-sino mdio completo, as demais vagas o ensino fundamental completo. Frigor co So JooCidade: So Joo do ItaperiTelefone: (47) 3458 3000E-mail: frigori cosaojoao@frigori- cosaojoao.com.brContrata-se Produo - MotoristaAjudante de motorista Expedio Benefcios: Registro integral, Unimed, seguro de vida, almoo e caf e uniforme gratuito incluindo a lavao. Os interes-

    sados devero comparecer com os documentos na rece-po do frigor co.

    Digitaldoor TechnologiesCidade: JoinvilleTelefone: 47 30271500Email: contato@digitaldoor.com.brCargo: Tcnico EletricistaNumero de vagas: 02Experincia: 02 anosPreferncia quanto localizao: Residente em Piarras, Penha,Itajuba ou Barra VelhaResumo das tarefas do cargo:- Montagem de painel eltrico- Instalao de Iluminao, toma-das, retorno, eletrocalha, corru-gado- Contratao para traba-lhar em instalao eltrica de prdio resi-dencial na cidade de Piarras

    Grupo Labor HumanoTelefone: 3433 3362

    ASSISTENTE CONTBIL Experincia com conciliaes bancaria preparao de arquivos digitais (Dime, DCTF Dacon, EFD contribuies, EFD scal, EFD contbil, Dirf e outros)ASSISTENTE FINANCEIROExperincia com contas a pagar e receber, conciliao bancaria, negociao com fornecedores e clientes.ESTGIO EM ADMINISTRAOCursando superior em adminis-trao.ESTGIO EM ADMINISTRAOCursando superior em adminis-trao ou contabilidade.ESTGIO EM PEDAGOGIACursando o superior em pedago-gia ou magistrio. Para trabalhar em C.E. I.

    TCNICAS

    COMPRAS TCNICASConhecimento em auto CAD.TCNICO EM ELETRNICACurso tcnico em eletrnica ou eltrica.TCNICO EM PLSTICOS Tcnico completo, Experincia com extrusora.TCNICO EM RECURSOS HUMA-NOS Com experincia em ponto ele-trnica. Conhecimento sistema Protheus.

    COMERCIAL

    BALCONISTANo requer experincia. Ensino mdio completo.

    Foto: Governo do Estado

  • Verocultural

    Atraes culturais abem espao para artistas da regio em Barra Velha. Atraes tambm so timas opes para quem busca um entretenimento diferente nesta temporada.

    8

    Apresentaes do Festival de Msica de Santa Catarina passam por Barra VelhaNa noite de tera-feira, moradores e visitantes de Barra Velha puderam apreciar a arte da msica clssica. Pela primeira vez, a cidade recebeu apresentaes do Festival de Msica de Santa Catarina (Femusc), rea-lizado em Jaragu do Sul. O primeiro espetculo foi comandado pelo Cuarteto de Cuerdas Chascoms, do Mxico e atraiu um bom pblico na praa Central.

    A iniciativa partiu da Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec), que entrou em contato com o Instituto Femusc e garantiu duas apresentaes do Festival na praia de Barra Velha. Durante a passagem do grupo mexicano em Barra Velha, integrantes da Fumtec levaram os artistas para conhecer alguns pontos da cidade. Os msicos tiraram fotos e se mostraram maravilhados com as belezas naturais da cidade.A prxima apresentao em solo barravelhense ser com o Cuarteto para

    Cuerdas em Fa Mayor, na prxima quarta-feira, dia 29, s 20h, ao lado do projeto Contm Cultura.

    Sobre o FemuscO Festival de Msica iniciou em Jaragu do Sul no dia 19 de janeiro e levar ao pblico mais de 200 apresentaes at o dia 1 de fevereiro. Entre os grupos que iro se apresentar, esto artistas das mais diversas origens como frica do Sul, Austrlia, Malsia, Polnia, Israel, Nova Ze-lndia e Bahamas. Alm das apresentaes no palco principal da Scar, em Jaragu do Sul, acontecero apresentaes itinerantes em outras lo-calidades. A proposta do Femusc disseminar a msica clssica entre a populao, oferecendo todas as apresentaes gratuitamente ao pblico. O evento tem o apoio do Governo do Estado

    Instalado em Barra Velha deste a ltima semana, o projeto Contm Cultura prope diversas formas de interatividade en-volvendo poesia, literatura, cinema, dana e artesanato. As oficinas culturais so realizadas dentro e fora de um continer instalado na rua Teodorico Borba, no Costo da Praia do Tabu-leiro. O projeto j rodou diversas cidades catarinenses e veio para Barra Velha atravs da Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec). Na cidade permanecer at o dia 12 de fevereiro. O Contm Cultura uma iniciativa do Instituto Caracol, de Na-vegantes, em parceria com a Portonave, que cedeu um cont-iner totalmente reformulado para abrigar o projeto. O espao tem capacidade para 30 pessoas sentadas e recebe diariamen-te vrias dezenas de visitas de moradores e turistas de passa-gem por Barra Velha. o caso da moradora de Joinville Cristina Hang Venturi, que levou sua filha para participar das oficinas. Prefiro trazer a minha filha aqui. uma tima opo para as crianas que normalmente ficariam em casa assistindo televiso ou na praia nesse sol quente. Antes das 17h que o horrio que a deixo ir praia, passamos aqui, diz Cristina. ela aprova a iniciativa da Fumtec e pede mais opes como essa.Neste sbado o projeto oferece diversas atividades e apre-

    sentaes culturais ao longo do dia. Alm disso, os visitantes podero participar de uma Oficina de Produo Audiovisual. Nela os participantes conhecero a origem da fotografia e aprendero sobre tcnicas de foto e filmagem, para que no final do dia os participantes possam produzir um vdeo de curta metragem. Amanh o Contm Cultura oferece oficinas de leitura, histria, cinema e workshop de cartonaria. De acordo com o professor e integrante do projeto, Daniel Vasconcelos, j passaram aproximadamente 40 mil pessoas pelo continer desde que o projeto iniciou. Sou professor de histria e trabalhei alguns anos dando aula em escolas. Cai de paraquedas no mundo da contao de estrias, mas pude perceber que um mito dizer que as pessoas tm preguia de ler. Na verdade elas tm preguia de imaginar. Elas percebem isso quando tem algum que estimule esse lado da imagina-o. Eu me divirto muito fazendo esse trabalho, diz ele.Na passagem por Barra Velha, o projeto j atraiu visitantes de Chapec, So Bento do Sul, Florianpolis, Itaja, Herval do Oeste e muitas outras cidades. O Contm Cultura fica aberto a populao das 9h s 16h. Seguindo o cronograma, alguns dias tero atividades at s 20h.

    SBADO

    DOMINGO

    SEGUNDA-FEIRA

    TERA-FEIRA

    (25/01)

    (26/01)

    (27/01)

    (28/01)

    MX: 30 MN: 23

    MX: 28 MN: 23

    MX: 33 MN: 19

    MX: 33 MN: 22

    Nebulosidade varivel e chuva

    isolada

    Sol com chuva no incio e nal do dia

    Chuva, melhorando no decorrer do dia

    Sol com pancadas de chuva a tarde e

    a noite

    PREVISO DO TEMPORisco de temporais a partir de hoje

    O forte calor de sexta-feira trs o risco de temporal devido aproximao de uma frente fria pelo Sul do pas. Hoje h previso de fortes rajadas de vento (acima de 70 km/h), bastante ativida-de eltrica na atmosfera (raios), chuva forte num curto espao de tempo e queda de granizo de forma mais generalizada.

    Fonte: Ciram/Epagri

    Contm Cultura: um container recheado de atividades em Barra Velha

  • 25 de janeiro de 2014. 9

    Apresentaes do Festival de Msica de Santa Catarina passam por Barra Velha

    Msica na Orla abre as noites de sexta-feira em Balnerio Piarras

    Programao cultural do final de semana em Barra Velha

    Cuerdas em Fa Mayor, na prxima quarta-feira, dia 29, s 20h, ao lado do projeto Contm Cultura.

    Sobre o FemuscO Festival de Msica iniciou em Jaragu do Sul no dia 19 de janeiro e levar ao pblico mais de 200 apresentaes at o dia 1 de fevereiro. Entre os grupos que iro se apresentar, esto artistas das mais diversas origens como frica do Sul, Austrlia, Malsia, Polnia, Israel, Nova Ze-lndia e Bahamas. Alm das apresentaes no palco principal da Scar, em Jaragu do Sul, acontecero apresentaes itinerantes em outras lo-calidades. A proposta do Femusc disseminar a msica clssica entre a populao, oferecendo todas as apresentaes gratuitamente ao pblico. O evento tem o apoio do Governo do Estado

    Com o intuito de valorizar os msicos lo-cais e tambm oferecer uma programao diversificada para moradores e visitantes, a Secretaria de Turismo e Cultura de Bal-nerio Piarras realiza desde novembro o projeto Msica na Orla. No total, 10 msi-cos tm feito shows em vrios pontos da cidade. As apresentaes acontecem toda sexta-feira e devem se estender at o dia 28 de fevereiro.Segundo a Secretria de Turismo e Cul-tura, Susan Corra a estrutura fsica do projeto tem sido mvel. Passamos por seis pontos ao longo da Avenida Jos Tems-tocles de Macedo (Beira Mar), prximo a bares e restaurantes. Os msicos tm se apresentado em rodzio no qual cada sexta-feira, um deles se apresenta em um local diferente. Ontem o espetculo aconteceu prximo ao Edifcio Anna Paula e na prxima sexta, dia 31, ser prximo

    descida da Rua Antnio Agnelo Santana. Lembrando que as apresentaes aconte-cem das 19h s 21h.O sucesso da ideia de valorizar os artistas da cidade motivou a organizao a ex-pandir a oportunidade para msicos de cidades vizinhas. No incio ns abrimos vagas apenas para msicos de Balnerio Piarras, depois artistas de Barra Velha e Penha tambm tiveram a oportunidade. Tivemos ti-mos msicos se apresentando aqui como Therbio Felipe que mora em Balnerio Piarras e foi destaque no ltimo festival da cano, e tambm um dos melhores acordeonistas do Brasil que o Orimar Hess Junior. Ento esse projeto tem sido muito positivo pra todas as partes, tanto para ns como msicos e pblico. disse a diretora de cultura Luciellem dos Santos.

    Neste sbado, dia 25, logo pela manh, acontece a exposio Olhares sobre Barra Velha, com imagens da cidade. No mes-mo espao, fotografias de Jusselen Nunes e Rogrio Cmara, com a temtica Somos da Pesca, tambm ficaro disposio do pblico. O evento ser no Porto dos Pes-cadores, no Centro.Na praa Lauro Carneiro de Loyola, pela manh, h a opo de fazer um city tour e conhecer os pontos tursticos e histricos de Barra Velha. O nibus sair s 9h e tem retorno marcado para o meio-dia. Quem tiver interesse em participar pode se ins-crever na Fundao de Turismo, Esporte e Cultura. O passeio gratuito e com vagas limitadas.Logo mais, s 14h, uma feira de artesanato ser montada no local e segue at as 19h. Tambm acontece uma oficina de artesa-nato, 15h, roda de capoeira s 16h, con-tao de histria e apresentao musical de violo e sax, 18h. Os msicos seguiro em caminhada da praa at o Porto dos Pescadores, pela avenida Beira Mar. Para fechar a programao do sbado, s 20h ser exibido o filme Narradores de Jav e em seguida, s 22h, o lanamento do

    projeto Narradores de Barra Velha. A programao de domingo acontece no bairro Itajuba. A capela Bom Jesus ser ponto de partida para o passeio turstico e cultural, marcado para as 9h. No Circo Espanha, na parte da tarde, tambm ter feira de artesanato, das 14h s 19h, expo-sio fotogrfica, das 14h s 19h, roda de capoeira s 16h, contao de histria s 17h, apresentao teatral s 18h, apresen-tao dos artistas do Circo Espanha s 19h. O dia encerra com o show de Serginho e Moretti, s 20h. O circo est instalado na Rua Jos Quintino Pereira, prximo ao Mercado Barak. Geladeira Cultural O projeto Geladeira Cultural tambm esta-r disposio nas praias de Barra Velha. A ideia consiste na distribuio de gela-deiras personalizadas, com temas alu-sivos ao municpio, nas praias de maior circulao. Nelas, os turistas, veranistas e moradores tm acesso a livros e revistas que so emprestados gratuitamente para usufrurem no perodo em que estiverem na praia. Alm da praia Central, h ge-ladeiras nas praias do Tabuleiro e Grant.

    Em Balnerio Piarras o foco na rea cul-tural neste vero valorizar o trabalho dos artistas locais. o caso do projeto Arte na Rua, que leva artistas plsticos para desenvolverem obras sobre a cida-de em espaos populares, sob os olhares do pblico. O projeto iniciou no dia 11 de janeiro, com a apresentao do artista plstico Patrcio Morales. Alm dele, o Arte na Rua abriu espao para outros seis artistas que esto di-fundindo suas obras em apresentaes itinerantes pela cidade que duram apro-ximadamente duas horas. De acordo com a diretora de cultura, Luciellem dos San-tos, a ideia consiste na ofertar momentos de apreciao da arte a toda populao, como meio de valorizar o trabalho dos artistas plsticos do municpio e regio.As apresentaes acontecem todos os s-bados at o dia 29 de maro. De maneira itinerante, os artistas tm se apresentado das 15h s 17h em pontos como o bairro Nossa Senhora da Paz, Itacolomi, Santo Antnio e Centro. Para Luciellem o projeto iniciou de ma-neira satisfatria. Iniciamos o Arte na Rua com o p direito, onde conseguimos movimentar um grande nmero de pes-soas, levando a arte e instigando a curio-sidade de quem olhava.Luciellem afirma que levar o projeto aos bairros, traz uma oportunidade a toda populao de apreciar a arte e valorizar trabalho do artista plstico. Ns quere-

    mos tirar essa ideia de que obras de arte so coisas da elite. Estamos tirando os ar-tistas plsticos das galerias e levando para as ruas, mantendo contato direto com o pblico, diz ela.Alm de abrir espao para apresentaes na qual o pblico v passo a passo a cria-o da tela, a organizao permite que os artistas tragam suas demais obras para que fiquem expostas no local e possam ser comercializadas. Outro ponto gratifi-cante para todos os participantes a aju-da de custo que a prefeitura tem ofereci-do. Cada artista recebe o valor de R$220 por apresentao.A artista local Liliane Klug Baumgarten j se apresentou no projeto e elogia a ini-ciativa dos organizadores. muito gra-tificante pra ns receber esse espao para mostrar a nossa arte. Foi uma ideia in-teressante que tem conquistado no s a ns artistas, como tambm o pblico. Ela diz que no incio os apreciadores vinham em menor nmero, mas com o passar do tempo o pblico ia se aproximando. Ela adepta da tcnica leo sobre tela e gosta de retratar paisagens em suas obras. Na minha primeira apresentao no projeto estvamos embaixo de uma figueira, ento resolvi pintar as ilhas que temos na cidade, a praia em primeiro plano e coloquei tambm um tronco para lembrar a figueira na qual estvamos, explica.

    Arte na Rua busca popularizar as artes plsticas em Balnerio Piarras

  • 10 POLTICA Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Caixa Econmica Federal assina R$19 milhes em investimen-tos para municpios da regio

    A ministra-chefe da secreta-ria de Relaes Institucionais da Presidncia da Repblica, Ideli Salvatti, participou na ltima quinta-feira, dia 23, do evento de assinatura dos con-tratos de R$19 milhes em in-vestimentos da Caixa Econ-mica Federal com as cidades da regio. A solenidade ocor-reu em Balnerio Barra do Sul, que junto com a Araquari, ser a maior bene ciada, com a pavimentao da estrada de 22 km que liga os municpios com a BR-101. Alm de Balnerio Barra do Sul, que receber ainda re-cursos para a pavimentao, iluminao e requali cao

    da orla turstica, e Araquari, os outros investimentos sero para urbanizao em Balne-rio Piarras, pavimentao e a revitalizao da orla da Lagoa, em Barra Velha. Estou feliz pela agenda que estamos cumprindo em Santa Catarina. Estamos executando obras que a presidenta quer, com o objetivo de bene ciar a populao, sem importar-mos com partidos polticos, comentou a ministra durante o evento. Parte dos projetos ainda en-to sendo elaborados. Os j protocolados devero passar por uma adequao, caso no estejam dentro das normas do

    contrato, que ainda no foram entregues aos prefeitos. Aps o projeto nalizado, eles deve-ro ser encaminhados a Caixa Econmica Federal para apro-vao e posterior liberao da verba.O evento foi marcado pela conquista de Balnerio Barra do Sul e Araquari, que assi-naram a municipalizao da estrada que liga os municpios diretamente a BR-101. O pro-jeto de pavimentao vai ini-ciar no Morro Grande, passar pela estrada da Barra do Ita-pocu e ligar a Balnerio Barra do Sul, na estrada de Salinas.

    Evento ocorreu com a presena da ministra Ideli Salvatti. Balnerio Barra do Sul e Araquari sero as principais cidades bene ciadas, com a pavimentao da estrada que liga os municpios diretamente BR-101

    Balnerio Barra do Sul Araquari

    Hoje a esperana se renova em nos-sos comerciantes, em nosso povo, que depende de transitar por uma rodovia completamente sufocada que a BR-280. Foi desta forma que o prefeito de Balnerio Barra do Sul, Ademar Henri-que Borges, iniciou o seu discurso, fa-lando a respeito de uma das grandes reivindicaes de moradores e turistas do municpio, a pavimentao da estra-da da Salinas, que liga a cidade at a BR-101, atravs da estrada da Barra do Itapocu. Aps ser informado que a pavimentao da es-trada no estaria nos planos do governo do Esta-do, o prefeito conseguiu o apoio do Deputado Fe-deral Mauro Mariani, que articulou em Braslia os recursos necessrios para a pavimentao que ter o custo de R$ 4. 988.707,76 e ser liberado atravs do Ministrio do Turismo.De acordo com o Secretrio de Planejamento do municpio, Antonio Roberto de Borba, este pro-jeto j est pronto, mas ter que sofrer algumas adequaes, conforme o contrato, antes de ser enviado a Caixa Econmica Federal. Ainda no tem uma data certa. Mas assim que o projeto for aprovado o dinheiro ser liberados e poderemos

    fazer a licitao para iniciar as obras. O prefeito destacou tambm que essa obra ter a participao de empresas privadas, como o caso da Tupy, que ir ceder, sem custos, 334 mil toneladas de ADF, areia descartada de fundio. Ela dar, inclusive, o transporte de forma gratui-ta at o canteiro de obras, acrescentou Ademar. Este material servir de base para a obra que ba-ratear a construo da rodovia. No encontro o municpio garantiu tambm R$ 253.906,25 do Ministrio do Turismo para a implantao da iluminao da orla turstica, R$ 608.400,00 para a requali cao urbana e pai-sagstica da orla e R$ 245.850,00 do Ministrio das Cidades, para a pavimentao de vias pbli-cas urbanas do municpio.

    O deputado federal Mauro Mariani conseguiu incluir no pa-cote da estrada do Itapocu outra rodovia que tambm no estava nos planos do governo do Estado, a ligao da BR-280 com a BR-101, passando pela localidade de Corveta, em Araquari. As duas obras iro contribuir para diminuio do engarrafamento muito comum na BR-280, principalmente nos nais de semana e durante a temporada.Essa pavimentao ir diminuir em 40% o movimento da Rodovia 280, destacou o deputado. Segundo o prefeito de Araquari, Joo Pedro Woitexem, o recurso que vir do Minis-trio do Turismo de R$ 10.949.489,80 para a pavimenta-o da estrada Geral da Barra do Itapocu e da rua Maring.A obra sair do viaduto do Itapocu e vai at o entroncamento da estrada Geral da Barra do Itapocu, onde est situado o aerdromo. O recursoest previsto para abril, mas de acordo com Woitexem, a expectativa que ele seja liberado antes. O ms j est acabando, seria timo se esse recurso che-gasse em fevereiro.

    Araquari

  • 11 POLTICA Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Barra Velha Balnerio Piarras

    O municpio ser contemplado com re-cursos para duas obras de infraestrutu-ra. O primeiro foi aprovado junto ao Mi-nistrio do Turismo, e compreende em R$ 250 mil para a urbanizao da orla da Lagoa. De acordo com o controlador do municpio, Marcelo Koche, o projeto em breve estar pronto. Este projeto est sendo nalizado, quando estiver pronto ser enviado para a secretaria do Patrimnio da Unio (SPU) para ser analisado e depois buscarmos a licena ambiental. Barra Velha ser contemplada tambm R$251 mil do Ministrio das Cidades para a pavimenta-o com lajotas sextavadas da rua Ravache, que d acesso a Associao Aorianos. Este projeto tambm est sendo nalizado e ser enviado a

    Caixa Econmica para a aprovao e liberao do recurso. No evento de assinatura dos recursos, o prefeito Claudemir Matias destacou a importncia dos recursos. Quando a cidade pequena e recebe o recurso, ele cresce em dobro. As cidades preci-sam dessa ajuda.

    O municpio foi contemplado com trs verbas do Ministrio do Turismo, que juntas somam R$ 1.048.465,39 . Cerca de R$800 mil desse recurso ser investido na urbanizao da orla da praia. J os outros R$ 248 mil sero utilizados na reforma da praa da igreja Matriz. De acordo com o prefei-to Leonel Martins, as verbas foram resultado das emendas parlamentares de deputados federais Marco Tebaldi e Dcio Lima. Os projetos foram pleiteados com o objetivo de melho-rar a infraestrutura turstica do municpio, esclareceu.

    Balnerio Piarras

    O ex-prefeito Samir Mattar classi cou como absurdo o aumento no valor do IPTU de Barra Velha deste ano. Apesar de achar o aumento excessivo, o ex-prefeito desmentiu a in-formao que circula na cida-de de que ele teria entrada na justia contra o aumento do imposto em seus imveis. Em seu mandato a frente da administrao de Barra Ve-lha, Samir props um amento no IPTU, que de acordo com informaes da poca, seria de 25,8%. Quando proposto, o aumento foi criticado pelo atual prefeito Claudemir Ma-tias, que exercia o cargo de vice-prefeito. Quando eu quis aumentar em 25,8% o IPTU, ele foi l na bancada, bateu na mesa e dis-se que era um roubo. Hoje tem casos que passam de 300% de aumento, isso sim um roubo. Infelizmente a populao no faz nada e aceita tudo de mos atadas, critica. Para ele, Matias ainda no mostrou bons resultados e tem deixado falhas em todos os setores. Ele gosta de me

    atacar, mas tudo que falo do-cumentado. Ele no tem com-petncia pra administrar uma cidade disse Samir. O ex-pre-feito tambm questionou a au-sncia de novas empresas na cidade. Eu tinha deixado en-caminhado vinda de novas empresas pra c, nem isso ele deu continuidade, nalizou.

    Aumento do IPTU foi pol-mico na gesto de Samir

    Em janeiro de 2011 o Minis-trio Pblico Estadual havia entrado com uma ao con-tra o aumento do imposto em 25,8%, com o argumento de que o reajuste autorizado por

    Lei era de 10% mais a in ao. A ao foi acatada pela juza substituta Fabiana Heizen e o aumento foi suspenso. Fabiana ainda teria estabe-lecido um prazo de 20 dias para que a prefeitura emitisse nova cobrana. Alm disso, -xou ainda multa de R$10 mil por dia caso o municpio no emitisse boletos corrigidos e de R$5 mil se descumprir as outras determinaes. Menos de um ms depois, o Tribunal de Justia de Santa Catarina derrubou a liminar do Minis-trio Pblico que cancelava o aumento e o reajuste foi repas-sado aos contribuintes.

    Ex-prefeito Samir Mattar critica aumento do IPTU de Barra Velha

    Foto: www.barravelhense.com.br

    Foto: Prefeitura de Balnerio Piarras

    Aconteceu na tarde de segunda-feira, dia 20, a posse do novo secretrio de Obras, Servios Urbanos e Rurais do municpio de Balnerio Piarras. Hlio Antnio Beduchi foi nomeado no lugar de Rogrio Santiago. A cerimnia aconteceu no salo nobre da prefeitura e contou com a presena de diversas li-deranas partidrias do municpio.Segundo a assessoria de imprensa, a pasta cedida ao Par-tido Social Democrtico (PSD), que faz parte da base aliada do governo municipal. O presidente do partido, Srgio Luiz da Maia, explica que a deciso de substituir o secretrio foi tomada pelo PSD. Outra pasta do partido no governo de Bal-nerio Piarras, a secretaria de Planejamento tambm pode passar por alteraes no seu gestor.O prefeito Leonel Martins explica que aceitou a deciso to-mada pelo partido e aproveitou para elogiar o trabalho de Santiago. O nome proposto pelo partido est de acordo com nosso projeto de governo. Rogrio no tempo em que esteve frente da Secretaria de Obras, executou um belo trabalho e esperamos o mesmo, ou melhor, do novo secretrio na-liza. O novo nome j esteve frente desta pasta em outras gestes.

    Hlio Beduschi assume a secretaria de Obras de Balnerio Piarras

  • 12SEGURANA PBLICASbado, 25 de janeiro de 2014.Polcia Rodoviria Federal recupera carro roubado em Barra Velha

    Acidente envolvendo quatro veculos parali-sa BR-280 em Araquari

    Suspeitos de terem assaltado casa em Barra Velha so presos em Porto BeloDois jovens suspeitos de te-rem assaltado uma casa em Barra Velha foram presos no ltimo domingo, dia 19, em Porto Belo. Os rapazes, um de 18 e outro de 27 anos, estavam dentro de uma Pajero Dakar por volta da 1h30 em frente ao clube El Fortin. Um deles se exibia com uma pistola 9 milmetros, quando foram a-grados por um policial militar de folga.Durante a abordagem, a pol-cia constatou que o carro ha-via sido tomado de assalto na

    sexta-feira, dia 17, em Barra Velha. Dentro da caminho-nete foi encontrado um note-book que tambm havia sido roubado na ocasio.O jovem de 27 anos contou polcia civil que tinha par-ticipado do assalto. Depois mudou sua verso e disse que tinha comprado a caminhone-te por R$ 1 mil. Os dois aca-baram presos por suspeita de participao no roubo. Eles foram levados para a delegacia da cidade e depois encami-nhados para o presdio.

    Na tarde do ltimo sbado, dia 18, um acidente na BR-280 no trevo de sada para a BR-101, deixou um homem gravemen-te ferido. De acordo com tes-temunhas, um homem vinha em direo a Joinville fazendo zigue zague pela via. Ele bateu em uma carreta de pes que ia em direo aos balnerios e fez o carro capotar. Na sequncia, duas motocicletas bateram na parte de trs da carreta. Com exceo do condutor do carro, ningum cou ferido.A Polcia Rodoviria Federal encontrou garrafas de bebi-das alcolicas no interior do carro e iria fazer bafmetro com o rapaz, mas como ele

    foi encaminhado ao Hospital So Jos em Joinville, no foi possvel fazer o exame. Com o acidente, o trecho cou com

    meia pista paralisada, fazendo com que uma la de cerca de um quilmetro se formasse na BR-280 em direo s praias.

    Um acidente envolvendo trs veculos no km 24, na BR -280, deixou o trnsito lento na tar-de de quinta-feira, dia 23. Um nibus, que fazia a linha Join-ville/So Francisco do Sul e um Siena seguiam em direo a So Francisco do Sul, quan-do a caminhonete, que vinha

    no sentido contrrio, invadiu a pista na contramo e bateu na lateral do Siena. O veculo ainda atravessou a frente do nibus e bateu na lateral do coletivo, antes de cair em uma valeta.O motorista da caminhonete, que teria dormido ao volante,

    fraturou o nariz. Os passa-geiros do nibus no tiveram nenhum ferimento. No Siena, o motorista, a esposa e o lho tambm no se machucaram. Em razo do acidente, forma-ram-se las nos dois sentidos da BR-280.

    A Polcia Rodoviria Federal (PRF) ao atender um aciden-te, sem vtimas, na BR-101, em Balnerio Piarras, na tar-de de sbado, dia 18, recupe-rou um carro que havia sido roubado horas antes em Barra Velha. Os ocupantes dos ve-culos fugiram aps a coliso e no foram localizados. No interior do automvel Jetta, foram encontrados diversos objetos, tambm provenientes de roubo. As mercadorias e o

    veculo foram encaminhados para a Polcia Civil de Barra Velha.

    Motorista dorme no volante e causa acidente na BR-280

    Foto: PRF

  • 13GERALSbado, 25 de janeiro de 2014.Araquari de ne pontos de internet do programa Cidade DigitalA secretaria de Planejamen-to de Araquari j de niu os 15 pontos de instalao da rede de internet e wi- , que tem por objetivo a modernizao da gesto pblica, interligando a prefeitura s demais reparti-es, com os telecentros, esco-las, secretarias, postos de sa-de e demais rgos.O projeto orado em R$750 mil foi enviado ao Ministrio das Comunicaes, onde aguarda apenas a contratao da em-presa que far o cabeamento com bra tica no municpio, que faz parte do projeto Cidade Digital do Governo Federal. A iniciativa visa incluso digi-

    tal, promoo assistncia so-cial, aumento da arrecadao municipal, captao de recur-sos e de incentivos scais e -nanceiros, assim como, o pleno desenvolvimento das cidades nos meios tecnolgicos, cultu-ral, educacional e econmico.Veja na tabela os pontos sele-cionados.

    Con ra os pontos j de nidos: 01- Secretaria Municipal de Sade 02- Cmara de Vereadores 03- Prefeitura Municipal 04- APAE 05- Secretaria de Planejamento 06- Biblioteca Municipal

    07- UPA- Unidade de Pronto Atendimento 08- Secretaria da Educao 09- Escola Municipal Rosalvo Fernandes 10- Posto de Sade do Centro - quando concludo 11- Escola Municipal Amaro Co-elho 12- Escola Estadual Pref. Higino Aguiar 13- Corpo de Bombeiros 14- Dois pontos de Wi-Fi para a comunidade ter acesso, sendo um na praa Central e outro na Volta Redonda (Rua Joo Martinho Correa)

    Natural de Barra Velha, nascido no bair-ro de So Joo de Itaperi quando este ainda no era Municpio, Seu Avelino o escolhido desta semana para ilustrar nossas Esquinas da Histria. Sua tra-jetria ligada ao comrcio se confunde com o desenvolvimento de Barra Velha, que viu crescer desde 1974, quando -xou morada nesta praia. Filho de Jos Amaro Borges e Maria Lui-za Conceio Borges, compunha uma grande famlia de 10 irmos: 3 meninas e 7 meninos. Mas ainda muito jovem, com aproximadamente 10 anos, perdeu sua me. A ausncia marcou a infncia de Avelino, que sempre se lembrava da me com carinho; entretanto diante das di culdades, seu pai tratou de arranjar algum para o auxiliar na educao e nas tarefas de casa, pois a famlia era numerosa e precisava de uma presena feminina. Jamila Borges foi a escolhida para tomar conta dos afazeres domsti-cos e das crianas. A famlia Borges era conhecida em So Joo, pois trabalhava com engenho de farinha e gado, entre outros produtos retirados da grande propriedade de Jos Amaro. Todos os lhos, assim que tinham idade para desempenhar peque-nas atividades, j auxiliavam o pai, pois

    sempre havia o que fazer na fazenda dos Borges. Contudo, a participao de Avelino na fazendo do pai no durou muito tempo. Com aproximadamente 15 anos, vai mo-rar com um irmo mais velho em Gua-ratuba, para o auxiliar em um trabalho lucrativo: o engarrafamento de cachaa. O produto era comprado e engarrafado pelos irmos. Trs anos depois, chegou a idade de prestar o servio militar, o que levou Avelino a mais uma mudana: agora, a cidade era Joinville. Durante este pero-do, conheceu uma linda garota: tratava--se de Dulce Sell, que em 30 de maio de 1964 passou a assinar Dulce Sell Bor-ges.Com Dulce, Avelino teve 4 lhas: Sandra Rosana Borges da Silva, Solange Apare-cida Borges Pires, Susana Mara Borges Policarpo e Viviane Claudia Borges. J casados, Dulce e Avelino so convi-dados por um parente a morar em Bar-ra Velha e trabalhar por aqui. Aceitam a proposta e se xam na Rua Capito Fur-tado, que alis, possua apenas 2 ou 3 casas neste perodo. No comeo, a vida no foi fcil, mas logo iniciam o primeiro empreendimento comercial dos Borges um material de construo que se lo-

    calizava no Tabuleiro. O comrcio foi um sucesso e logo vieram os demais. Acrescentaram um comrcio de materiais eltricos, posteriormente uma loja de mveis e j no nal de sua trajetria, Avelino se aventurou pelo co-mrcio de roupas e artigos de bebs e crianas. Todas as lhas foram in uenciadas a trabalhar no comrcio, e seguiram os passos do pai. Avelino era respeitado em Barra Velha e o sucesso trouxe frutos: a famlia possui hoje duas lojas na Avenida Santa Catarina. Era catlico e chegou a ser imperador da Festa do Divino Esprito Santo, gostava de poltica, mas preferia apenas obser-var de longe, pois se decepcionou com alguns acontecimentos da poltica local. Algo que se destacava na personalidade de Avelino era sua boa vontade com o prximo. Sempre em segredo, auxiliava aqueles que precisavam. Matou a fome de muitas pessoas atravs de suas doa-es de cestas bsicas; tambm colabo-rava com doaes de mveis e eletrodo-msticos entidades como a respeitada Cozinha Comunitria Iolanda Brugnago. Segundo a fundadora e presidente Ivete Brugnago Moraes, bastava que Avelino soubesse de alguma necessidade da

    associao para aparecer na sede, car-regado de doaes. Outro fato marcante a famlia foi a pre-sena de uma famlia do bairro Icara no velrio de Avelino, prestando a ltima homenagem. A famlia se dirigiu a Dulce, revelando que tinham perdido a casa em um incndio, e que seu Avelino doou o material para a nova casa e tambm os mveis da famlia.Avelino faleceu de cncer em 10 de agosto de 2005, deixando dona Dulce encarregada da misso de cuidar do cl Borges, que j conta com 6 netos e 5 bisnetos.Por isso, a necessidade de homenagear este barra-velhense com o nome de rua. A princpio, seria trocada o nome da Rua Guaramar para Rua Avelino Jos Borges, entretanto a mudana no foi possvel. Optaram ento em algo muito mais ex-pressivo: a atual Avenida Beira Mar a partir dos Costo dos Nufragos foi a escolhida. Portanto, este benfeitor d nome avenida com a vista mais bonita da cidade. O termo Avenida Beira Mar foi substituda pela nomenclatura Aveni-da Avelino Jos Borges.

    Fontes: Sandra Rosana Borges da Silva e Dulce Sell Borges

    Esquinas da HistriaProfessora e historiadora Angelita Borba de Souza e-mail: angelitaborba@hotmail.com

    Professora Rita de Cssia Coelho Ramos o dom de ensinar

    CULTURA

    A Fundao de Turismo, Espor-te e Cultura (Fumtec), abriu ins-cries at o dia 5 de fevereiro para o 1 Festival de Msica Sertaneja de Barra Velha. O evento ser no dia 8 de feve-reiro, a partir das 20h, na praia Central. Os interessados em participar podem se inscrever na prpria Fumtec.Cada participante poder ins-crever no mximo duas msi-cas para apresentao, e mais uma para o critrio de desem-pate. Entre os itens a serem avaliados esto voz (qualidade, a nao e ritmo), desenvoltura

    (presena e performance) e ori-ginalidade (novos arranjos). O 1 colocado no Festival vai receber R$2 mil, o 2 lugar R$750,00, e o terceiro lugar R$500,00. A dupla Dany e Rafa ir fazer o show de encerra-mento do Festival.De acordo com a Fundao, o objetivo do festival abrir es-pao aos intrpretes da msica sertaneja, alm de incentivar o interesse da populao pela msica como fonte de cultura e lazer, promover o intercmbio cultural entre diversos pro ssio-nais e revelar novos talentos.

    Festival de Msica Sertaneja de Barra Velha est com inscries abertas

  • 14#SOCIALSbado, 25 de janeiro de 2014.

    ANIVERSRIOSDA SEMANA

    AGENDA#Parabns

    #Barra Velha

    #Penha

    Prefeitura26/01 - Show Musical Banda Brasil Tropical (Praa Lauro Carneiro de Loyola - a partir das 21h)

    Bailo do Silva25/01 - Banda Reluz (a partir das 23h)

    26/01 - Tarde Danante: Gilber-to Show ( a partir das 16h)

    27 de janeiroA famlia de Wagner Munhoz, o para-beniza pelo seu aniversrio. Morador de Itaja e visitante assduo do Itapocu, em Araquari, Wagner completa 52 anos nesta segunda-feira. Felicidades!

    26 de janeiroO Jornal Voz do Itapocu felicita o Vereador

    de Barra Velha Claudionir Arbigaus (Pulga), pelo seu aniversrio. Parabns.

    Completa 80 anos, Irene de Freitas, filha ilustre de Barra Velha. Nascida e criada nestas terras e areias, aniversariou em 23 de janeiro. Pessoa das mais conhecidas e admiradas que morou durante toda sua vida nesta cidade. Filha do Senhor Joo de Freitas e Agostinha de Freitas, Irene carrega consigo, alm da bondade e da dis-posio, muitas histrias para contar. Uma lenda viva, pois no h canto que no merea um conto seu. Com sade e dedicao, coordena as visitas da bandeira do Divino por todo interior e pelas casas dos devotos, que esperam ansiosos avistarem sua chega frente das bandeiras. Ao lado de seus irmos Edesio (mais velho) e Alcinio (mais novo), cunhada, sobrinhos, netos, primas e outros familiares, comemorou esta data com muita alegria. Parabns e muita sade, so os votos dos seus familiares e amigos.

  • 15 ESPORTE Sbado, 25 de janeiro de 2014.

    Pela primeira vez na hist-ria um campeonato Catari-nense de futebol pro ssional ter trs equipes na Srie A do Campeonato Brasileiro. A competio, que inicia neste sbado, rene dez equipes do Estado, entre elas Cricima, Chapecoense e Figueirense, da elite do futebol nacional, e Joinville e Ava, que perma-neceram na Srie B neste ano. Alm destes clubes, a compe-tio ter ainda a participao de Marclio Dias, Juventus, Atltico de Ibirama, Brusque e Metropolitano.Na rea de abrangncia do Voz do Itapocu, o Joinville lidera a preferncia dos torcedores da

    regio, contando com muitos torcedores e scios em todas as cidades. J o Marclio Dias, de Itaja, tambm tem um his-trico antigo de torcedores em cidades como Balnerias Piarras e Barra Velha, moti-vados pela distncia entre os municpios.O Marinheiro, como conhe-cido o Marclio Dias, tambm tem uma relao com So Joo do Itaperi. Atravs de uma parceria com a secretaria de Esporte local, o clube tem mandado jogos de suas cate-gorias de base na cidade. Re-centemente seis garotos de So Joo do Itaperi entre 13 e 14 anos foram integrados a equi-

    pe do Marclio Dias que parti-cipou de uma competio no Rio Grande do Sul. Os laos do Marclio Dias com So Joo do Itaperi no pa-ram por a. Foi na equipe de Itaja que o ex-jogador Jairo Lenzi, nascido na regio de So Joo do Itaperi, comeou a se destacar como atleta pro- ssional, no nal da dcada de 1980, antes de passar por grandes clubes como Grmio, Internacional e So Paulo. J no m da carreira, em 2000, Lenzi retornou ao Marinheiro, onde foi vice-campeo estadu-al.

    Campeonato Catarinense de futebol comea neste nal de semana

    Como no poderia ser diferente, Cricima, Figuei-rense e Chapecoense entram no Catarinense como os favoritos deste ano. Alm de represen-tantes do Estado na Srie A do Brasileiro, eles revezam com o Ava os ttulos do Catarinense h mais de uma dcada.O Tigre foi o clube que mais investiu em contra-taes no inicio do ano, com destaque para o retorno do experiente Paulo Baier. A Chapecoen-se manteve a base vice-campe da Srie B na-cional, apostando nos gols do tambm rodado Rodrigo Gral. J o Figueirense fez apenas uma

    contratao de peso: o meio-campo Marcos As-suno, com passagens por Atltico de Madrid, Palmeiras e Santos. Maior campeo estadual, o Ava corre por fora neste ano. Em crise nanceira, o Leo da Ilha manteve as estrelas Marquinhos e Clber Santa-na, mas no investiu em contrataes que pos-sam desequilibrar. Saiba mais sobre a preparao para o Campeo-nato Catarinense de Joinville e Marclio Dias, clu-bes que dividem a preferncia na regio:

    Desde 2001 sem conquistar um Campeonato Catarinense, o Joinville viu na ltima dcada a dupla da capital se distanciar no nmero de ttu-los estaduais. Ava, com 16, e Figueira, com 15, deixaram o JEC na terceira colocao do ranking de ttulos, com 12. A necessidade de voltar a ser campeo em Santa Catarina fez o Joinville remo-delar o seu elenco, aps bater novamente na tra-ve na Srie B do Brasileiro. Sob o comando do ex-tcnico do Ava, Hemerson Maria, as principais contrataes so o atacante Tart, que veio do Gois, o lateral Wellington Saci, do Figueirense, e o zagueiro Bruno Aguiar, do So Caetano. Entre os mantidos da ltima temporada, des-taque o meio-campo Marcelo Costa e o goleiro Ivan, atualmente maior dolo da torcida tricolor. Por falar em dolo, neste estadual o torcedor do

    JEC no ver mais o atacante Lima com a camisa do clube. Aps desentendimentos com a diretoria no ano passado, o maior artilheiro da histria do Joinville reincidiu seu contrato.

    De volta a elite do futebol catarinense, o Marc-lio Dias investiu em um grupo experiente para alcanar seu principal objetivo: a vaga na Srie D do Campeonato Brasileiro. Sob o comando do rodado treinador Guilherme Macuglia, o Mari-nheiro reforou o seu elenco com nomes como o atacante Schwenck, ex-Figueirense, Cricima e Botafogo, e o lateral esquerdo Mrcio Careca, que j passou por Vasco e Palmeiras. Jogadores bastante conhecidos no futebol cata-rinense, como o goleiro Fabiano, o lateral direi-to Thoni e o zagueiro Toninho, completam a ala experiente do elenco. A novidade tambm est fora de campo: um grupo de gestores da adminis-trao pblica se formou para auxiliar o Marclio Dias na captao de recursos, evitando que os

    problemas nanceiros de anos anteriores se re-pitam em 2014.

    Preparao das equipes

    Joinville

    Regulamento

    Primeira rodada

    Marclio Dias

    Foto: www.jec.com.br

    Foto: www.marciliodias.com.br

    Uma nova frmula de disputa foi aprovada para o Catarinen-se deste ano, dividindo opinies dos clubes, torcedores e im-prensa. Desta vez as dez equipes iro se enfrentar em turno nico. As quatro primeiras se classi cam para um quadran-gular, que ser disputado em turno e returno e que de nir os dois nalistas. J as seis equipes eliminadas na primeira fase, disputam um hexagonal, tambm em turno e returno, para de nir qual clube ca com uma vaga na Copa do Brasil de 2015 e quais sero os dois rebaixados. O melhor colocado geral, com ex-ceo dos clubes de Srie A e B nacional, ca com a vaga na Srie D do Brasileiro deste ano.

    SbadoFigueirense x Brusque

    DomingoJoinville x CricimaMarclio DIas x MetropolitanoAttico de Ibirama x AvaJuventus x Chapecoense

    Resultados e prxima rodada do Campeonato de Futebol de Areia de Balnerio Piarras

    Resultados e prxima rodada do Campeonato de Beach Soccer de Barra Velha

    Spartacus 1 x 5 Mevepi (Grupo B)Conceio A 2 x 1 gua (Grupo A)Recreativo 2 (0) x 2 (2) Auto Posto Piarras (Grupo C)Cruzeiro 2 x 9 Borussiarras (Grupo D)Real Charme 6 x 4 Spartacus (Grupo B)Sogima 2 x 3 Mevepi (Grupo B) Prxima rodadaQuarta-feira, dia 29Conceio B x Conceio A (Grupo A)Cruzeiro x Lagoa (Grupo D)Varianthe x Norte Beach (Grupo C)

    Quinta-feira, dia 30 ABC Amigos do Bucica x guia (Grupo A)Borussiarras x Auto Posto/Liara (Grupo D)Mevepi x Real Charme (Grupo B)

    Meninos da Vila 2 x 10 SDN (Grupo A)So Cristvo 7 x 8 Ecuador/Frutaville/Madeireira Unio (Grupo B)Testoni Terraplanagem 1 x 3 Speed Pneus (Grupo A)So Pedro BC 3 x 2 Real Charme (Grupo B)Meninos da Vila 0 x 5 Predial Construes/Netconsul/Neu-fer (Grupo A)So Cristvo 6 x 1 Reviva Fotos (Grupo B)

    Prxima rodadaDomingo, dia 26Testoni Terraplanagem x Predial Construes/Netconsul/Neufer (Grupo A)Reviva Fotos x Real Charme (Grupo B)SDN x Speed Pneus (Grupo A)So Pedro x Ecuador/Frutaville/Madeireira Unio (Grupo B)

    Beach Soccer feminino adiadoDevido coincidncia de datas na realizao de torneios de mesma modalidade em outras cidades, a Fundao de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec) de Barra Velha adiou o Torneio de Beach Soccer Feminino, marcado para comear neste sbado, dia 25. O objetivo da remarcao do evento que nenhum dos times seja prejudicado, visto que algumas atletas esto inscritas em torneios de outras localidades e no poderiam comparecer.

  • Nadadores de todo o Estado devem estar na regio neste -nal de semana para participar da edio 2014 da Copa Vero de Travessias. O evento ocorre no sbado em Balnerio Barra do Sul a partir das 14h, com sada prximo a rua Mendes Muniz, no loteamento Ma-ria Fernanda. J no domingo, ser a vez da travessia ocor-rer em Balnerio Piarras, na praia central. A largada est marcada para ocorrer a partir das 8h30, com sada prxima a descida da avenida Getlio Vargas.A Copa Vero dividida em trs percursos: 1500 metros, 750 metros e 200 metros. Na

    prova de 1500 metros esto abertas 19 categorias, entre elas a mster, para idade aci-ma de 80 anos e a PPNE, para paraatletas. A prova de 750 metros cate-goria nica e voltada para ini-ciantes, no sendo permitida a participao de atletas federa-

    dos ou dos trs primeiros co-locados da etapa de 1500 me-tros. Sero premiados os trs primeiros no masculino e no feminino. J a prova de 200m destinada a todas as crianas participantes, com premia-es por faixa etria.

    16 ESPORTE Sbado, 25 de janeiro de 2014.Copa Vero de Travessias acontece neste nal de semana em Balnerio Barra do Sul e Balnerio Piarras

    Copa Praiana de Muay Thai acontece neste domingo em Balnerio PiarrasOs praticantes da arte marcial Muay Thai comeam neste domingo, dia 26, a tem-porada 2014 da Copa Praiana da moda-lidade. O evento vai ocorrer no ginsio Aurlio Solano de Macedo, em Balnerio Piarras, a partir das 14h. Cerca de 30 lutas sero realizadas em diversas cate-gorias. A entrada custa R$15 e a compe-tio vai reunir atletas dos trs Estados do Sul do pas. O evento tem a chancela da Chancelado da Associao Desporti-

    va Cultural de Artes Marciais (Adecam).De acordo com Ney Sera m, da equipe World Strong Litoral, e um dos organiza-dores da competio, a inteno prin-cipal da Copa Praiana divulgar a arte marcial e melhorar o nvel tcnico das equipes, j que a grande maioria dos competidores so amadores e nunca lu-taram pro ssionalmente. Segundo ele, a inteno realizar uma edio por ms da Copa Praiana, alm

    de torn-la um evento itinerante, pas-sando por outras cidades do estado onde o Muay Thai tambm praticado. Assim como nos outros eventos realiza-dos no ano passado, a expectativa de que um bom pblico passe pelo local para acompanhar as lutas.

    Sobre o Muay ThaiO Muay Thai uma arte marcial tailan-desa com registros de mais de dois mil

    anos, que no inicio do sculo passado teve algumas regras mescladas com o boxe ingls. No Brasil passou a ser di-fundida a partir da dcada de 1970. En-tre as principais diferenas com o MMA, a luta mais difundida nos ltimos anos, est o fato de que os lutadores perma-necem o tempo inteiro em p, utilizando especialmente ps, mos, cotovelos e joelhos. No h imobilizaes e naliza-es no solo, algo comum no MMA.

    Atual campeo dos Jogos Aber-tos de Santa Catarina com a equipe de Itaja, o tcnico de natao Leandro Peixoto tem um extenso currculo como na-dador, treinador e coordenador na Federao Catarinense de Natao. Atualmente no conse-lho tcnico da seleo Brasilei-ra, Peixoto destaca a importn-cia de uma boa preparao para quem vai participar das provas de travessia, que segundo ele, esto cada vez ganhando mais adeptos.O nadador tem que ter a condi-o mnima de condicionamen-to e tcnica, com um pro ssio-nal capacitado para que possa participar. Hoje acontecem no Estado algumas travessias enor-

    mes, com at 400 inscritos. Como as largadas so juntas, se torna perigoso para quem no tem noo de como funciona uma travessia, alerta. Para os atletas que no esto habituados com a natao com-petitiva no mar, Leandro desta-ca algumas das diferenas com relao piscina. A gua do mar tem a densidade maior, o que facilita bastante para boiar. Para quem tem uma tcnica boa de natao, faz com que as braadas rendam muito mais que na piscina. Em contraponto, existe a ondulao que di culta bastante a respirao e a gua salgada que inevitavelmente ca entrando na boca e se torna desagradvel, compara.

    Tcnico campeo do Jasc destaca importncia do condiciona-mento e tcnica