Jornal Voz do Itapocu - 25ª Edição - 19/10/2013

Download Jornal Voz do Itapocu - 25ª Edição - 19/10/2013

Post on 17-Mar-2016

224 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

25 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: http://www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

<ul><li><p>R$547 MILCMARA DE BALNERIO PIARRAS APROVA NA SEGUNDA VOTAO MUDANA NO DESTINO DE VERBA DE ESCOLA PARA POSTO DE SADE </p><p>DECISO JUSTIA ORDENA QUE RODOVIRIA DE BARRA VELHA PERMANEA ABERTA</p><p>ARAQUARIPREFEITURA E ASSOCIAO SE UNEM PARA INCENTIVAR MICROEMPRESRIOS</p><p>JORNAL</p><p>SBADO, 19 DE OUTUBRO DE 2013. ANO 1 - EDIO 025 - DISTRIBUIO GRATUITA</p><p>JUSTIA: MUNICPIO J FOI CONDENADO EM DUAS INSTNCIAS POR DECLARAR REA DE UTILIDADE PBLICA EM 2007</p><p>Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras</p><p>PG 4</p><p>CULTURAACERVO DO ARTISTA PLSTICO LUIZ TELLES PASSA POR RESTAURAO</p><p>PG 13</p><p>ESPORTEGINSIO DE BARRA VELHA REINAUGURADO </p><p>PG 9</p><p>PG 10</p><p>PG 8</p><p>PG 16</p><p>PARQUE DO PEABIR: </p><p>PREFEITURA DE BARRA VELHA </p><p>QUER DEVOLVER DOIS MILHES DE </p><p>METROS QUADRADOS PARA </p><p>PROPRIETRIOAdministrao municipal busca evitar </p><p>de ter que pagar R$7,3 milhes de indenizao pela rea</p><p>Imagem meramente </p><p>ilustrativa</p><p>Incorporadora So Paulo ter que pagar multa de R$10 mil por dia se descumprir ordem do juz </p></li><li><p>A pouco mais de nove me-ses comandando a educao em Barra Velha, o secretrio de Educao, Cultura e De-sporto, Valdir Nogueira, apre-sentou na Cmara de Vere-adores do municpio os novos programas, atividades de qualificao dos servidores e os investimentos em infraes-trutura e salrios de profes-sores e funcionrios da rede municipal de ensino.Neste ano a rede municipal de ensino conta com 4038 alunos. Segundo ele, h 10 anos a rede municipal e es-</p><p>tadual de ensino somavam 4037. Apesar do aumento de estudantes a estrutura fsica das unidades no sofreram grandes mudanas nessa ltima dcada. De acordo com a perspectiva de Valdir, em menos de 10 anos os 465 funcionrios que fazem parte da Secretaria de Edu-cao sero ampliados para 600 pessoas. O que ocasion-ar um aumento no quadro de professores de 380 para 480.Ainda segundo Valdir, h ne-cessidade de ao menos mais </p><p>sete escolas no municpio. Ou seja, falta muito para que Bar-ra Velha atenda a demanda de estrutura necessria para suprir novas matrculas. Porm, assumir esta deficin-cia como uma meta sinal de que a atual gesto de edu-cao caminha com plane-jamento e conscincia. pre-ciso dar a pasta condies para atingir estes objetivos e que os nmeros de cresci-mento projetados possam acontecer. Valorizar a edu-cao valorizar o futuro.</p><p>2 EDITORIAL Sbado, 19 de outubro de 2013.</p><p>Educao planejada</p><p>PREVISO DO TEMPOSBADO (19/10)</p><p>MX: 24 MN: 16</p><p>DOMINGO (20/10)</p><p>MX: 24 MN: 16</p><p>SEGUNDA-FEIRA</p><p>Sol com aumento de nuvens</p><p>(21/10)</p><p>MX: 27 MN: 17</p><p>Informaes do Centro de Informaes de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da Epagri</p><p>EXPEDIENTE</p><p>Tiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-</p><p>ras, Barra Velha e So Joo do Itaperi</p><p>Reportagem Carolina Nunes</p><p>Alan Willian</p><p>DiagramaoGermana Souza</p><p>Edio Anderson Davi</p><p>Departamento Comercial Israel Voigt</p><p>DistribuioLucas de Oliveira</p><p>ColaboradoresAngelita Borba de Souza</p><p>Lgia Delazzeri R. BalbinottDaniela Censi</p><p>Marcos Zaleski de MatosVolnei Antnio de Souza</p><p>Claudia S. Prevedello Percival Teixeira</p><p>Jornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP </p><p>UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000</p><p>Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no </p><p>expressa, necessariamente, a opinio do jornal.</p><p>CONTATOS</p><p>(47) 3456 1194</p><p>Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.br</p><p>VEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.br</p><p>FACEBOOK</p><p>NOTCIAS DIRIAS DA NOSSA REGIO.</p><p>No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?</p><p>Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.</p><p>Sol com algumas nuvens</p><p>Sol com algumas nuvens</p><p>ANUNCIE (47) 3456 1194 / comercial@vozdoitapocu.com.br</p></li><li><p>Muito se ouve falar sobre Mantras, mas afinal, o que so eles?Mantra uma palavra snscrita que significa aquilo que conduz mente: man (mente) e tra (controle, instrumento). Mantra a combinao de sons que nos d o controle da mente, nos sintoniza com a frequn-cia do amor, nos traz reco-lhimento e tranquilidade. O mantra uma palavra, uma slaba ou uma frase que pro-duz uma vibrao sonora csmica. Conforme Maria Laura. G. Packer em seu livro A Senda do Yoga Filosofia, Prtica e Teraputica - o mantra energia. Toda energia produz uma vibrao, e vibrao pro-duz som. Portanto, mantra um corpo sonoro vibrante re-pleto de energia. Os mantras podem ser pen-sados, recitados ou canta-dos, e uma forma muito uti-lizada o Japa, a constante repetio de um mantra, que inclui a utilizao de um colar contendo 108 contas para auxiliar na contagem, con-centrao e repetio de um mantra especfico. Ainda seg-undo Maria Laura, o Japa uma forma muito efetiva de limpar a mente, de envolve-la com vibraes mais elevadas e puras e de aumentar a con-centrao mental.</p><p>E dentro das tradies, o mantra mais conhecido o Mantra AUM, que quando pronunciado expressa o som OM. O Mantra OM o som primordial e que contm to-dos os outros sons, de qual toda a criao surgiu. Segundo as escrituras sagra-das, ele representa o corpo sonoro de Deus e a essn-cia interior de todos os man-tras. Ao entoarmos o mantra OM ele capaz de alterar nossa vibrao mental para um estado mais sutil, pois ele capaz de produzir ondas alfa no nosso crebro, elas que induzem a calma, paz e relaxamento de tenses em geral. Uma maneira fcil e poderosa para purificar a mente repetir o mantra OM no seu significado, as-sim aprendemos a esvaziar a mente e limpando-a dos pen-samentos desnecessrios.Hari Om.(Hari: aquele que remove todo sofrimento e dor. Om: aquele que abenoa).</p><p>YogaInstrutora de YogaLgia Delazzeri Rodrigues Balbinotti e-mail: ligiadelazzeri@yahoo.com.br</p><p>3GERALSbado, 19 de outubro de 2013.</p><p>Relaxar bom e faz bem sade</p><p>Ento, t esperando o que pra comear a praticar yoga?Espero voc para uma prtica de yoga. Venha fazer uma aula experimental gratuita.Av. Santa Catarina, 1192 Sobreloja (Em cima da Pizzaria Forno a Lenha)Aulas segundas e quartas, s 16:30 e s 18hContato: (47) 8461.1487</p><p>O impasse entre a prefeitura de Barra Velha e a rede de su-permercados ainda no est 100% resolvido. De acordo com o secretrio de Plane-jamento do municpio, Guilherme Cani, a empresa Supermercado Campestrini, proprietria do Top, ainda no entregou o projeto final com o cronograma da obra de rea-dequao do trnsito, o que inviabiliza at o momento a sua execuo.Curiosamente, a assessoria de imprensa da prefeitura tem di-vulgado h duas semanas uma </p><p>nota de agradecimento assi-nada pelo diretor da empresa Norberto Murilo Campestrini, agradecendo ao governo mu-nicipal e garantindo a inaugu-rao do empreendimento no final do ms de novembro. Porm, segundo o prefeito Claudemir Matias, o super-mercado no ganhar a li-berao para a obra at que o projeto seja apresentado con-forme solicitado. Alm disso, a abertura da loja s ser permitida depois que todas as modificaes necessrias sejam feitas no trnsito da </p><p>Avenida Governador Celso Ramos, na esquina com a marginal da BR-101. A verso de Matias con-firmada pelo Secretrio de Planejamento do Municpio, Guilherme Cani. At o fecha-mento dessa edio, os re-sponsveis pela Rede Top no haviam entregado o projeto final contendo os detalhes da obra como custos, data de in-cio e prazo de concluso. En-quanto eles no apresentarem esse projeto, no podero abrir, afirma Cani.</p><p>Projeto final de viabilidade do supermer-cado Top ainda no foi entregueEm nota divulgada pela prpria prefeitura, empresa afirma que loja ser aberta em novembro</p><p>Secretaria de Assistncia Social de Barra Velha abre inscries para interessados em participar da oficina de produtos de limpeza Inicia na prxima segunda-fei-ra, dia 21, no bairro So Cris-tvo a oficina de produo de produtos de limpeza, ofe-recido gratuitamente pela Se-cretaria de Assistncia Social de Barra Velha. O pblico alvo da ofici-na so famlias beneficirias do Programa Bolsa Famlia do </p><p>municpio. Poder participar apenas uma pessoa de cada famlia, com idade acima de 18 anos. As oficinas acontecero em diferentes dias e bairros de Barra Velha e as inscries devem ser feitas antecipada-mente. Mais informaes pelo telefone: 3456-0149.Os produtos que sero pro-</p><p>duzidos so: sabo em barras, amaciante de roupas, deter-gente para louas, desinfetante, sabonete e gua sanitria. Toda a produo ficar com os participantes.Neste ms a oficina ser ministrada tambm no bairro Pedras Brancas, no dia 28. </p></li><li><p>4 GERAL Sbado, 19 de outubro de 2013</p><p>Juz ordena que rodoviria de Barra Velha permanea funcionandoO juiz da 2 vara de Barra Velha, Iolmar Alves Baltazar, publicou na segunda-feira deciso favorvel a prefeitura do municpio, no caso rela-cionado ao fechamento da rodoviria. Ele ordena que a incorporadora So Paulo, pro-prietria do prdio e responsvel pela manuten-o do espao, que anunciou o fechamento a partir de no-vembro, mantenha o local em funcionamento sob multa de R$10 mil por dia de descum-primento. A Incorporadora havia notifi-cado extrajudicialmente a pre-feitura no ltimo dia 27 que iria fechar a rodoviria no dia 1 do prximo ms, deixando a cidade sem um terminal fixo de embarque e desembarque de passageiros de nibus. O governo municipal acionou ento a justia e teve a sua so-licitao atendida, atravs de uma antecipao de tutela. No entender do magistrado, admitir a possibilidade da suspenso dos servios desta forma colocaria em colapso, de forma reflexa, todo o sis-</p><p>tema de transporte pblico municipal. No decreto, o juiz determina ainda que, A em-presa So Paulo Incorporao e Administrao de Imveis Limitada, responsvel pela ad-ministrao do Terminal Ro-dovirio da cidade, abstenha-se de promover qualquer ato por si ou por terceiros no sentido de inviabilizar o nor-mal funcionamento daquele equipamento de uso pblico.Em sua justificativa, o dou-tor Iolmar Alves aponta que o tempo que a empresa de-tentora da concesso tem para explorao do terminal de 30 anos deve ser cumprido. Ocorre que o contrato firma-do ainda tem oito anos para expirar, e sua resciso unila-teral s admitida a partir de ato da gesto municipal. Para a empresa, que edificou o ter-minal em troca da explorao de espaos, iseno total de impostos e cobrana de taxa de embarque dos passageiros, tal hiptese s seria admitida aps ao judicial com deciso transitada em julgado. No processo consta ainda </p><p>que o municpio foi infor-mado extrajudicialmente da deciso pela So Paulo Incor-porao, sob a justificativa de que Barra Velha no precisa de uma rodoviria, Pois os nibus coletam passageiros fora do terminal. A prefeitura apresentou a sua justificativa atravs de dados. Existem 99 linhas regulares que operam na rodoviria, com movimen-to superior a 4 mil passageiros no ltimo ms de agosto, es-creveu o departamento jur-dico de Barra Velha.A proximidade da alta tem-</p><p>porada tambm foi lembrada pelo juiz para tomar a deciso. intuitivo que a cessao unilateral do servio concedi-do, nos termos da notificao extrajudicial encaminhada pela empresa requerida mu-nicipalidade, afetar direta-mente e imediatamente todo o sistema de transporte pblico de Barra Velha, atingindo ci-dados que dependem desse servio, causando prejuzos enormes sociedade, princi-palmente agora que estamos na entrada da alta temporada, finalizou.</p><p>Incorporadora aguarda notificao </p><p>Incorporadora So Paulo, que pretendia fechar o terminal em novembro, receber multa de R$10 mil por dia de descumprimento da deciso</p><p>Segundo o advogado da In-corporadora, Fernando A. R. Henrique, a empresa aguar-dava durante a semana a noti-ficao formal da deciso. No primeiro momento vamos respeitar a deciso, depois va-mos entrar com um agravo. Segundo Fernando, este re-curso ser utilizado porque o juiz tomou uma deciso inter-locutria (no decisria), mas o processo segue em andamento.</p><p>Procon notifica agncias bancrias de Barra Velha que no oferecem estacionamento aos clientesO Procon de Barra Velha noti-ficou duas agncias bancrias instaladas no municpio para cobrar o cumprimento da Lei municipal n 877, de 28 de maio de 2009. De acordo com a Lei, as instituies so obrigadas a disponibilizar aos seus clientes, estaciona-mento prprio ou alugado, devidamente identificado com no mnimo uma vaga de estacionamento para cada 15 metros quadrados de rea </p><p>construda. O local deve ser instalado, no mximo, 150 metros da agncia.Entre as trs instituies fi-nanceiras de grande porte instaladas e em funciona-mento em Barra Velha, Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econmica Federal, apenas a agncia da Caixa cumpre as determinaes da Lei. J as outras duas empresas tero um prazo mximo de cinco anos para se adequarem. O </p><p>no cumprimento da Lei im-plica em uma multa mensal de 5.000 Ufir (Unidade Fiscal de Referncia). As duas agncias que no pos-suem estacionamento privado esto localizadas na rua Paran. Para o Coordenador do Procon, Antonioni Magal-hes, o fato de estarem em um local de grande movimentao tem atrapalhado o trnsito. Alm de prejudicar o consu-midor barravelhense e os tu-</p><p>ristas que utilizam os servios financeiros prestados pelas instituies, causa transtor-no mobilidade urbana na rua Paran. A satisfao dos consumidores, muncipes ou turistas, assim como o cresci-mento ordenado da cidade, prioridade desta Coordenado-ria, diz o coordenador. Em resposta ao ofcio do Pro-con, a agncia do Banco do Brasil de Barra Velha infor-mou que est em processo de </p><p>mudana das instalaes fsi-cas. O novo espao tambm ser na rua Paran. Com a mudana, a agncia disponi-bilizar 30 vagas de garagem com distncia dentro do raio de 150 metros determinado pela Lei. O inicio das obras de adaptao interna da nova agncia est previsto para no-vembro de 2013. A coordena-doria do Procon permanece no aguardo de um comuni-cado oficial do Bradesco.</p></li><li><p>GERALSbado, 19 de outubro de 2013. 5</p><p>Moradora pede lombada em rua do bairro So Cristvo, em Barra VelhaA alta velocidade dos veculos que trafegam a Rua Jos Rai-mundo Ramos, no bairro So Cristvo, em Barra Velha, tem incomodado os mora-dores do local. caso de Silvia Borges, que procurou o jornal Voz do Itapocu reclamando da situao. A leitora informa que j fez vrios pedidos coorde-nao de Trnsito da cidade, mas no tem obtido retornos concretos.Silvia considera confuso e demorado um procedimento que para ela, parece ser to simples. Estou a trs anos solicitando ao Cesrio (co-ordenador de Trnsito), que providencie lombadas e ele me informa que est em lici-tao, agora informa que est aguardando chegar s placas, diz ela. A prpria moradora se props a pagar as placas ou at mes-</p><p>mo confeccionar a lombada caso fosse necessrio. Se o problema a falta de dinheiro da prefeitura, eu mesma pago. S quero a autorizao da pre-feitura. Enquanto isso sofre-mos com a alta velocidade dos veculos, e irresponsabilidade dos motoristas, finaliza.Em sua verso, Cesrio Luz diz que a moradora estaria equi-vocada em relao ao tempo de espera. A frente da coorde-nadoria de trnsito municipal pela segunda vez, ele af...</p></li></ul>