jornal voz do itapocu - 23ª edição - 05/10/2013

Download Jornal Voz do Itapocu - 23ª Edição - 05/10/2013

Post on 15-Mar-2016

245 views

Category:

Documents

30 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

23 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: http://www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

  • RESPOSTAPREFEITO DE BARRA VELHA, CLAUDEMIR MATIAS, REBATE COBRAN-A FEITA POR MORADORES COM FAIXA EM RUA DE ITAJUBA

    SADEH SEIS MESES MQUINA DE MAMOGRAFIA DE BARRA VELHA EST LACRADA POR FALTA DE PROCESSADORA

    CULTURASO JOO DO ITAPERI RECEBE MOSTRA DE CINEMA INFANTIL NESTA SEMANA

    JORNAL

    SBADO, 5 DE OUTUBRO DE 2013. ANO 1 - EDIO 023 - DISTRIBUIO GRATUITA

    BARRA VELHA: INCORPORADORA SO PAULO PRETENDE FECHAR RODOVIRIA EM NOVEMBRO

    30 ANOS: DISCUSSO GIRA EM TORNO DE LEI APROVADA EM 1991, QUE DEU A CONCESSO PARA A EMPRESA AT 2021

    Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras

    PG 8

    Prefeitura se baseia em Lei para evitar na justia que municpio fique sem rodoviria para a temporada

    PRAIASRELATRIO DA FATMA APONTA LOCAIS IM-PRPRIOS PARA BANHO EM BARRA VELHA E BAL-NERIO BARRA DO SUL

    PG 9

    CONVNIOARAQUARI TER 10 CMERAS DE SEGURANA EM PARCERIA COM GOVERNO DO ESTADO

    PG 11

    MEDALHISTACORREDOR DE BARRA VELHA DESTAQUE EM JOINVILLE

    PG 3

    PG 10

    PG 12

    PG 5

    PG 16

  • A moda rosa pegou. Outubro chegou e com ele o movimento Outubro Rosa, que refora a cam-panha de combate ao cncer de mama, doena que se des-coberta com antecedncia au-menta as chances de cirurgia e recuperao do paciente. Desde que iniciou no Brasil, em 2002, o movimento s tem ganhado fora. Tanto na administrao pblica quanto no setor privado a campanha recebe destaque.Tornou-se praxe pontos tursticos e monumentos histricos serem iluminados de rosa neste ms. Na ltima tera-feira, em Braslia, o prdio do Ministrio da Sade e o Congresso Nacional foram ilu-minados com luzes cor-de-rosa, dando inicio a campanha deste ano. J na iniciativa privada, grandes empresas aproveitam para ex-plorar e divulgar o Outubro Rosa, principalmente quelas volta-das para o pblico feminino. De modo geral, de clube de futebol a companhia area, todo mundo faz questo de mencionar a cam-panha. um marketing do bem.

    E a prova que esta campanha anual d resultado est nos nmeros. De acordo com o Minis-trio da Sade, o ano de 2012 registrou crescimento de 37% na realizao de mamografias na

    faixa prioritria de 50 a 69 anos em comparao com 2010, no Sistema nico de Sade (SUS). Os procedimentos somaram 2,1 milhes no ano passado, contra 1,5 milhes em 2010. Se includas todas as faixas etrias, o nmero de exames realizados no ltimo ano atingiu a marca de 4,4 milhes, repre-sentando um crescimento de 26% em relao a 2010. Outros dados tambm justificam porque

    o exame fundamental. Ainda segundo o Ministrio, o cncer de mama a segunda causa de morte entre mulheres. Somente no ano de 2011, a doena fez 13.225 vtimas no Brasil.A campanha ajuda a quebrar algumas barreiras entre o seu pblico alvo. O primeiro o pen-samento de que a doena s a-contece com a vizinha, a colega de trabalho e a personagem da

    novela. A segunda barreira ter coragem para fazer o exame sabendo que no se est livre do cncer de mama. Parecem questes fteis e ultrapassadas para os tempos atuais, mas que ainda acontecem e podem salvar vidas.Uma pena Barra Velha no poder ainda contribuir com os dados de exames realizados do Ministrio da Sade. Como voc pode ler na pgina 9 desta edio, a mqui-na de mamografia do munic-pio est lacrada desde quando chegou, em abril. Falta um equi-pamento complementar e a sua previso de compra s para o ano que vem. Embora a secretaria de Sade no negue o exame a quem so-licitar, encaminhando a pessoa para Joinville, oferecer a comodi-dade de realiz-lo na prpria ci-dade poderia ser um fator a mais de convencimento para que as moradoras que esto na faixa de risco da doena faam o exame. Afinal, o cncer de mama no es-pera.

    2 EDITORIAL Sbado, 5 de outubro de 2013.Outubro Rosa

    PREVISO DO TEMPOSBADO (5/10)

    MX: 21 MN: 15

    DOMINGO (6/10)

    MX: 18 MN: 13

    SEGUNDA-FEIRA (7/10)

    MX: 19 MN: 14

    Informaes do Centro de Informaes de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da Epagri

    EXPEDIENTE

    Tiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-

    ras, Barra Velha e So Joo do Itaperi

    Reportagem Carolina Nunes

    Alan Willian

    DiagramaoGermana Souza

    Edio Anderson Davi

    Departamento Comercial Israel Voigt

    DistribuioLucas de Oliveira

    ColaboradoresAngelita Borba de Souza

    Lgia Delazzeri R. BalbinottDaniela Censi

    Marcos Zaleski de MatosVolnei Antnio de Souza

    Claudia S. Prevedello Percival Teixeira

    Jornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP

    UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000

    Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no

    expressa, necessariamente, a opinio do jornal.

    CONTATOS

    (47) 3456 1194

    Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.br

    VEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.br

    FACEBOOK

    NOTCIAS DIRIAS DA NOSSA REGIO.

    No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?

    Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.

    Sol com algumas nuvens

    Sol com algumas nuvens

    Sol com algumas nuvens

    COMUNICADOA Prefeitura de Barra Velha comunica a todos os

    contribuintes em dbito, que decorridos 30 dias da publicao do presente, por fora da Lei Municipal n 1.290/2003, estar encaminhando cartrio, para protesto, as Certides de Dvida Ativa rela-

    tivas ao IPTU e demais crditos.

    Evite transtornos com a incluso do seu nome nos rgos de restrio ao crdito, SPC e Serasa. Comparea na Prefeitura para regularizar sua

    situao.

  • 3GERALSbado, 5 de outubro de 2013.

    Quem passa pela rua Vice Prefeito Jos do Patrocnio de Oliveira, no bairro Quinta dos Aorianos, em Barra Velha, j deve ter observado que o Frum municipal est passan-do por reformas. Os tapumes que encobrem a lateral, local usado como estacionamento, demonstram o tamanho da obra, mas escondem o que ser realizado no espao. De acordo com o chefe da secretaria do Frum, Roberto Marcolino Graciano, o Frum est realizando a elevao do terreno e a ampliao de vagas para estacionamento. A rea de estacionamento mais baixa que o nvel da rua,

    quando chovia alagava, invia-bilizava a entrada das pessoas do Frum. Apesar dos transtornos oca-sionados pelas chuvas, invia-bilizando que funcionrios, civis e advogados entrassem no Frum, no se tem reg-istros de que o prdio tenha sido afetado, causando danos a equipamentos.Roberto explica tambm que ser ampliada a rea de esta-cionamento para mais 20 va-gas, alm da arborizao de toda rea externa e o reforo do sistema de segurana. Apesar de j termos cmeras de segurana, vamos ampliar

    o nmero desses equipamen-tos, alm de murar uma parte do Frum e gradear o restante, possibilitando mais segurana para quem frequenta e traba-

    lha no Frum, acrescenta. Quanto ao interior do prdio, Roberto informa que j foi re-alizada a pintura das salas e a substituio de cerca de 30

    portas que estavam com cu-pim. A obra e compra de equi-pamentos, est orada em R$ 700 mil e no tem prazo para ser finalizada.

    Estacionamento do Frum de Barra Velha ser elevado para evitar novos alagamentosEntre as mudanas est incluso tambm o reforo no sistema de segurana e a ampliao do nmero de vagas de garagem

    Balnerio Barra do Sul recebe recurso do estado para realizar recuperao da praia da Pikama

    A prefeitura de Balnerio Barra do Sul foi contemplada na ltima semana com um re-curso da Defesa Civil estadual de R$ 149.940,00. O repasse ser feito para a recuperao da praia da Pikama, em vir-tude dos danos causados pela forte ressaca, no ms de mar-

    o. O projeto de recuperao foi elaborado pela Defesa Civil e prev a conteno com a in-stalao de um enrocamento de pedras.Com as fora das ondas, que passaram dos dois metros de altura e a mar cheia, muros foram danificados. A forte

    ressaca ainda trouxe a eroso martima, onde foram atingi-das aproximadamente cinco residncias. Para a obra, a pre-feitura j realizou a licitao, que teve como vencedora a Empresa Irmos Redivo Servio de Terraplanagem e Construo Ltda.

    A balsa que faz a travessia de veculos e moradores do bairro Santa Luzia, em So Joo do Itaperi, para a ci-dade de Araquari, passou por melhorias na ltima se-mana. A secretaria de Obras do municpio realizou peque-nos reparos tampando furos no casco da balsa.Com capacidade para dois carros pequenos ou um caminho, a balsa utili-zada na travessia do Rio Itapocu desde 1993. De acordo com o secretrio Val-deci Delmonego, a melhoria foi provisria tendo o custo de R$200.

    Pretendemos fazer uma reforma geral na balsa em 2014. Trocar os dois peitos que so danificados ao en-costar nos barrancos. Esse projeto j est previsto no plano plurianual do prximo ano, porm no podemos precisar o valor pois ao re-tir-la da gua pode ser que encontramos mais coisas a serem feitas.Alm disso, a secretaria rea-lizou melhorias na Rua Jos Isdio de Lima que d aces-so balsa. Foram instaladas novas luminrias pblicas e colocado saibro na via.

    Balsa de So Joo do Itaperi passa por reformas

    Foto: Prefeitura Foto: Prefeitura

  • 4 GERAL Sbado, 5 de outubro de 2013

    Funcionrios do Banco do Brasil no digitam mais cdigo de barras de boletos dos clientesUma medida adotada pelo Banco do Brasil de Barra Ve-lha tem dificultado a vida de moradores e clientes que pre-cisam utilizar o caixa interno da agncia para pagamento de contas. Por orientao da gerncia estadual do banco, os funcionrios no podem mais digitar os n