Jornal Voz do Itapocu - 19 Edio - 07/09/2013

Download Jornal Voz do Itapocu - 19 Edio - 07/09/2013

Post on 05-Mar-2016

224 views

Category:

Documents

9 download

DESCRIPTION

19 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: http://www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

  • DE CARA NOVAPREFEITURA DE BALNERIO BARRA DO SUL COM NOVO SITE NO AR

    JORNAL

    SBADO, 7 DE SETEMBRO DE 2013. ANO 1 - EDIO 019 - DISTRIBUIO GRATUITA

    FESTA DO PIRO: DA GASTRONOMIA MSICA, EVEN-TO MOVIMENTA BARRA VELHA AT DOMINGO

    ABERTURA: CERIMNIA OFICIAL FOI MARCADA POR DISCURSOS E DEGUSTAO DO PRATO TRADICIONAL DA FESTA

    Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras

    Confira a cobertura da quinta-feira, primeiro dia da Festa do Piro

    DECISOJUSTIA INOCENTA SAMIR MATTAR NA CON-TRATAO SEM LICI-TAO DAS EMPRESAS ENOPS E BALTT

    MAIS MDICOSMDICA COMEA ATENDI-MENTO EM ARAQUARI

    POLTICAVEREADOR DOUGLAS ELIAS DA COSTA COBRA MAIS ATITUDE DO PRE-FEITO DE BARRA VELHA

    PG 4

    FUTSALDEFINIDOS OS CAMPES DE SO JOO DO ITAPERI

    PG 16

    INDEPENDNCIADESFILES MARCAM O FE-RIADO. EM BARRA VELHA, PROTESTO VAI ACONTECER

    PG 5PG 3

    PG 10

    PGs 8 e 9

    PG 6

  • 2 EDITORIAL Sbado, 7 de setembro de 2013.

    Quem vai pra rua?No ms de junho o pas viveu um momento de efervescn-cia poltica e social. Motiva-dos pelo exemplo do Movi-mento Passe Livre (MPL), que foi s ruas da capital paulista lutar contra o aumento de tarifa do transporte coletivo, pessoas de todos os cantos do pas foram s ruas protes-tar contra aquilo que enten-diam estar errado na admi-nistrao pblica, tanto na esfera municipal, quanto nas estaduais e nacionais. Milhares de pessoas que nun-ca haviam ido de fato rua se manifestar, encontraram ali o momento para vestir verde e amarelo, se enrolar na bandeira do Brasil e cantar

    em coro o hino nacional nas passeatas que tomaram con-ta do pas. Hoje, em menores propores, novamente ve-remos bandeiras hasteadas, pessoas em passeatas e o hino nacional ecoando aqui e acol. dia do desfile cvico, tradio que homenageia o Dia da Independncia do Brasil, declarada em 1822 pelo prncipe regente Dom Pedro I. um momento que, mesmo formalmente, se exalta a p-tria amada, da mesma forma que se exaltava nas manifes-taes de outrora. Marcada para acontecer junto ao des-file cvico de Barra Velha, a nova manifestao do grupo

    Pra Frente Barra Velha busca levar a populao s ruas para protestar. Ser um ter-mmetro do efeito que aque-la onda de protestos em nvel nacional surtiu na regio. Quem foi s ruas naquele momento mpar da histria recente do pas, vai estar novamente caminhando ao lado do grupo que se prope a seguir cobrando por mu-danas? Ou seria necessrio um novo efeito cascata, de capitais para cidades meno-res, com ampla cobertura da mdia, para reger novamente a populao rumo ao que considera lutar pelos seus direitos? Afinal, Quem vai pra rua?

    PREVISO DO TEMPOSBADO

    Sol com algumas nuvens

    (7/09)

    MX: 27 MN: 15

    DOMINGO (8/09)

    MX: 31 MN: 15

    SEGUNDA-FEIRA

    Sol com chuva no incio e final do dia

    (9/09)

    MX: 29 MN: 16

    Informaes do Centro de Informaes de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da Epagri

    EXPEDIENTE

    Tiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-

    ras, Barra Velha e So Joo do Itaperi

    Reportagem Carolina Nunes

    Alan Willian

    DiagramaoGermana Souza

    Edio Anderson Davi

    Departamento Comercial Israel Voigt

    DistribuioLucas de Oliveira

    ColaboradoresAngelita Borba de Souza

    Lgia Delazzeri R. BalbinottDaniela Censi

    Marcos Zaleski de MatosVolnei Antnio de Souza

    Claudia S. Prevedello Percival Teixeira

    Jornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP

    UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000

    Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no

    expressa, necessariamente, a opinio do jornal.

    CONTATOS

    (47) 3456 1194

    Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.br

    VEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.br

    FACEBOOK

    NOTCIAS DIRIAS DA NOSSA REGIO.

    No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?

    Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.

    Sol e pancadas de chuva entre a tarde

    e noite

  • A mdica selecionada atravs do programa Mais Mdicos, do Governo Federal, comeou nesta semana a atuar Araquari, nica cidade da regio a rece-ber um profissional por inter-mdio do programa. Desde quarta-feira, dia 4, a doutora Marilda Santos das Neves, de Schroeder, est atendendo no Posto de Sade Nicanor, no bairro Itinga. Com experincia em atendi-mentos em cidades do in-terior, a mdica revela que decidiu se inscrever no pro-grama pela paixo pela profis-so. Eu amo medicina e estou aqui para isso, para atender a populao. De acordo com a prefeitura de Araquari, outros sete mdicos esto inscritos no programa e devem ser confir-mados at dia 16 de setembro.Em Santa Catarina, 29 m-dicos brasileiros do programa

    esto dis-t r i bu d o s em 27 ci-dades sele-c ionadas . Apesar de inscrita no programa, Barra V e l h a ainda no r e c e b e u a confir-mao da c h e g a d a de novos prof issio-nais. J 18 estrangeiros, na maioria argentinos e espa-nhis, conseguiram visto para atuar no Estado e tambm sero distribudos entre as ci-dades inscritas a partir deste ms, aps passar por um curso de adaptao. Segundo o Governo Federal,

    o programa faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usurios do Sistema nico de Sade (SUS) e prev mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de sade, alm de le-var mais mdicos para regies onde h escassez e ausncia de profissionais.

    Mdica do programa Mais Mdicos inicia traba-lho em Araquari

    Envelhecer faz parte de vida de cada um, e ns podemos optar por envelhecer com sade. O Yoga cuida do cor-po, da mente e do esprito e altamente indicado para a terceira idade, no processo de aceitao desta fase, com o entendimento das limi-taes do corpo. Os sanas (posturas psicofsicas) so executados de forma mais suave, dentro das limitaes de cada aluno e respeitando o seu corpo. O importante gerar o equil-brio das energias do corpo, trazendo a sade perfeita. Para aqueles que possuem doenas crnicas, primeiro recomendado consultar um mdico e conversar sobre quais so as restries de cada indivduo, pois o yoga trabalha com exerccios fsi-cos e respiratrios. Funda-mental tambm que seu instrutor de yoga saiba de suas restries, para poder adaptar os sanas sua ne-cessidade.A prtica do yoga na terceira idade auxilia na manuten-o da sade, alongando e fortalecendo os msculos e melhorando a capacidade respiratria e cardaca. Em um nvel mais sutil, auxilia no aumento da autoestima, combatendo a depresso, es-timulando a autoconfianas e a vontade de viver. O yoga promove o conforto do prati-

    cante, que vai percebendo no dia a dia as mudanas acon-tecendo no seu corpo. Uma base firma essencial nesta fase, evitando tombos e possveis fraturas. Por isso a soltura articular auxilia na mobilidade dos dedos dos ps e tornozelos, e com o fortalecimento das pantur-rilhas e joelhos, formamos uma base firme. Com exerc-cios de alongamento, o yoga fortalece a coluna vertebral, mantendo uma postura ere-ta, evitando a modificao do centro de equilbrio do corpo. Uma coluna saudvel traz facilidade na execuo das tarefas do dia a dia. A sade da viso vem atravs de exer-ccios para os olhos, possibi-litando a adaptao da retina em diversas situaes.Muitos so os benefcios para a terceira idade que, com a prtica regular de yoga, regu-lariza as funes do sono e da presso arterial, elimina problemas digestivos e dores musculares, traz mobilidade das articulaes e estimula a concentrao e a memria.A terceira idade uma fase muito especial e podemos vivenci-la com qualidade de vida. Venha praticar yoga e renovar suas energias. Lembre-se: No podemos acrescentar anos vida, mas podemos acrescentar vida aos anos. (Prof. Niehans).

    YogaInstrutora de Yoga Lgia Delazzeri Rodrigues Balbinotti e-mail: ligiadelazzeri@yahoo.com.br

    3GERALSbado, 7 de setembro de 2013.

    Foto: Prefeitura de Arquari

    Na ltima quarta-feira, dia 29, o Instituto Bra-sileiro de Geografia e Estatstica (IBGE) di-vulgou as estimativas de populao deste ano nos mais de cinco mil municpios do pas. Os nmeros so levantados baseados nos Censos

    2010 e 2000.Na regio, o municpio que mais cresceu foi Araquari, que pulou de 24.810 habitantes para 29.593, mdia de mais 1500 habitantes por ano. Em nmero de pessoas, Barra Velha vem em segundo lugar. Em 2010 a cidade tinha 22.386 habitantes e segundo o instituto au-mentou 2.557 pessoas, chegando a 24.943 habitantes em 2013.J Balnerio Piarras tambm teve um cresci-mento significativo nos ltimos trs anos, com

    um aumento de 2.251 habitantes. Em 2010 o municpio somava 17.078 pessoas em 2013 esse nmero aumentou para 19.329 resi-dentes.

    Balnerio Barra do Sul no cresceu no mesmo patamar que a cidade vizinha de Araquari, mas teve um aumento de 900 habitantes de 2010 para 2013, de 8.430 pessoas para 9.330. O municpio com o menor aumento foi So Joo do Itaperi, em 2010 registrou 3.435, de acor-do com o instituto em 2013 sero 3.578 resi-dentes, 143 a mais que h trs anos.

    A projeo da populao tem como objetivo atender a Lei 8.443, de 16 de julho de 1992, que dispe sobre a Lei Orgnica do Tribunal de Contas da Unio (TCU). A lei determina a divul-gao dos nmeros pelo governo federal para que o TCU possa, por exemplo, efetuar e fis-calizar o clculo das quotas referentes aos fun-dos de participaes dos Estados e municpios.Assinada pela presidente do IBGE, Wasmlia Socorro Barata Bivar, a resoluo est sendo publicada em decorrncia de deciso judicial.

    Venha fazer uma aula experimental gratuita de Hatha Yoga. Av. Santa Catarina, 1192 Piso superior da Pizzaria Forno Lenha.Aulas segundas e quartas, s 16:30h e s 19h.Telefone: (47) 8461.1487

    Yoga na terceira idade

    IBGE divulga as estimativas de populao para 2013

  • Recentemente o juiz da 2 vara da comarca de Barra Velha, Dr. Iolmar Alves Baltazar, publicou deciso que isenta de improbidade administrativa o ex-prefeito Samir Mattar no caso envolvendo as contrataes com dispensa de licitao das empresas Enops Engenheira Ltda e Baltt Em-preiteira, Transportes e Ter-raplanagem Ltda. Mattar e outros envolvidos so rus em

    uma ao civil pblica movida pelo Ministrio Pblico.O juiz afirma em sua deciso publicada no dia 22 de agosto no ter encontrado irregulari-dades nos casos que envolvem a contratao e prorrogao de contrato com a Enops, para gerir o abastecimento de gua do municpio, bem como na dispensa de licitao por si-tuao de emergncia para a contratao Baltt, responsvel

    pela construo de um molhe na barra do rio Itapocu. Por outro lado, o magistrado ressalta a necessidade de apro-fundamento nas denuncias do MP baseadas em documentos e laudos tcnicos, de super-faturamentos e irregularidades nos servios e obras prestados pela Enops, que tambm ci-tada como r no caso.

    4 GERAL Sbado, 7 de setembro de 2013.

    Juiz de Barra Velha inocenta ex-prefeito Samir Mattar de improbidadeadministrativa na contratao sem licitao das empresas Enops e Baltt Processo continua: deciso publicada no ltimo ms tambm pede investigao aprofundada de desvios de dinheiro em obras executadas pela Enops

    Caso Enops

    Confira os pontos de acusao do Ministrio Pblico e as consideraes do juiz acerca do tema. A deciso completa pode ser encontrada no site do Tribunal de Justia de Santa Catarina (www.tj.sc.br), processo de ao civil pblica n 006.10.002424-1.

    Segundo consta nos autos do processo, a contratao da Enops se deu aps um perodo de indefinio com relao ao abastecimento de gua na cidade. O imbrglio teve inicio com o trmino de contrato com a Casan em ou-

    tubro de 2005. Em fevereiro de 2007, o Consrcio guas de Barra Velha venceu a lici-tao realizada, assinando contrato de um ano. Porm, por deciso judicial, a Casan retomou os trabalhos em maro. Em agosto de 2009

    uma deciso do Superior Tri-bunal de Justia devolveu ao municpio a gesto do abas-tecimento, quando a Enops foi contratada com dispensa de licitao.

    Resumo da denuncia do Ministrio Pblico:

    O Municpio de Barra Velha, dispensando a necessria licitao, firmou contrato admi-nistrativo para prestao do servio de abas-tecimento de gua com a empresa Enops. Assim, o contrato seria ilegal. Por meio desse contrato, que permitia Enops, sem prvia autorizao e sem licitao, comprar o que entendesse necessrio para prestar o servio de abastecimento de gua, os rus, em

    conluio, teriam desviado recursos pblicos de inmeras formas, praticando atos de impro-bidade, cujas sanes esto previstas nos ar-tigos 11 e 12 da Lei 8.429/92. Como supos-tamente no havia fiscalizao, os servios teriam sido mal prestados, parcialmente prestados, as compras superfaturadas, mas os pagamentos teriam sido sempre integrais e feitos sem maiores questionamentos.

    Trechos da deciso publicada pelo Dr. Iolmar Alves Baltazar:Analisando a documentao carreada aos autos, constato que a contratao direta da Enops Engenharia Ltda. est devidamente justificada. Fato que, luz da prova produ-zida, no possvel verificar ilegalidade da contratao, nem mesmo prejuzo ao errio.Quanto razo da escolha da empresa Enops Enge-nharia Ltda e relativamente justificativa do preo, verifico que, pelo que consta nos au-tos, no h ilegalidade, nem evidncias de prtica de ato de improbidade. A Enops Engenharia Ltda, em 16/9/2009, apresentou proposta para prestao de servios tcnicos de operao e manuteno do sistema de abastecimento de gua, com valor mensal de R$ 223.351,67, ou seja, valor muito semelhante ao cobrado pelo Consrcio guas de Barra Velha, R$ 227.872,16, em janeiro de 2007, dois anos antes. Alm da questo preo, a Enops Engenharia Engenharia Ltda apresentou

    documentao suficiente para aferir sua capacidade tcnica e financeira para a prestao do servio.Por outro lado, acerca das alegaes de superfatura-mentos e no realizao de servios, obras, confiro que o Ministrio Pblico aponta diversas irregularidades, calcadas em documentos, laudos tcnicos, contratos relativos a servios seme-lhantes (para possibilitar a anlise da correio ou no dos valores negociados entre os rus), donde decorre a necessidade de se proceder regular apurao dos fatos, sob o crivo do contraditrio e da ampla defesa. A razo est em que, conforme apurado unilateral-mente pelo Parquet, a Enops prestava um servio precrio, incompatvel com a remune-rao que auferia e, por seu intermdio, era facilitado o enriquecimento dos envolvi-dos, mediante cobranas fraudulentas, obras super-faturadas e etc.

    Na deciso publicada pelo magistrado possvel ter acesso ao resumo de laudos tcnicos que embasam a de-nuncia do Ministrio Pblico em irregularidades de servios executados pela Enops. De acordo com o MP, o con-trato previa servios destina-dos a atender situaes espec-ficas, no rotineiras, desde que fundamentada a solicitao. A execuo deveria ser prece-dida de autorizao, mediante ordem de servio emitida pelo municpio. Porm, a acusao afirma que no foram encon-tradas ordens de servio que justifiquem obras da Enops, apenas ofcios sem especifi-caes exatas das obras e dos seus valores cobrando da pre-feitura pelos servios executa-dos.De acordo com o processo, o

    Ministrio Pblico, mediante laudo tcnico, constatou que a ampliao de rede na Rua Ceclia Manoel Cruz foi de apenas 22m, quando o projeto previa a instalao de 50m. Em outra situao, a Enops cobrou pelo servio de aterro de areia de uma obra de instalao de tubulao R$89,00 por m, valor muito acima da tabela de mercado. O MP alega ainda que a r Enops adquiriu equipamentos sem licitao e simplesmente cobrou essas compras do Mu-nicpio. J no laudo tcnico 48/2010, o MP acusa a Enops de ter cobrado por servios de re-pavimentao asfltica e re-pavimentao de lajotas e pa-raleleppedos, embora estes servios no estejam relacio-nados no Anexo I do contrato

    59/2009, assinado com a Pre-feitura Municipal de Barra Velha.Na pavimentao da avenida Itajuba, a Enops apresenta em planilhas que a rea total de repavimentao asfltica foi de 3.396,40m. Entretanto, se-gundo o MP, em visita ao lo-cal ficou constatada uma dife-rena de 644,03m a menos do solicitado. Ainda de acordo com o laudo, utilizando-se o valor uni-trio cobrado pelo servio de repavimentao pela Enops Engenharia para a rea de 3.396,40m, o custo total do servio de repavimentao as-fltica seria de R$ 305.438,25. O valor calculado para o servio de repavimentao asfltica na avenida Itajuba atravs da tabela de custos da Caixa Econmica Federal

    63,09% inferior ao valor co-brado pela Enops Engenharia. Para completar, o laudo afir-ma que o custo unitrio do servio de repavimentao asfltica cobrado pela Enops Engenharia ao Municpio de Barra velha 28,13% maior que o valor mximo admis-svel estabelecido no Edital 323/2010 da CORSAN.

    Laudos tcnicos apresentam irregularidades em obras da Enops

    Foto: Barravelhense - www.barravelhense.com.br

  • 5GERALSbado, 7 de setembro de 2013.Caso BalttA contratao da Baltt foi feita no ano de 2009 para execuo emergencial das obras de abertura e fixao da barra do rio Itapocu, prevendo a construo de molhes Nor-deste e Sudeste, com o for-necimento de 44.197,47 m de rocha detonada em blocos de volumes dispersos, para

    construo dos espiges de enrocamento da fixao da barra do rio Itapocu, con-forme proposta n 156/2009, de acordo com projeto datado de 18 de novembro de 2009, no valor de R$2.323.616,27. A obra teve um contrato de convnio firmado entre o Ministrio de Integrao e

    a prefeitura para seu finan-ciamento. Por isso, tambm foi objeto de investigao do Ministrio Pblico Federal, que analisou, entre outros pontos, a dispensa de licitao. Assim com o magistrado de Barra Velha, o MPF tambm destacou no haver crime de improbidade administrativa.

    Resumo da denuncia do Ministrio Pblico:Alega que os rus ficaram nove meses inertes, para, de repente, entender que a obra era emergencial, dispensando licitao. Afir-mou que os rus garantiram ao Legislativo que

    os recursos para contratao seriam federais, porm, na verdade, saram dos cofres munici-pais, sem dotao oramentria para tanto.

    Trechos da deciso publicada pelo Dr. Iolmar Alves Baltazar:

    Da anlise dessa extensa documentao decorre que estava caracterizada a situao emergencial ou calamitosa que jus-tificou a dispensa de licitao. Ver especialmente as notcias de jornais e decretos de situao de emergncia, Convnio firmado com a Unio para fixao da Foz do Rio Itapocu, Convnio firmado entre a Unio e o Municpio de Barra Velha, Ata de Reunio Conjunta referente ao Eixo de Desenvolvi-mento Joinville, Jaragu do Sul e Regio, e Parecer Tcnico 604/2009 da Fatma.Tambm restou demonstrada a razo da escolha do execu-tante da obra e a justificativa do preo (com preo ajustado de R$ 3.420.000,04, Contrato e Aditivos para fornecimento de 48.568,65m de rocha detonada, cujo valor foi de R$ 1.206.640,66). Assim, no que diz respeito contratao direta da empresa Baltt Empreiteira Transportes e Terraplenagem Ltda, no vis-lumbro irregularidade no processo de dispensa da licitao.

    Prefeito de Barra Velha comemora deciso contrria concursada da poca de Samir MattarFoi julgado nesta semana na Terceira Cmara do Direito Pblico, em Florianpolis, o recurso da prefeitura de Bar-ra Velha para evitar que uma mulher aprovada no concurso realizado na gesto do ex-pre-feito Samir Mattar tivesse que ser nomeada pelo atual pre-feito, Claudemir Matias. Por 3 votos a 0, a deciso que obri-garia a concursada a ser no-meada foi revogada. Com isso, Matias no precisar recolocar a reclamante em seu cargo. Mais uma vez a justia foi feita. J foi comprovado pelo Ministrio Pblico que o con-curso realizado pelo prefeito Samir Mattar tinha vrias ir-regularidades, por isso foi cancelado pela justia quando eu assumi na outra gesto, ar-gumenta Matias.

    Ele explica que uma das con-cursadas aprovadas no con-curso realizado por Samir Mattar solicitou na justia que fosse nomeada. No final de julho a concursada conseguiu um recurso para ser reintegra-da ao cargo pblico, deciso esta que foi julgada e revogada nesta semana.Quando eu assumi, o Minis-trio Pblico me chamou e apresentou as diversas irregu-laridades do concurso reali-zado pelo Samir, por isso eu assinei na justia um Termo de Ajuste de Conduta cance-lando aquele concurso e me comprometendo a realizar um novo concurso, que foi o que eu fiz, completa o atual chefe do Executivo.O concurso realizado nos 11 meses em que Matias es-

    teve na prefeitura entre 2011 e 2012 tambm chegou a ser contestado na justia, mas teve sua validade confirmada e um grupo de aprovados j est atuando no governo munici-pal. O prefeito lembra ainda que o caso dos concursados teve mais um captulo curi-oso no final de 2012, quando Samir reassumiu o cargo de prefeito.No dia 27 de dezembro de 2012 o Samir nomeou 17 con-cursados do concurso que ele fez, mas que j no tinha ne-nhuma validade. Quando eu fui empossado, no inicio do ano, fiz um decreto cancelan-do essas nomeaes, que no tinham nenhum embasamen-to.

    Aps reivindicaes da popu-lao interiorana de Balnerio Piarras por melhores con-dies no trafego das ruas, a secretria de Obras iniciou o trabalho de manuteno das estradas do interior. Entre os servios realizados esto obras de alargamento das vias, re-tirada de material argiloso, macadamizao e patrola-mento.Na ltima semana as locali-dades de Nova Descoberta e Rio Novo foram os focos dos trabalhos. Foram finalizadas obras de algumas estradas que antes apresentavam um estado precrio, principalmente pelos buracos que se formavam e pelos alagamentos que ocor-riam em dias de chuva.

    O municpio conta com sete localidades da rea rural, fa-zendo divisa com os munic-pios de Navegantes, Luis Alves e Barra Velha. De acordo com o responsvel pelos servios rurais, Maurino da Cunha, a situao mais crtica foi en-contrada na estrada Tamanini. Segundo o secretrio de Obras, Rogrio Santiago, a manuten-o ocorre no sentido de Nova Descoberta at Morretes, pas-sando por todas as localidades rurais do municpio.

    Secretaria de Obras de Balnerio Piar-ras realiza melhorias nas estradas ru-rais do municpio

    A prefeitura de Balnerio Barra do Sul est com um novo portal. Mais dinmi-co e informativo, o novo site pode ser acessado pelo endereo: www.balneariobarradosul.sc.gov.br. De acordo com o assessor de comu-nicao Vagner Zimmermann, o portal ainda est passando por ajustes, mas em breve estaro ativas todas as fun-

    es. Segundo Zimmermann, que recm iniciou os trabalhos na comunicao da prefeitura, as notcias oficiais do municpio sero postadas diariamente. O objetivo atualizar todos os dias o site com informaes, mas a empresa responsvel ainda est realizando ajustes, por isso vamos ter que es-

    perar, explica. O portal j est no ar a duas semanas e custou R$ 7.980,00. InformativoO investimento em informao e co-municao da prefeitura no para por a. O poder executivo tambm est tra-balhando um informativo com as prin-cipais aes dos primeiros 180 dias de trabalho da gesto 2013/2016.

    Segundo a notcia publicada no site da prefeitura, o muncipe dever rece-ber est prestao de contas em sua residncia. Estamos trabalhando na elaborao de uma revista, mas ainda no temos uma data certa, estamos cogitando tambm ampliar o informa-tivo para os 260 dias de gesto, ex-plica Vagner.

    Prefeitura de Balnerio Barra do Sul com novo site no ar

  • O grupo Pra Frente Barra Ve-lha realiza neste sbado uma manifestao durante o des-file cvico. Ser o terceiro ato de protesto do grupo, que luta por mudanas na poltica mu-nicipal e nacional. O primeiro protesto aconteceu em 2011, tambm no desfile de Sete de Setembro, porm, com a par-ticipao de apenas cinco pes-soas.Dessa vez o grupo pretende chamar a ateno da popu-lao com uma quantidade maior de participantes. Essa manifestao ter como ob-jetivos, pedir por melhorias na cidade de um modo geral, a reforma urgente na escola David Pedro Espndola, me-lhorias nos Postos de Sade,

    mais respeito ao meio ambiente, liberao da do-cumentao para concluso da rede de Supermercados Top e a reestrutu-rao da ponte do Rio Itajuba.Regina Maria Sil-va, organizadora da manifestao, lamenta a falta de apoio da co-munidade. Gostaria que mais gente estivesse participando. Precisamos fazer algo para mudar nossa cidade, e rea-firma a realizao do protesto mesmo que esse apresente um baixo nmero de protestantes.De acordo com a organiza-dora, o grupo ir esperar o

    decorrer do desfile e assim que a ltima entidade entrar no trajeto da Avenida Santa Catarina, os manifestantes iro acompanhar o desfile at a praa central. O nosso ob-jetivo no atrapalhar o tradi-cional desfile. Vamos ser mais uma das entidades partici-pantes, mas com um objetivo diferente, finaliza a liderana.

    A programao da cidade de Balnerio Barra do Sul neste ano foi semelhante ao cronograma barravelhense, com apresen-taes ao longo da semana encerrando no dia de hoje com o desfile a partir das 9h. A apresentao cvica inicia na Escola de Educao Bsica Dom Gregrio Warmeling, e tem seu trmino em frente a Farmcia Santa Terezinha.

    Cidades da regio promovem desfiles em aluso ao Dia da Independncia

    6 GERAL Sbado, 7 de setembro de 2013.

    Agora realidade. Por muitos anos essa tese foi debatida, nos tribunais, em Congressos e Seminrios, no meio acadmi-co, tendo inclusive inmeros profissionais da rea de con-sultoria, aconselhado que a compensao desses crditos, se desse atravs de ttulos da dvida pblica e, venda de pre-catrios. Todavia, os resultados espera-dos nem sempre eram alcana-dos, primeiro pelo fato de que no todo ttulo da dvida pbli-ca que permite a compensao e, no caso dos precatrios no eram considerados os ganhos de capital, visto que estes es-to sujeitos tributao do IR, assim, ao final verificava-se que houve a famosa troca 6 por meia dzia. Esta situao acabou por trans-mitir o sentimento de que a compensao no algo efe-tivo e significativo na adminis-trao das empresas. Porm, a no compensao impacta os custos das empresas, reduz margem de lucro, diminui sua competitividade e com o mer-cado globalizado afeta seu de-senvolvimento e crescimento. O que ontem era tese, hoje realidade, em face da deciso do Supremo Tribunal de Justia (STJ) definindo as rubricas so-bre as quais NO H INCIDN-CIA DA CONTRIBUIO PREVI-DENCIRIA PATRONAL.De tal sorte, AS EMPRESAS TM VALORES EXPRESSIVOS A RECUPERAR. E, no s isso. A partir de gesto vigilante e eficiente de controle sobre os itens que no incidem a con-tribuio previdenciria pa-tronal passam a economizar na verdade, deixa-se de reco-lher indevidamente somas con-siderveis mensalmente. Os recolhimentos a maior acabam por gerar crditos que podem e devem ser compensa-dos, que por fora da deciso do STJ, permite-se que essa recuperao se d no mbito administrativo, propiciando ce-leridade e efetividade imediata.As interminveis discusses sobre quais rubricas esto sujeitas contribuio previ-denciria antiga e ao longo do tempo, vrias foram s de-

    cises administrativas e judi-ciais monocrticas, algumas a favor e outras contra as empre-sas. Mas hoje, se encontram respaldadas pela respeitvel deciso do STJ.Longe de pretender esgotar o assunto, vale citar como exem-plos: o adicional de frias, os abonos, a licena-maternidade, a licena-afastamento (at 15 dias), entre tantas outras. significativo o nmero de em-presas nacionais e multinacio-nais que operam no pas que j recuperaram os valores pagos a maior. E, no raro, foram os casos, que passaram por au-ditorias e, tiveram o aprovei-tamento do crdito chancelado pelos auditores.Mas a pergunta que no quer calar, neste instante te martiri-za: Porque este assunto no foi ou divulgado pela Imprensa, mdia televisiva? Respondo-te: POR 25 MOTIVOS. Vou te contar um nico. Essa recuperao muito significati-va e diminui substancialmente a entrada de recursos nos cofres pblicos. Preciso contar os outros motivos? Como o tema complexo en-volvendo vrias nuances, recomendvel que se procure um especialista no assunto, especialmente para o levanta-mento tcnico dos valores pa-gos a maior, de sua atualizao e finalmente alcanar a recupe-rao por meio dos instrumen-tos adequados, caso a caso, visto que h procedimentos es-pecficos para cada rubrica.Esse tema muito profundo e significativo na vida das empre-sas, das prprias Prefeituras, das autarquias e empresas de economia mista e, tem mere-cido meu estudo em particular e o tenho aproveitado dos en-sinamentos do Prof. Dr. Jos Carlos Carvalho, hoje um dos maiores especialistas da rea, que acaba de receber o Trofu Top Of Business Nacional, em sua 14 Edio, ao obter uma performance de mais de 200 cases vitoriosos, conseguindo contribuir para o crescimento e desenvolvimento do pas.

    Artigo Jurdico Advogado Percival Teixeirae-mail: atendimento@advocaciateixeiraabreu.com.br

    AS EMPRESAS POSSUEM CRDITOS PREVIDENCIRIOS A RECUPERAR

    Para marcar o feriado de Sete de Setembro, celebrado como o dia em que o Brasil se tornou independente dos colonizadores portugueses, todas as cidades da regio promovem hoje o tradicional desfile cvico, encerrando comemoraes que se iniciaram no comeo da semana. Confira abaixo uma agenda com os principais eventos em aluso ao Dia da Independncia:

    Em Barra Velha a Secretaria de Educao, Cultura e Desporto realizou uma programao durante a semana repleta de apre-sentaes alusivas a semana da ptria. O ptio da prefeitura sediou cerimnias dirias com a presena das escolas munici-pais, estaduais e particulares. A fanfarra municipal Professora Ondia Maria de Barros tambm esteve presente fazendo sua apresentao. Finalizando as comemoraes, acontece hoje s 9h30 o desfile cvico com incio na rotatria da Avenida Santa Catarina (prximo ao Supermercado Dubom), contando com 42 agremiaes entre escolas, associaes e outros. J durante a tarde, s 15h, ocorre na avenida Itajuba, no bairro Itajuba, o segundo desfile cvico do municpio, contando desta vez com 25 entidades.

    Barra Velha

    A srie de desfiles cvicos em Araquari comeou ontem, quando alunos de escolas municipais e estaduais foram s ruas no bair-ro Itapocu. Hoje, mais dois desfiles esto programados. A secretaria de educao realiza o primeiro desfile s 9h30 no centro da cidade, com sada da em frente ao Pronto Atendi-mendo Aci Ferreira de Oliveira, seguindo pela Rua Nereu Ramos at o Ginsio de Esporte Moacyr Iguatemy da Silveira. A fim de contemplar outra comunidade com o desfile, a tarde ser a vez do bairro Itinga receber as escolas e entidades participantes, iniciando em frente a escola municipal Francisco Jablonsky, seguindo pela Rua Rio Tocantins.

    Araquari

    Em So Joo do Itaperi a data no passar em branco, mas sim em azul, verde e amarelo. No municpio, o des-file em comemorao inde-pendncia brasileira acontecer a partir das 15h na Rua Jos Bonifcio Pires, com a presena das escolas e enti-dades municipais.

    So Joo do Itaperi

    O desfile na cidade de Bal-nerio Piarras vem com mui-tas novidades. Alm da par-ticipao da Banda Municipal, que foi ampliada, o evento con-tar tambm a presena das fanfarras de Blumenau, Itape-ma e Brusque. As entidades convidadas a participarem do desfile receberam atravs da secretaria de Educao, um pedido para que apresentem uma retrospectiva da histria do municpio at os dias atuais, como comemorao aos 50 anos da cidade. O des-file acontece s 9h na Avenida Nereu Ramos, na altura da C-mara de Vereadores.

    Balnerio Piarras

    Balnerio Barra do Sul

    Manifestao ocorre durante o desfile em Barra Velha

  • 7CLASSIFICADOSSbado, 7 de setembro de 2013.

    CLASSIFICADOS IMVEIS VECULOS EMPREGOSENVIE SUAS OFERTAS PARA CLASSIFICADOS@VOZDOITAPOCU.COM.BROU LIGUE 3456 1194

    SuperCar SeminovosCidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456 0134 - (47) 9607 2421E-mail: supercarseminovos@hotmail.com

    Agile Ltz ano 2010 - cor branco - Flex - nico dono - completo + air bag e ABS - computador de bordo - Ro-das de Liga leve 15`- 35mil km - R$ 28.500,00

    VW/Saveiro 1.8 ano 2001 - cor dourada - GNV docu-mentado - Rodas de liga leve 14`/Lona martima

    Barbada: Ipanema 95 automtica, rodas de liga leve, pneus novos, estofa-mento e lataria super in-teiro. Valor: R$ 7.300 Con-tato: 91159114 - Tratar com o MarioBalnerio PiarrasVendo Volkswagen 8140, ano 2000/2000, impec-vel, baixa quilometragem, pneus seminovos.Telefone para contato: (47) 3345 1170.

    Sistema Nacional de Em-pregos (SINE) Cidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456-3884E-mail: sine@barravelha.sc.gov.br

    Vagas disponveis - repositor p/ Supermer-cado- faxineira p/ supermer-cado- verdureiro p/ supermer-cado- Cabeleireira c/ experin-cia

    Os interessados devero comparecer no SINE com os documentos (CPF e RG) e a carteira de trabalho. Para a vaga de operador de caixa necessrio ter o ensino mdio completo, as demais vagas o ensino fun-damental completo.

    Frigorfico So JooCidade: So Joo do Ita-periTelefone: (47) 3458 3000E-mail: frigorificosaojoao@frigorificosaojoao.com.br

    Contrata-se Motorista de entrega, servios gerais noturno, servios gerais. Para tra-balhar de segunda a sba-do. Benefcios: Registro integral, Unimed, seguro de vida, almoo e caf e uniforme gratuito incluindo a lavao. Os interessados devero comparecer com os documentos na rece-po do frigorfico.

    PinturaCidade: Barra VelhaTelefone: (47) 9219 9345 - (47) 99911670 - (47) 8447 2543E-mail:degu_@hotmail.com

    Diego Fischer Pinturas - Pinturas residenciais e comerciais, texturas e gra-

    fiatos, massa acrlica e cor-rida.

    Plsticos Zanotti Ltda.Cidade: MassarandubaTelefone: (47) 3379 4000E-mail: morgana@plasticoszanotti.comVaga: Preparador de Maqui-na Injetora. Necessrio experincia na funo. Salrio compatvel com a funo + benefcios. Inter-essados devero entrar em contato

    Celso Corretor de ImveisCidade: Barra Velha Telefone: (47) 3446 0288 - (47)9995 1789 - (47)9647 8027E-mail: celsoimoveis@barravelha.com

    Casa de alvenaria - locali-zada no bairro Tabuleiro - Barra Velha - contendo 1 sute e mais 3 quartos - sala - cozinha - 1 BWC social - rea de servio - churrasqueira -garagem p/ 2 carros - toda murada.

    Valor: R$ 350.000,00

    Casa de alvenaria - muito bem localizada no Cen-tro de Barra Velha - con-tendo 3 quartos - sala e cozinha conjugados - rea de servio - 2 BWC sociais - garagem p/ 2 carros. Terreno murado em es-trutura metlica. Valor: R$ 280.000,00

    Casa de alvenaria - no bairro Jardim Icara - Barra Velha - contendo 2 quartos - sala e cozinha - 1 BWC social - rea de servio - garagem e quintal na frente e nos fundos. Casa toda murada. Valor: R$ 130.000,00

    Srgio ImobiliriaCidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456 6272Site: www.sergioimobiliaria.comItajuba: Sobrado Gemi-nado 1 dorm, 1 suite, sala, coz, 2 WC, rea grill, lavan, gar. Aprox. 90M,

    280mt da Praia do Sol. R$ 145.000,00

    Terreno (17X17) 289M - Rua: 1002 Distante 600mt da Praia no Bairro Itacolumi Divisa de Barra Velha e Balnerio Piarras. R$ 65.000,00

    Terreno Financiado Ita-juba prx. ao acesso de Medeiros com (12X25) 300m, Rua: 1147 - Entra-da de R$ 8.000,00 + 100 parcelas

    Vende-se casa em Barra Velha com 300 mt de terreno, localizada na rua Jos Alberto dos Santos, n 1637. Valor R$ 65.000,00. Como forma de pagamento aceita carro de at R$ 25.000,00Telefone para contato: (47) 9142 7627 falar com Ciri-neu.

  • Esse ano a praa gastronmica apresen-tar 25 estandes de culinria, sendo que 10 iro servir o tradicional piro. Essa a maior quantidade de box de todas as re-alizaes da festa. No local so servidos desde o prato principal do piro e suas variedades como piro com lingia, piro com peixe e outros frutos do mar, alm de opes de variadas de gastronomia.Um dos estandes mais procurados da barravelhense Teresita Nichetti. H 12 anos, Teresita prepara pratos a base de piro para servir na festa. Esse ano, a cozinheira foi convidada pela Fundao Municipal de Turismo Esporte e Cultura (Fumtec), para preparar os pratos servidos na festa de lanamento da edio 2013. Na ocasio, foram servidos risoto de cama-ro com piro e linguia. Pratos esses, que hoje fazem parte do seu cardpio no box da festa. Me senti muito grata pelo convite e pelos elogios que recebi. Aqui no box servimos

    vrios pratos, mas os principais so aqueles que tem o piro como base. De acordo com a cozinheira os cli-entes que mais procuram o prato tpico da festa so os prprios bar-ravelhenses. Geovani Venera veio com a famlia pela primeira vez festa. Moradores de Araquari souberam do evento atravs da divulgao feita pela mdia. Adoramos tudo. A estrutura muito boa e esta tudo bem organizado. Na ocasio, a famlia havia degustado o prato tpico da festa, do qual saram s elogios. muito diferente daquele piro que estamos acostumados a comer em casa. Estava delicioso.

    A praa gastronmica da festa ganha nes-sa edio uma novidade. Aps cada show nacional, o palco alternativo localizado na praa, recebe o show de uma banda local. Segundo a organizao da festa, a deciso de continuar a noite de shows em palco diferente para valorizar os box de culinria j que uma festa gastronmica.

    Sbado, 7 de setembro de 2013.8

    Festa Nacional do Piro: da gastronomia msica, evento movimenta Barra Velha de quinta-feira a domingoFoi dada a largada para mais a 17 edio da Festa Nacional do Piro, evento que tradicional-mente movimenta Barra Velha durante o feriado de sete de setembro. Hoje e amanh vrias atraes culturais, gastronmicas e nacionais estaro a disposio do pblico a partir das 9h. O Voz do Itapocu, que tem dado ampla divulgao para esta edio, foi conferir de perto o primeiro dia do evento e conta nesta matria como foi a abertura, os primeiros shows e as primeiras impresses do pblico sobre a festa deste ano. Na prxima edio, voc confere a cobertura completa dos outros dias de Festa do Piro: sexta, sbado e domingo.

    s 20h desta quinta-feira, na praa gas-tronmica do pavilho, foi realizada a ce-rimnia de abertura da 17 edio da festa. Na ocasio estiveram presentes vrios polti-cos do cenrio estadual como os deputados Volnei Morastoni, Darci de Matos, a Secre-tria de Desenvolvimento Regional Simone Schramm, alm dos secretrios municipais e membros do legislativo.Aps a apresentao um breve histrico da festa, os membros que se faziam presente no palco discursaram deixando sua men-sagem parabenizando pelo evento, e convi-dando a populao a comparecer nos quatro

    dias da festa.Thiago Pinheiro, presidente da Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec) mostrou-se realizado em seu dis-curso. Fico feliz em poder ajudar na reali-zao dessa festa to importante para o mu-nicpio de Barra Velha. J o discurso do prefeito municipal Claudemir Matias, desejou a todos uma excelente festa, convidando a populao a prestigi-la. Finali-zando sua fala, Matias utilizou do tradicional lema do evento. Farinha pouca, meu piro primeiro.

    CERIMNIA DE ABERTURA

    GASTRONOMIAH alguns anos, as bandas da regio recebem um espao no palco gas-tronmico para se apresentarem. Nesse ano, para intensificar a partici-pao, a fundao de turismo abriu inscries aos interessados em se apresentar na festa. O resultado no poderia ser outro, seno uma imensa procura por parte dos grupos.Segundo Jos Eduardo Souza Leite, guitarrista do grupo Rock 50, que se apresenta pela segunda vez, a oportu-nidade de estar tocando em um evento de alto nvel como a Festa do Piro, traz novos nimos para os artistas con-tinuarem trilhando o caminho da msica. Paulo Adriano Pinheiro, integrante da banda Setor 5, destaca a importncia desse espao destinado aos grupos locais. Tava faltando essa valorizao. Como dizem, santo de casa no faz milagres. Essa ser a nossa terceira apresentao na festa,

    BANDAS LOCAIS

  • 9MATRIA ESPECIALSbado, 7 de setembro de 2013.

    Festa Nacional do Piro: da gastronomia msica, evento movimenta Barra Velha de quinta-feira a domingo

    Dia 07/09 (sbado)09h CENTRO Desfile Cvico;11h30min PALCO CULTURAL Apre-sentao musical Felcia e Digo Ventura 15h ITAJUBA Desfile Cvico;18h PALCO CULTURAL Apresen-tao musical Banda Gunabera 20h PALCO CULTURAL Apresen-tao Cultural Grupo de Arte e Cultura Chalana do Litoral 20h30 PALCO CULTURAL Concur-so Mais Rpido Comedor de Piro;21h PALCO CULTURAL Apresen-tao musical - Setor 5 23h PALCO PRINCIPAL Show Na-cional Thaeme E Thiago.00h PALCO PRINCIPAL Show Na-cional Bruninho e Davi;2h- PALCO CULTURAL Grupo Legio Gacha

    Dia 08/09 (domingo)09h Largada do 1 Encontro de Tril-heiros Piro na Lama;11h PALCO CULTURAL Apresen-tao musical Elvis e Egon 14h PALCO CULTURAL Encontro de Gaiteiros Olvio Pereira 16h30 PALCO CULTURAL Apresen-tao cultural Grupo Folclrico Gus-tav Bach Volkstanz 17h PALCO CULTURAL Entrega da Premiao; 1 Encontro de Trilheiros Piro na Lama. 19h PALCO CULTURAL Apresen-tao musical Manga de Colete 21h PALCO PRINCIPAL Show Na-cional Teodoro e Sampaio;23h PALCO CULTURAL Grupo Ex-ploso

    PROGRAMAO

    H alguns anos, as bandas da regio recebem um espao no palco gas-tronmico para se apresentarem. Nesse ano, para intensificar a partici-pao, a fundao de turismo abriu inscries aos interessados em se apresentar na festa. O resultado no poderia ser outro, seno uma imensa procura por parte dos grupos.Segundo Jos Eduardo Souza Leite, guitarrista do grupo Rock 50, que se apresenta pela segunda vez, a oportu-nidade de estar tocando em um evento de alto nvel como a Festa do Piro, traz novos nimos para os artistas con-tinuarem trilhando o caminho da msica. Paulo Adriano Pinheiro, integrante da banda Setor 5, destaca a importncia desse espao destinado aos grupos locais. Tava faltando essa valorizao. Como dizem, santo de casa no faz milagres. Essa ser a nossa terceira apresentao na festa,

    porm nesse ano estamos nos apresentando em um espao de tempo maior. Durante duas horas vamos poder mostrar ao pblico nosso trabalho. O que queremos ter reconhecimento na regio. A banda Setor 5 originria de Barra Velha e se apresenta nesse sbado das 21h s 23h.

    BANDAS LOCAIS

    Aps um atraso de duas horas, o can-tor Amado Batista, vaiado pela demo-ra, subiu ao palco da Festa Nacional do Piro nesta quinta-feira. A demora foi compensada com as mesmas duas horas de show. Apresentando um repertrio sertanejo e romntico, o artista empolgou o pblico pre-sente que cantava os maiores suces-sos de sua carreira como Princesa, Secretria, Seresteiro da Noite, Meu ex-amor, entre outras.O cantor arrasta uma legio de fs por onde passa e em Barra Velha no poderia ser diferente. Muitas pessoas vieram de outras cidades apenas para acompanhar de perto o artista. Esse o caso de Tania Mara Pereira, 38 anos de idade, moradora de Florianpolis, veio Festa Nacio-

    nal do Piro pela primeira vez assistir seu dolo. Mesmo com essa demora estou muito feliz, valeu muito a pena ter vindo de longe. Com faixas e camisa do cantor, a turista aproveita para elogiar a festa, Espero voltar mais vezes. Adorei a festa, est mui-to bem organizada.Quem acha que o pblico alvo de Amado Batista s mulheres se en-gana. Jonathan Felipe, 29 anos de idade, veio de Jaragu do Sul para ver o show. Grande admirador de Amado, Jonathan estava acompa-nhando de perto cada msica inter-pretada pelo artista. Minha esposa muito f dele. Com o passar do tempo passei a gostar muito e acom-panhar ela nos shows.

    AMADO BATISTA

    Banda Rock 50

  • Se as redes sociais mudaram a forma das pessoas se comu-nicarem, tambm esto mu-dando a forma dos polticos exercerem suas funes e di-vulgarem seus trabalhos. Re-centemente causaram polmi-ca na web as declaraes do vereador Douglas Elias da Costa, de Barra Velha, co-brando mais atitude do pre-feito Claudemir Matias em situaes como a instalao da subdelegacia no bairro Itajuba e a revitalizao do morro do Cristo.Eu estou fazendo o meu pa-pel, como vereador estou co-brando do prefeito melhorias para a nossa cidade, justifica o parlamentar, que diariamente atualiza a sua pgina no Fa-cebook, prestando contas populao de seu trabalho. Na

    ltima semana as postagens se intensificaram, em apenas dois dias, trs solues foram cobradas de Matias. Douglas cobrou a demora na instalao da subdelegacia de Itajuba, prometida durante os 11 meses em que Matias esteve frente da prefeitura e a revitalizao do Morro do Cristo. Junto a uma foto em que mostra o projeto de re-vitalizao e o estado em que o ponto turstico se encontra hoje Douglas comentou, Pre-feito, muito bl, bl, bl, e o projeto no sai do computa-dor. Nosso Cristo continua l... esperando a reforma! Vergonha para o turismo de Barra Velha, penso que esto na contramo. Precisamos fomentar o turismo de nossa Barra Velha.

    No dia seguinte mais uma cobrana foi realiza atravs da rede social, desta vez com relao ponte de Itajuba, danificada com a enchente de abril deste ano, que ainda no foi reformada. Poltica municipal se faz com presso, acredita Douglas.

    Vereador Douglas Elias da Costa cobra mais atitude do prefeito de Barra Velha

    O Partido Socialista Bra-sileiro (PSB), do prefeito de Barra Velha Claudemir Ma-tias, ganhou um reforo de peso na ltima semana em Santa Catarina. Secretrio do Desenvolvimento Econmico Sustentvel do Estado, o depu-tado federal eleito Paulo Bornhausen assumiu oficial-mente a presidncia do PSB na ltima semana, sob a beno do governador do Pernambu-co e pr-candidato a presidn-cia do pas, Eduardo Campos. Bornhausen recentemente fez

    parte do processo de construo de outro partido no Estado, o PSD, junto com o governador Raimundo Co-lombo, ambos oriundos do DEM. Como secretrio de Colombo, Bornhausen foi um dos principais articuladores da vinda da BMW para a ci-dade de Araquari. Um ano an-tes das eleies para presidn-cia, Paulo atendeu ao convite de Campos para ser a princi-pal liderana do PSB em Santa Catarina. Para Matias, a chegada de

    Bornhausen ir representar um grande crescimento para o Partido. Com certeza o PSB tem muito a crescer em Santa Catarina, outras lideranas polticas esto chegando. Nos-so partido trabalha focado na gesto pblica, e isso que es-tou implantando tambm em Barra Velha. Em evento realizado na As-sociao Catarinense de Me-dicina, em Florianpolis, Bornhausen foi empossado presidente, tendo como vice-presidentes do Partido em

    Santa Catarina o ex-senador Geraldo Althoff, o ex-depu-tado federal Odacir Zonta, e o presidente da Confederao Nacional de Dirigentes Lojis-tas, Roque Pellizzaro Jr. A mudana de ares de Bornhausen j havia sido acenada pelo pai dele, ex-ministro e ex-senador Jorge Bornhausen, que declarou h alguns meses apoio a provvel candidatura Eduardo Cam-pos. Jorge nunca escondeu ser opositor ferrenho do PT, um dos motivos que fizeram

    a famlia deixar o projeto do PSD, que se aliou ao Governo Federal. Em Santa Catarina, Barra Ve-lha a cidade com mais lide-ranas polticas do PSB elei-tas em 2012. Alm do prefeito Claudemir Matias, atualmente o partido tem trs cadeiras na Cmara de Vereadores: Mar-ciel Berlin, Natanael Izidrio e Lia da Banca. Ao todo no Estado, o Partido tem 27 vere-adores em 16 municpios e apenas mais uma prefeitura, na cidade de Anita Garibaldi.

    Com mais de quatro mil ami-gos, Douglas no usa a rede somente para cobrar do exe-cutivo o que precisa ser feito no municpio. Com frequn-cia possvel ver fotos do dia-a-dia do vereador com a sua famlia e tambm as suas aes

    no poder legislativo. A ltima proposta divulgada pelo vere-ador tambm j ganhou repercusso na rede. Ele prope que seja votada uma emenda no regimento interno da Cmara, para que os parlamentares no tenham

    mais recesso no ms de ju-lho. Penso que, vivemos hoje outra realidade e devemos nos comparar a qualquer traba-lhador brasileiro que tem fri-as uma vez por ano, justifica.

    10POLTICASbado, 7 de setembro de 2013.

    Prefeito evita polmica

    Parlamentar utilizou redes sociais para pedir medidas na instalao da subdelegacia e refora da ponte de Itajuba, alm da revitalizao do Morro do Cristo

    Para o prefeito Claudemir Ma-tias, o vereador Douglas tem todo o direito de expressar a sua opinio, Como vereador, o dever dele cobrar melho-rias, todos queremos o melhor para Barra Velha, diz Matias, evitando a polmica. De acordo com Matias, os dois j conversaram sobre o assunto e o vereador justificou que est atendendo s deman-das da populao. Eu nunca proibi nenhum vereador de se manifestar, isso democracia, comenta Matias.Quanto s ltimas cobranas, o prefeito justifica cada situ-ao. Segundo Matias, a parte que cabia ao poder executivo, com relao subdelegacia de Itajuba, j foi realizada. Envi-

    amos um ofcio para o Estado, estamos aguardando uma resposta. Agora s depende deles, a nossa parte j foi feita. Essa tambm a situao da ponte do bairro Itajuba. Ns enviamos um projeto para a Defesa Civil para reconstruir a ponte, e estamos no aguardo dos recursos para a obra. Sobre o projeto do Morro do Cristo, o prefeito conta que objetivo realizar uma lici-tao para que o vencedor execute as obras que constam no projeto, ganhando o direito de explorar o espao por 30 anos. O projeto que ser executado neste ponto turs-tico ainda est em desenvolvi-mento.

    Douglas quer acabar com o recesso parlamentar de julho

    Secretrio de Desenvolvimento Econmico do Estado, Paulo Bornhausen assume presidncia do PSB em Santa Catarina

  • O que era para ser uma abor-dagem de rotina no posto da polcia rodoviria federal de Barra Velha, culminou na priso de um possvel golpista da regio. Na caminhonete que o homem dirigia, os poli-ciais encontraram cerca de R$1 milho em cheques dos bancos Ita e Bradesco, alm de uma pistola calibre 380 com silenciador e 12 munies. O passageiro da caminhonete disse aos policiais que iria ao banheiro e conseguiu fugir em matagal da rodovia. A polcia civil est investigando o caso e acredita que os cheques seri-am usados para aplicar golpes no comrcio.A priso de Marcos Antnio Largura, 45 anos, ocorreu por volta de 11h de segunda-feira,

    dia 2. Segundo a polcia, ele estava dirigindo uma cami-nhonete Frontier, com placa de Joinville, quando foi para-do para uma averiguao de rotina da polcia na BR-101. Enquanto checavam a docu-mentao do motorista, o passageiro do carro disse que iria ao banheiro e fugiu em di-reo a um matagal. A atitude suspeita chamou a ateno dos federais, que decidiram fazer uma vistoria no veculo.Embaixo do banco do moto-rista foi encontrada uma pasta com documentos pessoais, di-versos cheques, notas fiscais e documentos com movimen-taes bancrias suspeitas. Alm dos papis, os policiais encontraram a arma com o silenciador, que de uso res-

    trito, e as 12 munies. Os policiais realizaram buscas na regio da fuga, mas no en-contraram o passageiro.Segundo Marcos, o homem desaparecido estava apenas de carona com ele e portava a arma, mas de acordo com os documentos encontrados no veculo, o fugitivo era na reali-dade o dono da caminho-nete. Os dois teriam como destino Balnerio Cambori. O detido foi levado at a delegacia dapolcia civil de Barra Velha e preso por porte ilegal de arma de uso restrito, que crime inafianvel. A polcia civil ir investigar o caso, mas a principal suspeita de que os cheques seriam usados para aplicar golpes na regio. Os golpistas utilizari-

    am cheques de empresas de fachada para comprar mer-cadorias em grandes quanti-dades, principalmente em su-permercados e distribuidoras. Aps aplicar os cheques sem

    fundo, os golpistas revenderi-am as mercadorias adquiridas, aplicando o chamado golpe da arara.

    11SEGURANA PBLICASbado, 7 de setembro de 2013.Polcia rodoviria federal de Barra Velha prende homem com R$1 milho em cheques e uma pistola

    Foto: Polcia Rodoviria FederalPolcia civil acredita que homem aplicava golpes na regio. Outro homem conseguiu fugir durante abordagem

    Uma operao com partici-pao das polcias civis de Bal-nerio Piarras, Penha e Barra Velha e tambm policiais militares culminou na priso de um pai e dois filhos nas proximidades da BR-101, em Balnerio Piarras. Na casa da famlia, os policiais encon-traram um arsenal de armas e munies. Alm da priso em flagrante por porte ilegal de armas, o trio suspeito de re-alizar um furto em um loja de autopeas na cidade de Penha, onde cerca de R$35 mil em mercadorias foram levados.A priso do pai Nelson Abro Cardoso, 51 anos, e dos seus filhos Diogo Cardoso, 19, e Diego Cardoso, 24, ocorreu no manh de segunda-feira, dia 2. Prevendo que a famlia teria diversas armas em casa, os policiais da regio se re-uniram para evitar qualquer reao dos trs, a pedido da

    polcia civil de Penha, que comanda as investigaes. Com um mandado de bus-ca e apreenso em mos, os policiais foram at o local e encontraram dois rifles, uma espingarda, um revlver cali-bre 38, uma garrucha calibre 32, dois carregadores de rifles, um silenciador, 124 munies para armas de longe alcance e balas para diversos calibres de armas. Na casa da famlia Car-doso no foram encontradas

    peas do possvel furto reali-zado pelo trio.Segundo a polcia civil de Pe-nha, eles foram identificados pelas imagens das cmeras de monitoramento da loja de au-topeas, que flagraram o mo-mento em que trs homens ar-rombam a porta e levam R$35 mil em peas de automveis, h cerca de trs semanas. O pai, Nelson Abro, o nico j possui passagem pela polcia, por furto.

    Pai e filhos so presos com armas e munies em Balnerio Piarras

    Polcia Civil apreende 100 quilos de maconha que seriam distribudos em Barra Velha por traficante paraguaioA polcia civil de Barra Velha concluiu com xito no ltimo final de semana mais uma operao contra o trfico de drogas na cidade. Aps um ms de investigao, os policiais intercepta-ram na madrugada de domingo o traficante Ramon Chaparro Mendoza, 40 anos, conhecido como Paraguaio, trazendo em seu veculo 100 quilos de maconha para serem distribudos em Barra Velha. A esposa de Paraguaio, Mirma Garay Frutos, 25, tambm foi presa na operao, que aconteceu em Blu-menau.Segundo a polcia civil, o estrangeiro foi at a cidade de Campos Novos, no meio oeste catarinense, buscar o carre-gamento de maconha, que seria vendido a outros traficantes em Barra Velha. De posse dessa informao, os policiais civis e militares de Barra Velha, com auxlio da polcia rodoviria federal de Blumenau montaram um cerco na rodovia BR-470, na altura do km 53.Por volta de 1h30 de domingo o traficante e a esposa foram in-terceptados na rodovia e no porta malas do Vectra do casal os policiais encontraram a droga. Paraguaio ainda tentou utilizar o nome falso de Tito Garay Fruto, mas no conseguiu enganar os policiais. De acordo com a delegada Tnia Harada, a inves-tigao segue para identificar quais seriam os traficantes que receberiam a droga de Ramon, e qual a fonte dele na cidade de Campos Novos. No est descartada a hiptese de trfico internacional de drogas.

    Aps alguns dias de buscas, os bombeiros voluntrios de Balnerio Barra do Sul encer-raram a procura pelo corpo de um jovem de 24 anos de nome Jonathan, que estava em um barco que naufragou

    a 7 Km da Ilha Tamboretes e a 17 km da costa. Outros dois ocupantes do barco, Claudinei Silva de Lima, de 19 anos, e Mauricio Cardoso da Con-ceio, 24 anos, foram resga-tados e passam bem. O barco

    camaroeiro chamado Cabral, era de Guaratuba e virou na madrugada do ltimo sbado. Os bombeiros tentaram de sbado a segunda-feira resga-tar o corpo, mas no encon-traram o jovem.

    Barco naufraga e jovem pescador est desaparecido em Balnerio Barra do Sul

    Trio suspeito de realizar furto a loja de autopeas, na Penha

    Desde a ltima semana j est atuando em Araquari o novo delegado de polcia civil, Rodrigo Aquino Gomes, que vai atender s comarcas de Araquari e Balnerio Bar-ra do Sul. Durante a reunio de posse, que aconteceu na Associao Empresarial de Araquari (ACIAA), tambm foram definidos onde devem ser as novas construes da cidade como o novo Frum e a Delega-cia da Polcia Civil. Ficou definido que sero estabelecidos na Rua Antonio Ramos Alvin.

    Novo delegado assume polcia civil em Araquari e Balnerio Barra do Sul

    Foto: Polcia Civil

  • Mais de 400 pessoas j visitaram pelo ncleo de preservao ambi-ental inaugurado na sexta-feira, dia 30 de agosto, pelos bombei-ros voluntrios de Barra Velha, em espao cedi-do pela Parada Ferretti, na marginal da BR-101. Alm de receber lies relacionadas a consci-entizao ambiental, os visitantes tm encontra-do no local a exposio de cerca de 20 ani-mais domsticos, entre porquinhos da ndia e coelhos domsticos.O objetivo do ncleo, segundo a coman-dante Kally Andressa Paloco e o Chefe do Ncleo Jos Roberto Cruz, realizar uma atividade de educao ambiental com os visitantes. Os animais servem como atra-tivo para as crianas, um dos pblicos alvo do projeto. L esto abrigados espcies como o mini coelho, mini coelho de orelha cada, alm dos animais mais conhecidos como o coelho domstico e o porquinho da ndia. A estrutura que abriga essa exposio est no mesmo local reservado sala do eu-

    calipto, desenvolvida pela Epagri. Trata-se de uma unidade expositiva temtica sobre o eucalipto, onde se procura mostrar ao visitante como o uso desta madeira desem-penha importante papel na preservao das matas nativas.Alm da Epagri, bombeiros voluntrios e da Parada Ferretti, o espao tem o apoio do Zoo Pomerode, que enviou alguns animais para exposio. As pessoas interessadas po-dem visitar o espao as sextas-feiras, sba-dos, domingos e feriados das 13h30 s 17h. Estes horrios podero ser ampliados aps a adaptao total dos animais e conforme o aumento das visitas.

    A partir desta edio estaremos iniciando uma srie de captulos sobre resduos slidos, da ge-rao at a destinao final. Ser dado um enfoque especial ao Plano Intermunicipal de gesto dos resduos slidos(PIGIRS) que engloba os sete Municipios da AMVALI, so eles: Barra Velha, So Joo do Itaperi, Guara-mirim, Massaranduba, Jaragu do Sul, Schroeder e Corup. Em atendimento a Lei n 12.305, 2 de agosto 2010, todos os munic-pios brasileiros ficam obrigados a elaborar o plano municipal de gesto de resduos slidos, para cidades pequenas a lei permite que este plano seja feito em con-junto, sendo intermunicipal, op-o esta adotada pelos munic-pios que fazem parte da AMVALI. O plano est sendo desenvolvido pela Escola Pblica de Gesto Municipal(EGEM) e a etapa ini-cial que consiste no diagnstico, no planejamento estratgico, na observao, descrio e anlise j est pronto. A inteno ela-

    borar um instrumento de plane-jamento apto a sanar as princi-pais dificuldades e problemas gerenciais existentes, bem como otimiz-los de forma a propiciar o equilbrio ambiental, econmico e financeiro propiciando melho-rias na qualidade de vida, sade pblica e preservao ambiental. Ser abordado neste seriado os procedimentos legais e infor-maes sobre o gerenciamento dos resduos domiciliares, os re-sduos da limpeza pblica, dos resduos dos servios de sade, de construo civil e demolio, resduos volumosos(ex. sofs, mesas,) resduos com logstica reversa obrigatria(ex. pilhas, agrotxicos), leos comestveis, agrosilvopastoris, industriais, da minerao, cemiteriais, de trans-porte e de saneamento bsico. realmente fundamental a partici-pao da populao para trans-formar o novo Plano de Gesto de Resduos Slidos uma ao real e efetiva.

    Boca HouseEngenheiro agrnomo Marcos Zaleski de Matos

    12 MEIO AMBIENTE Sbado, 7 de setembro de 2013.

    RESDUOS SLIDOS - CAPTULO 1

    e-mail: associacaobocahouse@gmail.com

    Mais de 400 pessoas j visitaram o ncleo de preservao ambiental dos bombeiros voluntrios de Barra Velha

  • Aconteceu na ltima sexta-fei-ra, dia 30, mais uma edio do projeto Conhecendo o nosso povo, promovida pela secre-taria Educao de Araquari. Tradicional no municpio no ms de agosto desde 2007, o evento conta com apresen-taes dos alunos dos quin-tos anos da rede municipal de ensino de coreografias fol-clricas retratando as culturas de diversas regies do pas.A edio 2013 lotou o galpo da igreja matriz. Segundo a coordenadora pedaggica Mariza Vazquez, o objetivo do evento fazer com que os alunos conheam a formao cultural e a identificao do povo brasileiro, importante que as crianas reconheam a identidade cultural de sua comunidade e, isso acontece atravs de brincadeiras, canti-gas, fotos, contao de histri-as, exposies de objetos an-tigos e muitas outras formas

    que os professores trabalham em sala de aula, diz Mariza.

    Etapas do-projetoAs culturas so trabalhadas com os alunos de primeira a quinta srie da rede municipal de Araquari, mas so os quintos anos que apresentam musicalmente e trocam os conhecimentos de aula. As regies trabalhadas pelos pro-fessores so: Sul, Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste.O projeto inicia com os primeiros anos, trabalhando e descobrindo a identidade histrica e cultural da comu-nidade ao qual se encontram inseridos. Os segundos anos

    identificam e reconhecem a identidade cultural do munic-pio com suas msicas, danas, brincadeiras, lendas urbanas e comidas tpicas.J o terceiro ano trabalha cu-linria e costumes como ditos populares, habitao e locali-zao, histrias do povo, me-dicina popular e algumas fes-tas. Os quartos anos abrangem a cultura catarinense. Por fim, no quinto ano, os professores trabalham com pesquisa, ob-servao, coletas de dados, ou entrevistas para subsidiar as apresentaes finais, represen-tadas em danas nesta edio.

    Crianas da rede municipal de ensino de So Joo do Itaperi iniciaram no ms passado um ciclo de visitas a museus, como parte do projeto Eu fao meu museu da Secre-taria da Educao e Cultura de So Joo do Itaperi. O ob-jetivo do projeto proporcio-nar aos estudantes um contato direto com a cultura e histria das cidades visitadas, poden-do observar tambm algumas peas semelhantes que fazem parte do seu convvio e no so preservadas.Aps as visitas, trabalhos so realizados em sala de aula, in-centivando as crianas a resga-tarem de seu dia-a-dia objetos que podero ser catalogados e expostos para o pblico, dan-do o pontap inicial para a

    criao de um museu no mu-nicpio.O projeto e n g l o b a todos os alunos da rede mu-nicipal. A Escola Ma-ria Gasino Borba foi a primeira a participar do ciclo de visitas, que comeou com os museus de Jaragu do Sul. Os alunos conheceram o museu Emlio da Silva, que conta a histria da cidade atravs de teste-munhos, acervo fotogrfico e objetos de poca, dando foco especial aos colonizadores;

    museu da WEG, com elemen-tos de cincia e tecnologia, contando a histria da empre-sa; e tambm museu da Paz, com acervo de material blico, indumentrias e outros obje-tos relacionados 2 Guerra Mundial.

    O gerente de Cultura e Orga-nizao de Eventos da pre-feitura de So Joo do Ita-peri, Joel Rocha, participou no ltimo ms do frum re-gional que integra o 4 Frum de Museus de Santa Catarina, realizado em Joinville. O obje-tivo principal da participao

    do gerente foi buscar conheci-mentos e subsdios que pos-sam ser agregados no projeto de catalogao de peas para a criao do museu municipal. No encontro, realizado no auditrio do Museu Arque-olgico Sambaqui, tambm foi aberto o calendrio de reali-

    zaes dos Fruns Regionais do Plano Setorial de Museus, promovido pela Federao Catarinense de Cultura (FCC). O objetivo foi discutir e validar o plano, que servir como base para as aes de polticas pblicas da FCC nos prximos anos.

    So Joo do Itaperi estuda criao de mu-seu municipal

    O personagem desta semana ainda no foi contemplado com um nome de rua ou qualquer outra homenagem em nossa terra, e sinceramente no se en-tende o motivo desta falta de ini-ciativa de amigos ou de polticos do Municpio. Trata-se de Fausto Rocha Jnior, artista barra-velhense que chegou muito longe no mundo da fama.Nascido em Barra Velha em 1943, o ator se transferiu do municpio, iniciou e firmou-se na carreira de comunicador em Joinville, durante muitos anos, e acabou morando em grandes capitais como So Paulo e Rio de Janeiro. Fausto retornou sua terra natal quando se afas-tou do mundo das celebridades. Foi um dos gals de emissoras como o SBT, Rede Bandeirantes de Televiso e TV Globo no in-cio dos anos 80. Trabalhou em uma novela que contabilizou al-tos ndices no Ibope Meu P de Laranja Lima, a qual o lanou ao estrelato, e em seguida, seu maior sucesso Os Imigrantes contracenando com Yon Magalhes, Othon Bastos, Paulo Betti, Llia Cabral, Herson Capri, Lucia Verssimo, Rubens de Fal-co e Paulo Autran.Quando se afastou da televiso, j na dcada de 90, Fausto re-tornou a Barra Velha e aqui se fixou trabalhando como Secre-trio de Turismo. E, em 1997, juntamente com seu primo Juarez Machado, ofeceu uma proposta de festa para aquecer a baixa temporada em Barra Velha: tratava-se da Fenapir. Juarez um renomado artista plstico brasileiro. A ideia de celebrar um prato original do pescador local agra-dou o prefeito da poca Or-lando Nogaroli que apostou no projeto, mesmo com o pre-conceito de muitos com relao opo principal o piro. Inicialmente, se desejava atrair turistas para Barra Velha no feri-ado do dia 7 de setembro, e a di-vulgao ocorria maciamente em Curitiba para atrair os mora-dores da capital paranaense no feriado de 8 de setembro, aniversrio de sua emanci-pao.A festa cresceu. O nome inicial, entretanto, no se firmou. A atrao tambm chegou a ser chamada de Fenapiro, outro

    nome esquecido no tempo, e acabou tendo seu nome firmado mesmo como Festa Nacional do Piro. A cada ano conquista mais visitantes. O preconceito foi deixado de lado, e a festa ocupa hoje o primeiro lugar nas celebraes do Municpio, che-gando a ultrapassar a j cen-tenria Festa do Divino Esprito Santo.Morando em Barra Velha, Faus-to Rocha vivia como promotor de eventos. Passou a frequentar a Sociedade Recreativa e par-ticipar das lendrias festas do Carnaval Vermelho e Branco. Em uma destas noites, conhe-ceu Dircia Cordeiro, que aca-bou se tornando sua esposa tempos depois.Mas, em 1997 descobriu ser portador de ELA - Esclerose Lateral Amiotrfica - doena de-generativa rara. Passou por di-ficuldade financeira durante os quatro anos em que lutou con-tra a doena. Nestes momentos difceis, amigos famosos como Srgio Reis, Roberta Miranda, Ana Maria Braga e Guilherme Arantes promoveram shows para arrecadar fundos para seu tratamento. A campanha foi ba-tizada de SOS Fausto Rocha. Alm destes artistas, tambm o famoso apresentador Ra-tinho participou de campa-nhas para auxiliar o artista. O j extinto Ratinho Livre na Rede Record de Televiso foi dedica-do a Fausto Rocha. Em seguida, Gilberto Barros assumiu o pro-grama, e o Leo Livre, que substituiu Ratinho, deu continui-dade campanha, chegando a levar Fausto se tratar em SP.Mas, apesar de todo o apoio de amigos, familiares, ex-colegas de trabalho e barra-velhenses annimos, Fausto Rocha mor-reu no Hospital Municipal So Jos, em Joinville, no dia 27 de janeiro de 2001, amparado por Dircia e pelo enfermeiro Ger-son Nazrio.Neste ano, comemoraremos a 17 Festa Nacional do Piro, e fica a dica para nossas autori-dades: est na hora de homenagearmos este filho barra-velhense. Muitas festas surgiram e desapareceram na regio, e nossa festa persiste, crescendo e oferecendo cada vez mais aos visitantes. Fonte: Juvan de Souza Neto

    Esquinas da HistriaProfessora e historiadora Angelita Borba de Souza e-mail: angelitaborba@hotmail.com

    FAUSTO ROCHA JNIOR - O INCIO DA FENAPIR

    13CULTURASbado, 7 de setembro de 2013.

    Mais ume edio do projeto Conhecendo o Nosso Povo realizada em Araquari

    Foto: Divulgao Prefeitura de So Joo do ItaperiIncentivo a cultura atravs dos museus

    Foto: Divulgao Prefeitura de Araquari

  • VARIEDADES Sbado, 7 de setembro de 2013.

    Semana que favorece con-tatos, relacionamentos, com uma abordagem gentil e amo-rosa. Melhores condies de encontrar entendimento onde antes havia conflitos e diferenas.

    ries

    HORSCOPO

    TouroBenefcios em questes liga-das ao trabalho, imveis e a contratos, taurino. Poder haver acordo onde anterior-mente havia dificuldades. Aja com cordialidade e tolern-cia.

    GmeosComunicao, amor e criativi-dade so fatores enaltecidos na semana dos geminianos. Habilidade de agir com gen-tileza e amabilidade. essa atitude que gera frutos posi-tivos.

    CncerAssuma o seu poder pessoal, no por vaidade, mas em ati-tudes generosas e criativas. Semana que favorece apoios que podem ocorrer nos bas-tidores. Emoes influenciam a carreira.

    A Lua em seu signo est em harmonia com Vnus. Emoes e relaes esto em uma semana favorvel. Contatos estimulantes, mui-tos aprendizados emocionais. Aperfeioe a arte de se comu-nicar.

    Leo VirgemBoas negociaes se houver conscincia do verdadeiro valor das coisas, virginiano. Perceba como voc reprime o desejo de ser amado e reco-nhecido. Acontecimentos nos bastidores.

    LibraVnus em seu signo est em aspecto positivo com a Lua. Fluidez emocional, graa, benefcios. Excelente sema-na para obter apoio de ami-gos, de grupos ou de empre-sas, libriano.

    EscorpioAssuma o seu poder pes-soal, no por vaidade, mas em atitudes generosas e criativas. Semana favorece apoios que podem ocorrer nos bastidores. Emoes in-fluenciam a carreira.

    Compartilhar sonhos e ideais com os amigos preenche o corao sagitariano. Semana para viagens, estudos e tudo o que tenha a simbologia de ampliar os seus horizontes.

    Sagitrio CapricrnioSemana que favorece car-reira e a contratos e alianas com respaldo financeiro. Bom momento para negociaes, desde que haja a conscin-cia de que deve ser positivo a todos.

    AqurioFavorecimento em questes jurdicas, em viagens, co-nhecimentos e relaciona-mentos. Essa semana voc poder resolver conflitos com tolerncia e generosidade, aquariano.

    PeixesBoas negociaes e entendi-mento na vida pessoal e profissional marca a semana dos piscianos. Empreendi-mentos criativos e projetos profissionais esto sendo im-pulsionados.

    Bolinho de peixe

    - 1 kg de fil de peixe - 1 kg batata rosa- 2 tomates mdios sem semente- 2 cebolas- Sal a gosto- Alho- Colorau- Cebolinha e salsa a gosto- Trigo- 3 ovos- Farinha de rosca

    GASTRONOMIA

    Ingredientes Modo de Preparo

    MODAA bolsa do inverno

    LOTERIASMEGA SENAResultado Concurso 1527 (04/09)

    16 - 32 - 36 - 42 - 44 - 48Prximo sorteio: ontem aps o fechamento desta edio Prmio Estimado: R$5.200.000,00

    LOTERIA FEDERALResultado Concurso 04794 (04/09)1 prmio - n 21.351 - R$250.000,002 prmio - n 65.034 - R$17.100,003 prmio - n 06.286 - R$16.600,00 4 prmio - n 55.396 - R$16.100,005 prmio - n 04.839 - R$15.200,00

    Estudos brasileiros indicam que a farinha de banana verde, rica em carboidrato especial para o seu corpo e pode reduzir os nveis de a-car no sangue, tendo grande potencial para melhorar a qualidade de vida de quem tem diabetes. Para isso esto tentando utilizar o poder de uma

    substncia encontrada na fruta: o amido resistente. Esse amido no digerido pelo intestino delgado e ao chegar ao intestino grosso processado pelas bactrias da flora intestinal, resultan-do em substncias benficas para o organismo. Outra van-tagem foi observada em bar-rinhas de cereal, que utilizam

    a farinha de banana verde. Elas podem reduzir o apetite.

    CURIOSIDADEFarinha de banana verde: esperana para os diabticos

    14

    Descasque pique e coloque as batatas para cozinhar com uma pitada de sal. Coloque o fil para cozinhar (pode ser no micro-ondas) escorra e desfie. Refogue a cebola com o alho, deixe fritar. Em seguida coloque o tomate, colorau e o sal, re-fogue um pouco e coloque o peixe desfiado. Amasse as batatas, adicione no peixe e misture. Coloque um ovo in-

    teiro e o trigo at desgrudar da panela (no coloque muito trigo, em mdia 1/2 xcara) deixe esfriar e faa os bolinhos (se grudar nas mos, passe um pouco de gua). Passe na farinha de trigo, no ovo e na farinha de rosca (se preferir no precisa passar em nada, s enrole e frite). Frite em leo quente.

    No importa a idade, sempre vai ter um batom na bolsa de qualquer mulher. Ele um grande aliado, pois alm de deixar mais feminina e bonita, um instrumento de seduo, potencializando ainda mais o visual e ficando irresistvel.Para cada tom de pele existe o batom certo, por isso fique ligada.Para quem tem a pele bran-quinha, no dia a dia so indi-cados tons nude, rosa, coral e rosa clssico ou antigo. Nada que fuja muito do tom

    de pele, para sua boca no chegar antes de voc. Para a noite, abuse de cores fortes e vibrantes como o batom vermelho sangue ou cereja, mas evite tons alaranjados que tendem a pagar o rosado natural da pele. E se tratando de gloss se joga em um rosa cintilante. As morenas podem apostar em tons de caramelo, rosa, coral e pssego para o dia a dia. J para a noite h uma grande variedade de cores marcantes, como o marrom, vermelho, framboesa, vinho

    e o bord, brinque com as cores. E se voc for mais bsi-ca e preferir apenas um gloss, opte por aqueles que tenham apenas brilho com bronze e dourado. As mulheres com pele negra podem abusar de tons mar-rons rosados ou alaranjados para o dia a dia. Para a noite podem se jogar nos tons ver-melhos fechados e marrons, fica perfeito. Outra dica o bord e vinho para ocasies mais especiais.O gloss deve ser uma leve colorao coral.

  • 15#SOCIALSbado, 7 de setembro de 2013.

    ANIVERSRIOSDA SEMANA

    Horas antes da abertura oficial da Festa do Piro, prefeitos da regio, a secretria de Desenvolvimento Regional de Joinville, Simone Sch-ramm, e demais membros do Conselho de Desenvolvimento Re-gional estiveram reunidos na Parada Ferretti, em Barra Velha, para aprovar pleitos das cidades envolvidas. Alm do debate, chamou ateno a recepo que o municpio preparou aos convidados, como um kit recheado de especiarias e souvenirs alusivos a Festa do Pi-ro, alm do belo coquetel oferecido aos participantes.

    #Fartura

    AGENDA

    CAIU NA REDE

    Sem pretenso nenhuma Fred Stobaudg, vivo de 96 anos, entrou para a lista das dez msicas mais vendidos no iTunes no ltimo dia 30. A cano foi escrita para sua falecida esposa, com quem foi casa-do durante 72 anos. A histria da msica teve inicio em um concurso do estdio Green Shoe, que promovido online para encontrar novos talentos na regio de Illinois.Diferente dos outros participantes, Fred no enviou um vdeo e sim uma carta com a letra da cano Oh sweet Lorraine e sua histria, alm de ressaltar que no sabia cantar. Apesar de o produtor decidir que a msica no participaria do concurso, por no se encaixar nos critrios, a letra chamou a ateno e seria gravada por profissioais. O vdeo que mostra Fred ouvindo pela primeira vez a gravao da msica j teve mais de 2 milhes de views no Youtube.Depois que ela morreu (aos 91 anos, em abril), eu estava sentado na sala sozinho uma noite, quando vi, j estava cantando. Parece que a letra se encaixa com ela, disse Fred Stobaugh. Doce Lorraine, eu queria que pudssemos voltar aos bons momentos de novo / Doce Lorraine, a vida acontece apenas uma vez, diz a letra.

    Procure no Youtube por: A Letter From Fred.

    #Carta de amor #Parabns

    Bier Coast07/09 - Msica ao vivo com Luciano Silva

    08/09 - Na compra de um petisco voc ganha um refrigerante ou um chopp (consulte o garom)

    Barra Music Hall07/09 - Show com Mc Vanessa Glamurosa

    Samuraii07/09 - RockNRoll

    13/09 - Natana Alvarenga (Pop, Rock, MPB e Surf Music)

    Challenge Rock07/09- The Zorden (rock nacional e internacional)

    Ultima Tribo07/09- Msica ao vivo com Alisson Reis

    08/09- After Independence Day Party (a partir das 6h am)

    #Barra Velha

    #Balnerio Piarras

    BEM NA FOTO

    2 de setembroO Jornal Voz do Itapocu deseja felicidades a colunista Daniela Censi pelo seu aniversrio.

    2 de setembroHeloisa Rosa

    4 de setembroO jornal Voz do Itapocu parabeniza a

    Senhora Lurdes pelo seu aniversrio.

    7 de setembroVice-Prefeito de

    Araquari, Clenilton Carlos Pereira.

  • 16 ESPORTE Sbado, 7 de setembro de 2013.

    Mais de duas mil pessoas par-ticiparam no ltimo final de semana da 5 edio do Mar-acujlama, que teve como ponto de encontro o ptio da parada Sinuelo, na BR-101. De acordo com a prefeitura de Araquari, que apoiou o evento, cerca de 800 trilhei-ros fizeram o trajeto de 65 quilmetros programado pela organizao, passando pelos bairros Corveta, Ponto Alto e Itapocu, atravessando muita lama, mata e pequenos crre-

    gos. Alm das motos off-road, tambm participam do circui-to os pilotos de quadriciculos. Entre os participantes, a novi-dade foi a presena do vice-prefeito de Araquari, Clenil-ton Carlos Pereira, que topou o desafio de acompanhar os trilheiros em um quadricicu-lo. O Maracujlama um dos eventos que mais nos orgulha em Araquari. Nessa primeira experincia, posso afirmar que foi inesquecvel, comenta.Segundo o presidente da As-

    sociao de Motoclube de Araquari, Joneci Jos Garcia, o evento existe h 5 anos tem atrado cada vez mais partici-pantes. Ficamos quase um ano nos preparando para esta edio. O resultado recom-pensador tanto para ns quan-to para o turismo no munic-pio, comemora.No final do evento, houve o sorteio de uma moto CRF 230. O ganhador foi Jos Roberto da Silveira Neto, de Joinville.

    Encontro de trilheiros Maracujlama rene 2 mil pessoas em Araquari

    Equipe de karat de Araquari conquista resultados positivos em etapa estadual

    Foto: Prefeitura de Araquari

    Melhor campanha de toda a competio, a equipe Cancha Hei-tor 1 levou pra casa o caneco de campeo do 1 campeonato de Barra Velha de bocha. Nas finais, a turma da Cancha do Heitor 1 bateu a equipe Chulapa 1. Na terceira colocao ficou a Cancha Nelo 2 na quarta posio a Cancha Dino 1. Ao todo, 10 equipes participaram do campeonato, que na primeira fase contou com confrontos de todos contra todos em partidas realizadas nas teras e quintas-feiras. Os quatro melhores se classificaram para disputas de semifinais e finais. Organizada pela Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura, a competio foi considerada um sucesso pelo asses-sor de esportes da Fundao, Joo Antnio Vicente. Segundo ele, o campeonato est confirmado no calendrio esportivo do prximo ano.

    Cancha do Heitor 1 levanta o caneco do campeonato de bocha de Barra Velha

    Muitos gols e partidas equilibradas marcaram as finais do 3 campeonato de fustal de So Joo do Itaperi, organizado pela secretria de Esportes. Os jogos decisivos foram disputados no ltimo sbado, dia 31, na quadra Srgio Augusto da Silva, no bairro Santo Antnio. Trs categorias conheceram os seus campees, vices, terceiros e quartos colocados: feminino, sub-21 e veteranos, estas duas ltimas masculinas. Os primeiros lugares receberam medalhas e trofus, que foram entregues pelo prefeito Rovni Delmonego e vice-prefeito, Gilberto Azeve-do, alm do secretrio de Esportes, Anderson Catafesta.

    So Joo do Itaperi conhece os campees do 3 campeonato municipal de futsal

    Sub-21 Masculino1 Lugar: Porto2 Lugar: Unio Santo Antonio3 Lugar: Santa Cruz C4 Lugar: Santa Cruz BArtilheiro: Luiz Gelsheiter Santa Cruz C 11 Gols

    Veteranos1 Lugar: Porto 2 Lugar: Boleiros 3 Lugar: Unio Santo Antonio4 Lugar: Santa CruzArtilheiro: Ailton Oliveira Porto - 11 Gols

    Feminino1 Lugar: Estrela2 Lugar: guia Dourada3 Lugar: Manas4 Lugar: Fadas da BolaArtilheira: Tatiane Markoski Estrela 14 Gols

    Finaisguia Dourada 4 x 5 Estrela (Fem.)Unio Santo Antnio 2 x 4 Porto (sub-21)Boleiros 3 x 7 Porto (Vet.)

    Disputas de 3 e 4 lugarManas 1 (5) x 1 (4) Fadas da Bola (Fem.)Santa Cruz B 6 x 8 Santa Cruz C (sub-21)Santa Cruz 3 x 7 Unio Santo Antnio (Vet.)

    Galeria dos campees

    Cerca de 800 trilheiros fizeram o trajeto de 65 quilmetros por bairros da cidade

    Cinco atletas das escolinhas de Karat da Secretaria de Es-portes de Araquari participar-am no ltimo sbado, dia 24, da 2 Etapa do Campeonato Estadual de Karat, que acon-teceu em Joinville. O destaque individual foi o atleta Gerson Augusto Iores, do bairro I-tinga, que conquistou o tercei-ro lugar na modalidade kat masculino mirim. No coletivo, Araquari tambm teve bons resultados. Coman-

    dada pelo professor Ricardo Alexandre de Oliveira Paz, a equipe infanto masculino fi-cou em quarto no lugar nas categorias Kat e Kumit. A terceira etapa vai ocorrem em outubro, na cidade de Capi-vari de Baixo. Os melhores colocados do ranking se clas-sificam para o campeonato Sul Brasileiro do ano que vem. A-tualmente o municpio oferece aulas gratuitas de karat nos bairros Itinga e Centro.

    Enquanto Araquari j colhe os frutos das escolhinhas de Karat para a comunidade, a prefeitura de Barra Velha d os primeiros passos para levar esta arte marcial para a popu-lao a partir de sete anos de idade. Esto abertas as inscries para aulas no Com-plexo Social da Secretaria de Assistncia Social, que sero ministradas pelo instrutor Luiz Carlos Sampaio, nas se-gundas, quintas e sextas-fei-ras. Cada turma tem limite m-xio de 25 alunos e os horrios

    foram divididos por idade. De sete a 11 anos, das 18h s 19h; dos 12 aos 17 anos, das 19h s 20h, e acima dos 20 anos das 20h s 21h. Mais in-formaes no CRAS ou pelo telefone: 3456 0149.

    Abertas inscries para aulas de karat em Barra Velha

    Foto: Prefeitura de AraquariFoto: Secretaria de Esportes de So Joo do Itaperi

    Comeou na ltima semana o campeonato intermunicipal de futsal de Balnerio Piarras, organizado pela Secretaria de Es-portes e Lazer do municpio. Ao todo, 50 equipes se inscrever-am para a competio, que tava sua abertura na tera-feira, dia 3. A categoria livre que tem mais times, com 32 no total. No sub-15, 10 times se inscreveram e na categoria veterano oito equipes. Na primeira fase, os times foram divididos em grupos e a partir da prxima etapa os classificados se enfren-tam em sistema eliminatrio. Os jogos so disputados nas ter-as, quartas e quintas-feiras.

    Comea campeonato intermunicipal de futsal de Balnerio Piarras