Jornal Voz do Itapocu - 16 Edio - 17/08/2013

Download Jornal Voz do Itapocu - 16 Edio - 17/08/2013

Post on 08-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

4 download

DESCRIPTION

16 Edio do Jornal Voz do Itapocu, com circulao nas cidades de Barra Velha, Araquari, Balnerio Piarras, So Joo do Itaperi e Balnerio Barra do Sul, em Santa Catarina. Distribuio gratuita nos pontos parceiros de distribuio. Acompanhe pelo Facebook: http://www.facebook.com/vozdoitapocu

TRANSCRIPT

  • JORNAL

    SBADO, 17 DE AGOSTO DE 2013. ANO 1 - EDIO 016 - DISTRIBUIO GRATUITA

    E MAIS: PARA O SECRETRIO, FALTAM RECURSOS PARA RECONSTRUIR A CIDADE APS A ENCHENTE DE ABRIL

    Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Barra Velha, So Joo do Itaperi e Balnerio Piarras

    Secretrio de obras Carlos Al-berto da Silva, o Tinho, explica suas principais aes a frente da pasta neste ano

    ARAQUARIMINISTRIO PBLICO PEDE AFASTAMENTO DO PREFEITO. WOITEXEM NEGA USO INDEVIDO DO DINHEIRO PBLICO

    PROTESTOCOMUNIDADE COBRA AGI-LIDADE EM DESASSOREA-MENTO DO RIO ITAJUBA, NA CMARA DE VEREADORES DE BARRA VELHA

    POLTICAGOVERNADOR DO DIS-TRITO FEDERAL VISITA ARAQUARI E BARRA VELHA

    PG 10

    ESPORTEARENA CROSS PROMETE SHOW DE VE-LOCIDADE NO BETO CARRERO WORLD

    PG 16

    CULTURAFESTIVAL VOZ ESTUDANTIL VALORIZA O TALENTO

    DOS ALUNOS DE BALNERIO PIARRAS

    PG 13PG 12

    PG 9

    PG 8BARRA

    VELHA EM OBRAS:

    SECRETRIO FALA SOBRE MELHORIAS E O ASFALTO NO SO CRIS-

    TVO

  • 2 EDITORIAL Sbado, 17 de agosto de 2013.

    CPI das guasFoi aprovada nesta semana na Assembleia Legislativa de Santa Catarina a CPI das guas, proposta pela depu-tada estadual Angela Albino (PCdoB). Esta Comisso Par-lamentar de Inqurito tem como objetivo apurar uma srie de irregularidades re-ferentes a municipalizao de servios de gua e esgoto em cidades de Santa Catarina. A proposta de Angela encon-trou amparo na assinatura de mais 18 deputados, que sub-escreveram o requerimento a ser publicado no Dirio Oficial do Legislativo.O pedido da CPI ganhou fora depois de casos registrados no ms passado em Palhoa, na Grande Florianpolis, en-

    volvendo a autarquia guas de Palhoa, responsvel pelo servio de gua e esgoto no municpio. Em Palhoa, a in-vestigao ser feita pelo Grupo de Atuao Especial de Combate ao Crime Organi-zado (Gaeco) de Santa Cata-rina.Angela, bem amparada, con-seguiu convencer os demais parlamentares ao citar tam-bm outros casos, em que a ruptura contratual com a Casan, seguida de contratos emergenciais sem qualquer compromisso com o munic-pio, acabaram por enfraquec-er a prpria estatal.Esta CPI pode e deve respin-gar tambm na nossa regio. Recentemente Barra Velha

    tentou privatizar o servio de gua e esgoto e o que se presenciou foi uma srie de problemas contratuais, que ainda correm na justia. O maior prejuzo ficou, como sempre, para a populao. Em tempos de discusso do novo contrato com a Casan, no qual sequer foi votado ainda na Cmara (o mesmo venceu no dia 30 de junho), importante acompanhar-mos em nvel estadual prs e contras da privatizao des-medida do servio de gua e esgoto, j que em Barra Velha sequer foi apresentado uma proposta. A ltima impresso da privatizao foi a que fi-cou.

    PREVISO DO TEMPOSBADO

    Sol com chuva du-rante a noite

    (17/08)

    MX: 20 MN: 13

    DOMINGO (18/08)

    MX: 18 MN: 14

    SEGUNDA-FEIRA

    Sol com chuva no inicio do dia

    (19/08)

    MX: 19 MN: 15

    Informaes do Centro de Informaes de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram) da Epagri

    EXPEDIENTE

    Tiragem: 5 mil exemplares / distribuio gratuita / semanrio Circulao: Araquari, Balnerio Barra do Sul, Balnerio Piar-

    ras, Barra Velha e So Joo do Itaperi

    Reportagem Carolina Nunes

    Alan Willian

    DiagramaoGermana Souza

    Edio Anderson Davi

    Departamento Comercial Israel Voigt

    ColaboradoresAngelita Borba de Souza

    Lgia Delazzeri R. BalbinottDaniela Censi

    Lino Pedro de Arajo FilhoMarcos Zaleski de MatosGabriela Stahelin PereiraVolnei Antnio de Souza

    Claudia S. Prevedello

    Jornalista Responsvel Flvio Roberto DRT: 02494 JP

    UMA PUBLICAO REDAOAv Santa Catarina, 1192 - SobrelojaCentro - Barra Velha - SCCEP: 88390-000

    Colunas, artigos, cartas, e-mails enviados e assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. O contedo no

    expressa, necessariamente, a opinio do jornal.

    CONTATOS

    (47) 3456 1194

    Reportagem - jornalismo@vozdoitapocu.com.brComercial - comercial@vozdoitapocu.com.brColunistas - colunas@vozdoitapocu.com.brColuna Social - social@vozdoitapocu.com.br

    VEJA ONDE ENCONTRAR O JORNAL DE FORMA GRATUITA TODOS OS SBADOS:www.vozdoitapocu.com.br

    FACEBOOK

    NOTCIAS DIRIAS DA NOSSA REGIO.

    No leu as edies anteriores do Voz do Itapocu?

    Acesse:www.issuu.com/vozdoitapocu e leia na ntegra a edio virtual do jornal, de forma interativa e prtica.

    Sol com chuva no incio e final do dia

  • A prefeitura de Barra Velha iniciou na ltima semana a se-gunda etapa das obras do Cen-tro de Educao Infantil do bairro So Cristvo. A pre-viso de entrega do CEI, pela empresa Sinal Construes, que venceu a licitao, de trs meses, conforme o crono-grama. Esta etapa ter o valor de R$ 774.053,59, que sero pagos atravs de recursos prprios da prefeitura. Aps sua con-cluso, o CEI ter a capaci-dade para atender 112 crian-

    as em perodo integral e o dobro de alunos quando pas-sar a atender com turmas em turnos nicos, matutino ou vespertino. O CEI do So Cristvo est construdo em uma rea 1.211,48m. A estrutura ser dividida da seguinte forma: - rea Administrativa: re-cepo, secretaria, orientao educacional, almoxarifado, sala de professores, sala de re-unies, salada diretora, sani-trios e circulao;- rea de Servio: lavande-

    ria, rouparia, servios ger-ais, sanitrios, vestirios para funcionrios, circulao, rea descoberta para acondiciona-mento de lixo e botijes de gs;- rea de Alimentao: coz-inha e recepo, estocagem;- rea Pedaggica: duas salas para creche I (4 a 11 meses), duas salas para creche II (1 a 2 anos), duas salas para Pr-escola (4 a 6 anos),- Uso comum: recreio cober-to/auditrio, sanitrios para alunos, circulao e acessos.

    Inicia segunda etapa de obra em CEI do So Cristvo, em Barra Velha

    Voc j viu as fitas colori-das que os atletas utilizam em competies? Essa fita chamada de Bandagem Funcional ou Kinesiotape e uma tcnica relativamente nova no Brasil. feita a aplicao de uma fita de algodo, parecida com um esparadrapo. Pos-sui uma cola especial para grudar e no agredir a pele. Geralmente essas fitas so coloridas, deixando a pele com um desenho muito bo-nito. Para os mais discretos existe a fita cor da pele.A bandagem quando entra em contato com a pele, pro-move estmulos sensoriais e mecnicos, melhorando a condio do local. So diversos os benefcios da aplicao do Kinesiotape, desde alvio de dores mus-culares; reduo do inchao aps uma toro de torno-

    zelo, por exemplo; alvio de dores lombares e cervicais; aumento da potncia de um msculo no caso de atletas. importante saber que essa tcnica s pode ser aplicada por Fisioterapeuta ou Educador Fsico habilita-do, aps curso de formao. Dependendo do objetivo do paciente, a fita aplicada de uma maneira diferente, por isso importante a pre-sena de um profissional habilitado para que o efeito da aplicao da fita seja o melhor possvel.A durao mdia de per-manncia da fita na pele de 3 a 5 dias. A fita resis-tente ao banho e no pre-cisa ser trocada.Procure voc tambm um profissional habilitado para testar os benefcios dessa tcnica!

    SadeFisioterapeutaDaniela Censi e-mail: dani_censi@hotmail.com

    3GERALSbado, 17 de agosto de 2013.

    O que a Bandagem Funcional?

    O mdium Carlos Baccelli, de Uberaba (MG) palestra neste domingo no centro esprita Jesus de Nazar, s 10h, com entrada gratuita. Bacelli o principal bigrafo de Chico Xavier no Brasil e autor de mais de 130 obras psicografadas. De volta Barra Velha, o mineiro ir apre-sentar a palestra Renascena Espiritual. O centro fica na Rua Lauro Ramos, n 130, e o auditrio tem capaci-dade de 110 pessoas sentadas.Carlos o principal continuador das obras de Chico Xa-vier em Uberaba. Alm de se destacar no gnero de me-diunidade que tornou Xavier conhecido, Baccelli doou integralmente os direitos autorais de seus livros para obras assistenciais da sua cidade. Em Santa Catarina, ele passa ainda por Itaja, So Francisco do Sul e Flori-anpolis.

    Mdium Carlos Bacceli palestra em centro esprita de Barra Velha neste domingo

    Foto: Juvan de Souza Neto

  • 4 GERAL Sbado, 17 de agosto de 2013

    Aprovada transferncia de terreno na escola David Pedro Espndola do municpio para o Estado

    Votado na quinta-feira, dia 8, o projeto de lei n 1285 que doa parte do terreno da prefeitura de Barra Velha para o governo do Estado foi aprovado pelos vereadores. O terreno doado onde est localizado o ginsio da escola estadual David Pe-dro Espindola, no bairro So Cristvo. Para a diretora da escola, Elizabeth Nunes Barcelos Gi-uradelli, essa mudana era necessria para regularizao dos terrenos onde a escola est instalada, para que a unidade de ensino fique apta para se cadastrar em projetos do Ministrio da Educao (MEC). De acordo com a Secretaria

    de Desenvolvimento Regional (SDR) de Joinville, o espao da escola estava sob trs mat-rculas. Um deles onde est a escola, o segundo onde est o ginsio, e o terceiro sob posse de um particular. Apesar da regularizao do segundo ter-reno, a diretora frisa que ainda muito importante que seja normalizado o terceiro ter-reno, de particular. Ano passado a escola no foi contemplada com um projeto do MEC pelo fato de estar em um terreno com trs matrcu-las. J falei com o dono do out-ro terreno e ele diz aceitar uma permuta, por isso j entrei em contato com a prefeitura pra ver quais so os terrenos do

    Estado disponveis em Barra Velha para ser feita uma pos-svel troca por orientao da prpria SDR, que deve realizar os trmites legais, comenta Elizabeth.

    Sala de computao fechadaOs tapumes que cercavam a estrutura da caixa dgua da escola j foram retirados aps a coordenadoria da defesa civil do municpio aprovar as reformas feitas pelo governo do Estado. Porm, a sala de computao segue interdita-da, j que a SDR no apresen-tou na justia um laudo el-trico de que a rede comporta a voltagem necessria pelos equipamentos.

    Terreno onde est localizado ginsio da escola pertencia a prefeitura de Barra Velha

    A campanha nacional La-cre Amigo, organizada na regio pelos voluntrios da Autopista Litoral que traba-lham na praa de pedgio de Araquari, entregou no fim do ms passado mais uma cadeira de rodas. A con-templada foi a Associao das Senhoras Solidrias de Barra Velha, que arrecadou e doou para a campanha 75 garrafas pet cheias de la-cres de alumnio. De acordo com informaes

    do site da campanha (www.lacreamigo.com.br), no ini-cio do ms a arrecadao de lacres superou a marca de 700 garrafas. De acordo com o contador de garrafas virtual, estavam faltando 97 garrafas pet cheias de la-cres de alumnio, para que a dcima quarta cadeira de rodas ser entregue. Pelo cl-culo do Lacre Amigo, a cada 100 garrafas pet cheias de lacres, a empresa parceira doa uma cadeira de rodas.

    Campanhas sociais beneficiam entidades de Barra VelhaComo participar

    As entidades e pessoas que precisam de cadeiras de rodas devem preencher o formulrio de cadastro disponvel para download no endereo eletrnico www.lacreamigo.com.br/parceiro e enviar para o email lacreamigo@autopistalitoral-sul.com.br.

    Troco Solidrio

    Outra ao que beneficiou uma entidade em Barra Velha foi a campanha Troco Solidrio da Havan. No final do ms passado os colaboradores da rede estiveram na Casa de Passagem Dr. Germano Selke para doar o valor de R$ 23 mil. A recepo foi feita pela coordenadora da casa, Marli de Ftima Chaves Vieira, pelo secretrio de Assistncia Social, Jos Idemar Trevisani, e pela Dr. Joana Ribeiro, Juza da 1 Vara da Infncia a Adolescncia.

    Campanha

    Aproximadamente R$500 mil foram arrecadados no primei-ro semestre de 2013 e beneficiaram 37 entidades assisten-ciais cadastradas nos estados de Santa Catarina, Paran, So Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, nas cidades onde a Havan possui lojas. A previso alcanar R$ 700 mil em doaes no segundo semestre da ao.

    Primeira reunio para a construo do Sindicato do Servidor Pblico de So Joo do Itaperi

    Ser realizado na prxima quinta-feira, dia 22, s 17h30, no Centro de Integrao Tu-rstica Raul Euclides Mon-teiro, o Centro Eventos de So Joo do Itaperi, a primeira assembleia com a finalidade de criar o Sindicato do Servi-dor Pblico do Municpio. Em pauta estaro apresen-tao e discusso da proposta de criao do Sindicato do Servidor Pblico de So Joo do Itaperi. A exposio dos benefcios e direitos dos servi-dores sindicalizados. Os organizadores convidam os servidores para participar-em da reunio.A formao do Sindicato de So Joo tem o apoio do Sin-dicato dos Servidores Pbli-cos de Barra Velha.

  • GERALSbado, 17 de agosto de 2013. 5Prefeitura suspende auxlio transporte para estudantes em Araquari

    ANUNCIE NO

    TELEFONE: 3456 1194

    Criado em 2009, ainda no primeiro mandato do prefeito Joo Pedro Woitexem, o aux-lio transporte para estudantes da cidade foi suspenso na lti-ma semana e s deve retornar aps a prefeitura estabelecer novos critrios para conceder o benefcio. O auxlio servia como uma medida para ajudar os alunos do ensino tcnico e superior que se deslocavam para fora de Araquari. Joo Pedro diz que durante este perodo de auxlio, muitos moradores de outras cidades estavam sendo beneficiados. O Tribunal de Contas nos enviou uma solicitao pra que fossem estabelecidos cri-trios bsicos para selecionar

    os alunos aptos receberem o auxlio. Ainda de acordo com o prefeito, sero adotadas re-gras como avaliao da situ-ao financeira, comprovante de residncia, comprovante de frequncia escolar, entre outros critrios j utilizados antes.Aps a suspenso, a gesto pblica j trabalha na elabo-rao do novo projeto para que seja colocado em prtica o quanto antes. Woitexem deixa claro que o ms de julho ainda ser reembolsado pela pre-feitura. Aps esse ms, a pre-feitura municipal deve emitir um novo comunicado com as definies dos novos critrios e marcar uma data e prazos

    para que os alunos possam apresentar a documentao exigida ainda em agosto. A inteno da prefeitura enviar para a Cmara de Vere-adores j na prxima semana um novo projeto para regula-mentao das novas regras de auxlio transporte.

    Histrico

    O auxlio existe h quatro anos e teve inicio com 39 alu-nos. Durante esse perodo, 646 alunos foram beneficia-dos e at maio desse ano, 323 alunos estavam inscritos para receber o auxlio.

    Novos critrios sero adotados para definir os beneficiados com o auxlio

    Quem trafega pelo viaduto Norte do acesso a Barra Velha, entre a Havan e a ro-doviria, deve ficar atento a mudana de preferencial realizada pela Autopista Lito-ral na ltima semana, por solicitao da prefeitura de Barra Velha. Os veculos que trafegam pelo viaduto pas-sam a ter preferncia com relao queles que trafegam pela marginal. Esta mudana j havia sido feita no viaduto

    Juliano Marino Zimmerman.A mudana ficou acordada em uma reunio entre a Co-ordenadoria de Trnsito de Barra Velha e a Autopista Lito-ral. Segundo o prefeito, Clau-demir Matias, um documento solicitando a mudana do sen-tido do tnel, que liga o bairro So Cristvo ao Centro, foi enviado a Concessionria que administra a BR101. De acordo com o coordena-dor de trnsito do municpio,

    Cesrio Luz, a mudana de preferncia nos viadutos trar mais segurana ao cruzamen-to. Para ele, os veculos que esto na BR-101, ao acessar Barra Velha, tanto no bairro So Cristvo, quanto no Centro, diminuiro a veloci-dade respeitando as faixas de travessia de pedestres, evitando acidentes de trnsito nestes locais, com isso trazendo mais segurana aos condutores e pedestres.

    Viaduto Norte de acesso ao centro de Barra Velha tambm muda de preferencial

    Iniciam na prxima semana as aulas para jovens e adul-tos de Araquari que no concluram o ensino fun-damental, oferecidas pela prefeitura em parceria com o Sesi. Cerca de 200 alunos se inscreveram e tero aulas ministradas em dois ncleos da cidade. Na escola municipal Amaro Coelho, no Porto Grande, as aulas comeam na prxima segunda-feira, dia 19, s 19h, para alunos dos bairros Itinga, Porto Grande e Areias Pequenas e regies prxi-mas. J na tera-feira, 20, comeam as aulas na escola Joo Agnelo Vieira, no bairro Rainha, para alunos daquela regio. As aulas acontece-ram uma vez por semana.Outras unidades estavam previstas para atender esses alunos, mas devido baixa

    procura em seus bairros, as aulas acabaram sendo con-centradas nessas duas uni-dades. Ns j possumos uma turma de Educao de Jovens e Adultos, o (EJA), mas desta vez, a parceria vai abrir mais polos de atuao e suprir a demanda de pes-soas na lista para o ensino, comenta o secretrio Jos Lino de Souza Filho.A secretaria da Educao in-forma que no haver trans-porte na primeira aula, mas que a presena dos alunos na aula inaugural muito importe, pois sero defini-dos os pontos de parada do nibus para as prximas au-las. Os alunos que deixaram a matrcula em aberto, por falta de documentao, de-vem lev-los na aula inaugu-ral para concluir a matrcula.

    Jovens e adultos iniciam aulas na prxima semana em Araquari

    Foto: Divulgao Prefeitura

    Em parceria com a secretaria municipal de Assistncia So-cial, a empresa Intellectus Treinamento e Qualificao vai ministrar cursos de ca-pacitao para o mercado de trabalho gratuitos em Barra Velha. O Centro de Referncia de Assistncia Social (CRAS), no bairro So Cristvo, foi escolhido para a realizao do

    curso, de quarta a sexta-feira dessa semana. O curso ser realizado em duas turmas, com o primeiro horrio da 13h30 s 16h40, com aulas de secretariado, recepcionista, telefonista e comunicao. J no segundo turno, das 19h10 s 22h, o foco ser tcnicas de vendas, consultor de negcios e

    atendimento ao pblico. Dilciclia Gonalves de Bar-ros, coordenadora do curso, avalia como excelente a aceit-ao da populao. J foram feitas mais de 50 inscries e temos recebido muitas li-gaes pra tirar dvidas a res-peito do curso. As pessoas tm se mostrado bastante interes-sadas.

    Os interessados devem com-parecer ao Complexo Social munidos dos documentos pessoais e de 2kg de alimento no perecvel para fazer sua inscrio. Os alimentos ar-recadados com as inscries sero divididos entre comuni-dade teraputica mantida pela empresa e a secretaria munici-pal.

    Quem tiver interesse em ob-ter o diploma de concluso de curso, dever pagar uma taxa de R$50 que vai auxiliar a custear as despesas com os profissionais. As inscries vo at quarta-feira, dia 21, quando iniciam as aulas.

    Curso de capacitao para mercado de trabalho acontece essa semana em Barra Velha

  • GERAL Sbado, 17 de agosto de 2013.6

    Unidades de Sade de Balnerio Piarras abrem aos sbados para realizar exames de cncer de colo de tero e cncer de mama

    Obras em andamentoIniciada aproximadamente 40 dias, a obra do novo posto de sade do bairro Corveta continua em andamento. De acordo com Jeferson, a obra deve ser concluda esse ano e inaugurada no incio do ano que vem. No mesmo perodo, o secretrio destaca a construo de uma nova unidade. J estamos com os recursos garantidos para a construo de uma unidade de sade na regio central da cidade. Faltam resolver alguns problemas como a supresso da vegetao.

    Algumas unidades de sade de Balnerio Piarras estaro abertas entre os meses de agosto e setembro para a reali-zao de exames preventivos de cncer de colo de tero e cncer de mama. Neste sba-do, a unidade do bairro Santo Antnio estar atendendo s consultas pr-agendadas das

    8h s 17h. Para realizar o exame, as mulheres devem apresentar o carto do Sistema nico de Sade (SUS).A iniciativa partiu da Secre-taria de Sade de Balnerio Piarras, atravs das Equipes da Sade da Famlia, com o objetivo de facilitar o acesso s mulheres que trabalham em

    horrio comercial.De acordo com a Secretria de Sade Lucimir Uller de Bit-tencourt, a intensificao das aes voltadas para estes pro-cedimentos tem a finalidade de reforar, junto ao pblico feminino, com idades entre 25 a 59 anos, a importncia dos exames para o diagnstico

    precoce dessas doenas. Para realizar o papanicolau (exame preventivo) as mulheres de-vem procurar uma unidade para agendar o preventivo. Os dois exames, que fazem parte da rotina de atendimen-to das unidades da rede mu-nicipal de sade, permitem a identificao e tratamento das

    leses precursoras do cncer de colo de tero e cncer de mama. No dia 31 de agosto, as uni-dades do Santo Antnio e Nossa Senhora da Conceio estaro abertas. J em setem-bro, ser a vez de Bela Vista, dia 14, e Nossa Senhora da Paz, dia 28.

    Araquari contemplada com um profissional no pro-grama Mais Mdicos do Governo FederalNa ltima semana Araquari foi contemplada com a vinda de uma nova mdica para atender a populao. Atravs do programa Mais Mdicos, do Governo Federal, 17 ci-dades catarinenses devem re-ceber os novos profissionais, sendo que na regio, Araquari foi a nica selecionada. Jeferson Dias da Silva, secre-trio municipal de Sade se diz muito satisfeito com a conquista. Em meio a tantas cidades, fico muito feliz que a nossa foi contemplada. Join-ville tem um mdico muito ex-periente no comando da sade municipal, mas no conseguiu cadastrar sua cidade. A nossa

    equipe conseguiu se cadastrar em tempo hbil.Essa a terceira vez que o municpio recebe um mdico por meio de programas do Governo Federal. Ainda nesse ano, outros dois profissionais j foram chamados exercer atividades na cidade pelo pro-grama Provab. A secretaria de sade calcula que esteja econ-omizando em torno de 30 a 40 mil reais mensais com os novos mdicos enviados pelo governo.Segundo o secretrio, a nova funcionria ainda no tem local certo de trabalho, mas deve iniciar seus servios a partir do dia 2 de setembro.

    J estamos planejando um remanejamento para decidir em qual comunidade ela ir atuar. Tivemos uma baixa no posto do Itinga aps o mdico sofrer um infarto ento pro-vavelmente ela estar sendo encaminhada para suprir a necessidade daquela regio.O programa Mais Mdicos faz parte de um amplo pacto de melhoria no atendimento aos usurios do Sistema nico de Sade, que prev mais investi-mentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de sade, alm de levar mais mdicos para regies onde h escassez e ausncia de profissionais.

    Palestra ir esclarecer dvidas da comunidade com relao aos vcios de produtos e servios

    Trs pacientes de Barra Velha tiveram que voltar da cidade de Cambori sem atendi-mento que rotineiramente faziam na ltima segunda-feira, dia 12. Elas foram leva-das cidade com um veculo da prefeitura municipal, mas chegando ao hospital ocor-reu o inesperado, o mdico se recusou atend-las, pois segundo ele, no estaria rece-bendo do Sistema nico de Sade (SUS) para realizar o atendimento.

    Uma das pacientes procurou o jornal para expor sua in-dignao, afirmando ser um descaso com a populao que perde tempo se locomovendo at a cidade vizinha. Alm disso, h uma preocupao a respeito da validade dos exames, j que muitos tem um prazo de validade que se extrapolados requerem novos exames. Tas Moraes da Silva, agente administrativa do programa de Tratamento Fora de

    Domiclio afirma no ser a primeira vez que esse mdico atende pacientes de Barra Velha. Nas outras vezes o atendimento ocorreu nor-malmente, mas dessa vez, realmente foi isso que acon-teceu, o mdico alega no es-tar recebendo do SUS. Para sua surpresa, na tera-feira, Tas recebeu um e-mail da equipe de Cambori infor-mando sobre a realizao de um mutiro de exames com o mesmo mdico.

    Foi a que ela resolveu en-trar em contato com a admi-nistrao do hospital, que de momento afirmaram no es-tar ciente do que havia acontecido, mas o caso ser averiguado. A moa com qual mantenho contato, disse que foi marcada uma reunio entre a responsvel pelo hos-pital e o mdico em questo para resolver o problema se ele continua atendendo ou no, diz Tas.Para no ficar dependente

    da resposta do hospital, Silva alega ter encaminhado as pa-cientes pra fila de espera no hospital de Joinville. No tinha encaminhado elas an-tes, pois a demanda para Cambori menor, ento seria melhor pra elas. Pra finalizar a agente avisa que apesar de ter colocado as pa-cientes na fila de Joinville, ela continuar monitorando o caso de Cambori, pois se for resolvido antes, as senhoras tero prioridade.

    Mdico de Cambori se nega a atender pacientes de Barra Velha

  • 7CLASSIFICADOSSbado, 17 de agosto de 2013.

    CLASSIFICADOS IMVEIS VECULOS EMPREGOSENVIE SUAS OFERTAS PARA CLASSIFICADOS@VOZDOITAPOCU.COM.BROU LIGUE 3456 1194

    SuperCar SeminovosCidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456 0134 - (47) 9607 2421E-mail: supercarseminovos@hotmail.com

    Agile Ltz ano 2010 - cor branco - Flex - nico dono - completo + air bag e ABS - computador de bordo - Ro-das de Liga leve 15`- 35mil km - R$ 28.500,00

    VW/Saveiro 1.8 ano 2001 - cor dourada - GNV docu-mentado - Rodas de liga leve 14`/Lona martima

    Corsa Sedan Super ano 1999 - cor vermelho me-tlico - direo hidrulica - vidros e travas eltricas - gasolina

    Balenrio PiarrasVendo Volkswagen 8140, ano 2000/2000, impec-vel, baixa quilometragem, pneus seminovos.Telefone para contato: (47) 3345 1170.

    Sistema Nacional de Em-pregos (SINE) Cidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3456-3884E-mail: sine@barravelha.sc.gov.br

    Vagas disponveis - Operador de caixa para supermercado com ex-perincia- Marceneiro com experin-cia em fabricao de mveis- Representante comercial - que possua carro ou moto- Auxiliar de limpeza- Repositor para supermer-cado- Servente de obras- Pedreiro

    Os interessados devero comparecer no SINE com os documentos (CPF e RG) e a carteira de trabalho. Para a vaga de operador de caixa necessrio ter o ensino mdio completo, as demais vagas o ensino fun-damental completo.

    Frigorfico So JooCidade: So Joo do Ita-periTelefone: (47) 3458 3000E-mail: frigorificosaojoao@frigorificosaojoao.com.br

    Contrata-se Motorista de entrega, servios gerais noturno, servios gerais. Para tra-balhar de segunda a sba-do. Benefcios: Registro integral, Unimed, seguro de vida, almoo e caf e uniforme gratuito incluindo a lavao. Os interessados devero comparecer com os documentos na rece-po do frigorfico.

    PinturaCidade: Barra VelhaTelefone: (47) 9219 9345 - (47) 99911670 - (47) 8447 2543E-mail:degu_@hotmail.com

    Diego Fischer Pinturas - Pinturas residenciais e

    comerciais, texturas e gra-fiatos, massa acrlica e cor-rida.

    Plsticos Zanotti Ltda.Cidade: MassarandubaTelefone: (47) 3379 4000E-mail: morgana@plasticoszanotti.comVaga: Preparador de Maqui-na Injetora. Necessrio experincia na funo. Salrio compatvel com a funo + benefcios. Inter-essados devero entrar em contato

    Celso Corretor de ImveisCidade: Barra Velha Telefone: (47) 3446 0288 - (47)9995 1789 - (47)9647 8027E-mail: celsoimoveis@barravelha.com

    Casa de alvenaria - locali-zada no bairro Tabuleiro - Barra Velha - contendo 1 sute e mais 3 quartos - sala - cozinha - 1 BWC social - rea de servio -

    churrasqueira -garagem p/ 2 carros - toda murada. Valor: R$ 350.000,00

    Casa de alvenaria - muito bem localizada no Cen-tro de Barra Velha - con-tendo 3 quartos - sala e cozinha conjugados - rea de servio - 2 BWC sociais - garagem p/ 2 carros. Terreno murado em es-trutura metlica. Valor: R$ 280.000,00

    Casa de alvenaria - no bairro Jardim Icara - Barra Velha - contendo 2 quartos - sala e cozinha - 1 BWC social - rea de servio - garagem e quintal na frente e nos fundos. Casa toda murada. Valor: R$ 130.000,00

    Silveira Imveis Cidade: Barra VelhaTelefone: (47) 3446 1326E-mail: silveiraimoveis_bv@hotmail.com

    Casa Nova - no centro da cidade com timo acabamento em gesso e porcelanato. tima localizao. Valor R$ 395.000,00.

    Vende-se 2 terreno no bair-ro Itajuba - Rua 1139. Com 300,00 m cada. Valor R$ 30.000,00 Cada. Vende-se casa no bairro Jardim Icara - rua Sudrio Alexandre de Souza. Valor R$ 160.000,00.

    Vende-se casa em Barra Velha com 300 mt de terreno, localizada na rua Jos Alberto dos Santos, n 1637. Valor R$ 65.000,00. Como forma de pagamento aceita carro de at R$ 25.000,00Telefone para contato: (47) 9142 7627 falar com Ciri-neu.

  • 8 Sbado, 17 de agosto de 2013.

    Faltam recursos para reconstruir a cidade

    GERAL

    Secretrio de Barra Velha fala sobre obras e o asfalto do bairro So Cristvo

    Nas ltimas semanas o jor-nal Voz do Itapocu recebeu diversas reclamaes dos moradores de Barra Velha sobre o pssimo estado de conservao das ruas da ci-dade. Entre as reclamaes mais comuns, limpezas de ruas e valos, patrolamento das vias entre outras. Para es-clarecer essas situaes, a re-portagem entrou em contato com o secretrio de obras Car-los Alberto da Silva. Tinho, como tambm co-nhecido, foi vereador na gesto 2009/2012, e em feve-reiro desse ano assumiu a pasta de obras. Em um passeio pelas ruas da cidade, o secre-trio mostrou a real situao.Na Rua Jos Nazrio Luz, bairro So Cristvo, aonde a equipe vinha trabalhando nos ltimos dias, cerca de 200 car-

    gas de sujeira foram retiradas. A vegetao cobria quase trs metros da rua e onde deve-riam ser caladas, acabou vi-rando depsito de entulho. Para o secretrio, a falta de conscientizao prejudica muito o trabalho da sua equi-pe. Desde quando obri-gao nossa ter que limpar calada da populao?. Outro caso crtico apontado por ele, que moradores daquela rua acabam despejando esgoto na prpria rua. Segundo Tinho, a prefeitura pretende, futura-mente, fazer a instalao da tubulao para escoar o es-goto. O escoamento do esgoto a cu aberto, devido falta de tu-bulao adequada, um dos principais problemas munici-pais. Hoje, a construo de casas sem planejamento causa

    esses problemas. Os loteamen-tos no oferecem a estrutura necessria. Simplesmente constroem as casas sem tubu-lao de esgoto. s vezes at tem, mas onde pra ter tubos de 80 cm, encontramos tudo

    de 30, 40, diz Tinho. O secretrio destaca ainda a colocao de 700 tubos de um metro entre as ruas Silverio Bertolino Ribeiro e Jos Rai-mundo Ramos. Pra mim foi meu melhor servio nesses

    seis meses de gesto, mas infe-lizmente ningum v isso, se-gundo Silva, essa era uma rea que sofria muito com as fortes chuvas pois o escoamento acontecia por uma tubulao muito pequena.

    Secretrio de Obras, Carlos Alberto da Silva, comenta tambm as principais dificuldades da cidade aps a enchente de abril

    Em abril, quando as fortes chuvas atingiram a cidade, a administrao entrou em contato com a Defesa Civil do Estado para que a mesma es-tivesse ajudando na reconstruo das ruas. Na poca, foram prometidos R$100 mil em cargas de ma-cadame, mas de acordo com Carlos Alberto, o municpio aguarda at hoje a chegada dessas cargas. Pra suprir essa necessidade, o prefeito com-prou 300 cargas de macadame. Mas, o que so 300 cargas de macadame? Com tantos

    problemas, isso no d pra re-solver quase nada.O patrolamento das ruas um dos servios mais requisitados pelos moradores, mas sem o material necessrio, a execuo do servio como perda de tempo. Silva diz que sua equipe est fazendo um forte trabalho nas melhorias de ruas. Ns passamos a pa-trola nas ruas, ela melhora parcialmente. Sem o maca-dame pra colocar, a chuva vem e os buracos voltam tona.Para o secretrio, a cidade est literalmente condenada

    pluvialmente, o que dificulta muito o trabalho da secretaria. Ns estamos fazendo o pos-svel para melhorar a situao, mas os projetos de urbani-zao no conseguem atender a demanda. Hoje, temos casas em cima da rede de tubulao. Temos casa onde era pra pas-sar uma rua. Isso o que acontece na Rua Francisco de Paula Correa, no bairro So Cristvo. Segundo o morador Anderson Leal, toda vez que chove, as bocas de lobo entopem e sua rua fica tomada pelas guas. No local,

    constatamos que realmente a rede de esgotos passa por baixo das casas e que o tama-nho da tubulao no a ideal para a demanda. Porm, no mesmo dia, a equipe de obras esteve fazendo algumas obras onde possvel o acesso tu-bulao. Em algumas trans-versais foram abertas mais algumas valas e desobstrudas as bocas de lobo.Precisamos de muito dinhei-ro para tirar Barra Velha do estado precrio que se encon-tra. Hoje, eu avalio

    que seja necessrio um valor de R$50 milhes para fazer um bom trabalho na rede plu-vial. Mas infelizmente qual o poltico que vai liberar uma quantia dessas? Todos sabem que dinheiro embaixo da ter-ra no d votos. Eu separaria uma quantia dessas que ser paga Casan e investiria ni-sso, comeando pela construo de novas galerias. Mas infelizmente as coisas no so bem assim, finaliza o secretrio.

    Asfalto na rua Valdemar FranciscoAps anos de reivindicao, o to esperado asfalto da Rua Valdemar Francisco, no bairro So Cristvo, chegou. Jun-tamente foram asfaltadas as ruas Jos Nazrio Luz e Joo Pedro Oliveira, no mesmo bairro. O valor total da pavi-mentao das trs ruas de R$690.485,80. Porm a m qualidade vem preocupando os moradores, que at ento imaginavam se tratar de uma base.

    Em conversa com o prefeito Claudemir Matias, ques-tionou-se a qualidade da obra e se haveria uma seg-unda camada que desse o aca-bamento do asfalto. A obra tem garantia e ser feita em duas etapas. A primeira agora que foi colocada essa base, e a segunda quando for implan-tado o esgoto sanitrio. No adianta finalizar a obra agora e daqui um ano e meio ter que quebrar pra colocar a tubu-

    lao. Ento assim que a rede de esgoto for concluda, colo-caremos a camada fina pra dar o acabamento.O asfalto aplicado h quase 20 dias j comea a apresen-tar defeitos e irregularidades. Em alguns locais, a impresso de um recapeamento de as-falto, pois apresenta desnveis. Alm disso, a brita que mis-turada no asfalto j comeou a se desgrudar e formar peque-nas imperfeies.

    Em con-t rapar-tida, o s e c r e -trio de O b r a s i n f o r -ma que o asfal-to ser mesmo essa primeira base. Dentro de alguns dias a equipe iniciar a construo de lombadas e as pinturas na pista. Assim que a gesto con-

    seguir recursos para terminar a obra, ser colocada a segunda camada. A princpio, ficar as-sim, finaliza o secretrio.

  • Governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, visita fbrica em Araquari e cre-che de Barra Velha

    O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, esteve na ltima semana visitan-do a regio para conhecer uma tecnologia diferente de construo. Em Araquari, Ag-nelo e uma comitiva de cerca de 10 pessoas visitaram a empresa Global Housing Inter-national, que fabrica paredes de concreto revestidas com PVC. J em Barra Velha, o grupo conheceu a creche Professora Clia Mller Cubas, no bairro Vila Nova, con-struda utilizando o material produzido pela Global Housing.Segundo o secretrio adjunto de comuni-cao do estado do Distrito Federal, Ru-dolfo Lago, que acompanhou Queiroz, o grupo tem interesse em implantar este for-mato de parede na construo de creches no Distrito Federal. Ele explica o governo pretende construir at o ano que vem cerca de 60 Centros de Educao Infantil atravs do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educao (FNDE). Os representantes do Distrito Federal che-garam at a empresa de Araquari porque a Global Housing venceu uma licitao para

    a construo de creches financiadas pelo FNDE. Atravs do programa Pr-Infncia, o governo federal pretende viabilizar em torno de 6 mil creches em 16 estados do pas. Entre as vantagens desta tecnologia, que surgiu no Canad, esto o custo baixo e maior velocidade na construo de Cen-tros de Educao Infantil. A obra pode ser concluda em at 60 dias e custar at 10% mais barato que as construes de alve-naria. Aps concluir a visita tcnica na fbrica e na creche, Agnelo se disse satisfeito com o que viu. um modelo construtivo mais rpido, de boa qualidade e mais barato, com excelente padro, elogiou o governa-dor. Junto com ele, vieram ainda o secre-trio de educao do Distrito Federal, Denilson Bento da Costa, e o secretrio da Casa Civil do Estado, Swedenberger do Nascimento Barbosa, alm de um grupo de engenheiros.

    9GERALSbado, 17 de agosto de 2013.

    Este tema ocupa importante es-pao na pauta do dia a dia das em-presas, face s alteraes na legis-lao brasileira e da atuao mais efetiva do MT - Ministrio do Tra-balho, Previdncia Social e do MPT - Ministrio Pblico do Trabalho. H todo um esforo da sociedade e do poder pblico, no sentido da valorizao e preservao da vida, quer no convvio social, quer no campo da cidadania, quer no de-senvolvimento profissional. No mundo moderno a melhoria das condies de vida e trabalho, so tarefas que a sociedade e-legeu como prioridade maior. E se o homem e a mulher so os art-fices do desenvolvimento da civi-lizao humana, a valorizao da vida o seu bem comum e maior.A Constituio Cidad garantiu avanos significativos no caminho da modernidade e no seu bojo vi-eram reformas estruturais no or-denamento jurdico: novo Cdigo Civil, a modernizao e ampliao do conceito de Seguridade Social, impondo nova abrangncia Pre-vidncia Social, so seus exemplos maiores.Em decorrncia, esto advindo pesadas multas e ressarcimentos das despesas com acidentes de trabalho; por sua vez a legislao, imputa responsabilidade direta s empresas, quer por condies inseguras, quer por falta medidas protetivas do e no local de traba-lho, mesmo que paguem o seguro de acidentes no trabalho.

    Vejamos o que diz a legislao:Cdigo CivilArt. 3 Lei de Introduo ao CCB - Ningum se escusa de cumprir a lei, alegando que no a conhece.Art. 186 Aquele que, por ao ou omisso voluntria, negligncia ou imprudncia, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusi-vamente moral, comete ilcito. Art. 187 Tambm comete ato i-lcito o titular de um direito que, ao exerc-lo, excede manifestamente os limites impostos pelo seu fim econmico ou social, pela boa-f ou pelos bons costumes.Entende-se como ato ilcito todo aquele praticado contra a ordem jurdica, violando direito subjetivo e causador de dano, material ou moral, a outrem, advindo a obri-gao de repar-lo nos moldes do Art.927: Aquele que, por ato ilcito, causar a outrem, fica obriga-do a repar-lo. Como resultado di-

    reto, vem a obrigao de indenizar, previstas nos artigos de 927 a 954 CCB.Lei 8213/91 - Art. 121 O pa-gamento, pela Previdncia Social, das prestaes por acidente do trabalho no exclui a responsa-bilidade civil da empresa ou de ou-trem.

    Por outro lado o Decreto 3048/99 define que a empresa respons-vel pela adoo e uso das medidas coletivas e individuais de proteo segurana e sade do traba-lhador, devendo esta, prestar informaes pormenoriza-das sobre os riscos da operao a executar e do produto a mani-pular e, ainda, que nos casos de negligncia quanto s normas de segurana e sade do trabalho indicadas para a proteo indivi-dual e coletiva, a previdncia social propor ao regressiva contra os responsveis e no as excluem da responsabilidade civil. Em reforo vem a Smula 229 STF - A indenizao acidentria, a cargo da Previdncia Social, no exclui a do Direito Civil, em caso de acidente do trabalho ocorrido por culpa ou dolo. E o assunto no se encerra no cam-po civil, visto trazer conseqncias tambm na rea do Direito Penal:

    Cdigo Penal

    Art. 15 Diz-se do Crime: Doloso quando o agente quis o resultado ou assumiu o risco de produzi-lo; Culposo quando o agente deu causa ao resultado por imprudn-cia, negligncia ou por impercia.Art. 121 Quando o acidente decorre de culpa grave, carac-terizado em processo criminal, o causador do evento fica sujeito: Se resulta morte do trabalhador: De-teno de 1 a 3 anos e a pena au-mentada de 1/3 se foi resultante de inobservncia de regra tcnica de profisso. Art. 129 Se resulta em leso corporal de natureza grave ou in-capacidade permanente para o trabalho: Deteno de 2 meses a 1 ano, com aumento da pena se foi resultante de inobservncia de re-gra tcnica de profisso. Art. 132 - Expor a vida ou a sade do trabalhador a perigo direto e iminente, impe pena de Priso de 3 meses a 1 ano.Como j dizia meu av: melhor previnir do que remediar.

    Consultoria jurdicaAdvogadoPercival Teixeirae-mail: atendimento@advocaciateixeiraabreu.com.br

    ACIDENTE DE TRABALHO

    A passagem de Agnelo Queiroz e a comi-tiva do Distrito Federal durou menos de 24 horas na regio. Apenas alguns engenhei-ros vieram um dia antes do governador e dos secretrios para fazer avaliaes tcni-cas nos locais visitados. Ele desembarcou pela manh em Joinville, onde conheceu outra construo feita com a tecnologia da Global Housing.Em Araquari, Agnelo realizou a visita na empresa acompanhado do prefeito Joo Pedro Woitexem. Ele conheceu as insta-laes da Global Housing e tambm rece-beu um bloco do concreto com PVC. J em Barra Velha, o prefeito Claudemir Matias e vrios secretrios e vereadores do mu-nicpio receberam Queiroz no bairro Vila Nova.Para Matias, o encontro foi positivo. Fi-cou comprovado que Barra Velha est bem servida em termos de construo e serve de exemplo para a capital federal. O governa-

    dor tambm abriu as portas e se colocou a disposio para nos receber em Braslia.Quem tambm ficou feliz com a visita foi a diretora do Centro, Eliane de vila Pinheiro. Fiquei contente em receber o governador, que foi bastante simptico tambm, conta. Ela explica que o material utilizado nas paredes tem agradado desde que foi implantado, h cerca de um ano e meio. No quente, s precisa limpar ao invs de pintar e at agora no necessitou de manuteno, comenta. Para receber o governador, os alunos do maternal 2 prepararam at uma coreogra-fia, apresentada na chegada de Queiroz. Alm disso, ele tambm recebeu um kit com souvenirs e material de divulgao da Festa do Piro, entregue pela Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura. Como retribuio, Agnelo entregou a Ma-tias e Eliane um livro ilustrado sobre Bra-slia.

    Prefeitos acompanharam o governador

  • O prefeito de Araquari, Joo Pedro Woitexem, sua esposa, Neusa Woitexem, que atua na coordenao de um setor da Secretaria de Assistncia So-cial, alm de outros seis mem-bros do governo municipal esto sendo alvos de uma ao de improbidade administra-tiva promovida pelo Minist-rio Pblico de Santa Catarina (MP-SC). No processo, pedido o afas-tamento dos acusados dos seus cargos, o bloqueio dos seus bens e o ressarcimento do dinheiro gasto com dez via-gens para Piratuba, no Oeste de Santa Catarina, conhecido como recanto de guas ter-mais, feitas entre 2011 e 2013. De acordo com o MP, os oito acusados teriam gasto com as viagens R$50 mil. O valor que deveria ser devolvido, acresci-do de multa, chega a R$ 303 mil.A promotora Greicia Rosa Souza, responsvel pelo caso, comenta que entre as 320 pes-soas que a prefeitura levou a Piratuba esto parentes de

    funcionrios. Segundo trecho da ao, os atos beneficiaram diretamente o ento prefeito municipal e sua esposa, bem como muitos outros fun-cionrios pblicos municipais, mediante condutas expressa-mente vedadas em lei ().Prefeito nega uso de dinheiro pblicoMesmo no tendo sido comu-nicado oficialmente, o prefeito Joo Woitexem realizou na l-tima tera-feira, dia 13, uma coletiva de imprensa para apresentar a sua verso. De acordo com Woitexem, no

    houve irregularidades nas via-gens denunciadas pelo Minis-trio Pblico. Tivemos apoio de empres-rios e quem viajou foi ter-ceira idade. A terceira idade sempre recebeu apoio da pre-feitura de Araquari e de vrias pessoas, vrias entidades e vrias empresas, principal-mente por empresas dirigidas pelos filhos desses idosos. Ns no gastamos nada, absoluta-mente nada de dinheiro pbli-co. Foi dinheiro de terceiros e muito bem aplicado. Quanto aos funcionrios que

    tambm viajaram o prefeito tambm argumenta. No houve pagamento de diria nenhuma, alguns servidores, bom que se diga, estavam em perodo de frias. Alguns esta-vam trabalhando, mas foram como voluntrios. O prefeito afirmou ainda que a sua esposa, Maria Neusa, no tem cargo pblico. Ela atua na

    secretaria de Assistncia So-cial de forma voluntria.De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o prefeito Joo Woitexem ain-da aguarda a notificao da justia. A partir da, os en-volvidos tero 15 dias para se manifestar e apresentar as suas defesas.

    Ministrio Pblico pede afastamento e bloqueio de bens do prefeito, primeira dama e integrantes do governo de Araquari

    Presidente da Cmara de Barra Velha re-cebe auditores do Tribunal de Contas do Estado

    10POLTICASbado, 17 de agosto de 2013.

    O presidente da Cmara de Vereadores de Barra Velha, Ni-valdo Jos Ramos, recebeu na ltima semana a visita de auditores do Tribunal de Contas do Estado. Segundo o par-lamentar, a visita foi motivada por seis denuncias que sua administrao a frente do Poder Legislativo recebeu nos l-timos dois meses. Alm de avaliar os gastos habituais da C-mara, os auditores tambm revisaram o investimento feito na nova sede do Legislativo.Eles me parabenizaram pela administrao. As denuncias eram de desvios de verbas, entre outras coisas, mas nada foi comprovado pelo Tribunal de Contas, comenta Nivaldo. Ele conta ainda que neste ms a empreiteira deve entregar a sede da nova Cmara, de acordo com o prazo de contrato. Estamos esperando o trmino da obra para iniciar a mu-dana e instalao de mveis, por isso prefiro no dar um prazo para a inaugurao, explica o vereador.

  • 11

    Uma perseguio da polcia militar de Penha acabou com a priso de dois homens na BR-101, na altura de Balnerio Piarras. Com eles os policiais encontraram um quilo de co-cana e R$5150,00 em notas falsas. Domingos Alceu dos Santos, 28 anos, e um menor de 17 anos chegaram a tentar fugir dos policiais, mas per-deram o controle do veculo que estavam e foram parar em canteira da rodovia, onde foi feita a priso. Eles tam-bm so suspeitos de envolvi-mento com roubos em caixas eletrnicos da regio.Aps descobrirem que Do-mingos e o jovem estavam a

    bordo de um Picasso com di-reo ao Norte do Estado, os policiais aguardaram os bandi-dos por volta de 17h de segun-da-feira, na BR-101, prximo a entrada de Penha. Porm, a dupla ignorou a ordem de parada e seguiu pela rodovia, forando uma perseguio das viaturas. Foi ento que o mo-torista da fuga perdeu o con-trole do carro e saiu da pista, indo parar em um canteiro da rodovia. O menor ainda ten-tou se esconder em um mata-gal prximo, mas foi preso em seguida pelos militares.Aps uma revista no veculo, os policiais encontraram no porta-luvas um pacote com

    cocana pesando cerca de um quilo, alm de R$5150,00 de notas falsas. Como falsificao de moeda crime contra a Unio, os dois foram levados para a delegacia da polcia federal de Itaja. Os policiais chegaram at a dupla aps uma investigao da polcia militar de Jaragu do Sul, que identificou o Pi-casso que eles estavam como sendo o veculo usado em uma fuga de um ataque a caix-as eletrnicos naquele munic-pio. Ainda segundo a polcia, as caractersticas de Domin-gos so semelhantes a de um dos criminosos que parti-ciparam do ataque.

    SEGURANA PBLICASbado, 17 de agosto de 2013.Homens so presos com um quilo de cocana e R$5 mil em notas falsas

    A imagem at impressiona, mas nada de mais grave aconte-ceu com o condutor do veculo Renault Clio, placa HSX-7987, de Joinville, que capotou no ltimo final de semana em Barra Velha. O acidente ocorreu no km 86, no sentido Norte da ro-dovia, na altura do bairro Tabuleiro. Segundo informaes dos bombeiros militares da cidade, que atenderam a ocorrncia, o condutor do carro, Maicon Lima, 28 anos, nada sofreu e dis-pensou o auxlio dos militares.

    Incndio em AraquariTambm na ltima semana, um veculo pegou fogo no km 56 da BR-101, em Araquari. Segundo a polcia rodoviria fede-ral, a suspeita que o incndio que destruiu totalmente o Fiat Tipo tenha comeado por uma falha mecnica. Percebendo o pro-blema, o motorista conseguiu parar e sair do veculo antes do inicio do fogo.

    Acidente em Barra VelhaUm micronibus com placa de Araquari deu um susto nos pas-sageiros na madrugada da ltima quarta-feira, dia 14. Segun-do informaes dos Bombeiros Militares, o micronibus bateu na lateral de um caminho ao final da rua Santiago Aguiar, no bairro Jardim Icara, em Barra Velha, por volta das 4h30. Uma mulher ficou ferida, com suspeita de fratura na perna.

    Dois funcionrios da empre-sa distribuidora de Joinville Sardagna foram rendidos e tiveram uma carga de bebidas roubada em Barra Velha. O caso aconteceu na sexta-feira, s margens da BR-101. As vti-mas foram trancadas no ba do caminho da empresa e foram libertados pela polcia militar. Os bandidos fugiram em outro veculo, levando gar-rafas de energticos, usques e

    conhaques.Segundo as vtimas informa-ram para a polcia, eles es-tavam parados no km 94 da rodovia por volta das 14h30 quando foram rendidos por seis homens, alguns deles ar-mados, na sexta-feira, dia 9. Os bandidos fizeram eles irem at a rua Rita de Cs-sia Coelho Ramos, no bairro Itajuba, onde descarregaram os produtos para uma perua.

    Aps conclurem a operao, o grupo trancou os entrega-dores no ba do caminho.As vtimas s foram libertadas por volta de 16h, quando pes-soas que passavam pela rua ouviram os gritos de dentro do caminho e acionaram a polcia. Os militares liberta-ram os entregadores, mas no encontraram pistas do grupo de assaltantes.

    Quadrilha rende entregadores e rouba carga de bebidas de distribuidora em Barra Velha

    Foto: internet

    Carro capota na BR-101, em Barra Velha

    O governador Raimundo Co-lombo e o secretrio de Estado de Segurana Pblica, Csar Augusto Grubba, oficializa-ram nesta semana o repasse de cerca de R$11 milhes em investimentos na Ope-rao Veraneio da temporada 2013/2014. A assinatura do re-passe aconteceu em cerimnia no Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, em Florian-polis.Segundo o Governo do Es-tado, este o maior aporte

    de recursos para a compra de equipamentos e materiais desde o incio do servio de salvamento aqutico na cor-porao, em 1962. O valor quatro vezes maior do que o realizado na operao pas-sada, quando foram aplicados R$ 2,4 milhes.A previso de compra de uma embarcao especializa-da para combate a incndio (a primeira da corporao), uma embarcao mdia para busca e resgate, 16 embarcaes e-

    quipadas com motores de 90 hp para operaes no mar, 10 barcos equipados com mo-tores de 25 hp para atividades em rios, lagoas e represas, 26 quadriciclos, 26 motonuticas (jet-ski), 26 veculos de ronda e trs micro-nibus para o transporte de tropa.O comandante-geral dos Bombeiros, Coronel Marcos de Oliveira, diz que a proposta realizar as licitaes para as compras em setembro.

    Governo do Estado oficializa investimento de R$11 milhes na Operao Veraneio desta temporada

    Foto: Corpo de Bombeiros

  • Na ltima semana um pro-testo silencioso aconteceu na Cmara de Vereadores. O ato foi protagonizado na noite de quinta-feira, dia 8, por pesca-dores e moradores da Itajuba que exigem que o poder pbli-co execute as promessas que foram feitas em relao ao Rio Itajuba. Durante o protesto, foram esticadas no plenrio, faixas com frases de ordem, porm em nenhum momento houve alteraes de nimos.Diversos motivos surgem quando o assunto o desas-soreamento do Rio Itajuba. Um dos maiores problemas apontados pela comunidade o assoreamento do rio, que impede a vazo de gua em dias de chuva e impede as em-barcaes de transpor a boca da barra em pocas de mar baixa. Como a lmina de gua fica com aproximadamente 40 cm, inviabiliza por completo qualquer locomoo de em-

    barcaes no local. Outro motivo quanto ne-cessidade deste projeto, o fato de que o desassoreamento ir diminuir os pontos de a-lagamento e as constantes en-chentes que atingem o bairro e afetam inmeras famlias.O curso de gua constante-mente usado pela populao como local final para desaguar sua rede de esgoto e demais dejetos, sendo que ambos acabam parando na orla da praia. Atitude essa, que ques-tionada por Marcos Junghans, morador relutante do bairro no qual diz que todo o bairro est esperando que as promes-sas sejam cumpridas. Prometer fcil, cumprir j outra histria. Executar um bom projeto tcnico para evi-tar desperdcio de dinheiro pblico, com transparncia e participao popular in-dispensvel. Junghans fina-liza fazendo um apelo popu-

    lao para que colaborem e no joguem lixo, esgoto ou qualquer outro dejeto, Rio no fossa sanitria, muito menos lixo.De acordo com o prefeito Claudemir Matias, o desas-soreamento depende de li-beraes ambientais vindas da Fatma. Os engenheiros responsveis esto fazendo medies da mar, mas isso depende muito do clima tam-bm. Essa medio deve du-rar 30 dias, mas como tem questes climticas isso pode demorar dias a mais. Assim que isso for concludo as do-cumentaes vo para a Fatma que ir julgar e deferir a licen-a ambiental. Os recursos necessrios para a realizao da obra sero viabilizado por uma parceria entre a prefeitura municipal e o governo estadual segundo o prefeito.

    J explicamos em outra edio so-bre o processo de transformao de resduos orgnicos pelas ao de min-hocas dentro de um sistema de caixas plsticas gerando um timo fertili-zante para a terra conhecido como hmus. Nesta coluna vamos explicar tcni-cas sobre a compostagem.A compostagem um proces-so biolgico em que fungos, bactrias e outros microor-ganismos transformam folhas, cascas, restos de verduras e frutas, entre outros resduos orgnicos, num material se-melhante ao solo que pode ser utilizado como adubo. As composteiras podem ser feitas de plstico, madeira, tijolos e em pilhas ao ar livre e tem a funo de acelerar o processo da decomposio dos resduos. Seguem algu-mas dicas tcnicas:Localizao - A composteira deve ser colocada num local de fcil acesso, de prefern-cia em cima da terra de modo a possibilitar a drenagem da gua e a entrada de micror-ganismos benficos do solo para a pilha.Aerao e drenagem - O pro-cesso aerbico, por isso a manuteno de nveis ade-quados de oxignio no interior dos materiais a compostar uma condio essencial para o sucesso. Uma camada de galhos e ramos no fundo da composteira garante a cir-culao do ar de baixo para

    cima.Temperatura - A temperatura existente na pilha de compos-tagem resultado do trabalho dos microrganismos que de-compem os resduos orgni-cos. So desejveis tempera-turas de 55 C. No entanto, se a sua pilha de compostagem no atingir a temperatura ide-al, no se preocupe, uma com-postagem a temperaturas um pouco mais baixas tambm funciona.Relao carbono/nitrognio - importante misturar dife-rentes resduos de forma o obter uma relao carbono/nitrognio adequada, na prtica misturando materiais midos ou verdes que con-tm bastante nitrognio com secos e marrons que contm carbono. Um dica montar uma pilha com alternando as camadas.O tempo aproximado para ter-minar o processo de 120 dias.Cerca de 55% do lixo produ-zido nas residncias orgni-co e pode facilmente ser trans-formado em composto. Qualquer dvida entre em contato com a associao.Adote esta ideia na sua casa.

    Boca HouseEngenheiro agrnomo Marcos Zaleski de Matos

    12 MEIO AMBIENTE Sbado, 17 de agosto de 2013.

    COMPOSTAGEM

    e-mail: associacaobocahouse@gmail.com

    Comunidade protesta na Cmara por desas-soreamento no Rio Itajuba, em Barra Velha

    Foto: Marcos Junghans

  • Mais de mil e quinhentas pes-soas passaram pela Associao Snior de Balnerio Piarras durante os trs dias do Festival Voz Estudantil, entre a quinta-feira, dia 8, e o sbado, no dia 10. Entre os 30 participantes, Ray Mateus Serafim, aluno da escola Professora Felicidade Pinto Figueredo, ficou com o primeiro lugar e o prmio de trs mil reais.Aps passar pelas eliminatri-as nas escolas, os finalistas chegaram as fases decisivas na Associao Snior. A co-misso de jurados composta por msicos da cidade avaliou quesitos como afinao, ritmo e presena de palco. Alm do show no palco, as torcidas das escolas tambm estavam em busca do prmio de mil reais, que ficou com a escola muni-cipal Monteiro Lobato.Na grande final realizada no sbado, mais uma vez, um bom pblico esteve presente apreciando as apresentaes dos alunos. Durante a noite, o festival contou com shows dos grupos vencedores dos primeiros lugares nas catego-rias municipais do Festival da Cano de 2012, as bandas So Rock Trio e Raised.O vice-prefeito Flavio Ti-roni, afirma que os finalistas do Voz Estudantil estaro se apresentando na Festa Na-cional do Mar (Fenamar) que acontecer no ms de dezem-bro.

    Ao fim da competio, alm de Ray Martins, que interpre-tou a cano Joo de Barro, de Maria Gad, os jurados esco-lheram como segunda colo-cada, a aluna da escola Mon-teiro Lobato, Wendy Camila da Silva, que faturou dois mil reais. Ela cantou a msica Na Sua Estante, da cantora Pitty. A terceira posio ficou com Raquel Timteo Moreira, alu-na da escola Alexandre Gui-lherme Figueredo, que faturou mil reais, cantando a cano Encontros e Despedidasm de Maria Rita. Alm do prmio em dinheiro, os alunos rece-beram trofus e camisetas do festival.

    O festival foi promovido pela secretaria municipal de Tu-rismo, Esporte e Cultura em parceria com a secretaria de Educao, com o objetivo de revelar novos talentos, pra isso a organizao resolveu poten-cializar o Festival da Cano Estudantil dando-lhe um nome mais atrativo. A participao do pblico da cidade foi muito pequena nos ltimos Festivais da Cano (Fecapi), premiando quase sempre os mesmos partici-pantes, j que o alto nvel dos candidatos acabava por afu-gentar os potenciais futuros cantores, diz a secretria de Turismo Susan Correa.

    Festival Voz Estudantil valoriza talento dos alunos em Balnerio Piarras

    Gostaria de pedir licena aos leitores da coluna Esquinas da Histria para abordar nes-ta semana um tema diferente daquele proposto semanal-mente. Desta vez, deixaremos as ruas e biografias de lado para tecer informaes a re-speito de um grupo folclrico que iniciou em Barra Velha em 1981 e que no prximo dia 22 de agosto completaria 32 anos, caso ainda existisse.Tratava-se do grupo folclrico Tups-Ciretas, que possua es-tatuto registrado em cartrio e se denominava uma sociedade civil sem fins lucrativos, que ti-nha por finalidade a difuso da cultura tradicionalista e folclri-ca gacha, a integrao social, o auxlio as entidades benefi-centes e a pessoas carentes. Segundo os ex-participantes, a Tup-Cireta (palavras que em tupi significa Terra da me de Deus) foi a primeira organi-zao tradicionalista gacha do municpio, e em plena d-cada de 80 conseguiu realizar competies de lao, violo e gaita, alm de demonstraes da Dana do Faco. Nesta mo-dalidade, o grupo ficou famoso, pois atraiu at a RBS TV para registrar as habilidades dos danarinos. Fazia parte da diretoria do grupo: 1 presidente (patro) Florentino Maciel Rezende; 1 vice presidente (capataz) Jos Vanor Chaves Vieira; 1 secre-trio (sota capataz) Leonel Clademir Maciel Rezende; 1 tesoureiro (agregado das pil-chas) Jos Carlos Incio; 1 dire-tor artstico (posteiro) Francisco Joo Rodrigues; 1 diretor social (agregado) Nelso Pedro Bordin (por curiosidade, ex-prefeito de Balnerio Piarras); 1 diretor de relaes pblicas (Sinuelo) Rubem Rodrigues Barroso Fi-lho; e 1 diretor cultural (agrega-do) Renato Norberto Sehnem. Outros barra-velhenses se juntaram a estes participantes e fizeram o grupo famoso no municpio, ao ponto de receber apoio da Prefeitura de Barra Velha. O ento prefeito Manoel Plcido de Freitas cedeu uma sala na sede da Prefeitura para que o grupo se encontrasse e organizasse seus eventos cul-turais. Membros do Tup-Cire-

    tas trabalhavam juntamente com a secretaria de turismo na organizao de aes culturais nos diversos bairros da cidade. As atividades e competies folclricas e culturais ocorriam nos sales paroquiais dos bair-ros barra-velhenses, e envol-viam toda a comunidade, alm dos membros do grupo e da equipe da Prefeitura. Neste em-balo, segundo Renato Sehnem, ocorreu o primeiro Rodeio de Barra Velha num local ini-maginvel: em pleno Costo dos Nufragos. Neste evento, a participao do presidente, Florentino Ma-ciel Rezende e tambm do vice, Jos Vanor Chaves Vieira, foi imprescindvel. Segundo Fran-cisco Joo Rodrigues, sem o empenho destes dois homens, o rodeio no ocorreria. Eles foram incansveis na procura de parceiros e na organizao do evento. Os Tups-Ciretas, tambm articularam um time de fute-bol em Barra Velha. A equipe PREMO (Prefeitura e Mobral), que jogava contra times de toda a regio, ficou invicta du-rante 36 partidas e se tornou famosa, empolgando a torcida e atraindo muitos expectadores durante suas participaes. Florentino, alm de envolvido no grupo, tambm era expert na Dana do Faco e costu-mava fazer demonstraes em um restaurante que loca-lizava-se no Tabuleiro e servia comida tradicional gacha. Costumava atrair a ateno de muitos, alm de ensinar suas habilidades. A esposa de Flo-rentino era responsvel pela coordenao do grupo feminino de prendas. O casal era muito engajado e cada um tinha sua parcela de responsabilidade no grupo Tup-Cireta. O Tup Cireta acabou ainda na dcada de 80, quando o casal mudou-se de Barra Velha. Dei-xando como herana os primei-ros passos no tradicionalismo gacho que hoje to comum no municpio.

    Fontes: Francisco Joo Rodri-gues e Renato Norberto Seh-nem

    Aps o sucesso de visitaes da Casa das Recordaes com mais de mil visitaes em duas semanas de realizao, a Fundao Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec) aproveita o mesmo espao e lana no dia 19 a 1 Mostra de Cinema Infantil. A organizao pretende receber crianas de escolas pblicas e particulares durante duas se-manas. A casa est localizada na Avenida Santa Catarina, em frente ao Erivelto Imveis. Sero exibidos aos alunos com faixa etria entre 4 e 12 anos de idade diversos curtas premiados na Mostra de Cin-

    ema Infantil de Florianpolis e distribudos aos munic-pios catarinenses. A mostra comear na segunda-feira re-cebendo durante uma semana alunos das escolas pblicas. Na segunda semana ser a vez das escolas particulares par-

    ticiparem das sesses. O espao em que est sediada a Casa das Recordaes foi cedido pelo empresrio da Erivelto Imveis. Para a nova realizao, a Fumtec convida toda a comunidade para pres-tigiar a Mostra.

    Esquinas da HistriaProfessora e historiadora Angelita Borba de Souza e-mail: angelitaborba@hotmail.com

    GRUPO FOLCLRICO TUPS-CIRETAS O TRADICIONALISMO E A CULTURA EM BARRA VELHA DURANTE A DCADA DE 80

    13CULTURASbado, 17 de agosto de 2013.

    1 Mostra de Cinema Infantil comea na prxima segunda-feira em Barra Velha

    Foto: Divulgao Prefeitura de Balenrio Piarras

    Foto: Divulgao Prefeitura de Barra Velha

  • VARIEDADES Sbado, 17 de agosto de 2013.

    Reflita sobre suas atitudes nos relacionamentos. O que est aprendendo com as pes-soas? Pondere, coloque as coisas na balana, a fim de tomar decises mais consci-entes, ariano.

    ries

    HORSCOPO

    TouroPerceba como as emoes e os desequilbrios em rela-cionamentos podem preju-dicar a sade. Reflita sobre como tem conduzido parce-rias de trabalho e onde tem faltado deciso.

    GmeosQuestes que envolvem amor e crianas pedem uma pro-funda reflexo, geminiano. Mais importante do que ter expectativas agir de forma equilibrada, promovendo a harmonia.

    CncerDesafio de manter o equil-brio em situaes familiares e emocionais. Pondere, releve. Perceba que a paz cultivada com atitudes gen-tis, que, contudo, no signifi-cam fugir de conflitos.

    Esteja aberto ao dilogo, evitando se fechar em certezas que no refletem bom senso, leonino. H pon-tos de vista diferentes a serem considerados. Esteja atento ao que as pessoas dizem.

    Leo VirgemDesfavorecimento a negcios e a questes prticas. Falta de julgamento correto e de objetividade. Perceba o valor dos seus relacionamentos e das pessoas que esto em sua vida, virginiano.

    LibraEm seu signo a Lua est fora de curso. Pode haver dificul-dade de tomar decises, libriano. Aprendizado de se manter equilibrado em situ-aes que desafiam a paz e a harmonia.

    EscorpioTende a se sentir desam-parado emocionalmente e nos relacionamentos, es-corpiano. A pior solido a que sente estando em uma relao que no representa sintonia.

    Esto desfavorecidas as questes que envolvem em-presas e amizades, sagitari-ano. Pode perceber o desa-cordo que h entre voc e as pessoas. Mas pondere sobre as diferenas.

    Sagitrio CapricrnioIncio de semana desaconse-lhvel a contratos e parcerias profissionais. Hoje dever ponderar sobre como tem se relacionado. Ser mais tole-rante e gentil o desafio.

    AqurioPercepo de que a justia humana diferente da justia divina, aquariano. Reflita a respeito. Estimula impor-tantes aprendizados emocio-nais de tolerncia e de diplo-macia.

    PeixesNesta semana o desafio est em conciliar o que aparente-mente muito contraditrio, pisciano. No um bom dia para negcios e para questes relacionadas a parcerias. Reflita.

    Pastel de Forno

    Massa- kg de farinha de trigo- 250 g de gordura vegetal- xcara de ch de guaran- 1 colher de sobremesa de sal

    Recheio:- kg de carne moda- 3 colheres de sopa de azeite- 1 cebola picada- Dente de alho- 1 tablete de caldo de carne- 1 tomate picado (sem pele e sem semente)- 2 colheres de sopa de salsinha picada- xcara de ch de ervilhas- Sal- Gema para pincelar

    GASTRONOMIA

    Ingredientes Modo de Preparo

    MODATexturas para o inverno

    LOTERIASMEGA SENAResultado Concurso 1521 (14/08)

    11 - 14 - 18 - 30 - 33 - 39Prximo sorteio: 17/08 (hoje) Prmio Estimado: R$2.500.000,00

    LOTERIA FEDERALResultado Concurso 04788 (14/08)1 prmio - n 45.652 - R$250.000,002 prmio - n 14.013 - R$17.100,003 prmio - n 84.861 - R$16.600,00 4 prmio - n 79.994 - R$16.100,005 prmio - n 28.447 - R$15.200,00

    Um inseto, chamado aqui no Brasil de donzelinha, foi ob-jeto de estudo de pesquisa-dores da Universidade de Kyo-to (Japo). Eles observaram que, alm do j conhecido voo sensual para cortejar a fmea, o que torna os machos da espcie mais atraentes a temperatura. Por isso, voam to prximos do

    sol quanto possvel. Os cien-tistas descobriram que o mo-tivo dessa preferncia o fato de que os machos de corpo quente pousam em reas mais quentes, o que favorece a desova das fmeas. Para desco-brir isso, os pesquisadores uti-lizaram termo-cmeras, de alta velocidade.

    CURIOSIDADEFmeas de inseto preferem machos quentes

    14

    Recheio: em uma panela grande, refogar a cebola e o alho no azeite at ficar leve-mente dourada. Depois acrescentar o cal-do de carne. Acrescentar a carne moda, o tomate picado e as ervilhas. Temperar com sal. Finalizar com a salsinha. Reser-var.

    Massa: Misturar bem todos os ingredi-entes at obter uma massa homognea. Deixe descansar. Abrir a massa, cortar com a ajuda de um vasador ou borda de copo. Rechear, fechar, pincelar com a gema. Assar em forno pr-aquecido a 200 C por 15 minutos.

    As tendncias surgem a partir de previses em relao utili-zao de determinado produto ou um artigo que conquista variados setores da indstria e do comrcio. Resultados de pesquisas de consumo e dese-jos particulares, por exemplo. Essas tendncias atingem tam-bm o mercado de cosmticos, como os esmaltes. Eles con-quistam o pblico feminino desde as antigas sociedades egpcias. Considerado at os dias de hoje uma marca reg-istrada das mulheres extrema-mente vaidosas. O esmalte

    encontrado em vrias texturas, estampas e tonalidades, a cada mudana de estao. E como estamos no inverno hora de ficar ligada na tendncia. As tonalidades consideradas clssicas so sempre reco-mendadas, como o vermelho vinho, o caf e o chocolate. Mas este inverno vai ser das texturas, esmaltes lindssi-mos foram escolhidos para a estao mais gelada do ano, entre elas se destaca os tons escuros, com os acabamentos metlicos e cremosos foscos. Mas o grande destaque ser

    volta das tonalidades, como o azul marinho ou arroxeado, preto, cinza e verde escuro. As cores metlicas tambm esto com tudo, aparecendo com perolados e brilhos. Para as mulheres mais dis-cretas e clssicas tambm h opes, as dicas so: esmaltes como bege, o nude, o pssego e o cinza apresentado em to-nalidade bem clara e transpar-ente. O custo variado, mas no tem um valor elevado. Ento de fcil acesso para todas as mulheres ficarem lindas.

  • 15#SOCIALSbado, 17 de agosto de 2013.

    ANIVERSRIOSDA SEMANA

    Aconteceu no ltimo final de semana a Festa da Carne de So Joo do Itaperi. Durante os dias de festividade foi escolhida a rainha da festa. Na foto a grande vencedora Tuane Ramos ao lado da 1 princesa, do organizador da festa, Adilson DAvila (lado direito) e do prefeito, Rovne Delmonego. Foto de MAUMARMIX.com

    #Fecarne

    AGENDA

    CAIU NA REDE

    Na ltima semana caiu na rede um vdeo gra-vado durante um voo que ia de Braslia para So Paulo. Nele um grupo de jovens iniciou um show dentro do avio cantando e danando a msica Robocop Gay, da banda Mamonas Assassinas, para o Deputado Federal, Marco Feliciano. Pelo Twitter o deputado relatou, Ao decolar-mos em Braslia cerca de 10 gays me constrangeram, dois vieram a minha poltrona gritando, cantando msica bizarra, alm de postar o vdeo, que j teve mais de um milho de acessos em menos de uma sema-na. Em uma das cenas, os jovens se aproximam e cantam um dos trechos da msica, Abra sua mente, gay tambm gente. Baiano fala oxente e come vatap. Faa sua barba, ar-rume seu bigode. Feliciano tambm pode, no tente disfarar. Um dos jovens ainda ousou mais e passou a mo no cabelo do deputado por vrias vezes.

    Entenda Alvo de crticas desde que assumiu o cargo de presidente da Comisso de Direitos Humanos da Cmara, Feliciano o foco de muitos pro-testos por defender a chamada cura gay, que propem aos psiclogos que ofeream tratamentos para reverter homossexuali-dade. Procure no YouTube por: Danando Robocop Gay pro Marco Feliciano no corredor do avio.

    #Robocop gay#Parabns

    Bier Coast17/08- Banda AudioBack (Pop rock nacional)

    Samuraii17/08- Msica ao vivo com Willian Reiter e banda (Pop, rock, MPB e surf music)

    Barra Music Hall17/08- Festa Black White (a partir das 23h)

    Challenge Rock17/08- Jardim Eltrico (Rock nacional e internacional)

    ltima tribo18/08- Sertanejo universitrio com Camila Fernandez e pagode com Primeiras Intenes (a partir das 21h)

    #Barra Velha #Balnerio Piarras

    BEM NA FOTO

    18 de agostoA equipe do Jornal Voz do Itapocu parabeniza aGermana pelo seu aniversrio.Parabns, sucesso e muitas conquistas.

    14 de agostoHistoriador

    Cac Fagundes

    13 de agostoSecretrio de obras de Barra Velha

    Carlos Alberto Da Silva

  • 16 ESPORTE Sbado, 17 de agosto de 2013.

    Um espetculo de luzes, manobras e velocidade. o que o pblico deve encon-trar hoje na segunda etapa do Arena Cross, que acontece na pista montada no Beto Car-rero World, em Penha. Mais de 50 pilotos de todo o pas e at estrangeiros so aguarda-dos para esta que uma das competies mais tradicionais do motociclismo de arena no Brasil, em seu 15 ano. Os trei-nos inciam-se s 13h e a partir das 19h30 acontecem as pro-vas das cinco categorias que participam do circuito.O Arena Cross na cidade de Penha estava marcado inicial-mente para o dia 29 de julho, mas foi adiada em virtude da forte chuva que caiu naquela semana. Remarcada, a prova no Beto Carrero World ter como destaque principal a pista de 430 m. Alm dos habituais obstculos, como seo de costelas, curvas n-gremes e mesas com saltos duplos e triplos, a novidade desta edio ser um tnel no

    percurso. Na pista estaro cor-rendo pilotos de cinco ca-tegorias: MX Pr, MX2, Jnior, 65cc e 50cc.Os ingressos para a com-petio pode ser trocados por 2 quilos de arroz ou feijo, nos pontos credenciados indica-dos no site do Arena Cross: www.arenacross.com.br. Os ingressos trocados para o dia 29, quando houve o adiamen-to, tambm so vlidos para este sbado. Preocupada em evitar um novo cancelamento, a organizao do evento ga-rante que fez melhorias no escoamento da gua na pista e em outras reas da arena, para que a chuva no atrapalhe a realizao da etapa.Catarinenses na disputanica das cinco etapas do Arena Cross a ser disputada em Santa Catarina, a etapa de Penha ter uma motivao es-pecial para os pilotos catarin-enses: vencer dentro de casa. Anderson Cidade, de So Jos, um exemplo. Piloto no Are-na Cross, na MX2, e tambm

    no Campeonato Brasileiro de Motocross, ele dedicou as l-timas semanas para se adaptar ao modelo de pista que ir en-frentar em Penha. Estou bem fisicamente e numa boa fase. Espero melhorar o meu resul-tado na competio, comenta.Com apenas 10 anos de idade, o chapecoense Arthur Todes-

    chini, Thui, sabe bem como estar no lugar mais alto do pdio. Ele venceu em 2010 na categoria 50cc e em 2011 na 65cc e est em seu primeiro ano na categoria Jnior, por isso busca o apoio da torcida local para surpreender no novo desafio. Meu objetivo neste ano aprender e ganhar

    experincia, explica o garoto.Outra promessa do motoci-clismo catarinense o novato Victor Fronza, de Rio do Sul, que compete pela primeira vez no Arena Cross, na categoria 50cc. Estou treinando e espe-ro chegar entre os trs primei-ros, acredita Fronza.

    Foto: Divulgao

    Arena Cross promete show de velocidade hoje no Beto Carrero World

    Vice-lder da categoria mster do cir-cuito catarinense de bodyboarding, o bodyboarder de Balnerio Piarras, Alexandre Menezes, comea neste ms a gravao de um vdeo promo-cional sobre o seu desempenho nas ondas do Estado. A produo deve ter cerca de oito minutos e ser dirigida por Richard Frankl, da produtora Pi-racema Filmes. Segundo o prprio Me-nezes, entre agosto e outubro devem rolar as filmagens em praias do Litoral Norte catarinense e tambm da Grande Florianpolis. O lanamento do vdeo est previsto para novembro.Alm da atuao do atleta em cima da prancha, a inteno aproveitar as belas paisagens do litoral catarinense, imagens de Alexandre nas competies e depoimentos de atletas e patrocinadores sobre o personagem principal da produo.

    De luto, So Joo do Itaperi deixa Moleque Bom de Bola aps disputar apenas uma partidaUm ato de solidariedade mar-cou a passagem da equipe feminina de So Joo do Ita-peri pela etapa regional do Moleque Bom de Bola, em Mafra, na ltima semana. Aps a morte do irmo de uma das atletas, o restante das garotas de 12 a 14 anos e o secretrio de Esportes do mu-nicpio, Anderson Catafesta, decidiram por deixar a com-petio e retornar a cidade, em apoio famlia da colega.A atleta Andriele Jarozinski

    irm de Jlio Cesar Jarozin-ski, 18 anos, que morreu em um acidente envolvendo uma carreta na BR-280 entre Rio Negrinho e So Bento do Sul. Jlio e Andriele so filhos do presidente da Cmara de Vereadores de So Joo do Ita-peri, Sandro Jarozinski. Antes do acidente, a equipe fez uma nica partida na etapa regional do Moleque Bom de Bola, que a principal com-petio de futebol de campo entre escolas de Santa Cata-

    rina. As meninas de So Joo do Itaperi haviam vencido o time de Presidente Getulio por 1 a 0 quando ficaram sabendo do falecimento de Jlio. De luto, o grupo no enfrentou os demais adversrios de sua chave, que seriam Papanduva, Rio do Oeste e Pomerode.Esta foi a primeira vez que uma equipe do municpio chegou at a fase regional do Moleque Bom de Bola.

    Pista ser a principal novidade do evento, que conta com disputas em cinco categorias

    Bodyboarder de Balnerio Piarras comea a gravar vdeo promocionalA equipe do Lagoa Es-porte Clube, de Balnerio Piarras, estreia neste domingo no campeonato da liga de futebol amador de Itaja, considerada a mais forte do litoral norte catarinense. O Lagoa comea a competio fora de casa, contra a equipe do Dom Bosco, no campo do Nossa Senhora das Graas em Itaja, s 15h. O Lagoa ser a nica equipe da regio a dispu-tar esta competio.De acordo com o tcnico Rafael Batista, a equipe espera bons resultados na competio. Este o 2 ano que esta equipe joga junto. Foi mantida a base do ano passado e vale destacar que mais de 90% dos atletas so do nosso municpio e disputaram o campeonato municipal deste ano, comenta Batista, que ficou em terceiro na competio local. Para este novo desafio, o Lagoa conta com patrocnio da prefeitura de Balnerio Piarras.

    Lagoa estreia na liga amadora de Itaja