jornal ufg 75

Download Jornal ufg 75

Post on 24-Jul-2016

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Publicao da Assessoria de Comunicao Universidade Federal de Gois ANO IX N 75 NOVEMBRO/DEZEMBRO DE 2015 www.jornalufgonline.ufg.br

TRANSCRIPT

  • ANO IX N 75 NOVEMBRO/DEZEMBRO 2015

    J O R N A L

    Entrevista com o diretor do Planetrio, Juan Bernardino, destaca 45 anos de existncia da unidadep. 3

    Laboratrio promove incluso digital para comunidade do municpio de Catalop. 14

    Mesa-redonda discute a transexualidade e a luta pelo fim do preconceitop. 6 e 7

    Carlos Siqueir

    a

    Pesquisa analisa conforto trmico de feiras livresTemperaturas altas ocorrem at mesmo em horrios amenos, como no incio da manh, o que provoca desconforto a quem frequenta esses ambientesp. 12 e 13

  • 2O

    pini

    o EDITORIAL

    Direto do Instagram @ufg_oficial

    O balano de um ciclo de trabalhoMichele Martins*A ltima edio do ano do Jornal UFG, pela maior extenso, adquire um carter especial para a equipe de Jornalismo da Ascom, alm de representar o fechamento de um ciclo em nosso tra-balho. Ao finalizarmos esta edio, percebemos com satisfao a variedade de temas abordados, os quais contemplam aes de ensino, pesquisa e extenso em todas as Regionais da instituio.Ao longo deste ano nossa equipe conseguiu pautar assuntos relacionados incluso e permanncia no ensino superior, como foi o caso da acessibilidade e a adoo de cotas na ps-graduao. Nesta edio, dois temas ganharam destaque: a Transexualidade e o Pro-grama de Estudantes-Convnio de Graduao (PEC--G). O primeiro foi abordado em uma mesa-redonda que revela um grande tabu na sociedade brasileira mantido pela falta de informao e pelo preconceito. Nesta seo, produzida em conjunto com a Rdio Uni-versitria e a TV UFG, foi possvel unir especialistas em um debate que expe as dificuldades que os tran-sexuais precisam superar para exercer seus direitos.Na Universidade existem vrios exemplos de equipes dedicadas a oferecer sociedade servios e conheci-mentos importantes. Uma destas equipes a do Plane-trio UFG, vinculado ao Instituto de Estudos Socioam-bientais (Iesa). Em outubro de 2015 ele completou 45 anos e, neste perodo, foi responsvel por encantar e ensinar milhares de crianas e adultos que nunca es-quecem do dia em que assistiram uma sesso dentro da cpula. Em entrevista, o diretor do Planetrio rela-ta o imenso sentimento que o impulsiona a se dedicar diariamente a este importante espao museolgico.

    Universidade Reitor:

    Orlando Afonso Valle do Amaral; Vice-reitor:

    Manoel Rodrigues Chaves; Pr-reitor de Graduao:

    Luiz Mello de Almeida Neto; Pr-reitor de Ps-Graduao:

    Jos Alexandre Felizola Diniz Filho; Pr-reitora de Pesquisa e Inovao:

    Maria Clorinda Soares Fioravanti; Pr-reitora de Extenso e Cultura:

    Giselle Ferreira Ottoni Cndido; Pr-reitor de Administrao e Finanas:

    Carlito Lariucci;Pr-reitor de Desenvolvimento

    Institucional e Recursos Humanos: Geci Jos Pereira da Silva;

    Pr-reitor de Assuntos da Comunidade Universitria:

    Elson Ferreira de Morais.

    Jornal UFG Coordenadora de Imprensa:

    Michele Martins; Editora:

    Kharen Stecca;Editora-assistente:

    Anglica Queiroz; Conselho editorial:

    Angelita Pereira de Lima, Cleomar Rocha, Estael de Lima Gonalves (Jata), Lus Maurcio Bini, Pablo

    Fabio Lisboa, Reinaldo Gonalves Nogueira, Silvana Coleta Santos Pereira, Thiago Jabur

    (Catalo) e Vitor Sousa Freitas (Cidade de Gois); Suplente:

    Mariana Pires de Campos Telles; Projeto grfico e editorao:

    Reuben Lago; Fotografia:

    Carlos Siqueira; Reportagem:

    Anglica Queiroz e Serena Veloso; Reviso:

    Fabiene Batista e Bruna Tavares; Estagirios:

    Italo Wolff e Wanessa Olmpio (Jornalismo); Bolsistas:

    Michel Gomes (Diagramao); Anna Carolina Mendes (Jornalismo);

    Adriana Silva e Camila Caetano (Fotografia); Impresso:

    Centro Editorial e Grfico (Cegraf ) da UFG; Tiragem:

    7.000 exemplares

    Publicao da Assessoria de Comunicao Universidade Federal de Gois

    ANO IX N 75 NOVEMBRO/DEZEMBRO DE 2015www.jornalufgonline.ufg.br

    ASCOM Reitoria da UFG Cmpus Samambaia

    Caixa Postal: 131 CEP 74001-970Goinia GO

    Tel.: (62) 3521-1310 /3521-1311 www.ufg.br www.ascom.ufg.br

    jornalismo.ascom@ufg.br@ufg_oficial

    J O R N A L

    @renatoribeiro02 @yscyuri@daismavaz@anakarladiniz

    Suas fotos podem aparecer por aqui! Use as hashtags #orgulhodeserUFG e #UFG no Instagram

    Outro assunto de destaque a pesquisa que estam-pa a capa: a variao nos parmetros climticos a partir de dados coletados na Feira Hippie e no Mer-cado Aberto de Goinia. Vivemos um perodo de elevao na temperatura global, sentimos os seus efeitos diariamente e pesquisas como esta apon-tam para a necessidade de considerar as condies atmosfricas como subsdio ao planejamento e de-senvolvimento urbano.Atividades relacionadas ao empreendedorismo cres-cem na universidade. Nesta edio, abordamos dois exemplos desenvolvidos na UFG. Uma na rea de Educao Ambiental, com a empresa jnior dos cur-sos de Cincias Ambientais e Geografia da Regional Goinia, e outra com a pesquisa financiada pelo Mi-nistrio da Cultura e CNPq na rea da economia cria-tiva, com participao de integrantes da comunidade da Regional Gois.Todo o contedo que pautou este jornal revela a ma-turidade e o protagonismo da UFG no cenrio nacio-nal. Essa maturidade abriu caminhos para oportuni-dades de ampliao do acesso ao ensino superior e motivaram a articulao poltica de gestores nas trs esferas governamentais. Um dos mais importantes resultados dessas articulaes foi anunciado no in-cio de novembro: a criao de duas novas universi-dades no Estado de Gois a partir da Regional Cata-lo e da Regional Jata. Esperamos que juntas essas universidades possibilitem alavancar o desenvolvi-mento de nosso Estado e que exemplos de projetos de pesquisa, ensino e extenso continuem pautando o jornalismo. Tenham uma boa leitura!

    *Coordenadora de Imprensa da Ascom

  • 3nos quais os alunos tm aulas no Planetrio. Na extenso, atendemos uma quantidade significa-tiva de estudantes da educao bsica, cerca de 25 mil por ano. Atendemos os grupos de forma personalizada, por faixa etria e grau de escola-ridade. Na rea de pesquisa, temos vrios proje-tos financiados pelo CNPq, que esto vinculados a projetos de ps-graduao. O Planetrio tem uma funo importante do ponto de vista institucional e continua sendo um espao para a comunidade.Quais os planos futuros para o Planetrio?

    Na rea externa do Planetrio temos um projeto, j aprovado pelo CNPq, de construir dois obser-vatrios didticos. S depende da liberao do recurso. A infraestrutura fsica para a instala-o ser feita com recursos do prprio Planet-rio. Queremos construir uma pequena rplica de Stonehenge (runas da Inglaterra, que misturam conhecimento religioso com conhecimento astro-nmico, um smbolo da Astronomia antiga) e um Sistema Solar, ao longo do tnel do trenzinho no Mutirama. E tambm um laboratrio didtico de Astronomia e Astronutica na parte superior do Planetrio, que tem cerca de 450 metros de rea, preservando a arquitetura do prdio.

    O Planetrio uma constante fantasia, um sonho. uma utopia. No vou chegar no pote de ouro no final do arco-ris nunca, mas eu quero caminhar para l. No nvel coletivo, quero dar s pessoas o que acho fantstico, o que me faz feliz

    Entrevista Juan Bernardino Marques Barrio

    Contemplar o cu preciso

    Kharen SteccaO Planetrio da UFG, vinculado ao Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa), comple-tou, em outubro de 2015, 45 anos. O plane-trio mais antigo do Brasil, localizado no Parque Mutirama, um marco tanto para a Universidade, quanto para a cidade de Goinia. um local onde conhecimento gerado, mas tambm um ponto turstico. Mais de 25 mil pessoas assistem por ano as sesses do Planetrio que ocorrem todos os do-mingos e tambm com agendamento para escolas. Para falar um pouco sobre a trajetria desse espa-o museolgico, conversamos com o atual diretor do Planetrio da UFG, Juan Bernardino Marques Barrio, que se dedica h 26 anos ao trabalho nessa Unidade. Confira a entrevista.

    O que se destaca na histria do Planet-rio da UFG?

    O Planetrio da UFG o mais antigo em funciona-mento no Brasil. Antes dele existiam apenas o Pla-netrio do Ibirapuera, em So Paulo, e o da Escola Naval do Rio de Janeiro, ambos hoje fechados. Ns conseguimos ao longo desse perodo no parar de funcionar, exceto entre 1974 e 1977 quando, por problemas de infraestrutura fsica, houve um fecha-mento temporrio. Uma caracterstica do Planet-rio que, nos ltimos dez anos, entregamos para a sociedade mais do que atividades ldicas e de exten-so. Temos as disciplinas de graduao na Univer-sidade e tambm um programa de ps-graduao de Mestrado e Doutorado em Educao em Cincias e Matemtica. O Planetrio tem sido sempre uma referncia no pas. Temos, hoje, quatro professores trabalhando no Planetrio, o que no comum. To-das as sesses do Planetrio so ministradas por

    um dos professores. Fazemos questo disso, o que faz diferena porque sempre realizamos um dilo-go com os alunos aps a sesso. Hoje o Planetrio tambm a sede permanente da Associao Brasi-leira de Planetrios, da qual sou o atual presidente e o professor Paulo Henrique Sobreira, o tesoureiro. Isso nos d tambm outra perspectiva dentro dos planetrios brasileiros.O aparelho o mesmo desde a criao do espao?O aparelho o mesmo e isso um de nossos luxos. Esse tipo de aparelho antigo tem maior facilidade de manuteno com uma qualidade de cu que os novos equipamentos no tm. No Planetrio Mvel uma estrutura inflvel que pode ser levada para outros locais a fim de realizar exibies que di-gital, fazemos projees de filmes produzidos. No fixo, como o nosso no Parque Mutirama, temos um cu permanente, onde trabalhamos com esse cu e, com os projetores auxiliares, fazemos novos efeitos. Brinco dizendo que temos um fusquinha que funciona perfeitamente. s vezes prefervel um fusquinha do que uma Ferrari que voc no consegue dar manuteno. E isso o que aconte-ce com os equip