Jornal serrano 4ª edição 2012

Download Jornal serrano 4ª edição 2012

Post on 10-Jul-2015

198 views

Category:

News & Politics

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Pensamos na oportunidade de prestar a voc uma simples, mas calorosa homenagem e aproveitar para agradec-la e parabeniz-la pela </p><p>passagem de mais um ano em sua vida. </p><p>Mestra pela sabedoria, transparncia, delicadeza, honestidade e tica nas suas atitudes e postura sria. </p><p>A pessoa maravilhosa que voc , e a importncia do seu ofcio, nos faz reconhecer o seu talento, sua dedicao e seu brilho. </p><p>Realizaes to importantes, sempre convencendo todos de suas potencialidades e que da fraqueza sempre surge a fora para tornar-se um guerreiro. </p><p>Incalculvel no olhar, na elegncia e charme, sempre transmitindo paz e serenidade para todos no seu dia a dia, pois voc grande e nobre. </p><p>As crticas, as noites mal dormidas... tudo isso no foi suficiente para te fazer desistir do seu maior sonho: tornar possveis os sonhos de muitos. </p><p>De valores essenciais para a felicidade, a sua vocao sempre despertou a vocao de muitos, que carregam no peito o orgulho de educar. </p><p>Incomparvel mulher, exemplo de filha, de me, av e companheira. </p><p>Notvel com sua meiga, doce e suave voz, calma e pondervel, pois o seu carinho lapida o seu corao a cada dia </p><p>Admirada por todos, conhecedora e transmissora de conhecimentos, humildade e simplicidade e a quem podemos recorrer quando a vida se mostrar difcil. </p><p>Com gratido, hoje e sempre, por aquilo que voc por aquilo que voc faz. Felicidades! Equipe do Jornal Serrano. </p><p>Ano 2 N 4 Serra da Saudade/MG, abril a junho de 2012 Informativo da Escola Municipal Lus Machado Filho Distribuio Gratuita </p></li><li><p> FUNCIONRIOS DA ESCOLA MUNICIPAL "LUS MACHADO FILHO" E CEMEI MENINO JESUS. </p><p> Ele desperta algo inexplicvel </p><p> dentro das pessoas... </p><p> preciso, necessrio </p><p> incontrolvel... </p><p> S quer a pessoa amada, </p><p> E mais nada! </p><p> Sem o amor, </p><p> Tudo para a vida se torna dor! </p><p> Uma pessoa pode ser importante... </p><p> Por isso: questione... </p><p> Apaixone... </p><p> Ame intensamente... </p><p> O amor complicado... </p><p> S vivendo para entend-lo. </p><p> Ele mgico e s vezes cego... </p><p> Vivendo com a pessoa amada </p><p> Tudo mais fcil... </p><p> Mas s vezes tudo d errado... </p><p> No v quem te ama? </p><p> Amou a pessoa errada, </p><p> Numa loucura danada </p><p> E agora seu corao est partido, </p><p> Como se nada pudesse </p><p> reconstitu-lo. </p><p>O que o que ? </p><p>1. Por mais que cortado, fica do mesmo tamanho? </p><p>2. O que ns sempre somos obrigados a colocar no p? </p><p>3. O que todo mundo tem, mas quando precisa vai ao mercado comprar? </p><p>4. O que est no comeo da rua, no fim do mar e no meio da terra? </p><p>5. Por que o portugus coloca um balde de gelo em cima do DVD? </p><p>Abril </p><p>Ana Paula 07/04 </p><p>Maria de Ftima 09/04 Wanda 14/04 </p><p>Miriam 17/04 </p><p>MAIO </p><p>Fernanda 09/05 </p><p>Lindalva 10/05 Ren 13/05 </p><p>Danielle 17/05 </p><p>Luciane 12/06 Regina 09/06 </p><p>Maria das Dores 12/06 Lucimeire 12/06 </p><p>Maria Lcia 12/06 Maria Jos 17/06 </p><p>Vincius 18/06 </p><p>JUNHO </p><p>Alexandra 7 ano </p></li><li><p>AQUELA MULHER ERA NOSSA DIVINA ME... </p><p>Mulher com brilho </p><p>firmeza inabalvel, passos </p><p>apressados, voz forte. </p><p>Desafiou todos e a si </p><p>mesma, desafiou </p><p>muito mais, pois nunca se </p><p>deteve em avanar a paz. </p><p>Era mesmo uma mulher </p><p>que mesmo na solido, na </p><p>pobreza ou na fartura </p><p>procurou sempre dividir </p><p>tudo o que pouco </p><p>conquistou. Aquela que </p><p>passou por cima da dor de seus prprios medos, caminhou </p><p>enfrentando resistncia do movimento de seu ideal, de suas metas, </p><p>coragem atravessando montanhas, percorrendo caminhos de pedras, </p><p>chorou ... chorou muito sabemos disso. Sofreu em silncio, sozinha, </p><p>confiou mesmo sabendo que o mundo poderia desabar a qualquer </p><p>instante. </p><p>Mulher guerreira enfrentou a vida com coragem e muita alegria, </p><p>no se deixava transparecer tristeza em sua face j gasta, sempre </p><p>alegre com um sorriso no rosto. </p><p>Nos deixou e nos deixa com muitas saudades no fundo de nossos </p><p>coraes. </p><p>Te dedicamos essa homenagem, mame, mesmo sem voc, </p><p>abraamos e te acariciamos, pois porque est junto de Deus e </p><p>estar sempre presente em todas as sensaes que o tempo nunca </p><p>apagar. </p><p>Feliz dia as mes mesmo no estando fisicamente presente em </p><p>nossas vidas mais.Mesmo entre lgrimas, ns te agradecemos ... </p><p>Queremos agradecer tambm todos aqueles que durante seus </p><p>dias de vida dedicaram a ela tanto carinho e solidariedade, em </p><p>demonstraes comoventes de amizade. </p><p>Obrigado por nos permitir viver com uma pessoa to especial </p><p>como voc. </p><p> Te amamos e vamos te amar eternamente! </p><p>DIVINA MARTA, DIVINA ME </p><p>SAUDADE ETERNA DE TODA FAMLIA </p><p>MAIS UM EXEMPLO DE VIDA </p><p>Os homenageados da coluna, nesta edio, so a Da. Conceio Naves de Oliveira e o Sr. Saul Antnio de Oliveira, um dos casais mais antigos de Serra da Saudade 63 anos de casados! Eles tm </p><p>seis filhos, sete netas, trs netos, uma bisneta e uma histria de vida de tirar o flego... de tantas lutas, uma f inabalvel em Deus e muitas vitrias! Tudo comeou l na segunda metade dos anos quarenta. Uma das moas mais bonitas do vilarejo, naquela poca, Da. Conceio, a o, ficava intrigada com aquele moo calado, pensativo e de semblante tristonho. Bem, apesar dos rigores familiares, com a ajudazinha de alguns cupidos, no dia 26 de janeiro de 1949, os dois se casaram. Sr. Saul deixou o garimpo das guas geladas do Rio Indai e o combate s formigas savas, o que lhe rendeu o apelido de Saul Formigueiro e comprou um pedao de terra no municpio de So Gotardo. Com a ajuda da incansvel Da. Conceio, tornou-se cafeicultor na fazendinha Santa Cruz do Indaiazinho. Foram anos difceis, mas fundamentais para a construo do firme propsito de vida do casal: estudar os filhos para que tivessem uma vida menos dura no futuro. Jos Adilson, o </p><p>primeiro filho, foi alfabetizado pelo pai ainda na roa. As filhas j puderam frequentar as aulas no Grupo Escolar do Distrito. Com os filhos crescendo e estudando, a rotina do casal foi sendo alterada at que se estabilizou com Da. Conceio ficando na cidade, cuidando dos filhos e costurando para ajudar a pagar as despesas. Sr. Saul permaneceu na lida da fazenda, com o caf e, depois, com o gado, rotina diria que fez at os 80 anos de idade. Da. Conceio, at hoje, complementa a aposentadoria com seus bordados e confeco de cestinhas. A unio da famlia de Da. Conceio e Sr Saul motivo de admirao de todos e tem embasamento numas regrinhas que a famlia sempre seguiu e que os filhos, gentilmente, contaram cinco delas para ns. So elas: 1) ser honesto e trabalhador; 2) no mentir nunca; 3) estarem sempre juntos nos bons e maus momentos; 4) fazer bem feito e com zelo tudo que fizer; 5) estudar sempre. </p><p>Ao casal homenageado, nossos aplausos e agradecimentos pelos ensinamentos e, que Deus os proteja! </p><p>Parabenizamos aos familiares por fazerem parte de uma hormoniosa e estruturada famlia, e que possa ser exemplo para muitos casais. Com certeza, ali existe muito amor, dilogo e compreenso. </p><p> Parabns da Equipe do Jornal Serrano </p><p>12 DE AGOSTO DIA DOS PAIS </p></li><li><p>Um verdadeiro educador no deve colocar-se na posio de detentor do saber, deve antes, colocar-se na posio de quem no sabe tudo, reconhecendo que mesmo um analfabeto portador do conhecimento mais importante: o da vida. O professor um eterno aprendiz, segundo GADOTTI Ensinar, educar cuidar e amar, misso do professor. Ensinar aquilo que aprendeu educar e formar o aluno cuidar com amor e carinho, preparar o aluno, para este se preparar para a vida. Educar lapidar diamante. </p><p>Na Escola Municipal "Luis Machado Filho" e CEMEI, efetuado um trabalho o qual possa levar o aluno, a criana a adquirir uma aprendizagem significativa, compreendendo o aluno em sua individualidade, respeitando seu potencial. Vo alm de apenas ensinar. feito um trabalho que tambm forma o cidado. </p><p>A direo nas pessoas de Rosimeire de Oliveira e Jalma Ferreira e Maria de Ftima coordenadora do CEMEI, demonstrando uma grande preocupao em relao de como desenvolver o planejamento que possa gerar um ensino de qualidade. Tambm o pedaggico sempre buscando recursos para que possa acontecer uma aprendizagem significativa. Os professores, estes, desempenham seu trabalho com muito compromisso e entusiasmo motivando o educando a criana para aprender a aprender, sempre preocupados com o aluno na sua individualidade, respeitando o seu potencial, correndo atrs de novidades, de algo diferente para ampliar horizontes de conhecimentos. </p><p>O trabalho sendo assim, de forma coletiva, o resultado acontece com sucesso como vem acontecendo, porm, nunca estamos prontos e acabados preciso que continuamos a buscar cada vez mais aprimorar nossos conhecimentos. </p><p>Apoio da atual administrao e do Secretrio de Educao o que no falta. E assim, os trabalhos de nossos alunos apresentados no jornal serrano fruto de um desempenho coletivo principalmente dos professores que ali esto sempre preocupados com a aprendizagem dos alunos. </p><p>Fica um recadinho: Descubra cada vez mais o prazer pelo que faz e procure amar tambm cada aluno, cada criana, cada serzinho seu. Temos que ser o melhor que pudermos ser. Continuem fazendo tudo muito bem feito. Interaja com o aluno com paixo e ternura. A afetividade fundamental para auxiliar na aprendizagem. Portanto, use sempre a afetividade. </p><p>Projetos em ao da Escola Municipal "Luis Machado Filho", CEMEI e Patrimnio Cultural, Juventude Inteligente com: Valores ticos, morais e culturais. O mundo encantado da leitura: Sendo um grande incentivo para a leitura e criatividade dos alunos em produzir gneros textuais. </p><p>Equipe pedaggica. </p><p>A ESCOLA </p><p>A escola onde ns estudamos no particular, Ela municipal, onde todos tm direitos iguais. </p><p>Temos bons funcionrios, boa comida, boas salas E tambm boas amizades. </p><p> Nossa escola um lugar bem aconchegante, </p><p>Onde todos so bem tratados. </p><p>Alguns dias atrs, teve uma reforma E como ela ficou linda! </p><p>Cada sala de uma cor diferente! </p><p>Ns vamos para a escola para aprendermos a aprender, </p><p>Pois, l o melhor lugar Em que passamos os melhos momentos </p><p>De nossas vidas. </p><p>Por isso que somos muito felizes Por ter essa bela escola. </p><p> Alunos do 2 ano. </p><p>Professora Edilia. </p><p>TRABALHOS DOS ALUNOS DO 3 ANO PROFESSORA DANIELLE </p><p>A me natureza(Willian Gustavo) </p><p>Escutar belos cantos dos pssaros Ver lindas e verdes paisagens Admirar a beleza das rvores E estas nunca deveriam cortar Deixar a linda natureza cantar! Ricardo e Talita </p><p> Os animais, as flores esto morrendo </p><p>Com as queimadas que o homem est fazendo Tudo triste, tudo maldade </p><p>A, perguntamos. Por que tanta crueldade? </p><p>Thyanara e Gesilene </p><p>Para a natureza permanecer bonita, preciso de ser bem cuidada. preciso gua, campos e florestas. Preservar, no desmatar, no queimar E muito se cuidar! Erick e Ingrid </p><p> Todos sabem que se a natureza morrer </p><p>Onde as aves e os animais ira se esconderem Ento que o homem se conscientize </p><p>Que precisamos da me natureza Por que destruir tanta beleza? </p><p>Antnio e Yasmin </p><p>Ilustraes: Maicon e Vernica </p></li><li><p>PATRIMNIO CULTURAL DE SERRA DA SAUDADE </p><p>Serra da Saudade vem desenvolvendo o Projeto Patrimnio Cultural. O objetivo principal levar at a comunidade o conhecimento do que Patrimnio Cultural atravs da pessoa de Ceclia Faustino responsvel pelo bom andamento do Projeto. </p><p>O Patrimnio, a herana do passado com que vivemos e que passamos s geraes vindouras. </p><p>Para preservar o Patrimnio Cultural, necessrio inicialmente conhec-lo por meio de inventrios e pesquisas realizadas pelos rgos de preservao, em conjunto com a comunidade. </p><p>Sendo assim, teremos um grande acervo de bens culturais e os mesmos serem reconhecidos como veculo de informao. </p><p>Patrimnio Cultural a soma dos bens culturais, portadores de valores que pode ser legados s geraes futuras. </p><p>Incluindo no Projeto, a Escola Estadual "Lus Machado Filho", est desenvolvendo entre os alunos do 4 e 5 ano o "PROJETO EDUCAR", tendo como coordenadora a professora </p><p>Edmara Bernardes. Os trabalhos esto sendo realizados pelas professoras Rosilene Diniz e Maria Jos Ribeiro. Foi ministrado pela professora do 5 ano Maria Jos no dia 05 de julho, uma palestra sobre o que Patrimnio Cultural, para os alunos e com a participao da professora do 4 ano Rosilene, da coordenadora Pedaggica Maria das Graas, a vice-diretora Jalma, diretora Rosimeire e a coordenadora do Projeto Edmara Bernardes do "PROJETO EDUCAR", com os seguintes objetivos: </p><p> Sensibilizar e conscientizar as crianas saudadenses a importncia de passar s geraes suas heranas culturais; </p><p> Estimular as crianas a preservar os velhos costumes que Serra da Saudade possui, afim de que no perca sua identidade; </p><p> Gerar conhecimentos do que seja um Patrimnio Cultural; </p><p> Incentivar as crianas a zelar pela cultura e costumes da cidade; </p><p> Motivar as crianas a adquirir o senso de cidadania; </p><p> Ampliar os conhecimentos sobre melhorar a qualidade de vida da comunidade. </p><p>Concluindo, aps a palestra, foi elaborada uma avaliao para diagnosticar o conhecimento adquirido atravs da mesma com apresentao de cartazes e de todo o trabalho desenvolvido pelos professores. Foi gratificante as respostas dos alunos, demonstraram uma aprendizagem bastante significativa e satisfatria, em relao ao que Patrimnio Cultural, bens materiais, imateriais, o que tombamento de um Patrimnio, bens inventariados, bens mveis, bens de valor histrico e muito mais. </p><p>Ficou um conhecimento muito rico, deixando os alunos bastante informados e interessados pelo assunto. </p><p>Parabns a todos os envolvidos e que continuem sempre trabalhando sobre o projeto, pois, O Patrimnio Cultural fomenta o respeito pelas diferenas e promove uma CULTURA DE PAZ. </p><p>Equipe Jornal Serrano </p><p>UMA EDUCAO DE QUALIDADE </p><p> Uma gesto compartilhada, tica </p><p>e com muito compromisso. Conduzem a Escola Municipal Lus Machado Filho de forma democrtica, baseando no dilogo, na troca de ideias. Preocupam muito com o pedaggico, sempre incentivando para que acontea um ensino de qualidade para todos os alunos, usando de palavras sinceras e com determinao. Os resultados esto acontecendo com muito sucesso, tanto nas avaliaes internas como externas. </p><p> Rosimeire de Oiveira - Diretora Jalma Ferreira Vice-Diretora </p><p>Maria de Ftima coordenadora do Centro Municipal de Educao Infantil Menino Jesus CEMEI, conduz aquela entidade com muito sucesso e compromisso juntamente com seus funcionrios vem desempenhando um timo trabalho. Todos sabem a tamanha responsabilidade com aquelas criancinhas que ali esto e tudo est muito bem, graas ao esforo e a dedicao de cada um. </p><p>Maria De Ftima Silva </p></li><li><p> TOCANDO EM FRENTE PROJETO: O MUNDO ENCANTADO DA LEITURA </p><p>No dia 16 de maro de 2012, no Salo Nobre da Escola Municipal Lus Machado Filho" contamos com mais uma apresentao sobre o referido Projeto. Com o objetivo de levar aos alunos a paixo constante de que podem transmitir muito aos outros aquilo que descobrem atravs da leitura, pois ler uma ao produ...</p></li></ul>