jornal serrano 4ª edição 2012

Download Jornal serrano 4ª edição 2012

Post on 10-Jul-2015

198 views

Category:

News & Politics

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Pensamos na oportunidade de prestar a voc uma simples, mas calorosa homenagem e aproveitar para agradec-la e parabeniz-la pela

    passagem de mais um ano em sua vida.

    Mestra pela sabedoria, transparncia, delicadeza, honestidade e tica nas suas atitudes e postura sria.

    A pessoa maravilhosa que voc , e a importncia do seu ofcio, nos faz reconhecer o seu talento, sua dedicao e seu brilho.

    Realizaes to importantes, sempre convencendo todos de suas potencialidades e que da fraqueza sempre surge a fora para tornar-se um guerreiro.

    Incalculvel no olhar, na elegncia e charme, sempre transmitindo paz e serenidade para todos no seu dia a dia, pois voc grande e nobre.

    As crticas, as noites mal dormidas... tudo isso no foi suficiente para te fazer desistir do seu maior sonho: tornar possveis os sonhos de muitos.

    De valores essenciais para a felicidade, a sua vocao sempre despertou a vocao de muitos, que carregam no peito o orgulho de educar.

    Incomparvel mulher, exemplo de filha, de me, av e companheira.

    Notvel com sua meiga, doce e suave voz, calma e pondervel, pois o seu carinho lapida o seu corao a cada dia

    Admirada por todos, conhecedora e transmissora de conhecimentos, humildade e simplicidade e a quem podemos recorrer quando a vida se mostrar difcil.

    Com gratido, hoje e sempre, por aquilo que voc por aquilo que voc faz. Felicidades! Equipe do Jornal Serrano.

    Ano 2 N 4 Serra da Saudade/MG, abril a junho de 2012 Informativo da Escola Municipal Lus Machado Filho Distribuio Gratuita

  • FUNCIONRIOS DA ESCOLA MUNICIPAL "LUS MACHADO FILHO" E CEMEI MENINO JESUS.

    Ele desperta algo inexplicvel

    dentro das pessoas...

    preciso, necessrio

    incontrolvel...

    S quer a pessoa amada,

    E mais nada!

    Sem o amor,

    Tudo para a vida se torna dor!

    Uma pessoa pode ser importante...

    Por isso: questione...

    Apaixone...

    Ame intensamente...

    O amor complicado...

    S vivendo para entend-lo.

    Ele mgico e s vezes cego...

    Vivendo com a pessoa amada

    Tudo mais fcil...

    Mas s vezes tudo d errado...

    No v quem te ama?

    Amou a pessoa errada,

    Numa loucura danada

    E agora seu corao est partido,

    Como se nada pudesse

    reconstitu-lo.

    O que o que ?

    1. Por mais que cortado, fica do mesmo tamanho?

    2. O que ns sempre somos obrigados a colocar no p?

    3. O que todo mundo tem, mas quando precisa vai ao mercado comprar?

    4. O que est no comeo da rua, no fim do mar e no meio da terra?

    5. Por que o portugus coloca um balde de gelo em cima do DVD?

    Abril

    Ana Paula 07/04

    Maria de Ftima 09/04 Wanda 14/04

    Miriam 17/04

    MAIO

    Fernanda 09/05

    Lindalva 10/05 Ren 13/05

    Danielle 17/05

    Luciane 12/06 Regina 09/06

    Maria das Dores 12/06 Lucimeire 12/06

    Maria Lcia 12/06 Maria Jos 17/06

    Vincius 18/06

    JUNHO

    Alexandra 7 ano

  • AQUELA MULHER ERA NOSSA DIVINA ME...

    Mulher com brilho

    firmeza inabalvel, passos

    apressados, voz forte.

    Desafiou todos e a si

    mesma, desafiou

    muito mais, pois nunca se

    deteve em avanar a paz.

    Era mesmo uma mulher

    que mesmo na solido, na

    pobreza ou na fartura

    procurou sempre dividir

    tudo o que pouco

    conquistou. Aquela que

    passou por cima da dor de seus prprios medos, caminhou

    enfrentando resistncia do movimento de seu ideal, de suas metas,

    coragem atravessando montanhas, percorrendo caminhos de pedras,

    chorou ... chorou muito sabemos disso. Sofreu em silncio, sozinha,

    confiou mesmo sabendo que o mundo poderia desabar a qualquer

    instante.

    Mulher guerreira enfrentou a vida com coragem e muita alegria,

    no se deixava transparecer tristeza em sua face j gasta, sempre

    alegre com um sorriso no rosto.

    Nos deixou e nos deixa com muitas saudades no fundo de nossos

    coraes.

    Te dedicamos essa homenagem, mame, mesmo sem voc,

    abraamos e te acariciamos, pois porque est junto de Deus e

    estar sempre presente em todas as sensaes que o tempo nunca

    apagar.

    Feliz dia as mes mesmo no estando fisicamente presente em

    nossas vidas mais.Mesmo entre lgrimas, ns te agradecemos ...

    Queremos agradecer tambm todos aqueles que durante seus

    dias de vida dedicaram a ela tanto carinho e solidariedade, em

    demonstraes comoventes de amizade.

    Obrigado por nos permitir viver com uma pessoa to especial

    como voc.

    Te amamos e vamos te amar eternamente!

    DIVINA MARTA, DIVINA ME

    SAUDADE ETERNA DE TODA FAMLIA

    MAIS UM EXEMPLO DE VIDA

    Os homenageados da coluna, nesta edio, so a Da. Conceio Naves de Oliveira e o Sr. Saul Antnio de Oliveira, um dos casais mais antigos de Serra da Saudade 63 anos de casados! Eles tm

    seis filhos, sete netas, trs netos, uma bisneta e uma histria de vida de tirar o flego... de tantas lutas, uma f inabalvel em Deus e muitas vitrias! Tudo comeou l na segunda metade dos anos quarenta. Uma das moas mais bonitas do vilarejo, naquela poca, Da. Conceio, a o, ficava intrigada com aquele moo calado, pensativo e de semblante tristonho. Bem, apesar dos rigores familiares, com a ajudazinha de alguns cupidos, no dia 26 de janeiro de 1949, os dois se casaram. Sr. Saul deixou o garimpo das guas geladas do Rio Indai e o combate s formigas savas, o que lhe rendeu o apelido de Saul Formigueiro e comprou um pedao de terra no municpio de So Gotardo. Com a ajuda da incansvel Da. Conceio, tornou-se cafeicultor na fazendinha Santa Cruz do Indaiazinho. Foram anos difceis, mas fundamentais para a construo do firme propsito de vida do casal: estudar os filhos para que tivessem uma vida menos dura no futuro. Jos Adilson, o

    primeiro filho, foi alfabetizado pelo pai ainda na roa. As filhas j puderam frequentar as aulas no Grupo Escolar do Distrito. Com os filhos crescendo e estudando, a rotina do casal foi sendo alterada at que se estabilizou com Da. Conceio ficando na cidade, cuidando dos filhos e costurando para ajudar a pagar as despesas. Sr. Saul permaneceu na lida da fazenda, com o caf e, depois, com o gado, rotina diria que fez at os 80 anos de idade. Da. Conceio, at hoje, complementa a aposentadoria com seus bordados e confeco de cestinhas. A unio da famlia de Da. Conceio e Sr Saul motivo de admirao de todos e tem embasamento numas regrinhas que a famlia sempre seguiu e que os filhos, gentilmente, contaram cinco delas para ns. So elas: 1) ser honesto e trabalhador; 2) no mentir nunca; 3) estarem sempre juntos nos bons e maus momentos; 4) fazer bem feito e com zelo tudo que fizer; 5) estudar sempre.

    Ao casal homenageado, nossos aplausos e agradecimentos pelos ensinamentos e, que Deus os proteja!

    Parabenizamos aos familiares por fazerem parte de uma hormoniosa e estruturada famlia, e que possa ser exemplo para muitos casais. Com certeza, ali existe muito amor, dilogo e compreenso.

    Parabns da Equipe do Jornal Serrano

    12 DE AGOSTO DIA DOS PAIS

  • Um verdadeiro educador no deve colocar-se na posio de detentor do saber, deve antes, colocar-se na posio de quem no sabe tudo, reconhecendo que mesmo um analfabeto portador do conhecimento mais importante: o da vida. O professor um eterno aprendiz, segundo GADOTTI Ensinar, educar cuidar e amar, misso do professor. Ensinar aquilo que aprendeu educar e formar o aluno cuidar com amor e carinho, preparar o aluno, para este se preparar para a vida. Educar lapidar diamante.

    Na Escola Municipal "Luis Machado Filho" e CEMEI, efetuado um trabalho o qual possa levar o aluno, a criana a adquirir uma aprendizagem significativa, compreendendo o aluno em sua individualidade, respeitando seu potencial. Vo alm de apenas ensinar. feito um trabalho que tambm forma o cidado.

    A direo nas pessoas de Rosimeire de Oliveira e Jalma Ferreira e Maria de Ftima coordenadora do CEMEI, demonstrando uma grande preocupao em relao de como desenvolver o planejamento que possa gerar um ensino de qualidade. Tambm o pedaggico sempre buscando recursos para que possa acontecer uma aprendizagem significativa. Os professores, estes, desempenham seu trabalho com muito compromisso e entusiasmo motivando o educando a criana para aprender a aprender, sempre preocupados com o aluno na sua individualidade, respeitando o seu potencial, correndo atrs de novidades, de algo diferente para ampliar horizontes de conhecimentos.

    O trabalho sendo assim, de forma coletiva, o resultado acontece com sucesso como vem acontecendo, porm, nunca estamos prontos e acabados preciso que continuamos a buscar cada vez mais aprimorar nossos conhecimentos.

    Apoio da atual administrao e do Secretrio de Educao o que no falta. E assim, os trabalhos de nossos alunos apresentados no jornal serrano fruto de um desempenho coletivo principalmente dos professores que ali esto sempre preocupados com a aprendizagem dos alunos.

    Fica um recadinho: Descubra cada vez mais o prazer pelo que faz e procure amar tambm cada aluno, cada criana, cada serzinho seu. Temos que ser o melhor que pudermos ser. Continuem fazendo tudo muito bem feito. Interaja com o aluno com paixo e ternura. A af