jornal sebrae 255

Download Jornal Sebrae 255

Post on 13-Apr-2016

26 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal de negocios

TRANSCRIPT

  • negciosJornal de

    Ano XXI | # 255 | junho de 2015 | www.sebraesp.com.br | 0800-570-0800 | radio.sebraesp.com.br facebook.com/sebraesp youtube.com/sebraesaopaulo twitter.com/sebraesp |

    Foco na liderana, permite que Empretec melhore gesto e resultados

    Depois de lapidar o perfil empreendedor de cerca de 190 mil brasileiros, seminrio continua conferindo mais eficincia aos processos administrativos e ajudando a incrementar o faturamento mensal dos pequenos negciospginas 2, 23 e 24

    Moda que vem para ficar e conquistar a clientela

    Formalizao e registro da marca so os primeiros passos seguros para costureiras e outros profissionais do segmento de vesturio que querem expandir os negcios e garantir seu lugar no mercado. As vantagens incluem menores custos e chances de novos contratos pginas 6 e 7

    Reforo para o campo e na merendaApesar da ainda tmida adeso legislao que prev a compra de itens da agricultura familiar para a alimentao nas escolas, produtores expandem vendas e tm ajuda do Sebrae-SP | pginas 10 e 11

    Estratgias para acompanhar tendncias do varejo

    A internet e as redes sociais levam consumidores mais informados ao comrcio fsico, o que exige mudanas. Reinaldo Leite (foto), CEO da Fast Runner, na Capital, percebeu a novidade e j est se adaptando pginas 12 e 13

    Funcionrio motivado meio caminho andado para bons resultados investir em incentivos, que nem sempre envolvem valores monetrios, a ttica para manter a equipe com o nimo em alta e pronta para produzir mais e melhorpginas 20 e 21

    Programa oferece solues para tornar MPEs mais competitivas recm-lanado, o sebrae inova integra ferramentas e aes que abrangem quatro pilares: gesto empresarial, tecnologia, mercado e servios financeirospginas 6 e 7

    Presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais de Juquitiba e regio, Satiko Kitamura orienta quem quer aproveitar oportunidades

    capital

    Tiragem regional: 159.432

  • AgriculturA fAmiliArEmPREEnDEDORiSmO PLAnEJAmEntO Desenvolvimento local ProDuo oPortuniDaDes Gesto

    e-commerce venDas consumiDores caPacitao tenDncia

    cloud tags

    erca de 10 mil participantes so capacitados todos os anos pelo

    Empretec. Realizado exclusivamente pelo SEBRAE no Brasil, o curso utiliza metodologia criada pela Organiza-o das Naes Unidas (ONU) voltada para o desenvolvimento de caracte-rsticas de procedimento empreende-dor e de liderana, bem como para a identificao de novas oportunida-des. Ao longo de sua trajetria, j ca-pacitou mais de 190 mil pessoas, nos 26 Estados e Distrito Federal.

    Adriana Fernandes e o marido, Ricardo Homsi, fazem parte desse time. Ex-executivos de marketing, eles decidiram dar uma guinada nas carreiras e montar o prprio ne-gcio. A Mandala Comidas Especiais nasceu da dificuldade de Adriana em alimentar o filho alrgico. No havia opes no mercado e quando aparecia, tinha de separar a comida dos demais, o que o impedia de com-partilhar um prato com a famlia,

    conta. Da a ideia de criar uma cozi-nha restritiva, mas que qualquer um pudesse apreciar.

    No perodo de oito anos, Adriana fez uma srie de cursos e amadure-ceu processos de controle que viabi-lizaram a Mandala, inaugurada em abril deste ano. Alm do Empretec, o casal cursou novas capacitaes, sem-pre orientado pelo Escritrio Regional (ER) do Sebrae-SP Capital Oeste. Entre outras, destaca as de Gesto finan-ceira, Como transformar sua ideia em modelo de negcios e Programa Alimentos Seguros (PAS). So ge-niais porque oferecem outro conjunto de experincias difceis de perceber quando h envolvimentos financeiro e emocional. Situaes assim do cer-ta miopia, diz a empresria.

    O que a consultoria do Sebrae-SP faz colocar culos no empreen-dedor, compara, para quem a pre-cificao um dos momentos mais difceis. Para ela, o conhecimento

    deu clareza e fora para empreender. Praticamente passamos a morar dentro do Sebrae-SP, mas foi extre-mamente valioso.

    O gerente do ER do Sebrae-SP Capital Leste I, Joaquim Batista Xa-vier Filho, explica que o Empretec la-pida o comportamento em diferen-tes situaes, visando aplicao prtica o que ajuda quem tem ou pretende abrir um negcio. deci-siva a elaborao do plano prvio de negcios.

    Interessados em participar de no-vas turmas devem procurar os escri-trios do Sebrae-SP ou a Central de Atendimento: 0800-570-0800.

    Para lapidar as caractersticas de lideranaCom quase 2 milhes de empreendedores capacitados, Empretec se consolida como uma das grandes ferramentas para aperfeioar o comportamento dos gestores

    No Pas, semiNrio

    exclusividade do seBrae

    C

    HIsTrIA MundIAl do EMPrETEc

    nos anos 1960, o psiclogo e

    pesquisador norte-americano

    David mcClelland identifica que

    o estmulo para a realizao o

    elemento psicolgico crtico para

    os empreendedores de sucesso.

    Com essa descoberta, desenvolve

    o Seminrio para a Capacitao

    na motivao de Realizao e

    o aplica em mais de 40 pases.

    Pesquisa de meados dos anos 80

    com 44 empresrios demonstrou

    que 75% tiveram sucesso nos

    negcios.

    Em 1985, um evento sediado

    na inglaterra apresenta

    a nova formatao do seminrio,

    com 15 Caractersticas

    Comportamentais

    Empreendedoras (CCEs),

    estruturado com base em

    descobertas de mcClelland e

    do trabalho organizacional de

    marina Fanning, vice-presidente

    da management Systems

    international (mSi). Em 1993,

    diante do xito da ferramenta,

    o SEBRAE passou a oferecer

    o seminrio em SP, mG, ES,

    PE e no Distrito Federal. Hoje,

    est presente nas 27 unidades

    federativas do Pas.

    2 | jornal de negcios | Capital

  • edio 255 | junho de 2015 | 3

    Inspirao de cabeceira

    EMPREENDEDORES EXTRAORDINRIOS (Ed. Elsevier)John A. Byrne reuniu relatos e conselhos inspiradores de 25 empresrios que revolucionaram empresas ou setores inteiros, como o cocriador da Netflix, Reed Hastings, e o fundador da Starbucks, Howard Schultz.

    O EXECUTIVO SINCERO (Ed. Rocco)Como estabelecer relaes produtivas, manter-se motivado e pensar a trajetria profissional de forma mais ampla so alguns temas abordados por Adriano Silva.

    MISSO DADA MISSO CUMPRIDA (Ed. Saraiva)Repleto de estudos de estratgias e insights fascinantes baseados nas duas especialidades dos autores Gregory Hartley em interrogatrios e Maryann Karinch em comunicao , este livro um guia fascinante e prtico para vencer as batalhas no mundo dos negcios.

    ELOGIE. SUGIRA. CRITIQUE. RECLAME. Queremos ouvi-lo: 0800 570 0800ouvidoria@sebraesp.com.brwww.sebraesp.com.br > clique em OUVIDORIA.

    custo da energia eltrica aumenta 60% em 12 meses

    em 12 meses, o custo da energia eltrica subiu 60,42%. S em maro, teve elevao de 22,08%. os dados so do ndice nacional de Preos ao Consumidor Amplo (iPCA). no perodo de um ano, a inflao oficial, medida pelo iPCA, foi de 8,13%, e mais da metade de sua composio foi impactada pela energia. As regies metropolitanas campes de reajustes nas tarifas do setor foram Campo Grande (34,77%) e Curitiba (32,73%). Recife teve o menor: 0,65%. no Rio, a alta foi de 23,34%. em So Paulo, de 25,63%.

    Muito se tem discutido sobre como tornar as empresas mais competitivas. Trata-se de uma discusso saudvel, que no se restringe esfera corporativa, uma vez que inmeros fa-tores externos concorrem para aumentar ou diminuir a capacidade de competir. Hoje fala-mos de naes competitivas, ou seja, aquelas que crescem mais e melhor, a mdio e longo prazos, porque tm um conjunto de fatores que elevam o desempenho de seu setor produtivo.

    O Brasil no est fazendo sua lio de casa. O ndice de Competitividade Mundial 2014, realizado pelo International Institute for Mana-gement Development (IMD) com 60 naes, mostra que o Pas ocupava o 54 lugar. Foram 16 posies perdidas em quatro anos em de-sempenho econmico, em infraestrutura e em eficincias do governo e dos negcios.

    O ambiente regulatrio do Brasil continua sendo um dos pontos mais crticos. Estamos em 58 lugar nesse quesito. O estudo aponta os mo-tivos: ineficincia em simplificar legislao tra-balhista e no sistema regulatrio, aliado alta carga tributria que hoje corresponde a 38% do PIB, aproximadamente R$ 1,8 trilho e ta-

    xas de juros que desestimulam os investimentos produtivos. No mais possvel continuar nes-se caminho. Aprimorar a legislao trabalhista uma questo urgente. Temos, agora, uma ti-ma oportunidade de dar um grande salto com a aprovao do Projeto de Lei (PL) n 4.330/2004, que regulamenta a terceirizao. No momen-to em que escrevi este artigo, o PL j tinha sido aprovado pela Cmara e estava para ser votado no Senado. Caso aprovado tambm nessa casa legislativa, segue para sano presidencial. O PL estabelece direitos e deveres para ambas as par-tes, e garante a segurana jurdica a 1 milho de empresas que j prestam servios e aos 15 mi-lhes de empregados formais que ali trabalham.

    Mais que isso: garante acesso do setor produ-tivo especializao que essas empresas trazem, ingrediente vital se queremos ir alm. Empresas mais produtivas geram empregos ainda mais qualificados. Com a lei aprovada, o potencial de criar 2 milhes de novos postos de trabalho, 700 mil somente no Estado de So Paulo. Oxal depu-tados, senadores e a presidenta finalizem esse processo pensando na competitividade de quem produz, pensando na sustentabilidade do Brasil.

    Muito alm da terceirizaoPaulo skaf,

    Presidente do Conselho Deliberativo do sebraesP

    exPeDientePublicao mensal do Sebrae-SPTiragem total500 mil exemplares

    CONSELHO DELIBERATIVOPresidente: Paulo SkafACSP, ANPEI, Banco do Brasil, Faesp, FecomercioSP, Fiesp, Fundao ParqTec, IPT, Desenvolve SP, SEBRAE, Secretaria de Desenvolvimento Econmico, Cincia e Tecnologia, Si