jornal fradelos - dezembro 2011 (5ª edição)

Download Jornal Fradelos - Dezembro 2011 (5ª edição)

Post on 23-Mar-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal amador criado por um grupo de jovens da freguesia de Fradelos, V. N. de Famalico, Portugal

TRANSCRIPT

  • fradelosjornalBimestral | Fradelos, n.5 - Dezembro 2011 - Ano 1 | Grupo de Jovens de Fradelos | jornalfradelos@gmail.com

    Visite-nos no Facebook!

    Jornal Fradelos Um Jornalmuuuuito frente!!!

    gratuito

    GNR de Famalico: 252 501 360

    Cruz Vermelha Ribeiro: 252 491 266

    Farmcia de Fradelos: 252 458 440

    Junta de Freguesia: 252 458 590

    Centro de Sade: 252 458 061

    Principais Contactos

    Domingues Azevedoreconhecido a nvellocal e nacional

    PUB

    PUB

    PUB

    PUB

    Domingues de Azevedo, nascido em 1950, contabilista e actual bastonrio da Ordem dos Tcnicos Oficiais de Contas (OTOC), natural e residente da freguesia de Fradelos, aps vrias dcadas de trabalho enquanto contabilista e poltico, v o seu esforo e dedicao reconhecidos.

    A nvel local, no dia da cidade de Vila Nova de Famalico, 8 de Julho de 2011, Antnio Domingues Azevedo recebeu a Medalha de Mrito Municipal Autrquico, pelo servio prestado enquanto deputado municipal.

    A nvel nacional, no passado ms de Novembro foi-lhe atribudo um colar de mrito e um diploma que o confirma como professor especialista honoris causa do Instituto Politcnico de Lisboa (IPL), o primeiro ttulo do gnero a ser atribudo em Portugal. Este foi reconhecido pelo IPL como uma referncia maior entre os contabilistas representando, hoje, uma referncia no desenvolvimento e consolidao desta profisso.

    O II Frum de Fiscalidade, organizado no Porto no dia 27 de

    Entrevista a Tina Loureiro da Conferncia Vicentina Festividades em honra de Santa Leocdia Carlos Silva eleito presidente da JS de Famalico Histria da Azenha de Chaves

    pg. 2pg. 3

    pg.3pg.4

    BOAS FESTAS

    Rua da Liberdade, N1974760-485 FRADELOS VNF

    Tel: 252 458 564Tlm: 914 775 057 / 919 635 991

    Outubro, numa parceria entre a Ordem dos Tcnicos Oficiais de Contas (OTOC) e o Dirio Econmico, recebeu 450 especialistas na rea, esgotando todos os lugares da sala. Destaca-se a presena de trs oradores de destaque: Secretrio de Estado dos Assuntos Fiscais, Comissrio Europeu da Fiscalidade e Unio Aduaneira e Domingues de Azevedo, bastonrio da OTOC.

    Domingues de Azevedo recordou, a propsito, a inteno de criar um Observatrio de Fiscalidade, que de alguma forma se constitua como um foro de aconselhamento do poder poltico, mas tambm de debate entre os tcnicos inscritos na OTOC.

    D o m i n g u e s A z e v e d o , B a s t o n r i o O T O C .

  • 02 Reportagem jornalfradelos@gmail.com

    A Sociedade de So Vicente de Paulo, tambm conhecida por

    Conferncia Vicentina, um movimento religioso nascido em Frana em

    1833 e introduzida em Portugal em 1859. Em Fradelos, este movimento

    tem sido uma mais-valia para os seus habitantes mais carenciados. Cuida

    da evangelizao dos pobres, ajudando-os nas suas necessidades e

    fazendo-os descobrir o amor de Deus e da Igreja pelos mais frgeis.

    Acompanha algumas situaes, procura solues e d todo o apoio que

    pode. A actual presidente deste grupo, Sr. Tina Loureiro, concedeu

    gentilmente uma entrevista ao Jornal Fradelos.

    Boa tarde. Pode falar-nos um pouco sobre o que a Conferncia Vicentina?

    A Conferncia Vicentina um movimento da parquia. Estamos

    vocacionados para a questo social. Diz-se que pertence ao Estado esta

    tarefa, mas este delega noutras entidades, como so disso exemplo as

    Conferncias Vicentinas. Dedicamo-nos aos outros, vemos onde existem

    problemas, outras vezes chegam at ns; numa palavra: ajudar! Temos

    ajudado as pessoas a nvel alimentar, cada vez mais na contribuio de

    medicamentos, tratamentos ao alcoolismo, alguns aconselhamentos em

    matria de separaes e tambm a nvel espiritual.

    Como nasceu na freguesia este movimento religioso?Existe em Fradelos desde 1977. Ainda temos uma pessoa que se

    encontra desde a sua fundao. Actualmente, conta com 19 confrades,

    vicentinos. Temos como assistente espiritual o Padre Delfim, que tambm

    integra o nosso movimento. um grupo constitudo por pessoas de vrias

    idades, rondando a mdia por volta dos 50 anos, havendo elementos

    adultos mais jovens. Antes associava-se a senhoras de cabelinho branco.

    Existe, mas em Fradelos j h gente jovem a trabalhar muito bem na

    Conferncia Vicentina.

    Como funciona a Conferncia Vicentina enquanto estrutura?Reunimo-nos duas vezes por ms (na primeira e terceira teras-

    feiras do ms). Orientamo-nos pela Regra, o nosso livro, traduzido de

    maneira semelhante em 142 pases. A reunio inicia-se com a reza da

    orao da regra. Segue-se com o estudo e aprofundamento de uma leitura

    espiritual, lida pela presidente. Num momento posterior, l-se e aprova-

    se a acta da reunio anterior (tudo o que se passa nas reunies passado a

    escrito). Por ltimo, passa-se anlise de alguns casos concretos e

    delibera-se em conjunto qual a ajuda que a conferncia pode prestar ao

    necessitado. Ningum pode decidir nada sozinho. Em casos de urgncia ou

    tragdia inesperada, 3 confrades podem deliberar.

    Qual a evoluo das carncias que tem sentido?Entrei para a Conferncia h cerca de nove anos. Os casos vo

    surgindo, mas nota-se que est a aumentar um pouco. Antes

    contribuamos muito a nvel alimentar. Agora, a nossa maior parte das

    despesas prende-se com medicao: muitas vezes as pessoas no

    compram medicao para conseguirem comprar mercearia; assim, j

    ficam mais aliviados para as despesas alimentares. Temos tido, inclusive,

    casos crnicos, em que as pessoas sentem ao mesmo tempo vrias

    carncias: inicia-se com problemas de sade graves (com receitas de

    medicao caras), deixam o emprego por incapacidade, por vezes tm de

    sustentar a famlia, mergulhando numa grande tristeza. Com tantas

    dificuldades, a ajuda da Conferncia impe-se, ainda por cima com o

    Estado a contrair-se cada vez mais nestes apoios.

    Quais as principais funes da Conferncia Vicentina dentro da Parquia?

    Dentro da parquia, auxiliamos os mais desprotegidos. Fazemos

    a viglia dos defuntos, tentamos faz-la a toda a gente. Levamos o menino

    Jesus a beijar ao domiclio aos doentes. Fazemos visitas peridicas ao

    domiclio de idosos. Organizamos a festa do doente: antigamente

    preparvamos um lanche; neste momento, participamos na missa

    comunitria e depois juntamo-nos num almoo (pago pelos confrades a

    ttulo particular, no pela Conferncia).

    Para atingirem os vossos objectivos, contam com a parceria de alguma outra instituio, associao ou mecenas particular?

    Em primeiro lugar, enviamos para os Servios Sociais, s depois

    procuramos outras solues para resolver o problema. Quanto

    angariao de fundos prprios, realizamos por volta desta altura um

    peditrio s empresas, cujos contributos so menores, mas importantes

    ajudas monetrias. A Cmara Municipal tambm distribui uma quantia

    por todas as Conferncias do Municpio. Temos uma caixa de contributos

    na igreja, na qual surge algum dinheiro, e, no fim de cada reunio,

    passado um saco em que cada confrade pode depositar algum contributo

    monetrio. Ultimamente, tambm participamos na feira mensal de

    Fradelos, cujo lucro reverte a favor da Conferncia Vicentina.

    Na sua opinio, em Fradelos existe pobreza envergonhada?Temos tido conhecimento de vrios casos de pessoas que passam

    graves dificuldades e tm, de facto, vergonha de pedir. Normalmente em

    situaes de separao, em que um dos pais fica com os filhos, essa

    situao acontece: as pessoas como tinham um nvel diferente, passam

    para um patamar abaixo e no querem pedir. s vezes descobrimos alguns

    casos atravs das professoras da escola: e da chegamos ao adulto, que

    nos diz que precisava de ajuda, mas que teve vergonha de solicitar apoio.

    Quem precisa, quase nunca pede.

    E pobreza mascarada? (oposto)Tambm existe. H pessoas que at pedem e no precisam nada,

    mas acham-se no direito de ser ajudadas, algo que acontece. Podemos

    ter sido enganados, no digo que no. Embora conhecemos outras pessoas

    que precisam, estamos a ajud-las e quando elas j no precisam, vm

    ter connosco e afirmam que j no necessitam mais do apoio. Tambm

    ficamos contentes com isto.

    Quais os prximos desafios para os Vicentinos?O maior desafio que teremos de enfrentar ser, sem dvida,

    continuar, aperfeioar e fazer mais trabalho com menos dinheiro. Haver

    certamente em 2012 mais solicitaes e teremos menos dinheiro.

    Teremos que lutar contra isso e gerir muito bem, na medida do possvel

    claro. Um desafio um pouco desagradvel

    Nesta poca natalcia, de maior solidariedade e amizade, amor e companhia, sabemos que oferecero cabazes para dar um brilho diferente a quem mais necessita.

    verdade, ofereceremos dois tipos de ofertas: cabazes com os

    principais bens de 1 necessidade, mais doces tradicionais (como a

    aletria) aos mais necessitados; e aos mais idosos que visitamos nesta

    poca, que at nem atravessam grandes dificuldades, uma pequena

    lembrana em sinal de afecto e amizade.

    Preocupados tambm com a questo social, no panorama actual da crise mundial, o Jornal Fradelos atribuir 10 cabazes Conferncia Vicentina neste Natal de 2011, para distribuir pelos mais pobres.

    Obrigado pela entrevista!

    Quem quiser contribuir com algum dinheiro para ajudar nas despesas da Conferncia Vicentina, poder faz-lo por transferncia bancria para a conta da Conferncia.

    NIB: 0045 1281 4003 1377 31772 (Crdito Agrcola)

    J o r n a l F r a d e l o s , j o r n a l l o c a l d a f r e g u e s i a d e F r a d e l o s , c o n c e l h o d e V i l a N o v a d e F a m a l