jornal fato 1005 16

Download Jornal fato 1005 16

Post on 29-Jul-2016

251 views

Category:

Documents

11 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • sergio damio

    eu sou Zdu!04

    r$ 1,00 - ano 13 - edio 3521

    Comrcio amarga opior dia das mes

    Nenm muitoalm do tipoFOLCLRICO

    Nascido em Rio Novo do Sul, Nenm est na galeria dos tipos populares ca-

    choeirenses. Hermo-geneo Lucas Filho, o Nenm, prestes a completar 76 anos, vive no imaginrio de vrias geraes

    Cachoeiro de itapemirim - es | Tera-Feira | 10 de maio de 2016

    mulher deverdade doasangue

    mestra vaicarregar fogo olmpico

    Com o objetivo de sensibilizar e au-mentar o nmero de doaes femi-ninas, o banco de sangue da Santa Casa Cachoeiro inicia campanha

    Maria Laurinda, que tema de exposio fotogrfica, tambm vai conduzir a tocha em Cacho-eiro de Itapemirim

    CamPaNHaoLimPadas

    0706

    Plataformadigital vaiajudar alunosA expectativa que ferramen-ta lanada ontem pela Sedu enriquea o planejamento da prtica pedaggica

    edUCao

    03

    NegCios Considerada a segunda melhor data para vendas, data comemorativa registrou queda no consumo em comparao ao ano passado. Desemprego e inflao so os viles

    E s p r i t o s a n t o d E

    Contra FaTo no h argumentoses.fato@terra.com.br | www.jornalfato.com.br

    Governador querequipe em contatocom a populao

    Leonardo Duarte/Secom

    05

    12

    02

    DivulgaoLuan Volpato

    Hartung defende que o dilogo com a sociedade pea chave na efetivao das aes previstas para 2016

    Divulgao

    Ailton Weller

  • ES dE Fato, tEra-FEira, 10 dE Maio dE 20162 eCoNomia (28) 3511-7481es.fato@terra.com.brtwitter.com/jornalfato

    dia das mes

    TrNsiTo

    Para o presidente da Acisci, Pedro Sandrini, a retrao do consumo variou, em mdia, entre 6 a 10%

    Comrcio amarga queda nas vendas

    Multas reajustadas e punies mais rgidas

    Ailton Weller

    O comrcio de Cachoei-ro de Itapemirim acompa-nhou a tendncia nacional, conforme os nmeros divulgados pelo Indica-dor Serasa Experian de Atividade do Comrcio, que registrou queda de 8,4% nas vendas do Dia das Mes, e, segundo o presidente da Associao Comercial e Industrial (Acisci), Pedro Sandrini, os lojistas no tiveram motivos para sorrir com o baixo desempenho do setor varejista.

    Conforme Sandrini, a re-trao do consumo variou entre 6 a 10%%, com rela-o ao mesmo perodo do ano passado, dependendo de cada segmento e garan-tiu que os empresrios j estavam prevendo a baixa procura pelo presente para as mes. Existem setores como perfumarias e vestu-rio onde a queda foi me-nos acentuada, mas, com certeza, muitas mames ficaram sem ganhar nada em seu dia, revelou.

    Mesmo se tratando da segunda melhor data para se vender, depois do Na-tal, analisa Sandrini, o poder aquisitivo do traba-lhador est cada vez mais defasado e comprometido

    com as necessidades bsi-cas da famlia. a crise que persiste e no vislum-bramos um horizonte mais claro para o restante deste ano, concluiu pessimista.

    O proprietrio da Prin-cesinha Calados, Scan-diani Carlos, contou que a diminuio no volume de vendas para a data foi assustadora, se compa-rada ao ano passado. Na minha loja, a queda foi superior a 15%, algo que nunca havia acontecido desde que me estabeleci no comrcio, h mais de 20 anos. Foi tudo base de lembrancinhas ou nem isso, contou.

    Camila Ferreira, ven-dedora da Pimenta Pra-ta, de joias e bijuterias, disse que a procura pe-los presentes teve uma baixa entre 6 a 8% em comparao com 2015. Ainda estamos fechando o balano, mas pela mi-nha experincia de anos anteriores, esse foi um dos movimentos mais fracos dos ltimos anos, nessa mesma data, adiantou.

    Marciane Sales, da Yes Cosmticos, tambm apontou para uma dimi-nuio em torno de 6% nas vendas. Os presentes mais caros ficaram fora da lista dos filhos e netos. A

    A queda, em alguns segmentos, chegou a 15% como no caso do ramo caladista, que experimentou maior retrao

    procura pelas lembranci-nhas mais uma vez acon-teceu a exemplo de ou-tras datas comemorativas como o Natal passado e a Pscoa. Vamos torcer para que melhore nos prximos meses, espera.

    No Pas Conforme o Indicador

    Serasa Experian de Ati-vidade do Comrcio criado em 2003 a Dia das Mes 2016 teve o

    pior desempenho desde o incio da srie. No final de semana do Dia das Mes (06 a 08 de maio), houve queda de 9,5% em todo o pas na comparao com o final de semana equiva-lente ao do ano anterior (08 a 10 de maio).

    De acordo com os econo-mistas da Serasa Experian, a queda do poder de com-pra dos brasileiros, tendo em vista a escalada do desemprego e a inflao

    ainda em patamar elevado, afetaram negativamente o movimento varejista no Dia das Mes deste ano.

    Tambm o crdito mais caro e escasso contribuiu para o desempenho nega-tivo desta que, depois do Natal, a mais importante data comemorativa do varejo nacional.

    MetodologiaO Indicador Serasa Ex-

    perian de Atividade do

    Comrcio tem como base uma amostra das consul-tas realizadas no banco de dados da Serasa Experian. Foram consideradas as consultas realizadas no perodo de 02 a 08 de maio de 2016 e compa-radas s consultas reali-zadas de 04 a 10 de maio de 2015; e as do perodo de 06 a 08 de maio de 2016, em comparao s do perodo de 08 a 10 de maio de 2015.

    iNfrao levePassa de R$ 53,20 para

    R$ 88,38 (aumento de 66%)

    iNfrao Mdia Passa de R$ 85,13 para R$

    130,16 (aumento de 52%)

    iNfrao grave Passa de R$ 127,69 para

    R$ 195,23 (aumento de 52%)

    iNfrao gravssiMa

    Passa de R$ 191,54 para R$ 293,47 (aumento de 53%)

    iNfraes

    gravssiMas* O motorista que for

    flagrado falando ou manu-seando o celular, antes era punido como infrao m-dia, agora ter uma punio gravssima.

    * Quem estacionar em va-gas reservadas para idosos e deficientes sem a creden-cial que comprove sua con-dio poder ser multado por infrao gravssima.

    * Restringir, interromper ou perturbar a circulao na via com algum tipo de veculo, sem autorizao do rgo de trnsito, tambm ser infrao gravssima, e com multiplicador de 20 vezes no valor da multa, chegando tambm a R$ 5.869,40. Esse novo artigo que tem como finalidade repreender protestos com carro de som, que no foram combinados com o rgo de trnsito, por exemplo, j est em vigor. Os organiza-dores do bloqueio impre-visto devero pagar multa de at R$ 17,6 mil.

    Wanderson Amorim

    A presidente Dilma Rousseff (PT) sancionou a Lei 13.281 que faz uma srie de alteraes

    no Cdigo de Trnsito Brasileiro (CTB). En-tre elas est o reajuste dos valores de multas e prazos para suspenso do direito de dirigir. A

    nova legislao passa a vigorar dentro de seis meses.

    As multas bsicas no tiveram reajustes desde 2002, quando uma reso-

    luo fixou o valor atual em reais. A subida nos valores que aconteceram desde ento foram para infraes consideradas mais perigosas.

    Multas mais salgadas As infraes gravssi-

    mas, hoje com valor de R$ 293,47 tero valor 10 vezes maior, ou seja, pas-saro para R$ 2.934,70. O valor previsto para quem for pego dispu-

    tando racha ou forando ultrapassagem.

    Quem se negar a reali-zar o teste de bafmetro, exame clnico ou percia para verificar presena de lcool ou drogas no

    corpo ter que pagar multa de R$ 2.934,70 e se for reincidente em me-nos de 12 meses, a multa ser dobrada, chegando a R$ 5.869,40.

    Pela nova legislao,

    o Conselho Nacional de Trnsito (Contran) ainda poder corrigir os valores das multas anual-mente, com reajuste m-ximo dado pela inflao (IPCA) do ano anterior.

    Confira os novos valores de multas:

    Divulgao

  • edUCao A expectativa que enriquea o planejamento da prtica pedaggica

    Plataforma digital vai auxiliar alunos

    ES dE Fato, tEra-FEira, 10 dE Maio dE 2016

    www.jornalfato.com.brfacebook.com/espiritosanto.defato 3geraL(28) 3511-7481

    Resolver desafios e aprender jogando, com imagem, som e contedo. A plataforma Currculo Interativo Digital, lana-da ontem, leva o mundo virtual e parte do real para dentro da escola, para apoiar estudantes que querem reforar seus estudos, auxiliar profes-sores no planejamento e enriquecimento das aulas e tambm est a dispo-sio dos familiares que desejam acompanhar a educao de seus filhos.

    O Currculo Interativo Digital - curriculointerati-vo.sedu.es.gov.br - uma plataforma de busca de objetos digitais de apren-dizagem de acesso pblico, voltada para professores e estudantes da Educao Bsica, Educao de Jo-vens e Adultos (EJA) e tambm seus familiares.

    Para o secretrio de Es-tado da Educao, Harol-do Rocha, os materiais disponveis na platafor-ma trazem para a tela do computador, ou dos dispositivos mveis, in-meras possibilidades de ensino e aprendizagem. O estudante pode utilizar, em casa, para estudar, a mesma ferramenta que o professor usa nas aulas para ensinar. A expecta-tiva que os estudantes utilizem a plataforma para obter uma aprendizagem significativa e enriquece-dora, estimulando a sua

    autonomia no planejamen-to dos estudos e tambm possibilitando s famlias o seu acompanhamento.

    Na plataforma so dis-ponibilizados: vdeos, games, animaes, simu-laes, videoaulas, in-fogrficos, mapas, entre outros, categorizados por disciplina, temas, eixos e contedos do Currculo Bsico da Rede Estadual.

    Alm disso, h descrito-res do Paebes TRI, tipos de mdia, idioma, nvel de acessibilidade para pesso-as com deficincia, licena de uso, verso online e offline (para os contedos que contenham este tipo de licena), entre outras especificidades.

    A expectativa que os professores, estudantes e familiares utilizem a plataforma para consultar os recursos digitais para enriquecer o planejamen-to da prtica pedaggica, estimular a autonomia no planejamento de estudo dos estudantes e possibi-litar famlia o seu acom-panhamento.

    Para a professora de Ma-temtica Carla Zando-nade, essa uma tima iniciativa. A ferramenta vai aperfeioar o nos