jornal entreposto | dezembro de 2010

Download Jornal Entreposto | Dezembro de 2010

Post on 09-Mar-2016

232 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal a serviço do agronegócio

TRANSCRIPT

  • So Paulo, dezembro de 2010www.jornalentreposto.com.br

    Diretora Geral: Selma Rodrigues Tucunduva *** UM JORNAL A SERVIO DO AGRONEGCIO *** ANO 11 - No 127 - Circulao autorizada no ETSP da Ceagesp e Regio Oeste

    Associao Brasileira dasCentrais de Abastecimento

    A alimentao escolar e a agricultura familiarB1

    Hortalias brasileiras em nmerosB4

    Pimenta: quanto mais ardida, melhorB5

    Quem so nossos clientes?B4

    Ceagesp tem horrios especiais para final de anoC1

    Natal deve elevar venda de plantas ornamentaisC1

    Amaznia perdeu 153 km de floresta em outubro, mas desmatamento mantm tendncia de queda. C2

    Tradicional evento da Associao dos Permissionrios do Entreposto de So Paulo supera todas as expectativas e rene mais de 500 convidados

    Casa cheia no jantar da Apesp

    Ano foi um dos mais promissores da histria do entreposto paulistano da companhia, avaliam permissionrios. No entanto, vendas de fim de ano ainda no animaram o setor. A2

    Supermercados alavancam negcios na Ceagesp

  • Dezembro 2010 l JORNAL ENTREPOSTOA2

    ECONOMIA

    Paulo FernandoDe So Paulo

    A expanso do comrcio varejista brasileiro impactou diretamente as negociaes envolvendo alimentos frescos no atacado do Entreposto Terminal de So Paulo da Ceagesp. Este ano, os supermercados deve-ro registrar seu melhor desempe-nho da srie histrica de anlises feita, desde 2001, pelo IBGE (Insti-tuto Brasileiro de Geografia e Esta-tstica).

    Os especialistas concluem que o segmento supermercadista pode crescer mais de 10% em 2010, n-mero acima do estimado para o PIB (Produto Interno Bruto), de 7,5%. Segundo permissionrios ouvidos pelo JE, esse cenrio positivo deve-se, principalmente, a trs fatores: oferta elevada, dlar em baixa e cr-dito fcil.

    O notrio aumento do consumo das famlias brasileiras, atribudo ao incremento da massa salarial dos trabalhadores, tambm outra vari-vel de peso nessa conta que inter-fere na performance do mercado.

    Entretanto, as vendas de fim de ano, naturalmente puxadas pelas festividades tpicas do perodo, ain-da no animaram boa parte dos em-presrios da maior central de abas-tecimento da Amrica Latina. Muitos no verificaram, at o fim da primei-ra quinzena de dezembro, aumento da demanda.

    o caso da Fnix Comrcio de Hortifruti. De acordo com o vende-dor Antnio Olegrio Dias, a distri-buidora que fornece alimentos para hotis, flats e restaurantes teve um bom desempenho em 2010, mas os negcios no esto emplacando neste fim de ano. A expectativa de melhora nos prximos dias, diz.

    Para alguns empresrios, o endi-vidamento do consumidor no favo-rece o aumento do consumo.

    No vamos acompanhar a alta prevista para o PIB, pois os preos caram e a procura no desenca-

    Otimismo moderado marca fim de ano na CeagespCrescimento recorde do setor supermercadista puxa alta das vendas no entreposto da capital

    lhou, lamenta o atacadista Marco Tavares, para quem o bom desem-penho do setor em 2011 estar condicionado manuteno da atu-al poltica econmica adotada pelo governo federal, sem reajuste ou criao de impostos.

    Tudo vai depender da postura e das aes do primeiro escalo da nossa futura presidente, Dilma Rousseff, afirma o scio da Irmos Tavares, especializada em produtos diversos, como coco, batata, cebola e alho.

    Dessa forma, tambm pensa o gerente comercial da importadora La Violetera, Nilton Paiva. Crescemos 15% este ano, mas, para manter-mos esse excelente ritmo em 2011, o futuro governo precisar dar con-tinuidade poltica cambial em vi-gor. Alis, isso nos favoreceu muito este ano, por sermos importadores de frutas frescas, desidratadas e outros alimentos, como bacalhau e azeite, alega.

    A Irmos Benassi, uma das maio-res distribuidoras de frutas in natura nacionais e importadas do entrepos-to de So Paulo, tambm festeja o bom ano.

    Os negcios empresa, que con-centra 80% de suas vendas no setor varejista, crescero acima da mdia calculada para PIB em 2010. Este ano, nosso faturamento aumentou mais de 30%, comemora o diretor de relaes comerciais da compa-nhia, Eduardo Benassi.

    No segmento de legumes, a KS Distribuidora tambm est otimis-ta. Estamos seguindo o ritmo de expanso do PIB, o que um bom sinal para ns, ressalta o gerente de vendas da empresa, Valdir Soa-res de Sena.

    De acordo com o economista Fl-vio Godas, chefe do departamento de economia da Ceagesp, s o vo-lume de frutas comercializadas no ETSP subir 5% em dezembro, ms em que o o mercado chega a regis-trar aumento de 25% no movimento de veculos e compradores.

    Real sobrevalorizado impulsionou comrcio de importados no ETSP em 2010, caso da La Violetera. Nilton Paiva, gerente comercial da importadora, comemora os bons resultados: Foi um ano excelente, resume

    Recorde de vendas no varejo ampliou a carteira de clientes da Irmos Benassi, o que estimulou a superao de metas da equipe em 2010. E o prximo ano ser melhor que o atual, prev Eduardo Benassi, diretor da empresa

    Crescimento do PIB brasileiro puxou alta das vendas na Ceagesp, avalia Valdir Soares de Sena, da KS Distribuidora

    Dvidas do consumidor no favoreceram negcios durante 2010, informa o atacadista Marco Tavares

    Fluxo de compradores no fim do ano ainda no animou o vendedor Antnio Olegrio Dias, da Fnix Distribuidora. O ano foi bom, mas o movimento no deslanchou este ms, afirma

  • Dezembro 2010 l JORNAL ENTREPOSTOA4 JORNAL ENTREPOSTO l Dezembro 2010 A5

    ESPECIAL

    Mais de 500 permissionrios compar ecem ao jantar da ApespAtacadistas da Ceagesp

    festejam o fim de 2010

    A dcima edio do

    encontro anual dos

    permissionrios do

    Entreposto Terminal de

    So Paulo superou, mais

    uma vez, todas as

    expectativas. O

    concorrido jantar

    promovido pela Apesp,

    associao que

    representa os

    empresrios da maior

    central de

    abastecimento da

    Amrica Latina, reuniu

    mais de 500 convidados

    no dia 3 de dezembro na

    churrascaria OK Grill, no

    Bom Retiro, em So

    Paulo.

    Ao lado de fornecedores,

    amigos e familiares, os

    atacadistas da Ceagesp

    celebraram os bons

    resultados de 2010. Na

    ocasio, a diretoria da

    entidade aproveitou

    para agradecer aos

    permissionrios pelo

    apoio e colaborao

    prestados durante o

    ano.

    Encerramos mais uma

    jornada cientes dos

    desafios que teremos

    pela frente, ressaltou

    em seu discurso o

    presidente da Apesp,

    Eduardo Hayek.

    Durante o evento,

    houve sorteio de

    presentes para os

    convidados. A festa

    tambm foi animada

    pela presena de filhos

    e netos dos atacadistas

    dos entreposto,

    deixando o ambiente do

    encontro mais familiar.

    Ainda estiveram

    presentes autoridades e

    a diretoria do JE,

    representada por

    Amlia Tucunduva.

  • Dezembro 2010 l JORNAL ENTREPOSTOA4 JORNAL ENTREPOSTO l Dezembro 2010 A5

    ESPECIAL

    Mais de 500 permissionrios compar ecem ao jantar da ApespAtacadistas da Ceagesp

    festejam o fim de 2010

    A dcima edio do

    encontro anual dos

    permissionrios do

    Entreposto Terminal de

    So Paulo superou, mais

    uma vez, todas as

    expectativas. O

    concorrido jantar

    promovido pela Apesp,

    associao que

    representa os

    empresrios da maior

    central de

    abastecimento da

    Amrica Latina, reuniu

    mais de 500 convidados

    no dia 3 de dezembro na

    churrascaria OK Grill, no

    Bom Retiro, em So

    Paulo.

    Ao lado de fornecedores,

    amigos e familiares, os

    atacadistas da Ceagesp

    celebraram os bons

    resultados de 2010. Na

    ocasio, a diretoria da

    entidade aproveitou

    para agradecer aos

    permissionrios pelo

    apoio e colaborao

    prestados durante o

    ano.

    Encerramos mais uma

    jornada cientes dos

    desafios que teremos

    pela frente, ressaltou

    em seu discurso o

    presidente da Apesp,

    Eduardo Hayek.

    Durante o evento,

    houve sorteio de

    presentes para os

    convidados. A festa

    tambm foi animada

    pela presena de filhos

    e netos dos atacadistas

    dos entreposto,

    deixando o ambiente do

    encontro mais familiar.

    Ainda estiveram

    presentes autoridades e

    a diretoria do JE,

    representada por

    Amlia Tucunduva.

  • Dezembro 2010 l JORNAL ENTREPOSTOA6

    ESPECIAL

  • JORNAL ENTREPOSTO l Dezembro 2010 A7

  • Dezembro 2010 l JORNAL ENTREPOSTOA8

  • JORNAL ENTREPOSTO l Dezembro 2010

    Qualidade BB1JORNAL ENTREPOSTOCaderno de Tcnico

    Anita de Souza Dias GutierrezFabiane CmaraCQH-Centro de Qualidade em Horticultura da Ceagesp

    A alimentao escolar e a agricultura familiar

    Todos os dias teis da semana, 47 mi-lhes de crianas recebem alimentao nas escolas pblicas do pas, atravs do Progra-ma Nacional de Alimentao Escolar (PNAE). O Servio Nacional de Alimentao Escolar garante que, pelo menos uma vez por dia, os estudantes tenham acesso a uma refei-o equilibrada e contribui para a formao de consumidores conscientes e a preveno de futuros problemas de sade.

    Os cardpios escolares so planejados por nutricionistas e devem oferecer no mni-mo trs pores de frutas e hortalias por semana 200 gramas por aluno e por se-mana.

    O Servio de Alimentao Escolar do Es-tado de So Paulo fornece refeies para 9.001.156 crianas em 16.945 escolas de 645 municpios. A oferta de 200 gramas de frutas e hortalias nas refeies significa o consumo semanal de 1.800 toneladas de frutas e hortalias prontas no prato, que su-prem somente 3