Jornal dos Bairros | Julho 2013 | Edição 17 - Ano 17

Download Jornal dos Bairros | Julho 2013 | Edição 17 - Ano 17

Post on 24-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

2 download

DESCRIPTION

Edio completa do Jornal dos Bairros, edio de julho de 2013. Confira a cobertura da V Conferncia Municipal das Cidades, Manifestaes em Caxias do Sul - com uma grande anlise do processo no Brasil. Ainda: reunies do OC em agosto, Assembleia Geral da UAB de julho, mapa do policiamento do em Caxias. E mais: festas comunitrias em julho.

TRANSCRIPT

<ul><li><p>UAB sedia V Conferncia Municipal das Cidades e debate reforma urbana</p><p>Junho de 2013 viu o que h muitos anos no acontecia. Imensas manifestaes sacurdiram o Brasil. Bandeiras e pautas muitas vezes contraditrias tomaram as ruas. Em julho, os trabalhadores foram novamente s ruas - pois para eles ir s ruas no novidade - somando-se s vozes das manifestaes, reivindicando um Brasil justo, digno </p><p>com direitos para todos. </p><p>Ano 17N 07</p><p>Jornaldos</p><p>Bairros Julho 2013Publicao da Unio das Associaes de Bairros de Caxias do Sul - Filiada FRACAB e CONAM</p><p>Pg. 11</p><p>Reunies do Oramento Comunitrio iniciam em agosto. Confira a agenda de quatro regies</p><p>OramentoPgs. 08, 09 e 10</p><p>Brasileiros querem avanos</p><p>Nova diretoria da UAB toma posse </p><p>durante Assembleia Geral</p><p>Pg. 03Pgs. 06 e 07</p><p>Participao</p><p>Fotos: Karine Endres</p><p>Jornal dos Bairros</p><p>Julho 2013Opinio 02</p><p>EditorialBrasil em luta</p><p>Jornal dos BairrosExpediente: Veculo da Unio das Associaes de Bairros de Caxias do Sul UAB - Rua Luiz Antunes, 80, Bairro Panazzolo Cep: 95080-000 - Caxias do SulFiliada Federao Riograndense de Associaes Comunitrias e de Moradores de Bairros (FRA-CAB) e a Confederao Nacional de Associaes de Moradores (CONAM)</p><p>Presidente: Valdir WalterDiretor de Imprensa e Comunicao: Cludio Teixeira - claudiosteixeira@gmail.comEditora: Karine Endres - MTb. 12.764 - karine.endres@gmail.comDesign Grfi co: Karine EndresReportagem: Karine EndresE-mail: jornaldosbairroscx@gmail.com Telefone: 3238.5348Tiragem: 10.000 exemplares</p><p>Conselho Editorial:Antonio Pacheco de Oliveira, Cludio Teixeira, Flvio Fernandes, Karine Endres, Paulo Saussen e Valdir WalterEmail: uabcaxias@gmail.comComercial: 3219.4281Os textos assinados so de inteira responsabilidade de seus autores. </p><p>Mande seu recadoEscreva para o Jornal dos Bairros. Mande sua sugesto, reclamao ou comentrio. </p><p>Entregue na sede da UAB at a ltima semana de cada ms ou pelo e-mail jornaldosbairroscx@gmail.com</p><p>Srie Prata e Veteranos iniciam em 10 de agosto </p><p>As inscries para os campeonatos Srie Prata e Veteranos, realizados pelo departamento de Esportes da UAB, ain-da no foram encerradas, mas as abertu-ras dos certames j esto programadas. Os dois jogos de abertura devem ser re-alizados no dia 10 agosto, s 19 horas, no Enxuto. </p><p>As inscries podem ser realizadas at o dia 20 julho, com uma taxa de R$ 220,00 por time, em cada categoria. Logo aps o encerramento das inscries e ainda antes da abertura, ser realizado o sorteio das chaves e importante que os times se organizem para participar. Pre-visto para s 20 horas do dia 24 de julho, na UAB, cada equipe deve enviar um re-presentante para o sorteio, quando se-ro definidos as chaves e o regulamento </p><p>dos certames.O diretor do departamento de Es-</p><p>portes, Josmar dos Santos, lembra que todas as equipes devem comparecer abertura, contando assim, desde o in-cio, pontos para sua classificao. im-portante que todos venham na abertura, fortalecendo assim os campeonatos da UAB. Isto vai contar pontos para a clas-sificao disciplinar dos times, explica o diretor.</p><p>Esperamos que estes sejam nova-mente campeonatos muito bons, com um excelente nvel, como tem aconte-cido nos ltimos anos. Alm disso, res-saltamos a importncia da disciplina em campo, lembrando que as infraes gra-ves contaro tambm para os demais campeonatos municipais, afirma. Jos-mar lembra que nome do bairro que est sendo levado em quadra. Cada jo-gador tem que lembrar que representa seu bairro. No apenas ele que est em quadra, mas o nome o bairro, afirma.</p><p>Alm disso, o departamento de Es-portes est com um programa na rdio comunitria UAB FM 87,5. O programa vai ao ar aos domingos, das 18 s 20 horas, comentando os principais fatos da roda-da do final de semana. Neste programa queremos manter os jogadores atualiza-dos sobre as rodadas, andamento dos jogos, classificao e todos os fatos im-portantes que acontecerem durante as partidas, afirma Josmar.</p><p>Agende-se para o futebol:</p><p>Prazo de inscries: 20 de julho</p><p>&gt; R$ 220,00 por time</p><p>Sorteio das chaves: 24 de julho</p><p>&gt; 20 hs, na UAB</p><p>Abertura dos campeonatos Srie Prata e Veteranos: 10 de </p><p>agosto&gt; 19 hs, no Enxuto</p><p>Sebastio Nunes</p><p>Fomos sacudidos durante o ltimo ms por gigantescas mobilizaes popu-lares nas ruas dos grandes centros urba-nos do Brasil. Inclusive em nossa cidade, milhares de pessoas foram s ruas. Sem uma reivindicao em comum, assisti-mos uma multido sem lderes marchar pelas ruas das cidades cobrando mais direitos, mais opes de cultura, lazer e educao e expressando sua indignao com as discusses no Congresso Nacio-nal, que tem produzido verdadeiras gros-serias como o projeto da cura gay ou Projetos de Emenda a Constituio que beneficiam a corrupo.</p><p>O estopim de toda essa inquieta-o foram as manifestaes contra os aumentos de passagem de nibus em capitais como Porto Alegre, So Paulo e Recife seguidas por abuso de violncia policial contra os manifestantes. O incio da Copa das Confederaes em estdios que consumiram milhes de reais para atender os interesses da FIFA tambm um ingrediente que ajudou esse incons-ciente coletivo, alimentado pela grande mdia que se beneficiar muito da rea-lizao da Copa do Mundo, mas tenta emplacar pechas negativas ao Governo Federal, demonstrando que o verdadeiro partido de oposio a grande imprensa, representada pelas Organizaes Globo, Editora Abril, Folha de So Paulo e Gru-po Estado.</p><p>A juno de tantos grupos infiltra-dos em meio a esse imenso inconscien-te coletivo produziu situaes curiosas. Imaginar at ento skinheads (fascistas da extrema-direita) em uma mesma mani-festao que os punks, assim como par-tidrios de esquerda e de direita, mistu-rados a bondes e quadrilhas de arrasto gerou manifestaes com atos de violn-cia e destruio nunca antes vistas em nosso pas. Grupos sociais que h anos esto permanentemente na luta como </p><p>anarquistas e militantes de movimentos sindicais, alm de partidos de esquerda, foram escorraados das manifestaes, numa tentativa de afastar aqueles que sempre esto com o povo.</p><p>O que inicialmente poderia ser lido como um golpe de estado, pois as primei-ras transmisses televisivas apontavam para a tentativa de derrubada da presi-denta Dilma, mostrou-se como uma for-ma de produzir uma reviravolta do Gover-no Federal contra a areia movedia que o Congresso Nacional. Dilma foi a TV e em cadeia nacional de televiso anunciou 5 pactos com a populao nas reas eco-nmica, sade, transporte, educao e participao popular, com a realizao de um plebiscito pela reforma poltica que se arrasta h anos.</p><p>Os movimentos sociais sentiram que o momento est propcio para a re-afirmao de pautas histricas e tam-bm foram as ruas de forma organizada. Como deve ser a luta daqueles que lutam contra as foras do capital, foras que dominam nosso pas nos bastidores do poder, foras que controlam a grande m-dia e que tem pavor de ver o povo exer-cendo direitos.</p><p>Ainda muito ter que ser refletido sobre estas manifestaes. Com a pos-sibilidade de mais pessoas terem direito a educao, com polticas como o PROUNI ou as cotas raciais ou mesmo com a erra-dicao da fome e da misria com polti-cas como o bolsa-famlia e ainda com o direito a moradia atravs do Minha casa, minha vida, nos deparamos com uma po-pulao que engatinha nesta democracia de pouco mais de 20 anos em busca de mais direitos. Cabe a ns que estamos a frente de movimentos sociais nos colo-carmos ao lado dessa sede de melhorias em nosso pas. Afinal de contas, como diz o ditado popular, s se busca o livro depois de se estar alimentado.</p><p>Faleceu no dia 6 de junho o tcni-co de futebol Sebastio Nunes. Mais co-nhecido como Tio, tcnico de futebol amador de Futsal.</p><p>Ele atuou em vrios torneios ama-dores da cidade e acompanhou por anos os campeonatos realizados pela UAB.</p><p>20/07 - 14h Debate do departamento de Organizao da Mulher sobre violncia contra as mulhers nas redes sociais</p><p>20/07 - Trmino das inscries para os campeonatos Srie Prata e Veteranos</p><p>20/07 - 20h Fil das Embaixatrizes da Festa da Uva</p><p>24/07 - 20h Reunio de organizao dos campeonatos Srie Prata e Veteranos</p><p>27/07 - 09h Reunio da diretoria da UAB</p><p>03/08 - 14 Assembleia Geral da UAB</p><p>Agenda Comunitria</p></li><li><p>Jornal dos Bairros</p><p>Julho 2013Movimento 03</p><p>Comunitaristas eleitos so empossadosFoto: Karine Endres</p><p>Alceu quer todas as crianas de Caxias, maiores de quatro anos, no ensino fundamental at 2016</p><p>Os comunitaristas eleitos para diri-girem as Amobs e a Unio das Associa-es de Bairros lotaram o auditrio Jos Carlos de Anflor durante a sua posse, no dia 6 de julho. Presidentes, alm de diretores de Amobs e da UAB foram di-plomados durante a Assembleia Geral da UAB. Mais de 180 comunidades elege-ram as diretorias no dia 2 de junho para o mandato de 2013 a 2015.</p><p>UAB prestigiadaDiversas autoridades prestigiaram o </p><p>evento, como o prefeito municipal, Al-ceu Barbosa Velho (PDT), vice-prefeito, Antnio Feldmann (PMDB), presiden-te da Cmara de Vereadores, dson da Rosa (PMDB), a deputada estadual, Ma-risa Formolo (PT), alm de vereadores, secretrios municipais e presidente de autarquias.</p><p>O prefeito municipal, Alceu Barbo-sa Velho, ressaltou a solidariedade pre-sente no movimento comunitrio. Se eu tivesse que definir a relao de vocs, o que significa a UAB, seus dirigentes, as-sim como os presidentes de bairro, eu diria que um dos maiores exemplos de solidariedade que eu posso perceber. P</p><p>O prefeito afirma tor-cer para que a amizade se fortalea na UAB e no mo-vimento. Tudo que eu tor-o, que vocs continuem tendo essa amizade, que vocs tm e que vocs vi-vam essa solidariedade. Eu, como prefeito, agradeo a parceria, fao voz para que ela continue e vida longa nossa UAB.</p><p>Para Pizetti, momento histrico</p><p>Luiz Pizetti, presiden-te de honra da UAB, apro-veitou a oportunidade para chamar os novos e antigos comunitaristas a se soma-rem s manifestaes de ruas, para que possa ser possvel dar um salto de cem anos na histria. </p><p>Pizetti lembrou que a Ditadura Mili-tar fez mais do que ceifar vidas, ela rom-peu com a capacidade de luta de mais de uma gerao. Temos que recuperar esse tempo perdido e surgiu a oportu-</p><p>nidade para avanarmos nas conquis-tas sociais, na busca de uma socieda-de justa e construir um mundo novo, afirma Pizetti.</p><p>Capacidade de unirEm nome da Assembleia Legislati-</p><p>va, a deputada estadual Marisa Formolo, saudou a nova diretoria e cumprimentou pela maturidade poltica, que resultou em uma nica chapa para a Unio. In-dependente das posies partidrias, todos se juntaram em uma chapa nica para fazer uma grande eleio democr-tica nessa cidade, enfatizou. Aqui hoje, as maiores autoridades so vocs que esto tomando posse, tanto na direo da UAB quanto nas Amobs. Sem vocs, no haveria solenidade hoje. Quero dei-xar um voto de esperana, pois a cidade uma grande casa, se cada um faz a sua parte, d certo. E vocs esto organiza-dos nos bairros e disso que precisa-mos, organizao, afirmou</p><p>ParceriaO presidente da Cmara de Verea-</p><p>dores, dson da Rosa, destacou que o momento festivo. Uma posse um momento festivo de todas as pessoas que se colocam disposio e reconhe-cemos o valor de todos os comunitaris-tas. Tanto que neste ano fizemos efetiva-mente uma parceria, atravs do Cmara vai aos Bairros, com aqueles que melhor conhecem a realidade e os problemas de suas comunidades, diz dson. Em nome da Cmara de Vereadores, sauda-mos a todos que foram eleitos e deseja-mos a todos uma boa gesto, concluiu.</p><p>CoquetelCada presidente de bairro foi cha-</p><p>mado frente do plenrio para receber seu diploma de posse. Ao encerramento da diplomao, todos foram convidados a participar de um coquetel no ponto de cultura UAB Cultural.</p><p>A Executiva da UAB a instncia responsvel por dar andamento e exe-cutar as decises da diretoria da UAB e tambm dos presidentes de bairro, atravs da Assembleia Geral. Ela res-ponde pelo dia-a-dia da Unio.</p><p>J a diretoria formada por todos os diretores dos 22 departamentos, conselho fiscal, diretorias de regio em um total de dez regies, seis secre-tarias especiais, alm da mesa da As-sembleia Geral constituda por presi-dente, vice e trs secretrios). </p><p>A Assembleia Geral o espao onde os presidentes de bairro tomam suas decises, podendo orientar e de-finir a linha poltica que ser adotada pela entidade. </p><p>Prestao de contas aprovada por unanimidade</p><p>Durante a AG, tambm foi realizada a prestao de contas da UAB do man-dato, pela ento tesoureira Maria Bo-nilla, que deixou o cargo. Maria assume o departamento de Patrimnio da UAB e passa a tesouraria para o ex vice-pre-sidente, Flvio Fernandes.</p><p>A prestao de contas foi aprovada por unanimidade pelos presentes. Valdir Walter, reeleito para a presidir a Unio, destacou o trabalho de Maria Bonilla, que conduziu com sobriedade as finan-as da entidade nos ltimos quatro anos.</p><p>Quero agradecer a Maria por esses dois mandatos e quero dizer, que l no incio eu j dizia que ela seria uma gran-de tesoureira, e se confirmou. Muitas vezes ela chorou nessa salinha ao lado, quando a verba ficava curta e a Maria se desesperava. Eu sempre dizia que a gente conseguiria fazer com que tudo desse certo, afirma Valdir. Maria, tu foi nossa grande tesoureira e ser sempre. Tenho certeza que continuar fazendo um grande trabalho no departamento de Patrimnio, afirmou.</p><p>Maria Bonilla, ao centro na mesa, teve planilhas aprovadas com casa cheia</p><p>UAB tem nova ExecutivaSaiba quem a nova Executiva </p><p>Presidente: Valdir Fernandes WalterVice: Jocemar BarbosaSecretria geral: Cleusa MoraesJurdico: Antonio PachecoTesoureiro: Flavio FernandesPatrimnio: Maria BonilaComunicao: Cludio TeixeiraParticipao Popular: Elvino SantosFormao: Alexandre Severo</p><p>Confi ra a Assembleia Geral:Presidente: Paulo SaussenVice-presidente: Valdevino Tavares1 Secretria: Edi Maria Bolson2 Secretria: Cludia Maria dos San-tos3 Secretrio: Srgio Luis de Jesus</p><p>Jornal dos Bairros</p><p>Julho 2013Geral 04</p><p>Grabriele UAB e Visate na Festa da Uva 2014Foto: Luiz Chaves</p><p>Gabriele, primeira embaixatriz esquerda, divulga tambm o nome da UAB em visita ao governador Tarso</p><p>A primeira princesa comu-nitria da UAB, Gabriele Bari-li Rossi, est representando a UAB, em parceria com a Visa-te, no concurso para Rainha da Festa da Uva 2014. </p><p>Gabriele moradora do Jardim Amrica e tem 21 anos. Ela foi a candidata da UAB, con-trariando a tradio de indicar a Mais Bela Comunitria, pois Letcia de Carvalho, que detm a faixa, ainda no completou 18 anos e no pode concorrer, conforme o regulamento do concurso soberana da Festa da Uva.</p><p>Gabriele vem cumprindo uma extensa agenda do pr-concurso. As 25 candidatas precisam dominar a histria da cidade de Caxias, sobretudo aquela referente colonizao italiana, conhecer os pontos tu-rsticos e sua importncia, as-sim como ter boas noes de etiqueta e comportamento em </p><p>pblico.A agenda extensa sim, </p><p>fora os eventos oficiais, todos os dias temos um novo compro-misso, afirma a candidata co-</p><p>munitria. So entrevistas nos meios de comunicao, visitas, apresentaes de candidatas, fora o tempo para estudar, diz. </p><p>Mas, segundo ela, a dedi-</p><p>cao vale a pena. Fico feliz e orgulha por estar representan-do duas entidades de tamanha importncia para Caxias do Sul. A UAB como se fosse uma se-gunda casa para m...</p></li></ul>