jornal dos bairros - 03 maio

Download Jornal dos Bairros  - 03 Maio

Post on 23-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal dos Bairros 03 Maio

TRANSCRIPT

  • ITAJA NAVEGANTES BALNERIO CAMBORI | 3 DE MAIO DE 2013 | ANO XII | N 648

    Aprovao da Lei da Fila nicapode gerar polmica

    Projeto de Lei acrescenta critrios para distribuio das vagas nas creches de Itaja. Pgina 7

    Balco de Empregos Mvel estar no CRAS N. Sra.

    das Graas nesta sexta

    Secretaria de Educao convoca

    profissionais

    Promotor alerta sobre a PEC 37

    PGINA 4

    Divulgao/PMI

    PGINA 7 PGINA 4

    PGINA 5

    Estreia em Itaja o espetculo teatral Exlio(s)

    Divulgao/CVI

  • Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 648 - 3 de MAIO de 2013 | Ano XII | Pgina 2

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 648 - 3 de MAIO de 2013 | Ano XII | Pgina 3

    O Jornal do Bairros uma publicao da empresa Letras Editora Ltda. (ME), com sede na Rua Jorge Mattos, 15 Centro Itaja SC.Telefone: (47) 3344.8600 Site: www.jornaldosbairros.tv | Twitter: @jornalbairros

    Diretor: Carlos Bittencourt | direcao@bteditora.com.brColaboradores: Marcelo Nunes, Neide Uriarte e Hlio RebelloJornalistas:Leonardo Thom - DRT SC 04607 JPRenara Almeida DRT SC04030 JPDiagramao: Solange Alves | solange@bteditora.com.brDepartamento Comercial: (47) 3344.8600Circulao: Itaja, Balnerio Cambori, Navegantes e regio.Fale conosco: Sugesto de temas, opinies ou dvidas:

    direcao@bteditora.com.br | jornalismo@jornaldosbairros.tvO Jornal dos Bairros no se responsabiliza pelos artigos assinados pelos seus colaboradores ou de matrias oriundas de assessorias de imprensa de rgos oficiais ou empresas particulares.

    Jornal filiado Associao dos Jornais do Interior de Santa CatarinaRua Adolfo Melo, 38, Sala 901, Centro, Florianpolis, CEP 88.015-090Fone (48) 3029.7001 - e-mail: adjorisc@adjorisc.com.br

    EXPEDIENTE

    &Poltica

    CafCom

    LeiteHlio Rebellohelio_rebello@ibest.com.br

    FORUM Um frum nacional organizado pela revista

    Exame para debater alternativas de desenvol-vimento reuniu 30 prefeitos e 30 executivos das maiores empresas brasileiras e multinacionais que atuam no Pas. Jandir Bellini, de Itaja, foi o nico prefeito catarinense presente no evento.

    Faz sentido. A cidade porturia hoje responde pelo 2 PIB de SC e 35 do Brasil. Alm da natural vocao para atividade que envolve as exporta-es via porto, Itaja tambm vem se destacando no setor nutico. Em 2012, recebeu etapa da Vol-vo Ocean Race e neste ano a regata transocenica francesa Jacques Vabre

    BARULHO DOS TUCANOS Os nimos esquentaram no PSDB catarinen-

    se na tarde da quarta-feira, 24, depois que a exe-cutiva nacional, na tentativa de evitar um racha, decidiu cancelar a conveno do partido, prevista para o ltimo domingo. A nova data da conveno ser decidida ainda em maio, depois da conven-o nacional, no dia 18, que dever formalizar a presidncia do diretrio nacional a Acio Neves, pr-candidato presidncia da Repblica.

    Nesta esteira, o candidato a vice-prefeito de Balnerio Cambori na ultima eleio, Fabrcio de Oliveira, deixou ontem o PSDB e por enquanto no se filiar a outro partido.

    Assim, o PSDB, incompetente na oposio e com falta de sintonia nacional, larga para 2014 tambm rachado em Santa Catarina.

    INCONSTITUCIONAL, SER?A lei que probe que radares eletrnicos mul-

    tem os motoristas que ultrapassarem o sinal verme-lho ainda no tem data para entrar em vigor. Mas j vem causando muita polmica.

    Os parlamentares no feriram o Cdigo Nacio-nal de Trnsito. a opinio de alguns especialistas em Direito Penal. O projeto de lei foi apresentado

    pelo vereador Paulinho Amndio (PDT) e aprova-do por 17 dos 18 vereadores presentes na sesso realizada no incio da semana. Alguns semforos apresentam algumas inconsistncias, como falta de visibilidade ou dificuldade na hora de se convergir esquerda. J quem defende o contrrio, diz que o correto fazer as adequaes necessrias nestes pontos, no deixar de multar um erro.

    O DESENHO VAI SE FORMANDOO governador Raimundo Colombo (PSD) e

    o senador Luiz Henrique (PMDB) querem o PP na nova aliana. Dcio Lima (PT) disse que uma aliana do PT com o PP a mais natural para 2014. Depois de conversas com Esperidio Amin, o deputado estadual Joares Ponticelli (PP) calibrou o discurso para 2014. Coloca-se como opo para concorrer ao governo, ao lado de Jandir Bellini e Angela Amin.

    BAITA LIVROO livro A histria do Legislativo: Cmara de

    Vereadores de Itaja 1860-2012 est disponvel para download no site www.cvi.sc.gov.br.

    FERROVIA: 2016Classificada como prioridade pelo governo

    do Estado, a Ferrovia do Frango, que ligar o oeste catarinense ao litoral, corre o risco de virar reali-dade somente em 2016. No entanto, o governador Raimundo Colombo articula em Braslia maneiras de driblar a burocracia e fazer com que a implan-tao ocorra antes. No dia 6 de maio ser lanado o edital para a elaborao do Estudo de Viabilida-de Tcnica, Econmica e Ambiental (EVTEA) do empreendimento. A data foi acertada em Braslia, durante reunio entre Colombo e o presidente da Valec, Josias Cavalcante.

    PIRIQUITO/DALVESCO O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de

    Santa Catarina reformou a sentena proferida pelo juzo da 56 Zona Eleitoral quanto forma de apli-cao da multa imposta ao prefeito de Balnerio Cambori, dson Renato Dias (PMDB) e ao seu vice Cludio Fernando Dalvesco (PR). Conforme a Corte, a multa individual de R$ 2 mil por propa-ganda irregular deve ser suportada de forma soli-dria pelos recorrentes, em razo do disposto no artigo 241 do Cdigo Eleitoral. Da deciso, que pode ser vista em inteiro teor no Acrdo 28.171, cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.

    MOMENTO TUTY VASQUES Joel Santana j se ofereceu a Lula: Conte co-

    migo, se precisar traduzir para o ingls as colunas do New York Times!

    O ex-presidente, como se sabe, foi contrata-do pela agncia do jornal americano.

    Divulgao/CVI

    O DESAFIO DA PROBIDADE

    Os temas relacionados com a Educao para a Cida-dania so, quase sempre, complicados e misteriosos, para maioria das pessoas. So sempre temas de grande profun-didade e abrangncia. No fcil conceituar, ou explicar para uma criana, por exemplo, o que seja contrabando, sonegao, corrupo, transparncia e outros assuntos dos quais se ocupa esse to importante ramo da Educao.

    Como falar, por exemplo, de probidade, de morali-dade ou de improbidade administrativa? Como esmiuar esse tipo de contedo? Como tornar interessante a apren-dizagem da Lei da Improbidade Administrativa para pesso-as que no a usam como instrumento de trabalho no seu dia-a-dia?

    Falando especificamente sobre a Lei de Improbidade Administrativa, percebe-se o quo relevante o seu con-tedo para todos os cidados, pois ela que dispe sobre as sanes e se refere s condutas de agentes pblicos que enriquecem ilicitamente, que causam danos ao patrimnio pblico, ou que violam os deveres bsicos de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade, prprios de quem servidor pblico.

    O trabalho desenvolvido pelo Observatrio Social de Itaja um incentivo a que todo cidado exercite sua cidadania, e procura contribuir para a formao de uma sociedade civil mais consciente e mais engajada em co-brar do administrador, do agente pblico e dos polticos a adequada qualidade na aplicao do dinheiro arrecadado pelos impostos.

    A improbidade, contudo, no um defeito que ocor-re, nica e exclusivamente, no meio pblico. O compor-tamento tico prprio de todo ser humano, e est dire-tamente ligado natureza e dignidade das pessoas. O ser humano no se diferencia dos demais animais somente pela racionalidade, mas, principalmente, por caractersti-cas como a integridade, a honradez, o senso do bem. So essas virtudes, dentre outras, que transformam um indiv-duo numa pessoa, num ser mais humano.

    A tica, portanto, intrnseca ao ser humano, tanto em seu comportamento individual, quanto em sua conduta social e pblica. Na famlia, por exemplo, de fundamen-tal importncia o exemplo dos pais no cumprimento exa-to de seus deveres. Mais do que tentar ensinar aos filhos certas condutas, importante dar-lhes o exemplo, mostrar em toda a sua amplitude a dignidade do ser humano, que no se atm somente aos direitos, mas, tambm, ao cum-primento dos deveres de cidado, que passam, necessaria-mente, pela probidade. velho, e sempre vlido, o dito de que educao algo que se traz de casa, do bero.

    O mesmo ocorre nas instituies e entidades da so-ciedade civil organizada, no comrcio, nas fundaes, nas empresas, nos clubes, nos partidos polticos, ou nas esco-las. Em qualquer lugar a tica e a probidade devem ser a regra. Fora disso, todo comportamento marginal e repro-vvel. O que dizer das empresas que, em nome da com-petio e dos negcios empregam meios absolutamente incompatveis com a conduta tica? O que dizer daqueles que se esquecem, ou que deixam em segundo plano a dig-nidade, a vergonha, a probidade, colocando na frente de tudo, os interesses mesquinhos da ganncia?

    O que pensar daqueles que, guindados honra do servio pblico, se entregam ao favoritismo poltico, aos negcios incompatveis com a dignidade da funo pbli-ca, s maracutaias e atos escusos e paralelos, ao trfico de influncia, ao clientelismo, ao conluio e ao desvio do dinheiro que no lhes pertence?

    Probidade e tica andam juntas, de mos dadas com a transparncia e a honestidade. Os desafios dessas con-quistas nos atingem a todos.

    Jonas Tadeu NunesCoordenador do Observatrio Social de Itaja

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 648 - 3 de MAIO de 2013| Ano XII | Pgina 4

    REBELO & ZENDRONADVOGADOS

    Rua Dr. Pedro Ferreira, 155, sala 1502 15 andar - Centro - Itaja

    Fone: (47) 3398.1165 | (47) 9923.7503

    Nos dias 3 e 4 de maio, s 20 horas, estreia na Casa da Cultura Dide Brando