jornal do cariri - ediçã0o 2509

Download Jornal do Cariri - EdIçã0o 2509

Post on 07-Mar-2016

222 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal do Cariri - 22 a 28 de novembro de 2011

TRANSCRIPT

  • O peridico do Cariri independente REGIO DO CARIRI l DE 22 A 28 DE NOVEMBRO DE 2011 l ANO XIV l NMERO 2509 R$ 1,50

    MEMRIAS

    9 5

    Ccero Valrio

    ATENDIMENTO DE URGNCIA

    H mais de dois anos a regio do Cariri aguarda a implantao do Servio de Atendimento Mvel de Urgncia (Samu), mas, at agora, s promessa. O ex-secretrio de Sade do Cear, Joo Ananias (PCdoB), hoje deputado federal, afirma que o projeto de implantao est aprovado e pronto para ser executado desde que deixou a pasta, em 2010. O atual titular da Secretaria, Arruda Bastos, tem a mesma preocupao e cobra do Ministrio da Sade o envio de 62 ambulncias para a implantao do servio na regio.

    n rea de risco em Juazeiro, onde as casas foram construdas em baixo da rede de transmisso eltrica

    BARBALHA

    BRASIL SEM MISRIA

    POLTICA

    SOLIDARIEDADE

    BRASIL SEM MISRIA

    ALERTA

    CRATO

    ASSEMBLEIA

    Mapeamento detectar novas reas de riscos

    Juiz julga improcedente ao contra o ex-prefeito

    Oramento para 2012 cresce 7,3% e Cariri recebe investimentos

    A Defesa Civil de Juazeiro do Norte est realizando um mapeamento das reas de risco da cidade, que ser enviado Secretaria de Infraestrutura do Municpio. grande o nmero de casas que continuam sendo construdas irregularmente, o que provoca uma srie de transtornos durante a quadra invernosa.

    A ao judicial movida pela Prefeitura do Crato contra o ex-prefeito Francisco Walter Peixoto, em 2008, foi julgada improcedente, em 1 instncia, pelo juiz Jos Flvio Bezerra Morais. No processo, Peixoto acusado de improbidade administrativa ao permitir a subcontratao de uma empresa que no participou do processo licitatrio para a recuperao do canal do Rio Granjeiro.

    Plano abre oportunidades para empreendedores

    Vasques assume pr-candidatura em Juazeiro com apoio de Lcio

    Casa de Abrigo esperadoaes para manter atividades

    O Cariri tem 20 municpios selecionados para participar do Plano Brasil Sem Misria, com 80 famlias includas em cada um. Entre as aes previstas est o acesso terra no meio rural e o incentivo aos pequenos negcios. As famlias selecionadas sero acompanhadas e preparadas para desenvolver atividades produtivas.

    Cariri fecha fronteiras para traficantes do Rio de Janeiro

    Traficantes cariocas expulsos da favela da Rocinha buscam um novo refgio para voltar a atuar no mundo do crime. O Cariri est atento

    possvel entrada de estrangeiros e refora suas fronteiras. Policiais civis e militares fiscalizam o comportamento de suspeitos e at corretores

    de imveis ajudam com informaes sobre interessados em morar na regio.

    O ex-deputado Vasques Landim assumiu a pr-candidatura s eleies de 2012, com aval do presidente estadual do PR, ex-governador Lcio Alcntara. Ele declara que as alianas ainda sero firmadas e que a relao com o deputado federal Manoel Salviano (PSD) permanece intacta. No entanto, Salviano reafirma o acordo de apoiar Arnon Bezerra (PTB), embora no descarte a possibilidade de encabear a chapa.

    A entidade, mantida pela Sociedade de Amparo ao Mendigo h quase 60 anos, acolhe idosos e pessoas com necessidades financeiras. O abrigo Nossa Senhora das Dores sobrevive basicamente de doaes e conta com a solidariedade de juazeirenses, turistas e dos romeiros que chegam capital da f.

    Museu do Futebol compe roteiro turstico

    Uma representao de artesos de Juazeiro do Norte e de outros municpios do Cariri estar participando, entre os dias 22 e 29 deste ms, da XXIII Feira Nacional de Artesanato, que ser realizada em Belo Horizonte (MG). A expectativa de bons negcios, que podem chegar a R$ 50 mil.

    Feira em Belo Horizonte rene artesos caririenses

    ARTESANATO

    Burocracia emperra implantao do Samu

    Cinco grupos disputam o Tesouros da Cultura 11

    5

    5 12

    8

    4

    46

    6

    13

    n Abrigo funciona na antiga casa do padre Ccero

  • Como sempre, os servios de sade pblica continu-am no foco das preocupaes. Pesquisas recentes demons-tram que a qualidade desses servios no corresponde ideia do senso-comum: superior percepo geral que a cultura popular, os jornais, os filmes e os comentrios de boca a boca fazem supor. A grande questo est no estran-gulamento dos hospitais e das unidades de atendimento. Qualquer centro de excelncia, como o caso do Instituto Dr. Jos Frota, em Fortaleza, rapidamente passam a sofrer com esse problema, graas a concentrao de usurios em um servio que reconhecidamente bom, o que compro-mete sua capacidade de atender com racionalidade os pa-cientes.

    O Servio de Atendimento Mvel de Urgncia SAMU do Cariri est em uma situao ainda mais precria: no foi sequer implantado na regio, a despeito de ter sido criado no papel desde 2010. A reportagem desta edio do JC revela que esse importantssimo servio de apoio sa-de da populao especialmente a mais pobre s dever sair do papel em 2012. E olhe l...

    O velho jogo de empurra, as explicaes que no explicam, as razes que no justificam e outras tentativas de desviar a ateno para a realidade do problema esto novamente em foco. Ningum assume a responsabilidade e no h culpados. Existem apenas vtimas: os usurios de-sassistidos.

    O mais grave que a situao est pior em razo de outro fenmeno: o fechamento de unidades hospitalares no Cariri. Em uma srie de matrias e editoriais, o JC tem re-velado a falncia de um modelo que enriqueceu mdicos e famlias importantes do Cariri nos anos 1970-1980: os hos-pitais conveniados. O fim da farra das guias de internao, a informatizao dos controle e a reduo do desperdcio e das taxas absurdas de lucro fizeram com que esse modelo cartorial de uma Sade semipblica entrasse em crise e isso tem levado sobrecarga de servios na Sade Pblica.

    Esse quadro torna premente a instalao definitiva do SAMU. E, com isso, o fim de uma prtica clientelista e extremamente cmoda levada a efeito por diversas prefei-turas do Cariri especialmente de compra de ambuln-

    cias como se isso fosse uma poltica de Sade Pblica. No possvel esquecer os esquemas de corrupo (nacional) envolvendo a compra de ambulncias com fraudes e desvio de verbas dos municpios. Mais que as suspeitas de pro-cessos licitatrios viciados, tem-se que essas ambulncias simplesmente despejam doentes de municpios sem rede hospitalar em grandes centros, como Fortaleza e, agora, Ju-azeiro do Norte. Lavam-se as mos, empurram-se os doen-tes para outras unidades federativas e finge -se que se faz poltica sanitria consciente.

    O SAMU , portanto, uma necessidade imediata do Cariri. humilhante que a regio, uma das mais importan-tes do Estrado, seja em termos demogrficos, seja em termos polticos e econmicos, no possua um servio que marca de avano civilizatrio e de cuidado com o ser humano e com sua proteo integral pelos rgos estatais. No um luxo ter o SAMU em funcionamento, mas uma necessidade contempornea de uma poltica de Sade Pblica respons-vel, democrtica e no discriminatria.

    At quando o Cariri ficar sem SAMU?

    EditorialSAMU NO CARIRI: OMISSO CONTRA A SADE POPULAR

    2Opinio

    REGIO DO CARIRI(CE), DE 22 A 28 DE NOVEMBRO DE 2011

    Exped

    iente

    :

    Fundado em 5 de setembro de 1997O Jornal do Cariri uma publicao

    da Editora e Grfica Cearasat Comunicao Ltda

    CNPJ: 34.957.332/0001-80

    O peridico do Cariri independente

    Diretor-presidente: Luzenor de Oliveira Diretor de Contedo: Donizete Arruda Diretoria Jurdica: Vicente Aquino Editora Responsvel: Jaqueline Freitas

    Administrao e Redao: Rua Pio X, 448 - Bairro Salesianos - CEP: 63050-020 - Juazeiro do Norte Cear - Fone (88) 3511.2457Sucursal Fortaleza: Rua Coronel Alves Teixeira, 1905, sala 05, Telefone: 085.3462.2607 - Celular: 085.9161.7466Sucursal Braslia: Edifcio Empire Center, Setor Comercial Sul, Sala 307, Braslia-DF

    Os artigos assinados so de responsabilidade dos seus autores

    Conselho Editorial: Geraldo Menezes Barbosa | Francisco Huberto Esmeraldo Cabral | Napoleo Tavares Neves e Monsenhor Gonalo Farias Filho

    Fale conosco Redao w cidades@jornaldocariri.com.br w policia@jornaldocariri.com.br w politica@jornaldocariri.com.br w redacao@jornaldocariri.com.br w sucursalfortaleza@jornaldocariri.com.br Departamento Comercial w comercial@jornaldocariri.com.br | Diretoria w diretoria@jornaldocariri.com.br | Geral w jornaldocariri@jornaldocariri.com.br

    Envie sua carta para jornaldocariri@jornaldocariri.com.br e d sua opinio faa sua sugesto, uma crtica. Esse espao aberto para voc, caro leitor.

    SEXTILHA CARTAQUEM PERDER A SUA HORADE AJUDAR E SERVIRNO FIZER NADA DE BOMINUTILMENTE EXISTIRMUITO SE ARREPENDERQUANDO DA TERRA PARTIR!

    Welington Costa

    impressionante o nmero de acidentes registrados nos ltimos dias nas avenidas do tringulo Crajubar, principalmente. Se bem que no acontecem apenas na cidade, na zona rural no muito diferente. Muitas pessoas ainda morrem nas estradas vicinais, por imprudncia. hora das fiscalizaes tambm acontecerem nos stios e distritos.

    Joana Souza, Ponta da Serra, Crato

    LUGARES VAZIOS

    Na despedida dos jovens, cria-turas na flor da juventude que deixam este mundo sem mais nem menos, abre--se lacuna de no ter tamanho nos dias por mais ensolarados que possam ser. Rasgam ali clareiras imensas no corao dos pais, irmos, amigos, machucando o piso da alma feitas rvores frondosas que caem nas matas, arrebentando todo o arvoredo em volta. E como andam acontecendo situaes semelhantes nos tempos atuais... Como se perdem moos no pleno amor do viver, talvez a desen-contrarem o trilho da alegria e passarem a expor, na perda dessas existncias, o martelo das dores que deixam sepulcrais na forma das distncias intransponveis.

    Nisso, a mquina social dos ho-mens contemporneos impe preos elevados aos termos da sobrevivncia, o que submete famlias a verem os filhos querid