jornal do cariri - 17 a 23 de janeiro

Download Jornal do Cariri - 17 a 23 de Janeiro

Post on 27-Mar-2016

230 views

Category:

Documents

13 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal do Cariri - 2517

TRANSCRIPT

  • CONSCIENTIZAOESPORTE

    FRIASCOMUNICAO NOVOS OLHARESPOLTICA

    JUAZEIRO

    CRATO

    DOCUMENTRIO

    O peridico do Cariri independente REGIO DO CARIRI l DE 17 A 23 DE JANEIRO DE 2012 l ANO XIV l NMERO 2517 R$ 1,50

    8

    Icasa e Guarani atentos ao programa scio-torcedor

    A arte est na essncia do nordestino. Na forma de agir, pensar e, claro, na riqueza e diversidade de manifestaes que nascem

    e ganham vida nesta terra. Por isso, nada mais justo do que este povo, h 13 anos, ter no Centro Cultural Banco do Nordeste um

    mltiplo espao para experimentar e viver a cultura da Regio e do mundo. Banco do Nordeste. A nossa cultura investir na sua.

    SAC Banco do Nordeste Ouvidoria: 0800 728 3030

    www.bnb.gov.br/cultura /ccbnb/ccbnb

    Samuel Macedo

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxx xxxxx xxxxx xxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Os dois municpios enfrentam grave problema no sistema prisional. As cadeias pblicas, que deveriam abrigar com segurana e higiene, se transformam em espaos cada vez mais restritos e sem a mnima estrutura. Em Barbalha, porm, a situao est sob controle. So 55 celas para 47 detentos.

    Paleontologia do Cariri chega a 25 pasesA historia da Paleontologia da formao Romualdo, localizada na Bacia do Araripe, foi narrada em um DVD e entregue a 25 pases de vrios continentes. O trabalho teve a participao de pesquisadores, paleontlogos e alunos da Universidade Regional do Cariri (Urca), com o objetivo de levar ao mundo inteiro conhecimentos sobre a riqueza paleontolgica da Regio e suas formaes, a partir de 100 milhes de anos. A linguagem de fcil entendimento, explicada por cientistas e pesquisadores locais e nacionais. O documentrio tem 36 minutos de durao.

    CAOS

    Superlotao em cadeias de Crato e Juazeiro preocupa

    Rock Cordel muda trilha sonora da Regio

    Edilmar Nores reeleito presidente da Acert

    Escolhidas as melhores fotografias do concurso

    PCdoB lidera oposio em Barbalha

    Comarca tem 15 mil processos espera de julgamento

    O Cariri palco da sexta edio do Rock Cordel, que rene bandas regionais e de Pernambuco, Bahia, Paraba e Rio de Janeiro. O festival, iniciado no ltimo dia 10, seguir at 28 de Janeiro, com apresentaes gratuitas ao pblico. Este ano, o Centro Cultural Banco do Nordeste, idealizador do evento, conta com a parceria do Sesc de Juazeiro do Norte.

    Campanha incentiva reciclagem e reflorestamento

    O jornalista comandar a Associao Cearense de Emissoras de Rdio de Televiso (Acert) por mais dois anos. A votao foi unnime e garantiu a permanncia de Edilmar Nores no cargo para o binio 2012-2013.

    A falta de juzes, promotores de Justia e serventurios aumentam as pilhas de aes acumuladas na comarca do Crato. Os processos se avolumam nas secretarias das Varas porque no existem magistrados nem representantes do Ministrio Pblico para despach-los. A denncia do presidente da subseo da OAB do Crato, Fabrcio Siebra Calou. Ele sugere uma mobilizao social para pressionar as autoridades e poderes constitudos a resolver a questo, que alm de ferir princpios constitucionais, massacra os direitos do cidado.

    Populao ter voz ativa em Plano DiretorO Plano Diretor da cidade de Juazeiro do Norte est passando por uma reviso para suprir as exigncias do Estatuto da Cidade. A participao direta da sociedade a modificao mais enfatizada pela equipe que discute as mudanas, visando um plano mais democrtico e transparente para o municpio.

    4

    6

    4

    Coluna Donizete

    5 5

    6

    4

    7

    Raimundo e Carlos Cruz deixam dvida de R$ 22,5 mi com INSS

    ROMBO EM JUAZEIRO

    3

    ESCNDALO

  • Edilmar Nores foi mais uma vez eleito presiden-te da Associao Cearense de Rdio e Televiso, com expressiva maioria de votos, o que demonstra sua in-fluncia nesse importante setor econmico e cultural de nosso Estado.

    O acontecimento, que s registra a qualidade de seu trabalho, sua liderana institucional, que ultrapassa as fronteiras do Estado e sua linha direta com as auto-ridades nacionais, alm das grandes redes de televiso brasileiras, tambm marcante para o Cariri. Edilmar Nores, da velha Barbalha de Santo Antonio. Fiel s ori-gens e s suas razes, ele uma das grandes personalida-des da Regio Sul do Cear, cujo mrito se fez por suas prprias foras, mas que guarda em sua prpria vivn-cia aquele conjunto de valores que tornam um caririense uma pessoa diferenciada.

    As vivncias de Edilmar no lhe pesam. Ao con-trrio, contriburam para torn-lo mais experiente, forte e conciliador. Alis, todos que o conhecem afirmam que Edilmar Nores consegue aliar uma tenacidade mpar

    a uma inegvel capacidade de conciliao de interesses muitas vezes antagnicos. Qualidades essas, diga-se, que ele aprendeu cedo na Barbalha e que as aperfeioou no convvio com Edson e Yolanda Queiroz, bem assim com as novas geraes que lideram esse pujante grupo empresarial, que leva o nome do Cear para alm das fronteiras brasileiras.

    Em tempos como o que vivemos, de sucessivas informaes sobre projetos de lei e decretos que restrin-gem a atividade da imprensa, a liberdade de expresso e tentam controlar os radiodifusores, lideranas experi-mentes como a de Edilmar Nores fazem-se cada vez mais necessrias. Ele sabe se cercar de pessoas com pen-samentos diferentes, mas que comungam consigo o esp-rito de liberdade e de respeito ao radiodifusor, acossado pelas emissoras piratas (que atuam sem fiscalizao), pela interpretao absurda de regras jurdicas por al-guns agentes do poder pblico e pela luta diria para fechar a contabilidade todos os meses. A radiodifuso uma das atividades mais sofridas no Brasil, pois luta por

    verbas publicitrias cada vez mais decrescentes, e ainda tem de combater a concorrncia ilegal de pessoas que exploram de man eira irregular esses servios.

    Agora, o inimigo das liberdades comunicativas parece surgir sob novas formas, com discursos que evo-cam a proteo do povo, mas, em verdade, escondem o mero objetivo de estrangular o setor e mudar as regras com o jogo em pleno andamento.

    A sociedade precisa conscientizar-se desse proces-so lento e silencioso de supresso das liberdades comu-nicativas. A todos isso prejudica e a ningum aproveita.

    Com mais um mandato frente da ACERT, Edil-mar Nores segue sendo a garantia para os radiodifu-sores e para sociedade de que tero um lder confivel e srio na conduo da defesa dos valores constitucio-nais da Comunicao Social. Antes de tudo, Nores um homem leal, qualidade aprendida no bero e exer-citada pelo exemplo de homens como Edson Queiroz. Essa lealdade faz-se quotidiana. No a homens, mas a valores.

    EditorialEDILMAR NORES: O HOMEM DA RADIODIFUSO

    2Opinio

    REGIO DO CARIRI(CE), DE 17 A 23 DE JANEIRO DE 2012

    Envie sua carta para jornaldocariri@jornaldocariri.com.br e d sua opinio faa sua sugesto, uma crtica. Esse espao aberto para voc, caro leitor.

    SEXTILHA CARTA

    QUEM CUMPRE COM O SEU DEVERANDA DE CABEA ERGUIDARELEMBRAR COISAS RUINS REABRIR A FERIDANINGUM MUDA O QUE PASSOUPELOS CAMINHOS DA VIDA!

    Welington Costa

    Moro em Juazeiro h muito tempo e nunca tinha visto um dia to catico quanto aquela tera-feira. Os policiais saram das ruas e todo mundo ficou com medo. Os assaltos no Centro deixaram a populao assustada. No via ningum andando nas ruas. Eu espero que nunca mais presencie momentos de tanta tenso. Parabns ao Jornal do Cariri pela cobertura.

    Cesar Augusto, de Juazeiro do Norte

    No entorno da cidade de Cra-to, alm da Chapada do Araripe, no existe um recanto mais bonito do que o babaual do stio Palmeiral, que pertenceu ao brigadeiro Macedo, no Bairro da Cruz.

    Quem se aproxima dele, vin-do da chapada, de Farias Brito ou de Juazeiro, depara-se com o que resta daquele recanto coberto de ps de babau, plantados simetricamente. Aqueles troncos alinhados j ultra-passam dez metros de altura e suas palmas como flechas agudas varam o cu cratense.

    Acredito que a prefei-tura deveria tombar a rea, para no mais permitir a derrubada das essncias, pois j s resta metade do bosque inicial. Ali pode-ria ser criado um parque Ecolgico, onde tambm seriam plantadas mudas de outras espcies da flora lo-cal, tais como: ips, aroeiras, jatobs, etc. O lugar ganharia equipamentos para exerccios e lazer, beneficiando assim a comunidade e visitantes.

    Se continuar a vilauta crescen-

    do morro abaixo e o bairro da cruz morro acima, em muito pouco tempo o rio Grangeiro ser novamente estrangulado com o inevi-tvel prolongamento do ca-nal, que tantos problemas j causou cidade.

    Jos Ronald BritoProfessor

    UM NOVO PARQUE

    ESCOLA PBLICA DE TRNSITO, APENAS

    UM SONHO

    JANGO, O LTIMO PRESIDENTE TRABALHISTA DO BRASIL

    Joo Belchior Marques Goulart, ou simplesmente Jango, foi o ltimo presidente trabalhista do Brasil. An-tes, ele tinha sido duas vezes vice--presidente da Repblica e ministro do trabalho.

    Nos dois anos e meio que go-vernou o Brasil (07/09/61 a 31/03/64), Jango retomou as bandeiras de Get-lio Vargas de proteo ao trabalhador e de um desenvolvimento autentica-mente nacional. Com esse propsito, encaminhou ao Congresso as refor-mas estruturais, as reformas de base agrria, educacional, fiscal, admi-nistrativa e urbana, sem as quais, jul-gava, o Brasil no poderia romper a barreira do atraso e da misria.

    A postura nacionalista do pre-sidente Joo Goulart contrariou os interes