jornal do cariri - 03 a 09 de fevereiro de 2015

Download Jornal do Cariri - 03 a 09 de fevereiro de 2015

Post on 07-Apr-2016

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • ZIRTA ALENCAR

    Instituto busca auxlio para jovens em situao de risco

    Saiba mais

    Cerca de 60 crianas e ado-lescentes em situao de risco, com histrico fami-liar ligado a drogas, vio-lncias e prostituio, so atendidas no Instituto Zita Alencar, que oferece educa-o formativa. Localizado no Stio Mata, em Barba-lha, a entidade desenvolve o projeto Menina Talita, voltado formao social.

    METROPOLITANA | Pg. 6

    Comunidade pede ajuda para continuar tratando internos A Comunidade Teraputica Filhos Amados do Cu, lo-calizada entre Crato e Nova Olinda, enfrenta dificulda-des para continuar aten-dendo aos internos que es-to sob tratamento contra a dependncia de drogas e lcool. Conforme missio-nrios do projeto, eles pre-cisam de doaes para mu-dar a sede da instituio.

    UTILIDADE PBLICA

    METROPOLITANA | Pg. 6

    Divulgao

    Serena Morais

    Serena Morais

    Serena Morais

    Comando Aeronutico notifica rgos para remoo de torres

    Colapso de abastecimento dgua ameaa Cariri

    EFEITOS DA ESTIAGEM

    Autoridades polticas esto preocupadas com os efeitos da estiagem no Cariri, que podem resultar em um colapso de abastecimento dgua na regio. Alm das aes de convivncia com a seca, populao e autoridades polticas pressionam o Estado para concluir obras estratgicas para o enfrentamento da estiagem, como o Cinturo das guas, parcialmente paralisada. Diante do

    quadro, atividades econmicas do setor agrcola correm o risco de fracassar. Em visita ao Cariri, o governador do Cear, Camilo Santana, garantiu ter conseguido a verba, junto ao Ministrio da Integrao Nacional, para retomar a construo do Cinturo das guas, mediante o pagamento s empreiteiras, ainda esta semana. POLTICA | Pg. 3

    De 03 a 09 De Fevereiro De 2015 ano 17 nmero 2677 Preo: r$1,50

    ORIENTAO

    Cariri participa de Festival Educacional de Trnsito

    METROPOLITANA | Pg. 5

    CRATO E bARbAlhA

    Vereadores retornam satividades legislativasPOLTICA | Pg. 5

    www.jornaldocariri.com.brO peridico do Cariri independente

    Times sofrem com a falta de apoio financeiroA partir do dia 1 de maro, 12 times se enfrentam na disputa da Srie B do Campeonato Cearen-se de Futebol. Logo na estreia, os dois representantes do Cariri, Barbalha e Crato, disputam uma partida que promete ser emo-cionante. A menos de um ms de iniciar a segunda diviso do Cearense, os times ainda enca-ram um problema que tem tira-do o sono da diretoria: a falta de apoio financeiro. APITO | Pg. 8

    EsPAO AREO Apae e Hospital Santa Teresa podem ser fechados

    Atraso na emisso de carteira de trabalho gera reclamao

    Os servios oferecidos pela Casa de Sade Santa Tereza e a Associao de Pais e Amigos dos Excepcionais de Crato (Apae) podem estar com os dias contados. Fundadas h quase 50 anos, as entidades esto com as contas em atraso e, para que continuem em funcionamento, necessitam de apoio financeiro. METROPOLITANA | Pg. 6

    Est difcil tirar a carteira de trabalho. Entre dezembro e janeiro, a emisso de carteiras de trabalho informatizadas esteve paralisada por 15 dias, durante a instalao de um novo sistema de carteiras digitais. Entretanto, esse novo sistema apresentou falhas em nvel nacional e, atualmente, os documentos so feitos pelo modo antigo. A carteira, que deveria ser entregue em 30 minutos, tem demorado dias para ficar pronta. METROPOLITANA | Pg. 5

    CRATO

    LENTIDO NO sIsTEMA

    CARNAVAlEscolas de samba ensaiam para surpreender na avenida

    EPA | Pg. 7

    A altura das antenas de empresas de telefonia e rdio, assim como a torre do Santurio So Francisco, podem representar riscos para a navegao de aeronaves. Seus responsveis foram notificados pelo II Comando Areo Regional (Comar) e devem tomar providncias que resultaro na homologao de 140 metros da pista do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. METROPOLITANA | Pg. 5

  • Regio do caRiRi, de 03 a 09 de feveReiRo de 20152

    TEmOS quE mudar essa triste realidade dos altos ndices de acidentes de trnsito em nosso pas. As pessoas tm que mudar de comportamento e se conscientizar. TAs AgUIAR - INsPETORA DA PRF

    Opinio

    CARTAParabenizo o vereador Bosco Vidal por denunciar a prtica de nepotismo em Barbalha. Por causa de sua iniciativa, o MP est aplicando a lei que probe a infrao, aqui, onde h muitos anos ficava impune. Parentes do prefeito devero sair e o princpio de igualdade, na administrao pblica, ir prevalecer.

    ELIENE TAvAREs, BARBALhA

    QUER SE IMORTALIZAR?FAA O BEM AO SEU IRMO!A GENTE PASSA NA TERRANOSSAS OBRAS FICARO...ELAS FALARO POR NSE DE NS MUITO DIRO.

    WELINgTON COsTA

    Diretor-presidente: Donizete ArrudaDiretora de Redao: Jaqueline FreitasDiretoria Jurdica: Vicente AquinoDiagramao: Evando F. MatiasFotos: Serena Morais

    Fundada em 5 de setembro de 1997O Jornal do Cariri uma publicao da Editora e Grfica Cearacom LtdaCNPJ: 15.915.244/0001-71

    Conselho EditorialGeraldo Menezes Barbosa, Francisco Huberto Esmeraldo Cabral, Napoleo Tavares Neves e Monsenhor Gonalo Farias Filho.

    Administrao e RedaoRua Pio X, 448 - Bairro SalesianosCEP: 63050-020 - Juazeiro do Norte Cear - Fone 88 3511.2457

    Departamento Comercial | comercial@jornaldocariri.com.br Redao | jornaldocariri@jornaldocariri.com.br

    Sucursal Fortaleza: Rua Coronel Alves Teixeira, 1905 - sala 05 - Fone: 85 3462.2600Sucursal Braslia: Edifcio Empire CenterSetor Comercial Sul - sala 307 -Braslia - DF.

    Os artigos assinados so de responsabilidade dos seus autores.

    Fale conosco

    CARACTERSTICA DE um NOVO hOmEm

    Palavra de FPr. Jecer goeS

    No novidade que vivemos em uma sociedade que abriu mo dos valores morais e ticos que norteiam seus comportamentos. Isto pro-duziu uma gerao flexvel, perifrica, sem rumo, insensvel, infiel nas relaes, nos contratos, no trato, na palavra, no respeito e no limite. O que mais admira que o Brasil considerado um pas cristo. Como? - Sim, cristo. Mas como?

    Veja bem, somos a maior nao catlica do planeta e maior contin-gente de evanglicos na atualidade. Catlicos e evanglicos crem em Cristo como Salvador, porm nossa cultura e comportamento em nada condiz com os ensinamentos da bblia sagrada, lei maior da espiritua-lidade humana.

    A essncia do cristianismo est na experincia de vida substituda, isto ao professarmos que somos cristos. O velho homem morreu na cruz, porque Cristo passa a viver em ns, nos formando a cada dia, em cada rea de nosso carter e comportamento. Somente o evangelho pode nos conduzir a um estgio e estado de mudana.

    Ter a velha natureza substituda pela vida de Cristo ser altrusta e tico, na famlia, no trabalho, na Igreja e onde quer que sejamos envia-dos. S uma pessoa regenerada pode ter a marca e a natureza de servo, semelhante ao de seu Senhor.

    Na trajetria do cristianismo no tem lugar para exaltados, pedan-tes, mentirosos, corruptos, malvados, inidneos e irresponsveis. Tem lugar, sim, para corajosos que crucificaram e morreram para o sistema de corrupo e ressuscitaram e esto dispostos a levarem uma vida ordeira, digna, sensata, amorosa, respeitvel e santa.

    Vale a pena perguntar: Temos produzido essa caracterstica de novas criaturas? De pessoas nascidas de novo? - A verdadeira expe-rincia do novo nascimento tem como consequncia a morte do velho homem no calvrio e o surgimento de um novo homem na ressurreio.

    Entenda uma verdade, Deus trabalha no homem um a mudana to espetacular, que nenhuma lei humana pode at nem mesmo com-pletamente faz-lo.

    No terreno plano do calvrio, no h espao para um sujeito indi-vidualista, egocntrico, isolado e distanciado do empirismo criador--criatura. A mensagem da cruz para ser vivida e no fantasiada com frases aprendidas ou simples clichs religiosos, incapazes de provocar mudanas radicais nas pessoas.

    Para produzirmos uma real caracterstica do novo homem, preci-samos, sim, estar fundamentados no evangelho de Cristo, pois Ele quem d real sentido a vida crist. O apstolo S. Paulo ensinou a quem queira aprender que, devemos praticar o que a santa escritura tem re-gistrado para o nosso bem, diz-nos ele: O que tambm aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus de paz ser convosco - (Filipenses 4:9).

    Talvez voc diga que muito doloroso e difcil praticar a vida cris-t. Veja o que continua dizendo Paulo: Ora, aquele que poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente, alm daquilo que pedi-mos ou pensamos, segundo o poder que em ns opera, a esse glria na Igreja, por Jesus Cristo, em todas as geraes, para sempre. Amm! - (Efsios 3:20-21).

    Somente creia e pratique. Deus abenoe!

    CHARGE

    No ano vindouro, o Brasil sediar um dos eventos esportivos mais importantes e mais antigos do mundo: as Olimpadas. A cidade do Rio de Janeiro ser a anfitri dessa efemride de magnificncia extraor-dinria. Estaro representadas, por atletas famosos, dezenas de pases dos cinco con-tinentes do planeta. Os Jogos Olmpicos foram iniciados alguns sculos A.C. A bela e histrica cidade de Olmpia, na Grcia que este humilde escriba teve a honra de visitar e conhecer o monumento a Zeus e o Pritaneu , sediou os Jogos Olmpicos a partir de 776 A.C. at serem suprimidos em 392 D.C. e reiniciados no ano de 1896 da era moderna, por iniciativa do francs Pierri de Fredy, o baro de Coubertin.

    Apesar do insucesso da Copa do Mun-do realizada no ano transato de 2014, ningum suscita qualquer dvida de que as Olimpadas sero um acontecimento

    de repercusso mundial. As redes sociais comeam a movimentar-se fazendo publi-car notcias sobre o fato. Entre elas, uma assume perfil agigantado. A que fala do priplo da pira, pela importncia e pres-tgio que a presena do smbolo olmpi-co propiciar cidade visitada. A tocha olmpica permanecer por cinco dias em Atenas antes de viajar para o Brasil