jornal digital 4776_sex_16102015

Download Jornal digital 4776_sex_16102015

Post on 29-Jan-2018

328 views

Category:

News & Politics

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXv EDIO N 4.776 sexTa-feira, sbado e domingo, 16, 17 e 18 de ouTubro de 2015 R$ 2,00 Grupo 21 18 Chuvoso durante o dia e a noite Previso para hoje Extremo Sul Catarinense At o fim da tarde de ontem o bloqueio se mantinha, o Deinfra visitou o local e se comprometeu em tomar providncias PolciaPolciaPolcia PMaprimeira mulherareceber oValoremnoEstado DelegadoJorgeGiraldi ministrapalestra contraasdrogas Detentosseformam agentesdeinspeo dequalidade SombrioArroio do SilvaRessocializao 1155 PginaPginaPgina 3Pgina Timb do Sul Estrada da Rocinha fechada por moradores VENDE-SE LOTES NO BALNERIO VILLAGE DUNAS CALAMENTO, ENERGIA. A PARTIR DE R$ 10.000,00 FONE: (48) 9975-0480
  2. 2. Poltica Jarbas Vieira Correio do Sul Sexta-feira, 16 de outubro de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO No est certo tentar chegar ao poder atravs de vamos dizer assim, isso sim, pedaladas polticas, isso sim pedalada. chegar ao poder atravs de atalhos. Atalhos, porque eu sou uma presidente que tem uma vida ilibada. Ela disse: Presidenta Dilma Roussef (PT) Motasolidriocomcrisedosprefeitos D eputado estadual Manoel Mota (PMDB) esteve na Associao Catarinense de Medicina, em Flo- rianpolis, na tera e quarta-feira, onde partici- pou da Mobilizao Municipalista da regio Sul, em conjunto com a 2 edio do Dilogo Municipalista 2015 - Encontros Regionais de Municpios promovido pela Confederao Na- cional dos Municpios - CNM, com o apoio das Federaes dos Municpios de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e da Associao dos Municpios do Paran. Atento s mudanas provocadas pela crise econmica, Mota, que foi prefeito de Ararangunadcadade80,ressaltouaimportnciadodeba- teafimdeencontrarsoluesnestemomento.Oparlamentar aindaendossouocorodoajustefiscaledamelhordivisodos recursos. Hoje, mais de 60% do que o Brasil arrecada fica com o governo federal e sobra muito pouco aos municpios onde esto os principais problemas das pessoas. Sem uma mudana nessa diviso, os prefeitos iro continuar com o pires na mo e o povo sofrendo, destaca Mota. Reunio ampliada dos par- tidos que fazem parte da co- ligao que elegeu o prefeito Ronaldo e a vice Terri (PP, PSD, (48) 3522-3777 Coligao crescendo em GaivotaGesto participativa AdiretoriadaCersulpromoveuumcafdamanhnasedesocialpara todos seus colaboradores. O evento serviu para apresentar o novo slogan escolhido Um novo tempo, falar das mudanas que a cooperativa est passando,bemcomopresentearoscolaboradoresqueajudaramnaescolha do slogan. Uma forma de agradecer todos que participam das aes pro- postas dentro da empresa, e incentivar para que continuem participando das decises internas, destacou o presidente Everton Schmidt. Investimentos Prefeitura de Passo de Tor- res lanar nos prximos dias a licitao para revitalizao da rua Major Francisco Martins, que d acesso a ponte que une Passo a Torres (RS). O investi- mento ser de R$ 320 mil. Na Sade o Municpio aplicar em 2015 cerca de R$ 1 milho na unidade central e na construo na unidade de Bellatorres. DEM, PR e PTB), em Balnerio Gaivota, oficializou o interesse do PSB e tambm do PDT em partici- parem do projeto poltico para a eleio de 2016. Ronaldo ser indicado candidato a reeleio pelo PP, com um novo candidato a vice indicado pelo PSD.
  3. 3. No h prefeito, poucos vereadores se mexem, no h governador. um abandono. Aqui uma terra sem lei, diz Charles de Carvalho dos Passos, um dos moradores que ajudou a fechar o trnsito da rodovia.Ainda de acor- do com ele, no Sistema de Posicionamento Global (GPS), a estrada est as- faltada desde 1994. Os caminhes descem a serra com cargas muito maio- res do que o permitido e acabam ainda mais com a estrada. A gente que sofre, conclui Charles. Nacomunidadevivem 52 famlias e muitas tm entes doentes e acama- dos, como Zonir de Faveri Ins, que cuidado pela irm Marceli. Portador de cncer, o homem pre- cisa ir constantemente ao hospital, e demora muito parachegaraodestinopor causa das condies da ro- dovia. pssima mesmo. tem, 15, sem previso de abrir, a rodovia BR-285, que corta a localidade e liga Santa Catarina a Rio Grande do Sul. Um outro bloqueio j tinha sido feito em junho deste ano, e algumas pro- messas foram feitas por algunsdeputados,masse- gundo os moradores, no passaram de promessas. > Regio Mais uma vez, exi- gindo providn- cias do governo municipal e/ou estadual, a populao que mora na comunidade de Rocinha fechou na tarde de quarta-feira, 14, e durante todo o dia de on- Geral 3Correio do Sul Sexta-feira, 16 de outubro de 2015 Aline Bauer Comunidade fecha estrada da Rocinha Protesto Protesto iniciou na tarde de quarta-feira, 14 e at o final desta edio, estrada continuava interditada Na comunidade vivem 52 famlias e muitas tm entes doentes e acamadosIsagone comerciante e est perdendo clientes Moradores pedem a manuteno pelos sete quilmetros at o p da serra e j no acreditam mais em asfalto Faz28anosquemoroaqui e sempre s promessa., reclama a mulher, que completa, Queremos que arrumem porque para sair doente daqui muito difcil, disse. Salvador Boeira, um senhor que sofre de pneu- monia e que tambm de- pende de transporte do municpio compartilha da aflio de Marceli. An- tigamente tinha governo e se fazia alguma coisa. Fizeram todos os lugares menos aqui., diz o senhor. Vicentina Pereira Boeira, esposa de Salvador, sofreu uminfartoetemqueestar sempre alerta com a sa- de, precisando ir muito ao Centro da cidade. muito movimentada e ruim desse jeito. Preciso ir ao posto de sade, pegar uma receita, e demora muito. muito compli- cado. Imagina os nibus escolares nessa estrada todo dia, comenta. Isagone Vieira Ste- canella, comerciante do local, est perdendo clien- tes, pois no recebe mais mercadorias. Os forne- cedores no vm at aqui e se no tiver os produtos para vender, perco dinhei- ro. Se no tivessem tantos caminhesseriamaisfcil manter, afirma. Os moradores pedem a manuteno pelos sete quilmetros at o p da serra e j no acreditam mais em asfalto. Pelo me- nospedras,pedeCharles. OprefeitodeTimbdo Sul, Eclair Alves Coelho, apoia a ao dos mora- dores de Rocinha. Esto corretos em protestar, em criar um fato para serem ouvidos. Eu tenho 600 quilmetros de estradas no municpio para manter e no dou conta. Estou cansado de pedir, mas ne- nhum deles vm at aqui. Me sinto de mos atadas, conclui o prefeito. At o fim da tarde de ontem o bloqueio se mantinha, o Deinfra visitou o local e secomprometeuemtomar providncias.
  4. 4. Sade4 Correio do Sul Sexta-feira, 16 de outubro de 2015 Trabalho ajuda na recuperao de tratamento de cncer Outubro Rosa Moacir Kassol trabalha com irisdiagnose Mulher foi diagnosticada com tumor no seio esquerdo, durante campanha ena,masumdesequilbrio noorganismo,quepodeser de fundo emocional. Para auxiliar no diagnstico, durante a consulta feita uma espcie de fotografia do olho atravs de uma mquinadigital,etambm observado aspectos como o contorno da pupila. Moacir Kassol vai atender com consultas previamente agendadas no Sindicato Rural de > Sombrio O Sindicato dos Tra- balhadores Rurais de Sombrio fez uma parce- riacomumiridlogo,que vai atender uma vez por ms em sua sede. Moa- cir Kassol trabalha com irisdiagnose, o diagns- tico de doenas atravs da ris. Ele explica que o olho humano, espe- cialmente a ris, assim comoaimpressodigital nica em cada pessoa. Cada uma tem sinais e cores diferentes, que foram sendo mapeados, informa Moacir. Para tornar a expli- cao mais didtica, ele utiliza a imagem de um relgio,quesubdividido em horas e minutos. A ris tambm possui divi- ses que refletem os r- gos. As manchas e co- ressignificamosrgose mostram a gravidade da doena,afirmaoiridlo- go.Eressaltaquemuitas vezes o problema no propriamente uma do- A gerente da JT Ma- teriaisdeConstruo,Da- niela Garbim Maciel, diz que Sheila um exemplo para muita gente que se acha incapacitada para o trabalho. A proprietria da loja, Eliane Teixeira, conta que quando soube do problema de sade Diagnstico de doenas atravs da ris Sombrio. O presidente, Nicanor Nichele, diz que fechou a parceria devido ao crescente interesse das pessoas por formas de medicina alternativa. Os agricultores associa- dos a entidade tero des- conto na consulta, que pode ser feita tambm por no scios. Qual- quer interessado pode nos procurar e marcar a consulta, diz Reconhecimento de Balnerio Gaivota. Ela contou aos proprietrios da loja, Eliane e Joo Teixeira, eaoscolegas,edissequeno gostaria de deixar de traba- lhar, mesmo tendo direito a atestado mdico. Ouviu como resposta que poderia ir trabalhar sempre que quisesse, e foi o que Sheila fez. Ela ia para o trabalho de segunda a quarta-feira, depois fazia quimioterapia e durante trs dias passava bastante mal. Assim que melhorava eu ia pra loja de novo. No queria ficar em casa remoendo coisas ruins. No trabalho esquecia detudo.Quandooscabelos caram, Sheila ganhou di- versos chapus e lenos de clientes da JT e os colegas a auxiliavam com tudo que precisasse,desdepegaralgo maispesadoatasubiruma escada. Emmarode2014Shei- la fez a cirurgia na mama e enfrentou tudo com bom humor. O importante ter femDeus,almdisso,meu marido e meus filhos esti- veramsempreaomeulado, assim como meus patres e colegas. Me senti muito querida, conta agora com- pletamente curada. Quando fez radiotera- pia, a comerciria traba- lhava o dia todo e ia para as aplicaesanoite,comapoio do marido. Trabalhando h seis anos na loja, conquis- tou ainda mais o carinho e o respeito dos colegas e de Joo e Eliane. no ms dedicado a preven- oaocncerdemamaque ela foi diagnosticada com umtumornoseioesquerdo. Sheilafezumamamografia apenasporqueestavaacon- tecendo a mobilizao na sade pblica, e levou um susto quando foi chama- da pelo mdico. Fez novos exames que confirmaram a presena do cncer. Eu sachorandodoconsultrio. Depois em outra consulta, conversei com uma mdi- ca que me mandou parar de chorar e tratar de me curar. Foi um choque, mas deu certo, conta Sheila, que trabalha na loja JT