Jornal Central Notcias - 19 Edio

Download Jornal Central Notcias - 19 Edio

Post on 13-Mar-2016

237 views

Category:

Documents

16 download

DESCRIPTION

Nova Expresso em Jornalismo

TRANSCRIPT

  • JornalCentral Notcias

    Nova expresso em JornalismoC- MG - A II E 19 - 08 DE FEVEREIRO DE 2013

    Os 45 dias de Maurlio na Prefeitura

    E 19 - 08 DE FEVEREIRO DE 2013

    Os 45 dias de Maurlio na Prefeitura

    Nesta edio, Jordane Alves ilustra a nossa capa. Alegre, por-tadora de cati vante sorriso, est sempre presente nas festas e acontecimentos sociais. Com 20 anos, fi lha de Marilac Santos e Ro-grio Bati sta (in Memorian). For-mada em Tcnica de Contabilida-de no dispensa uma academia.

    Maquiagem: Tamara MendesRoupa: Renata Bouti que

    Foto: Leandro Bustamante

    Jordane A

    lves

    Eleio Sicoob

    Autdromo de Curvelo

    Reviver o grande futebol

    PGINAS 2,3,4 e 5

    PGINA 10

    VEJA - PGINA 9

    Com requerimento do vereador Humberto Freire Pereira e subscrito por todos os membros da Casa, estaro presentes em reunio ordinria da Cmara Municipal de Curvelo, os senhores Flvio Bergman, Alfredo Rodrigues dos San-tos e Renato Filgueiras prestando informaes sobre a construo do Autdro-mo Internacional de Curvelo, a se realizar no dia 18, s 18 horas.

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 02 - 08/02/2013

    Maurlio vistoria casas em situao precria no Guimares Rosa

    O conjunto habitacio-nal inaugurado no ano passado, que recebeu o nome do ilustre escritor Guimares Rosa, est enfrentando srios pro-blemas. Alm do deste-lhamento ocorrido du-rante uma tempestade no ms de dezembro ltimo, agora os mora-dores esto muito pre-ocupados com a eroso que est se alastrando pelas ruas do loteamento.

    A denncia chegou aos ouvidos do prefei-to Maurlio Guimares na ltima sexta-feira, 1 de fevereiro, aps um chamado feito por uma moradora Rdio Clube de Curvelo. A jornalista Karla Arajo procurou o prefeito para obter infor-maes e ele se disps a ir pessoalmente averiguar a situao dos morado-res do Guimares Rosa.

    Acompanhado do Se-

    cretrio de Planejamento e Governo, Daltinho Cana-brava, e do Secretrio de Obras, Agenor Fernandes, o prefeito conferiu a gran-de fenda que est invadin-do o terreno e compro-metendo vrias casas da Rua Manuelzo (nome de outro grande personagem dos romances rosianos).

    Segundo informaes obtidas no dia anterior pela jornalista junto mo-radora de nome Alice, o terreno cedeu e a fenda est aumentando a cada dia, colocando a estrutu-ra da casa em risco. O quintal est afundando e tenho medo de deixar as crianas brincando l. Outro dia fui estender roupa, a terra cedeu e eu ca no buraco, relatou ela em entrevista Rdio no dia anterior visita do prefeito. Outra moradora tambm apontou falhas no terreno e declarou

    imprensa que havia procurado a Caixa Eco-nmica Federal e a cons-trutora responsvel pelo conjunto habitacional, mas no obteve retorno.

    Atendendo ao chama-do da imprensa, Maurlio e sua equipe constata-ram in loco todo o risco a que as famlias esto expostas no conjunto habitacional. Considero esta uma situao vergo-nhosa. Isso que estamos vendo uma covardia com as famlias carentes e resultado de uma obra mal feita, de um servio ruim, opinou o prefeito, em entrevista veicula-da hoje na Rdio Clube.

    Durante a visita, o pre-feito recebeu uma ligao do gerente da CEF, Sr. Gil-berto. Na conversa, ele garantiu a Maurlio Gui-mares que o problema ser resolvido com a aju-da da seguradora respon-

    svel por cobrir os danos.Ao fim da visita, o pre-

    feito foi convidado pelos moradores para um caf e tirou muitas fotos com

    as crianas do conjunto habitacional, a pedido de suas mes. Estamos mui-to satisfeitas em ver o pre-feito atendendo ao nosso

    chamado. E temos certe-za de que agora a nossa situao ser mesmo re-solvida, disse uma delas.

    * Nosso agradecimento jornalista Karla Arajo, que nos forneceu dados e fotos para esta matria.

    Central NotciasNova expresso em Jornalismo

    Endereo: Rua Adauto Lcio Cardoso, 164 - Tibira - Curvelo-MG - Fone: (38) 3722-6098

    E-mail: jornalcentralnoticias@ymail.com

    Diretor responsvel: Ernesto Ricardo

    Reportagem e Publicidade: Rubem Serro de Azevedo - (38) 9990-6086

    Diretor de Redao: Ernesto Ricardo

    Impresso: Editora Sempre

    Editorao Grfica: Leandro Bustamante - (38) 9902-7888

    Criao publicitria: Leandro Bustamante

    EXPEDIENTECNPJ: 14.313.300/0001-35

    Insc. Estadual: Isento - Insc. Municipal: 4450Os artigos assinados no exprimem necessa-riamente a opinio do jornal e so de inteira

    responsabilidade de seus autores

    Filiado ao SINDIJORI Registro: 0689

    ENCONTRO CULTURALEm reunio ordinria,

    que tornou-se extraor-dinria, no dia 12 de ja-neiro do corrente ano, na Fazenda Espigo proprie-dade de Evandro Guima-res de Paula, presidente da Academia Curvelana de Letras encontraram--se acadmicos, familia-res, amigos e convidados. Foi um dia inesquecvel. O presidente abriu a sesso e em seguida a secretria geral Concei-o Drummond prestou homenagem pstuma a seu genro Henrique Bo-aventura Diniz com um texto emocionado. Tam-bm enalteceram o fa-lecido a confreira Maria Auxiliadora e o presiden-te do sodalcio. O ponto alto da reunio foram as presenas de alemes, que esto de passagem pelo Morro da Gara e que estavam acompa-nhando a acadmica F-tima Coelho. Professor Bertold Ziller est tra-duzindo para o alemo a obra Grande Serto Veredas de Guimares Rosa e veio conhecer os caminhos roseanos para maior fidedignidade do texto. A Sra. Cludia S. Dvila produtora cultu-ral em Berlim acompa-nhava-o e enalteceu o interrelacionamento da

    Tendo em vista o trgico aconte-cimento no Rio Grande do Sul, todo o Brasil foi posto em alerta mximo quanto segurana nas casas e espa-os destinados a eventos pblicos. Em Curvelo a situao no diferente. Por deciso da Secretaria Municipal de Cultura, Desporto, Lazer e Turis-mo, hoje chefiada por Marivete Alves, o Cine Teatro Virgnia foi a partir de 01/02, temporariamente interditado.

    A deciso vem de encontro a um desejo antigo de nossa parte e foi acelerada, claro, com o fato ocorri-do em Santa Maria. Uma situao de risco iminente foi observada pela administrao do Cine Teatro Virgnia durante o ltimo evento l realizado formatura da turma de Enfermagem da FACIC, em que a casa recebeu p-blico muito superior sua capacida-de. Diante disso, solicitamos ao admi-nistrador, Geraldo Magela Pereira, um levantamento da situao do cinema. Infelizmente, foram observadas diver-sas irregularidades que devero ser corrigidas o quanto antes para que o Cine Virgnia volte a funcionar, expli-cou a secretria municipal.

    Um ofcio foi enviado ao Comando do Corpo de Bombeiros solicitando a vistoria do Cine-Teatro para averi-guao das adequaes necessrias. No podemos ainda falar em prazo para reabertura. Somente depois de recebermos o laudo tcnico do CB e de fazer as adequaes exigidas pelas normas de segurana que podere-

    mos reabrir o Virgnia. preciso en-tender que esta uma ao preventi-va que visa segurana dos usurios e freqentadores do local, apontou Marivete Alves.

    Para se ter uma ideia, a capaci-dade de pblico da parte inferior do Cine Teatro Virgnia, onde so realiza-dos os eventos culturais e institucio-nais atualmente, de 836 lugares. Na formatura do curso de Enfermagem, havia mais de 1.000 pessoas dentro do local, alm de dezenas de pessoas aglomeradas na entrada. Pessoas que l estiveram testemunharam quando um jovem acendeu um sinalizador. Embora o sinalizador utilizado fosse adequado ao uso interno, no caso de um sinistro, seria impossvel, dentro das atuais condies do Cine Virgnia, retirar todas as pessoas dentro de um prazo razovel e de forma segura, alertou o administrador Geraldo Ma-gela.

    A Secretaria de Cultura informou que os rgos e instituies que ti-nham eventos agendados j esto sendo informados sobre a interdio. Graas a Deus, temos contado com a compreenso de todos, j que to-dos entendem que esta uma ao preventiva que visa evitar acidentes como aquele ocorrido em Santa Ma-ria, finalizou a Secretria Marivete Alves.

    literatura com outras ar-tes, principalmente em Minas Gerais. Dietay Heidemann professor de geografia na USP falou de sua alegria ao rever amigos e conhecer no-vos. Contou-nos que em suas aulas faz a interdici-plinaridade com a litera-tura, principalmente a de Guimares Rosa tendo apresentado vrios tra-balhos e documentrios dirigidos por sua esposa a cineasta Marilyn, nos-sa conhecida pela obra Mutum filmada no Mor-ro da Gara. Muito cum-primentado o acadmi-co Eli Faria retornando aps ausncia justifica-da, para a alegria de to-dos. O autor da ideia do Encontro ser na Fazenda Espigo foi do Acadmi-

    co Dr. Carlos Magno que sintetizou muito bem o pensamento de todos: ...neste local no se pre-cisa fazer poesia, aqui j a prpria poesia.

    Aps todos acad-micos fazerem suas co-locaes o presidente Evandro encerrou com um belo soneto de sua autoria e convidou a to-dos para um maravilho-so almoo comandado por sua elegante e fina esposa Rosana. O papo rolou tarde a dentro ten-do como pano de fundo a vista do Morro da Gara ... belo como uma pa-lavra, Guimares Rosa. Como cortina a cidade de Curvelo ... onde o que importa a vida que segue e algo que fica. Conceio Drummond.

    Na foto Evandro Guimares de Paula, presidente e Concei-o Drummond, secretria da Academia Curvelana de Letras

    Cine Teatro Virgnia interditado temporariamente

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 03 - 08/02/2013

    MEDiCAMENTOS DiViDEM ESPAO COM bARATAS A POLTiCA

    COMO ELA Alm de providenciar, dentro das

    atuais condies possveis, a limpeza das vias mais urgentes e de reas de mata em torno dos crregos, a Admi-nistrao Municipal 2013/2016 est to-mando cincia do estado geral da Sa-de em Curvelo. E ele no vai nada bem, ao contrrio do que foi alardeado.

    Em visita ao atual depsito de me-dicamentos do chamado Almoxarifado Municipal, que foi transferido pela ges-to anterior para o 2 e 3 andares do prdio do Cine-Teatro Virgnia, a Secre-tria Municipal de Sade, Rejane Val-gas, constatou um verdadeiro descaso com a coisa pblica e com a conserva-o dos remdios que so distribudos populao.

    BARATAS E MUITO CALOR

    Nos dois andares desti nados ao Al-moxarifado, muitas baratas esto divi-dindo espao com caixas de medica-mentos. Isso constante aqui, j at nos acostumamos com elas, disse a farmacuti ca Fernanda Pais Aguiar, res-ponsvel h cerca de um ano pelo setor. De acordo com ela, a pssima situao do local escolhido pela administrao passada para abrigar os remdios foi muitas vezes questi onada, sem retorno algum.

    Fizemos diversos of cios, sem res-posta. Pedimos melhorias, ar refrige-rado e geladeiras para os termolbeis (que precisam de temperatura mais baixa) e falamos sobre os riscos daqui, mas ningum nos respondeu, disse ela, mostrando Secretria as cpias de of cios enviados desde 2011 pelos

    funcionrios do Almoxarifado da Sade.O calor nas salas quase insupor-

    tvel. Frascos de anti biti cos, como amoxilina e eritromicina, alm de po-madas ginecolgicas, que deveriam ser acondicionados em at 23, esto em uma sala exposta a temperatura de at 40. Aqui, na parte da tarde um for-no, uma verdadeira sauna, diz uma das funcionrias. Isso porque as salas do Cine Virgnia so completamente ina-dequadas ao ti po de trabalho que ali executado. Alm disso, quando chove, as paredes fi cam completamente mofa-das e a umidade alta.

    De todo o modo, os princpios ati -vos dos remdios podem sofrer varia-es srias, que comprometem seu efeito, disse a farmacuti ca respons-vel.

    FARMCIA BSICA

    Mas o risco de perder medicamen-tos no o nico problema da Secre-taria de Sade. J faz alguns meses que remdios de uso cont nuo no so en-contrados nas farmcia municipal ou postos de sade.

    O estoque de remdios como cin-vastati na, omeprazol, captopril, propa-nolol, entre outros, est zerado. No temos como atender de imediato. Para reverter isso, teremos de fazer pedido emergencial. Pretendemos solicitar uma quanti dade para trs meses (que o mximo possvel) mas sabemos que a demanda acumulada far com que a procura seja maior que a oferta. Portan-to, correremos o risco de isso no dar nem pra um ms!, alerta a Secretria Rejane Valgas.

    A palavra polti ca, segundo os fi -lsofos, signifi ca a arte ou a cincia de governar uma nao, entre ou-tros signifi cados.

    Nas linhas seguintes, nosso obje-ti vo mostrar como de fato aconte-ce o desdobramento aqui no Brasil de nossa polti ca parti dria.

    O que se v aqui, o troca-troca de parti do que representa o retrato sem retoque do cidado descom-promissado com a ti ca polti ca, com raras excees, pois, de regra, o polti co vem mudando de parti do medida em v crescer a possibili-dade de obter vantagens pessoais em outra legenda, ainda que seja de carter escuso pouco se impor-tando, desde que seu crescimento polti co apresente possibilidade de galgar cada vez mais os degraus do poder a qualquer custo.

    A infi delidade parti dria sem-pre traz desconforto s lideranas governistas ou de oposio, pela difi culdade na defesa de seus pon-tos de vista atravs do voto de seus liderados, pois nem sempre o par-ti do pode contar com a certeza de que, ao ser votado um projeto de seu interesse perante a opinio p-blica, pode contar com a totalidade de seus membros por ocasio da votao do projeto. Sendo assim, h possibilidade at mesmo de deban-dada do parti do para outras hostes contrrias.

    As alianas polti cas, um arran-jo muitas vezes saudvel num pas onde o sistema polti co de pluri-parti darismo, s vezes surgem de forma bastante absurda, unindo parti dos de ideologias polti cas pa-radoxalmente opostas, levando o adversrio ferrenho de hoje, opo-sio de aliado fraterno quando vis-lumbra um a luz no fi m do tnel na consecuo de seus projetos pesso-ais, nem sempre do interesse dos eleitores. A exemplo do que foi dito, assisti mos nas lti mas eleies de outubro/2012, o ex-presidente Lula juntar-se ao Deputado Paulo Maluf para eleger o ex-ministro da Educa-o, Fernando Hadad, para prefeito

    de So Paulo. Essa unio surpreen-deu a maioria dos polti cos brasilei-ros.

    Nos lti mos anos, a classe polti -ca tem sido vista como uma insti tui-o das mais despresti giadas no ce-nrio nacional devido aos arti f cios condenveis que uti lizam na defesa da elite para qual legislam. Muitos vezes, ignoram outros segmentos da sociedade, tendo olhos apenas para os grupos a que pertencem, numa verdadeira desigualdade so-cial, quando seus altos subsdios so arrancados dos salrios de todos que, com muito suor, so escorcha-dos atravs de impostos impiedosos e que causam revolta quando cons-tatado que ocupantes de cargos eleti vos e agentes pblicos apron-tam as maracutaias para desviar em benef cio prprio o dinheiro fruto do trabalho honesto daqueles que mourejam nos diversos segmentos da economia, contribuindo para o crescimento do pas.

    Ulti mamente, o que se tem pre-senciado atravs dos veculos de comunicao, so os escndalos de corrupo envolvendo polti cos, juzes, policiais advogados e outros indivduos pertencentes s cate-gorias pagas pelo poder pblico que, por dever de of cio, deveriam ser guardies de seus concidados, mas que, na verdade, so sangues-sugas que deveriam estar elimina-dos do seio da sociedade atravs de correti vos legais a serem aplicados aos que vivem, margem da lei.

    Outro desvio de conduta a prti ca de nepoti smo que o Poder Judicirio baniu dos poderes da Re-pblica depois de vrios anos de rei-nado, mas que cabeas pensantes, para o lado da desonra, vm tentan-do encontrar uma sada com o ob-jeti vo de burlar a deciso judicial o que esperamos no acontece.

    Acadmico Paulo Dayrell de Oliveira

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 04 - 08/02/2013

    Turismo informaes e Oportunidades

    Prefeitura de Curvelo inicia campanha pela anistia fiscal

    Mais um ano que se foi, cheio de muitas re-alizaes e mais um ano comea com inmeras possibilidades. Com gran-de alegria fui convidado a escrever para esta coluna no Jornal Central Not -cias. Um veculo de co-municao novo que vem com uma proposta de in-formao imparcial e que com toda certeza agra-dar a todos os curvela-nos e cidades vizinhas.

    Como Gestor do Cir-cuito Tursti co Guima-res Rosa vou abordar assuntos de interesse das comunidades e dos gestores municipais dos municpios que compe a Associao. Antes, com-posta pelos municpios de Araa, Buriti zeiro, Co-rinto, Curvelo, Inimutaba, Morro da Gara, Pirapora e Presidente Juscelino, passa agora a contar com a Congregao Reden-torista (Baslica de So Geraldo) e o municpio de Santo Hiplito como Scios Contribuintes.

    Com o objeti vo de difundir as diretrizes da Polti ca de Regionaliza-o do Turismo do Go-

    verno Federal e de Minas Gerais, as associaes de circuito saem na fren-te em relao ao resto do pas, incenti vando os municpios a se plane-jarem, o que possibilita em primeiro lugar a bus-ca de um crescimento da indstria do turismo de forma consciente e sus-tentvel, uti lizando todos os recursos com a prer-rogati va da renovao, em segundo lugar, possi-bilita ao municpio plei-tear a parcela do ICMS Tursti co como forma de incenti vo por parte do Governo para a imple-mentao das aes e da descentralizao de re-cursos no estado. J nes-se ano de 2013, Pirapora e Presidente Juscelino recebero mensalmente os repasses. Esperamos para o prximo ano a in-cluso de outros munic-pios do circuito e vamos trabalhar para que todos possam buscar esse re-curso para auxiliar no investi mento em aes de incenti vo ao turismo.

    Estamos em uma re-gio privilegiada pela ri-queza do Serto Mineiro

    e da cultura sertaneja, enraizada em nossa culi-nria t pica, nos usos e costumes, na religiosida-de e tradies festi vas. Somos um povo acolhe-dor por natureza e isso encanta os visitantes. Temos a nica Baslica de So Geraldo no mun-do, o centenrio Vapor Benjamim Guimares, o Rio So Francisco entre tantas outras belezas na-turais, imersas em uma cultura singular. Como eu mesmo costumo di-zer, estamos com a faca e o queijo nas mos para desenvolver essa inds-tria que em breve ser a fora motriz de muitos estados, qui do Brasil.

    Espero contar com o apoio de todos os leito-res com dicas, perguntas e sugestes de assunto, bem como crti cas, que sero bem vindas. Apro-veito para desejar um excelente 2013 a todos.

    Marco Andr O. Marti ns MalaquiasTurismlogo Gestor

    Circuito Tursti co Guimares RosaE-mail:andreomarti ns@yahoo.com.br

    Site: www.circuitoguimaraesrosa.com.br

    O deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) vol-tou a defender melhorias nas rodovias federais que cortam Minas Gerais. En-tre as prioridades, est o trecho da BR-040 entre Belo Horizonte e o trevo de Curvelo. Segundo ele, apesar de ter sido recen-temente duplicada, a es-trada necessita de manu-teno e de fi scalizao com relao ao peso das cargas. O trfego de ca-minhes grande, o que desgasta bastante o as-falto. O tempo de viagem entre Belo Horizonte e Sete Lagoas pode chegar a duas horas, exemplifi cou o deputado, ao retomar, nesta segunda-feira (04) os trabalhos legislati vos.

    Azeredo sempre tra-balhou por melhorias na BR-040. O trecho entre a capital mineira e Sete La-goas foi duplicado durante sua gesto no Governo do Estado, ainda em 1997. J

    A Secretaria Municipal de Fazenda anunciou o incio da campanha pela anisti a fi scal em 2013. O objeti vo conceder descontos a todos os interessados em quitar seus dbitos junto Prefeitura.A campanha prev descon-tos de at 100% de juros e

    multa para pagamento vista e parcelamento em at 24 vezes com descon-tos que vo de 30% a 90%.

    IPTU 2013

    O Imposto Predial e Ter-ritorial Urbano - IPTU de 2013 poder ser pago

    tambm com facilidades. Para quem pagar vista at 30 de abril, o desconto de 10%. O contribuinte tambm poder parcelar o imposto deste ano em at 8 vezes a parti r de 29 de maio.

    O Secretrio Munici-pal de Administrao e Vice-prefeito de Curvelo, Marcos Dupim Matt oso, anunciou que a situao dos donos de imveis que ainda precisam ser regu-lamentados fi nalmente ser resolvida.

    Trs tcnicos do Insti -tuto de Terras do Estado de Minas Gerais ITER foram chamados a Cur-velo e esti veram dispo-

    sio dos cidados que possuem processo de regularizao de imveis tramitando no rgo.

    Segundo Dupim, foi necessrio chamar os tc-nicos para que a situao de muitos imveis seja fi -nalmente esclarecida e a documentao providen-ciada. A presena desses tcnicos aqui facilitar a vida desses curvelanos que tanto batalharam

    pela casa ou imvel em que residem e que ainda no possuem escritura, disse o vice-prefeito e se-cretrio.

    O atendimento aos cidados aconteceu no Almoxarifado da Secreta-ria de Obras, localizado na Rua Joaquim Felcio, n 770, bairro Sarob, das 8h30 s 17h.

    EDuARDO AZEREDO DEFENDE MANuTENO E FiSCALiZAO

    NA bR-040Segundo deputado, apesar de recentemente duplicado, trecho entre a capital e o trevo de

    Curvelo j sofre com desgastes no asfalto

    o trecho entre Sete Lago-as e o trevo de Curvelo foi duplicado com emendas apresentadas por Azere-

    do ao Oramento Geral da

    Unio, durante o mandato

    como Senador.

    iTER esteve em Curvelo para regularizar

    documentao de imveis

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 05 - 08/02/2013

    Situao precria no permite realizao de Carnaval 2013

    Comitiva da Sade

    A no realizao do Carnaval 2013 na tradicio-nal Praa Central do Brasil tem moti vos bvios: a situ-ao precria das fi nanas municipais no permiti r a contratao de bandas e demais despesas para a re-alizao da festa momesca.

    A deciso de poupar os cofres pblicos est sen-do considerada sensata pela grande maioria dos curvelanos, que concor-da que h assuntos mais urgentes a exigir ateno da Prefeitura neste mo-mento. Algumas secre-tarias como a de Sade e de Educao, por exem-plo, tm exigido ateno especial por oferecerem servios essenciais e cujas despesas so altas e imi-

    nentes neste incio de ano.Estamos vivendo um

    momento crti co. Claro que esta situao vai pas-sar e, para tanto, conta-mos com a sempre bem--vinda ajuda de todos os curvelanos, que esto, desde j contribuindo para que as fi nanas municipais sejam sanadas e nossa cidade possa realizar os grandes eventos culturais que tanto precisamos, aponta o Secretrio de Planejamento e Gover-no, Dalti nho Canabrava.

    Outras cidades da re-gio esto tambm toman-do ati tudes semelhantes em busca do saneamento das contas pblicas. O zelo pela gesto comea com a responsabilidade

    nos gastos. Qualquer dona de casa ou pai de famlia sabe que no se pode gas-tar mais do que se recebe, ou corre-se o risco de ha-ver grandes problemas, explicou o secretrio.

    Em contraparti da, Dalti nho anunciou que tudo est sendo prepa-rado para que a maior festa dos curvelanos, o FORR 2013, seja realiza-do dentro do esperado. Dentro em breve todos tero not cias a respeito da festa, pois j estamos providenciando para que a sua estrutura e os shows aconteam com a organi-zao que os curvelanos merecem, antecipou.

    A Dra. Sandra Lopes, Presidente da Convvio, a Sra. Rejane Valgas de Oliveira Galvo, Se-cretria Municipal de Sade, a Sra. Rossana Tnia G. Souto Fargnoli, Diretora Administrati va do Hospital Imaculada Conceio, acompa-nhadas dos Srs. Snzio Baioneta e Lus Mrcio Vianna foram recebi-

    dos no dia 23/01/2013 em audincia com o Secretrio de Estado de Sade, Dr. Antonio Jorge, quando obti ve-ram a confi rmao da doao do acelerador linear para o Insti tuto do Cncer do Hospital Imaculada Conceio de Curvelo. Este equi-pamento essencial ao tratamento de radiote-

    rapia.Em seguida, foram

    ainda recebidos pelo Secretrio de Estado de Governo, Dr. Danilo de Castro, que foi pea fundamental nesta de-ciso do Governo do Estado de Minas Ge-rais, em atendimento regio de Curvelo.

    Secretrios do governo recebem embaixada curvelana

    Rua Zuzu Angel, 120-B Centro Curvelo-MG

    (38) 3722-8999

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 06 - 08/02/2013

    PROSEANDO COM PROFESSOR ALEMO

    Dia 5 de fevereiro no Curvelo Clube a Acade-mia Curvelana de Letras promoveu o primeiro Proseando do ano, ten-do como convidado o Professor Bertold Ziller PHD com currculo inve-jvel, que est traduzin-do para o Alemo a obra Grande Serto Veredas. Disse-nos estar percor-rendo toda regio por onde Guimares Rosa passou, para melhor en-tender a mesma. Estava acompanhado de sua mulher Cludia SDvila produtora Cultural em Berlim e da acadmica Maria de Ftima Coe-lho e Castro que nos proporcionou este en-contro. O palestrante simptico, agradvel, falando um protugus muito bem articulado dentro de sua humilda-de disse ter vindo para aprender. Elogiou o im-portante papel da lite-ratura no Brasil. Disse que h mais de 40 anos estuda e leciona litera-tura mundial. Citou Car-los Drummond de An-drade e Darci Ribeiro. J traduziu vrias obras entre elas Os Sertes de Euclides da Cunha. Atualmente leciona em Curitiba. A platia cons-tituda de acadmicos, convidados e autorida-des interagiu com o pa-lestrante com pergun-tas e comentrios.

    Entre outras infor-maes disse que: ...o maior desafio para o

    Gente do SertoJos Emlio Ferreira SoaresMestre Cndido Jatob foi

    uma das figuras mais pitorescas que conheci. Dono de imagi-nao frtil e fantasiosa, fazia brotar de seu esprito estrias interessantes, que me deixavam absorto por horas e horas, sen-tindo suas palavras penetrando o mago de minha alma. por-ta de sua casa no Curiango, nas quentes noites de vero, estava ele sempre assentado num ve-lho toco de pequizeiro, cisman-do a paisagem crepuscular que ensanguentava, lentamente, o manto azul do cu de minha ter-ra. Nestes momentos, o velho caboclo trigueiro das bandas do Sergipe, de cabelos cor de pra-ta, olhos castanhos brilhantes e profundos, parecia ter sauda-des de sua infncia nordestina que j ia bem longe, porque aquele cenrio na tarde mori-bunda, identificava-se com a do seu torro natal. Ao passar sua porta, a gente se detinha por uns instantes para um agradvel bate papo, de onde s poderia sair um conto rico de fantasias. Na lucidez dos seus oitenta e tantos anos, conhecia na palma da mo fatos interessantssimos que a tradio oral se incumbiu de passar aos mais jovens, des-de quando aqui chegou ainda moo, vanguarda de uma boiada. Sempre me aproximava de sua porta, permanecendo ali algum tempo para ouvir as estrias de assombrao, da poca em que, praticamente, no havia luz eltrica na cidade. Contou-me vrios episdios, que ainda no me saram da mente. A mulher do sobrado!.. Sim, a mulher grandalhona, que toda noite assentava-se no te-lhado do sobrado de Dr. Pacfico Mascarenhas, entre os buritis que ali se erguiam, colocando seus ps no cho. Todo mundo que descia a antiga rua Direita durante a noite, tinha medo da-quele fantasma que o espreita-va - quem sabe, para escarreir--lo sem destino. Ele contava que Z Curi foi cercado pelo mu-lhero, numa noite de lua cheia. O medo apavorante fez aquele caboclo velho de guerra dar um rodopio, acabando por passar por debaixo das longas saias da matrona. Desorientado, chegou

    em casa depois de uma correria tremenda, quase pondo a alma pela boca. ta mulher danada, fez muita gente no sair de casa em poca de quaresma! Dizia--se, at, que ela tinha parte com o pemba! J se teve notcias de pessoas desaparecidas, sacrifi-cadas por ela para fazer tacha-das de sabo!

    E Mestre Cndido fantasia-va suas estrias, com mestria que fazia gosto... Um outro fato, que no me sai da memria, foi o da beata Dona Florsina do Bicudo. Supondo estar na hora da primeira missa cinco horas levantou-se do aconchegante leito, e sem observar o tempo, dirigiu-se porta da matriz de Santo Antnio. Achou estranho aquela pliade de gente emu-decida, vus brancos cobrindo--lhes a cabea. Certo momento, quase sem nenhum rumor, as fi-guras comearam a tomar rumo para se organizar em procisso, e ela, ingnua, as acompanhou. Ao se aproximar da que se en-contrava na retaguarda, notou sua fisionomia cadavrica. Nes-te momento, uma voz surda lhe chegou aos ouvidos: aqui so almas do outro mundo! Di-zem que, ao clarear do dia, ela encontrou sobre sua janela um resto de vela transformado em osso humano. Coitada de Dona Florsina, foi a segunda vez que lhe aconteceu um fato dessa natureza! Pouco tempo antes, por antecipar horrios, encon-trou, na boca da madrugada, a igreja de portas abertas. Um padre celebrava em latim, po-rm, como ventava muito, o ce-lebrante pediu ao sacristo que o ajudava, para fechar a porta principal. Do altar, ele apenas estendeu a mo, cumprindo a ordem recebida. Diante disso, a velha, apavorada, decidiu ir pra casa rezar o tero, porque lhe estava aparecendo muita coisa estranha.

    Estrias de capeta sempre aconteciam por este serto afora, ampliadas pelo imagin-rio popular, conforme a mente supersticiosa e criativa do povo.

    Conta-se por a que, h tempos, nestas plagas sertane-jas, comearam a surgir notcias de casas mal assombradas. Por

    tradutor a sintaxe que o escritor usa. preci-so entender, avaliar e recriar, usando a sines-ttica, que so as diver-sas percepes da obra atravs dos sentidos. Uma das contadoras de histrias do Morro da Gara, Ana Paula, apre-sentou a auto-biografia adulta de Joo Guima-res Rosa e foi muito aplaudida.

    O presidente da Aca-demia Evandro Guima-res de Paula agradeceu a todos e em especial

    ao palestrante e aca-dmica Ftima que faz do morro da Gara um centro cultural por exce-lncia.

    Maria da Conceio Fargnoli ofereceu ao Professor Bertold uma coletnia de receitas da culinria familiar e o confrade professor Ge-raldo Rodrigues lvares o livro: Curvelo um lu-gar Colonial de sua au-toria e outros.

    Encerrou-se com um coquetel e altos papos literrios.

    volta da meia noite, sem saber de onde vinham, misteriosas pedras caam nos telhados. Numa dessas casas, dormiam apenas um casal de velhos e uma empregadinha, que lhes fazia o de comer. Ela tinha apa-rncia de santa mas quando se v mulher muito santinha, pode desconfiar. No saa de casa e nem gostava de na-morar, porm, ao escurecer, sempre na hora de costume, ela era acometida por mil do-enas nervosas e chiliques, fazendo os velhos correrem a seu quarto, justamente no instante em que se ouviam as primeiras pancadas de pedra no telhado. Entretanto, era pura encenao, pois estava tudo combinado. Quando tudo se acalmava e os velhos se re-colhiam novamente, ela caa no verde com um fulano das redondezas. Numa das noites da suposta crise histrica, os pobres velhos, no suportando tal agonia, resolveram chamar o padre, porque tudo indicava que a mocinha estava possu-da pelo demnio. O sacerdote atendeu-lhes o chamamento, exorcizando a moa com gua benta, para afastar dela os maus espritos. Na verdade, este fato foi dado e passado na cidade do Curvelo, em ano j perdido na distncia do tempo, pois diz a tradio que o demo, ao sair do corpo da donzela, foi visto no boteco de um tal Z do Araticum, virando uma boa dose da Espalha Brasa. Os bo-ateiros de planto lanaram na praa que, aps beber a pinga, ele disse aos presentes: - Ago-ra vou pegar o caminho de Germano Bor, porque tenho contas a acertar com Manuel-zo da Rita, hoje mesmo, l no Bagre!

    Se algum quiser maio-res informaes, pergunte ao velho Cipriano. Ele deve estar por a, arquitetando outras es-trias, em alguma esquina do mundo.

    So coisas da vida. De fato, essa gente no deixou de con-tribuir para que a monotonia, existente naquela poca, ti-vesse um colorido humorstico que transcende o tempo.

    Professor e tradutor Berthold Ziller

    Plateia atenta palestra de professor e tradutor Berthold Ziller

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 07 - 08/02/2013

    Troca de comando 14. RPM Curvelo

    A Polcia Civil de Minas Gerais este-ve presente na Cerim-nia de Inaugurao do Ncleo de Assistn-cia Integrada a Sade do 42. Batalho da PM e, na seqncia, a transmisso de cargo dos novos comandan-tes da 14. Cia. Ind. De Meio Ambiente e Trnsito e da 14. Re-gio da Polcia Militar.

    O Delegado Assis-tente da Chefi a de Ga-binete da Polcia Civil,

    Dr. Osvaldo Wiermann Jnior (Chefe 14. DPC), Dr. Valmir de Paula Ramos (Delegado Assistente) e Dr. Andr Pelli (Delegado Regional de Curvelo)

    Maj. Baracho (assumiu 14. Cia IndMat), Cel. Bueno (deixou comando 14. RPM), Cel. Lisboa (assumiu 14. RPM), Dr. Valmir (Delegado Assistente), Cel. SantAnna (Comandante Geral da PM), Maurlio Guimares (Prefeito de Curvelo), Andr Pelli (Del. Reg. Curvelo), Dr. Osvaldo

    Wiermann Jr. (Chefe do 14. DPC) e Dr. Tiago Leal (Delegado de Buenpolis)

    Dr. Valmir de Paula Ramos, esteve acompanhado na ceri-mnia do Delegado Regional

    de Curvelo, Dr. Andr Pelli e do Chefe em Exerccio do 14. Departamento da Polcia Civil,

    Dr. Oswaldo Wiermann Jnior. A cerimnia foi realizada na

    sede do 42. BPM em Curvelo,

    no dia 05/02/2013 e contou com a presena de diversas autoridades civis e militares.

    Polcia em FocoAPS DENNCIAS ANNIMAS, DROGA

    APREENDIDA EM CURVELO.

    ARMAS DE FOGO SO APREENDIDAS EM CURVELO

    CONTRABANDO DESCAMINHO EM CURVELO

    MENOR INFRATOR APREENDIDO COM DROGAS EM CURVELO

    Em Curvelo, sexta-feira dia 01 de fevereiro, por volta das 14h00min, a Polcia Militar recebeu vrias denncias annimas informando que na Rua Belo Ho-rizonte no Bairro Vila de Lourdes estaria acontecendo uma grande movimentao de usurios comprando drogas e que a droga estaria escondida no canteiro central da rua.

    De imediato os militares deslocaram para o local informado, e aps buscas foram localizadas 12 pedras de crack, 27 papelotes de cocana, 21 buchas de ma-conha todas embaladas e prontas para o comrcio.

    Diante ao exposto toda a droga foi apreendida e entregue na Delegacia de Policia Civil para as provi-dncias cabveis.

    Em Curvelo, sbado dia 02 de fevereiro, por volta das 12h00min, a Polcia Militar recebeu vrias denn-cias annimas informando que prximo a USINA VO-TORANTIM havia um caminho Mercedes Bens aban-donado, porm, ao ser realizada consulta no sistema informati zado da Polcia Militar foi constatado que o veculo no havia sido roubado, mas sim que ele es-taria parado ali devido as pssimas condies da via.

    Durante patrulhamento nas imediaes desse lo-cal, uma senhora entregou espontaneamente Pol-cia Militar 03 armas de fogo de propriedade de seu marido, sendo 01 espingarda de fabricao caseira, 01 espingarda calibre 28, 01 carabina calibre 22 e 06 munies intactas calibre 22.

    As armas de fogo e as munies foram apreendi-das e entregues na Delegacia de Polcia Civil para as demais providncias.

    Em Curvelo, dia 03 de fevereiro, por volta das 09h30min, durante uma operao em combate ao contrabando e descaminho, na Rua AMAZONAS do Bairro BELA VISTA, os militares abordaram um senhor de 33 anos o qual trazia consigo uma bolsa contendo 960 (novecentos e sessenta) mdias piratas, prove-nientes de contrabando. Sendo 472 (quatrocentos e setenta e dois) mdias de DVDs e 488 (quatrocentos e oitenta e oito) mdias de CDs.

    O autor foi preso em agrante e conduzido para a Delegacia de Polcia Civil juntamente com o material apreendido para as demais providncias.

    Em Curvelo, dia 09 de janeiro, por volta das 04h30min, durante patrulhamento pela Rua Ministro Gonalves do Bairro Centro, a Polcia Militar deparou com duas pessoas em ati tude suspeita, os quais ao perceberem a presena dos militares saram correndo para o interior de uma residncia abandonada.

    Os militares entraram na residncia e abordaram um menor infrator de 17 anos e aps buscas no lo-cal, foram localizadas 16 pedras de crack, vrios sacos plsti cos usados para embalar a droga, a quanti a de R$ 105,00 em dinheiro trocado caractersti ca do trafi -co de drogas, 01 TV 20 polegadas e 01 bicicleta.

    O menor assumiu ser proprietrio dos materiais encontrados. Diante ao exposto o menor infrator foi apreendido e juntamente com os materiais apreen-didos foi conduzido para a Delegacia de Polcia Civil acompanhado de sua me para maiores providncias.

    Deputado Svio Souza Cruz Recurso para Curvelo

    Desde que iniciou na vida pblica, o deputado Svio sempre dedicou ateno especial a Curvelo e grande parte das conquistas do seu trabalho como parlamentar tem essa cidade como desti natria.

    Alm de inmeras conquistas j viabilizadas atravs do seu trabalho, recentemente desti nou

    ao municpio curvelano, atravs de emenda parla-mentar, recursos para aplicao em diversas reas como sade, melhoramento de vias e ajuda a asso-ciaes organizadas.

    SO ELAS:

    Hospital Imaculada Conceio R$ 140 mil

    Hospital Santo Antnio R$ 130 mil

    Prefeitura Municipal - obras de melhoramento

    de vias 195 mil Prefeitura Municipal - construo de Unidade de

    Sade no bairro Bela Vista R$ 150 mil Prefeitura Municipal - aquisio de jogos de ca-

    misas, bolas e trofus para torneios regionais R$ 35 mil Apae R$ 25 mil

    Associao dos Moradores do Bairro Vila Nova

    R$ 25 mil

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 08 - 08/02/2013

    VejaErnesto Ricardo

    GAROTA VEJA

    MEGA SHOW

    PESAR

    NOVA DIREO

    REIVINDICAO

    OPORTUNIDADE

    ABASTECIMENTO

    EQUIPE

    ENFERMEIRA

    o que teremos neste sbado no Par-que de Exposies Antnio Ernesto Salvo. A expectati va a de que haver um su-per pblico em razo da procura de in-gressos. Trs shows de alta envergadura sero apresentados: Alan e Alex, Maria Ceclia e Rodolfo e Gustavo Lima. E mais uma vez, o Estdio Salvo Filho abre as portas para a guarda de seu veculo, com o slogan: Cuidado e Segurana.

    Toda Curvelo acompanhou com muita tristeza, not cia do falecimento de D. Anita Costa, viva do saudoso empresrio Mrio Costa. Dona Anita marcou sua vida em nos-sa cidade pelo seu alto esprito fi lantrpico e religioso sempre atenta aos problemas dos mais carentes. Ela deixou vivos os fi lhos: Mar-cos, Mrcio, Margareth e Mara.

    O tradicional Bar Habeas Copo, reduto maior dos torcedores do galo, tem nova direo, ago-ra, sob o comando do amigo Rogrio Gonalves. E como a famlia tem tradio de alta culinria, j se comenta a qualidade do ti ra gosto ali ser-vido. O Habeas Copo fi ca na Avenida D. Pedro II com Afonso Pena.

    Moradores do entroncamento Avenida Antnio Olinto esto assustados com os constantes aciden-tes ocorridos naquele local quando veculos e pe-destres se confundem com o cruzamento daque-la avenida com Praa Mau e Rua Paulo Fronti m. Este mais um local que est a exigir semforo; o movimento de veculos vem crescendo em grande escala em nossa cidade sem nenhuma providncia pelas autoridades responsveis...

    Nesta parceria que o Curvelo E. Clube est concreti -zando com o Centro de Treinamento Estrela do Futebol do Rio Grande do Sul, de grande importncia o campo que se abre para os jovens atletas de Curvelo e regio. Apesar de comear com jogadores de vrios estados do pas, ela vai abrir tambm as suas portas para todos aqueles que pretendem a prti ca do futebol.

    No futebol de campo a idade a de acima de 16 anos para se formar uma equipe representati va de nossa cida-de nas diversas competi es mineiras e nacionais.

    Contudo, no Estdio Salvo Filho, atletas menores ain-da tero lugar na escolinha com opes para quadra de grama sintti ca e tambm de campo para disputa dos campeonatos locais, categorias mirim, infanti l e juvenil. Maiores informaes pelo telefone 3722-6080, a Rua Adauto Lcio Cardoso 164, Tibira.

    Com presena de autoridades, empresrios e fami-liares mais um posto de combust veis foi inaugurado em Curvelo. Na rodovia 135, prximo ao Bairro Boa Espe-rana, o Posto Elmo com bandeira Ipiranga mais uma opo no abastecimento de veculos.

    Um bom comandante em qualquer se-tor, comea bem quando se forma uma boa equipe de trabalho. Neste parti cular, Maurlio Guimares, eleito prefeito de Curvelo, j inicia o seu mandato comprovando o seu j conheci-do conceito de bom administrador. Escolheu a dedo a sua assessoria, cada um conhecendo mui-to bem a tarefa que lhe foi confi ada.

    A bonita Sueli Moura da Fonseca, fi lha de An-tnio Luiz Fonseca (In Memorian) e Raimunda de Moura Nunes, com seu cati vante sorriso, foi alvo de muitos cumprimentos no Cine Virgnia quan-do se formou em enfermagem pela Facic em 25 de janeiro de 2013.

    PIRAPORA

    O ti tular da coluna, o fotgrafo e reprter Rubem Ser-ro, e o colaborador Sebasti o Teixeira de Souza, esti ve-ram na cidade de Pirapora. Na oportunidade foi entregue ao prefeito Lo Silveira a 18 edio do jornal Central No-t cias, focalizando a posse do prefeito e outras not cias. Um agradecimento especial ao Sr. Lcio e esposa Geane pela ateno dispensada nossa equipe.

    MEDICINA

    Curvelano, fi lho de Maria Merces Ba-ti sta da Costa e Jos Rodrigues da Costa (in memorian), re-cebeu l no sul do pas, Curiti ba - PR o diploma de mdico. Formado pela Uni-versidade Federal do Paran, a diplomao de Geraldo Bati sta da Costa aconteceu no dia 19 de janeiro do corrente ano.

    O prefeito Lo Silveira recebendo do diretor Ernesto Ricardo o exemplar do Central Not cias

    Mrcio Ribeiro Lessa, esposa Marlia e lha Cec comandam o Bar Varando em Pirapora, ti ma opo

    para visitantes da hospitaleira cidade

    Diplomando Geraldo Bati sta da Costa

    A garota Veja desta edio, a charmosa e esbelta Thas, com seus bem vividos 20 anos, adora prati car esportes, destacando-se na equipe do Curvelo E. Clube no futsal feminino. Filha de F-ti ma e Carlos Magela Pereira

    durante o dia trabalha na Pa-daria Po de Mel no Bairro Vila Nova e a noite se deslo-

    ca diariamente para Sete Lagoas onde cursa o

    terceiro ano de Di-reito.

    ato Ricardo

    REIVINDICAO

    o que teremos neste sbado no Par-

    Toda Curvelo acompanhou com muita tristeza, not cia do falecimento de D. Anita Costa, viva do saudoso empresrio Mrio Costa. Dona Anita marcou sua vida em nos-sa cidade pelo seu alto esprito fi lantrpico e religioso sempre atenta aos problemas dos mais carentes. Ela deixou vivos os fi lhos: Mar-

    O tradicional Bar Habeas Copo, reduto maior dos torcedores do galo, tem nova direo, ago-ra, sob o comando do amigo Rogrio Gonalves. E como a famlia tem tradio de alta culinria, j se comenta a qualidade do ti ra gosto ali ser-vido. O Habeas Copo fi ca na Avenida D. Pedro

    Um bom comandante em qualquer se-tor, comea bem quando se forma uma boa equipe de trabalho. Neste parti cular, Maurlio Guimares, eleito prefeito de Curvelo, j inicia o seu mandato comprovando o seu j conheci-do conceito de bom administrador. Escolheu a dedo a sua assessoria, cada um conhecendo mui-

    A garota Veja desta edio, a charmosa e esbelta Thas, com seus bem vividos 20 anos, adora prati car esportes, destacando-se na equipe do Curvelo E. Clube no futsal feminino. Filha de F-ti ma e Carlos Magela Pereira

    durante o dia trabalha na Pa-daria Po de Mel no Bairro Vila Nova e a noite se deslo-

    ca diariamente para Sete Lagoas onde cursa o

    terceiro ano de Di-reito.

    Automveis, motos, bicicletas em cruzamento tumultuado

    Thais veste Renata Bouti que e

    maquiagem

    de Tam

    ara Mendes

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 09 - 08/02/2013

    ETAPA

    SERVIO

    No dia 21 de janeiro do corrente ano, mais um passo dado para a construo do Hospital do Cncer. A concretagem do bunker, ala de radioterapia, com 240m3 de concreto, uti lizao de fi bras de polipropileno, aditi vo base de policarboxilato e gelo para comba-ter o pico trmico. Mais uma etapa desta marcante obra que teve presena do prefeito Maurlio Guimares, presidente da Cmara Reinaldo Guimares, vereador Geraldo Moreira, Secretaria Muni-cipal de Sade Rejane Valgas Oliveira Galvo, Secratria de Plane-jamento, Dalton Canabrava Filho, ngelo Yssa e Sra. Kelly da V e M, Marcelo B. Diniz, engenheiro da Andares e responsvel pela obra, representantes da Agrocity Minerao, responsveis pelo bombeamento do concreto, diretores da Convvio e do Hospital Santo Antnio.

    Todo estabelecimento que abre as suas portas ao pblico e sempre v ampliada a presena dos frequen-tadores e clientes tem por certo uma razo para o seu crescimento. Qualidade dos produtos, confortveis ins-talaes e principalmente o bom servio oferecido. Nes-te parti cular o Restaurante Espao Livre destaque em Curvelo com sua excelente equipe de trabalho, e como exemplo a sempre atenciosa e sorridente garonete So-lange.

    ANIVERSRIOS CARNAVAL

    CINQUENTENRIOELEIO

    SUCESSO

    CIRCUITO

    Com muita alegria, familiares e amigos de Norma Nas-cimento Soares se reuniram para cantar parabns pelo seu aniversrio. Norma e sua irm Cleuza so propriet-rias do Salo Arte e beleza. A confraternizao teve lugar no Sti o da Fia no dia 02 do corrente ms.

    Curvelo j teve ti mos carnavais e os melhores aconteceram na dcada de 80. Blocos e escolas de samba desfi lavam pela Avenida D. Pedro II receben-do aplausos dos milhares de curvelanos. Escolas de Samba do Curvelo Clube, Clube Recreati vo, Boca Branca, Maria Amlia, Perobinha, Bela Vista eram algumas delas. Eleies de Rei Momo e da Rainha do Carnaval, desfi le de Fantasias, folies mais anima-dos, eram atraes que manti nham os moradores na cidade. Hoje nos dias de Momo Curvelo se esva-zia totalmente.

    Jos Alves Nascimento, o popular Bamb, come-morou os seus 50 anos de cabelereiro atendendo Curvelo e regio. Comeou sua carreira com o co-nhecido Geraldinho, no Salo Cristal, em 24 de janei-ro de 1963. Agradecendo aos curvelanos pelo apoio recebido, ele se coloca ainda a disposio de seus clientes no Salo Status, a Rua Afonso Pena, 152.

    No prximo dia 18 de fevereiro, vai acontecer eleies no Sicoob Credicentro. Somente uma cha-pa concorrer para eleio do Conselho Fiscal. A reunio se dar no Tatt ersal da AMCZ, com abertu-ra s 08 horas at as 18 horas. Todos os cooperados tero direito a voto.

    Revesti u-se de pleno sucesso o evento denomi-nado Degustao TO BUY WINE acontecido no Res-taurante Dom Rato. Eufricos com a recepti vida-de e presena de interessados no Mitos e Verdades do Vinho, Duda e Rubinho j pensam em repeti -lo com inscries j abertas.

    No dia 25 do ms passado, aconteceu a eleio da nova Diretoria Executi va do Circuito Tursti co e Literrio Guimares Rosa para o binio 2013/2014.

    Curvelo se faz representar pelo Gestor do Circui-to, Marco Andr O. M. Malaquias.

    Nova diretoria do Circuito Guimares Rosa Presidente: Anselmo Luiz Rocha de Matos (Pirapora)1 Vice-Presidente: Jorge Patrcio Medeiros Almeida (Corinto)2 Vice-Presidente: Cludio Abreu Barbosa (Buriti -zeiro)Tesoureira: Izabel Cristi na Diniz (Pirapora)Vice-Tesoureira: Vera Lcia Rocha Lima (Araa)Secretria: Lucinia de Fti ma Freitas Arajo (Presi-dente Juscelino)Vice-Secretrio: Matuzalm Pereira de Arajo (Ini-mutaba)Gestor do Circuito: Marco Andr Oliveira Marti ns Malaquias (Curvelo).

    E no prximo dia 16 a festa da garota Emanuelle na comemorao dos 05 aninhos. Com desfi le de Moda e Magia e para alegria dos pais Gil e Danielle, o evento ter lugar na Praa de Esportes.

    E no dia 20 de janeiro quem somou idade foi a garota Tati ane, fi lha de Patrcia Pena de Souza.

    Familiares da aniversariante Norma

    Na foto, Ernesto Ricardo, coordenador do carnaval, Rei Momo Z Nenete e Rainha do Carnaval de 1989 e o saudoso Mundinho, presidente do Imprio Verde e

    Branco do bairro Bela Vista

    Sempre se renem no Espao Livre: Bid, Enes Gonti jo, mdicos Carlos Reneu e Antnio de Melo

    Da esquerda para a direita, Rodrigo Castro, diretor gerente administrati vo, Onsimo Moreira, diretor

    nanceiro executi vo e Joo Jos Diniz, presidente do Conselho

    O casal Duda e Rubinho felizes com a Festa da Degustao no Dom Rato

    Diretoria do Circuito Tursti co Guimares Rosa

    Autoridades presentes a concretagem do bunker do Insti tuto do Cncer

    No dia 28 de dezembro muitos abraos recebeu a tambm aniversariante Maria de Fti ma Aguiar, a Fa-ti nha, esposa do empresrio Domingos Aguiar. Em sua residncia muita alegria com a presena de amigos e fa-miliares com msica de Alisson e Viviane Ribas e Bu et de Peti t Sabor.

    RAPIDSSIMAsPelas explicaes do Prefeito Maurlio, em

    2014 teremos possibilidade de carnaval em Curvelo/// As bicicletas em criminoso trnsito nas caladas conti nuam colocando em risco a segurana dos pedestres/// A Taa BH de J-nior pode voltar a se realizar em Curvelo. Na prxima edio maiores detalhes./// A vem a Avenida Brasil. Maurlio trabalha para isto acon-tecer.///Competente e atuante desporti sta chamado para o setor de esporte da prefeitura Celso Pedras./// Os motociclistas j esto viven-do o clima do tradicional Moto Show a se realizar em maio./// O Mega Show a acontecer no pr-ximo sbado, dia 16, promete super pblico no Parque de Exposio./// Muitas rodinhas com comentrios, diversos e dirios. Pena que alguns componentes delas s tem lado negati vo e nun-ca mostram servio em e benefi cio da comuni-dade./// O tempero do famoso frango caipira da Jabuti caba est em Curvelo no excelente servi-o de marmitex da integrante famlia, Rosinha. Disque 3721 5032 e em poucos minutos seu almoo chega em sua residncia. /// E no se esqueam de atrasar os relgios a meia-noite do dia 16 de fevereiro. Termina o horrio de vero.

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 10 - 08/02/2013

    CENTRAL ESPORTES

    O TORCEDOR

    ENFIM, A BOLA ROLOU Enfim a bola rolou. Por enquanto,

    s pelos estaduais, mas a Libertadores e a Copa do Brasil j esto batendo em nossa porta. Este ano teremos, alm das competies de clubes, uma competio oficial para a Seleo Bra-sileira. A Copa das Confederaes ser disputada a partir do ms de junho.

    INAUGURAO DO MINEIRO

    Um dos grandes fiascos do ano, sem dvidas, foi a inaugurao do Mi-neiro. A torcida fez a sua parte e lo-tou o estdio, mas a Minas Arena, ad-ministradora do Mineiro, deu o maior vexame. No abriu o estacionamento no horrio, causando tumultos. Qua-se todos os bares estavam fechados e o torcedor no tinha como comprar nada para comer e nem para beber. A torcida formou enormes filas nos pou-cos bebedouros de gua do estdio e, para piorar, a gua do estdio acabou. Um vexame com repercusso nacional e internacional...

    FALTA DE RESPEITO A Minas Arena mostrou que est

    preocupada apenas em ganhar dinhei-ro, no se preocupando com o bem es-tar do torcedor. bvio que os admi-nistradores do estdio sabiam que os bares no iriam funcionar no confron-to Atltico e Cruzeiro. Ora, porque en-to eles no convocaram uma coletiva de imprensa no sbado de manh e avisaram aos torcedores? Uma atitude como esta teria evitado muitos trans-tornos para quem foi ao estdio.

    LIBERTADORES O Galo o representante mineiro

    na Libertadores deste ano. A maior competio das Amricas conta com a presena de mais cinco brasileiros: Fluminense, Corinthians, Grmio, So Paulo e Palmeiras. Os times brasileiros so os favoritos, mas no podemos nos esquecer da fora dos clubes argenti-nos, mexicanos, chilenos, uruguaios e colombianos.

    ATLTICO O Galo volta a disputar a Liberta-

    dores depois de 13 anos de ausncia e ter um grupo muito difcil pela frente. O clube trouxe de volta o dolo Diego Tardelli, como principal contratao e aposta na boa base de 2012 e na for-a da sua torcida. Vale ressaltar que o time atleticano no perdeu nenhuma partida jogando na Arena Independn-cia. A torcida espera que Ronaldinho Gacho repita o grande futebol que mostrou com a camisa do Galo em 2012 e possa comandar o forte elenco alvinegro.

    SO PAULO O tricolor paulista outro fortssi-

    mo candidato ao ttulo. Comandado pelo mineiro Ney Franco, o So Pau-lo possui estrelas como Luiz Fabiano, Rogrio Ceni, Lcio e Paulo Henrique Ganso.

    CORINTHIANS O atual campeo mundial de clubes

    outro srio candidato na busca do bi--campeonato da Libertadores. O time

    manteve sua base e buscou reforos do quilate de Alexandre Pato, Renato Augusto e o zagueiro Gil. O comandan-te Tite tem um grupo entrosado, unido e muito forte.

    FLUMINENSE O tricolor carioca, atual campeo

    brasileiro, outro clube que vem mui-to forte para a Libertadores. O time comandado por Abel Braga tem estre-las como: Fred, Diego Cavalieri, Deco, Thiago Neves, Rafael Sbis e Welling-ton Nem. Um grupo entrosado e tam-bm candidato ao ttulo sul-america-no.

    GRMIO O tricolor gacho possui uma das

    maiores folhas salariais do Brasil. O time comandado por Vanderley Lu-xemburgo possui em seu elenco gran-des jogadores, entre eles: Dida, Elano, Andr Santos, Cris, Z Roberto, Kleber, Eduardo Vargas e Hernn Barcos. Ou-tro brasileiro que vem muito forte.

    PALMEIRAS

    O Palmeiras conseguiu a vaga para a Libertadores ao conquistar a Copa do Brasil no 1. Semestre, mas depois acabou sendo rebaixado para a 2 di-viso no Brasileiro. o patinho feio entre os brasileiros. O time, comanda-do por Gilson Kleina, perdeu jogadores importantes como Marcos Assuno e Barcos. Aposta em um elenco com poucas estrelas, onde podemos desta-car: Valdvia e Fernando Prass.

    FUTEBOL MINEIRO Falando um pouco do campeona-

    to mineiro, vale destacar a excelente estria do Cruzeiro, comandado pelo Marcelo Oliveira. O time ganhou bem do Galo e mostrou que acertou na contratao de Everton Ribeiro, Da-goberto e outros. O Marcelo Oliveira vai mostrando, mineiramente, que competente e tem tudo para fazer um excelente trabalho em 2013.

    SELEO BRASILEIRA O Felipo estreou com derrota

    frente da Seleo Brasileira. Perdeu para a Inglaterra em Wembley. At a, tudo mais ou menos normal. O que preocupa que o Brasil no vence uma grande seleo h vrios anos, alm de no ter uma base definida. Vamos tor-cer para as coisas se acertarem logo, n?

    INTERATIVIDADE Quem quiser mandar dvidas, co-

    mentrios e sugestes para esta co-luna envie um e-mail para centrales-portes@ymail.com. Teremos grande prazer em responder e comentar.

    Grande abrao,

    O TORCEDOR

    Parceria - Dias Melhores para Futebol de Curvelo e Regio

    A data de 01 de fevereiro de 2013 promete ficar positivamente marcada na histria do futebol curvelano. Sul e norte do pas se unem em importante parceria para instalar em Curvelo, um centro de treinamentos de jovens atletas com idade a partir de 16 anos. Do sul vem o conhe-cido professor e tcnico de futebol, Jos Luiz Soares da cidade Montenegro do Rio Grande do Sul onde possui Centro de Trei-namento Estrela do Futebol com mais de 30 anos como tcnico em vrias equipes do Brasil a saber: Fortaleza, Vila Nova de Gois, CRB de Macei, Sampaio Correia do Maranho, Comercial de Ribeiro Pre-to, Paulista de Jundia, etc. Pretendendo estender a sua atividade at Minas Ge-rais, foi indicado pela Federao Mineira de Futebol ao Curvelo Esporte Clube. E aps entendimento e diversas garantias, Curvelo Esporte Clube, representado pelo

    seu presidente Ernesto Ricardo e o Centro de treinamento Estrela do Futebol, repre-sentado pelo professor Jos Luiz Soares assinaram documento de parceria. Tem como metas principais, a formao de atletas e disputa de importantes competi-es, como Taa BH de Jnior, Campeona-to da 3 Diviso de Profissionais, Campe-onato Mineiro de Jnior e outros. A partir do corrente ms, comearo os treinos e j com a participao de atletas de vrios estados que aqui estaro alojados em residncia j montada para a finalidade. As portas estaro abertas para os jovens curvelanos e da regio que almejaram praticar com responsabilidade um fute-bol que poder projeta-lo para o futuro. O Jornal Central Notcias estar acompa-nhando de perto essa parceria e na prxi-ma edio teremos maiores informaes.

    Ernesto Ricardo (direita) e Professor Jos Luiz Soares (esquerda) assinam contrato de par-ceria. Em p (da esquerda para direita) componentes da equipe responsvel pela organiza-o, treinamentos e representao junto a Federao Mineira e Confederao Brasileira de Futebol; Edson Demtrio, Vaguinho (ex-jogador do Galo e Corinthians), curvelano Fernando

    Rodrigues (residente em So Paulo) e Lulinha (ex- atleta do Internacional, com o tcnico Pau-lo Czar Carpegiani e companheiros de equipe, Dunga, Taffarel, Mano Gabo).

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 11 - 08/02/2013

    Rendimento: 10 a 12 poresIngredientes:1 xcara de ch de acar1 colher de ch de canela em p100g de margarina2 ovos colher de ch de baunilha2 xcaras de ch de farinha de trigo3 colheres de ch de P Royal colher de ch de sal xcara de ch de Leite Glria dis-solvido xcara de ch de passas1 maa descascada e cortada em fati as fi nasModo de Preparo Misture 4 colheres de sopa de a-car com a canela e reserve. Em ti gela pequena bata a margarina com o restante do acar at fi car bem leve, junte as gemas e a baunilha e conti nue batendo. Peneire a farinha com o P Royal e o sal adicione ao creme, batendo ligeiramente, alternando com o leite. Por fi m, acres-cente as claras em neve, misturando suavemente. Coloque uma parte da massa em tabuleiro pequeno (ou furo) untado; espalhe uma parte das passas e maa e polvilhe com acar e a canela. Leve ao forno moderado (190C) por 30 minutos.

    Rende: 10 pores

    Massa2 xcaras (ch) de leite de xcara (ch) de leo2 xcaras (ch) de farinha de trigo1 colher (sopa) de fermento em p1 colher (ch) de sal2 colheres (sopa) de queijo ralado Recheio 2 colheres (sopa) de azeite1 cebola pequena picada1 dente de alho picado1 pimento vermelho picado1 mao de escarola lavado e picadoSal e pimenta a gosto Cobertura1 copo de requeijo cremoso (250g)3 colheres (sopa) de queijo parme-so ralado

    Modo de fazer: Massa:

    No liquidifi cador, bata o leite, o leo, a farinha de trigo, o fermento, o sal e o queijo ralado. Recheio:Aquea o azeite, refogue a cebola, o alho e o pimento, acrescente a escarola, tempere com sal e pimenta e re-fogue por 3 min.Montagem: Aquea o forno a 200C. Numa frma de 22 cm de di-metro untada e enfarinhada, ponha 3/47 da massa e dis-tribua o recheio. Distribua a massa restante nas bordas, deixando o centro livre. Espalhe o requeijo no centro e salpique o parmeso. Asse por 30 minutos.

    C

    Tempero curvelano em alta

    BOLO DE MAA E PASSAS

    TORTA DE ESCAROLA COM REQUEIJO

    K ACoisinhas da TammyO QUE VEM POR A

    As maiores fabricantes de esmaltes do Brasil j es-to apresentando as novas colees para o Outono/Inverno 2013.

    A Risqu buscou a ori-ginalidade de tecidos e tex-turas t picos do Brasil para criar esmaltes da prxima coleo.

    Com o esmalte sendo um item fundamental do look feminino, nada mais natural ligar a sua criao ao universo da moda, que, afi nal, tem tudo a ver com Risqu. Foi a parti r desse cenrio que a marca lder em esmaltes no Brasil de-senvolveu sua coleo Ou-tono/Inverno 2013: Brasil por Risqu. Moda. Os es-maltes da coleo Brasil por Riqu. Moda nasce-ram da mistura entre o tradicional e o sofi sti cado, e contam com a parceria da Santaconstancia, tece-lagem de Costanza Pascola-to, cone da moda nacional.

    Esmaltes que com-pem a coleo: Maxi Bolsa de Palha, Babado de Gala, Sapati lha de Mi-anga, Pantalona de Chita, Casaqueto de Retalho e Echarpe de Croch.

    A Mundial Impala revi-ve os anos 50. A nova co-

    leo Anos Dourados ins-pirada na poca em que as divas do cinema, como Gra-ce Kelly e Audrey Hepburn, representavam uma moda pautada pela sofi sti cao, romanti smo e feminilidade.

    A coleo Anos Doura-dos chega para relembrar uma dcada em que a no-breza e a aristocracia euro-peias viviam o auge do luxo, emprestando ao momento muita graa e requinte. Era o progresso industrial, co-mercial, social e cultural, assinalado pelo culto aos prazeres da vida e ao esti lo prprio.

    Compem a coleo os esmaltes Biquni de Bolinha, Cinturinha, Mati n, Mo Boba e Paet Preto.

    No fi nalzinho de janei-

    ro a Colorama apresentou sua nova coleo da linha Nutriverniz: Misteriosa Tur-quia. So sete cores e duas coberturas perfumadas. A Colorama buscou inspirao na cultura turca para criar a nova coleo Misteriosa Turquia. Alm das set novas cores de esmaltes da gama Nutriverniz, a coleo Mis-teriosa Turquia apresenta uma grande novidade: duas Coberturas Perfumadas da Cor.

    Esmaltes da coleo: Ch de Menta e Incenso Doce (Coberturas) , Oliva, Mesquita Azul, Lua Cres-cente, Imprio, Ancara, Ca-padcia e Aya Sofi a.

    Tamara Mendes

    Maiores informaes no site: www.coisinhasdatammy.com.br

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 12 - 08/02/2013

    COOPERATiVA DE CRDiTO DE LiVRE ADMiSSO DECuRVELO LTDA. SiCOOb - CREDiCENTRO

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 13 - 08/02/2013

    COOPERATiVA DE CRDiTO DE LiVRE ADMiSSO DECuRVELO LTDA. SiCOOb - CREDiCENTRO

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 14 - 08/02/2013

    COOPERATiVA DE CRDiTO DE LiVRE ADMiSSO DECuRVELO LTDA. SiCOOb - CREDiCENTRO

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 15 - 08/02/2013

    COOPERATiVA DE CRDiTO DE LiVRE ADMiSSO DECuRVELO LTDA. SiCOOb - CREDiCENTRO

  • Jornal Central Notcias - Edio 19 - Pgina 16 - 08/02/2013