jornal bras­lia capital 258

Download Jornal Bras­lia Capital 258

Post on 29-Jul-2016

217 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • ww

    w.b

    sbca

    pit

    al.c

    om

    .br

    Dis

    tr

    ibu

    i

    o g

    ra

    tu

    ita

    Braslia, 7 a 13 de maio de 2016 - Ano VI - 258

    So todoS unS FilhoS da Ptria

    O segundo domingo de maio o Dia das Mes. E neste ano de 2016, a nossa Ptria Me to distrada no tem do que se orgulhar de seus filhos mais ilustres. A presidente da Repblica est s portas de sofrer impeachment. O presidente da Cmara dos Deputados foi afastado do mandato e do cargo. O presidente do Senado alvo de investigaes e at o vice que conspirou para assumir a cadeira da titular tornou-se ficha-suja. Contra todos eles pesam suspeitas e acusaes - justas ou no - de prtica de corrupo. As peraltices dos FDP (Filhos da Ptria) esgotaram a pacincia da outrora Me Gentil. Pginas 2 a 8

  • 2 n Braslia, 7 a 13 de maio de 2016 redacao.bsbcapital@gmail.comPoltica

    E x p E d i E n t E

    Diretor de Redao Orlando Pontes

    ojpontes@gmail.com

    Diretor de Arte Gabriel Pontes

    redacao.bsbcapital@gmail.com

    Diretor Comercial Jlio Pontes

    comercial.bsbcapital@gmail.com

    Diretor-ExecutivoDaniel Olival

    danielolival7@gmail.comCel: 61-9139-3991

    Siga o Braslia Capital no facebook.com/jornal.brasiliacapital - e fique por dentro

    dos principais assuntos do Brasil e do mundo!

    Os textos assinados so de responsabilidade dos autores. A reproduo

    autorizada desde que citada a fonte.

    Impresso Grfica Jornal Braslia aGora TIragem 20.000 exem-plares DIsTrIbuIo plano piloto (sede dos poderes leGislativo e

    executivo, empresas estatais e privadas), cruzeiro, sudoeste, octoGo-nal, taGuatinGa, ceilndia, samamBaia, riacho fundo, vicente pires, Guas claras, soBradinho, sia, ncleo Bandeirante, candanGoln-dia, laGo oeste, colorado/taquari, Gama, santa maria, alexnia /

    olhos dGua (Go), aBadinia (Go), Guas lindas (Go), valparaso (Go), Jardim inG (Go), luzinia (Go), itaJuB (mG), piranGuinho

    (mG), piranGuu (mG), Wenceslau Braz (mG), delfim moreira (mG), marmelpolis (mG), pedralva (mG), so Jos do aleGre,

    Brazpolis (mG), maria da f (mG) e pouso aleGre (mG).

    SRTVS QuadRa 701, Ed. CEnTRo MulTiEMpRESaRial, Sala 251

    BRaSlia - dF - CEp: 70340-000 - TEl: (61) 3961-7550 -

    CoMERCial.BSBCapiTal@gMail.CoM.BR - BSBCapiTal50@gMail.CoM -

    www.BSBCapiTal.CoM.BR - www.BRaSiliaCapiTal.nET.BR

    CIrCulao aos sBados.

    CART

    AS

    Valeu, Elicio!Bela e merecida homena-gem ao poeta. Sinto-me honrado de que minhas modestas palavras figurem junto imagem de ningum menos que Elicio Pontes, um grande mestre da poesia. Ainda assim lamento que isso tenha se dado sob cir-cunstncias tais.

    nMarcus Vinas, via Face-book

    Emoo pura. Tecnicamente no sou a melhor pessoa para opinar, mas meu cora-o me disse: que lindo! Os depoimentos so fantsti-cos. Lembranas recentes e distantes nos fazem reviver momentos felizes. Obrigado.

    Continue assim, zelando por seu nome.nAndre Galvo Pontes, filho via Facebook

    Obrigada. Com amor e pesar!nElisa Galvo Pontes, filha via Facebook

    Diretas, j?

    Sem dvida, novas eleies seriam a soluo. Porm, mandato-tampo ridcu-lo. Deveriam aproveitar o momento e unificar as eleies, gerando economia aos cofres pblicos e levan-do os brasileiros uma vez s s urnas.nFelipe Artur Barbedo, via Facebook

    Pel

    Ai

    Os deputados Chico Vigilante, Luzia de Paula e Reginaldo Veras propuseram uma sesso solene para quarta-feira (11), s 19h, em comemorao aos dez anos do Maior So Joo do Cerrado. A festa, que este ano ser de 25 a 28 de agosto, uma das mais tradicionais de Ceilndia, que tem um grande contingente de nordestinos.

    A nica proteo de Mrcia Arajo o governador Rodrigo Rollemberg. Ele minimiza os motivos dos adversrios da secretria e ainda reala a competncia com que ela vem desempenhando suas funes. Resta saber at quando o socialista ter foras para segurar sua protegida.

    Secretria na miraA secretria de

    Segurana Pblica e da Paz Social, Mrcia de Alencar Arajo, est na linha de tiro da bancada da bala do DF, os deputados federais Alberto Fraga (DEM) e Laerte Bessa (PR). Eles contam, ainda, com a munio do diretor-geral

    da Polcia Civil, Eric Seba. O trio no engole o fato de uma mulher e psicloga comandar a PM (de Fraga) e a PC (de Bessa).

    Razes inconfessveisComo o machismo e o preconceito de gnero so razes

    politicamente inconfessveis, os caciques da Segurana Pblica se valem de outros argumentos para minar a secretria. Usam diversos veculos de comunicao para repercutir o uso de carro da PM para levar seus filhos ao colgio e a nomeao de uma ex-empregada domstica como assessora de seu gabinete.

    De cabea fria...A psicloga se ampara em um ofcio datado em 1 de abril

    para justificar o uso da infraestrutura da Polcia Militar. O documento foi assinado pelo chefe da Casa Militar do GDF, Cludio Ribas, que leva em conta o fato da secretria no ser policial, no ter porte de arma de fogo nem dominar tcnicas de defesa pessoal. Com isso, o Estado tem que dispor de profissionais para atender s suas necessidades.

    Rollemberg, o escudo

  • 3 n Braslia, 7 a 13 de maio de 2016 redacao.bsbcapital@gmail.comPoltica

    Point de bares de guas ClarasS para esclarecer: o con-junto de lojas faz parte do complexo do condomnio e foi construdo para abrigar um comrcio que, segundo a construtora, seria para atender as necessidades dos moradores. Nada de bares. S que, por pura ganncia,

    a construtora comeou a alugar as lojas para esse tipo de estabelecimento, gerando uma srie de problemas.nCalope Paz, via Facebook

    O povo trabalha no dia seguinte, sabe? E para isso precisa dormir cedo. A baguna a semana inteira. Se fosse s sexta e sbado, (*)Consultor inativo de oramento do Senado Federal e gelogo

    Joo Batista Pontes (*)

    Uma base ficha-suja As tais pedaladas fiscais e a abertura dos crdi-

    tos suplementares via decretos presidenciais, funda-mentos oficialmente apontados para justificar o impe-achment da presidente Dilma Rousseff, no constituem crime de responsabilidade. Quando muito podem ser ti-dos como atos administrativos irregulares, sujeitos pena de multa.

    Na realidade, todos os parlamentares e as pessoas que tm um mnimo de entendimento sobre execuo oramentria e financeira sabem que tais atos admi-nistrativos no constituem crimes, pois eles no envol-veram nenhum desvio de recursos pblicos, enriqueci-mento ilcito ou aplicao de recursos em atividades no previstas no Oramento da Unio.

    Portanto, uma falcia dizer que tais atos causa-ram prejuzos ao Pas. As verdadeiras causas no so reveladas. Uma delas o fato de a presidente Dilma ter se reelegido usando os mesmos expedientes antiticos que seus opositores sempre usaram: valendo-se dos re-cursos do errio, aplicando-os em aes eleitoreiras.

    isto que desperta tanto o dio dos seus advers-rios polticos. Gritam eles, esbaforidos: O PT acabou--se; abaixo a corrupo!. E se esquecem de dizer: que eles aprenderam conosco!.

    Em sntese, o PT aprendeu a usar as mesmas armas para se manter no Poder e, alm disto, ainda construiu outros atrativos para angariar a simpatia dos eleito-res.

    Os opositores perceberam que seria muito difcil voltar ao poder por meio de eleies. Assim, resolve-ram agir por outros meios para chegar l

    O PT, de fato, pode at ter acabado. Mas se esque-cem os seus adversrios de dizer que o PMDB tambm se acabou. Sim, pois foi partcipe de toda a roubalheira, durante os mais de treze anos dos governos petistas, e seguramente o que mais se beneficiou dela.

    E, o que mais grave: esquecem-se de que, em um Estado Democrtico de Direito, o modo de retirar um partido do governo o processo eleitoral, e no por um impeachment forjado e forado. Isto realmente golpe!

    Eles no tm, e nem so capazes de formular, um projeto de Nao que possa empolgar a maioria da po-pulao. O que se pode esperar do grupo que se articula para ocupar o governo?

    A Nao no est nada confiante, pois tem a convic-o de que o novo governo ter a base aliada mais fi-cha suja de toda a nossa Histria

    tudo bem. Mas ter gente fazendo barulho debaixo da tua janela 1h da manh de quinta pra sexta e preci-sando acordar s 7h, ou at antes, na sexta-feira, no d pra continuar achando to linda a vida noturna.

    nCarlos Mauricio Farjoun, via Facebook

    A cereja do bolo da maldio do impeachment veio na madrugada de quinta-feira (5). O relator da Lava Jato no Supremo, Teori Zavaski, afastou Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado e da presidncia da Cmara. Sem contar que na quarta-feira (4) o TRE-SP reprovou as contas de Michel Temer, transformando o possvel futuro presidente da Repblica em ficha-suja. Mas ele pode recorrer ao TSE.

    A maldio do impeachmentObservador atento do cenrio poltico e antenado

    com as realidades do alm, o professor Jos Matos percebe a Lei do Retorno agindo muito rapidamente sobre vrios deputados e senadores que votaram a favor ou declararam apoio ao afastamento da presidente Dilma Rousseff. E enumera mais de uma dezena de casos de polticos vtimas do que ele chama de maldio do impeachment.

    Raquel Muniz, a primeiraNo dia seguinte aprovao do impeachment no

    plenrio da Cmara, o marido da deputada Raquel Muniz, PSD-MG, Ruy, exaltado por ela como exemplo de gestor pblico frente da prefeitura de Montes Claros (MG), foi preso pela Polcia Federal, ainda em Braslia, sob a acusao de fraudes em licitao na rea da sade. A operao foi batizada de Mscara da Sanidade II Sabotadores da Sade.

    Izalci e AgripinoE a fila continuou andando rpido. Os deputados

    Izalci Lucas (PSDB-DF) e Jos Agripino Maia (DEM-RN) tiveram seus sigilos quebrados pelo STF. O senador Acio Neves (PSDB-MG) viu o STF abrir o segundo inqurito contra ele, e a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) teve os b