jornal acadÉmico 14

Download Jornal ACADÉMICO 14

Post on 30-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

jornal academico

TRANSCRIPT

  • Jornal Oficial da AAUMDIRECTOR: Vasco LeoDISTRIBUIO GRATUITA163 / ANO 6 / SRIE 3TERA-FEIRA, 13.MAR.12

    academico.rum.pt facebook.com/jornal.academicotwitter.com/jornalacademico

    Pgina 05

    campus

    Cabido de Cardeais tenta aproximao Reitoria

    ESTUDANTES PREOCUPADOS PEDEM REFORO DE POLICIAMENTO

    Uma reportagem ACADMICO

    Pgina 02

    localCerveja celebrada no Mosteiro de Tibes

    Pgina 16

    culturaA nova vida da ASA entre arte e arquitectura

  • 13.MA

    R.12 // A

    CA

    DM

    ICO

    FICH

    A TC

    NIC

    A

    BA

    R

    METR

    OSEG

    UN

    DA

    P

    GIN

    A

    Ddivas de sangue por estas iniciativas que deve-mos marcar a diferena, tal como temos feito nos ltimos anos. Fruto de uma excelente parceria entre AAUM, SASUM e Instituto Portugus do Sangue, as Ddi-vas de sangue na Universidade do Minho continuam a bater recordes e a demonstrar que os estudantes minhotos so solid-rios e generosos para este tipo de iniciativas. Parabns a todos!

    Insegurana em torno da UMA insegurana em torno do cam-pus universitrio parece ser um tema clich nos dias que correm. Aps tantos anos e tantas inves-tidas para que a segurana em Gualtar aumente, o que certo que os amigos do alheio esto mesmo alheios pouca polcia que por l circula e continuam a ter liberdade para fazer o que querem sem que isso afete a sua liberdade pessoal. Enfim!

    Connecting the dotsUma excelente iniciativa orga-nizada pelo Liftoff, gabinete do empreendedor da AAUM, em parceria com Braga 2012: Capital Europeia da Juventude, que visa abordar vrias temticas sobre as potencialidades dos jovens de hoje, qual o Capital da Ju-ventude e de que forma podem por em prtica os seus sonhos e projetos. A julgar pelo painel, a iniciativa promete...

    NO PONTOEM ALTA EM BAIXO

    FICHA TCNICA // Jornal Oficial da Associao Acadmica da Universidade do Minho. // Tera-feira, 13 MARO 2012 / N163 / Ano 7 / Srie 3 // DIRECO: Vasco Leo // EDIO: Daniel Vieira da Silva // REDACO: Adriana Couto, Alexandre Rocha, Ana Lopes, ngela Coelho, Bruno Fernandes, Carlos Rebelo, Ctia Alves, Ctia SilvaDaniela Mendes, Diana Sousa, Eduarda Fernandes, Fabiana Oliveira, fbio alves, Filipa Barros, Filipa Sousa, Joana Neves, Jos Lopes, Jos mateus pinheiro, Mariana Flor, Maura TeixeiraNeuza Alpuim, Sara Pestana, Snia Silva e Vnia Barros // COLABORADORES: Elsa Moura, Jos Reis e Maria joo Pinto // GRAFISMO: gen // PAGINAO: Daniel Vieira da Silva // MORADA: Rua Francisco Machado Owen, 4710 Braga // E-MAIL: jornalacademico@rum.pt //TIRAGEM: 2000 exemplares // IMPRESSO: GrficaAmares

    637988-6_MER_SMART_172x250.pdf30/01/2012

  • PGINA 03 // 06.MAR.12// ACADMICO

    LOCAL

    cerveja celebrada no mosteiro de tibes no minho beer fest

    AnA lopes

    ana_lopes91@hotmail.com

    O Mosteiro de Tibes acolhe o Minho Beer Fest este sba-do, dia 24 de maro. O pro-grama do festival da cerveja artesanal tem incio com um curso prtico de produ-o de cerveja, ao qual se se-guir o festival que termina-r o dia dedicado bebida.A primeira parte do dia ser reservada ao workshop de produo de cerveja que de-correr a partir das 10 horas

    e que consiste num apro-fundamento do processo de feitura da mesma. Aps a formao, os participantes sero capazes de produzir a bebida nas suas casas, como tradio em pases onde o consumo da cerveja mais presente, como a Alemanha ou a Repblica Checa. Os participantes do curso prtico podero aprender os diferentes processos que levam produo final do produto, desde a moagem maturao, assim como

    da cerveja. O Beer Fest pro-porcionar ainda aos seus visitantes a possibilidade de encontrar alguns produtos regionais bem como seis ti-pos de cervejas artesanais presso.O festival termina pelas 21 horas (com um encer-ramento das atividades). A participao no evento exige pr-inscrio que pode ser feita no Facebook atravs do endereo:http://www.facebook.com/MinhoBeerFest.

    PUB.

    fazer uma visita guiada ao Mosteiro de Tibes, que recebe o evento. O final do curso coincide com o incio do festival da cerveja, permi-tindo assim aos amantes da bebida momentos de con-vvio e descontrao. Esta a segunda edio do curso prtico sendo que a primei-ra teve lugar em novembro do ano passado, desta feita em Guimares.O festival ter incio pelas 17 horas e os visitantes po-dero provar novos produ-

    tos regionais, participar em concursos e visitar stands expositivos. O final da tarde ficar marcado pelo concur-so de Lanamento da Ro-lha, o primeiro do gnero a nvel internacional, marcan-do o esprito informal do evento e ao qual se seguiro alguns momentos musicais. Assim, o som do festival estar responsabilidade da banda de folk Charrras-casda Citnia e do Dj Mi-guel Azevedo, dando tons diversificados aos amantes

  • PGINA 04 // 06.MAR.12 // ACADMICOLOCAL

    aedum com nova direoFIlIpA BARRos

    pipasgoth11@live.com.pt

    A Escola de Direito foi, no passado dia 7 de maro, pal-co da tomada de posse da nova direo da Associao de Estudantes de Direito da Universidade do Minho (AEDUM).A oratria foi aberta por Joo Alcaide, presidente cessan-te, e recm-eleito presidente da Mesa da Assembleia Ge-ral, que enfatizou o contato da anterior direo com os alunos, no sentido de aus-cultar as suas sugestes e os seus problemas, assim como a realizao de inicia-tivas com carter acadmico e tambm humano.O estudante salientou ain-da que so os estudantes de Direito aqueles que devem fazer uma avaliao ao seu mandato, pois eles so os mais qualificados para tal ao.Wladimir Brito, Presidente

    do Conselho de Escola, no deixou de frisar o trabalho rduo de todos os que se agregam ao associativis-mo, reconhecendo o traba-lho desenvolvido como um complemento a um curso superior. J Mrio Monte, presidente da Escola de Di-reito, lembrou o tempo em que, tambm ele como diri-gente associativo, despendia muito do seu estudo nestas lides, mas no o conside-rou, de todo, perdido, j que foi ganho em prol dos alu-nos e da prpria Escola. No deixou tambm de referir a importncia do Provedor do Estudante, cargo ocupa-do pelo professor Antnio Paisana, agora mais que nunca.A presidente do Conselho Pedaggico, Clara Calhei-ros, sublinhou a qualidade do trabalho desenvolvido pela AEDUM, uma asso-ciao sempre empenhada e disponvel, valorizando-a, quer no labor editorial, quer

    nas diversas iniciativas de promoo de conferncias e colquios. Essa ser, no entendimento da docente, o patrimnio da AEDUM. Deixou ainda uma palavra de solidariedade, tanto nova direo como a todos os alunos, relembrando que os tempos no so fceis, sendo o desinvestimento no ensino e sobretudo no

    ensino superior e na inves-tigao, um sinal de secun-darizao destes institutos. Porm, acredita que no h falta de capital humano, e nesse que a Escola de Di-reito conta para ultrapassar todas as dificuldades.

    Joo Ferreira empossado

    Aps a tomada de posse for-

    mal dos vrios elementos da nova direo da AEDUM, discursou aquele que era o orador mais aguardado. Joo Ferreira, novo presidente da associao, abordou a sua passagem pela Associao Acadmica da Universidade do Minho (AAUM), na qual aprendeu com a dinmica e as pessoas que o rodeavam, sendo o associativismo uma complementarizao ao cur-so em si mesmo. Prometeu, sem receios, que os novos projetos, as novas pessoas e as novas ideias, que abran-gem tanto as licenciaturas como os mestrados na rea, se destacaro com trabalho empenhado neste mandato que agora se inicia, como a criao do Box Iuris, um jornal de Direito rico em artigos de opinio e artigos cientficos, mais e novas atividades acadmicas, sem nunca olvidar a necessidade de ser incutida nos estudan-tes uma vertente de solida-riedade.

    Joo Ferreira tomou posse como novo presidente da AEDUM

    CAMPUS

    uminho abre portas a nova campanha de recolha de sangueRItA mAgAlhes

    ritasmaga@gmail.com

    Recordista nacional de d-divas de sangue, a Universi-dade do Minho, em parceria com o Instituto Portugus do Sangue e o Centro de Histocompatibilidade da Regio Norte, volta a lanar uma campanha de recolha de sangue nos prximos dias 20 e 28 de maro nos campus de Gualtar e Azu-rm.Nestes mais de dez anos de parceria, Nuno Catarino, um dos responsveis por estas aes na academia, faz um balano muito positivo, acrescentando que tal foi o sucesso da iniciativa que,

    em 2009, a Universidade do Minho e o Instituto Por-tugus do Sangue assina-ram um protocolo que as-segura colheitas de sangue mensais em Braga. Inicialmente com pouco mais de 150 dadores inscri-tos, estes movimentos de so-lidariedade contaram com mais de 2000 participantes em 2011 e, segundo o res-ponsvel, o nmero tende a aumentar. O centro de recolha na aca-demia minhota de extre-ma importncia porque, diz Nuno Catarino, o tecido de dadores portugueses en-velheceu e, por isso, houve a necessidade de procurar dadores mais jovens e, para

    tal, nada melhor que um es-pao como a Universidade. Nas campanhas realiza-das na UM, a grande parte dos dadores so alunos, no entanto, h tambm uma grande adeso por parte de professores e funcionrios. Nuno Catarino destaca o facto de que todos os anos, de entre os participantes, haver cerca de 50% de novos dadores na Universidade.Para ele, o maior desafio convocar todos os volunt-rios que se envolvem nestas iniciativas, desde a equipa de montagem e desmon-tagem do material aos pr-prios dadores de sangue. Nuno reala ainda a impor-tncia de uma dinmica

    de ligao entre os dadores e o IPS para que haja sem-pre espao para este tipo de campanhas, assim como a criao de hbitos na comu-nidade universitria para os dadores no sentirem a obrigao de dar sangue, mas sim darem sangue por terem conscincia que um

    dia podem ser eles prprios a precisar dessas ddivas.A Comisso Nacional para a Ddiva de Sangue tentou tambm, em 2001, entrar em contacto com outras Universidades sendo que,