jornal a voz espírita - edição maio/junho de 2015 nº 31

Download Jornal A Voz Espírita - Edição Maio/Junho de 2015 Nº 31

Post on 20-Jul-2015

31 views

Category:

Spiritual

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Nasceu em 01 de Maio de 1880 na Cidade de Sacramento

    Desencarnou em 01 de Novembro de 1918 na cidade de Sacramento

    Informativo do 6 Conselho Esprita de Unificao Ano VII N 31 Maio/Junho de 2015 Circulao Interna

    A VOZ ESPRITA

    Escrever sobre a importncia do planejamento financeiro pode, em muita das vezes, remeter-nos reflexo sobre a importncia do dinheiro. Foroso seria se, nessa empreitada de reflexo, no trouxssemos baila tal necessidade. Deve-se, contudo, haver boa vontade no afastamento de preconceitos sobre o tema, para que no entremos em terreno movedio. Reflitamos, pois, acerca da finalidade real das casas espritas e de como o planejamento responsvel de suas finanas pode auxiliar para esse fim. Kardec pontua que seja de lastimar, sem dvida, que tenhamos de entrar em consideraes de ordem material, para alcanarmos um objetivo todo espiritual1. Afim de que um trabalho seja realizado de modo srio, Kardec pondera que h de se submeter s necessidades inerentes aos costumes da poca: devemos apreciar os meios de ao existentes, para que no sejamos forados a parar no meio do caminho. Conclui o codificador, orientando-nos a apreciar tais meios uma vez que estamos num sculo em que preciso calcular tudo. Importa frisar que o planejamento financeiro no dita, mas d suporte em uma instituio espiritista. O recurso financeiro ferramenta auxiliar na realizao dos trabalhos, j que ele no encerra fim, mas representa um dos meios. Planejar de maneira bem sucinta : saber onde estamos, onde almejamos chegar e definir as aes necessrias para o alcance da meta. De forma anloga, o planejamento financeiro evoca a necessidade de entendimento da situao em que nos encontramos, em termos de recursos dessa natureza, e o que necessrio para se realizar as tarefas de manuteno e trabalho de uma instituio esprita. Na esfera do angariamento de fundos, pode-se citar algumas fontes de recursos financeiros: I) doaes; II) contribuies de associados/frequentadores; III) livraria; IV) eventos (feira do livro, peas teatrais, almoos, bazares de pechincha, noite de caldos/pizza, etc.) Vale frisar que, no que diz respeito s contribuies j mencionadas, muito mais do que obrigar o frequentador de instituio religiosa contribuio com recursos financeiros, cabe demonstrar a importncia dos trabalhos ali realizados, elucidando, demonstrando e, por fim, prestando contas. A prestao de contas parte fundamental do processo do planejamento financeiro. Por meio dela d-se a publicidade necessria sobre o modo de uso do recurso - que no de uso de um ser, mas oriundo de uma coletividade. Ademais, ao se prestarem contas, fora-se a organizao reviso dos usos e das fontes, aperfeioando-se, pois, o planejamento em si. Com isso, poder-se- otimizar a utilizao do dinheiro e, conforme recomendao de Emmanuel, no devemos amaldio-lo, uma vez que se trata de instrumento passivo em nossas mos: devemos faz-lo servir conosco. Que assim, na manuteno das atividades das Instituies Espritas, com sua multiplicidade de atribuies espirituais e diversas oportunidades de socorro material, no nos esqueamos de que Jesus abenoou o vintm da viva, no tesouro pblico do Templo e, empregando o dinheiro para o Bem, convertamo-lo em colaborao do Cu em todas as situaes e dificuldades da Terra. Referncias Bibliogrficas 1 Allan Kardec, Obras Pstumas. Constituio do Espiritismo, item IX, Vias e Meios.

    2- Emmanuel, psicografia de Chico Xavier, Dinheiro, Dinheiro Item Estudan-do o Dinheiro.

    3- Emmanuel, psicografia de Chico Xavier, Dinheiro, item Dinheiro.

    A importncia do Planejamento Financeiro numa Instituio Esprita

    Pgina 01

    Destaques

    Projeto #Tamojuntos iniciado com sucesso

    Pgina 02

    Notcias do Movimento Esprita da Regio

    Pgina 03

    Endereo das Instituies Espritas da Regio

    Pgina 04

    Homenageado da Edio

  • O projeto #TamoJunto, organizado pela Equipe de Juventude do 6 CEU (Servio de Evangelizao da Famlia SEF/Juventude), pretende fomentar a integrao das mocidades espritas da regio (Instituies Espritas adesas e no ade-sas) a partir da organizao peridica de encontros seja nas casas espritas ou em ambientes alternativos. Est sendo desenvolvido dentro da iniciativa do projeto Voltando para Casa, estruturado e coordenado pela rea de Educao Esprita do 6CEU/CEERJ, como um dos eixos para o fortalecimento e estruturao das instituies espritas de nossa regio.

    O contexto em que surge o projeto est ligado a um conjunto de reinvindicaes realizadas pelos jovens na ocasio do Congresso de Juventude Esprita de 2012. No evento foi levantada a necessidade de maior integrao entre os grupos de mocidades, no sentido do jovem esprita identificar outros jovens espritas com valores, ideias e princpios semelhantes; estabelecer novos vnculos pautados nessa identificao; fortalecerem suas convices e, por fim partilharem fraternalmente os conhecimentos e orientaes da Doutrina Esprita.

    Estas ideias foram ao encontro de um quadro generalizado e percebido no Movimento Esprita h algum tempo: a evaso do jovem da mocidade e da casa esprita, principalmente na transio da evangelizao/infncia para a juventude.

    Para atingir a estes objetivos o projeto foi organizado em duas etapas. A primeira etapa foi estruturada com o in-tuito de sensibilizar os jovens e coordenadores/evangelizadores atravs de estudos integrados de juventude, que ini-ciassem o contato entre eles, num ambiente propcio ao encontro fraternal. A segunda etapa, quando acreditamos que os jovens estaro mais prximos e integrados, consistir na realizao de encontros de maior porte passeios, visitas e eventos de confraternizao.

    O primeiro encontro ocorreu no dia 28 de maro, no Centro Esprita Luz e Caridade, em Mag. O estudo reuniu mais de 50 jovens representando as casas CELC, GEAL, CEUAC, CEAP, GEJD, CECE, GEAK e NEM.

    O tema trabalhado nesse primeiro encontro foi a Fraternidade, justamente pela inteno do projeto de promover a verdadeira confraternizao entre os jovens, baseada no respeito s diferenas e na real preocupao com o prximo. O estudo foi conduzido atravs de dinmicas de fortalecimento da confiana e unio do grupo, engajando tambm os coordenadores e evangelizadores das mocidades espritas da Regio que estiveram presentes.

    Ao final do estudo, todos se reuniram para um cachorro-quente fraterno, onde aproveitamos para trocar as im-presses do evento e nos conhecermos melhor. Os jovens estavam bastante animados e com muitas ideias para os prximos encontros. Acreditamos que atingimos o objetivo deste primeiro evento, e j estamos planejando o seguinte, que ser em breve divulgado.

    rgo de Divulgao do Movimento Esprita dos municpios de Mag e Guapimirim. Editado pela rea de Comunicao Social Esprita do 6Conselho Esprita de Unificao, representao do Conselho Esprita do Rio de Janeiro (CEERJ). Endereo para correspondncia: Av. Simo da Motta, 315 Centro-Mag-RJ-CEP 25900-000

    Endereo eletrnico: www.6ceu.org

    E-mail: cse.6ceu@hotmail.com

    Tiragem: 750 exemplares

    Redao e diagramao: Equipe de Comunicao Social Esprita do 6CEU/CEERJ

    www.6ceu.org

    O 1 Encontro do #TAMOJUNTOS foi um super sucesso.

  • No dia 08 de Maro aconteceu no Centro Esprita Amor ao Prximo o Frum Esprita de Capacitao Divulgador Esprita: O Amor e a Instruo so as suas ferramentas de trabalho. Parceria indita entre a rea de Comunicao Social Esprita do 6CEU/CEERJ e o Centro Esprita Lon Denis. Na parte da manh houve a capacitao para Orador/Expositor esp-rita e na parte da Tarde para Dirigente de Reunio Pblica.

    Agradecemos ao CEAP pela acolhida, aos participantes e a equipe do CELD

    Equipe da ACSE do 6CEU e do Centro Esprita Lon Denis

    No dia 15 de Maro aconteceu no Grupo Esprita Joana Darc, o primeiro mdulo do Projeto Mediunidade Sem Tabu, que tratou da Organizao das Atividades Medinicas da Casa Esprita. Essa atividade foi ministrada pela Equipe de Servios de Atividades Medinicas do CEERJ em parceira com a rea de Educao Esprita do 6CEU/CEERJ.

    A Sociedade Esprita Amor e Luz (SEAL) estar comemorando seus 16 de fundao e convida a todos para um teatro esprita. A pea intitulada: Eurpedes Barsanulfo "Uma vida de

    doao", e ser realizado pelo Grupo de Teatro da CASA ESPRITA EURPEDES BARSANULFO.

    Os ingressos custam R$10,00 e o teatro ser realizado no Colgio Estadual de Mag, dia 23 de Maio a partir das 17h. Aps a apresentao acontecer um delicioso Ch Fraterno.

    O Grupo Esprita Andr Luiz convida todos para um maravilhoso Ch Fraterno & Bazar das Mes. Ser dia 05 de Maio a partir das 20h na Plataforma Salo de Festas. Ingressos

    para o ch no valor de R$10,00. (A renda do Ch ser revertida em benefcio da Instituio) Nesse dia acontecer uma palestra doutrinria com nosso irmo LUS CELSO

    A Plataforma Salo de Festas fica localizada na Avenida Paulo Leito, 297Centro/Mag.

    A Sociedade Esprita de Assistncia e Estudo (SEAE) convida a todos para o seminrio sobre o livro: Nos Domnios da Mediunidade. Esse seminrio acontecer no dia 24 de maio na sede da SEAE, com incio as 09h e encerramento as 14h. Ser ministrado pela nosso irm ANA VALRIA, coordenadora da rea de Educao Esprita do 6CEU/CEERJ.

    A instituio pede que os participantes que forem, le-vem 1 pacote de caf ou de Leite em P para ajudar na com-

    O Centro Esprita Amor ao Prximo oferecer uma Noite de Caldos, no dia 09 de Maio s 20h, em sua sede (Rua Expedici-onrio Otaclio Souza, 415 - Fragoso) com ingresso no valor de R$10,00. Sero oferecidos os caldos que so as