jornadas de ciberjornalismo

Download Jornadas de Ciberjornalismo

Post on 01-Feb-2016

27 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornadas de Ciberjornalismo. O meu telejornal já não é o nosso : Questões que o determinismo tecnológico coloca ao dispositivo televisivo Luís Miguel Loureiro ( luis.m.loureiro@gmail.com ) Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho, Portugal. - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • Jornadas de CiberjornalismoO meu telejornal j no o nosso: Questes que o determinismo tecnolgico coloca ao dispositivo televisivo

    Lus Miguel Loureiro(luis.m.loureiro@gmail.com)

    Centro de Estudos de Comunicao e Sociedade, Universidade do Minho, Portugal

  • As inquietaes de partidaO que o meu telejornal?Que significa o dispositivo O meu telejornal relativamente ao dispositivo televisivo do telejornal?Que princpios de leitura da realidade social presidiram sua elaborao?

  • O meu telejornal A totalidade sncrona original fragmentadaA gerao de novas totalidades assncronas, individualizadasTer sido pensado para um espectador?

  • O espectador em crise ouo fim da televiso

    Um dispositivo sem espectador pode continuar a chamar-se Televiso?- Piscitelli (1995): a ps-televiso como resultado da computao generalizada: todos se transformam em utilizadores- Vron (2001): o interpretante central da mensagem televisiva deslocou-se para o exterior da Televiso, disseminou-se no destinatrio: o espectador deixa o papel de receptor- Missika (2006): a Televiso perdeu o poder de sincronizar o debate pblico: o espectador deixou de existir

  • O espectador em mudana oua televiso que resiste

    No continuaremos a ser espectadores?- Lafrance (1999): Convergncia como fenmeno cultural na relao com os ecrs: a cultura informtica converge com a cultura televisiva, o utilizador activo converge com o espectador passivo.- Gripsrud (2004): o corpo afasta-se do ecr de computador para ver.- White (2006): a Internet produz o seu espectador- Rancire (2009): o espectador emancipado

    E a partilha?

  • A questo te(cn)olgica

    Omnipotente utilizador

    vs

    Omnipresente espectador

  • Pode o utilizador ser simultaneamente o espectador?

    ***