ist’s – infecções sexualmente transmissíveis .consistências distintas, segundo as...

Download IST’s – Infecções Sexualmente Transmissíveis .consistências distintas, segundo as características

Post on 30-Sep-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    Prof. Cintia Lobo

    ISTs Infeces Sexualmente Transmissveis

    IV HERPES GENITAL

    Infeco causada por vrus que levam a leses tipo vesculas, que se agrupam,sofrem eroso (feridas) e cicatrizando em seguida. So geralmente dolorosas.

    Transmisso: relao sexual (mesmo que no ocorra penetrao total).

    Perodo de Incubao: 1 a 26 dias.

    Preveno: Uso de camisinha e higiene antes e aps o coito.

  • 2

    O herpes genital transmitido por meio de relao sexual (oral, anal ou vaginal)sem camisinha masculina ou feminina com uma pessoa infectada.

    Em mulheres, durante o parto, o vrus pode ser transmitido para a criana se agestante apresentar leses por herpes. Por ser muito contagiosa, a primeiraorientao a quem tem herpes uma maior ateno aos cuidados de higiene:lavar bem as mos, no furar as bolhas, evitar contato direto das bolhas e feridascom outras pessoas, no aplicar pomadas no local sem recomendaoprofissional.

    Sinais e sintomas

    Aps o contgio, os sinais e sintomas podem aparecer em mdia aps seis dias egeralmente so: Pequenas bolhas agrupadas que se rompem e tornam-se feridas dolorosas nopnis, nus, vulva, vagina ou colo do tero. Essas feridas podem durar, emmdia, de duas a trs semanas e desaparecem. Formigamento, ardor, vermelhido e coceira no local, alm de febre, doresmusculares, dor ao urinar e mal-estar. Os sinais e sintomas podem reaparecer, dependendo de fatores comoestresse, cansao, esforo exagerado, febre, menstruao, exposio prolongadaao sol, traumatismo ou uso de antibiticos.

  • 3

    1OBS: As crises podem ser desencadeadas pelo stress, sol, baixa de imunidade.

  • 4

    2OBS: A maioria das pessoas pode nunca ter feridas ou ter sintomas toleves que no causem suspeitas.

    - 3OBS: As erupes podem se repetir no decorrer dos anos.

    Ano: 2016 Banca: IBFC rgo: EBSERH Prova: Enfermeiro - Sade da Mulher Obstetrcia (HUAP-UFF)

    1. O Herpes Genital uma infeco causada pelo vrus herpes simples (HSV). Sosinais e sintomas dessa doena:

    a) Corrimento amarelo-esverdeado, bolhoso e ftido e escoriaesb) Corrimento mucopurulento escasso, prurido uretral e dor plvicac) Secreo branco acinzentada com mal cheiro, sem prurido e irritaod) Disria, mal estar, febre, corrimento vaginal intenso e sangramento vaginal,

    sensao de ardor,prurido, queimao, formigamento e dore) Prurido, disria eventual, dispareunia, corrimento branco em grumos

  • 5

    Ano: 2013 Banca: NCE-UFRJ rgo: UFRJ Prova: Tcnico em Enfermagem

    2. Assinale a alternativa que apresenta DSTs causadas por vrus.

    a) condiloma e sfilisb) condiloma e cancro molec) herpes e sfilisd) condiloma e herpese) herpes e cancro mole

    V LINFOGRANULOMA VENREO

    Leso genital indolor que se apresenta com uma ulcerao indolor localizada nosrgos genitais. Dura de 3 a 12 dias, muitas vzes no perceptvel. Depois de 2 a6 sem. surgem gnglios doloridos na virilha. Esses gnglios podem romper ecausar fstulas com secrees purulentas.

    Transmisso: relao sexual.

  • 6

    Sinais e sintomas

    Feridas ns rgos genitais (pnis, vagina, boca, nus e colo do tero) que, muitasvezes, no so percebidas e desaparecem sem tratamento.

    Entre uma a seis semanas aps a ferida inicial, surge um inchao doloroso (carooou ngua) na virilha, que, se no for tratado, rompe-se, com a sada de pus.

    Pode haver sintomas por todo o corpo, como dores nas articulaes, febre e mal-estar.

    Quando no tratada adequadamente, a infeco pode agravar-se, causandoelefantase (acmulo de linfa no pnis, escroto e vulva).

    Perodo de Incubao: 7 a 60 dias.

    Preveno: Uso de camisinha e higiene antes e aps o coito.

    Podem surgir sintomas generalizados como: febre, mal estar,cefalia.

  • 7

    Ano: 2016 Banca: FUNIVERSA rgo: IF-AP Prova: Tcnico em Enfermagem

    3. Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, os agentesetiolgicos da sfilis, do linfogranuloma venreo e do condiloma acuminado.

    a) Papilomavrus humano, Treponema pallidum e Chlamydia trachomatisb) Chlamydia trachomatis, papilomavrus humano e Treponema pallidumc) Treponema pallidum, Chlamydia trachomatis e papilomavrus humanod) Chlamydia trachomatis, Treponema pallidum e papilomavrus humanoe) papilomavrus humano, Chlamydia trachomatis e Treponema pallidum

  • 8

    Ano: 2014 Banca: INSTITUTO AOCP rgo: UFC Prova: Enfermeiro - Assistencial

    4. So consideradas doenas sexualmente transmissveis:

    a) Cancro mole, herpes, sfilis, lpus e HIV.b) Lpus, herpes, sfilis, linfogranuloma venreo e HIV.c) Lpus, hepatite C, sfilis, linfogranuloma venreo e HIV.d) Cancro mole, herpes, sfilis, linfogranuloma venreo e HIV.e) Cancro mole, lpus, sfilis, linfogranuloma venreo e HIV.

    Ano: 2015 Banca: INSTITUTO AOCP rgo: EBSERH Prova: Enfermeiro -Sade da Mulher

    5. So sndromes que tm o sexo como principal forma de transmisso,EXCETO

    a) tricomonase.b) herpes genital.c) linfogranuloma.d) candidase.e) uretrite gonoccica.

  • 9

    Ano: 2015 Banca: INSTITUTO AOCP rgo: EBSERH Prova: Tcnico em Enfermagem (HC-UFG)

    6. Um paciente do sexo masculino compareceu ao servio de sade relatandoque, h trs semanas, surgiu um caroo muito pequeno no seu pnis. Hoje, elerelata que neste local apareceu uma ferida e que h presena de secreopurulenta e deformidade local. Qual das seguintes DSTs o paciente pode estarapresentando?

    a) Clamdia.b) Linfogranuloma venreo.c) Gonorreia.d) Tricomonase.e) Infeco pelo Vrus T-linfotrpico humano (HTLV).

    VI TRICOMONASE

    uma infeco causada pelo protozorio Trichomonas vaginalis.

    Formas de contgio

    A transmisso ocorre pelo sexo desprotegido com uma pessoa infectada. Porisso, preciso sempre usar camisinha masculina ou feminina e cuidar da higienentima aps a relao sexual. Pode atingir o colo do tero, a vagina, a uretra e opnis.

  • 10

    Sinais e Sintomas

    Dor durante a relao sexual. Ardncia e dificuldade para urinar. Coceira nos rgos sexuais. Corrimento abundante, amarelado ou amarelo esverdeado, bolhoso.

    Diagnstico e tratamento

    Na presena de qualquer sinal ou sintoma de tricomonase, recomenda-se procurarum profissional de sade para o diagnstico correto e indicao do tratamentoadequado.

    As parcerias sexuais devem ser tratadas, ainda que no apresentem sinais esintomas.

  • 11

    Ano: 2017 Banca: INSTITUTO AOCP rgo: EBSERH Prova: Enfermeiro (HUJB UFCG)

    7. Mulher de 36 anos, casada, compareceu Unidade Bsica de Sade paracoleta de exame citopatolgico. Durante a coleta, a enfermeira observacorrimento vaginal amarelo-esverdeado, bolhoso e ftido e edema de vulva. OpH vaginal da paciente estava > 4,5, dessa forma, seguindo abordagemsindrmica, a enfermeira optou pelo tratamento de

    a) gonorreia.b) tricomonase.c) clamdia.d) herpes vaginal.e) candidase vulvovaginal.

    Ano: 2016 Banca: Prefeitura do Rio de Janeiro RJ rgo: TBG Prova: Tcnico de Enfermagem

    8. As vulvovaginites manifestam-se por meio de leucorreias de aspectos econsistncias distintas, segundo as caractersticas do agente infeccioso, dograu de infestao e das condies clnicas da mulher. O corrimento amareloou amarelo esverdeado, com presena de bolhas e odor ftido semelhante apeixe podre, entre outros sintomas est presente na seguinte afecoginecolgica:

    a) vaginose bacterianab) tricomonase genitalc) candidase vulvovaginald) bartholinite

  • 12

    VII CANCRO MOLE

    O que

    causado pela bactria Haemophilus ducreyi, sendo mais frequente nasregies tropicais.

    Formas de contgio

    Transmite-se pela relao sexual com uma pessoa infectada sem o uso dacamisinha masculina ou feminina.

  • 13

    Sinais e sintomas

    Feridas mltiplas e dolorosas de tamanho pequeno com presena de pus, queaparecem com frequncia nos rgos genitais (ex.: pnis, nus e vulva). Podem aparecer ndulos (caroos ou nguas) na virilha.

    Diagnstico e tratamento

    Ao se observar qualquer sinal e sintoma de cancro mole, a recomendao procurar um servio de sade. O tratamento dever ser prescrito pelo profissionalde sade.

    Ano: 2015 Banca: AOCP rgo: FUNDASUS Prova: Tcnico de Enfermagem

    9. Um paciente procurou o servio de sade com queixa de lcera genital,possivelmente oriunda de uma doena sexualmente transmissvel (DST).Qual das alternativas a seguir condiz com este quadro?

    a) Candidase.b) Cervicite.c) Tricomonase.d) Infeco por clamdia.e) Cancro mole.

  • 14

    Ano: 2016 Banca: CESPE rgo: TCE-PA Prova: Auditor de Controle Externo - rea Administrativa - Enfermagem

    10. Acerca da sade sexual e reprodutiva da mulher, julgue o itemsubsequente.

    A sfilis ou cancro duro, doena infectocontagiosa sistmica causada peloTreponema pallidum, transmissvel por relao sexual (vaginal, anal e oral), portransfuso de sangue contaminado e por via transplacentria.

    a) Certob) Errado

    VIII DONOVANOSE

    O que

    Doena crnica progressiva, causada pela bactria Klebsiella granulomatis.Acomete preferencialmente a pele e mucosas das regies da genitlia, da virilha edo nus. Causa lceras e destri a pele infectada. pouco frequente, ocorrendona maioria das vezes em climas tropicais e subtropicais.

  • 15

    Formas de contgio

    A transmisso ocorre pelo sexo desprotegido com uma pessoa infectada. Porisso, recomenda-se sempre o uso da camisinha masculina ou feminina.

    Sinais e sintomas

    Aps o contgio, aparece uma leso que se transforma em ferida ou caroovermelho. No di e no tem ngua. A ferida vermelha sangra fcil, pode atingir grandes reas e comprometer apele ao redor, facilitando a infeco por outras bactrias.

    Diagnstico e tratamento

    Na presena de qualquer sinal ou sintoma dessas IST, recomenda-se procurarum servio de sade para o diagnstico correto e indicao do tratamento comantibitico adeq

Recommended

View more >