issn 1980-3958 264 dezembro, 2014 abelhas nativas sem ...ainfo. o estudo das abelhas nativas sem

Download ISSN 1980-3958 264 Dezembro, 2014 Abelhas nativas sem ...ainfo. O estudo das abelhas nativas sem

Post on 10-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ISSN 1980-3958Dezembro, 2014 264

    Abelhas nativas sem ferro (Meliponini)e servios de polinizao em espcies florestais

  • Documentos 264

    Embrapa Florestas

    Colombo, PR

    2014

    ISSN 1980-3958

    Dezembro, 2014

    Empresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaEmbrapa FlorestasMinistrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento

    Guilherme Schnell e SchhliAntnio Maciel Botelho Machado

    Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestais

  • Embrapa 2014

    Embrapa FlorestasEstrada da Ribeira, Km 111, Guaraituba, 83411-000, Colombo, PR - BrasilCaixa Postal: 319Fone/Fax: (41) 3675-5600www.embrapa.br/florestaswww.embrapa.br/fale-conosco/sac/

    Comit de Publicaes da UnidadePresidente: Patrcia Pvoa de MattosSecretria-Executiva: Elisabete Marques Oaida Membros: Alvaro Figueredo dos Santos, Claudia Maria Branco de Freitas Maia, Elenice Fritzsons, Guilherme Schnell e Schuhli, Jorge Ribaski, Luis Claudio Maranho Froufe, Maria Izabel Radomski, Susete do Rocio Chiarello Penteado

    Superviso editorial: Patrcia Pvoa de MattosReviso de texto: Patrcia Pvoa de Mattos Normalizao bibliogrfica: Francisca Rasche Editorao eletrnica: Rafaele Crisostomo PereiraFicha catalogrfica: Elizabeth D. Roskamp Cmara

    1a edioVerso eletrnica (2014)

    Todos os direitos reservadosA reproduo no-autorizada desta publicao, no todo ou em parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei no 9.610).

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)Embrapa Florestas

    Schhli, Guilherme Schnell e. Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestais [recurso eletrnico] / Guilherme Schnell e Schhli e Antnio Maciel Botelho Machado. - Dados eletrnicos. - Colombo : Embrapa Florestas, 2014. 31 p. - (Documentos / Embrapa Florestas, ISSN 1980-3958 ; 264)

    Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader. Modo de acesso: World Wide Web. Ttulo da pgina da web (acesso em: 09 maro 2015).

    1. Abelha brasileira. 2. Abelha indgena. 3. Apidae. 3. Espcie arbrea. 4. Polinizao. I. Machado, Antnio Maciel Botelho. II. Ttulo. III. Srie.

    CDD 595.799 (21. ed.)

  • Autores

    Guilherme Schnell e SchhliBilogo, Doutor, Pesquisador da Embrapa Florestas, guilherme.schuhli@embrapa.br

    Antnio Maciel Botelho MachadoEngenheiro-agronmo, Doutor, Pesquisador da Embrapa Florestasmaciel.machado@embrapa.br

  • Apresentao

    O estudo de insetos no desenvolvimento da produo florestal tradicionalmente enfoca as pragas florestais. Mensuraes de danos e estratgias de controle so eixos centrais da entomologia florestal. Em grande parte, pouca ateno foi dedicada aos insetos como elementos de tecnologia para a produo florestal.

    O estudo das abelhas nativas sem ferro e de outros insetos envolvidos no servio de polinizao emerge como resultado de novas reas de desenvolvimento no estudo das florestas, em grande parte proveniente da agroecologia, ecologia aplicada e gentica. O impressionante papel destas abelhas na manuteno da sade gentica das sementes e nos prprios ndices de produo de sementes florestais faz com que o estudo destes insetos seja estratgico para uma instituio com tradio em pesquisa florestal.

    A Embrapa considera fundamental conhecer a biodiversidade de espcies de abelhas nativas sem ferro para permitir sua conservao e uso. Esta posio promove competitividade ao setor florestal brasileiro e ao mesmo tempo presta um servio importante na preservao do valioso germoplasma

  • dos meliponini. Esta publicao pretende contribuir com um levantamento da interface entre abelhas nativas e polinizao florestal. O documento representa mais um comprometimento da instituio com a mudana de paradigma onde a entomologia florestal se desenvolve no mais como uma disciplina que se preocupa unicamente com o dano, mas, tambm, como um elemento de melhoria da qualidade e da produo utilizando o inseto como ferramenta tecnolgica.

    Sergio GaiadChefe de Pesquisa e Desenvolvimento

    Embrapa Florestas

  • Sumrio

    1. Existem espcies de abelhas que no tem ferro? ....... 9

    2. Estas abelhas so importantes para outro tipo de produo alm do mel? .............................................. 10

    3. Existem estudos qualitativos de aumento da produo com o uso de ANSF? ................................................. 12

    4. Qual a relao das abelhas Meliponini como polinizadoras com a produo de espcies arbreas? ..... 12

    5. Existem caractersticas nas ANSF que as tornam mais eficientes para polinizao florestal de que a abelha europia? ................................................................. 14

    6. Qual a dificuldade em operacionalizar estas abelhas em reas florestais? ........................................................ 17

    7. Que espcies so sugeridas como viveis para a polinizao por ANSF? ............................................... 18

    8. Como se encontram as populaes de ANSF no Brasil? ..................................................................... 22

    9. Quanto falta para desenvolver tcnicas de polinizao de espcies florestais com ANSF mantidas em caixas racionais? ................................................................. 23

    Referncias .............................................................. 23

  • Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestaisGuilherme Schnell e SchhliAntnio Maciel Botelho Machado

    1. Existem espcies de abelhas que no tem ferro?

    Sim, as abelhas nativas sem ferro (ANSF) so tambm conhecidas como Meliponini, melipondeos ou meliponneos porque, no que se refere classificao biolgica ou taxonomia, formam a tribo Meliponini pertencentes subfamlia Apinae, da famlia Apidae (MICHENER, 2007) (Figura1).

    Figura 1. Subfamlias de Apidae. As abelhas nativas sem ferro (Meliponini) posicionam-se como uma das tribos que compem a subfamlia Apinae (MICHENER, 2007).

  • 10 Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestais

    No Brasil, temos cerca de 240 espcies de meliponneos com quase 10% sendo utilizados para fins produtivos (CRANE, 1992). As espcies mais comuns de melipondeos para criao racional em caixas so: jata (Tetragonisca angustula), uruu (Melipona scutellaris), tiba (Melipona compressipes), jandara (Melipona subnitida), bor (Tetragona clavipes) e mandaaia (Melipona quadrifasciata) (INSTITUTO AMBIENTAL DO PARAN, 2009).

    2. Estas abelhas so importantes para outro tipo de produo alm do mel?

    As ANSF so tradicionalmente utilizadas por pequenos produtores, para a produo de subsistncia em mel. Em paralelo, observamos iniciativas de estudo para a utilizao destes insetos como substancial ferramenta de polinizao. O servio ambiental de polinizao oferece acrscimos diretos, advindos da biodiversidade na produo agrcola e, por isto, constitui um dos casos mais fortes de valorizao e gerenciamento de reas e recursos naturais (FAO, 2008). Por esta razo, de forma indireta, os melipondeos influenciam na produo agrcola e merecem maior ateno. Este potencial tem sido explorado em pequena escala, mas com muito sucesso. interessante mencionar, por exemplo, que espcies sul americanas de ANSF j so utilizadas para polinizao em estufas em outros pases h mais de dez anos (AMANO, 2004; KAKUTANI et al., 1993).

    O emprego especfico de colnias para fins de polinizao conhecido desde civilizaes antigas como os Maias e praticado desde tempos pr-colombianos (AYALA et al., 2013; SLAA et al., 2006). Na agricultura atual, o papel das ANSF na polinizao de espcies cultivadas notvel. So mais de 18 espcies de cultivo efetivamente polinizadas por Meliponini (SLAA et al.,

  • 11Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestais

    2006). Esta crescente importncia tem feito com que muitas espcies sejam usadas em plantios e estufas para aumento da produo em termos de qualidade e quantidade de frutos e sementes. Este servio ainda largamente explorado com abelhas europeias do gnero Apis (SLAA et al., 2006). No entanto, a dificuldade de manejo da abelha europia e sua inviabilidade em ambientes urbanos tm despertado maior interesse pelos Meliponini (HEARD, 1999; RINDFLEISCH, 1980; ROUBIK, 1995; SOMMEIJER; RUIJTER, 1999). Tambm contribuem para o aumento do interesse em ANSF, os problemas de sanidade que, atualmente, diminuem severamente as populaes da Apis melifera, como observados com o caro Varroa destructor e o fungo Nosoma ceranae.

    Diversos cultivos, em diferentes regies do globo, tm experimentado com sucesso tcnicas de polinizao com espcies de ANSF. O uso de abelhas da tribo Meliponini foi eficiente para melhorar a produo em estufas de morangos (KAKUTANI et al., 1993), pimentas, pimentes (CRUZ et al., 2004; SILVA et al., 2004a; 2004b), pepinos, berinjelas (AMANO, 2004) e tomate (CAUICH et al., 2004; DEL SARTO et al., 2005). Nestas condies de estufa, o emprego da abelha europia seria invivel, por sua agressividade e, principalmente, porque muitos destes cultivos dependem de polinizao por vibrao, habilidade que a abelha europia A. mellifera no possui (CAUICH et al., 2004; DANKA; RINDERER, 1986).

    Este crescente desenvolvimento do uso de ANSF para a polinizao manifesta-se tambm no Brasil, onde a grande diversidade de espcies utilizada para a polinizao de vrias culturas, como urucum, chuchu, camu-camu, carambola, coco e manga (DRUMOND, 2004).

  • 12 Abelhas nativas sem ferro (Meliponini) e servios de polinizao em espcies florestais

    3. Existem estudos qualitativos de aumento da produo com o uso de ANSF?

    Sim. Um exemplo prtico de como as ANSF podem influenciar a produo de uma espcie pode ser visto em plantios de caf no Panam (ROUBIK, 2002a; 2002b) e Costa Rica (ROUBIK, 2004). O caf um

View more >