introducao apometria

Download Introducao Apometria

Post on 21-Oct-2015

33 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Apometria

    Grupo Esprita So Judas Tadeu16 de setembro de 2009

  • Hipnometria

    1965, Hospital Esprita de Porto AlegreLuiz Rodrigues, Porto RiquenhoDesdobramento do paciente para

    atendimento pela equipe mdica espiritual

  • Alm da Medida Dr. Jos Lacerda

    Estudo da HipnometriaEsprita, mdico e estudioso de Fsica,

    Qumica e MatemticaOrganizou um conjunto de tcnicas e

    procedimentos psquicosDo grego, APO = alm de e METRON =

    medida.

  • Apometria Tcnica anmico-medinica

    O fenmeno anmico parte fundamental da fenomenologia esprita, sendo uma propriedade da alma (esprito encarnado).

    Uso disciplinado das energias da mente. Energias magnticas em conjunto com o mediunismo bem orientado.

    Disponibiliza e direciona energias mentais e vitais do dirigente e demais componentes do grupo.

    Faz uso e dinamiza as capacidade medinicas (mediunidades) do grupo durante os atendimentos.

  • Apometria

    Para o trabalho apomtrico: Fundamental a equipe espiritual Preparo dos mdiuns, seja moral ou intelectual

    Foi necessrio conhecimento em Fsica Quntica ficar disponvel para os Homens Atua sobre as partculas subatmicas (partculas do

    plano astral), que apresentam uma vibrao muito maior que as partculas atmicas.

  • Por que?

    O que imutvel no Espiritismo so seus fundamentos filosficos e seus princpios ticos-morais, hauridos de Jesus de Nazar e do Esprito Verdade. Seu aspecto cientfico, consoante as palavras de seu codificador, dinmico e mutvel como mutvel e dinmica a cincia.

  • Por que? Tcnica eficaz no tratamento de obsesses complexas

    Uso de aparelhos parasitas, os quais atuam no duplo etrico Arquepadias (magias do passado remoto)

    as enfermidades psicossomticas nascidas de desarmonias do corpo astral so de difcil ou impossvel cura pela teraputica disposio da Medicina clssica e de resultados, frequentemente, tbios, quando tratados em sesses medinicas tradicionais.

  • Como? Tcnica de desdobramento espiritual, operado pelo

    comando da mente. Desdobra-se o paciente Desdobram-se os mdiuns com diferentes tipos de

    mediunidade, para ajudar a equipe espiritual e transmitir para os demais informaes relevantes.

    Apoiada no desdobramento espiritual (bilocao). Separao do corpo astral e/ou mental do corpo fsico.

    Equao bsica da Apometria: = K x Z K a energia do Espao (cosmos, fluido universal) Z (zeta) a energia (fluido) animal dos mdiuns (ectoplasma) O sentido da energia definido pela vontade

    (mente/pensamento) dos mdiuns.

  • Como? Intenso uso de tcnicas de regresso de memria

    Diferente da TVP, pois muitas vezes o paciente no vivencia nem percebe a regresso.

    Com o objetivo de identificar os problemas de vidas passadas que esto causando problemas na vida atual.

    Despolarizao dos Estmulos da Memria Atravs de fora magntica, removem-se as ligaes, ou

    acessos (circuitos), s memrias, reduzindo ou at eliminando a carga emocional destas, evitando o desencadeamento de emoes nocivas que causam desequilbrio.

  • O Homem Setenrio A adoo da constituio do agregado humano

    como setenrio em nada contraria Kardec. Apenas amplia e melhor explica o conceito de perisprito.

    De acordo com a concepo setenria, o Homem-Esprito compe-se de dois estratos distintos: a Trade Divina, constituda do Eu Crstico, e o Quaternrio Inferior, ligado personalidade e mutvel como ela.

  • O Homem Setenrio

    CorposEspirituais

    CorposMateriais

    tmicoBdicoMental SuperiorMental InferiorAstral

    EtricoSomtico

    Eu Trade DivinaIndividualidade

    (Ternrio Superior)

    EGO Quaternrio InferiorPersonalidade

  • O Homem Setenrio Corpo Somtico: percepo do mundo fsico Corpo Etrico: sade energtica. Ectoplasma Corpo Astral: emoes, sentimentos Corpo Mental: intelectualidade concreto e

    abstrato. As projees deste corpo formam a aura

    Corpo Bdico: armazenamento das vivncias. Moral

    Corpo tmico: esprito puro

  • As 13 leis da Apometria

    Estudo baseado em metodologia cientfica, est embasado em leis que trazem as bases para as prticas aplicadas durante os procedimentos (atendimentos) apomtricos.

  • As 13 leis da Apometria

    1 Lei: Lei do Desdobramento Espiritual a lei bsica da Apometria. Versa sobre a capacidade de induo do

    desdobramento dos corpos astral e/ou mental atravs de pulsos energticos.

    2 Lei: Lei do Acoplamento Fsico Versa sobre a capacidade de induo do

    acoplamento (retorno) do corpo desdobrado, tambm atravs de pulsos energticos.

  • As 13 leis da Apometria 3 Lei: Lei da Ao Distncia pelo Esprito

    Desdobrado Versa sobre a capacidade de mdiuns de

    desdobramento se deslocarem no plano astral ou terem suas percepes aguadas por pulsos energticos.

    4 Lei: Lei da Formao dos Campos de Fora Versa sobre a criao de campos de fora

    magnticos para proteo ou conteno atravs do direcionamento de pulsos energticos.

  • As 13 leis da Apometria 5 Lei: Lei da Revitalizao dos Mdiuns

    Versa sobre a capacidade de transferncia de energia vital (ectoplasma) para os mdiuns em trabalho, a fim de recarreg-los atravs de pulsos energticos.

    6 Lei: Lei da Conduo do Esprito Desdobrado, de Paciente Encarnado, para os Planos Mais Altos, em Hospitais do Astral Versa sobre a necessidade de assepsia do corpo

    desdobrado do paciente atravs da ajuda dos pulsos energticos.

  • As 13 leis da Apometria 7 Lei: Lei da Ao dos Espritos Desencarnados

    Socorristas sobre os Pacientes Desdobrados Versa sobre a maior facilidade e eficincia da ao dos espritos

    socorristas sobre o corpo desdobrado do paciente. 8 Lei: Lei do Ajustamento de Sintonia Vibratria dos

    Espritos Desencarnados com o Mdium ou com Outros Espritos Desencarnados, ou de Ajustamento da Sintonia Destes com o Ambiente para Onde, Momentaneamente, Forem Enviados Versa sobre a induo da sintonia temporria com o padro

    vibratrio dos espritos ou locais atravs de pulsos energticos.

  • As 13 leis da Apometria

    9 Lei: Lei do Deslocamento de um Esprito no Espao e no Tempo Versa sobre a regresso de memria induzida com a

    ajuda de pulsos energticos. 10 Lei: Lei da Dissociao do Espao-Tempo

    Versa sobre a projeo do esprito desencarnado ao futuro previsto caso este continue na prtica do mal, para que ele possa sentir, de uma nica vez, todo o peso do karma adquirido.

  • As 13 leis da Apometria 11 Lei: Lei da Ao Telrica sobre os Espritos

    Desencarnados que Evitam a Reencarnao Versa sobre a ao magntica (atrao) que a Terra exerce

    sobre espritos que intencionalmente evitam a reencarnao. Esta fora causa degradao do corpo astral e atrai o esprito

    cada vez mais ao interior da Terra 12 Lei: Lei do Choque do Tempo

    Versa sobre o impacto que a regresso de memria (viagem no tempo) pode causar ao esprito desencarnado quando este no est sob a proteo energtica na energia anmica de um mdium.

  • As 13 leis da Apometria 13 Lei: Lei da Influncia dos Espritos

    Desencarnados, em Sofrimento, Vivendo Ainda no Passado, Sobre o Presente dos Doentes Obsidiados Versa sobre a influncia malfica que os espritos em

    sofrimento no passado de um obsedado exercem sobre ele.

    necessrio resolver todas as pendncias do passado para se obter a plena cura dos processos de obsesso.

  • Consideraes

    Vem para mudar o papel do mdium nos trabalhos Deixam a antiga postura passiva e passam a

    trabalhar ativamente, em processo de parceria com a espiritualidade.

    Apometria sem o Evangelho de Jesus feitiaria. necessrio o amor nos trabalhos pois o maior

    dnamo de energias.

  • Saiba mais... Esprito / Matria Novos horizontes para a

    Medicina, Jos Lacerda de Azevedo Coleo Andr Luiz A Vida no Mundo

    Espiritual Tambores de Angola, Aruanda, Legio,

    Senhores da Escurido, Medicina da Alma, Alm da Matria, Conscincia, Corpo Fechado Livros de Robson Pinheiro

    Diversidade dos Carismas, Hermnio Correia de Miranda

    Slide 1Slide 2Slide 3Slide 4Slide 5Slide 6Slide 7Slide 8Slide 9Slide 10Slide 11Slide 12Slide 13Slide 14Slide 15Slide 16Slide 17Slide 18Slide 19Slide 20Slide 21Slide 22