intervencao ebook

Download Intervencao Ebook

Post on 06-Jun-2015

291 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Imba - Intervencao do Cotidiano

TRANSCRIPT

Intervenes Cotidianas Visessobreaintegraodos mundosonlineeoffline, produzidaspelosalunosdo IMBAemPlanejamento EstratgicoeMarketing Interativo Realizao: IGROUP FIT

1

ndiceComoleresteebook ..........................................................4 AnselmoCassianoTeixeiraAlvesNewHampshire (EUA)........................................................................................9 CarlosEduardoMartinsdeOliveiraSoPaulo(SP) ................................................................................................. 18 CristianedeOliveiraSoPaulo(SP) ....................... 22 DanielOggeroJordoBraslia(DF)......................... 24 DanielaManoleSoPaulo(SP) ................................. 27 DanilaInsGoulartSoPaulo(SP).......................... 30 LucianaPintoBandeiraSantosBatistaSoPaulo (SP) ........................................................................................ 33 LuisDavidZambranaBenthinSoPaulo(SP) ..... 39 MatheusTeobaldoFerreiraSoPaulo(SP).......... 44 MicheleVilarinhoPatriciBraslia(DF).................. 48 FhabyodeOliveiraMatesickCuritiba(PR) .......... 50 FelipeEstevesFoitinhoSoPaulo(SP) .................. 52 FernandaMingoranciSoPaulo(SP) ..................... 57 GabrielSilvestreCabolaSoJosdoRioPreto(SP) ................................................................................................. 61 IngridSantosFreitasSoPaulo(SP)....................... 64 JliaMattosSerejoBraslia(DF) .............................. 67 JulianneFormighieriFontouraCuritiba(PR)...... 70

2

JulianoAmadeuSoPaulo(SP) ................................ 77 LucianaPintoBandeiraSantosBatistaSoPaulo (SP) ........................................................................................ 80 MatheusTeobaldoFerreiraSoPaulo(SP).......... 91 MicheleVilarinhoPatriciBraslia(DF).................. 95 PatrciadeCastroMinieriFerreiraBraslia(DF)97 PaulaReginaBalestrimSoPaulo(SP)................101 RafaelFerrazdeCamposSalvador(BA) ..............106 RegisAmaralSilveiraBraslia(DF).......................109 RenataBenignaGonalvesSoPaulo(SP)..........111 RobertoSimesBarbeiroFilhoSoPaulo(SP) .115 RodrigoVieiraMottaFreitasdeOliveiraSoPaulo (SP) ......................................................................................118 TatianneGonalvesdosSantosSoPaulo(SP) .121 ThiagoVieiradeAbreuBiazettoCuritiba(PR) .124 VernicaMariaMessaggiKraemerSoPaulo(SP) ...............................................................................................127 VivianeDaninBraslia(DF) .....................................130

3

ComoleresteebookEste E-Book uma coletnea de artigos escritos por alguns dos alunos do I-MBA em Planejamento Estratgico e Marketing Interativo, realizado pelo I-Group e pela FIT (Faculdade Impacta de Tecnologia). Este conjunto de artigos refere-se cadeira de Mdia Online, onde se abordou desde conceitos at etapas do planejamento. E, aliando teoria prtica, fica evidente algumas das deficincias e de pontos fortes desse meio. Com um corpo de alunos/ autores que soma experincias nos mais diversos cantos do pas e do mundo, com vises construdas a partir do seu prprio tempo de mercado e, claro, das suas vises individuais de mundo, este E-Book pode ser considerado como a viso do mercado sobre o mercado. Tema tratado nesta coletnea: Quando o mercado Web comeou a se profissionalizar, criou-se uma diviso entre reas online e offline - tanto em agncias quanto em clientes. Hoje, no entanto, esta diviso tem sido posta em cheque: busca-se impactar o consumidor onde quer que ele esteja - online ou offline. Este conceito converge aes mobile, eventos, web e mesmo a mdia mais tradicional - e, como acontece em qualquer momento de quebra de paradigmas, traz novas oportunidades e ameaas para todos os tipos de empresa. Na sua opinio, como uma agncia deve se trabalhar esta demanda junto a seus clientes? Como isso deve afetar os seus planejamentos No que isso altera a forma de se fazer preparar para E os clientes? de marketing? comunicao?

4

Ana Flvia Resende de Oliveira BeloHorizonte(MG)Unir campanhas online e offline pode se tornar uma arte. Integrar as aes, linguagens e mensurao de resultados de dois meios to diferentes pode dar muito trabalho se no houver grande entendimento das diferenas e necessidades de cada um. Uma agncia tradicionalmente offline, que deseje criar um ncleo online para integrar suas campanhas precisa se amparar de profissionais que conheam o meio online. necessrio que os profissionais do novo ncleo tenham conhecimento profundo das linguagens, ferramentas e tecnologias especficas de quem lida com a comunicao online. O mesmo serve para agncias tradicionalmente online, que desejam se aventurar pela comunicao offline. Apesar de ambas serem especializadas em entender a necessidade do cliente e atingir seu pblico, os processos, a dinmica e metodologia de trabalho so bastante diferentes. Se integrar os meios de comunicao uma tendncia inevitvel, que seja feita da melhor forma. Entender as particularidades de cada meio fundamental para que a campanha sensibilize o pblico de forma adequada, conforme o meio em que for atingido. Outro ponto a se considerar neste mtuo entendimento o que ser defendido junto aos clientes. Toda campanha tem em seus planos de mdia, a defesa dos meios e veculos a serem usados. Dessa forma, como defender algo que no se conhece ou que se conhece pouco? O cliente, por sua vez, montado ncleo web ter uma rea focada em anunciar e acompanhar os resultados deste meio com mais eficcia e entendimento.

5

Assim como acontece no ncleo de publicidade de uma empresa, os profissionais que cuidaro do marketing digital precisam entendem o que a agncia oferece e aceitar ou no com base em seu conhecimento e experincia em campanhas online. Em uma empresa, a convivncia das duas reas deve ser de ajuda mtua e no de competio. Os dois meios devem se complementar, mesmo que tenham estratgias especficas, o objetivo da campanha deve ser avaliado e pensado mutuamente, para que cada um defina suas mtricas e metas individuais. Tanto para agncia quanto para cliente, necessrio compreender os processos e o tempo de cada etapa para que as campanhas online e offline fiquem prontas nas datas necessrias para cada meio, ou, se essa for a necessidade, que fiquem prontas na mesma data. O cronograma da campanha como um todo deve ser pensando em conjunto e alinhado s necessidades de cada meio, j que, por exemplo, o tempo de execuo de uma pea online pode ser bastante inferior ao tempo de uma pea offline. Alm de uma boa diviso dos tempos, fundamental que o conceito da geral da campanha esteja bem entendido e devidamente aplicado a cada meio. Um vdeo para TV geralmente no dar o mesmo resultado se for divulgado na Internet. A linguagem diferente, as ferramentas de efeitos, as aes permitidas em cada pea so diferentes, assim como os resultados gerados. Uma campanha online pode ou no seguir a linguagem visual da campanha offline. O importante que todas as aes interajam com as outras de forma equilibrada, mas aproveitando ao mximo o potencial individual de cada pea/veculo.

6

Um exemplo simples dessa interao quando uma pea offline divulga o endereo especfico da ao online para a campanha, e no o site geral da empresa. So aes simples, mas que podem gerar bons resultados. Contudo, antes que se pense em trabalhar de forma integrada, necessrio pensar em destinar verba para campanhas online j no planejamento geral de mdia. Muitos clientes usam o que sobra da verba de comunicao para utilizar no meio online. Ou ento, tiram uma parte da verba j destinada para campanhas offline e utilizam em alguns anncios online de uma campanha entre as vrias que faz do ano. Apesar do investimento em mdia online no ser to grande quanto em mdia offline, necessrio se pensar estratgias e aes especficas, bem elaboradas e estudadas para cada campanha. Tendo uma verba pr-determinada, possvel conseguir boas negociaes com os veculos. Uma campanha online que surja do dia para a noite, que no seja bem planejada e negociada corre o risco trazer pouco ou nenhum resultado, assim como a offline. Por falta de conhecimento, muitos clientes entendem como mdia o que j consolidado no mercado, ou seja, as mdias tradicionais: TV, Outdoor, Rdio, Jornal e Revista. Muitos clientes e agncias encaram banners, links patrocinados, redes sociais e outras aes online como simples aes de Internet e no como mdia. Essa separao o grande erro de ambos. Pensar em convergncia das mdias requer, necessariamente, a incluso dos meios online nos planejamentos de comunicao geral da empresa. E isso vale tambm para as agncias ou empresas que no desejem ter um ncleo de mdia online em sua estrutura. Nesses casos, fundamental criar parcerias ou contratar

7

agncias especializadas, que possam pensar estrategicamente e oferecer as solues mais adequadas para esse meio. Outro ponto crucial em se pensar a convergncia das mdias considerar as novas oportunidades que surgem com o avano da tecnologia: TV digital, celulares altamente interativos com uso de TV digital, e-mail, internet, aes mobile. Tudo isso colabora para que as campanhas sejam pensadas estrategicamente para atingir o pblico em qualquer lugar, nos momentos mais propcios. Um motorista pode perfeitamente enviar uma mensagem SMS aps ouvir um anncio no rdio de se seu carro, enquanto est parado no sinal. Os visitantes de uma feira podem receber em seu celular uma mensagem enviada por Bluetooth, informando sobre um stand ou uma atividade especial dessa feira. importante considerar que os resultados de aes integradas podem ser superiores aos de uma ao isolada e sem interao. Pensar comunicao deve ser pensar nas vrias formas de mdia e as tantas possibilidades de interao entre elas. A realidade que a cada dia mais pessoas passam a maior parte do tempo conectadas: seja travs de notebooks, celulares simples ou com TV Digital, Smartphones. No im