instrues para atendimento - enesurdocegueira todos os recursos permitidos a deficientes auditivos...

Download INSTRUES PARA ATENDIMENTO   - ENESurdocegueira Todos os recursos permitidos a Deficientes Auditivos e Deficientes Visuais. Instrues para Atendimento Diferenciado 4

Post on 06-Feb-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Dia Provas Durao*

    03/11/2012 (sbado) ..................... Cincias Humanas e suas Tecnologias e Cincias da Natureza e suas Tecnologias ........................................ 4h30

    04/11/2012 (domingo)................... Linguagens, Cdigos e suas Tecnologias, Redao e Matemtica e suas Tecnologias ................................... 5h30

    * Os participantes com atendimento diferenciado tero direito a 1 (uma) hora adicional, exceto nos seguintes casos: lactantes, gestantes, idosos e sabatistas (desde que no possua alguma deficincia, sndromes ou transtornos). (O tempo adicional no est contemplado no horrio apresentado acima.)

    INSTRUES PARA ATENDIMENTO DIFERENCIADO

    Em todas as salas para atendimento diferenciado atuaro tambm Chefes de Sala. No entanto, os Aplicadores Especiais no podero ser substitudos pelos Chefes de Sala ou pelos Aplicadores convencionais, a no ser que estes possuam o treinamento, a formao profissional e a experincia exigida para o atendimento diferenciado.

    importante que os Chefes de Sala que atuaro em tais salas tenham devida cincia desse conjunto de instrues. Esses aplicadores devero seguir todas as orientaes do Manual do Chefe de Sala e do Aplicador, que devero ser adaptadas quanto ao horrio de trmino das provas para situaes com tempo adicional, acrescentando-se 1 hora, e quanto ao horrio de retirada da etiqueta do marcador de tempo restante de prova, iniciando-se a retirada da etiqueta s 14h30min (horrio oficial de Braslia/DF).

    Nas salas para o atendimento especfico (sabatistas) atuaro apenas Chefes de Sala e Aplicadores convencionais, salvo naquelas em que houver participantes sabatistas que tambm devero receber atendimento diferenciado.

    CHEFE DE SALA o responsvel pelo processo de aplicao em sala. Atribuies

    Registrar as ocorrncias na Ata de sala;

    receber as provas (cadernos de questes) e acompanhar as mesmas em sala, juntamente com o(s) aplicador(es);

    fazer a distribuio das provas em sala, no horrio predeterminado, juntamente com o(s) aplicador(es);

    preencher a Lista de Presena/Ata de Sala;

    fazer a identificao dos participantes, mesa por mesa, coletando a assinatura na lista de presena e preenchendo o requerimento de tempo adicional na declarao de atendimento diferenciado;

    dar os avisos verbais necessrios aos participantes;

    circular pela sala observando se os preenchimentos obrigatrios dos participantes esto sendo realizados; (cor da prova, transcrio da frase, assinatura nos campos obrigatrios: carto-resposta, folha de redao e de rascunho e lista de presena);

    vistoriar todo o material permitido a ser utilizado pelo participante com atendimento diferenciado deferido;

    preencher o campo Para uso exclusivo do chefe de sala constante no carto-resposta e declarao de atendimento diferenciado, e

    auxiliar cada participantes no preenchimento da declarao de atendimento diferenciado ao termino de suas provas.

    APLICADOR ESPECIAL o aplicador habilitado para aplicao das provas para os participantes que solicitaram atendimento diferenciado. Esta funo compreende as atribuies do ledor, intrprete de libras, guia-intrprete de surdocegos e o transcritor.

    Atribuies:

    verificar o tipo de atendimento a ser realizado e dispor o mobilirio da sala de acordo com a solicitao do participante;

    verificar as rotas mais prximas para banheiros e bebedouros;

    verificar se nessas rotas existem obstculos a serem removidos e/ou sinalizados;

    vistoriar todo material permitido a ser utilizado pelo participante com atendimento diferenciado deferido;

    recepcionar e identificar os participantes;

    aplicar a prova; e

    observar se os preenchimentos obrigatrios dos participantes esto sendo realizados: cor da prova, transcrio da frase, assinatura nos campos obrigatrios: carto-resposta, folha de redao e de rascunho e lista de presena.

    Devero:

    guardar, obrigatoriamente, no envelope porta-objetos fornecido pelo Consrcio, os aparelhos eletrnicos, inclusive, os celulares. Somente a equipe de coordenao deve portar seus telefones celulares;

    assinar o Termo de Compromisso sobre Confidencialidade e Frequncia, conforme forem chegando.

    vedado durante a aplicao das provas: ler provas, jornais e revistas; conversar com os participantes, inclusive, no trajeto ao banheiro; sair do ambiente de prova. Caso o colaborador saia, por qualquer pretexto, no ser permitido o seu retorno.

    Os Aplicadores devero comportar-se sempre com muita educao e polidez e tratar os participantes de forma isonmica.

  • Instrues para Atendimento Diferenciado

    2

    ATENDIMENTO/SITUAO DESCRIO

    Auxlio Ledor Servio especializado de leitura da prova para pessoas com deficincia visual, deficincia fsica, deficincia intelectual, autismo, dficit de ateno ou dislexia.

    Auxlio para transcrio Servio especializado de preenchimento das provas objetivas e da redao para participantes impossibilitados de escrever ou de preencher o carto-resposta.

    Intrprete Libras

    Profissional habilitado para mediar a comunicao entre surdos e ouvintes e, no ato da prova, esclarecer dvidas dos participantes que se comunicam por Libras (Lngua Brasileira de Sinais) ou Leitura Labial na compreenso de palavras, expresses e oraes escritas em Lngua Portuguesa.

    Tem direito ao uso de dicionrios.

    Leitura Labial

    Servio de apoio s pessoas com deficincia auditiva que no se comunicam por Libras na compreenso de palavras, expresses e oraes escritas em Lngua Portuguesa.

    Tem direito ao uso de dicionrios.

    Guia-intrprete Profissional especializado em formas de comunicao e tcnicas de traduo, interpretao e guia para mediar a interao entre os participantes com surdocegueira, a prova e os demais envolvidos na aplicao do Exame.

    Sala de fcil acesso

    Local de prova provido de acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida, conforme NBR 9050/2004.

    Esta sala deve possuir:

    rota de acesso sem obstculos: corredores de no mnimo 1,20 m de largura, com rampas ou elevadores amplos (para as pessoas em cadeiras de rodas ou com muletas), escadas com corrimo duplo (para os deficientes visuais);

    porta com porta de no mnimo 80 cm de largura, sem degraus superiores a 1,5 cm;

    mobilirio condizente com a necessidade especial do participante;

    espao suficiente para garantir, entre as mesas, livre trnsito (corredor) e a rotao das cadeiras de rodas, mantendo uma distncia de pelo menos 1,20 m entre as mesas ( frente, atrs e aos lados);

    boas condies de controle de iluminao e ventilao;

    proximidade com os banheiros adaptados.

    Prova ampliada Prova impressa com fonte de tamanho 24 e com imagens ampliadas e outras adaptaes para facilitar a leitura por parte de pessoas com baixa viso.

    Prova em Braille Prova transcrita segundo um cdigo em relevo destinado a participantes cegos.

    Prova do Ledor

    Instrumento de apoio (adaptado) para a atuao do profissional Ledor que atender participantes com deficincia visual ou cegueira.

    (Ledores em atendimento a participantes com outras necessidades atuaro com provas comuns.)

    Sala para lactantes (amamentao)

    Locais custodiados por aplicadores reservados para a acomodao de crianas em fase de amamentao, acompanhadas de adultos indicados por responsveis.

    As salas devero apresentar condies adequadas para acolher as crianas.

    O adulto acompanhante dever obedecer s normas de sigilo e segurana definidas no Edital.

    Sala extra Sala reserva prevista para atender excepcionalidades. Por exemplo: acolher participantes com doena infecto-contagiosa.

    Classe hospitalar

    Ambiente em que, no interior das instituies hospitalares ou afins, os pacientes recebem formalmente aulas na condio de estudantes internados para tratamento de sade. No so caracterizados como estudantes em classe hospitalar pessoas que, na poca da prova, simplesmente estaro internadas para realizar partos, cirurgias ou tratamentos mdicos.

    Sala para sabatistas Salas de aplicao reservadas para os participantes sabatistas, no primeiro dia do Exame.

    SITUAO MATERIAL PREVISTO

    Baixa viso (sem Ledor e sem Transcritor)

    1 prova ampliada em macrotipo 24, e 1 prova comum por participante.

    Baixa viso (com Transcritor) 1 prova ampliada em macrotipo 24, e 1 prova comum por participante.

    Baixa viso (com Ledor) 3 provas comum (cor branca no 1 dia e cor cinza no 2dia, igual prova ledor).

    2 provas do Ledor (adaptadas), 1 para cada Ledor.

    Cegueira (com Ledor) 2 provas do Ledor (adaptadas), 1 para cada Ledor.

    Cegueira (com Braille) 1 prova em Braille para o participante

    2 provas do Ledor (adaptadas), uma para cada Ledor.

    Surdez (com Tradutor-Intrprete de Libras)

    1 prova comum por participante.

  • Instrues para Atendimento Diferenciado

    3

    SITUAO MATERIAL PREVISTO

    1 prova comum da mesma cor utilizada pelos participantes para os Tradutores e Intrpretes

    Surdez ou deficincia auditiva (com intrprete para a Leitura Labial)

    1 prova comum por participante.

    1 prova comum da mesma cor utilizada pelos participantes para os Tradutores e Intrpretes

    Surdocegueira 2 provas do Ledor (adaptadas).

    Deficiente fsico (com Transcritor) 1 prova comum por participante.

    (Se houver Ledores: 2 provas da mesma cor da prova do participante para os Ledores.)

    Deficiente fsico (sem auxlio) 1 prova comum por participante

    Deficiente intelectual (com auxlio) 1 prova comum para o participante.

    2 provas da mesma cor da prova do participante para os Ledores.

    Autismo (com auxlio) 1 prova comum para o participante.

    2 provas da mesma cor da prova do participan