Instalaes Prediais de Esgoto

Download Instalaes Prediais de Esgoto

Post on 09-Dec-2015

220 views

Category:

Documents

6 download

DESCRIPTION

...

TRANSCRIPT

  • Disciplina:

    Instalaes Hidrulicas

    Instalaes prediais de esgoto

    Prof. Ms. Jos Benedito Gianelli

    Filho

  • Nesta Unidade da Disciplina,

    tentaremos compreender a questo da

    problemtica envolvida nas instalaes

    prediais de coleta e encaminhamento

    de esgotos sanitrios, numa edificao.

  • Esgoto primrio:

    a parte da instalao predial na qual os gases e os animais tm acesso. Nela, esto alguns aparelhos e canalizaes que vm antes dos desconectores.

    Esgoto secundrio:

    a parte da instalao predial, a qual os gases e animais no tm acesso. So os aparelhos e as canalizaes que esto antes dos desconectores.

  • Componentes de um projeto de esgoto:

    Concepo

    Esta a parte mais importante quanto

    a questes de anlise geral da situao a

    resolver e a tomada de decises de projeto.

  • Nesta etapa, segue-se, geralmente, o seguinte roteiro de projeto:

    1 Identificao de todos os pontos na edificao por onde devero ser eliminados os dejetos sanitrios;

    2 Definio e posicionamento dos desconectores: sifes, caixassifonadas, ralos sifonados, caixas de inspeo,

    caixas retentoras de gordura, etc;

    3 Definio do sistema de ventilao;

    4 Posicionamento dos tubos de queda: do esgoto primrioou de gordura;

    5 Definio do acesso s tubulaes: para caixas de inspeo,poos de visita, caixas de gordura, tubulaes de insteo;

    6 Definio do destino do esgoto: se para coletor em rede pblicaou para tratamento e destino particular;

    7 Desenho fsico de toda a rede de coleta e destinao: rede

    primria e rede secundria.

  • Dimensionamento Critrios para dimensionamento Consiste em dimensionar os dimetros capazes de

    proporcionar a vazo necessria.

    Este dimensionamento das tubulaes visa permitir o rpido escoamento do esgoto, o que s pode ser conseguido se a rede tiver bons dimetros em seus dimensionamentos e, tambm, adequadas declividades para seu escoamento.

    Para dimensionamento deste tipo de rede, o mtodo sugerido por norma tcnica considera o critrio das Unidades Hunter de Contribuio (UHC).

    Uma Unidade Hunter de Contribuio corresponde a uma vazo de 28 litros por minuto.

  • Dimensionamento dos ramais de descarga:

    Para dimensionamento destes ramais, utilizamos duas tabelas a seguir apresentadas:

    Unidades Hunter de contribuio dos aparelhos sanitrios e dimetro nominal dos ramais de descarga

    e

    Unidade Hunter de Contribuio para dimetros

    (capacidade de suporte por dimetros)

  • Dimensionamento dos ramais de esgoto:

    Para dimensionamento destes ramais, somam-se as Unidades Hunter de Contribuio dos ramais de descarga que contribuem para o ramal de esgoto e recorre-se, ento, tabela a seguir para dimensionar o ramal de esgoto:

    Dimetro nominal do tubo Nmero de UHC 40 3

    50 6

    75 20

    100 160

    150 620

  • Dimensionamento dos Tubos de QuedaNa medida do possvel, devem ser mantidos na

    mesma linha vertical; porm, podero, eventualmente,

    conter desvios de trajetria (geralmente, se adotam

    dois desvios de 45; o ngulo de desvio deve ser

    menor que 90).

    Para o dimensionamento, adotamos a seguinte tabela:

    Dimetro do TQ Nmero mximo de UHC

    Prdios at Prdios com mais de

    3 pavimentos 3 pavimentos

    40 2 2

    50 10 8

    75 30 70

    100 240 500

    150 960 1900

  • Dimensionamento dos coletores e

    subcoletores: Para o dimensionamento dos coletores e

    dos subcoletores, utilizamos a seguinte tabela:

    Dimetro nominal Nmero mximo de UHC

    Declividade

    0,5% 1% 2% 4%

    100 xxxx 180 216 250

    150 xxxx 700 840 1000

    200 1400 1600 1920 2300

  • Dimensionamento dos ramais de ventilao:

    Para o dimensionamento dos ramais de ventilao, os

    dimetros necessrios so obtidos diretamente na tabela

    seguinte:

    Grupo de aparelhos Grupo de aparelhos

    sem vaso sanitrio com vaso sanitrio

    Nmero de UHC Dimetro Nmero de UHC Dimetro

    At 2 40 at 17 50

    3 a 12 40 18 a 60 75

    13 a 18 50 - -

    19 a 36 75 - -

  • Dimensionamento das colunas de ventilaoPara o dimensionamento das colunas de ventilao, os dimetros

    necessrios so obtidos diretamente na tabela seguinte:

    Dimetro Nmero Dimetro nominal mnimo da coluna de ventilao

    Nominal de UHC 30 40 50 60 75 100 150

    Comprimento mximo permitido em metros

    40 10 9 30

    50 20 8 15 46

    75 102 8 26 64 189

    100 530 6 15 46 177

    150 2900 6 23 183

    200 7600 5 43

  • Destino final do esgoto

    Quando coletado por rede pblica o esgoto deve ser conduzido

    para as Estaes de Tratamento de Esgotos (ETE).

    Quando isto no for possvel e para o caso de edificaes

    que s produzem esgotos do tipo domstico podem ser feitos

    projetos, construes e operaes de sistemas de

    tanques spticos desde que os efluentes finais tenham

    tratamento e disposio conforme determinados princpios

    de atendimento.

  • O esgoto domstico

    A reunio dos despejos provenientes do uso da gua para fins higinicos;

    Os esgotos domsticos contm enorme quantidade de bactrias. Algumas so

    patognicas, causando doenas;

    No esgoto h ainda bactrias que propiciam a transformao do esgoto.

  • Sem oxignio no h condies para a

    estabilizao da matria orgnica existente

    no esgoto.

    Essa avidez de oxignio, para atender ao

    metabolismo das bactrias e a

    transformao da matria orgnica, chama-

    se Demanda Bioqumica de Oxignio

    (DBO).

  • A DBO , assim, um ndice de concentrao

    de matria orgnica presente num volume de gua e,

    por consequncia, um indicativo dos seus efeitos

    de poluio.

    Portanto, quanto maior a poluio por esgoto,

    maior a quantidade de matria orgnica presente e

    maior ser a demanda de oxignio para

    estabilizar essa matria orgnica.

  • O processo de tratamentoComo j ficou estabelecido no incio, pretendemos dar um

    destino ao esgoto domstico de pequenos grupos habitacionais,

    residncias, prdios comerciais, hotis, quartis, escolas, etc.

    Neste caso, o destino ocorrer segundo o esquema seguinte:

    Edificao Tanque sptico Filtro anaerbico Vala de drenagem

    Vala de filtrao Vala de drenagem

    Sumidouro

  • www.cruzeirodosulvirtual.com.br

    Campus Liberdade

    R. Galvo Bueno, 868

    01506-000

    So Paulo SP Brasil

    Tel: (55 11) 3385-3000

    Obrigado e bons

    estudos!

Recommended

View more >