instalações hidráulicas aulas

Download Instalações Hidráulicas Aulas

Post on 01-Oct-2015

73 views

Category:

Documents

55 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Aulas de Instalações Hidráulicas

TRANSCRIPT

  • 04/09/2014

    1

    Instalaes Hidrulicas e Sanitrias:

    Norma pertinente:

    - NBR 5626:1998 Instalao predial de gua fria (ABNT,

    1998).

    -NBR 7198/1993 projeto e execuo de instalaes

    prediais de gua quente;

    -NBR 8160/1999 Instalao predial de esgoto sanitrio;

    -NBR 10844/1989 Instalaes prediais de guas pluviais;

    -NBR 13714/2000 Instalaes hidrulicas contra

    incndio, sob comando, por hidrantes e mangotinhos.

    Um projeto completo de instalaes hidrulicas

    compreende:

    - Plantas, cortes, vistas isomtricas, com

    dimensionamento e traado dos condutores;

    - Memorias descritivos, justificativas e de clculo;

    - Especificaes do material e normas para a sua

    aplicao;

    - Oramento, compreendendo o levantamento das

    quantidades e dos preos unitrios e global.

    Para a elaborao do projeto so indispensveis:

    - Plantas completas de arquitetura do prdio;

    - Entendimento com o autor do projeto arquitetonico;

    -Projeto estrutural;

    -Escala do projeto:

    - usual 1/50 podendo ser 1/100

    - detalhes 1/20 ou 1/25

    Terminologia

    gua fria: gua temperatura dada pelas condies do ambiente;

    gua potvel: gua que atende ao padro de potabilidade determinado pela Portaria n 1485/2011 do Ministrio da Sade;

    Alimentador predial: tubulao que liga a fonte de abastecimento a um reservatrio de gua de uso domstico;

    Terminologia

    Aparelho sanitrio: componente destinado ao uso da gua ou ao recebimento de dejetos lquidos e slidos. Incluem-se nessa definio aparelhos como bacias sanitrias, lavatrios, pias, lavadoras de roupa, lavadoras de prato, banheiras etc;

    Barrilete: tubulao que se origina no reservatrio e da qual derivam as colunas de distribuio, quando o tipo de abastecimento indireto. No caso de abastecimento direto, pode ser considerado como a tubulao diretamente ligada ao ramal predial ou diretamente ligada fonte de abastecimento particular;

  • 04/09/2014

    2

    Terminologia

    Caixa de descarga: Dispositivo colocado acima, aclopado ou integrado s bacias sanitrias ou mictrios, destinados reservao de gua para suas limpezas;

    Coluna de distribuio: tubulao derivada do barrilete e destinada a alimentar ramais;

    Consumo dirio: Valor mdio de gua consumida num perodo de 24 horas em decorrencia de todos os usos do edifcios no perodo;

    Terminologia

    Dimetro nominal (DN): nmero que serve para designar o dimetro de uma tubulao e que corresponde aos dimetros definidos nas normas especficas de cada produto;

    Dispositivo de preveno ao refluxo: componente, ou disposio construtiva, destinado a impedir o refluxo de gua em uma instalao predial de gua fria, ou desta para a fonte de abastecimento;

    Terminologia

    Duto: espao fechado projetado para acomodar tubulaes de gua e componentes em geral, construdo de tal forma que o acesso ao seu interior possa ser tanto ao longo de seu comprimento como em pontos especficos;

    Fonte de abastecimento: sistema destinado a fornecer gua para a instalao predial de gua fria. Pode ser a rede pblica da concessionria ou qualquer sistema particular de fornecimento de gua. No caso da rede pblica, considera-se que a fonte de abastecimento a extremidade jusante do ramal predial;

    Terminologia

    Instalao elevatria: sistema destinado a elevar a presso da gua em uma instalao predial de gua fria, quando a presso disponvel na fonte de abastecimento for insuficiente, para abastecimento do tipo direto, ou para suprimento do reservatrio elevado no caso de abastecimento do tipo indireto;

    Metal sanitrio: expresso usualmente empregada para designar peas de utilizao e outros componentes utilizados em banheiros, cozinhas e outros ambientes do gnero, fabricados em liga de cobre. Exemplos: torneiras, registros de presso e gaveta, misturadores, vlvulas de descarga, chuveiros e duchas, bicas de banheira;

    Terminologia

    Nvel de transbordamento: nvel do plano horizontal que passa pela borda do reservatrio, aparelho sanitrio ou outro componente. No caso de haver extravasor associado ao componente, o nvel aquele do plano horizontal que passa pelo nvel inferior do extravasor;

    Plstico sanitrio: expresso usualmente empregada para designar peas de utilizao e outros componentes utilizados em banheiros, cozinhas e outros ambientes do gnero, fabricados em material plstico. Exemplos: torneiras, registros de presso e gaveta, misturadores, vlvulas de descarga, chuveiros e duchas;

    Terminologia

    Ponto de utilizao da gua: extremidade jusante do sub-ramal a partir de onde a gua fria passa a ser considerada gua servida. Qualquer parte da instalao predial de gua fria, a montante desta extremidade, deve preservar as caractersticas da gua para o uso a que se destina;

    Presso de Servio: a presso mxima a que se pode submeter um tubo, conexo vlvulas, registro ou outro dispositivo, quando em uso;

  • 04/09/2014

    3

    Terminologia

    Ramal: tubulao derivada da coluna de distribuio e destinada a alimentar os sub-ramais;

    Ramal predial: tubulao compreendida entre a rede pblica de abastecimento de gua e a extremidade a montante do alimentador predial ou de rede predial de distribuio. O ponto onde termina o ramal predial deve ser definido pela concessionria;

    Terminologia

    Reservatrio inferior: reservatrio intercalado entre o alimentador e a instalao elevatria, destinado a reservar gua e a funcionar como poo de suco da instalao elevatria;

    Reservatrio superior: reservatrio ligado ao alimentador predial ou tubulao de recalque, destinado a alimentao a rede predial;

    Terminologia

    Rede predial de distribuio: conjunto de tubulaes constitudo de barriletes, colunas de distribuio, ramais e sub-ramais, ou de alguns destes elementos, destinado a levar gua aos pontos de utilizao;

    Refluxo de gua: escoamento de gua ou outros lquidos e substncias, proveniente de qualquer outra fonte, que no a fonte de abastecimento prevista, para o interior da tubulao destinada a conduzir gua desta fonte. Incluem-se, neste caso, a retrossifonagem, bem como outros tipos de refluxo como, por exemplo, aquele que se estabelece atravs do mecanismo de vasos comunicantes;

    Terminologia

    Registro de fechamento: componente instalado na tubulao e destinado a interromper a passagem da gua. Deve ser utilizado totalmente fechado ou totalmente aberto. Geralmente empregam-se registros de gaveta ou de esfera. Em ambos os casos, o registro deve apresentar seo de passagem da gua com rea igual da seo interna da tubulao onde est instalado;

    Registro de utilizao: componente instalado na tubulao e destinado a controlar a vazo da gua utilizada. Geralmente empregam-se registros de presso ou vlvula-globo em sub-ramais;

    Terminologia

    Retrossifonagem: refluxo de gua usada, proveniente de um reservatrio, aparelho sanitrio ou de qualquer outro recipiente, para o interior de uma tubulao, devido sua presso ser inferior atmosfrica;

    Separao atmosfrica: separao fsica (cujo meio preenchido por ar) entre o ponto de utilizao ou ponto de suprimento e o nvel de transbordamento do reservatrio, aparelho sanitrio ou outro componente associado ao ponto de utilizao;

    Terminologia

    Sub-ramal: tubulao que liga o ramal ao ponto de utilizao;

    Tubo de Ventilao: tubulao destinada entrada de ar em tubulaes para evitar subpresses nesses condutos;

    Tubulao de extravaso: tubulao destinada a escoar o eventual excesso de gua de reservatrios onde foi superado o nvel de transbordamento;

  • 04/09/2014

    4

    Terminologia

    Tubulao de limpeza: tubulao destinada ao esvaziamento do reservatrio para permitir sua limpeza e manuteno.

    Vlvula redutora de presso: valvula que mantm a jusante uma presso estabelecida, qualquer que seja a presso dinmica a montante;

    At a prxima aula

  • 04/09/2014

    1

    Sistema de distribuio direta.

    !

    Vantagens:

    * Garante a mellhor gua devido a taxa de cloro residual

    * Uso de vlvulas de descarga no compatvel

    Desvantagens:

    !

    Sistema de distribuio indireta sem bombeamento.

    " # $ %$ & ' '(

    % ! & % &

    '

    ) *+,-* . / % ! $

    ! # %'' '

    Sistema de distribuio indireta com bombeamento

    !

    !

    Sistema de distribuio misto.

    Local Taxa de ocupao

    Bancos Uma pessoa por 5,00 m2 de rea

    Escritrios Uma pessoa por 6,00 m2 de rea

    Pavimentos trreos Uma pessoa por 2,50 m2 de rea

    Lojas (pavimentos superiores) Uma pessoa por 5,00 m2 de rea

    Museus e bibliotecas Uma pessoa por 5,50 m2 de rea

    Salas de hotis Uma pessoa por 5,50 m2 de rea

    Restaurantes Uma pessoa por 1,40 m2 de rea

    Salas de operao (hospital) Oito pessoas

    Teatros, cinemas e auditrios Uma cadeira para cada 0,70 m2 de rea

    Taxa de ocupao para prdios pblicos ou comerciais

    2.0 - Dados para Projeto - Consumo dirio

  • 04/09/2014

    2

    2.0 - Dados para Projeto Consumo dirio

    Conhecida a populao do prdio, pode-se calcular o consumo de gua. Utilizar os dados apresentados na Tabela a seguir.

    Prdio Consumo(litros/dia)

    Unidade

    Servio domsticoApartamentos 200 per capitaApartamentos de luxo 300 a 400 per capita

    200 quarto de empregadaResidncia de luxo 300 a 400 per capita

    Residncia de mdio valor 150 per capitaResidncias populares 120 a 150 per capita

    Alojamentos provisriosde obras

    80 per capita

    Consumo especfico em funo do tipo de prdio Prdio Consumo(litros/dia)

    Unidade

    Apartamento de zelador 600 a 1000 apartamentoServio pblicoEdifcios de escritrios 50 a 80 ocupante

    efetivoEscolas (internatos) 150 per capitaEscolas (externatos)