insetos. o que são insetos? insetos abelha borboleta grilo joaninha libélula mosca pulga vaga-lume...

Download Insetos. O que são insetos? Insetos Abelha Borboleta Grilo Joaninha Libélula Mosca Pulga Vaga-lume Cruzadinhas

Post on 18-Apr-2015

123 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Insetos
  • Slide 2
  • O que so insetos? Insetos Abelha Borboleta Grilo Joaninha Liblula Mosca Pulga Vaga-lume Cruzadinhas
  • Slide 3
  • Abelha Reino - Animlia Classe - Insecta Ordem - Humenoptera Subordem - Apocrita Super- famlia - Apoidea Nome cientfico - Apis Mellifera Nome comum Abelha As abelhas so insetos que vivem agrupadas em colnia dentro de colmias e so conhecidas a mais de 40 mil anos. um inseto extremamente organizado e trabalhador. Em cada colmia existe cerca de 60 mil abelhas, h apenas uma abelha fmea com os rgos sexuais completamente formados, esta chamada de Abelha Rainha. As abelhas vivem em colmias, que podem ser artificiais ou naturais. Em seu interior, as operrias usam cera para construir os favos (formados por clulas em forma de prisma hexagonal), onde armazenam mel e plen para alimentar tanto as larvas como os insetos adultos.
  • Slide 4
  • Abelha A rainha se ocupa exclusivamente em colocar ovos: cerca de 3 mil por dia. A funo dos zanges fecundar a abelha rainha. Quando um deles consegue, as operrias exterminam os outros. Uma das larvas, selecionada e alimentada com gelia real, se transforma em rainha. Normalmente, todos os anos cada colnia libera um ou mais enxames sempre contendo uma rainha que se instala em outro lugar, com abundncia de flores, fundando uma nova colnia. assim que a espcie se propaga.
  • Slide 5
  • Borboleta Reino: Animlia Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Lepidoptera Super Famlia: Hesperioidea Papilionoidea Calcula-se que existam cerca de 200 mil espcies de borboletas e mariposas no planeta, mas s esto catalogadas cerca de 120 mil. E cada uma tem um padro de cores diferente! As borboletas so fecundadas pelo macho aps deixarem a crislida. A fmea procura uma planta para colocar seus ovos, em alguns dias os ovos eclodem e saem lagartas que comem a casca dos ovos e a partir da comeam a comer folhas e no fazem outra coisa seno comer.
  • Slide 6
  • Borboleta A prxima etapa da metamorfose das borboletas chamada pupa. Na crislida, a lagarta se transforma em borboleta lentamente. Quando o processo de transformao termina, a crislida se abre e a borboleta sai. Quando sua asa estica e fica seca, a borboleta est pronta para voar. As borboletas se alimentam de vegetais e nctar. Pesam cerca de 0,3 gramas sendo que a maior pode pesar 3 gramas. Chegam a ter 32 centmetros de asa a asa. As borboletas vivem em mdia duas semanas.
  • Slide 7
  • Grilo Reino: Animlia Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Orthoptera Subordem: Ensifera Famlia: Gryllidae Os grilos machos produzem sons chamados de estrilar para atrair a fmea. O som produzido pelo atrito dos plos que se encontram nas suas asas. Normalmente o estrilado do grilo intenso para atrair a fmea e se torna mais suave quando inicia o processo de cortejo. Elas cavam at meio metro de profundidade para uma habitao circular aonde o macho vai para cantar. Eles podem saltar obstculos 500 vezes maiores que eles. Seus ouvidos ficam nos joelhos. Algumas vezes os grilos podem causar danos a tecidos, principalmente os de seda e l.
  • Slide 8
  • Grilo Ocasionalmente um grande nmero de grilos pode entrar nas residncias atrados pela luminosidade das lmpadas acesas durante a noite. Tem pessoas que se encantam com seu canto, por lembrar da zona rural, mas para outras chega a ser perturbador. Os grilos diferem dos gafanhotos por apresentarem as antenas longas. Os mais jovens so bastante semelhante aos adultos e diferem s por no possurem asas. Tanto os adultos quanto os jovens alimentam-se de diversas espcies de plantas.
  • Slide 9
  • Joaninha Joaninha = Reino: Animalia Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Coleoptera Ordem: Polyphaga Famlia: Coccinellidae Esse insetinho encantador considerado um sinal de boa sorte.Uma das razes provveis que ele aparece sempre nos primeiros dias da primavera. Alm disso, ele se alimenta de piolhos das plantas, afdeos (conhecidos como pulges) e muitos outros insetos nocivos.Em alguns lugares chega a ser criado com essa finalidade.
  • Slide 10
  • Joaninha H centenas de espcies de joaninhas, diferentes em tamanho bem como na cor e nmero de manchas no primeiro par de asas. No vero, a joaninha voa o dia inteiro, de uma rvore para outra, de uma flor para outra. Come um nmero incrvel de insetos.No inverno, em grupos grandes, hibernam debaixo de um pedao de casca de rvore ou outro abrigo semelhante. Elas pem de trs a cinqenta ovos, nas costas das folhas.
  • Slide 11
  • Liblula Classe: Insecta Ordem: Odonata Subordemr: Anisoptera Caadora eficiente em seu ambiente, a liblula capaz de comer 14% de seu peso se alimentando apenas de outros insetos voadores abelhas, moscas, besouros, vespas, outras liblulas menores, pernilongos e at o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue em um nico dia de sua curta existncia fora da gua. Vivendo apenas de um a dois meses com suas asas, depois de ter passado at cinco anos no ambiente aqutico, ela tem pouco tempo para encontrar parceiros e procriar, antes que um predador a encontre primeiro. Duas a trs semanas depois de postos os ovos, surgem as larvas das liblulas. Comea ento um longo ciclo de vida aqutica, que, em algumas espcies, pode durar at cinco anos. Em sua existncia submersa, a larva se alimentar de microcrustceos, filhotes de peixes e outras larvas.
  • Slide 12
  • Liblula A larva se transforma em avio! Depois deste perodo longo dentro da gua, a natureza segue seu curso levando a larva a subir pela haste de alguma planta. Na subida a larva para de se alimentar e se mantm vrias horas imvel se preparando para a mudana. O processo leva de 30 a 40 minutos. Suas asas, midas, precisaro de duas a trs horas para se solidificarem em contato com o ar, quando a liblula estar, ento, aparelhada e pronta para decolar. Quem tiver dvidas quanto qualidade da gua de um rio ou lago pode fazer o "teste da liblula", que consiste na simples observao se h liblulas na rea. Todo rio ou lago com guas limpas tem liblula. A grande ameaa vida das liblulas a poluio ambiental. Na gua, a poluio provoca mudanas drsticas em suas caractersticas fsicas.
  • Slide 13
  • Mosca Nome cientfico: Drosophila Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Diptera Famlia: Drosophilidae A mosca domstica (Musca domestica) a espcie mais presente em reas urbanas. Alimentam-se de fezes, escarros, pus, produtos animais e vegetais em decomposio, acar, entre outros. A mosca lana uma substncia sobre o alimento para poder inger-lo, pois no consegue colocar nada slido para dentro do organismo, somente matria na forma lquida ou pastosa. ativa durante o dia e repousa noite. Preferencialmente pousam sob superfcies estreitas e longas (fios eltricos, galhos de rvores, rachaduras de paredes, etc.). O ciclo da vida - O tempo de vida varia de espcie para espcie, em geral de 25 a 30 dias. A fmea coloca seus ovos (cerca de 100 a 150) em carcaas de animais, fossas abertas, depsitos de lixo, e outros locais ricos em substncias orgnicas. Aps aproximadamente 24 horas, ocorre o nascimento das larvas.
  • Slide 14
  • Mosca As mosquinhas ou mosca da banana (Drosophila spp.), no ambiente urbano, so atradas por frutas maduras ou lixo presentes no interior de residncias, feiras e mercados. As moscas Chrysomya foram recentemente introduzidas no Brasil. So facilmente observadas em feiras livres sobre peixes, frangos, etc.Ela pode transmitir parasitas intestinais, poliomielite e doenas entricas. As moscas domsticas so insetos que tem importncia como vetores mecnicos, isto , podem veicular os agentes em suas patas aps pousarem em superfcies contaminadas com estes germes e pousarem nos alimentos, disseminando- os amplamente, e dessa forma transmitir vrias doenas, tais como distrbios gastrointestinais.
  • Slide 15
  • Pulga Filo: Arthropoda Classe: Insecta Ordem: Siphonaptera Comprimento: at 0,4 cm Boca equipada para sugar o sangue. Desenvolvimento completo: (ovo, larva, pupa, adulto) A maior parte vive nos mamferos, nutrindo-se do seu sangue. Estas so perigosas. Quando passam de um hospedeiro para outro, podem levar germes de doenas graves. Aquelas que vivem nos ratos podem transmitir s pessoas a mortal peste bubnica. A pulga pe os ovos entre as tbuas do assoalho e outras frestas de casa. Em poucos dias saem as pequenas larvas brancas que se encasulam em lugares midos e escuros para transformar-se primeiro em ninfa (forma intermediria entre a larva e o inseto adulto) e depois em pulga adulta. Ento saem para procurar um hospedeiro. Todo mundo conhece a pulga. Ela vive com o homem em todos os lugares, sobretudo onde a higiene no adequada. um saltador impressionante. De fato, pode ser considerada o maior campeo olmpico de saltos de todos os tempos. pode saltar 75 vezes a sua prpria altura e 25 vezes seu comprimento.
  • Slide 16
  • Pulga Normalmente o ciclo de vida se completa em 3 a 4 semanas e as pulgas vivem no animal por mais de 100 dias. A partir do quarto dia se alimentando do sangue do animal, cada fmea produz, em mdia, 20 ovos por dia durante 21 dias. Se no interrompermos o ciclo, a infestao do animal, gato ou cachorro, torna-se extremamente malfica a sua sade. Como todos podemos ver, as pulgas tambm podem afetar o homem que apresenta reaes alrgicas, e consiste em um aglomerado de urticria populares localizada nas extremidades inferiores (pernas). H mais de 2000 espcies em todo o mundo, porm, a Ctenocephalides felis felis a espcie mais comum, prevalecendo em mais de 90% dos ces e gatos. A fmea da pulga deposita seus ovos (brancos com 0,5 mm de comprimento) no animal e, como no se