InfoSIPCES Março / Abril 2014

Download InfoSIPCES Março / Abril 2014

Post on 28-Mar-2016

222 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Informativo do Sindicato Patronal de Condomnios (SIPCES) - Nmero 125

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Info SIPCES</p><p>Cuidados com a sade</p><p>Limpeza da Caixa dgua pg.04 Bons costumes para poupar gua</p><p>sustentabiLidadepg.09 Ateno s demisses </p><p>trintdio pg.12</p><p>rea de Lazer.</p><p>Informativo Bimestral n Ano 16 n n 125 n Maro/ Abril 2014</p><p>Espao tambm para a segurana</p></li><li><p>ateno especialMomento de</p><p>Sindicato Patronal de Condomnios Residenciais, Comerciais e Mistos e empresas de Administrao de Condomnios no Estado do Esprito Santo, exceto Regio Sul.</p><p>SEDE PRPRIAAv. Princesa Isabel, 574 Bloco A, salas 606/611 Ed. Palas Center Centro Vitria/ES CEP: 29010-360 Tel.: (27) 3421-6302 www.sipces.org.br / sipces@sipces.org.br</p><p>DIRETORIA EXECUTIVA</p><p>Editorial Agenda</p><p>Expediente</p><p>Presidente Cyro Bach MonteiroVice Presidente Gedaias Freire da CostaSecretaria Executiva Elizabeth EstevesTesoureiro Antnio Assis de S. CaramuruSuplentes Jos Eduardo Martins / Joel da Escossia </p><p>Filho / Celso Monteiro BerlinckConselho Fiscal Efetivos Milton Hilrio Martins Ferreira / Rosa </p><p>Maria Rigotti / Aderbal de Oliveira ValrioConselho Fiscal Suplentes Sady Gomes de Azeredo / Aristteles </p><p>Teixeira de Souza / Claudionor BrandoDelegados Representantes Gedaias Freire da Costa / Cyro Bach Monteiro</p><p>Assessor Jurdico Roberto Garcia Meron (OAB/ES 6445)Equipe de trabalho Flvia Costa Silva / Juliana Bolzan de Oliveira </p><p>/ Luana Barcellos Gotardo / Vanda Rangel da Vitria / Maria de Lourdes M. Pereira</p><p>Edio Ofcio Comunicao e Cultura 27 3019-6240 oficio@oficio.art.brJornalista responsvel Mrio L. FosseProjeto grfico e diagramao Nina NogueiraFotos Acervo SIPCES / Mrio L. Fosse / DivulgaoImpresso Grfica e Editora JEPTiragem 1.100 exemplares</p><p>2 | SIPCES Sindicato Patronal de Condomnios</p><p>Uma das principais aes desenvol-vidas pelo SIPCES ao longo desses 20 anos de atuao a realizao de cursos e palestras pensando sempre na constante atualizao de todos os pro-fissionais envolvidos e atuantes no mer-cado condominial do Esprito Santo.</p><p>Para este ano de 2014 o sindicato est aprimorando os cursos ofertados. Em fe-vereiro foi aplicado o curso Aes de Co-brana, pelo advogado Roberto Garcia Meron, e outros quatro eventos j es-to programados para este ano: Implan-tao do PCMSO, PPRA e PPP; Preven-o e Combate a Incndios; Manuteno Predial Manuteno Eltrica, Hidrulica e Civil; e o curso sobre Conveno Co-letiva de Trabalho Regras e Clculos.</p><p>Novos cursos e palestras sero con-firmados nos prximos dias e podero ser acessados atravs de nosso site www.sipces.org.br e pela nossa pgi-na no facebook/Sipces. A inscrio e toda e qualquer dvida pode ser escla-recida pelos meios anteriormente infor-mados e tambm pelo e-mail sipces@sipces.org.br ou,ainda, atravs do tele-fone 3421.6302. O material de divulga-o para participao nos cursos tam-bm ser enviado por e-mail, por isso a importncia de que voc mantenha o seu cadastro atualizado junto ao SIPCES, para receber, em primeira mo, o pero-do de abertura das inscries.</p><p>Confira abaixo o quadro com os cur-sos j confirmados para 2014.</p><p>Cursos e Palestras sero reformulados em 2014</p><p>Os prximos dias so de muita ateno para quem atua no setor de condomnios. At o final de abril todos devem fazer a declara-o do Imposto de Renda (IR), com uma ateno especial para o sndico, e logo em seguida tem incio ao perodo do trintdio.</p><p>Informando antecipadamente essas aes ns do SIPCES confirmamos o com-prometimento com a nossa categoria, dan-do tempo para que possamos auxiliar e orientar a todos os associados a como proceder em cada situao em caso de dvidas. Entramos em um perodo impor-tante para o segmento dada as negocia-es a partir desse perodo.</p><p>Assim, reforamos o nosso compromisso assumido com a divulgao do novo calen-drio de cursos e palestras realizados todo ano em nosso auditrio, no Centro de Vit-ria. A reformulao do que oferecemos vai ao encontro das novas expectativas gera-das pelos participantes e pela viso e con-tato que o SIPCES mantm com outros mer-cados, intensificando nosso compromisso de evoluo e constante melhoria.</p><p>Na edio deste bimestre voc reencon-trar nossas matrias com dicas do dia a dia, reportagem especial sobre a melhor forma de utilizao da gua, reforando nosso compromisso com a qualidade de vida em nosso planeta de forma respons-vel, e ainda como lidar com a manuteno da rea de lazer a fim de evitar acidentes.</p><p>Em nossa matria jurdica desta edio abordamos a presena dos animais nos condomnios. Como voc pode ver, esta edio tem uma variedade especial, onde tratamos desde o aperfeioamento profis-sional, passando pelas dicas de manuten-o, convivncia, segurana e obrigaes.</p><p>Esse o nosso compromisso: servir de referncia e informao para todos.</p><p>Cyro Bach Monteiro Presidente</p><p>CURSO PaleStRanteS Data HORRiO lOCal</p><p>Implantao do PCMSO, PPRA e PPP</p><p>Sidney Betino </p><p>Engenheiro do Trabalho e Dr. Jos </p><p>Vasconcelos </p><p>Mdico</p><p>08 de abril </p><p>tera-feira19 s 21 horas.</p><p>Auditrio do SiPCeS </p><p>Centro de Vitria</p><p>Preveno e Combate a Incndios</p><p>Paulo Srgio Bastarrica </p><p>Soares </p><p>Bombeiro Civil</p><p>Dia 15 de abril </p><p>tera-feira15 s 17 horas</p><p>Manuteno Predial Eltrica, Hidrulica e Civil</p><p>lio Berlinck </p><p>Engenheiro</p><p>Dia 05 de junho </p><p>quinta-feira19 s 21 horas</p><p>Conveno Coletiva de Trabalho Regras e Clculos</p><p>Gedaias Freire da Costa </p><p>Advogado</p><p>Dias 16 de junho </p><p>segunda-feira </p><p>e 18 de junho </p><p>quarta-feira</p><p>19 s 21 horas</p></li><li><p>O consultor Moacir Campos Jnior est cada vez mais envolvido nos assuntos condominiais, bem dife-rente do que ele achou que aconteceria quando comeou a atuar no conselho de um condomnio onde morava anteriormen-te, h cerca de cinco anos.H poucos dias Moacir foi reeleito sndico do condomnio onde reside atualmente, e olha que so mais de 70 apartamentos, di-vididos em trs blocos, no bairro Praia do Canto, em Vitria.</p><p>InfoSIPCES DE CONSELHEIRO A SNDICO. O QUE MUDOU MOACIR? Mudou muito, mudou tudo. Comecei h cinco anos, no antigo prdio em que mo-rava, participando do Conselho do con-domnio. Nessas reunies sempre fui co-locando algumas ideias e solues que o condomnio poderia buscar para realizar as melhorias. E gradativamente foi surgin-do essa aptido por estar sndico.</p><p> MAIS DIFCIL ESTAR FRENTE DE UM CONDOMNIO COM TRS BLOCOS, POR EXEMPLO? A dificuldade apenas em adminis-trar a vontade de um nmero maior de pessoas. O trabalho em si da adminis-trao do condomnio, nas tarefas, isso no muda, s organizar as tarefas e atividades que precisam ser feitas. J com os moradores fazer um trabalho de convencimento e sensibilizao de que as melhorias e as aes que so feitas so realmente necessrias. Isso se resolve com muito dilogo e manten-do um canal de contato sempre aberto com os condminos.</p><p>E COMO VOC FAZ ISSO? Primeiro fazendo com que os mora-dores, os condminos, entendam que o sndico no faz um trabalho de dono do prdio. O papel do sndico o de ape-nas fazer cumprir o que a maioria concor-dou. uma poltica digamos pacificado-ra. Eu tenho apenas que mostrar a verda-de do que acontece no condomnio, algu-mas coisas erradas tem que ficar clara para todos, para que no voltem a acon-tecer, mas isso tem que ser feito de for-ma a no expor o condmino que come-teu o erro. Tem que ter habilidade para fa-zer isso. O primeiro passo sempre a con-versa, se no der certo a sim fazemos a correspondncia e tomamos as medidas previstas. Mas tudo muito bem conver-sado e colocado que foi a maioria que de-cidiu por aquilo, e no uma escolha pes-soal do sndico.</p><p>SOBRE SUA ADMINISTRAO, QUAIS AS PRXIMAS AES? O condomnio antigo, cerca de 30 anos, ento normal que comece a apre-sentar problemas, requer manuteno constante. Por isso avalio bem a questo de quando fazer o reparo de determina-do equipamento ou quando o melhor mesmo trocar por um equipamento novo. J realizamos reforma da cisterna, reca-peamento do piso do solo,conteno do muro, instalao de cmeras de seguran-a, alm das aes do dia a dia de todo condomnio. O que est em estudo ago-ra a adaptao quanto acessibilidade. Estamos fazendo um levantamento da re-lao custo x benefcio quanto a instala-o de um elevador ou plataforma eleva-</p><p>tria, ou se faremos a construo de uma rampa de acesso.</p><p>ENTO J H UM PLANO DE AES?Sim, algumas aes devem estar direcio-nadas, e claro que os imprevistos acon-tecem ao longo do ano, para isso tem que existir uma administrao equilibrada e di-recionada. Sempre que precisamos utili-zamos o SIPCES para nos orientar em al-gumas questes, seja na parte jurdica ou em outras dvidas que venham a aparecer.</p><p>SIPCES Sindicato Patronal de Condomnios |</p><p>Ponto de vista</p><p>3</p><p>O sndico no o dono do prdio.</p></li><li><p>Muitos podem no saber, mas rea-lizar a limpeza peridica das cai-xas dgua dos edifcios e residn-cias muito mais do que uma questo de higiene e sade, tambm uma questo-de cumprir a Lei. Muitos municpios brasi-leiros possuem essa determinao, como o caso de Vitria.</p><p>Na capital capixaba a Lei n 5.879/2003, por exemplo, obriga a realizao da lim-peza e desinfeco das caixas dgua a cada seis meses. O SIPCES, mesmo com essa normatizao, recomenda que os sndicos e as empresas admi-</p><p>nistradoras observem atentamente para essa questo.</p><p>Mas qual a melhor forma e perodo para realizar essa manuteno? O SIPCES orienta que uma dessas limpezas seja feita em ou-tubro, para que o condomnio fique prepara-do para o uso mais elevado e constante de gua, que ocorre durante o vero. A segun-da limpeza seria entre os meses de fevereiro e maro, onde a limpeza importante devi-do ao elevado uso do perodo anterior, e j preparando para quea caixa dgua fique em boas condiespara o inverno.</p><p>O sndico ou o administrador do con-</p><p>domnio deve tomar todas as precaues possveis na hora de realizar essa limpeza, e buscar prestadores de servios que ofe-recem treinamentoespecfico para esse ser-vio e checar se a empresa possui o cre-denciamento necessrio para executar o trabalho, evitando realizar a manuteno por conta prpria de forma a visar apenasu-ma possvel economia para o condomnio.</p><p> necessria a apresentao dos alva-rs sanitrio da empresa contratada e do certificado de execuo do servio. Deve, ainda, o edifcio contratar a anlise micro-biolgica da gua.</p><p>Dia a Dia</p><p>DICAS Faa a checagem estrutural e externa do reservatrio; Pea uma anlise bacteriolgica para verificar a eficincia do servio; Elimine toda a sujeira, inclusive manchas (desde que possvel); Realize o fechamento adequado do reservatrio, se possvel com lacre e cadeado, impedindo a entrada de qualquer </p><p>elemento estranho.</p><p>Avisos 1) Contribuio Sindical Profissional Os salrios des-contados de todos os empregados no ms de maro, que correspondem a um dia de remunerao, com o ttulo de CONTRIBUIO SINDICAL, devem ser recolhidos aos Sin-dicatos Profissionais SINDICONDOMNIOS e SINDICONVI-VE at o dia 30 de abril. A base legal est no artigo 8, in-ciso IV da Constituio Federal e artigo 580, pargrafo pri-meiro da CLT.</p><p> 2) ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINRIA SINDICONVIVEData: 15 de abril de 2014 19 horas | Local: Associao de Moradores da Praia da Costa: R. Henrique Moscoso, 195, P. Costa, Vila Velha | Pauta: Reajuste salarial, cesta bsica e re-viso de cargos e funes.3) A Assembleia Geral Extraordinria do SINDICONDO-MINIOS ser comunicada atravs do site do siPCEs assim que tiver a sua data confirmada.</p><p>4 | SIPCES Sindicato Patronal de Condomnios</p><p>CAIXA DGUAManuteno peridica por segurana, e por fora de Lei</p></li><li><p>Para uma maior segurana e economia</p><p>Dia a Dia</p><p>Manuteno eltrica</p><p>O SIPCES sempre aponta a mes-ma recomendao: manuteno preventiva. E quando falamos de manuteno eltrica essa recomenda-o deve ser ainda mais reforada, uma vez que ademanda e consumo de ener-gia eltrica dentro das unidades aumen-tou cerca de seis vezes nos ltimos 30 anos, perodo considerado por especia-listas como seguro dada a durabilidade das instalaes. Um exemplo claro disso que na dcada de 80, um modelo co-mum de chuveiro era de 1.800W, e hoje a potncia do aparelho chega a 6 mil W.</p><p>Assim, em prdios mais antigos as instalaes esto defasadas, o que au-menta o risco de quedas de energia, incndios e choques de alta voltagem. E sempre bom lembrar que o sndico corresponsvel pela segurana dos moradores.</p><p>Energia que vive caindo, luz piscan-do, tomadas que esquentam so alguns indcios de que a instalao eltrica do empreendimento est antiga ou no est aguentando tanta demanda, precisando urgentemente de uma interveno. Ficar atento a esses primeiros sinais a me-lhor forma de prevenir e reduzir custos de reformase consertos.</p><p>O SIPCES orienta que seja realizada uma inspeo completa a cada cinco anos em todo e qualquer tipo de pr-dio. Caso os sinais apresentados acima apaream em seu condomnio, o melhor acionar um profissional especializado no assunto, um engenheiro eletricista que </p><p>vai diagnosticar os problemas do prdio.Alm da segurana, que primordial, </p><p>manter as instalaes de forma adequa-</p><p>da pode reduzir o desperdcio de energia eltrica, refora o presidente do SIPCES,-Cyro Bach Monteiro.</p><p>AV. AMRICO BUAIZ, 501 | ED. VICTORIA OFFICE TOWER | TORRE NORTE | SALA 515ENSEADA DO SU | VITRIA-ES | CEP 29050-420 | TEL.: (27) 3026 6006 | 99950 7743</p><p>Experincia, Personalizao eCompromisso !</p><p>Estrutura completa e servios que trazem ao sndico umagesto mais tranquila e eficiente.</p><p>Solicite-nos uma proposta, e receba de forma detalhadatodos os nossos servio.</p><p>Administrao de Condomnios | Contabilidade | Sndico Pessoa JurdicaTerceirizao de Mo de Obra | Planto de Emergncia 24h</p><p>www.realiza.adm.br</p><p>SIPCES Sindicato Patronal de Condomnios | 5</p></li><li><p>6 | SIPCES Sindicato Patronal de Condomnios</p><p>Especial</p><p>A RESPONSABILIDADE DO SNDICOMais uma vez recai sobre o sndi-co a responsabilidade sobre a ma-nuteno dos equipamentos que compem a rea de lazer do con-domnio. O sndico pode ser puni-do pela no manuteno dos equi-pamentos ou at mesmo por uma manuteno ineficiente.</p><p>A RESPONSABILIDADE DO MORADORTudo bem que cabe ao sndico a responsabilidade de agir e to-mar as providncias necessrias quanto a manuteno e reparo dos equipamentos, mas o condomnio no de propriedade nica do sn-dico, de todos, e, assim, cabe tambm aos moradores tomarem conta de seu patrimnio.</p><p>REgRAS PARA O SEu PARquINhO- Estabelea horrio para uso;- Limite o acesso aos brinquedos de acordo com a faixa etria permitida;- Placas com as normas de utilizao do espao tambm so bem vindas;- Limite o acesso caixa de areia, por exemplo, quando a criana por-tar alimentos os restos podem apodrecer no local ou atrair animais;- Certifique-se que o Regulamento Interno ou a Conveno do Condo-mnio possua normas especficas. Se no, convoque uma Assembleia e discuta o assunto;</p><p>O corre-corre dirio enfrentado por todos e a memria da infncia li-vre pelas ruas que muitos pais hoje sentem saudade so os principais fatores na busca por moradias com rea de la-zer bem equipada e com muitas opes de diverso. Alm disso, as reas de um condomnio contribuem para uma maior socializao das crianas, sendo um im-portante reforo para o desenvolvimento de habilidades fsicas e sociais das crian-as e adolescentes.</p><p>Mas os espaos infantis e seus equi-pamentos podem representar perigo se no estiverem devidamente estruturados ou com uma rigorosa manuteno a fim de evitar acidentes. </p><p>Hoje os pais se sentem mais segu-ros vendo os filhos brincarem no condo-mnio, ao invs de estarem brincando na ru...</p></li></ul>