informativo mensal agosto 2017 agosto - .comissão distrital de imagem pública diagramação e...

Download Informativo Mensal Agosto 2017 Agosto - .Comissão Distrital de Imagem Pública Diagramação e projeto

Post on 28-Jan-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Pginas 2

Pgina 4 Pgina 3

Governadora 2017-2018

Sueli Inckot e Romualdo

Agosto 2017Informativo Mensal

Agosto 2017Informativo Mensal

Governadora 2017-2018Sueli Inckot e Romualdo

Pgina 8

Ms do Desenvolvimento do Quadro Associativo e Expanso

Agosto

Informativo Mensal do Distrito 4730

De Rotary International

Jornalista ResponsvelCleucimara Santiago - MTB 10606-PR Comisso Distrital de Imagem Pblica

Diagramao e projeto grfico

Matusalem Vozivoda

Tiragem: 2.000 exemplares Impresso: Grfica Koster

Circulao: Gratuita e dirigidaExpediente

Mensagem do presidente de Rotary International

Mensagem do Diretor de RI

Quando algum pergunta o que o Rotary , o que vocs respondem? Acho que todos ns j passa-mos por uma situao em que tivemos que res-ponder a esta pergunta aparentemente simples e acaba-mos no sabendo o que dizer. At mesmos os rotarianos mais eloquentes consideram um desafio definir a essncia da organizao em apenas algumas sentenas.

Como organizao, o Rotary sempre teve dificuldades de expressar o mbito do seu trabalho, no apenas sobre o que fazemos, mas como fazemos, e o valor do que con-tribumos ao mundo.

Como contador, no preciso dizer que adoro nmeros. Eles funcionam em todos os idiomas e, no geral, comu-nicam informaes complexas muito mais eficazmente do que palavras. Esta a razo pela qual, neste ano rotrio, peo que cada clube fornea Sede Mundial dois nme-ros: valor do quanto doam em dinheiro e em espcie a ser-vios humanitrios e as horas de trabalhos realizados em nome do Rotary.

Para que estes nmeros sejam teis, eles devem ser exa-tos. Isto significa que deveremos comear agora a registrar as horas e os valores gastos pelos clubes na prestao de servios.

A maneira mais simples para os clubes fornecerem estas informaes no fim do ano adicionando-as mensalmente no Rotary Club Central ferramenta que foi reformulada para facilitar seu uso. Se por qualquer motivo (por exem-plo, acesso limitado internet) os seus clubes no possam se conectar com o Rotary Club Central, contatem o gover-nador de distrito e ele providenciar para que as informa-es sejam enviadas de outra forma.

Vale ressaltar que a meta deste esforo no obter os nmeros mais altos e impressionantes. No ser uma com-petio ou um reconhecimento e, em hiptese alguma, as informaes concedidas pelos clubes individuais sero usadas publicamente. A meta obter nmeros precisos e confiveis que possamos apresentar com segurana no trabalho de promoo da nossa imagem pblica, nos ma-teriais sobre desenvolvimento do quadro associativo e aos nossos parceiros nmeros embasados por dados espe-cficos no mbito do clube que respondem no apenas o que o Rotary mas, tambm, o que o Rotary faz.

Acredito plenamente que com estes nmeros estare-mos melhor capacitados a demonstrar que O Rotary Faz a Diferena, o que, com o tempo, nos permitir fazer ain-da mais a diferena, para um nmero maior de pessoas.

Quando um governador de distrito incentiva os clu-bes ao Desenvolvimento do Quadro Associativo, a maioria dos companheiros diz: Sempre a mesma ladainha.

O Governador ao percorrer os clubes nas visitas oficiais passa a ter conhecimento das realidades das comunidades s quais visita. A partir de ento passa a se preocupar com o aumento do Quadro Associativo. Para seu conhecimen-to, hoje se o Rotary no Brasil tivesse o dobro de associados que tem, assim mesmo no teria associados suficientes para atender a demanda das necessidades de suas co-munidades. Nenhum governador quer resolver todos os problemas. Mais todo governador quer pelo menos enca-minhar todos os problemas para uma boa soluo. Em al-guns pases do mundo a maior preocupao a educao. Aqui no Brasil penso que tambm deva ser assim; porm me pergunto: Ser que algum adquire conhecimento, com fome, ou preocupado por que a me apanhou do pai, ou preocupado por que o irmozinho passou a noite toda chorando por alguma doena? Continuo dizendo em todas as apresentaes que fao: Todo o clube tem o de-ver de saber todas s necessidades da comunidade a qual ele esta inserido e, ao saber, tornar mais fcil o dilogo e a procura pela soluo. Alguns clubes mal sabem a sua rea de atuao. Isto precisa ser mudado. Ns temos que nos identificar com nossas comunidades.

Temos que agregar pessoas mais jovens para ir mes-clando as vises dos jovens com os mais antigos e modi-ficando nosso modo de perceber o que a comunidade de

fato precisa. A Governadora Dalva Rigotti (D4640) est fa-zendo um belo trabalho de como levantar as reais neces-sidades das comunidades e o Governador Alceu Ebehardt (4650) est mapeando os 38 distritos com comunidades que tem potencial para abertura de novos clubes.

Quando setembro chegar, estaremos dando prioridade a Juventude.

O Rotary se preocupa com o futuro dos nossos Jovens, pois sero eles os dirigentes que conduziro os destinos da humanidade em todas as suas dimenses: familiar, co-munitria, governamental e internacional. O INTERACT, iniciado em 1962, hoje um programa internacional do Rotary para adolescentes de 14 a 18 anos. O INTERCM-BIO DE JOVENS, criado em 1974, foi adotado pelo Rotary, para jovens entre 15 e 19 anos de idade, possibilitando, atravs do estudo, o aumento de sua experincia, envol-vendo Rotary Clubs, escolas, famlias anfitris e rotarianos; O RYLA - Programa Prmios Rotrios de Liderana Juvenil, iniciado em Brisbane na Austrlia, realizado em nvel dis-trital com participantes selecionados pelos Rotary Clubs locais, visando a incentivar o crescimento pessoal e de-senvolver habilidades de liderana; O ROTARACT, to im-portante quanto os anteriores, teve incio em 1968, e hoje, mundialmente, abriga jovens de 18 a 30 anos dispostas a servir s comunidades locais e internacionais, alm de desenvolver amizades e

Portanto companheiros, mos obra, vamos fazer des-te mundo um mundo diferente e melhor para todos, por que o Rotary faz a diferena.

Ian H.S. RiseleyPresidente, 2017-18

Paulo ZanardiRotary International

Diretor 2017-19

O Rotary sempre teve dificuldades

de expressar o mbito do seu

trabalho

Todo o clube tem o dever de saber todas s necessidades

da comunidade a qual ele est

inserido

Agosto 2017Informativo Mensal

Governadora 2017-2018Sueli Inckot e Romualdo

Pgina 7

Agosto 2017Informativo Mensal

Governadora 2017-2018Sueli Inckot e Romualdo

Pgina 2

Mensagem da governadora

Estamos vivendo o ms de agosto determinado por Rotary Internatio-nal, o ms de Desenvolvimento do Quadro Associativo e Novos Clubes.

responsabilidade de cada Rotariano o crescimento de nossa organizao e leva la a outros locais ainda no existentes.

Estou muito feliz em ver que o nosso DISTRITO est consciente desse fato, e que temos que manter nossos associados e angariar muitos mais, mas sempre preo-cupados em apresentarem nossas comu-

nidades aquilo que fazemos e realizamos frente ao ROTARY. Fazer a Diferena no fazer diferente. Precisamos engajar os associados, incentivar o fortalecimento e a vitalidade de nossos Clubes atravs do SERVIR.

Agradeo o carinho que tenho recebido, pois nas visitas e posses novos companhei-ros esto vindo somar a nossa Instituio vai crescer levar ROTARY a outros lugares, mas sempre com muito cuidado com aque-les que j fazem parte do nosso clube.

Queridos Companheiros do Rotary FAZ A DIFERENA.

Sueli InckotGovernadora, 2017-18

Imagem Pblica

Todos ns temos conscincia que a Imagem Pblica de uma empresa vital para conquis-tar novos clientes, fidelizar os atuais, refor-ar a marca e a credibilidade e assim garantir bons resultados. No toa que as empresas que mais crescem no mercado e vem driblando a crise, so as que mais investem em publicidade, criatividade e pessoas. Porm, no basta apenas investir na Ima-gem Pblica, preciso ter um produto de qualidade e um bom atendimento ao cliente. E em Rotary no diferente. Queremos conquistar novos clientes, ou seja, atrair parceiros para nossos projetos e aumen-tar nosso quadro associativo, e para isso precisamos de um produto de qualidade. O nosso produto so as aes e projetos que desenvolvemos em prol da comunidade. E ser que estamos fazendo um bom atendimento ao cliente? Nossas reunies so atrati-vas, dinmicas com contedo, ideias e projetos? Um convidado quando visita nosso clube, bem acolhi-do, tem vontade de participar, voltar e ficar?

Como vemos em Rotary tudo est interligado, para fazermos uma boa Imagem Pblica precisamos de bons projetos.

H bem pouco tempo o Rotary tinha uma poltica de imagem pblica que dizia: o que a mo direita

faz a mo esquerda no precisa saber, e com isso deixamos de divulgar nossas aes

O lema rotrio Dar de Si Antes de Pensar em Si pode ter influenciado na percepo dos rotarianos de que deveramos realizar nossos trabalhos no ano-nimato. Hoje sabemos da importncia de divulgar, tanto que projetar a Imagem Pblica e aumentar a conscientizao sobre o Rotary na comunidade, di-vulgando como as atividades do seu clube fazem a diferena uma das trs prioridades estratgicas para se qualificar a Meno Presidencial do ano rotrio.

Seu clube fez um projeto, tem uma nova empresa cidad, recebeu um novo associado, fez uma doa-o para uma instituio, tem um novo companhei-ro Paul Harris, promoveu um evento ou uma ao humanitria na comunidade? Publique nas mdias sociais, envie para ns e para a mdia. Faa um bre-ve relato do projeto. Seu texto deve ser original e atraente, informando com objetividade os pontos fortes, sem esquecer aspectos como tica e con-fiabilidade. Um truque para no errar responder as seis perguntas bsicas: O qu? Quem? Quando? Onde? Como? Por que?

No esquea de colocar o nome