Informativo Interno - Abril

Download Informativo Interno - Abril

Post on 18-Mar-2016

223 views

Category:

Documents

7 download

DESCRIPTION

Informativo interno da prefeitura de Rio do Sul

TRANSCRIPT

<ul><li><p>ano 5 | n 39 | Abril/2013</p><p>?</p><p>Est aberto o concurso para escolha do nome do Informativo Interno.</p><p>Veja como participar, leia o regulamento na pgina 2.</p><p>Alunos aprendem com </p><p>Msica e Poesia</p><p>Alunos do Maternal do Centro de Educao Daniel Maschio, no </p><p>bairro Barra da Itoupava, tm participado de um projeto que </p><p>facilita o aprendizado.</p><p>pg. 04</p><p>Confira as atraes dos</p><p>82 anos de Rio do Sul</p><p>Participe das comemoraes alusivas ao aniversrio de </p><p>emancipao poltico-administrativa do municpio. Entre as </p><p>atraes, tem Dazaranha no Parque Harry Hobus.</p><p>pg. 05</p><p>EXTRA!EXTRA!</p><p>Nosso informativo ainda no tem nome</p></li><li><p>02 Prefeitura de Rio do Sul ?</p><p>Projeto Grfico</p><p>Ivan Weber Barbosa</p><p>Editorao</p><p>Clarissa dos Santos Padilha</p><p>Fotos</p><p>Clarissa dos Santos Padilha</p><p>Liana Trevisan</p><p>Rafael Beling</p><p>Departamento de Comunicao</p><p>Rafael Beling</p><p>Clarissa dos Santos Padilha</p><p>Liana Trevisan</p><p>Contato</p><p>gab.imprensa03@riodosul.sc.gov.br</p><p>(47) 3531-1215</p><p>Periodicidade</p><p>Mensal</p><p>Site</p><p>www.riodosul.sc.gov.br</p><p>Facebook</p><p>www.facebook.com.br/prefeiturariodosul</p><p>Twitter</p><p>www.twitter.com/riodosul</p><p>Prefeitura de Rio do Sul</p><p>Praa 25 de julho, 01 Centro</p><p>CEP: 89160-900</p><p>Expediente</p><p>O informativo interno um </p><p>instrumento muito importante </p><p>para voc, servidor. Ele foi criado </p><p>para melhorar a comunicao de </p><p>uma forma leve e divertida. </p><p>participe, colabore, estamos </p><p>esperando sua sugesto!</p><p>Editorial</p><p>Nosso informativo precisa de um nome!</p><p>Ol! Nosso informativo interno mudou. A partir da pesquisa </p><p>feita no ano passado com os servidores da Prefeitura, </p><p>reformulamos o formato e modernizamos o projeto grfico.</p><p>A partir deste nmero teremos tambm uma coluna de </p><p>sade. As primeiras sero escritas por profissionais do Centro de </p><p>Atendimento Psicossocial (CAPs).</p><p>Quem faz o informativo so os servidores. E queremos </p><p>convid-lo para participar. A comear por escolher um nome para </p><p>ele (leia o regulamento abaixo). Depois, que tal indicar um livro? A </p><p>sua participao fundamental. Participe! Crticas, sugestes, </p><p>elogios, so imprescindveis para que possamos melhorar nosso </p><p>informativo.</p><p>Departamento de Comunicao</p><p>O Departamento de Comunicao da Prefeitura de Rio do </p><p>Sul promove o concurso cultural para escolha do nome de </p><p>seu informativo interno, que ser regido pelo regulamento </p><p>a seguir:</p><p>1. O concurso de carter exclusivamente cultural, sem </p><p>qualquer modalidade de sorteio ou pagamento, nem </p><p>vinculado aquisio ou uso de qualquer bem, direito ou </p><p>servio, aberto a todos os servidores da Prefeitura de Rio </p><p>do Sul, sendo realizado no perodo de primeiro a vinte e </p><p>cinco de abril de 2013.</p><p>2. Os interessados devero enviar a sugesto do nome do </p><p>jornal para o email: gab.imprensa03@riodosul.sc.gov.br, </p><p>at s 13h30min do dia 25 de abril de 2013. Ou entregar </p><p>pessoalmente no Departamento de Comunicao, no </p><p>prdio central da Prefeitura.</p><p>3. No corpo do email dever conter: </p><p> Nome Completo sem abreviaes; </p><p> Telefone para contato (fixo e celular); </p><p> Secretaria que lotado;</p><p> Sugesto do nome para o informativo.</p><p>4. A criao dos nomes dever englobar os conceitos: </p><p>Comunicao, Servidores.</p><p>5. Sero desclassificados os nomes recebidos com temas </p><p>maliciosos, preconceituosos ou que no se refiram ao tema </p><p>e conceitos acima especificados ou ainda que no atendam </p><p>os requisitos bsicos do item 4 deste regulamento. </p><p>6. Os nomes recebidos aps a data estabelecida ou que no </p><p>atenderem ao critrio de escolha estaro auto-</p><p>maticamente desclassificados. </p><p>7. Cada concorrente poder participar com apenas 01 </p><p>(uma) inscrio. </p><p>8. A escolha do vencedor do concurso obedecer ao </p><p>seguinte processo: </p><p> Avaliao das sugestes feita pelo Departamento de </p><p>Comunicao</p><p> Escolha do nome pelo jri composto por: trs </p><p>representantes do Departamento de Comunicao; um </p><p>representante do departamento de Artes Visuais da </p><p>F u n d a o C u l t u r a l ; u m re p re s e n t a n te d o </p><p>departamento de Recursos Humanos; </p><p>9 . vedada a par t ic ipao de ser v idores dos </p><p>departamentos que contm pessoas no jri.</p><p>10. Todos os participantes do concurso inscritos declaram, </p><p>desde logo, serem de sua autoria a criao, no </p><p>constituindo plgio ou qualquer violao de direitos de </p><p>terceiros, e autorizam a sua divulgao em qualquer meio e </p><p>em conexo com o presente concurso sem nus a </p><p>Prefeitura de Rio do Sul. </p><p>11. O ganhador ser premiado com uma cesta de produtos </p><p>naturais. Entre os participantes sero sorteados brindes.</p><p>12. O prmio individual e intransfervel. Em hiptese </p><p>alguma o ganhador poder trocar seu prmio ou receb-lo </p><p>em dinheiro. </p><p>13. O resultado do concurso ser divulgado na edio </p><p>seguinte do Informativo Interno, no ms de maio.</p><p>14. O prmio ser entregue, sem nus, ao contemplado, no </p><p>Departamento de Comunicao, no dia 26 de abril de 2013.</p><p>15. So de responsabilidade dos participantes as </p><p>informaes cadastrais disponibilizadas e, caso o ganhador </p><p>no seja encontrado atravs dos dados por ele fornecidos, </p><p>bem como no reclame o prmio dentro do prazo </p><p>estabelecido no item 13 deste regulamento, o mesmo no </p><p>estar mais disponvel. </p><p>16. Os participantes concordam em ceder Prefeitura de </p><p>Rio do Sul, de carter irrestrito e irrevogvel, sem quaisquer </p><p>nus, os direitos autorais de sua criao, ficando reservado </p><p> Prefeitura de Rio do Sul o direito de utiliz-la a seu </p><p>critrio.</p><p>17. A simples participao neste concurso de incentivo </p><p>criatividade, implica no total conhecimento e aceitao </p><p>irrestrita deste regulamento. </p><p>Regulamento</p><p>Escolha do nome do informativo Interno</p></li><li><p>?A INSTRUO NORMATIVA N 0001/2012 dispe sobre </p><p>o uso dos crachs de identificao dos servidores, estagirios </p><p>e bolsistas da Administrao Direta e Indireta do Poder </p><p>Executivo Municipal. </p><p>Aquele que no estiver utilizando o crach de </p><p>identificao pessoal estar em inobservncia de dever </p><p>funcional previsto em lei, regulamento ou norma interna, </p><p>conforme o disposto no inciso I, Art. 171 da Lei </p><p>Complementar n 207 de 28/09/2010, e estar sujeito as </p><p>penalidades previstas em lei. </p><p>Em caso de perda ou extravio do crach,, dever ser </p><p>comunicado o RH e solicitado outro mediante requerimento.</p><p>O crach dever ser devolvido ao </p><p>Departamento. de RH nos casos de </p><p>qualquer forma de desligamento.</p><p>So dispensados do uso do </p><p>crach,, o Prefeito Municipal,, o </p><p>Vice-Prefeito,, os Secretrios </p><p>M u n i c i p a i s , S e c r e t r i o s </p><p>Adjuntos,, os Superintendentes </p><p>d a s F u n d a e s P b l i c a s </p><p>Munic ipa i s , o P rocurador </p><p>Jurdico Geral,, o Chefe de Gabinete </p><p>e os Guardas Municipais. </p><p>Informa</p><p>Ateno para o</p><p>uso do crach</p><p>Ajude na integrao</p><p>dos novos servidores</p><p>Estamos em fase de contratao de novos servidores </p><p>aprovados no concurso pblico, comissionados, ACTs e bolsistas. </p><p>O que faz a diferena no trabalho so as pessoas e mais do que </p><p>isso, o relacionamento entre as pessoas. Quando o indivduo est </p><p>sob nova influncia de um grupo, passa por um processo de </p><p>adaptao s normas e mudanas internas que com ele ocorrem. </p><p>O processo de integrao de servidores novos deve promover </p><p>a adaptao deles equipe de trabalho, ao entendimento da cultura </p><p>do Poder Executivo, ao conhecimento mais profundo das normas, </p><p>polticas, programas e as pessoas com as quais ir se relacionar.</p><p>O mais importante ter empatia. Lembre-se de quando entrou </p><p>no servio pblico e como foi importante contar com o auxilio de </p><p>um colega. Comportamento gera comportamento, ento, receba </p><p>sempre com prontido, presteza, habilidade e delicadeza.</p><p>No Portal do Servidor voc fica por dentro de todas as </p><p>novidades e informaes do Departamento de Recursos </p><p>Humanos.</p><p>Para se cadastrar basta acessar o portal, clicar em Cadastrar, </p><p>informar os dados pedidos, acessar o email informado para </p><p>validar o acesso. </p><p>Alm do cronograma e da folha de pagamento, voc </p><p>encontra ainda emisso de margem de emprstimo, relatrio </p><p>de acompanhamento de frias; simulador de aposentadoria; </p><p>emisso de certificados; admitidos do ms; aniversariantes do </p><p>ms e muito mais.</p><p>Acesse o Portal do Servidor</p><p>Acesse:</p><p>riodosul.sc.gov.br/rh</p><p>O Coelho passou pela Prefeitura antes da Pscoa e</p><p>encontrou seu xar na Secretaria de Obras.</p><p>Prefeitura de Rio do Sul 03</p></li><li><p>Alunos do Maternal do Centro de Educao Daniel </p><p>Maschio, no bairro Barra da Itoupava, tm participado </p><p>de um projeto que facilita o aprendizado. Trata-se do </p><p>Msica e Poesia na Educao Infantil, desenvolvido </p><p>pela professora Lilian Rode Barbosa. </p><p>A proposta tornar a escola atrativa, onde o </p><p>professor atua como mediador e facilitador do </p><p>conhecimento. Nessa faixa etria entre um ano e meio </p><p>e trs anos as crianas precisam desenvolver a </p><p>linguagem, construir a identidade, a oralidade, socializar </p><p>e assim evoluir. Nesse sentido a msica est sempre </p><p>presente nas aulas, em todas as atividades, pois </p><p>contribui muito nesse processo, assim como a poesia, </p><p>destacou ela, que trabalha h 12 anos na Educao </p><p>Infantil.</p><p>O projeto tambm socializado com os pais, sendo </p><p>disponibilizado no Portflio Semestral. Apresentamos </p><p>para a famlia os propsitos, as atividades desenvolvidas </p><p>para alcanar os objetivos e os resultados. O intuito </p><p>que at o fim do ano letivo cada criana, ao seu tempo, </p><p>alcance o melhor aproveitamento, completou Lilian.</p><p>Msica e Poesia na Educao Infantil</p><p>04 Prefeitura de Rio do Sul ?</p><p>/Minha Escola</p><p>A msica utilizada em todas as atividades</p><p>Projeto facilita acesso ao esporte nas escolas</p><p>/FMD</p><p>A prtica esportiva tem se tornado cada vez mais </p><p>acessvel nas escolas em Rio do Sul, prova disso o </p><p>projeto Revela Talentos da FMD, que de forma itinerante </p><p>busca despertar o interesse dos alunos para as mais </p><p>variadas modalidades esportivas. </p><p>A iniciativa consiste em trabalhar 45 dias em uma </p><p>unidade escolar e com as aulas verificar o talento de cada </p><p>um. Caso o aluno se identifique ter a oportunidade de </p><p>participar das escolinhas, que funcionam no Centro de </p><p>Treinamento, no ginsio municipal. </p><p>O projeto tem mostrado resultados positivos e </p><p>selecionado atletas que podem at competir e representar </p><p>o municpio em diversos campeonatos como a Olesc e </p><p>Joguinhos Abertos.</p><p>O programa tambm prev a formao de alunos </p><p>dedicados, j que para participar necessrio ter boas </p><p>notas, bom comportamento em casa e na escola. FMD apresenta proposta para alunos</p></li><li><p>?Conhea o Trabalho do CAPS</p><p>06 Prefeitura de Rio do Sul ?</p><p>/Coluna de Sade</p><p>Agora nosso informativo contar com </p><p>uma coluna de sade. As primeiras sero </p><p>escritas por profissionais do Centro de </p><p>Ateno Psicossocial (CAPS), de Rio do Sul. </p><p>Para comear conhea um pouco mais </p><p>sobre o CAPS e seu funcionamento:</p><p> Aps a grande transformao da </p><p>Sade Mental no Brasil, surgiu no final da </p><p>dcada de 80 o Centro de Ateno </p><p>Psicossocial (CAPS), para garantir o respeito </p><p>do usurio no seu direito de cidadania se </p><p>diferencie do modelo manicomial existente </p><p>da poca.</p><p> O comprometimento do CAPS se </p><p>d na promoo, preveno e tratamento </p><p>de pessoas que sofrem com transtornos </p><p>mentais graves e persistentes tendo como </p><p>objetivo oferecer populao um espao </p><p>teraputico, onde novos laos sociais </p><p>fami l iares e comunitr ios se jam </p><p>construdos e exercitados atravs dos </p><p>cuidados da equipe multidisciplinar, </p><p>integrando e favorecendo a autonomia das </p><p>pessoas.</p><p> Os usurios so atendidos no CAPS </p><p>atravs de encaminhamento ou livre </p><p>demanda. Atende moradores de Rio do Sul </p><p>em acompanhamento dirio a partir de 14 </p><p>anos e no ambulatrio sem limite de idade. </p><p>No plano teraputico os pacientes </p><p>vivenciam:</p><p>Atendimento individual (psicoterapia, </p><p>orientao);</p><p>Atendimento em grupo (oficinas </p><p>teraputicas, expressivas, ldicas, artesanato, </p><p>grupos operativos, grupos teraputicos, </p><p>culturais);</p><p>Atividades comunitrias (passeios, </p><p>tarde da beleza, atividade fsica, curso de </p><p>fios da FCRS, participao em eventos);</p><p> Dentre os vrios transtornos </p><p>psiquitricos acompanhados pelos mdicos </p><p>e psiclogas do CAPS, alguns estaro em </p><p>destaque no prximo informativo interno </p><p>como: depresso, ansiedade, trastorno do </p><p>pnico, bipolaridade, esquizofrenia e </p><p>dependncia de lcool e outras drogas.</p><p>O CAPS localiza-se na </p><p>rua Marechal Rondon, </p><p>60, Jardim Amrica, </p><p>telefone: 3525-3645.</p><p>Horrio de </p><p>funcionamento:</p><p>7h30 s 11h30 e </p><p>13h30 s 16h30.</p><p>/ASPM Rio do Sul</p><p>Associao investe</p><p>no patrimnio</p><p>A diretoria da Associao dos Servidores Pblicos </p><p>Municipais continua investindo para melhorar a qualidade do </p><p>servio prestado ao associado. Neste incio de 2013 , foram </p><p>investidos aproximadamente R$ 5 mil, na aquisio do novo </p><p>parque infantil, lava-jato de alta presso e nova chapa gs </p><p>para lanches.</p><p>O objetivo da diretoria investir no patrimnio da </p><p>Associao para melhorar cada vez mais a qualidade da </p><p>estrutura da associao.</p><p>Associao em LagesA Associao dos Servidores Pblicos particiou no dia 23 de </p><p>maro da abertura dos Jogos Internos da Associao dos Servidore </p><p>Pblicos de Lages.</p><p>Nossa equipe enfrentou o time da casa. Apesar da derrota, o </p><p>grupo foi presenteado com um trofu como forma de </p><p>agradecimento participao.</p><p>Associe-se voc tambm e </p><p>tenha inmeros benefcios.</p><p>Estamos na pgina 6, j</p><p>enviou uma sugesto de</p><p>nome para nosso informativo?Time da Associao em Lages</p></li><li><p>07Prefeitura de Rio do Sul?</p><p>/Lazer</p><p>Eu li e recomendopor Jailson Roberto de Oliveira</p><p>Ja i l son Rober to de Ol i ve i ra t raba lha no </p><p>Departamento de Patrimnio da Prefeitura e possui o </p><p>hbito da leitura h mais de 20 anos. A preferncia dele </p><p>por histrias reais e biografias. </p><p>Um dos livros que leu e recomenda hoje foi No ar </p><p>rarefeito, de Jon Krakauer. uma histria real de uma </p><p>expedio ao monte Everest, onde morreram doze </p><p>pessoas. Mostra como somos pequenos diante da </p><p>natureza. Uma passagem do livro que me marcou foi de </p><p>um homem que falou com a esposa que estava grvida e </p><p>lhe pediu para seguir a vida.</p><p>Jon Krakauer, autor do livro foi um dos sobreviventes </p><p>desta tragdia, que aconteceu em 1996 e foi a maior j </p><p>ocorrida no local. Embalado pelos acontecimentos, ele escreveu esta histria para </p><p>rever os fatos em detalhes.</p><p>E voc, o que</p><p>tem lido?</p><p>Compartilhe</p><p>conosco!</p><p>A G B H B S C E V A L A D A S D G F</p><p>S C U L O R U T U F Q R T E R M Q H</p><p>I W S H T U C L S I B E S T U D O R</p><p>A L Z A M E G A R O C A G E M R I G</p><p>N E S O R R T C R E S A C O N A S S</p><p>I V A L T A N E I R A V E R D D A O</p><p>S A K V A Q F P N H I Q J I Z P H T</p><p>E Q T H E J Z I H E L A V O T L A N</p><p>V A L T Z L T O D P D J O Q L H O E</p><p>F I N A C O N C Q A F I L T O I F M</p><p>A E J T A J P I O N E I R O S R K I</p><p>G L A H R K M W F U T C H R Y Q R C</p><p>U N Y X U O Z T C H Y R F A O G U S</p><p>E A Q G T E R R A G N A E Y R S K E</p><p>I Y E H L L C K R S H M Q H O A R R</p><p>R F A L U P I O W T R A B A L H O C</p><p>A M I L C K Z A L T N S R O D E N R</p><p>S C R E S A G E H C N O C A S Z T H</p><p>Caa-Palavras Hino de Rio do Sul</p><p>Irradiando cultura e progresso,</p><p>Altaneira cidade ora surge,</p><p>Capital da Regio do Alto Vale,</p><p>Rio do Sul, teu futuro refulge.</p><p>Rio do Sul, sorridente celebras,</p><p>Laboriosas, fagueiras lembranas,</p><p>Por teus feitos, tua terra e tua gente,</p><p>Crescimento e expanso hoje </p><p>alcanas.</p><p>Reunindo bom nome e bom clima,</p><p>Aconchegas coamor mais que tudo,</p><p>Empenhando a certeza da vida,</p><p>No trabalho, na crena e no estudo.</p><p>Os pioneiros que nos precederam,</p><p>Desbravaram com f e coragem</p><p>Os rinces, as valadas, os campos,</p><p>Bem gravando os sinais da passagem.</p><p>Dica</p><p>Mulheres adoram sapatos! E nada pior que </p><p>sair de casa linda e de salto alto, e pegar aquela </p><p>chuva. Pior ainda, perceber que esta chuva </p><p>estragou seu sapato fav...</p></li></ul>