info educação fevereiro 2011 a abril 2011

Download Info educação Fevereiro 2011 a Abril 2011

Post on 05-Jul-2015

1.599 views

Category:

Education

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Transmitindo a alma do método KUMON

TRANSCRIPT

  • 1. infoeducao fevereiro a abril/2011Transmitindo a alma do mtodo Kumon.Base slidade estudosDescubra por que ascapacidades de clculo,leitura e interpretao soto importantes para a vidade qualquer pessoa! Jovem cientista Aluno concluinteganha prmio emcincias florestais! Nesta edio:2Editorial: Metas de estudo e E mais: o avano pelo mtodo Kumon Portugus: Muito mais que ler Que tipo de4e interpretar educao voc Matemtica: Como desenvolver a5capacidade de clculo? quer para seu6Capa: Bens para toda a vida - poten- cializando a base slida de estudosfilho? Ingls: A leitura e a interpretao8em ingls Japons: Ler, interpretar e...9aprender japonsAluna Clarisse HermontBelo Horizonte/ MG Cad voc? concluintes:10 O defensor das florestas Campanha: Que tipo de educao11 voc quer para seu filho? Fique por dentro: novidades nos12 cursos de Ingls e Matemtica!

2. Metas de estudo impulsionam o avanopelo mtodoKumon por Naoya Kitagawa | Presidente do Kumon Amrica do SulPrezados alunos e familiares:nmero um do Japo nos 200 metros rasos, redu- Gostaria de compartilhar dois casos reais ocor- zir as prprias marcas de tempo em um segundo ridos no Japo, pois acredito que representam ou conseguir ser 3 segundos mais veloz aps um uma informao bastante til referente ao mtodoano. E, para isso, escreviam metas como correr Kumon. O primeiro caso diz respeito a algo200 metros 10 vezes por dia, todos os dias, que aconteceu numa escola. No timeou fazer 20 minutos de musculao, de atletismo* de um colgio pbli-coisas que realmente colocavam em co comearam a surgir muitos prtica. Registrar num formulrio alunos que conseguiam osA continuidade nose fazer cada aluno trabalhar em melhores resultados do Ja- estudos e o alcance dasprol de suas metas fez o time po, depois da chegada de de atletismo daquela esco- metas menores sem dvida la formar vrios alunos que certo professor. fazem o aluno alcanaram os melhores re- Ser que esse profes- sor fez os alunos treinarem se beneficiar do grande sultados do pas. mais? Ser que aplicou al- resultado que isso produz: oNo caso do Kumon, isso guma tcnica especial comaprimoramento daacontece de forma seme- eles? A resposta : no. Sur- lhante porque, por exemplo,prpria habilidade preendentemente, a grande temos como meta maior aacadmica. concluso do material didtico, diferena estava no fato do pro- fessor fazer os alunos preenche- que um grande objetivo, e, para rem um formulrio. Nessa folha, elesalcan-lo, podemos ter metas in- deviam escrever suas metas e declarar termedirias como, por exemplo, termi- o que deviam fazer para alcan-las. Cada aluno nar o estgio atual dentro de um ms, chegar anotava tanto as suas metas mximas, como a deao estgio G at o prximo ano, etc. ser o melhor do Japo, como as metas interme- lgico que essas metas podem ser alcanadas dirias necessrias para alcanar as mximas. Es- se o aluno adotar aes para tal feito como estu- creviam metas ousadas como, por exemplo, ser o dar 5 folhas todos os dias, ser mais concentrado* atividade extra-curricular com diversas modalidades de atletismo 2 3. editorialpara reduzir o tempo de estudo, etc. O orientador aulas eram individualizadas. Assim, foram obtidosno ensina o aluno porque, no Kumon, o prprioresultados excelentes, tais como a formao dosaluno que estuda o material didtico por si mes-alunos mais jovens aprovados nos exames anuaismo e, desse modo, vai alcanando suas metas.para auditor fiscal de todo o pas.O material didtico est estruturado de maneiraA metodologia de estudo aplicada por aqueleque o aluno possa resolver os exerccios sozinho, professor muito parecida ao mtodo Kumon. Ouma vez que o grau de complexidade do conte- aluno resolve exerccios adequados ao prprio n-do aumenta gradativamente. Em outras palavras, ovel, estudando sozinho em vez de ser ensinado. estudo no Kumon tem incorporada a mesma meto- justamente por isso que o aluno consegue resolverdologia de trabalho que produziu grandes resultados por si mesmo, e em seu prprio ritmo, at os exer-no colgio citado anteriormente. Por isso, estudandoccios mais complexos. Essa tcnica exatamentecom o mtodo Kumon e alcanando as metas, todos igual ao nosso Mtodo. O Kumon tambm desen-os alunos podem aumentar sua habilidade acad-volve no aluno uma elevada habilidade acadmicamica ao ponto de se tornarem o nmero um de seu que lhe ser til no futuro.pas. A continuidade nos estudos e o alcance das Nesta edio apresentei casos do Japo, masmetas menores sem dvida fazem o aluno se benefi-acredito que no Brasil tenhamos diversos casos deciar do grande resultado que isso produz: o aprimo-sucesso similares aos do mtodo Kumon. Esperoramento da prpria habilidade acadmica.que, com metas e confiana, sigam adiante no Em outra escola, desta vez do ensino mdio,estudo pelo mtodo Kumon.vrios alunos obtiveram o ttulo nacional de con-sultor fiscal, o qual muito difcil de se conseguirno Japo. Naturalmente, esses alunos foram aspessoas mais jovens a obter tal ttulo. O que teriaacontecido naquela escola? Neste caso, tudoesteve relacionado tambm ao trabalho deum professor recm-chegado na escola.Mas, o que ele fez? Algo parecido aoexemplo anterior...Antes de obter o difcil ttulode consultor fiscal, ele propunhaaos alunos a meta de conse-guir a habilitao de contador,que era mais fcil. Para isso,estabeleceu metas menores,como a de resolver certo li-vro de exerccios. E fez comque os alunos tivessemmuitas metas que poderiamser alcanadas com menoresforo. Nas aulas, entre-gava aos alunos uma apos-tila personalizada com exer-ccios especficos para cadaum. Os alunos estudavamsozinhos essas apostilas e so-mente procuravam o professorpara tirar dvidas. Ou seja, as 3 4. portugus Muito mais que ler einterpretar O curso de Portugus do Kumon tem como prin- a quantidade de palavras e o grau de complexidade cipal objetivo desenvolver, de maneira gradativa, avai aumentando, at chegar, por exemplo, a Shakes- capacidade de leitura e interpretao de textos, habi- peare, Rousseau e Padre Antnio Vieira, no estgio J. lidades bsicas de estudo importantes para a vida dePara alcanar este e muito outros objetivos, no qualquer pessoa. Assim, os primeiros estgios traba- entanto, preciso partir de um ponto fundamental: o lham com textos curtos e bem simples e, aos poucos,desenvolvimento da capacidade bsica de estudos. E isso pode comear a ser feito mesmo antes de Amigo dos livros as crianas aprenderem a ler e escrever. Basta esti-mul-las a reconhecer letras, sons e palavras, como Cuidando da horta que tem em casa, vendo te-o prprio nome, na fase de pr-alfabetizao. leviso, usando o computador e passeando com o cozinho da famlia. Todos na casa de Heitor LuizNo primeiro estgio do curso de Portugus do Ku- Pereira j sabem: se no est entretido com a lei- mon, o aluno associa as palavras escritas com seus tura de algum livro, provavelmente est desempe- sons e imagens. Com isso, a criana comea a reco- nhando uma dessas atividades.nhecer as palavras, percebe como elas so formadas Bastante curioso e muito tranquilo, este mineiri-e, ento, tem incio o processo de leitura. nho de 11 anos viu a vida mudar depois que iniciouCom o estmulo adequado, a criana tambm o curso de Portugus do Kumon. O Heitor no adquire a capacidade de cpia consciente, isto , gostava de ler e tinha muita dificuldade para inter- consegue, alm de reproduzir corretamente as letras pretar e produzir textos. O Kumon tem lhe ajudadode uma palavra, associar o que escreveu ao seu real muito em suas conquistas. Ele adquiriu um grande significado, desenvolvendo a escrita. prazer pela leitura, competncia na interpretao e A partir da, o material didtico do Kumon desen- produo de textos, e se tornou mais organizado evolve uma outra habilidade fundamental em seus alu- concentrado, conta feliz sua me. nos: a leitura associada formao de imagens. Isso Mas no foi s isso. O estudo pelo Mtodo tam- porque ler no significa apenas decodificar as letras. bm trouxe outra importante vitria para a vida do Junto com esse processo, necessrio tambm que garoto. Com seu esforo, o Heitor conseguiu uma o leitor imagine o contedo lido. isso que ir garan- bolsa integral para estudar no Colgio So Migueltir a compreenso textual. Arganjo, da rede particular. Ficamos muito felizesNa medida em que vai desenvolvendo as habili- e orgulhosos, porque sem esta con- dades de leitura e compreenso, a criana torna-sequista no teramos como man- capaz de ler textos cada vez mais complexos e tam- t-lo em um colgio to bombm de fazer snteses. como esse, diz orgulhosa. Para sintetizar um texto, o aluno precisa compre-Heitor concluinte end-lo em sua plenitude. Assim, a sntese exige que de Portugus e estudao aluno tenha compreendido o que leu e tenha reco- Matemtica na Unidadenhecido e assimilado as informaes mais importan-Santa Ins, em BeloHorizonte/MG, com a tes ali inseridas. esse trabalho de ler sintetizandoorientadora Sueli Hott. que garantir que o aluno possa ler e compreendertextos mais extensos e complexos, como os clssi-O que o Kumon trouxe de melhor para aminha vida foi a leitura. Hoje, posso dizercos da literatura mundial; e tambm os contedos deque no saberia viver sem a companhia deoutras disciplinas e textos diversos, o que lhe ser tilum livro. - Heitor, ao lado da me.dentro e fora da escola... para sempre. 4 5. matemtica Como desenvolvera capacidade declculo? S o m a r,tinha concentrao. Aos poucos, ele foi assimilandoEric deixa todos admirados com subtrair, mul-a postura. Tenho que ressaltar o papel importantesua alta habilidade de clculo.tiplicar,dividir. da famlia neste processo. Os pais sempre o esti- Estas quatro ope- mularam e criaram em casa horrios para estudar eraes formam a base do raciocnio matemtico. o hbito de fazer as tarefas diariamente. A me faz aPorm, esta capacidade de raciocinar baseando-se chamada oral, brinca de adio, de subtrao, o queem operaes com nmeros envolve outros fatoresajuda o trabalho no Kumon, ressalta a orientadora.alm dos clculos como, por exemplo, o preparo O responsvel pelo Departam