infecÇÕes no sistema nervoso central. meningococcemia

Download INFECÇÕES NO SISTEMA NERVOSO CENTRAL. MENINGOCOCCEMIA

Post on 17-Apr-2015

107 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • INFECES NO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
  • Slide 2
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 3
  • A mortalidade: pases desenvolvidos 10% pases em desenvolvidos 50% no Brasil 20% O polimorfismo gentico de molculas tais como lectina ligadora de manose est fortemente associado suscetibilidade de um indivduo doena
  • Slide 4
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 5
  • Reconhecimento precoce Sintomas no-especficos: febre, sonolncia, nusea e vmitos, irritabilidade e falta de apetite, esto presentes de 4 a 6 h aps o incio da doena. Sinais no-especficos de sepse (ex: dor na perna, mos e ps frios, e cor anormal) dentro de 12 h aps o incio da doena. O rash purprico clssico, com desenvolvimento rpido, e dor ou rigidez de nuca geralmente aparecem depois de 12 h. Pontos crticos da DM
  • Slide 6
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 7
  • Pontos crticos da DM Reconhecimento precoce do choque Choque a incapacidade do sistema circulatrio de fornecer perfuso adequada aos tecidos; sinais de hipoperfuso tais como: - perfuso perifrica insuficiente - nvel de conscincia alterado - dbito urinrio reduzido devem ser evidentes. O corpo pode compensar pela perda de at 25 a 40% do volume sangneo sem desenvolver hipotenso. Taquicardia pode ser o nico sinal precoce presente e a hipotenso normalmente significa que a criana tem pouca reserva hemodinmica.
  • Slide 8
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 9
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 10
  • Fluidoterapia - A fluidoterapia visa restabelecer freqncia cardaca, tempo de preenchimento capilar, dbito cardaco, presso sangnea. - A terapia inicial e de emergncia deve incluir bolus repetidos de 20 mL/kg de cristalide isotnico (ex: soro fisiolgico 0,9%) ou colides (ex: albumina) at que o choque tenha sido resolvido. - Caso mais de 60 mL/kg tenha sido usado, a criana deve ser encaminhada a um centro tercirio. - A fluidoterapia no deve ser interrompida em 60 mL/kg, e as crianas com DM grave podem necessitar de 100-200 mL/kg de volume, mas tais pacientes necessitaro de suporte ventilatrio.
  • Slide 11
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 12
  • Cada hora de atraso no tratamento do choque est associada a um aumento de ao menos duas vezes na mortalidade. H uma taxa de sobrevida de 94% quando o choque revertido at 75 minutos aps sua manifestao.
  • Slide 13
  • MENINGOCOCCEMIA
  • Slide 14
  • MENINGOCOCCEMIA