impactos do programa bolsa familia no mercado ?· conforme os dados do sistema de benefícios ao...

Download IMPACTOS DO PROGRAMA BOLSA FAMILIA NO MERCADO ?· Conforme os dados do Sistema de Benefícios ao Cidadão…

Post on 08-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

IMPACTOS DO PROGRAMA BOLSA FAMILIA NO MERCADO DE TRABALHO E

NA RENDA DOS TRABALHADORES RURAIS

Edward Martins Costa1

Rayssa Alexandre Costa2

Francisca Zilania Mariano3

Daniella Medeiros Cavalcante4

Grupo 2. Economia Social e do Trabalho

Resumo: O presente estudo avalia os efeitos do Programa Bolsa Famlia no mercado de

trabalho das famlias pobres que residem em reas rurais do Brasil. Para a anlise, foi

utilizado o Censo Demogrfico (2010) e duas metodologias: Propensity Score Matching

(PSM) e Efeito Quantlico de Tratamento (EQT). Observou-se como resultados do efeito

mdio, que no Brasil e regies, as horas trabalhadas dos beneficirios so menores que a dos

no beneficirios, assim como, a renda do trabalho. Quanto aos efeitos na distribuio, para a

maioria dos quantis nulo, entretanto, em alguns quantis, os beneficirios possuem menos

horas trabalhadas que os no beneficirios. Os resultados, na mdia, indicaram um possvel

efeito desincentivo do programa sobre as horas trabalhadas, ocasionando uma reduo na

renda das famlias proveniente do trabalho. Na anlise por quantis no se pode afirmar o

mesmo, visto que os resultados dos efeitos nas horas trabalhadas foram distintos.

Palavras-chave: Programa Bolsa Famlia, Propensity Score Matching, Efeito Quantlico de

Tratamento, Mercado de Trabalho.

Abstract: This study evaluates the effects of the Bolsa Famlia Program in the labor market

of poor families living in rural areas of Brazil. For the analysis, we used the Census (2010)

and two methodologies: Propensity Score Matching (PSM) and Quantlico treatment effect

(EQT). It was observed as the average effect results in Brazil and regions, the working hours

of the beneficiaries is lower than that of non-beneficiaries, as well as labor income. The

effects on distribution, for most quantile the effect is null, however, in some quantile,

beneficiaries have fewer working hours than non-beneficiaries. The results, on average,

indicated a possible "deterrent effect" of the program on the hours worked, causing a decrease

in household income from work. In the analysis by quantile can not say the same, as the

results of the effects on hours worked were different.

Key words: Bolsa Famlia Program; Propensity Score Matching; Quantlico Treatment

Effect; Label Market CLASSIFICAO JEL: C21, C35, I30, R23

1Doutor em Economia (PIMES/UFPE). Professor do Mestrado Acadmico em Economia Rural (MAER/UFC).

E-mail: edwardcosta@ufc.br. 2Mestre em Economia Rural (MAER/UFC). Doutoranda em Economia Aplicada (ESALQ/USP). E-mail:

rayssacosta_@hotmail.com. 3Professora UFC/Campus de Sobral. Doutoranda em Economia, CAEN/UFC. E-mail: zilania@ufc.br. 4Mestre em Economia (PPGE/UFRN). Doutoranda em Economia (PIMES/UFPE). E-mail: dayukarini@gmail.com.

https://webmail.ufc.br/src/compose.php?send_to=edwardcosta%40ufc.brmailto:zilania@ufc.brmailto:dayukarini@gmail.com

1. Introduo O meio rural vem passando por diversas transformaes nas ltimas dcadas, dentre

elas, est a adoo do modelo de modernizao do setor agrcola, ocorrida em meados da

dcada de 1960, com a introduo de meios de produo mais avanados e de polticas

pblicas destinadas a este setor. Consequentemente esse perodo marcou o incio de um novo

modelo econmico no pas por meio da mudana do chamado modelo de substituio de

importaes pela modernizao do setor agrrio e formao do Complexo Agroindustrial (TEIXEIRA, 2005).

De acordo com Ferreira et al (2006), embora tenha havido uma mudana produtiva na

agropecuria brasileira, essa mudana se deu de forma desigual entre as regies do pas.

Goodman, Sorj e Wilkison (1985 apud NASCIMENTO et al, 2008), destacam que os mdios

e grandes produtores foram os mais beneficiados, principalmente aqueles que se direcionavam

para a produo de produtos de exportao e/ou ligados s agroindstrias, em especial os do

Centro-Sul do pas. Conforme Teixeira (2005), os produtores das pequenas propriedades no

foram includos nesse processo de modernizao, devido aos altos custos de produo. Assim,

alguns pequenos produtores (principalmente aqueles que praticavam agricultura de

subsistncia) abandonaram as atividades agrcolas, deixando o campo e migrando para os

centros urbanos.

J na dcada de 1990, a abertura comercial brasileira foi implementada pelo governo

Collor, na qual foi eliminada a maior parte das barreiras no-tarifrias e reduziram

gradativamente o nvel e o grau de proteo da indstria local (AVERBUG, 1999). Com isso,

a entrada de produtos agrcolas similares aos nacionais foi permitida, aumentando a

concorrncia no mercado interno (CARVALHO; MARINHO, 2003). Aliada a abertura

comercial, outras mudanas sofridas no perodo foram responsveis pela diminuio da oferta

de empregos no setor agrcola como a reduo de incentivos do governo, a sobrevalorizao

do cmbio e a queda do preo dos produtos agrcolas (SANTOS et al, 2010).

Todos esses desdobramentos ampliaram ainda mais as disparidades de renda no meio

rural. Incapazes de competir com a grande indstria rural, os pequenos produtores que

escolheram continuar no campo, passaram a buscar outras formas de sobrevivncia alm da

produo para o autoconsumo, assim, conforme Santos et al (2010), atividades no agrcolas,

como artesanato, cultivo de flores, ecoturismo, prestao de servios e comrcio, viraram

fontes de renda, viabilizando a permanncia nas reas rurais.

Diante disto, o meio rural apresenta uma grande distoro em relao rea urbana

quanto a alguns indicadores, como menor rendimento mdio familiar e maior percentual de

famlias pobres e extremamente pobres (IBGE, 2015). Na tentativa de reverter ou amenizar

esse quadro, algumas estratgias vm sendo empregadas na esperana de fortalecer e

promover o segmento rural, como polticas de crdito e programas de transferncias de renda,

em especial, o Programa Bolsa Famlia (PBF).

O PBF um programa de transferncia de renda condicionada que tem como objetivo

atenuar a situao de pobreza das famlias, no curto prazo, com a imposio de

condicionalidades nas reas da educao, sade e assistncia social.

As maiores crticas e questionamentos so a respeito de um possvel efeito negativo

que o programa possui sobre o mercado de trabalho, o chamado efeito desincentivo

(COSTA et al, 2014) ao trabalho. Segundo Tavares (2008), este efeito, tambm conhecido

como efeito-renda, trata da reduo da oferta de trabalho dos membros adultos das famlias

beneficiadas em vista das transferncias monetrias recebidas por estes. Ou seja, existe um

tipo de recompensa pela perda salarial, por meio da transferncia de renda repassada s

famlias, assim, a renda familiar no comprometida.

Diante do exposto, surgem alguns questionamentos: o Programa Bolsa Famlia gera

efeito-desincentivo ao trabalho nas famlias beneficiadas pelo programa situadas nas reas

rurais? Caso provoque, esse impacto observado em todos os estratos de renda e nas horas

trabalhadas?

Dessa forma, este trabalho busca investigar o efeito do PBF no mercado de trabalho,

por meio das horas trabalhadas e da renda, das famlias pobres situadas nas reas rurais por

meio de duas metodologias: Propensity Score Matching (PSM) e Efeito Quantlico de

Tratamento (EQT) proposto por Firpo (2007). Diante disso, a contribuio deste trabalho para

a literatura se apresenta, principalmente, por mensurar o efeito do programa, especificamente

para as reas rurais das regies brasileiras, na mdia e em toda a distribuio, permitindo

verificar os estratos de renda e as horas de trabalho semanais, nos quais o efeito mais

expressivo.

Neste sentido, este trabalho est estruturado em cinco sees, incluindo esta

introduo. Na seo dois, ser feita uma discusso terica sobre o Programa Bolsa Famlia,

os efeitos do PBF no mercado de trabalho, assim como alguns estudos empricos que foram

feitos. A metodologia ser apresentada na terceira seo. Os resultados podem ser observados

na seo quatro. E, por ltimo, as consideraes finais do trabalho sero apresentadas na

seo cinco.

2 REVISO DE LITERATURA

2.1 Programa Bolsa Famlia - PBF

O Programa Bolsa Famlia5 (PBF) um programa de transferncia direta de renda

condicionada e foi criado pelo Governo Federal com o objetivo de, no curto prazo, aliviar a

situao de pobreza e promover segurana alimentar e nutricional das famlias que se

encontram em posio de vulnerabilidade social em todo o pas. Segundo Soares e Styro

(2009), o PBF resultou da unificao6 de outros programas de transferncias de renda (Bolsa

Escola, Bolsa Alimentao, Auxlio Gs e Carto Alimentao), que poca se encontravam

em situao de caos, onde cada programa federal tinha sua agncia executora, alm disso, a

coordenao entre elas era mnima. Os sistemas de informao dos programas eram distintos

e no havia comunicao entre eles, como consequncia muitas famlias poderiam receber

benefcios de todos os programas, enquanto outras que se encontravam nas mesmas condies

sociais poderiam ser negligenciadas, podendo at mesmo, no receber qualquer benefcio.

O Bolsa Famlia, desde a sua criao, conta com o Cadnico como uma f

Recommended

View more >