imobiliario 19 6 13

Download Imobiliario 19 6 13

Post on 11-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

jornais

TRANSCRIPT

  • 14 | Quarta-feira, 19 de junho de 2013 |

    A dignidade flor da peleARTIGO

    Desculpe o transtorno. Estamosmudando o pas.

    Com este extraordinrio recado, ajuventude brasileira justificou o grandeespetculo da democracia e da cidada-nia, que os brasileiros aplaudem cheiosde emoo.

    Se antes havia o temor de uma ge-rao de jovens aptica e desinteressa-da pela nao, esse temor se dilui e setransforma em atitude elevada, politica-mente correta, como gostam de afirmaros ideolgicos, uma verdadeira atitudecidad; que relembra as Diretas-J e oFora Collor.

    Os 20 centavos que serviram de temano lanamento do movimento Passe Li-vre, em So Paulo, transformaram-seem milhes, bilhes de mritos pelo rep-dio a um status bilhardrio na construode estdios, ou arenas, incompatveis coma realidade crtica e, em alguns lugaresnos grotes catica, das polticas sociais,principalmente sade e educao.

    Nada mais salutar do que comparti-lhar este momento de civismo e cidada-nia. salutar destacar algumas opiniese momentos deste evento pelas fantsti-cas redes sociais.

    Adelino Venturi Comeamos pela indignao de umilustre homem pblico, o ministro JoaquimBarbosa, presidente do Supremo TribunalFederal (STF):Somos o nico caso dedemocracia no mundo em que condenadospor corrupo legislam contra os juzes queos condenaram.

    Somos o nico caso de democracia nomundo em que as decises do SupremoTribunal podem ser mudadas por condena-dos.

    Somos o nico caso de democracia nomundo em que deputados aps condena-dos assumem cargos e afrontam o Judici-rio.

    Somos o nico caso de democracia nomundo em que possvel que condenadosfaam seus habeas corpus, ou legislem paramudar a lei e serem libertos.

    Destaco, tambm, uma manifestaode um jovem estudante gacho, manifesta-es de alguns companheiros professorese jornalistas veiculadas pelo Facebook.

    Em particular, esta do jovem DiegoLopes:

    Acho que no era esse tipo de nacio-nalismo que os organizadores e idealizado-res da Copa esperavam ver dos brasilei-ros. Imagino que o governo esperava veraquele nacionalismo infantil e pr-escolarde quem se satisfaz com um gol do Brasilou em vestir a camisa da seleo, essas

    bobagens que nos acompanham desdea copa de 58. Cinco taas de ouro queno mudam nada. No entanto, eis quesurge esse nacionalismo surpreendentede quem se preocupa com uma socieda-de mais justa e menos corrupta, um nacio-nalismo de quem no se contenta emdeixar para os outros a responsabilidadesobre o destino poltico do pas. No finaldas contas, o melhor legado que a Copavai nos deixar a indignao que elaprovoca.

    Agora, todo esse movimento preci-sa superar alguns desafios se no quiseracabar em nada. Primeiro precisa supe-rar a imagem negativa gerada pela mino-ria violenta que transforma um ato cvicoem vandalismo. Depois, precisa superara tendncia antidemocrtica de muitaspessoas que, no calor da indignao,desejam simplesmente impor sua vonta-de sem dar abertura ao dilogo. E porltimo, e mais importante, vencer odesafio de transformar todo esse movi-mento em um resultado real e positivopara todos.

    Adelino Venturi professor, empre-srio e membro do Conselho Deliberati-vo da Associao Comercial, Indus-trial, Agrcola e de Prestao de Servi-o (Aciap), de So Jos dos Pinhais