historias do povo cigano sugestoes para profs

Download Historias do povo cigano   sugestoes para profs

Post on 06-Jun-2015

877 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Histrias do Povo CiganoSug est es d e A c tivid a d es p ara o Ensino Bsic oD e p arta m e nto d a Ed u c a o Bsic a

2. HistriasdoPovo CiganoSug est es d e Activid a d es p ara o Ensino Bsic oD e p a rt a m e nto d a Edu c a oBsic a 3. Haga NDICE clic dobleH aqu paraa editar el Introduo 5g texto.aFIC H A 1 Eu, Cigano...7do HA 2FICb Famlia A9lFIC H A 3eA Escola11cliFIC H A 4O Nomadismo13caFIC H A 5q LnguaA15uFIC H A 6 A Venda17paFIC H A 7r A Casa 19aFIC H A 8eAs Tradies 21dFIC H A 9itO Namoro e o Casamento 25ar H A 10 FICe Msica A 29ltexto. 4. INTRODUOTendo em vista melhorar a eficcia da resposta educativa aos problemas surgidos dadiversidade dos contextos escolares e assegurar que todos os alunos aprendam mais ede um modo mais significativo, o Departamento da Educao Bsica editou o livro "Eu,Cigano sempre!" e concebeu agora "Histrias do Povo Cigano", adaptadas a crianas,contribuindo para a construo de uma escola de qualidade, mais humana, criativa einteligente.Os excertos de histrias aqui apresentados resultam d e uma recolha efectuada emLisboa, Porto, Bragana, vora e Portimo entre Junho e Dezembro de 1998, no mbitodo Projecto "R O M-SF" (Programa Scrates), desenvolvido em parceria com o sMinistrios da Educao da Sucia e Finlndia.C onscientes da multiplicidade de situaes quotidianas, queremos apenas sugerir-lhealgumas abordagens possveis, que no se esgotam aqui. Embora no se pretenda umtratamento exaustivo dest a temtica, o(a) professor(a) poder seleccionarcompetncias, organizar contedos e desenvolver o seu trabalho, segundo a concepode estratgias/ actividades diversificadas que criem condies para a transversalidadedas aprendizagens, numa perspectiva de desenvolvimento integral do aluno e de umaefectiva educao para a cidadania. 5 5. FICH A 1 EU, CIGANOIDEIAS-CHAVE: O trajo c iganoTEXT O 1 G osto d e vestir to d as as c ores! O trajo d as cig a n as c olorid o! G osto m uito d e v e r u m a mulher b e m arra nja d a , d e trajo c o m prid o e c o m brin c os e pulseiras. Q u a nd o m e re form ar e g a nh ar a lgu m dinheiro c erto, qu ero c o m prar ouro p a r a a minh a mulher. N o f a lt a muito te m p o! (Arm nio, 60 a nos, Portim o)TEXT O2H diferen as gra nd es entre o te m po d e a ntig a m ente e os te m pos d e a gora . Acho que so m osc a d a vez m enos cig a nos. J se veste d e tud o, j se faz d e tud o. Por mim n o m e im p orto, n ocritic o, d esd e que se sinta m b e m... n o gosto que se m eta m e m proble m as.(La ura , 57 a nos, Lisbo a) 7 6. CURIOSIDADES:O p ovo C ig a no re g e-se p or leis pr pri as, qu e n o est o escrit as, m asque to d os os cig a nos c onhe c e m muito b e m;Os cig a nos id e ntific a m-se norm alm e nte p elo vestu rio e c ara cterstic asfsic as: a gra nd e m aioria te m a p ele e os olhos b asta nte escuros;Os cig a nos s o um povo oriundo d a ndia .SUGESTES DE ACTIVIDADES:Re c olh a d e teste munhos/histrias d e fa miliares cig a nos;Desenho d e um a cig a n a;Dra m atiza o d e um a c en a d o quotidia no cig a no;C onstru o d e u m lbu m d e turm a (c a d a a luno f a z u m a bre v ed escri o d ele m esm o, junta nd o a su a foto);El a b ora o d e u m p e qu e no proje c to d e inv estig a o so bre um ap erson a g e m ou figura cig a n a ilustre.8 7. FICH A 2 A FAMLIAIDEIAS-CHAVE: Fa mlia numerosaTEXTOC asei c o m 14 a nos e fiquei viva c e do.D a ntes a nd a v a a p e dir u m a esm ola p ara d ard e c o m er a os m e us filhos. Ag ora cresc era m eg a nh a m eles o p o. A vid a d eles a nd ar a qui,a nd ar ali.O m e u p ai j est muito velhote . Para nos criarp a d e c e u muito. N a q u ele te m p o tosquia v aburros e as p esso as d a v a m-lh e quinze ou vinteesc ud os por c a d a burro qu e tosquia v a . Eletra zi a o dinh eirinho e vinh a d ar minh a m equ e D e us te m, p ara ela fazer u m a p a n elinh ad e c o m er p ara todos.Viva m os n a ru a . O m eu p ai f a zi a u m asb arra quinh as d e p a no e d orma m os a li unsqu a ntos.Viv e m os se m pre juntos. S nos se p a r m osp ara c asar.Te nho seis filhos. N e nhu m d eles foi esc ola .M or a m a q ui c o m i g o . Viv e m os s e m p r ejuntinhos.(Lusa , 57 a nos, Portim o) 9 8. CURIOSIDADES: A fa mlia cig a n a qu ase se m pre num erosa; fre qu e nte o a gre g a d o f a miliar ser c onstitud o p or m a is d o qu e u m a g era o -a vs, p ais, filhos, tios, prim os...; De pois do c asa m ento, o c asal c ostum a ir viver c o m os p ais do noivo; O ho m e m que m to m a as gra nd es d e cis es d e fa mlia; Muitas vezes s o os p ais a d e cidir c o m que m c asa m os filhos. SUGESTES DE ACTIVIDADES: C o m p ara o entre a fa mlia referid a no texto e a fa mlia do aluno; Lista g e m d e p alavras asso cia d as vid a fa miliar; Desenho d a fa mlia do aluno; Dr a m a tiz a o d e u m a c e n a f a m ili a r; Explora o/d e b ate e m p e queno grup o d as se guintes frases:F ala m os cig a no uns c o m os outros;Entre os cig a nos a m ulh er g overn a a c asa e o ho m e mgovern a a vid a .10 9. FICH A 3 A ESCOLAIDEIAS-CHAVE: Ir / n o ir escolaTEXTOAos sete a nos p erdi o m e u p ai e fiqu ei a viverso m e nte c o m a minh a m e . Nesse a no e ntreip ara a esc ola , m as fui o brig a d o a d esistires voltei a entrar a os d ez a nos. A professora p e diup ara levarm os algum m aterial. C o m o a minh am e n o c onse guiu c o m pr-lo, e u a p a nh eivergonh a e tive que d eixar a esc ola .Q u a nd o voltei, a os d ez a nos, j s a bi a ler eescrever. E voltei a d esistir p orqu e che g avam uito tard e a c asa . Re gressei m a is u m a vez.M a tric ulei-m e n a esc ola d e Alv ala d e , noite.Adorava a quela esc ola! Foi ond e p assa do doiso u trs a nos fiz o se gund o ciclo t a m b m noite. (lv aro, 27 a nos, Lisb o a)11 10. CURIOSIDADES: As cri a n as cig a n as n o g ost a m d e est ar m uito te m p o fe c h a d as n a sala d e a ula; G eralm e nte gra nd e p arte d os p ais cig a nos c onsid era qu e o horrio esc olar se inicia muito c e d o. Se o filho disser qu e n o qu er ir, o p ai n o insiste; As cria n as cig a n as, p or v ezes, d esiste m d a esc ola p orqu e t m q u e to m ar c ont a d os irm os m ais novos o u p orqu e os p ais m ud a m d e resid n ci a ; As m e nin as cig a n as qu a nd o c o m e a m a cresc er sa e m d a esc ola p orque n o p o d e m c onviver c o m ra p azes; A m aioria d os cig a nos m ais velhos n o fre quentou a esc ola; N a esc ola ta m b m p o d e m os a prend er a c onhe c er a cultura cig a n a . SUGESTES DE ACTIVIDADES: Cria o d e histrias re c orre nd o a du as via g e ns im a gin rias: a esc ola id e al; c o m o serei, o qu e f arei d a qui a 25 a nos? Re aliza o d e u m d e b a te so bre as v a nt a g e ns e d esv a nt a g e ns d e fre qu e nt ar a esc ol a ; Id e ntific a o/re pro du o d e sons asso cia d os esc ola .12 11. FICH A 4O NOMADISMOIDEIAS-CHAVE: A nd ar d e terra em terraTEXT OO t e m p o a ntig o er a m uito b onito!O s c i g a n os i a m p or a q u e l a sp ast a g e ns, a c a nt ar, a b ailar.And a v a m p elo mund o, c o m a"c asa" s c ostas.Os m e us p a is tinh a m u m a c arro ae vivia m p or a qui e p or ali, a vend erc o isin h a s. A c a m p v a m os n osc a m p os, e m stios on d e houvessep asto p ara os a nim ais.Le m bro-m e d e t erm os u m ac a n astra , c o m um a gra nd e to alh a ,u m c ntaro, u m a c a feteira p ara oc af e m cim a d e um gra nd e lum e.E p a lh a no ch o c o m o o m e ninoJesus.A nossa vid a era esta . And ar d e terra e m terra a vend er d e p orta e m p orta . Viva m os hoje a qui,a m a nh al m. N o tnh a m os um a c asa , p or isso a p a nh va m os muito frio e muita chuva . M aseu, a o m esm o te m po, gostava d e a nd ar assim.(M aria n a , 47 a nos, Portim o)13 12. CURIOSIDADES: Antig a m e nte existia um a lei, qu e proibia os cig a nos d e fic ar m ais d e 24 horas no m esm o stio; Por tere m sid o u m p ovo n m a d a , a ind a hoje muitos cig a nos t m o h bito d e d o brar diaria m e nte , os c o b ertores e le n is d a c a m a. C h a m a m a este h bito "arm arof a to"; Mesm o vive nd o e m c asas, muit as vezes os cig a nos volt a m a d eslo c ar- se c o m fre qu n cia , p or m otivos profission ais (v e nd a a m bula nte , tra b alho sazon al), ou qu a ndo se za ng a m uns c o m os outros. SUGESTES DE ACTIVIDADES: Pintura d o itin errio d o p ovo cig a no a t Pe nnsula Ib ric a (m a p a); Explora o d o itin errio se guid o p elo p ovo cig a no (m a p a ); Anlise do provrbio cig ano: "A terra a minha p tria, o c u o m eu te cto e a lib erd a d e a minh a religi o".14 13. FICH A 5A LNGUAIDEIAS-CHAVE: Rom a ni / C alTEXTOO Ro m a ni a nossa lngu a , m as pouc os cig a nos a sa b e m falar pois c a d a vez se usa m enos.M esm o d a ntes s f a l v a m os e m fre nte a os senhores (os n o c i g a n os), p a r a q u e n onos e nte nd esse m . C o m o c onvvio qu e a g ora te m os c o m to d a ag e nte , d eixou d e f a z e rf alt a .Antig a m e nte er a c ois a im p orta nte .Q u a nd o v a m o s a G u a r d a d iz a m o sv e m a o arc a nhin , cig a n a diz-sec a lhin . Q u e m f ala a verd a d e , n om ere c e c a stig o!Te nho m uit a p e n a qu e se p erc a alngu a , p orqu e m uito a ntig a ep orqu e g osto m uito. Eu m esm o e mc asa f alo c o m o m e u m arid o ee nsin o a to d osos m e usfilh os. (Ro m a n a , 45 a n os,v or a ) 15 14. CURIOSIDADES: Em Portug al e e m Esp a nh a os cig a nos fala m um a varia nte (diale cto) d o Ro m a ni, ch a m a-se c al; Os cig a nos ne m se m pre gosta m d e ensin ar o Ro m a ni/C al; O s cig a nos n o escre v e m a su a histria n e m a su a lngu a - c ultura gra f a ; Em C al m enino n o cig a no diz-se la currilho. SUGESTES DE ACTIVIDADES: C onstru o d e um glossrio e m C al e Portugus; De b ate so bre a im p ort ncia d a preserva o d a lngu a cig a n a; Re c olh a , junto d e fa mlias cig a n as, d e express