História - Pré-Vestibular Impacto - O Renascimento II

Download História - Pré-Vestibular Impacto - O Renascimento II

Post on 06-Jun-2015

4.987 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

EG140208Frente: 01Aula: 02PROF: RAMIROA Certeza de VencerO RENASCIMENTO IINa imagem acima, Veneza, importante centro comercial e artstico na poca do renascimento. 3.3 A CHEGADA DOS SBIOS BIZANTINOS A Itlia foi o principal plo de atraao dos sbios bizantinos, pensadores formados pela cultura clssica, que para l se dirigiam fugindo da decadncia do Imprio Romano do Oriente e das crescentes presses dos Turcos Otomanos. A presena destes homens colaboraria para a difuso dos ideais greco-romanos na pennsula itlica. REFLEXES TEXTO I: O INDIVIDUALISMO "Individualismo: expresso de muitas formas nas obras renascentistas, como no destaque individual e herico de personagens da literatura e da pintura, o individualismo representa a capacidade de cada um em alcanar o sucesso ou o fracasso. Era o reflexo da nascente idia de 'concorrncia', que se dava no s entre as companhias comerciais como tambm entre os prprios indivduos. Se na Idade Mdia admitia-se que o destino do homem estava ligado sua origem segundo a vontade de Deus, a partir do Renascimento ganha fora a idia do empenho e mrito individual, de cada homem ser responsvel por seu sucesso ou fracasso. Alm disso, foi a partir do final do sculo XV que os artistas passaram a assinar suas obras. At ento, a arte era produto de um arteso, cujo trabalho, como de todos os outros, era pouco valorizado. O aprimoramento das tcnicas artsticas, visando uma reproduo cada vez mais fiel e realista das formas encontradas na natureza (paisagens, corpos humanos, naturezas mortas), levou valorizao dos artistas que se destacassem por sua tcnica. A sede pela fama e pelo reconhecimento individual levou muitos artistas desta poca a realizarem obras cada vez mais grandiosas." Cludio Vicentino. TEXTO II: INSPIRAO NA CULTURA ANTIGA " preciso, contudo, interpretar com prudncia o ideal de imitao (imitado) dos antigos, proposto como o objetivo maior e mais sublime aos humanistas por Petrarca, um de seus mais notveis representantes. A imitao no seria a mera repetio, de resto impossvel, do modo de vida e das circunstncias histricas dos gregos e romanos, mas a busca de inspirao em seus atos, suas crenas, suas realizaes, de forma a sugerir um novo comportamento do homem europeu. Um comportamento calcado na determinao da vontade, no desejo de conquistas e no anseio do novo. Nicolau Sevcenko,Fale conosco www.portalimpacto.com.brIII. RENASCIMENTO ITALIANO O Renascimento iniciou-se na Pennsula Itlica, espalhando-se, posteriormente, por outras regies europeias. Entre as principais cidades onde se desenvolveu o Renascimento italiano, destacam-se Florena, no sculo XV, e, posteriormente, Roma e Veneza, no sculo XVI. A seguir poderemos conhecer alguns dos fatores que permitiram a hegemonia desta regio durante os sculos da Renascena:A Itlia considerada o bero do Renascimento. 3.1 HERANA GRECO-DOMANA A pennsula Itlica foi a sede do Imprio Romano durante a antiguidade, o maior patrimnio remanescente desta civilizao, no ocidente, estava localizado nesta regio. Uma srie de elementos foi preservada, como, por exemplo, alguns monumentos arquitetnicos da Roma Antiga. 3.2 O DESENVOLVIMENTO COMERCIAL E URBANO As cidades italianas apresentavam significativo desenvolvimento comercial, sendo dirigidas por uma classe de poderosos mercadores. Com o comrcio martimo pelo Mediterrneo, esses grandes mercadores burgueses acumularam enorme riqueza e sentiram necessidade da instaurao da ordem econmica do capitalismo, que permitiram a livre ocorrncia, o individualismo e a busca racional do lucro. Enfim, desejavam os novos valores que o pensamento renascentista refletia.FAO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!ENSINO MDIO - 2008Fale conosco www.portalimpacto.com.brEXERCCIOS 01. Leia as citaes abaixo: A esttua de David, de Michelangelo, hoje exposta na Academia de Florena, na Itlia, considerada uma das maiores obras da arte universal e um smbolo do Renascimento. O Renascimento considerado por muitos historiadores um marco da "grande mutao intelectual do Ocidente" ocorrida nos sculos XV e XVI. a) Analise trs caractersticas bsicas deste movimento artstico. ______________________________________________ ______________________________________________ b) Cite outras trs obras Importantes produzidas pelo Renascimento, localizando seus autores e o pas em que foram produzidas. ______________________________________________ ______________________________________________ 03. Os sculos XV e XVI foram marcados pelo auge do Renascimento Cultural na Itlia. Esse movimento cultural teve por caractersticas: (1) Inspirao critica nos valores e ideais da Antiguidade Clssica. (2) Defesa de uma reforma educacional, valorizando o estudo das "humanidades". (4) Descrena em relao s potencialidades da cincia e da razo. (8) Interpretao da vida baseada em uma viso antropocntrica do mundo. (16) Valorizao dos ideais msticos e geocntricos da "Idade das Trevas". D como resposta a soma dos itens corretos.Texto 01: Ao longo dos sculos XIV, XV e XVI desenvolveu-se a cultura renascentista em cidades da Itlia. No sculo XVI, em Roma, papas como Jlio II e Leo X procuraram desenvolver uma atmosfera de sofisticao e luxo, favorecendo a criao artstica. Leonardo da Vinci, por exemplo, trabalhou para o Vaticano, assim como Rafael e Michelangelo. Texto 02: Menocchio, um moleiro da regio italiana do Friul, condenado pela Inquisio por volta de 1600, interpretou os ensinamentos da Igreja a partir de suas prprias experincias (...) de campons quando compara a criao do Universo fabricao do queijo; e a partir dessa experincia que ele consegue entender a histria sagrada: a criao dos anjos e dos homens como os vermes que surgem no queijo (...)(IN: VAN ACKER, Teresa. Renascimento e Humanismo - O homem e o mundo do sculo XVI. So Paulo: Atual, 1992)A partir da leitura dos textos 1 e 2, conclui-se que: a) Os artistas mencionados no texto 1 submeteram se s regras da Igreja de Roma e aos ditames dos primeiros humanistas. Neste sentido, valorizavam principalmente o conhecimento dos textos antigos, minimizando a experincia individual; b) O texto 2 aponta para experincias diferenciadas, prprias entretanto do perodo renascentista, durante os quais homens e mulheres do povo debatiam no mbito das Universidades, acerca das questes cientifico religiosas; c) A condenao de Menocchio constituiu-se numa exceo no perodo Moderno, pois a efervescncia das produes artsticas e filosficas e o apoio do Papado s descobertas cientificas e s experincias individuais marcavam a realidade scio-cultural do ocidente europeu; d) No obstante as ligaes de artistas com o Papado, apontadas no texto 1, Leonardo da Vinci, entre outros renascentistas, defendia a experincia individual como um elemento Importante na produo de conhecimento e o relato apresentado no texto 2 exemplifica este principio. e) nenhuma das alternativas anteriores esto corretas. 02.04. (Unicamp) "Renascimento o nome dado a um movimento cultural italiano e s suas repercusses em outros pases. Caracteriza-se pela busca da harmonia e do equilbrio nas artes e na arquitetura acrescentando aos temas cristos medievais outros temas inspirados na mitologia e na vida cotidiana."(DICIONRIO DO RENASCIMENTO ITALIANO, Zahar Editores, 1988)Em que momento da histria europia se situa esse movimento e qual a principal fonte de inspirao para os intelectuais e artistas renascentistas? ______________________________________________ ______________________________________________ ______________________________________________ ______________________________________________ENSINO MDIO - 2008______________________________________________ ______________________________________________ ______________________________________________ ______________________________________________ ______________________________________________FAO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!