Histria - Pr-Vestibular Impacto - O Nacionalismo

Download Histria - Pr-Vestibular Impacto - O Nacionalismo

Post on 06-Jun-2015

1.829 views

Category:

Documents

13 download

TRANSCRIPT

O NACIONALISMOEste movimento se expandiu rapidamente pela Europa no incio do sculo XX, alimentado pelas guerras perdidas, rivalidades econmicas, disputa territorial nas colnias da sia e da frica e a mdia, contribuiu bastante para que acontecesse a Primeira Guerra. Os cidados da Srvia e do Imprio AustroHungaro clamavam por uma guerra, para defender a sua honra. Entre os principais movimentos nacionalistas que se desenvolveram na Europa, podemos destacar: O Pan-eslavismo: Foi liderado pela Rssia e assim foi chamado porque pregava a unio de todos os povos eslavos da Europa Oriental, principalmente aqueles que se encontravam dentro do Imprio AustroHngaro. Na realidade havia interesses econmicos estratgicos, onde os governos dos czares pretendiam chegar s guas quentes(mar Mediterrneo e oceano Atlntico) para comercializarem produtos. O Pan-germanismo: Liderado pela Alemanha, pregava a completa anexao de todos os povos germnicos da Europa Central. Na realidade tinham interesse em anexar as regies das Blcs por onde passaria a estrada de ferro Berlim-Bagd e chegaria aos poos de petrleo do Iraque, que na poca pertencia a Inglaterra. Revanchismo francs: Com a derrota da Frana na guerra contra a Alemanha, em 1870, os franceses foram obrigados a ceder aos alemes os territrios da Alscia-Lorena, cuja regio era rica em minrios de ferro e em carvo. A partir dessa guerra, desenvolveu-se na Frana um movimento de cunho

nacionalista-revanchista, que visava desforrar a derrota sofrida contra a Alemanha e recuperar os territrios perdidos.

A HEGEMONIA DA EUROPA Apesar do desenvolvimento dos Estados Unidos e do Japo, a Europa exercia em 1914 a supremacia econmica e poltica sobre o resto do mundo. Econmica porque controlava a maior parcela da produo mundial, 62% das exportaes de produtos fabris e mais de 80% dos investimentos de capitais no exterior, dominando e ditando os preos no mercado mundial. Era a maior importadora de produtos agrcolas e matrias-primas dos pases que hoje compem o Terceiro Mundo. Hegemonia poltica porque na sua, expanso o capitalismo europeu levou necessidade de se controlar os pases da sia, frica e Amrica Latina. Europa era desigual quanto estrutura econmica e poltica. Dos 23 Estados europeus, 20 eram Monarquias e s a Frana, Sua e Portugal eram Repblicas. Os regimes polticos eram constitucionais, mas 0 Parlamentarismo, forma tpica do Liberalismo Poltico, s existia de fato na Gr-Bretanha, Blgica e Frana, pois os demais pases, apesar de constitucionais, possuam formas autoritrias de governo, como a ustriaHungria e a Alemanha. Os problemas sociais refletiam a diversidade das estruturas scioeconmicas. Nos pases da Europa Centro-Oriental a nobreza predominava. J nos pases da Europa Ocidental, a industrializao colocara frente a frente a burguesia e a classe operria. Entretanto, a ameaa de uma revoluo social era remota naquele momento, pois a maioria dos partidos socialistas tendia moderao, aderindo ao jogo poltico do Liberalismo. As nicas excees eram algumas faces de esquerda, como os Bolchevistas russos.

S os Estados tinidos e o Japo colocavam-se fora da influncia europia, disputando com o capitalismo europeu reas de influncia. Em 1914 os Estados Unidos j eram potncia econmica mundial, controlando pequena parcela do mercado mundial e recebendo investimentos da Europa. O Japo, aps sua abertura ao Ocidente, desenvolveuse rapidamente via Revoluo Meiji, passando a integrar-se ao crculo das naes imperialistas voltando suas vistas para a China e a Manchria, na sia.