historia e filosofia da ciência no ensino de química: alquimia

Download Historia e Filosofia da Ciência no Ensino de Química: alquimia

Post on 19-Jul-2015

129 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Histria e Filosofia da Cincia em Ensino de QumicaMestrado em Educao em Cincias e MatemticaThaza Montine e Zara Hoffmann1A Histria da Cincia no ensino de Qumica: algumas consideraes Deividi Marcio Marques e Joo Jos Caluzi (Unesp Baur/SP) V ENPEQ 2005Alquimia, um resgate histrico, tcnico e cultural. Monografia, Thaza Montine G.S.Cruz e Rgis Marcus Sousa (UEG Anpolis-GO) - 2004

Textos utilizados2Consideraes iniciaisQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Quais os pontos favorveis sobre a insero da Histria da Cincia no Ensino Mdio? Quais os pontos desfavorveis?Histria da Cincia e a QumicaRessaltamos ainda que pretendemos analisar como o uso da Histria da Cincia pode despertar nos alunos o interesse pela aprendizagem da cincia, aproximando-os de processos de anlises conceituais, capaz de lev-los a construo de um novo conhecimento. Evidentemente no estaremos e nem pretenderemos propor a substituio do Ensino da Fsica e da Qumica pelo ensino da sua histria A necessidade de esclarecer alguns pontos favorveis utilizao da Histria da Cincia no Ensino de Cincias em nossa pesquisa est no fato dela desempenhar um papel importante e fundamental no desenvolvimento de atividades de ensino. Convem-nos, portanto, discutir seu papel.

3Ensino das Cincias e Ensino de QumicaLei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional (9.394/96) Funo do Ensino Mdio promover conhecimentos bsicos cientficos, morais, culturais e cvicos, para formar indivduos preparados para viver em sociedade, possibilitando a incluso, o pensar crtico, desenvolvimento de atitudes, a cidadania, bem como na melhoria da sua viso do ambiente que os cerca. PCNEM, p. 87- a Qumica no Ensino Mdio deve ser Instrumento para ampliar horizontes culturaisPromover exerccio da cidadaniaMeio para interpretar o mundo e intervir na realidadeSer apresentada como cincia [...] como construo histrica, relacionada ao desenvolvimento tecnolgicoSer apresentada como cincia, [com seus conceitos, mtodos e linguagens prprios, e] como construo histrica, relacionada ao desenvolvimento tecnolgico e aos muitos aspectos da vida em sociedade (PCNEM, p. 87).

5A Qumica no Ensino Mdio no deve ser apenas50 minutos destinados a:Explicaes tericasExerccios mnemnicos com frmulas, equaes, grficos, tabelas Que apenas provam o que diz o professor ou o livro didticoO ensino de Qumica deve ir mais alm. Ele deve promover uma discusso entre o professor e os seus alunos trazendo questes a sala de aula que resultem em conflitos cognitivos. atravs desses conflitos que haver a possibilidade de uma mudana no perfil conceitual do aluno. 6Ento como ela pode ser?Articulao entre Os conhecimentos cientficos adquiridos e incorporados no decorrer da sua histriaE o cotidiano do aluno, da escola, no contexto social ali vigente. Promover uma discusso entre o professor e os seus alunos trazendo questes contextualizadas a sala de aula Ressaltamos ainda que pretendemos analisar como o uso da Histria da Cincia pode despertar nos alunos o interesse pela aprendizagem da cincia, aproximando-os de processos de anlises conceituais, capaz de lev-los a construo de um novo conhecimento. Evidentemente no estaremos e nem pretenderemos propor a substituio do Ensino da Fsica e da Qumica pelo ensino da sua histria A necessidade de esclarecer alguns pontos favorveis utilizao da Histria da Cincia no Ensino de Cincias em nossa pesquisa est no fato dela desempenhar um papel importante e fundamental no desenvolvimento de atividades de ensino. Convem-nos, portanto, discutir seu papel.

7O uso da Histria da Cincia no Ensino de Qumica e CinciasQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Quais os pontos favorveis sobre a insero da Histria da Cincia no Ensino Mdio? Quais os pontos desfavorveis?Histria da Cincia e a QumicaQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Onde se valoriza um feito cientifico importante, uma descoberta com data e hora marcada que foi prontamente aceita pela comunidade de cientistas da poca e que colocou seu descobridor num patamar insubstituvel. no considera a histria da evoluo de conceitos Mortimer (1988, p. 237-8) acrescenta que, ainda que os livros didticos apresentem aspectos histricos, em alguns casos, ocorre uma mistura de fatos que ocorreram em pocas diferentes, e que so apresentados como se tivesse na mesma poca.Datas, nomes, fatos e descobertas

8O uso da Histria da Cincia no Ensino de Qumica e CinciasQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Quais os pontos favorveis sobre a insero da Histria da Cincia no Ensino Mdio? Quais os pontos desfavorveis?Histria da Cincia e a QumicaPontos favorveis: proporciona uma viso mais crtica da cinciaAprender a interpretar o mundo tecnolgico de hojeTornar o ensino mdio mais interessante facilitando a aprendizagem do alunoMostrar o processo da construo do conhecimento, sua natureza, seus mtodos e sua limitaesProporcionar debates cientficos de como um conceito foi construdo histricamente na sociedade humanaMostra a parte filosfica como o homem concebe idias e interage com seu meio, comom formula hipteses, investiga e resolve problemas

9O uso da Histria da Cincia no Ensino de Qumica e CinciasQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Quais os pontos favorveis sobre a insero da Histria da Cincia no Ensino Mdio? Quais os pontos desfavorveis?Histria da Cincia e a QumicaPoucas opes aos docentes historiadores do pouca importncia histria da cincia e da qumicaHistria que aparece nos LD fragmentada apenas partes do trabalho de um cientista sobre um conceitoOs cientistas j nascem no paradigma vigente de sua poca o que d a impresso de uma cincia feita por descobertas e invenes grande homemFormao dos professores para uma abordagem contextual do HFC para que no fique s nissoDicotom ia entre teoria e prtica , isto sugesto de inserir a HFC mas falta a realizao concreta (nas publicaes)Sugesto mais pesquisas do porque a dificuldade desta abordagem

10O uso da Histria da Cincia no Ensino de Qumica e CinciasQue tipo de abordagens histricas ns encontramos nos livros didticos?Quais os pontos favorveis sobre a insero da Histria da Cincia no Ensino Mdio? Quais os pontos desfavorveis?Histria da Cincia e a QumicaEnsino de graduao direcionado para contedos qumicos formar qumicos alunos no mostram interesse em aprender como chegamos ao presente estado de conhecimento Viso preconceituosa da histria da qumica alquimia tratada como desprezo por alguns historiadores alquimia tem bero oriental (japonesa e rabe)Historiadores se referem apenas aos descobrimentos que fizeram (como o vinagre por ex) e as tenicas que utilizavam (destilao) nunca sua viso da natureza da matria, das transformaes e propriedades (mais de 2000 anos de cultura)Alquimia um paradigma substitudo pela paradigma da qumica (Khun) esquecida aos poucos (Lavoisier??)Publicaes que relacionam a qumica com a pintura e a literatura (violino stradivrius e poesias de Bachelard) com as artes (pinturas, tintas) semitica da quimica (Roald Hoffmann) simetria molecular, linguagem e representao (ver atravs de)Outra perspectiva da cincia que se estudaIdentificar as situaes em que pode ser inserida para contribuir na aprendizagem

11Alquimia um tema a ser exploradoDiscutir a influncia da Alquimia para a constituio da Cincia Qumica enfocando :Os aspectos filosficos, pela especulao acerca de uma substncia que seria a base de todas as outrasOs aspectos tcnicos, por meio de sua prtica experimentalA construo e a evoluo da Alquimia atravs da histria, ressaltando suas implicaes para o desenvolvimento da Qumica.

Objetivos da monografia:discutir a influncia da Alquimia para a constituio da Cincia Qumica servir de material de consulta para o professor de Qumica que necessite fazer referncia Alquimia em suas aulas

12Tudo comea com O Perfume: a histria de um assassinoProposta de leitura do livro eFichamento: buscar termos e situaes qumicas, elementos, substncias, vidraria equipamentos, materiais e processos

Um relato de experincia 2. Ano EM13O contexto histricoAula teatral ( carter ) e slides

14O contexto do alunoDiscusso de tpicos do livro o Perfume Discusso de outros livros MangsFullmetal Alchemist e O ltimo mestre do ar

Fullmetal Alchemist e O ltimo mestre do ar

15Outros temasViso de cincia, viso de laboratrio e de desenvolvimento cientfico

Viso de cincia, viso de laboratrio e de desenvolvimento cientficoFilme:16O filmeDebate, questionrio, comparao com o livroApoio transdisciplinar Histria, Biologia, Filosofia e Lngua Portuguesa

17A prticaProduo de perfumesContedo qumico: solues

18RefernciasMARQUES, Deividi Mrcio e CALUZI, Joo Jos. A Histria da Cincia no Ensino de Qumica. In: V ANPEC, n.5, 2005.CRUZ, Thaza M.G.S. e SOUSA, Rgis Marcus. Alquimia, um resgate histrico, tcnico e cultural. Monografia. Anpolis: UEG, 2004.

Alquimia, um resgate histrico, tcnico e cultural. Monografia, Thaza Montine G.S.Cruz e Rgis Marcus Sousa (UEG Anpolis-GO) - 2004

19OBRIGADA!!

20