hist rondonia

Download Hist Rondonia

Post on 03-Jul-2015

682 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

GEOGRAFIA E HISTRIA DE RONDNIAChapada dos Parecis, em Mato Grosso. Ao entrar em rea rondoniense, encontra-se com o rio Mamor, cuja largura varia entre 150 e 710 metros, com cerca de 2 a 10 metros de profundidade. O rio Guapor presenciou grandes lutas, travadas entre os portugueses e os espanhis. O rio Mamor, por sua vez, proveniente da Cordilheira dos Andes (na Bolvia), onde conhecido pelo nome de Grande de La Plata. Ao receber as guas do rio Guapor, que se unem ao rio Beni (tambm na Bolvia), passa a ser designado de Mamor, formando a nascente do rio Madeira. Bacia do rio Ji-Paran O rio Ji-Paran o mais destacado afluente do rio Madeira, em Rondnia, devido longa extenso do seu curso, que cruza todo o Estado no sentido Sudeste/Nordeste. Sua complexidade hidrogrfica atinge uma superfcie de 92.500 km, aproximadamente. Os principais rios que formam estas Bacias hidrogrficas: Rio Guapor Nasce na serra dos Parecis, regio de Mato Grosso. Ao alcanar a cidade de Vila Bela, toma a direo norte-oeste entrando em terras rondonienses na cidade de Pimenteiras do Oeste, passando por Cabixi, Cerejeiras, So Miguel do Guapor at Costa Marques. A 12o de latitude sul recebe as guas do rio Mamor. Seu trecho navegvel de 1.500 quilmetros e se constitui em fronteira natural entre o Brasil e a Bolvia. Seus afluentes brasileiros so os rios Cabixi, Corumbiara, Mequns, Colorado, So Miguel, Cautrio e Cautarinho, todos com nascentes na Chapada dos Parecis; Rio Mamor Nasce na Cordilheira dos Andes, em territrio boliviano com o nome Grande de La Plata, passando a ser designado Mamor quando alcana a Serra dos Pacas Novos, regio de Guajar-Mirim. Constituindose em fronteira natural entre o Brasil e a Bolvia, recebe as guas do rio Guapor e, ao juntar-se ao Beni, outro rio boliviano, recebe a designao Mamor e passa a formar a nascente do rio Madeira. Seu curso possui uma extenso de 1.100 quilmetros e totalmente navegvel. Tem como principais afluentes brasileiros os rios Sotrio, pacas Novos, Bananeiras e Ribeiro ou Lajes. Seus acidentes hidrogrficos so as corredeiras Lages, Bananeiras, Guajar-Acu e GuajarMirim; Rio Ji-Paran ou Machado Nasce da juno dos rios Baro de Melgao, tambm chamado de Comemorao de Floriano, e Apedi, chamado de Pimenta Bueno, na chapada dos Parecis. Seu curso tem uma extenso de 800 quilmetros, atravessando a regio central do Estado at desembocar no rio Madeira, regio de Calama, no municpio de Porto Velho. Tem como afluentes pela margem direita os rios Riozinho, Lourdes, So Joo e Tarum. Pela margem esquerda os afluentes so os rios Luiz de Albuquerque, Rolim1

GEOGRAFIA E HISTRIA DE RONDNIA

O moderno Estado de Rondnia, cuja capital Porto Velho, surgiu da ciso de terras que, no passado, pertenciam aos seguintes Estados: Mato Grosso e Amazonas. Ao ser criado, em 1943, foi denominado de territrio de Guapor. Em 17 de fevereiro de 1956, passou a ser chamado de Rondnia, mas s foi integrado Federao em 1981. Seu nome uma homenagem ao explorador dos sertes do Amazonas e do Mato Grosso, Cndido Mariano da Silva Rondon, o conhecido marechal Rondon. Em busca de novas terras e riquezas, franceses, ingleses, portugueses, holandeses e espanhis entraram no Estado do Amazonas, por volta do sculo 17, perodo em que teve incio a ocupao europia em terras amazonenses. Mas essa invaso passou a ser controlada, especialmente, pelo Tratado de Tordesilhas (importante documento que regulou a expanso e descobertas de Portugal e Espanha por meio de medidas limtrofes) e pelo Tratado de Madri (documento que gerou novas definies de limites, concedendo a Portugal o direito de proteger e de se apropriar definitivamente da regio). Seu povoamento foi efetivado com a explorao dos seringais, no sculo 19, por ocasio da etapa do ciclo da borracha. Nesse perodo, a construo da Estrada de Ferro Madeira-Mamor (EFMM) foi importantssima. Bacias hidrogrficas As trs bacias principais: Bacia do Rio Madeira O principal rio dessa bacia se chama Madeira. muito importante, pois converge do rio Amazonas (margem direita), juntamente com seus afluentes. As expedies estrangeiras navegaram muito por suas guas e os jesutas estabeleceram uma base missionria em sua foz. As propores do rio Madeira so interessantes. Sua profundidade pode ir alm dos 13 metros e sua largura varia entre 440 e 9.900 metros. Por causa disso, natural que grandes navios naveguem por suas guas. Segundo a Enciclopdia Britnica, o rio Madeira, apesar de ser extenso: 3.370 km, s pode ser navegado num percurso total de 1.500 km. Devido ao seu tamanho, percorre os Estados do Amazonas e Rondnia. Bacia dos rios Guapor e Mamor O rio Guapor est situado entre o Brasil e a Bolvia. Seu percurso total de 1.716 km. Nasce a 1.800 m de altitude na

Didatismo e Conhecimento

GEOGRAFIA E HISTRIA DE RONDNIAde Moura, Ricardo Franco, Preto, Jaru, Boa Vista, Urup e Machadinho. Seu principal acidente hidrogrfico, dentre os vrios existentes e que dificultam a navegao, a cachoeira 02 de Novembro, localizada no municpio de Machadinho do Oeste. Rio Madeira ou Caiary Nasce na juno dos rios Beni e Mamor, sendo o maior afluente do rio Amazonas pela margem direita. Sua extenso de 3.240 quilmetros, sendo 1.700 em territrio brasileiro. Mas, devido aos diversos acidentes hidrogrficos, seu curso navegvel de 1.116 quilmetros, a partir da cachoeira de Santo Antonio, em Porto Velho at Itacoatiara,AM. Seus afluentes pela margem direita so os rios Ribeiro, Mutum-Paran, Jacy-Paran, Jamari e Machado. Pela margem esquerda os afluentes so os rios Abun, Ferreiros, Jos Alves, So Simo e o igarap Cuni. - Os acidentes hidrogrficos existentes no rio Madeira so os seguintes: (trecho Porto Velho/Guajar-Mirim) Corredeiras: Periquitos, Trs Irmos, Macaco, Morrinhos, Pederneiras, Chocolatal, Araras e Lages. Guajar-Au e Guajar-Mirim; Cachoeiras: Santo Antonio, Caldeiro do Inferno, Paredo, Misericrdia, Madeira, Pau Grande e Bananeiras; Saltos: Teotnio, Girau e Ribeiro. As principais Ilhas do Estado: No Rio Madeira, Santana, Jacy-Paran, Trs Irmos, 7 de Setembro, Misericrdia, 15 de Novembro, Marina e Ans ou da Confluncia: No Rrio Mamor, Soares e Saldanha: No Rio Guapor, Comprida. PLANCIE AMAZNICA (vale do Madeira), serra dos Parecis e serra dos Pacas Novos (vale do Guapor). Nesta serra localiza-se o ponto mais elevado de Rondnia, o Pico do Tracu. Principais rios Rios Machado ou Ji-Paran; Guapor, Mamor, Madeira, Jacy-Paran, Mutum-Paran, Aripuan ou Roosevelt, e Jamary. A plancie Amaznica situada nos estados de Rondnia, apresenta a altitude de 90 a 200 metros acima do nvel do mar, estende-se desde o extremo norte nos limites deste com o Estado do Amazonas, se prolongando nas direes sul e sudeste at encontrar as primeiras ramificaes da chapada dos Parecis e da Encosta Setentrional.Esta Plancie se constitui em sua superfcie aplainada morfoclimtica tpica de floresta, resultante das oscilaes climticas do perodo quaternrio com climas mais secos sucedidos por climas mais midos, atuando para o seu aplainamento e compartimentao da superfcie revestida por seixos, laterito, sedimentos areno-argilosos nas reas de terra firme, de acumulao areno-argilosos recentes nas reas de vrzea e de constituio argilo-ferruginosa nos barrancos. ENCOSTA SETENTRIONAL DO PLANALTO BRASILEIRO Este acidente do relevo do Estado correspondente a uma faixa de terreno arqueano, constituda de restos de uma2

superfcie de aplainamento rebaixada pelas sucessivas fases erosivas, subdivididas em patamares de altitude entre mais de 100 metros e menos de 600 metros formando detritos residuais espersas, colinas de topos plainados, colinas com inselbergs, pontes, afilamentos de granitos, lateritos e mataces de tamanhos variados, morros isolados e espores de cristas agudas. Sobre as superfcies plainadas surgem rochas sedimentares (pleistocenas) e depsitos em conseqncia da eroso provocada por violentas enxurradas, ocorridas em perodos remotos, em decorrncia do clima mais seco e por falta da cobertura florestal. CHAPADA DOS PARECIS - PACAS NOVOS A chapada dos Parecis-Pacas Novos constitui a superfcie cimeira do Estado, desenvolvendo-se na direo Noroeste - Sudeste pertencente ao sistema mato-grossense do Macio Central Brasileiro com altitude acima de 300, e entre 600 a 900 metros, com pontos culminantes acima de 1.000 m. A Chapada originria de uma antiga rea de deposio, soerguida e entalhada pela eroso por intenso processo de movimentos diastrficos de carter epirogentico, originando falhamento e diaclasamento do relevo, como: superfcie cimeira entalhada de rochas correspondentes s partes mais elevadas; restos de antigas superfcies deformadas por desdobramentos de grandes raios de curvaturas bastante dissecada e delimitadas por falhas; e patamares de eroso antiga glacial escalonadas. Vrios rios nascem em suas encostas Sul e Oeste descendo na direo do rio Guapor. A Chapada serve de divisria de guas entre as bacias do rio Jaci - Paran e dos rios Guapor - Mamor, do rio J-Paran e do Roosevelt. VALE DO GUAPOR-MAMOR Vale do Guapor-Mamor uma vasta plancie dissimtrica de forma tabular, formada por terrenos sedimentares recentes, cuja altitude mdia fica entre 100 a 200 metros. Estende-se desde o sop das chapadas dos Parecis e Pacas Novos no Estado de Rondnia, at atingir os primeiros contrafortes dos Andes, na Repblica da Bolvia; na direo Sudeste se prolonga pelo Estado de Mato Grosso. A poro pertencente ao Estado restrita, fica limitada na direo Leste - Oeste entre a Chapada dos Parecis e rios Guapor e Mamor, ambos linhas de limite entre o Brasil e a Bolvia; na direo Norte - Sul, entre a Encosta Setentrional e rio Cabixi, nos limites com o Estado de Mato Grosso. Esta regio constituda por terrenos alagadios, associados a plats mais elevados. drenada pelas guas dos rios Guapor, Mamor e pelos baixos cursos de seus afluentes. As enchentes dos rios inundam dezenas de quilmetros das reas mais baixas, formando lagos temporrios e amplos meandros divagantes de escoamento bastante complexo.