hist. massaranduba 2011

Download Hist. Massaranduba 2011

Post on 23-Nov-2015

55 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Histria de Massaranduba Ontem e hoje

    Apostila didtica

    3 edio revista

    Ricardo de Arajo Agra

    2011

  • Ricardo de Arajo Agra professor da rede municipal de ensino em

    Massaranduba, lotado na Secretaria Municipal de Educao leciona na Escola de Educao Infantil

    e Fundamental Enas Dias Correia. licenciado em Filosofia pela UEPB, graduando em Direito

    pela UNESC- Faculdades e mestrando em Cincias Sociais pela FACTEBA. Leciona na rede

    particular de ensino em Campina Grande as disciplinas de Filosofia e Sociologia no ensino mdio.

    Ministra os componentes curriculares: Filosofia da Educao, Filosofia da Religio, Fundamentos

    da Sociologia, Sociologia da Educao, Cristologia e Missiologia, Direito Para Administradores, nas

    graduaes de Pedagogia, Filosofia e Administrao da FUNESO Fundaode Ensino Superior de

    Olinda pela Cognitiva Cursos e Consultoria.

    Filho de Massaranduba tem por esta terra profunda admirao o que corroborou

    acentuadamente para a intentiva desta obra, para colaborar com as prticas pedaggicas no mbito

    das nossas escolas, bem como para tornar conhecedores da histria de Massaranduba no s nossos

    muncipes, mas tambm os que por aqui passarem.

    No uma literatura finda, muito h que se agregar para chegar a tal patamar, contudo,

    configura-se como uma humilde tentativa de iniciar um trabalho mais amplo e dotado de

    completudes que por ventura aqui se fazem ausentes. Toda contribuio neste sentido bem vinda e

    apenas tende a somar.

    A coisa mais indispensvel a um

    homem reconhecer o uso que deve fazer

    do seu prprio conhecimento. Plato

  • NDICE

    1. Introduo .................................................................................. 04

    2. Origem ....................................................................................... 05

    3. Primeiros Habitantes ................................................................... 07

    4. Emancipao Poltica .................................................................. 08

    5. Quadro poltico sucessrio .......................................................... 09

    6. Histria da Bandeira ................................................................... 11

    7. Dados Demogrficos .................................................................. 12

    8. Limites geogrficos .................................................................... 14

    9. Desenvolvimento Socioeconmico .............................................. 14

    10. Saneamento Bsico ..................................................................... 17

    11. Organizao da Sociedade Civil .................................................. 18

    12. Educao .................................................................................... 19

    13. Sade .......................................................................................... 21

    14. Transportes ................................................................................. 23

    15. Religio ..................................................................................... 23

    16. Esporte e Cultura ......................................................................... 24

    17. Informaes Gerais ...................................................................... 28

    18. Fontes de Pesquisa ....................................................................... 29

  • 1. Introduo

    Conhecer a histria do municpio significa fazer parte dele, envolver-se nas suas pequenas e

    grandes aes, estudando suas leis e entendendo seus mecanismos. Isso nos permite destacar as

    implicaes ambientais, polticas, sociais e econmicas para o aprimoramento de uma viso crtica e

    objetiva do lugar.

    importante ressaltar que 80% destes escritos preveem de relatos orais e no meio

    documental de comprovao de sua veracidade, porm, sempre foi desta forma que os anais da

    histria de Massaranduba vem sendo difundida, e a crena popular de que tais relatos

    correspondem realidade e ao contexto histrico-cultural deste municpio.

    As pessoas entrevistados, tiveram a preocupao em relatar sem fugir do foco histrico e

    acima de tudo levaram em considerao que outros contribuiriam desta forma qualquer tentativa de

    fantasiar os fatos e eventos histricos seriam em vo, estes populares residem em Massaranduba

    desde os primeiros anos do surgimento da vila e as riquezas das suas falas contriburam e muito com

    este pequeno memorial.

    Verificamos que toda narrativa mitolgica em torno da rvore, dos tropeiros, do primeiro

    comerciante e famlias a residirem, pode no ser exatamente o incio de tudo, mas sem sombra de

    dvida o marco em que se erigiu esta histria corroborada pela maioria dos moradores mais antigos,

    pautados em tais relatos deu-se a necessidade de documentar essa verso de aceitao coletiva.

    Contudo, inicia-se assim a intentiva de abordagem mais ampla da historicidade e

    historiografia de Massaranduba, para tal se faz impar que reunamos foras e experincias para

    darmos a este memorial aires de cientificidade, para que todos quantos acessem o mesmo tenha a

    certeza do uma atividade coesa pautada na veracidade histrica com fidedigna preocupao com a

    histria.

    Certos de que, oferecendo este renovado material aos educadores e populao de uma

    maneira geral, estaremos contribuindo sria e eficazmente para a melhoria do saber sobre

    Massaranduba, para que geraes atuais e futuras possam apaixonar-se pelo tema e enveredar por

    pesquisas mais aprofundadas e de forma tcnica, trazendo em tempo hbil uma historiografia

    completa da verdadeira origem, incluindo tudo o que fora dito e aqui relatado em respeito aos que

    tiveram esta iniciativa que interessa a todos os massarandubenses.

  • 2. Origem

    Quem conheceu Massaranduba por volta do ano de 1910 a 1918 e deixou seus descendentes

    para confirmar a histria dessa cidade, ho de afirmar categoricamente o seu nascimento, primeiros

    passos e seu desenvolvimento at os dias atuais.

    Estas datas tm a ver com a origem da sede do municpio, mas relatos contam que desde

    1888 algumas comunidades que atualmente so distritos rurais j havia uma capelinha cujas

    celebraes de ritos religiosos catlicos eram realizadas pelo proco de Serra Redonda.

    Continha um aglomerado de pessoas com culturas bem acentuadas, a titulo de Cacheira do

    Gama havia j uma capelinha assim como do atual Stio Cafula que gozava das mesmas

    prerrogativas do anterior, salvaguardando que outras localidades j se desenvolviam em menor

    escala.

    No tocante sede do municpio, existia nesta regio uma copada e abundante rvore

    chamada Maaranduba, cuja sombra servia de abrigo para os tropeiros que ali passavam com destino

    a Campina Grande com burros e cavalos para comercializar em feira-livre. Esta aglomerao atraiu

    um comerciante que viu como promissora a fixao de um ponto comercial para atender as

    necessidades destes tropeiros, o proprietrio Sr. Antnio Gomes de Barros, vendia bebida e lanches

    aos negociantes.

    Logo em seguida foi construda naquela localidade uma casa e um mercado pelo Sr. Jos

    Bencio de Arajo vindo depois outros muitos moradores, resultando o crescimento do povoado e

    um vistoso e grande progresso dando origem vila de Massaranduba.

    Esta vila teve o pice de seu crescimento populacional 1906, com a grande seca que afetou o

    nordeste brasileiro muitos migraram para este torro, atrados pela abundancia de gua que nesta

    ocasio se verificava nos arredores da pequena vila. Sendo o Olho Dgua do Matias localizado

    prximo sede da cidade, o socorro de moradores dos mais longnquos recantos, pois j se

    verificava edificaes e famlias em diversas reas das terras da atual Massaranduba.

    Rua Rogaciano Nunes anos70 Rua Rogaciano Nunes anos50 Rua Rogaciano Nunes 2011

  • Devido s suas terras frteis, o desenvolvimento se tornou mais notrio com a cultura do

    sisal e do algodo que atraiu investimentos e mo de obra de fora dando a at ento pequena vila o

    status de povoado pela crescente elevao dos ndices populacionais.

    O esprito festeiro dos primeiros habitantes ocasionou a realizao de diversos festejos

    distribudos em vrias datas do ano, os mesmos atariam muitos turistas de Campina Grande, Serra

    Redonda, Matinhas, Alagoa Nova, Alagoa Grande, Juarez Tvora, Ing dentre outros, ocasionando

    novas unies entre famlias atravs dos matrimnios, aumentando o leque de novos sobrenomes e

    migraes para o promissor povoado.

    Campina Grande atravs de seus administradores sempre que possvel realizava benefcios

    para a melhoria da qualidade de vida dos residentes do povoado, devido a amizade entre alguns

    moradores e estas autoridades, recebemos benefcios que se configuraram na Escola Suzete Dias

    (prefeito Plnio Lemos), Mercado Pblico (prefeito Severino Bezerra Cabral) entre outros benefcios

    pelos quais somos gratos.

    A sede de progresso tomava os espritos dos comerciantes e das famlias massarandubenses,

    o que evidenciou uma vontade sem precedentes de independncia em relao Campina Grande, tal

    empreitada foi organizada em reunies entre as famlias Ribeiro, Zeca, Machado, Arajo e outras

    tantas, para pleitear junto s autoridades polticas estaduais o aclame da populao por emancipao.

    Aps rdua luta de