hist cap 13

Download Hist cap 13

Post on 09-Aug-2015

39 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. O P R IME I R O R E I N A D O E R EG N C I A S
  2. 2. A ORGANIZAO DO ESTADO BRASILEIRO Constituio de 1988: Promulgada Repblica federativa presidencialista. Formada de estados, municpios e Distrito Federal. Trs poderes: Executivo: Presidente da republica: chefe de governo e estado Legislativo: Cmara dos deputados e senado: congresso nacional Judicirio: Tribunais e outros rgos da justia
  3. 3. ASSEMBLEIA CONSTITUINTE DE 1823PARTIDO DO IMPERADOR PARTIDO CONTRA O IMPERADORMonarquia forte, podercentralizado no imperadorAutoridade do imperador deveria ser limitadapor um parlamentoFormada por alguns republicanosNo podia dissolver a cmara dos deputados Essa assembleia foi dissolvida por D.Pedro I Ordenou priso e desterro dos principais lderes Isso criou uma disputa entre o imperador e a elite que o apoiouNOITE DA AGONIA
  4. 4. CONSTITUIO DE 1824 Redigida pelo conselho de estado Outorgada Monarquia 4 poderes:Homens livres e ricosEscravosMulheres e homens podres Legislativo Executivo Judicirio MODERADOR: O imperador podia nomear os senadores e dissolver acmara dos deputados Defendia os interesses das elites aristocracia Voto indireto, censitrio para homens livres e maiores de 25 anos.
  5. 5. A CONFEDERAO DO EQUADOR Iniciou-se em Pernambuco com ideias liberais e republicanas de CiprianoBarata, atravs do jornal Sentinela da Liberdade Gota dagua: Demisso do presidente da provncia de PE Causas: Divergncias politicas Divergncias econmicas: Quedas dos preos do acar e algodo no mercado internacional Encarecimento dos escravos e alimentos Elevados impostos Objetivo: Fundar uma repblica liberal reunindo Paraba, Rio Grande do Norte,Cear, Alagoas e Piau, alm de Pernambuco. Lderes: Frei Caneca e Manoel de Carvalho Paz de Andrade Reprimida com violncia e lderes executados de forma exemplar
  6. 6. A QUEDA DO IMPERADOR Causas: Guerra da Cisplatina: revolta separatista Dificuldades econmicas e financeiras Balana comercial negativa Inflao Carestia de alimentos e aluguis Noite das Garrafadas: protestos contra o imperador, atacandoas residncias dos portugueses, chamados ps de chumbo Crise Portugal mais as crises no Brasil resultaram na abdicaode D. Pedro I em favor de seu filho de 5 anos. D.Pedro II.
  7. 7. PERODO REGENCIAL Regncia Trina Provisria 3 polticos Por 2 anos Regncia Trina Permanente 1 militar e 2 deputados Ministro da justia: Padre Diogo Antnio Feij Experincia de Repblica
  8. 8. PERODO REGENCIALBlocosPolticosBase Social Propostas Lideres/InflunciasLiberaismoderadosAristocraciaagrriaMonarquistas, que defendiam a limitao dopoder do imperador pela Cmara e pelosSenado. Grupo dominante durante a regncia.Padre Diogo Antnio Feij,Bernardo Pereira de Vasconcelos eEvaristo da Veiga, receberaminfluncias das ideias iluministas.LiberaisexaltadosCamadas mdias,militares,comerciantes eproprietriosrurais.Federalistas (monarquistas e republicanos):defendiam a autonomia poltica e econmicapara as provncias, direito de voto a todos oshomens livres, fim do Senado vitalcio e dopoder moderador.Cipriano Barata, Ezequiel Correiados Santos e Borges da Fonseca.Receberam influncias das ideias .Restauradores Grandescomerciantes,burocratas dogoverno, militares.Muitos eramportugueses.Defendiam a volta de D.Pedro I ao poder.Aps a morte de D.Pedro I, em 1834, algunsdeles ingressaram no bloco dos moderadoresou se retiraram da poltica.Os irmos Andrada: MartinsFrancisco e Jos Bonifcio.
  9. 9. PERODO REGENCIAL Guarda Nacional Criada pelo ministro da justia Padre Antnio Feij Serviu as aristocracia agrria Fora paramilitar O governo dava patente de coronel aos ricos fazendeiros Tinha o objetivo de acabar com as rebelies Ato Adicional de 1934 Pelo ministro da justia Padre Antnio Feij Conciliar os interesses dos liberais exaltados com os dos moderados Medidas: Extino do conselho de Estado e criao dos conselhos Provinciais Regncia Trina foi substituda pela Regncia Una (regente eleito com mandato de 4anos)
  10. 10. PERODO REGENCIAL Com a morte de D. Pedro IAntigos Blocos Polticos Novos Blocos PolticoaLiberaismoderadosLiberais Parte dos Liberais Moderados Liberais ExaltadosLiberaisexaltadosConservadores Parte dos Liberais Moderados RestauradoresRestauradores
  11. 11. REVOLTAS REGENCIAISBalaiada Onde Maranho Quando 1834-1838 Lder Manuel Balaio, Negro Cosme e Eduardo Bentive Causa A misria, falta de moradia e fome O que aconteceu Rebeldes invadem So Lus Tomam o poder e fazem exigncias So derrotados por tropas militares da regncia e condenados
  12. 12. REVOLTAS REGENCIAISCabanagem Onde Gro- Par Quando 1835-1840 Lder Felix Malcher Causa Abismo social que separava brancos e negros, ndios e mestios O que aconteceu Executaram o governador e colocaram o fazendeiro com conflitos quedeixaram 40 mil mortos
  13. 13. REVOLTAS REGENCIAISRusgas Cuiabanas Onde Mato Grosso Quando Maio de 1884 Lder Radicais Causa Combatiam os estrangeiros, defendiam a expulso e at mesmo a mortedos estrangeiros. O que aconteceu Os rebeldes foram derrotados e os principais lderes presos
  14. 14. REVOLTAS REGENCIAISMals Onde Salvador Quando 1835 Lder Africanos Causa Escravido e converso ao catolicismo O que aconteceu Os lderes foram mortos e presos
  15. 15. REVOLTAS REGENCIAISFarroupilhas Onde Rio Grande do Sul Quando 1835-1840 Lder Bento Gonalves Causa Altos impostos O que aconteceu Imposto sobre a charque argentino foi aumentado, poderiam escolher opresidente da provncia e lderes receberam anistia