hinário adventista de 1914

Download Hinário Adventista de 1914

Post on 07-Jan-2017

227 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Centro de Pesquisas Ellen G. White

    - Brasil -

    o Cantae ao Senhor

    Psalmos e hymnos

    para cultos e solemnidades religiosas

    "Cantae ao Senhor o n cantico novo e o seu louvor na congregao dos santos. " Ps. 149:1

    1914

    Sociedade Internacional de Tratados no BrazilEstao de So Bernardo So Paulo.

    B I B L I O T E C A

    Centro White

  • C Q , Q c | g c - { . C-. cfe^c. qSj - lW v V ^ >

  • Cantae ao Senhor

    Meu Deus e Creador

    Alts. Ztocl. 14- Meia ScfcOp a. oua Htrr.

    Meu Deus e Creador.Tudo me vem de ti;

    Fonte de graa e insigne amor Tu s, oh! Deus, pra mim. :/:

    Feitura tua sou;A vida me sustens:

    :/: Tua graa immensa me salvou, Do cu me dando os bens. ::

    Faze que o leu poder Reine potente em mim;

    :/: Do Espirito me faz nascer.Me unindo, Deus, a ti. :/:

    --- -5---

    m

  • m s n B S S S J H H

    2 0 som do evangelho

    Mus. P. H. 32. C. C. 72.

    O som do Evangelho j se fez ouvir aqui;

    Roas novas e alegres ellas so pra ti e mim:

    Assim Deus nos amou, aos pobres peccadores.

    Que dos cus Seu Eilho deu-nos, pYa sofrer as nossas dores/

    Sun ta paz e perdo! o ccho l dos cens;

    Santa paz e perdo! Benulito o nosso I)eus!

    A voz do Evangelho, d-nos todos a saber,

    Que fartura ha para todos, sim, p'ra quem com f comer.

    O Po da vida sou; satisfeito icars;Teus peccados e tua alma lavarei, e

    paz ters",

  • -

    ' )

    A voz do Evangelho, ora. vem-nos avisar

    I)|| perigo grande e grave, para quem se descuidar.

    Salve-vos desde j; no vos demoreis ahi,

    No vireis p*ra traz os olhos, o perigo jaz alli".

    A voz do Evangelho, jubiloso o echo ,O amor de Jesus Christo d perdo

    mediante a f."As novas se vos do de haver um

    Salvador.Poderoso e bondoso, que perdoa ao

    peccador.

    3 Sentado as ribas dagua viva

    Mus. Zns!. 133. Wir veile.n bei detn L e i t s i .

    Sentado s ribas d*agua viva, Que corre salutar,Sequioso busco haurir a vida Que delia sei emanar.

  • i t t l c: Cs-TZ?" c f i -Mh3)r \ L*2JL;

    10 -

    Sm lado ds ri/ms d'agua viva,Santas ribas d agua viva.

    ia Qncro haurir divina vida,Onera a Sde m itigar.

    1 Canado da penosa lida,& Anceio repousar;

    E nessa fonte d*agua viva

    | Minlvalma restaurar.

    r l | | ! Oh! vem provar essa agua viva

    1 Que Christo te quer dar.

    a E agua que renova a vidaE a sde faz cessar.

    i m O que beber dessa agua vivaDe novo nascer,

    m E l no ceo do rio da vida11 Um dia beber.

    1 :

    -------g,-------

    | ,y&x!t+l:* lim

  • h Bem como o cervo pelas ^aguas brama

    Mus. Zic-nsl. 4tL \ \ 'ie Icchit er Hirsct.

    Bem como o cervo pelas aguas brama Assim minhalma brama, Deus. por ti: Com sde ardente do Deus vivo exclama: Derrama, Deus, teu Espirito em mim.

    Quo compassivo pela mo me guia De gozo enchendo o triste corao: Sua bondade nova cada dia Entoa-Lhe. minh alma, uma cano.

    Porque to triste, alma, e abatida? Porque tu te perturbas tanto em mim? Espera em Deus. e O louvars ainda Por tudo quanto le mandar a ti.

    - 5

    R Oh no tens ouvido do amor ^ sem igual

    M :l Ztossl. 371. IX-r berritcfcc Stran. Harpa Ev d.

    Oh no tens ouvido do amor sem igual. O amor do teu Deus por ti,

  • Esse amor que O levou a Seu Filho entregar

    Para os salvos levar para Si?

    Oh! cr n'esse amor sem igual!Oh! cr n 'esse amor sem igual!A graa de Deus te chama dos cus; O h! cr n 'esse amor sem igual!

    No foram os grandes que Christo chamou,

    Nem os justos quiz Elle salvar,Mas os pobres e fracos, culpados e mus,

    Pelos servos mandou convidar.

    O homem, porm, no podia chegar santa presena de Deus.

    Porque seus peccados, qual grande monto.

    Vedaram-lhe a porta dos cus.

    Mas pelo Seu sangue Jesus expiou A culpa dos crentes, na cruz.

    Tirando o peccado. caminho mostrou. Que l para o cu nos conduz.

    12

  • 13

    Amor divinal no tem termo, nem fim.O mesmo elle sempre ser,

    Nem morte, nem vida, nem tribulao Jmais tal amor desfar.

    E tu, peccador, no desejas tambem Esse amor do teu Deus conhecer?

    Por f no Senhor, como teu Salvador, Poders alcanar tal prazer.

    - ---

    ' Ao Deus de amor e de immensa ^ bondade

    Alei. Z:odsI. fcb bin so froh fur d ia Trost, d*n Ck>tt gibt. C. C 37.

    Ao Deus de amor e de immensa bondade, Com voz de jubilo, vinde, acclamae; E. com a alma repleta de graas,Seu grande amor. oh, vinde e louvae!

    No cu, nu terra, m il muravilhqs Obra a nulo do bondoso Senhor;/*orm, seu terno amor uos homens, bus maravilhas Suas a maior.

  • 14

    J nossos pacs nos contaram a gloria De Deus fallando com muito prazer Que, nas suas luctas e tribulaes, Quem os salvou foi Seu grande poder.

    Tambem ns hoje bem alto cantamos Que nossas spplicas sempre attendeu; Seu forte brao sempre compassivo Em nossa ajuda Elle estendeu.

    Como ate aqui, de hoje em deante, Elle ser nosso eterno poder,Nosso castello mui forte e seguro E nossa fonte de aniplo prazer.

    --- ---

    7 Te louvamos o' Deus

    Alas. ZmosI. 861. O Gott sei selobl. C. C. 1*J.

    Te louvamos, oh, Deus, pelo dom de Jesus,

    Que por ns, peccadores, morreu na cruz!

  • . Uleluiu, tolu a gloria Tc rendemos sem jim ;

    A/lelnia, Tua graa imploramos, Amen!

    Te Viuvamos, oh Deus. pela brilhante luz, Que as trevas dissipa e a Christo conduz!

    Te louvamos. Senhor, oh Cordeiro de Deus;

    Foste morto, mas vives eterno nos cus!

    Yem encher-nos, oh Deus, de celeste ardor.

    E fazer-nos sentir to immenso amor!

    15

    Q Omnipotente Rei

    Mus. p. H. 2t0. C. c. 55.

    Omnipotente Rei, alji presente s.no Teu poder;

    Em Teu excelso amor inspira-nos louvor;

    Queremos-Te, Senhor, engrandecer.

  • 'lo borcrtC rvtf

    Oii, it*etrtTndo Deus, ouveTa dos cus a orao.

    Nos vem abenoar, e vem lazer brotarO que se semear 110 corao.

    Vem Tu, Consolador; s tesiiOcador da adopo;

    No templo vem entrar, e a obra completar;

    Das manchas vem limpar o corao.

    Oh. grande trino Deus, Te adoramos ns, e s a Ti!

    Nos santificars, ao cu nos levars; Tua gloria nos dars, comtigo, ahi.

    me'nv

    0 Jesus teu nome bom

    ,Mts. P H. 3 . C. C. 112-

    Jesus, Teu nome bom, amavel Teu querer;

    Louvor supremo e puro amor quere- mos-Te render.

  • Poder r honra c gloria a Ti ns vamos (ributar;

    Com admirao e gratido, o Teu culto celebrar.

    Jesus, Teu nome bom, merece o nosso amor;

    Nos altos cus s nosso Deus, *s nosso Protector.

    Incoihparavel sempre s Tu em Tua compaixo;

    Pois quizeste vencer Satanaz, e azer- Te nosso irmo.

    Jesus, Teu nome bom, clemente sem cessar;

    Oh! quem nos dera ser assim, ser santo no peccar!

    Quizeste a este mundo vir. para nos resgatar,

    E cumprindo por ns leda a lei o perdo nos vieste dar!

  • 111

    Jesus, Teu nome bom, Te foi dorosa a cruz;

    O Teu sofrer, e o Teu penar, a vida nos produz!

    Na gloria j sentado ests, acceitando

    a adorao.

    Que Teu povo vem, fiel, prestar, com sincero corao.

    Ghuvas de beno veremos

    Mr5. P. II. 331. C C. OL

    Chuvas de bnos teremos, a promessa de Deus;

    Tempos bemditos veremos. Chuvas de bnos dos cus.

    Chuvas de bnos,Chuvas de benos dos cus.

    Gottas bemditas s temos, Chuvas rogamos a Deus.

  • Chuvas de bnos leremos.Vida e paz e perdo;

    Os peccadores indignos Graa dos cus obtero.

    Chuvas de bnos teremos;Manda-nos j, Senhor:

    D-nos j hoje os ruclos D*esta palavra de amor.

    Chuvas de bnos teremos, Chuvas mandadas dos cus;

    Bnos a todos os crentes. Bnos do nosso bom Deus.

    ------- ---------

    19

    0 divino Preceptor

    Mel ZiDniJ. KG. Hcilger Geist Oa Gottesrrucht. C. C 135

    Oh! divino Preceptor,Mostra-nos o Salvador!

    Oh! Tu. bom Consolador, Enche-nos de santo amor.

    2*

  • 20

    Grande e liei Instruidor, Com altssimo favor,

    Ensina-nos a supplicar,E culto a Deus tributar.

    Santo Espirito de Deus, Enche de fervor os Teus,

    Para entoarem o louvor De Jesus, o Salvador.

    Oh! Espirito veraz,Esta escurido desfaz;

    Enche o mundo da tua luz; Guia todos a Jesus!

    Mus Zic-tul. 155. Lobt den Heirn n i t n t tc a i Lic. C. C. 9L

    A semana j passou,O Senhor guiou-nos bem:

    O seu povo se lembrou Que reunido bnos tem.

    dos sete o dia melhor.De descano e de louvor.

    A semana j passou

  • Vimos te pedir perdo,Dom do amado Redemptor;

    Mostra a tua compaixo,Tira a nossa culpa e dr;

    Livres de cuidado aqui, Descancemos hoje em li.

    Desejamos te louvar.Tua presena aqui sentir:

    Neste culto encontrar Esperanas do porvir.

    Paz e gloria l dos cus, Manifesta j, Deus.

    No Evangelho ha poder Para o crente consolar,

    Para o vicio seu vencer:Todo o mal abandonar:

    Que d hoje a pregao Gozo e paz ao corao.

    --- :----

    21

  • _ 22

    J 3 Sbia justa e toda pura

    Mus. Ziocul. 7 . Hcri tnd Herz vercint lusaxaen C C. 53.

    Sbia, justa c toda pura,E a lei de meu Senhor:

    Que ate a alma dura Deixa livre de terror.

    Do Senhor a conscincia To fiel alli est;

    Aos meninos a sciencia E conselhos rectos d.

    Do Senhor esses conselhos. Justos e benignos so:

    Neiles vejo, como espelhos, Quanto mau meu corao.

    Mais que o sol. resplandecentes Os preceitos do Senhor,

    Illuminam nossas mentes Com divino resplendor.

  • Eis dos anjos a harmonia

    Alt*. Zioasl. IC*l Hccch! der Enel