HI170 História Econômica, Política e Social Geral

Download HI170 História Econômica, Política e Social Geral

Post on 10-Jun-2015

2.653 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE FILOSOFIA E CINCIAS HUMANAS CFCH CURSO: CINCIAS SOCIAIS DISCIPLINA: HISTRIA ECMICA, POLTICA E SOCIAL GERAL CARGA HORRIA: 60 horas. CDIGO: CFCH 138i. PROFESSOR: Me. Eduardo A. Carneiro PROGRAMA DA DISCIPLINA I. EMENTA: Estudo de aspectos gerais da Histria Moderna e Contempornea, atravs da anlise de documentos e da reviso crtica da historiografia. II. OBJETIVOS: - Obter noes bsicas de Histria Econmica, Histria Poltica e Histria Social e a relaes que ambas mantm entre si. - Compreender os principais acontecimentos histricos da chamada Histria Moderna e Contempornea com nfase nos aspectos econmicos, polticos e sociais. III. CONTEDO PROGRAMTICO E BIBLIOGRAFIAS: 1. UNIDADE: INTRODUO HISTRIA ECONMICA, POLTICA E SOCIAL. a) Noes bsicas de historiografia economia, poltica e social.TEXTO(S) BASE(S): FRAGOSO, Joo. Histria Econmica. In: CARDOSO, Ciro F (org.). Domnios da Histria. 5 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997. (Disponvel no Blog) CASTRO, Hebe. Histria Social. CARDOSO, Ciro F (org.). Domnios da Histria. 5 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997. (Disponvel no Blog Mesmo link do anterior, cap.2). FERREIRA, Marieta. A Nova Velha Histria: o retorno da Histria Poltica. Acessado em maro de 2009 em: http://www.cpdoc.fgv.br/revista/arq/109.pdf BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): BURKE, Peter. A Revoluo Francesa da Historiografia: a Escola dos Annales (1929-1989). So Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1993. DOSSE, Franois. A Histria em Migalhas: dos Annales Nova Histria. So Paulo: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1992. LE GOFF, Jacques. A Nova Histria. So Paulo: Martins Fontes, 2001. FURET, Franois. O quantitativo em Histria. In: A Oficina da Histria. Lisboa: Gradativas Publicaes, s\d.2. UNIDADE: O ADVENTO DA MODERNIDADE: A EUROPA COMO CENTRO DO MUNDO. a) A Idade das Trevas: a sociedade feudal e seus aspectos econmicos, polticos e sociais.TEXTO(S) BASE(S): FRANCO JUNIOR, Hilrio. As Estruturas Econmicas (cap. 3). In: A Idade Mdia: Nascimento do Ocidente. 4 Ed. So Paulo: Brasiliense, 1992. (Texto disponvel no Blog). __________. As Estruturas Sociais (cap. 4). In: A Idade Mdia: Nascimento do Ocidente. 4 Ed. So Paulo: Brasiliense, 1992. __________. As Estruturas Polticas. In: A Idade Mdia: Nascimento do Ocidente. 4 Ed. So Paulo: Brasiliense, 1992.www.estudandohistoriaeconomica.blogspot.com1BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): DUBY, George. O Perodo Carolngio. In: Guerreiros e Camponeses: os princpios do crescimento econmico europeu. Lisboa: Estampa, 1980. FRANCO JUNIOR, Hilrio. O (pr)Conceito de Idade Mdia. In: A Idade Mdia: Nascimento do Ocidente. 4 Ed. So Paulo: Brasiliense, 1992. MACEDO, Jos R. Movimentos Populares na Idade Mdia. 9 ed. So Paulo: Editora Moderna, 1993. MAGALHES FILHO, Francisco. O Feudalismo Europeu. In: Histria Econmica. So Paulo: Sugestes Literrias, 1970. MONTEIRO, Hamilton. O Feudalismo: Economia e Sociedade. So Paulo: tica, 1991. DABAT. A Transferncia do conceito de feudalismo a regies no europias. (Disponvel no Blog).b) A crise do Modo de Produo Feudal: teorias da transio.TEXTO(S) BASE(S): SWEEZY, Paul. Uma Crtica. In: HILTON, Rodney et all. A transio do feudalismo para o capitalismo. 4 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. DOBB, M. Uma rplica. In: HILTON, Rodney et al. A transio do feudalismo para o capitalismo. 4 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. WEBER, M. O Esprito do Capitalismo. In: A tica Protestante e o Esprito do Capitalismo. (Disponvel no Blog). BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): DOBB, Maurice. O declnio do feudalismo e o crescimento das cidades. In: A Evoluo do Capitalismo. So Paulo: Abril Cultura, 1983. FRANCO JUNIOR, Hilrio. CHACON, Paulo. A depresso de fins da Idade Mdia. In: Histria Econmica Geral. So Paulo: Atlas, 1986. HUBERMAN, Leo. Do Feudalismo ao Capitalismo (Parte I). In: Histria da Riqueza do Homem. 21 Ed. Rio de Janeiro: LTC, 1986. HOBSBAWN, E. Do feudalismo para o capitalismo. In: HILTON, Rodney et all. A transio do feudalismo para o capitalismo. 4 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. MANFRED, A. Do feudalismo ao Capitalismo. So Paulo: Global, 1982. MARIUTTI, E. Materialismo Histrico e Transio. In: Balano do Debate: A Transio do Feudalismo ao Capitalismo. So Paulo: Hucitec, 2004. SWEEZY, Paul. Uma Trplica. In: HILTON, Rodney et al. A transio do feudalismo para o capitalismo. 4 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. SALINAS, Samuel Srgio. Do feudalismo ao capitalismo: transies. So Paulo: atual, 1988. VILAR, Pierre. A transio do feudalismo ao capitalismo. In: HOBSBAWN, Eric et all. Histria, Capitalismo, Transio. Rio de Janeiro: Eldorado Tijuca, 1975.c) A Expanso Martima Europia e o (En)cobrimento do Outro.TEXTO(S) BASE(S): TODOROV, T. Descobrir. In: A Conquista da Amrica: a questo do outro. 3 Ed. So Paulo: Martins Fontes: 2003. MAGALHES FILHO. O Incio da Expanso Colonial. In: Histria Econmica. So Paulo: Sugestes Literrias, 1970. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): DUSSEL, Enrique. 1492: o encobrimento do outro (a origem do mito da modernidade). Rio de Janeiro: Vozes, 1993. LOPEZ, Luiz R. O Significado das Navegaes. In: Histria da Amrica Latina. So Paulo: Mercado Aberto, s\d. THEODORO, Janice. Descobrimentos e renascimento. 4 Ed. So Paulo: Contexto, 1996.www.estudandohistoriaeconomica.blogspot.comd) O Antigo Regime: Absolutismo, Mercantilismo e a Sociedade Estamental.TEXTO(S) BASE(S): HUBERMAN, Lo. A vem o Rei! In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982. ANDERSON, Perry. O Estado Absolutista no Ocidente. In: Linhagens do Estado Absolutista. So Paulo: Brasiliense, 2004. RMOND, Ren. .A organizao social do Antigo Regime. In: O Antigo Regime e a revoluo francesa. So Paulo: Cultrix, 1986. FRANCO JNIOR, Hilrio. O Mercantilismo. In: Histria Econmica Geral. So Paulo: Atlas, 1987. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): DEYON, Pierre. O Mercantilismo. So Paulo: Perspectiva, 1973. FALCON, Francisco. Mercantilismo e Transio. 7 Ed. So Paulo: Brasiliense. 1986. MAQUIAVEL, N. O prncipe. So Paulo: Abril Cultural, 1979.23. UNIDADE: A INVENO DA LIBERDADE a) O triunfo da razo: do iluminismo ao liberalismo.TEXTO(S) BASE(S): FALCON, Francisco Jos Calazans. Iluminismo. 3. ed. So Paulo: tica, 1991. Srie Princpios. HUBERMAN, Lo. Deixem-nos em paz! In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982. (Tem no Blog) RMOND, Ren. A Idade de ouro do Liberalismo. In: O Sculo XIX. So Paulo, 2004. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): HUGON, Paul. Doutrina Liberal e Individualista. In: Histria das Doutrinas Econmicas. 10 Ed. So Paulo: Atlas. 1969. ROUANET, Sergio Paulo. As razes do iluminismo. So Paulo: Companhia das Letras, 2000. FOUCAULT, M. O que Iluminismo. b) As Revolues Burguesas: o caso francs (1789-1814).TEXTO(S) BASE(S): HOBSBAWN, Eric. A Revoluo Francesa. In: A Era das Revolues: 1789-1848. 8 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): BLANNING, T. Aristocratas versus Burgueses: a revoluo francesa. So Paulo: tica, 1991. SOBOUL, A. A Revoluo Francesa. So Paulo: Difel, 1976. RMOND, Ren. In: O Antigo Regime e a revoluo francesa. So Paulo: Cultrix, 1986. MICELI, Paulo. As Revolues Burguesas. So Paulo: Atual, 1994.4. UNIDADE: O TRIUNFO DO CAPITALISMO a) O homem como apndice da mquina: a Revoluo IndustrialTEXTO(S) BASE(S): HOBSBAWN, Eric. A Revoluo Industrial. In: A Era das Revolues: 1789-1848. 8 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991. MARX, K. A Chamada Acumulao Primitiva. In: O Capital. Livro 1; Vol. 2. Rio de Janeiro: Civilizao Brasileira, 1968. (Disponvel no blog). MELLO, Joo Manuel C. A Problemtica da Industrializao retardatria. In: O Capitalismo Tardio. So Paulo: Brasiliense, 1986. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): FALCON, Francisco. A fase de formao da sociedade liberal. In: A formao do mundo contemporneo. 7 ed. Rio de Janeiro: campus, 1989, p.130. IGLSIAS, Francisco. O que foi a Revoluo Industrial? In: A Revoluo Industrial. So Paulo: Brasiliense, 1986. HUBERMAN, Lo. Revoluo: na indstria, Agricultura, transporte. In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982. (Tem no Blog) HUBERMAN, Lo. De onde vem o dinheiro? In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982.b) A luta pelos direitos sociais: as revolues de 1830-1848.TEXTO(S) BASE(S): HOBSBAWN, Eric. As Revolues. In: A Era das Revolues: 1789-1848. 8 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, BRESCIANI, Maria S. Londres e Paris no sculo XIX: o espetculo da pobreza. So Paulo: Brasiliense, 1990. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): HUBERMAN, Lo. Trabalhadores de todos os Pases, uni-vos!. In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982. RMOND, Ren. Movimento Operrio, Sindicalismo e Socialismo. In: O Sculo XIX. So Paulo, 2004.www.estudandohistoriaeconomica.blogspot.com3c) O capitalismo imperialista e suas conseqncias sociaisTEXTO(S) BASE(S): HUBERMAN, Lo. Eu Anexaria os Planetas, se Pudesse. In: Histria da Riqueza do Homem. 18 ed. RJ: Zahar, 1982. HARNECKER, Marta. URIBE, Gabriela. A Dependncia. In: Imperialismo e Dependncia. Rio de Janeiro: Graal, 1980. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): MAGALHES FILHO, Francisco. O mundo anterior a 1914. In: Histria Econmica. So Paulo: Sugestes Livrarias, 1970. RMOND, Ren. As conseqncias da guerra. In: O Sculo XX: de 1914 aos dias atuais. So Paulo: Cultrix, 1974. HOBSBAWN, E. A Era dos Imprios. In: A Era dos Imprios (1874-1914). 8 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003. LNIN, V. O Imperialismo, fase particular do capitalismo. In: Imperialismo: fase superior do capitalismo. 4 ed. So Paulo: Global, 1987. FALCON, Francisco. A fase de expanso da sociedade liberal. In: A formao do mundo contemporneo. 7 ed. Rio de Janeiro: campus, 1989, p.130. CATANI, Afrnio. O que imperialismo. 9 ed. So Paulo: Brasiliense, 1992. HEILBRONER, R. A Mudana na Estrutura do Mercado. In: A Formao da Sociedade Econmica. Rio de Janeiro: Zahar, 1980. MOURA, Gerson. Tio Sam Chega ao Brasil: a penetrao cultural americana. So Paulo: Brasiliense, 2000. SHILLING, Voltaire. EUA x Amrica Latina: as etapas da dominao. So Paulo: Mercado Aberto, 1991.d) A Segunda Guerra Mundial e o Mundo Ps-Guerra:TEXTO(S) BASE(S): MAGALHES FILHO, Francisco. A Segunda Guerra Mundial. In: Histria Econmica. So Paulo: Sugestes Livrarias, 1970. HOBSBAWN, Eric. Os anos dourados. In: Era dos Extremos: o breve sculo XX (1914-1991). So Paulo: Companhia das Letras, 1995. BIBLIOGRAFIA(S) AUXILIAR(ES): RMOND, Ren. A Segunda Guerra Mundial e o aps-guerra. In: O Sculo XX: de 1914 aos dias atuais. So Paulo: Cultrix, 1974. MAGALHES FILHO, Francisco. A Economia Mundial no Aps-Guerra. In: Histria Econmica. So Paulo: Sugestes Livrarias, 1970. HOBSBAWN, Eric. Guerra Fria. In: Era dos Extremos: o breve sculo XX (1914-1991). So Paulo: Companhia das Letras, 1995.IV. METODOLOGIA DE ENSINO Aulas expositivas dialogadas e apoiadas em leituras de texto(s) base(s) indicado(s) neste programa. V. AVALIAO a) N1 = 10,00 (Atividade 1 = 3,0 pontos e Atividade 2 = 7,0 pontos) Atividade 1: - A turma ser dividida em 07 grupos. Cada grupo ficar responsvel por ler os textos bases de pelo menos um item de uma das Unidades do Programa de Curso (levar em considerao o cronograma das aulas). - O grupo ficar responsvel por dialogar em sala de aula com o professor sobre o assunto da respectiva unidade em que foi sorteado. - Os outros grupos devero ler pelo menos um dos textos auxiliares da unidade. Atividade 2: - Produo Textual em grupo sobre o tema Revoluo Russa com no mximo dez laudas e contendo citaes de pelo menos duas bibliografias (no vale artigos e textos tirados da internet).www.estudandohistoriaeconomica.blogspot.com4b) N2 = 10,00 (Atividade 1 = 8,0 pontos e Atividade 2 = 2,0 pontos) Atividade 1: - Cada grupo ficar responsvel por fazer uma exposio oral sobre um dos livros indicados abaixo. - A apresentao dever seguir o roteiro: a) apresentao da obra: ttulo e tema e, se possvel, uma breve biografia do autor; b) apresentao de cada componente do grupo pela ordem das exposies nome e assunto ou captulo do livro que ser abordado; c) exposio oral de cada membro do grupo, que deve se ater, a princpio, sobre o que o autor diz sobre o assunto\captulo; d) concluso geral do grupo crtica da obra como um todo. OBS: a apresentao dever contemplar pelo menos 1\3 dos captulos do livro. Atividade 2: - Aps a exposio, ser realizado um sorteio para a escolha dois grupos que tero a incumbncia de: a) fazer um breve comentrio sobre a apresentao; b) avaliar a apresentao; c) fazer pelo menos uma pergunta sobre o assunto ao grupo que realizou a exposio. OBS: durante o sorteio, os grupos que forem considerados ausentes (aqueles cuja quantidade de membros for inferior a 50%) tero que entregar ao professor num prazo de trs dias uma resenha sobre o livro objeto da exposio.LISTA DE LIVROS INDICADOS: BARBOSA, A. O Mundo Globalizado: economia, sociedade e poltica. 3 Ed. So Paulo: Contexto, 2006. (Disponvel no blog). BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Lquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001. BAUMAN, Zygmunt. Globalizao: as conseqncias humanas. Rio de Janeiro: Zahar, 1999. (Disponvel no blog). BRENER, Jayme. Ferida Aberta: O Oriente Mdio e a Nova Ordem Mundial. So Paulo: Atual, 1993. CHOSSUDOVSKY, Michel. Guerra e Globalizao: antes e depois de 11 de setembro de 2001. So Paulo: Expresso Popular, 2004. (Disponvel no blog). CHOSSUDOVSKY, Michel. A Globalizao da pobreza: impactos das reformas do FMI e do Banco Mundial. So Paulo: Moderna, 1999. HALL, Stuart. A identidade cultural na ps-modernidade. 11 Ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. (Disponvel no blog). HOBSBAWN, E. O Novo Sculo. So Paulo: Cia das Letras, 2000. KRUGMAN, Paul. A crise de 2008 e a economia da depresso. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. (pegar livro com o professor). SADER, Emir (org). Ps-Neoliberalismo: as polticas sociais e o Estado Democrtico. So Paulo: Paz e Terra, 1995. SODR, Nelson Werneck. A farsa do neoliberalismo. 4 ed., Rio de Janeiro: Graphia, 1997. OBS: o professor aceita sugesto de livros desde que o tema tenha a ver com o Oriente Mdio, neoliberalismo e globalizao.i pr-requisito para a disciplina CFCH139 Histria Econmica, Poltica e Social do Brasil.www.estudandohistoriaeconomica.blogspot.com5

Recommended

View more >