Hepatite na gravidez

Download Hepatite na gravidez

Post on 05-Jun-2015

453 views

Category:

Health & Medicine

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. HEPATITE NA GRAVIDEZFERNANDO NO MURILLO ROSA SORAYA AMANDAPROF: ROSELY</li></ul> <p> 2. INTRODUO A hepatite viral uma doena de distribuio mundial com altamorbidade, constituindo importante problema de sade pblica. As cinco formas de hepatite viral so clinicamente similares, maspodem ser distinguidas por ensaios sorolgicos.(Chufallo et al., 2006) 3. DESENVOLVIMENTO EPIDEMIOLOGIA: A hepatite viral aguda uma doena comum, que afeta 0,5% a 1% dapopulao nos EUA a cada ano. Em pesquisas populacionais, as causas virais de hepatite aguda so as seguintes:(Chufallo et al., 2006) 4. DESENVOLVIMENTO QUADRO CLNICO: Sintomas de mal-estar, nusea, falta de apetite, dor abdominal vaga ouem hipocndrio direito e ictercia. Elevaes nos nveis sricos de bilirrubina e aminotransferases,enquanto que, sorologicamente, h presena de um genoma viral da hepatite no fgado e no soro.(Chufallo et al., 2006) 5. DESENVOLVIMENTO Hepatites A e E: Infecciosas, disseminadas em grande parte pela via fecal-oral,associadas a condies sanitrias precrias, esporadicamente causam hepatite autolimitada.Hepatites B, C e D: Formas sricas; disseminadas, em grande parte, pelas viasparenterais e, menos comumente, pela exposio ntima ou sexual; no so altamente contagiosas, de ocorrncia espordica; so capazes de levar hepatite crnica e, por fim, cirrose e ao carcinoma hepatocelular (Chufallo et al., 2006) 6. DESENVOLVIMENTODentre os vrios tipos de hepatite as hepatites, B e C merecem abordagem rotineira durante a gestao, porque medidas importantes no decurso do ciclo gravdico-puerperal devem ser tomadas em cada situao.(Chufallo et al., 2006) 7. DESENVOLVIMENTO HEPATITE B: Maior determinante de doena heptica aguda e crnica do mundo,especialmente se contrado por transmisso vertical. O perodo de incubao de 50 a 80 dias. Transmitido pela inoculao de sangue infectado e, est presente nasaliva, smenes, secrees vaginais, e pelo leite materno.(Chufallo et al., 2006) 8. DESENVOLVIMENTO HEPATITE B: As gestantes infectadas transmitem o vrus atravs da placenta para ofeto e durante o nascimento. Tem maior probabilidade de ocorrer infeco aguda, especialmente no terceiro trimestre que equivale a 75% dos casos. Apesar de o vrus existir no leite materno, parece no haver risco doRN ser amamentado, mesmo que a me seja HBS-e, principalmente naqueles RNs que receberam imunoglobulina da hepatite B no sendo necessrio contraindicar o aleitamento materno.(Chufallo et al., 2006) 9. DESENVOLVIMENTO HEPATITE B: O diagnstico clnico de difcildiferenciao em relao a outras doenas virais. O diagnstico laboratorial:(Chufallo et al., 2006) 10. DESENVOLVIMENTO HEPATITE B: No pr-natal, todas as gestantes devem ser rastreadas rotineiramentepara o HbsAg e para anti-HBc na primeira consulta. Se forem negativos, repetem o HbsAg no terceiro trimestre. Nas no rastreadas est indicada a testagem logo que possvel aps a admisso durante o trabalho de parto. Para pacientes expostas a situaes de risco (usurias de drogas endovenosas, parceiras de usurios de drogas, parceiras de portadores de HBV, mltiplos parceiros, ocorrncia de outras DST, profissionais de sade e sob hemodilise) o rastreamento deve ser realizado trimestralmente.(Chufallo et al., 2006) 11. DESENVOLVIMENTO HEPATITE B: As atuais medidas de preveno da transmisso vertical do VHBenvolvem estratgias de imunizao ativa e passiva. A vacinao mesmo quando utilizada isoladamente possui grandeeficcia na preveno da transmisso vertical j que reduz os nveis de transmisso em 70 a 95%. Est indicado o uso de imunoglobulina hiperimune em gestante soronegativo que relata histria de acidente com material contaminado, relaes sexuais com parceiro em fase aguda ou em vtima de violncia sexual (0,06 mg/kg IV). (Chufallo et al., 2006. Figueir-Filho et al., 2007.) 12. DESENVOLVIMENTO HEPATITE C: Perodo de incubao , em mdia, de oito semanas. A principal via de contgio da infeco pelo HCV atravs de sanguecontaminado (por uso de drogas injetveis, transfuses sanguneas antes 1992 e outras exposies percutneas como tatuagens e piercings). A taxa de transmisso vertical do HCV tem sido estimada em 5%, comtaxas mais altas em mulheres com infeco por HCV co-infectadas pelo vrus da Imunodeficincia Adquirida (HIV). Esse tipo de transmisso pode ocorrer nos casos de gestante com infeco crnica (2-3%) ou infeco aguda no 3 trimestre.(Chufallo et al., 2006. Figueir-Filho et al., 2007.) 13. DESENVOLVIMENTO HEPATITE C: O diagnstico laboratorial se faz pela deteco do anti-HCV. No pr-natal, a sorologia deve ser limitada s pacientes de risco(usurio e/ou parceiras de usurios de drogas ilcitas por intravenosa).(Chufallo et al., 2006. Figueir-Filho et al., 2007.) 14. DESENVOLVIMENTO HEPATITE C: Abordagem quanto ao tipo de parto:(Figueir-Filho et al., 2007.) 15. DESENVOLVIMENTO HEPATITE C: Amamentar ou no?(Figueir-Filho et al., 2007.) 16. CONCLUSOA hepatite uma infeco endmica no Brasil e com maior prevalncia em populao de baixo nvel socioeconmico. Tem-se uma especial importncia para a hepatite B, pois neonatos infectados pelo vrus tm 90% de chance de se tornarem portadores crnicos e desenvolverem hepatopatia crnica (25 a 40% dos casos), alm disso, tornam-se propagadores do vrus por toda a vida.</p>