henry joseph jr

Download Henry Joseph Jr

Post on 14-Jan-2016

27 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Henry Joseph Jr. Pres. Comissão de Energia Meio Ambiente da Alfavea. Mesa Redonda : Desafio Intersetorial para a Gestão Sustentável das Emissões Posição ANFAVEA. Henry Joseph Junior Comissão de Energia e Meio Ambiente Conferência Internacional Ethos 2008 - PowerPoint PPT Presentation

TRANSCRIPT

  • Henry Joseph Jr.Pres. Comisso de Energia Meio Ambiente da Alfavea

  • Mesa Redonda:Desafio Intersetorial para aGesto Sustentvel das Emisses

    Posio ANFAVEAHenry Joseph JuniorComisso de Energia e Meio Ambiente

    Conferncia Internacional Ethos 2008Palcio das Convenes Anhembi - So Paulo, 27 a 30 de maio de 2008

  • PROCONVEPrograma de Controle da Poluio do Ar por Veculos Automotores.Resoluo CONAMA n 18, de 6 de maio de 1986.Legislao Complementar:Lei Federal n 8.723 (29 / outubro / 1993).Resolues CONAMA:n 01 / 1993; n 07 / 1993;n 08 / 1993; n 14 / 1995;n 15 / 1995; n 16 / 1995;n 20 / 1996; n 226 / 1997;n 241 / 1998; n 242 / 1998;n 251 / 1999; n 282 / 2001;n 291 / 2001; n 297 / 2002;n 299 / 2001; n 315 / 2002;N 354 / 2004.

  • Limites Emisses Veculos PesadosDatas de Exigncia: P-1 = 1987 (nibus Urbano) 1989 (100%) P-2 = 1994 ( 80%) 1996 (100%) P-3 = 1994 (nibus Urbano) 1996 ( 80%) 2000 (100%) P-4 = 1998 (nibus Urbano) 2000 ( 80%) 2002 (100%) P-5 = 2004 (nibus Urbano) 2005 (Micro nibus) 2005 ( 40%) 2006 (100%) P-6 = 2009 (100%)NMHC

  • Atendimento: Veculos Pesados

  • Resoluo CONAMA n 315, de 29/10/2002.Entidades Governamentais:MMAIBAMAINMETROANPCETESB - SPFEEMA RJIAP PRFEAM MGSMMA - SPIPT USPCOPPE UFRJIniciativa Privada:CNIANFAVEAABEIVASINDIPEASAFEEVASAEAPETROBRSNICAReunies: GT Novas Etapas do PROCONVE (coord. IBAMA): 16 reunies; Cmara Tcnica Ambiental do CONAMA (coord. SMA-SP): 2 reunies; GT da CT Ambiental (coord. CNI): 2 reunies.

  • Padres de Emisses para Veculos Diesel

    PROCONVEVIGNCIAPADRO DE REFERNCIAFATOR DE EMISSO (g/kWh)COHCNOxMPFase I1989 a 1994ndice Bosch----Fase II1994 a 1996EURO 011,22,4514,4-Fase III1996 a 2000EURO I4,91,239,00,7/0,4Fase IV2000 a 2005EURO II4,01,17,00,15Proconve P52005 a 2008EURO III2,10,665,00,13/0,10Proconve P6A partir de 2009EURO IV1,50,463,50,02

  • Tecnologias para AtendimentoPROCONVE P-5Melhorias na formao da mistura ar-combustvel (sistemas de injeo de alta presso);Melhoria na queima do combustvel (perfil da cmara, anis, turbo, etc.); PROCONVE P-6Melhoria na formao da mistura ar-combustvel (sistemas de injeo de alta presso);Melhoria na queima do combustvel (perfil da cmara, anis, turbo, etc.);Linhas Tecnolgicas:Recirculao do gs de escapamento pelas cmaras de combusto (EGR);Sistema de reduo cataltica seletiva (SCR).Sistemas ComplementaresFiltro de partculas diesel (DPF);Catalisador de oxidao diesel (DOC);Filtro regenerativo contnuo (CRT);Conversor cataltico de NO (peneira molecular ativada AMS);Catalisador adsorvedor de NOx (NAC ou NSCR).NOxMPConsumo

  • Parmetros de Desenvolvimento X CombustvelNmero de Cetano:altera o incio da combusto

    Curva de DestilaoDensidadePonto Fulgor

    Enxofre Aumento de rudo Fumaa branca Material particulado Tipo de HC => dificuldade de queima => MP Tipo de ps-tratamento Formao de MP Durabilidade de componentes

  • Importncia do Combustvel

  • Influncia do Combustvel

  • Conseqncias do Combustvel Inadequadoenvenenamento dos catalisadores;corroso dos sistemas;formao de depsitos;entupimento de catalisadores;aumento da emisso de material particulado;sobrecarga para o filtro de material particulado;carbonizao dos motores;aumento no consumo de combustvel;aumento nas emisses;pane por travamento de bomba de alta presso;deficincia na funcionabilidade do sistema de turbo-alimentao;perda de durabilidade.

  • PROCONVE x CombustvelNas diversas reunies para discusso das novas etapas do PROCONVE, a ANFAVEA sempre manifestou a necessidade do estabelecimento de combustveis adequados, que possibilitassem o desenvolvimento dos motores e veculos.As novas etapas do PROCONVE foram definidas em 29 de outubro de 2002, atravs da Resoluo CONAMA n 315, que determina os limites P6 a partir de 2009.A especificao do combustvel adequado ao cumprimento da fase P6 foi definida em 9 de novembro de 2007, atravs da Resoluo ANP n 35.Visto que os veculos modelo 2009 so comercializados a partir do 2 semestre de 2008, no h tempo suficiente para desenvolver, homologar, definir fornecedores e produzir os mesmos.(O primeiro fornecimento deste combustvel, para iniciar os trabalhos de desenvolvimento, ocorrer somente a partir de junho prximo)

  • Tempo Necessrio para DesenvolvimentoEste quadro mostra de forma simplificada as principais etapas de desenvolvimento e implantao de uma nova tecnologia, para atendimento a uma nova fase de emisses, a partir do conhecimento do combustvel.Verifica-se que so necessrios 4,5 anos para cumprir todas etapas previstas.Obviamente, para produtos conhecidos algumas etapas podem ser abreviadas, mas, pelo menos, de 3 a 4 anos sero obrigatoriamente necessrios, dependendo das caractersticas do combustvel.

  • LegislaoLei Federal n 8723/93Art. 7 - Os rgos responsveis pela poltica energtica, especificao, produo, distribuio e controle de qualidade de combustveis so obrigados a fornecer combustveis comerciais, a partir da data de implantao dos limites fixados por esta Lei, e de referncia para testes de homologao, certificao e desenvolvimento, com antecedncia mnima de trinta e seis meses do incio de sua comercializao

  • ConclusoPara manter a credibilidade do PROCONVE e a motivao de todas as reas envolvidas com este programa, so necessrias providncias que compatibilizem as futuras datas de exigncia do CONAMA, com as reais condies de atendimento decorrentes da disponibilidade do combustvel adequado e do tempo necessrio para o desenvolvimento dos motores e veculos.

  • Obrigado.henry.joseph@volkswagen.com.br

  • Back Up

  • GT Novas Etapas do PROCONVEAta da 1 Reunio 2 de agosto de 2000....Com base nas discusses sobre o tema verificou-se que os seguintes pontos devem constituir a agenda de trabalho:Melhoria da qualidade dos combustveis veicularesEmisso de motocicletas e veculos similaresEmisso de veculos automotoresPeas e componentes para o mercado de reposio......Caber a este GT rever e propor: novos limites de emisso de poluentes atmosfricos, procedimentos de ensaio, especificaes para os combustveis comerciais e respectivos prazos para a sua implementao; ...

  • GT Novas Etapas do PROCONVEAta da 3 Reunio 18 de outubro de 2000.I - Assuntos tratados:Apresentao da PETROBRS sobre alteraes nas especificaes dos combustveis.Pela atual programao da PB, teriamos as seguintes etapas de reduo do S:

    VISO PARA O LEO DIESEL, QUANTO AO ENXOFRE (ppm )Consumo Local20052009201210 %RMSP500505020 %Outras RM500500500/50 *70 %Interior2000500500/50 *(*) Em estudo a possivel implantao, talvez parcial usando-se uma 2a bomba.

    Pela anlise do quadro acima, conclue-se ser possvel implantar nveis EURO III (CONAMA V) por volta de 2005, e no haver possibilidade de avano e implantao de motores com tecnologia EURO IV, visto estes no poderem rodar com nveis de 500 ppmS.

  • GT Novas Etapas do PROCONVEAta da 7 Reunio 13 de fevereiro de 2001O representante da PETROBRS apresentou as seguintes propostas para o leo diesel:

    O representante da ANP declarou que essa entidade ir fazer a sua parte ... sendo preciso apenas que se chegue a um consenso sobre a especificao do combustvel.LEO DIESEL - 2005 METROP.INT.Teor de enxofre (mx.) 500 ppm2000 ppmT 85%360 CT 90%360 CDensidade0,82 0,860,82 0,87N Cetano4542

    LEO DIESEL - 2009METROP. INT.Teor de enxofre (mx.) 50 ppm500 ppm

  • GT Novas Etapas do PROCONVE9 Reunio - 20 de maro de 2001: ANP no participa da reunio;10 Reunio - 5 de abril de 2001ANP entende ser prematuro iniciar discusso sobre especificaes de combustveis;11 Reunio - 3 de maio de 2001: ANP no participa da reunio;12 Reunio - 25 de junho de 2001ANP no concorda com o estabelecimento de requisitos de qualidade para combustveis em resoluo do CONAMA;13 Reunio - 13 de julho de 2001: ANP no participa da reunio;14 Reunio - 8 de agosto de 2001: ANP no participa da reunio;15 Reunio - 21 de agosto de 2001ANP solicita maior clareza quanto ao que se solicita para combustvel.

  • CONAMA(05/05/2002) CT Ambiental: criado GT p/ Novas Etapas do PROCONVE;(06/06/2002) 1 Reunio GT: ANP declara que criar GT prprio para combustveis.(26/06/2002) 2 Reunio GT: includo Art. que trata dos combustveis:Art. X - Os combustveis necessrios para atendimento ao disposto nesta Resoluo devero estar disponveis conforme estabelecido na Lei n 8.723, de 29 de outubro de 1993, artigo 7 . 1 Para fins de desenvolvimento de produtos, testes de certificao e homologao, os combustveis de referncia devero estar disponveis, conforme a Lei citada no caput deste artigo. 2 Os combustveis comerciais devero possuir caractersticas adequadas e compatveis com as tecnologias a serem adotadas e estarem disponveis nas datas previstas nesta Resoluo.

    (08/08/2002) CT Contrle Ambiental: Texto aprovado;(10/09/2002) CT Assuntos Jurdicos: Texto aprovado;(29/10/2002) Reunio Plenria do CONAMA: Resoluo aprovada (Res. n 315);(20/11/2002) Publicado no DOU.

  • ANP27 de fevereiro de 2003:Reunio na ANP para apresentao de propostas de especificao de combustveis para PROCONVE;29 de maio de 2003:Reunio para apresentao de propostas da ANP;Formao de GTs para discusso de pontos especficos.2004: no houve reunies.de junho de 2005 a agosto de 2006:4 reunies retomando as discusses sobre as especificaes de combustveis para o PROCONVE;16 de outubro de 2007:Resoluo ANP n 32 Especificao do diesel comercial para veculos P6;09 de novembro de 2007:Resoluo ANP n 35 Especificao do diesel de referncia.